Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

terça-feira, 7 de abril de 2020

Agua e Saneamento

O setor de saneamento também passa por um momento interessante.... com potencial de ter uma estabilidade regulatória melhor.... (esperamos)...

Análise Coin Valores
Questões relacionadas à tributação deverão ser um dos assuntos discutidos pelo setor em 2011. O setor recolhe 1,65% de PIS e 7,6% de Cofins sobre o faturamento. A proposta das empresas é conseguir o crédito integral do tributo. Segundo a Aesbe (Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais) as empresas estaduais deverão pagar R$ 2 bilhões em PIS e COFINS em 2010. A proposta de isenção da PIS e da Cofins constava da reforma tributária votada em 2007, mas foi vetada pelo presidente Lula, sob o argumento que a medida afetava o equilíbrio fiscal. Naquele ano, a arrecadação dessas contribuições foi de R$ 130 bilhões, sendo R$ 1,6 bilhão, ou 1,2%, proveniente das empresas de saneamento. O setor necessita de grandes investimentos para universalização dos serviços de água e esgoto. No decorrer dos últimos anos, altos investimentos vêm sendo feitos em saneamento. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, em jul/10 apenas 39,6% dos brasileiros possuíam acesso a coleta de esgoto, enquanto 77,4% da população tinham abastecimento de água. Nota-se que apesar dos investimentos das companhias em tratamento de esgoto ainda há um déficit muito grande a ser superado. Projeções indicam que serão necessário R$ 270 bilhões para atingir a universalização de água em 2039.
Importante saber que a demanda de água e esgoto não tem ligação com renda. Por serem bens essenciais, o consumo é independente do cenário macro, desta forma, a demanda por esses bens é inelástica. Em 2008 o desempenho do PIB foi de 5,1%, e o setor apresentou uma média de crescimento de 2%, no entanto, em 2009 quando o PIB apresentou decréscimo de -0,2% o setor continuou com os mesmos 2% de expansão. Em 2010 e 2011 a expectativa de crescimento permanece em 2%. O faturamento é decorrente dos investimentos em ligações de água. Entretanto, o tratamento de esgoto é uma exigência da lei e ambiental. Diariamente são despejados no meio ambiente 5,4 bilhões de litros de esgoto sem tratamento. Porém, o serviço de tratamento de esgoto diminui as margens das companhias uma vez que muitas áreas têm ligações de esgoto não tratado, mas cujo serviço já é cobrado do consumidor. De acordo com as novas leis ambientais o tratamento terá que ser implantado, sem nenhuma cobrança adicional.
O setor de saneamento possui baixa representatividade em Bolsa. Apenas duas empresas, Sabesp e Copasa, têm razoável liquidez. Para ambas o ano de 2010 foi marcado por questões políticas, referente à sucessão estadual. Tanto em São Paulo, quanto em Minas Gerais os riscos foram mitigados com a permanência do PSDB, que deve manter as mesmas políticas adotadas até então. A expectativa em 2011 é que as companhias consigam superar problemas de gestão
e planejamento e reduzir o excesso de tributação, podendo assim expandir investimentos.

Nenhum comentário: