Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Locamerica (LCAM)


Subsetor
Segmento

Recomendações
 

Carteiras
ispholambra (jul/15) - Marasmo (mar/17)

Códigos de Negociação
Tipo
CVM
LCAM3
Novo Mercado 
22691 

Razão Social
CNPJ
CIA LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS
 10.215.988/0001-60

Balanços
1T2020 - ITR - Press-release - Apresentações

A2019/4T2019 ➤ DFP ➤ Apresentações ➤ Press-release

2T2018 -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA LÍQUIDA CONSOLIDADA = A receita líquida consolidada da Companhia no 2T18 foi de R$770,3 milhões, 255,8% superior ao apresentado no 2T17, resultado da expansão de todas as divisões-Terceirização de Frotas, Aluguel de Carros e Seminovos, além dos crescimentos inorgânicos com a entrada de receita da Ricci e da Unidas.Já no 1S18, a receita líquida totalizou R$1.081,6 milhões, 156,7% superior ao apresentado no 1S17.; EBITDA = O EBITDA recorrente somou R$227,0 milhões no 2T18 e R$337,0 milhões no 1S18, com as respectivas margens de 59,9% e 63,0% sobre a receita líquida de locação. As reduções verificadas nas margens refletem, basicamente, a entrada da Companhia no segmento de Aluguel de Carro, o qual possui, intrinsecamente, menores níveis de rentabilidade quando comparada à Terceirização de Frota.; RESULTADO LIQUIDO = O Lucro Líquido recorrente no 2T18 foi de R$51,3 milhões e cresceu 307,1% em 12 meses. No acumulado do ano, o montante total foi de R$74,3 milhões, com expansão de 196,0%. Em ambas as comparações, os crescimentos do lucro líquido foram superiores às expansões desempenhadas pela Receita Líquida, pelo EBITDA e pelo EBIT. Como resultado, a margem líquida recorrente apresentou crescimentos anuais de 1,1 p.p. no 2T18 e 1,6p.p. no 1S18.

3T2017 -
PAPEL SOBREVALORIZADO (*). DOS ULTIMOS 32 TRIMESTRES, 06 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (18,7500%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 15.239 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 9.866 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 8.028. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 55.495 X 3T17 = 91.665. VALOR DE MERCADO (MIL) = 1.319.506; VALOR MAXIMO (MIL) = 1.319.506 NO 3T17; VE PSBE (MIL) = 1.524.473.

1T2014 -
Edmundo Ortiz  -
Mais um aposta de turnaround, empresa redonda esmagada pelo mercado.
Balanço do 1TR14 mostrou inflexão e recorde de contratos de aluguel histórico deixa perspectiva muito favorável à frente.
Papel caiu nada mais nada menos do que 55% em 2014. Pico ano passado nos 13.00 empresa valendo menos de 200 milhões.

Sobre
A Companhiade Locação das Américas (“Companhia” ou “Locamerica”), constituída em 18 de julho de 2008, é uma sociedade anônima de capital abertodomiciliada no Brasil. A Companhiae suas controladas(conjuntamente, “o Grupo”) têm por objeto as seguintes atividades:•Locação de veículos nacionais e importados com ou sem motorista–segmento “fleet”e “RAC” (Locamerica,Unidase Unidas Agro).•Compra e revenda de veículos usados (Aceleroe Unidas Comercial);•Gestão de frota de terceiros (Agile);•Gerenciamento de franquias (Unidas Franquias);A sede do Grupo está localizada na Rua Alameda Santos, 438-Vila Mariana, São Paulo, SP.O Grupo atua em diversos estados brasileiros, por meio de suas filiais. As principais bases operacionais estão localizadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.A Companhiaestá registrada na Bolsa de Valores (B3)e suas ações são negociadas no Novo Mercado em função de suas práticas de Governança Corporativa sob o código LCAM3.Em 31de marçode 2020,a frota do Grupo era composta por: (dados não revisados) 169.149 veículos(164.588em 31 de dezembro de 2019).A frota de veículos é renovada após o término de sua vida útil-econômica, que pode variar entre 12 e 50 meses, de acordo com as características dos veículos locados e das condições dos contratos firmados com os clientes. Após o encerramento da vida útil-econômica, os veículossão vendidos para revendedores que possuem pontos de vendas próprios e independentes do Grupo ou vendidos em lojas próprias.

Classificação das Agências de Risco

Empréstimos
20/03/2020 - Contratação de empréstimo - foi realizada a contratação de empréstimo pela Unidas S.A. no montante de R$  252.400.000,00, com vencimento em 2024, ao custo de CDI+0,82%. Os  recursos  líquidos  obtidos  com  a  contratação  desse  empréstimo  têma  finalidade de reforço de caixa para o curso normal dos negócios da Companhia, de acordo com a Política da   Companhia   de   manter   uma robusta liquidez e   em   patamares   confortáveis, principalmente em cenáriosde incertezas como o momento atua.

Acordos
Zetta
Com mais de 22 anos de experiência em terceirização de frotas de veículos especiais, a Zetta possui hoje uma frota total de aproximadamente 2,6 mil veículos e está presente em oito estados brasileiros. A Zetta encerrou o ano de 2019 com receita líquida de R$102,8 milhões, EBITDA de R$ 40,1 milhões e lucro líquido de R$7,7 milhões

Parcerias
Alphabet
Divisão de mobilidade do Grupo BMW, para a oferta cruzada de serviços de mobilidade que incluem locação de frotas e soluções de TCO (Total Cost od Ownership), como cartões-combustível, pedágio, rastreamento, telemetria e assistência 24h.

Enterprise
Maior empresa do segmento de Aluguel de Carros no mundo, acionista do grupo e máster franqueadora que nos permite utilizar as marcas da Enterprise, Alamo e National em nossas operações no Brasil. 

Plano de Recompra de Ações


Proventos (Calendário)

Terceirização de Frotas
Portfólio de 1.979 clientes corporativos através de contratos de locação de longo prazo, na sua maioria entre 2 a 3 anos. A Unidas conta com uma base de clientes diversificada em mais de 20 setores econômicos, que demandam diferentes tamanhos de frota, com contratos que variam 1 até 6.000 veículos terceirizados. Este segmento também engloba a Unidas Agro, com foco em clientes do agronegócio, e o Unidas Livre, produto que oferece aluguel de veículos para o consumidor final em contratos anuais de um, dois ou três anos.
A2019/4T2019

Aluguel de Carros (RAC)
A Unidas realiza contratos de curta e média duração com pessoas físicas que demandam veículos para lazer e negócios, com empresas que demandam veículos por necessidade de negócios, com as seguradoras que demandam veículos substitutos (carro reserva) para a ocorrência de sinistro com os seus clientes e com motoristas de aplicativos (Hailing Business). Em 31 de dezembro de 2019, a Companhia contava com uma rede de 208 pontos de atendimento, sendo 132 lojas próprias e 76 lojas franqueadas de Aluguel de Carros (RAC). As nossas operações de Aluguel de Carros (RAC) estão presentes em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal.

A2019/4T2019

Seminovos
Para atender a constante necessidade de renovação de sua frota, a Companhia realiza a desmobilização de seus veículos através da venda de Seminovos e conta com uma rede de vendas no varejo composta por 101 lojas, sendo 83 lojas próprias e 18 lojas franqueadas, e 11 lojas voltadas para as vendas de atacado, totalizando 112 lojas, presentes em 74 cidades e localizadas em 21 estados e no Distrito Federal. 
A2019/4T2019

Frota
A2019/4T2019

Rede de Atendimento
A2019/4T2019

Investimentos
A2019/4T2019

Receita Bruta
A2019/4T2019

EBITDA
A2019/4T2019

Endividamento e Custo financeiro
A2019/4T2019






Unidas (LCAM3): Teve no 3T19 o maior lucro líquido trimestral da história da companhia, totalizando R$ 86,5 milhões e um crescimento de 43,8% em 12 meses.No acumulado dos nove meses, o Lucro Líquido recorrente totalizou R$252,8 milhões, 53,5% superior ao resultado atingido no combinado dos 9M18 e 124% do lucro de todo o ano de 2018.O EBITDA recorrente consolidado do 3T19 alcançou o patamar recorde de R$327,4 milhões, reportando um crescimento anual de 32,4% em 12 meses explicado pelas expansões dos EBITDAs de Aluguel de Carros em 54,3%, de Terceirização de Frotas em 23,6% e de Seminovos em 22,8%.Já a margem EBITDA recorrente consolidada sobre a receita líquida de locação totalizou 59,8% no 3T19, 0,5 p.p. inferior à margem obtida no 3T18, devido à maior exposição ao segmento de Aluguel de Carros, o qual possui, intrinsecamente, menores margens em relação ao segmento de Terceirização de Frotas, e à menor margem EBITDA de Seminovos.O EBIT consolidado recorrente totalizou R$202,7 milhões no 3T19, apresentando um crescimento de 26,3% em 12 meses.Já a margem EBIT recorrente atingiu o patamar de 37,1%, apresentando uma redução anual de 2,0 p.p. explicada pela maior exposição ao segmento de Aluguel de Carros e a maior depreciação absoluta em Terceirização de Frotas.

354023 - marcosvinicius2 -  23 Set 2018, 13:36
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA LÍQUIDA CONSOLIDADA = A receita líquida consolidada da Companhia no 2T18 foi de R$770,3 milhões, 255,8% superior ao apresentado no 2T17, resultado da expansão de todas as divisões-Terceirização de Frotas, Aluguel de Carros e Seminovos, além dos crescimentos inorgânicos com a entrada de receita da Ricci e da Unidas.Já no 1S18, a receita líquida totalizou R$1.081,6 milhões, 156,7% superior ao apresentado no 1S17.; EBITDA = O EBITDA recorrente somou R$227,0 milhões no 2T18 e R$337,0 milhões no 1S18, com as respectivas margens de 59,9% e 63,0% sobre a receita líquida de locação. As reduções verificadas nas margens refletem, basicamente, a entrada da Companhia no segmento de Aluguel de Carro, o qual possui, intrinsecamente, menores níveis de rentabilidade quando comparada à Terceirização de Frota.; RESULTADO LIQUIDO = O Lucro Líquido recorrente no 2T18 foi de R$51,3 milhões e cresceu 307,1% em 12 meses. No acumulado do ano, o montante total foi de R$74,3 milhões, com expansão de 196,0%. Em ambas as comparações, os crescimentos do lucro líquido foram superiores às expansões desempenhadas pela Receita Líquida, pelo EBITDA e pelo EBIT. Como resultado, a margem líquida recorrente apresentou crescimentos anuais de 1,1 p.p. no 2T18 e 1,6p.p. no 1S18.:

LCAM3  
PREÇO: R$ 27,85
PAYOUT (2017): 36,83%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses  

P/L 31,14
P/VPA 2,08
PSR 1,79 
DY 1,18%
EV/EBITDA 10,68
MARGEM BRUTA 30,16%
MARGEM OPERACIONAL 7,65%
MARGEM LÍQUIDA 5,76%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,894
MARGEM EBITDA 31,49%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 218,69%
ROE 6,68%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,86

Taxas de Crescimento Nominal  

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 111,36%
RESULTADO BRUTO 123,24%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 87,50%
RESULTADO OPERACIONAL 181,02%
RESULTADO LÍQUIDO 174,06%
EBITDA 109,50%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal  
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 192,77%
RESULTADO BRUTO 226,74%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 143,50%
RESULTADO OPERACIONAL 407,58%
RESULTADO LÍQUIDO 386,20%
EBITDA 176,12%

c) lucro (taxa média anual)  
UA 174,06%
U2A 129,76%
U3A 61,80%

d) patrimônio líquido médio  
UA 192,98%
U2A 77,03%
U3A 47,88%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 11,18
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +22,7% !!!!
[...]

348424  - cbscbs1  -  27 Mar 2018, 10:26
Bom dia a todos.

Parabens para os que acreditaram no sucesso da empresa.

Crescimento anual de 189,3% no lucro líquido recorrente do 4T17 (R$22,6 milhões) e de 163,6% no resultado pró-forma de 2017 (R$76,2 milhões). Lucro líquido do 4T17 anualizado é de R$90,2 milhões, o triplo do reportado em 2016

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS A Locamerica apresentou forte crescimento em 2017, com expansão de 67,9% da frota total, alcançando o patamar de 46,6 mil veículos ao final do ano. Com grande êxito, a Locamerica realizou a integração da operação da Auto Ricci dentro do prazo estipulado, sem apresentar perda de clientes, mantendo 100% dos colaboradores-chave e já operando através de um sistema unificado, se consolidando como a maior empresa de locação de frotas do Brasil. A incorporação permitiu a ampliação geográfica de suas operações, alcançando a região Sul do país, bem como a expansão da frota com mais de 15 mil carros da Auto Ricci, permitindo um melhor posicionamento perante as montadoras; A receita líquida total de R$321,6 milhões no 4T17 cresceu 70,3% frente ao 4T16 e correspondeu a 30,7% do total da receita de R$1.048,1 milhões em 2017*, que, por sua vez, apresentou expansão anual de 38,9%. Com o intuito de melhor evidenciar os patamares atuais da Locamerica após a fusão com a Auto Ricci S.A., anualizamos a receita do 4T17, que totalizou R$1.286,3 milhões e um crescimento de 70,4% frente a 2016;

http://economia.estadao.com.br/fatos-relevantes/pd...

Resultado, não contempla fusão com UNIDAS que foi anunciada em

28/12/2017.

1trim 2018 promete

Locamerica compra Unidas e cria 2ª maior empresa de locação de veículos no país

Fusão criará empresa com mais de 100 mil carros, 234 lojas de locação e 72 lojas de seminovos.

https://g1.globo.com/economia/noticia/locamerica-c...

348398  - cbscbs1  -  26 Mar 2018, 16:24
LCAM4

A Companhia de Locação das Américas (Locamerica) e a Unidas S.A. (Unidas), comunicaram que no dia 23 de março de 2018, a agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou os ratings de crédito de emissor de “AA-(bra)” para “AA(bra)” atribuídos à Locamerica e à Unidas. Em paralelo, a agência removeu a Observação Positiva e atribuiu Perspectiva Estável aos ratings corporativos.

A elevação dos ratings é reflexo da criação da segunda maior empresa de locação de veículos e a maior de terceirização de frotas do país em uma indústria na qual a escala é fundamental, fortalecendo o perfil do negócio e mantendo robustos os indicadores de crédito
http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/...

348273  - cbscbs1  - 21 Mar 2018, 13:55
Locamerica compra Unidas e cria a 2ª maior locadora de veículos do País

Avaliada em R$ 2,3 bilhões, companhia que será originada da fusão das duas empresas terá uma frota de 100 mil carros e mais de 300 lojas; com isso, vai concentrar 14% do mercado de locação, ficando atrás apenas da líder Localiza

As locadoras de veículos Locamerica e Unidas anunciaram ontem fusão de suas operações, criando a segunda maior companhia do setor, atrás da Localiza. Depois de uma tentativa frustrada de abrir capital este ano, a Unidas, que teve seu negócio avaliado em R$ 988 milhões e suas ações incorporadas pela Locamerica, optou pela combinação dos ativos com a concorrente para formar uma nova empresa, avaliada em R$ 2,3 bilhões no mercado.

Com a operação, a nova empresa, a Locamerica-Unidas, terá uma frota com mais de 100 mil carros, 234 lojas de locação e 72 lojas de venda de automóveis seminovos. A transação ainda depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“Com essa nova estrutura, teremos uma vantagem competitiva importante num mercado que ainda é fragmentado”, disse o presidente da Locamerica, Luis Fernando Porto. “Não estamos fazendo esse movimento para finalizar um ciclo, e sim como um passo no caminho de crescimento”, disse. http://frotas.locamerica.com.br/artigo-no-estadao-...

348271  - cbscbs1   -  21 Mar 2018, 07:50
Dia 26/03 sai o Batanço 4t 2017 da LCAM3 Que só em 2018 subiu impressionantes 61,99%. A fusão com a Unidas, anunciada no final de dezembro, parece que foi aprovada pelo mercado. Com a retomada do crescimento econômico e Subida da RENT3 de 6% no primeiro pregão pos balanço, não seria interessante olhar com maior interesse o ativo para curto, médio e longo prazos?

A indústria de locação de veículos está projetando crescimento de dois dígitos na frota neste ano e em 2018, impulsionada por uma retomada de negócios de clientes corporativos e também por fatores como expansão dos aplicativos de transporte urbano.

O setor encerrou 2016 com frota de 660 mil veículos e tem expectativa de alcançar um patamar de cerca de 1 milhão até o final de 2018, disse nesta quinta-feira, 14, o presidente da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), Paulo Nemer, em evento da entidade.
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,seto...

343785  - marcosvinicius2 -  10 Nov 2017, 17:14
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO (*). DOS ULTIMOS 32 TRIMESTRES, 06 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (18,7500%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 15.239 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 9.866 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 8.028. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 55.495 X 3T17 = 91.665. VALOR DE MERCADO (MIL) = 1.319.506; VALOR MAXIMO (MIL) = 1.319.506 NO 3T17; VE PSBE (MIL) = 1.524.473:

LCAM3
PREÇO: 16,00
PAYOUT (2016): 145,01%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 29,10
P/VPA 2,86
PSR 1,37
DY 4,98%
EV/EBITDA 7,13
MARGEM BRUTA 29,25%
MARGEM OPERACIONAL 6,28%
MARGEM LÍQUIDA 4,71%
LUCRO POR AÇÃO 0,550
MARGEM EBITDA 33,57%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 176,69%
ROE 9,82%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,95

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 29,16%
RESULTADO BRUTO 31,90%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 15,01%
RESULTADO OPERACIONAL 117,14%
RESULTADO LÍQUIDO 93,26%
EBITDA 31,87%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 51,23%
RESULTADO BRUTO 65,18%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 59,90%
RESULTADO OPERACIONAL 117,53%
RESULTADO LÍQUIDO 89,82%
EBITDA 79,61%

c) lucro (taxa média anual)
UA 93,26%
U2A 38,36%
U3A 60,33%

d) patrimônio líquido médio
UA 18,67%
U2A 9,65%
U3A 7,27%

Destaques financeiros e operacionais:

No 3T17, a receita líquida de locação atingiu R$156,8 milhões, crescimento de +53,7% frente ao mesmo período do ano anterior, fruto de um aumento de +65,7% no número de diárias compensada pela redução da 7,4% na tarifa média, motivada pela incorporação da frota da Auto RicciS.A., cujo mix de carros possui uma tarifa menor quando comparada a tarifa domix de carros da Locamerica.

No 3T17, a receita de Seminovos atingiu R$148,3 milhões, crescimento de +48,7% frente ao mesmo período do ano anterior. Neste trimestre,o lucro bruto de Seminovos atingiu R$19,8 milhões, com margem bruta recorde de 13,4%. Essa melhoria na rentabilidade do segmento foi fruto da expansão das vendas no varejo, representando 64,6% das vendas totais e no aumento do preço médio de venda de carros

No trimestre o EBITDA e EBIT alcançaram R$107,2 milhões e R$66,9 milhões, crescimento de 70,2% e 73,9% frente ao 3T16, respectivamente. Tanto a margem EBITDA quanto EBIT também apresentaram crescimento, alcançando 68,4% e 42,7%, respectivamente.

O lucro líquido atingiu R$20,1 milhões no 3T17, registrando um crescimento de 150,4% na comparação com o 3T16, reflexo do amadurecimento de iniciativas de criação de valor traçados no passado e que vem apresentando melhorias nos resultados através da eficiência operacional, controle das despesas gerais e administrativas, melhoria nos resultados de seminovos e os primeiros ganhos da sinergia financeira com o refinanciamento das dívidasda Auto RicciS.A


( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3;

337370  - Marasmo   -  01 Mai 2017, 16:19
Mais uma aquisição da Locamerica...
http://www.valor.com.br/empresas/4953222/locameric...

335804  - ikkii  -  21 Mar 2017, 13:43
Uma empresa que considero fantástica é a Locamerica (LCAM3). Estou esperando formar fundo pra comprar já tem tempo e só sobe. Infelizmente perdi o bonde. Como diz o Barbado, não conseguimos abraçar o mundo. Essa se foi, logo haverão outras oportunidades. 
LCAM3
Esse foi de longe o melhor trimestre da empresa dos ultimos tempos... a empresa nelhorou muito os seus numeros mas ainda tem muito o que melhorar...
O endividamento tem aumentado em virtude das necessidades de investimentos serem crescentes, sendo impressionante a empresa apresentar forte crescimento mesmo num momento de severa crise como e o atual, mas segundo o release a empresa nao vai precisar e nem pretende acessar o mercado de divida em 2015, e o seu endividamento e 95% corrigido pelo DI, sendo que foi contratada operacao de hedge aonde os juros do estoque da divida indexada pelo DI tem o teto de 12,25% a.a de juros, independentemente do valor que chegue a Selic.
A administracao da companhia esta preocupada em crescer com rentabilidade, os riscos como bem frisou o Small nao sao pequenos... mas nao bolsa nao tem almoço gratis... porem eu prefiro estar comprado num ativo com a qualidade da administracao da Locamérica, mesmo correndo riscos, do que estar comprado em ativos que aparentemente estao uma barbada, mas que podem sofrer duramente com os efeitos da crise nos proximos trimestres como é o caso da DIRR3 e da SHUL4... que aparentemente sao bem mais seguras que a LCAM3...
FAED11B tambem parecia uma barbada... mas de repente as maos podres dos BTG inventam uma emissao de cotas num momento turbulento como esse, nao justificam o porque da emissao e nem o que vao fazer com a grana, e jogam o preço das novas cotas muito abaixo da cotacao atual... e o pior e que tudo indica que vao utilizar o $$ para liquidar a CRI emitida e vao derrubar o rendimento do fundo pois vao aumentar o numero de cotas...
Ou seja riscos altos sempre vao existir... mesmo nos FIIs...
293005 - small caps - 24/Mar/2015 23:00
Pelo fundamentus, a empresa segue com a dívida líquida crescendo cada vez mais...

O ROE segue em 8%.

Teve uma melhora, mas está longe de ser um ativo de baixo risco.

293025 - Edmundo Ortiz -  25 Mar 2015, 13:57
Small,

A dívida líquida vem em uma crescente principalmente por conta da mudança no mix da frota da empresa qeu saiu de 95% de carros populares 3 anos atrás para hoje 60% carros populares e o restante veículos médio, executivos e pesados.

Isso demandou um capex bem maior da empresa. Esse investimento foi praticamente finalizado e segundo a empresa este será o primeiro ano de geração positiva de caixa. A julgar pelo que a empresa tem guiado o mercado nos últimos dois anos, fico confortável com o que é passado.

Continuo achando Locamérica nestes preços um investimento muito bom, na minha humilde opinião. Obrigado pelos comentários do mestre. 
                                                                                           ▲                                                                      ▲
282585  - BAC 1000  -  11 Nov 2014, 12:57
MAIS SOBRE LCAM3:

Comentários da Administração Os resultados do terceiro trimestre de 2014 vieram em linha com as nossas expectativas e mostraram importantes avanços em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido aumentou 48% ante o 3T13 (ou 120% em uma base recorrente), enquanto o EBITDA e o EBIT subiram 31% e 45% sobre o mesmo período do ano anterior, com expansão de 3,9 p.p. e 4,8 p.p. nas margens, respectivamente. Já o crescimento das receitas se manteve robusto, com a receita líquida de locação acelerando 21% sobre o 3T13, impulsionada pelo importante aumento de 7,7% nas tarifas, enquanto que as fortes vendas de veículos no trimestre também vieram acompanhadas pelo aumento do preço médio de venda (alta sequencial de 5% no 3T14). Esse cenário positivo de vendas ilustra o sólido e resiliente crescimento do mercado de terceirização de frotas, especialmente resultado da necessidade de muitas empresas de revisitar seus centros de custo, ou utilizando o setor como uma alternativa de funding. O trimestre também foi marcado pela consolidação dos ganhos de eficiência observados no 2T14, com a taxa média de utilização da frota atingindo 95% (alta de 2,0 p.p. vs o 3T13), e o estoque de veículos a venda reduzindo em 47,4% ante o 3T13, atingindo assim a nova mínima de 2.531 unidades, ou 8,4% da frota total, contra 17,1% no 3T13, e 9,0% no 2T14. Entre outras melhorias operacionais, reduzimos recentemente o tempo de parada para manutenção de nossos carros e melhoramos processos que a partir do próximo ano contribuirão para reduzir significativamente o tempo necessário para implantação (e entrega) dos carros para nossos clientes, bem como o tempo para preparação dos carros à venda no final do contrato. Estes esforços vão melhorar diretamente nossos retornos e já começam a mostrar resultados positivos em nossas pesquisas de satisfação do cliente. Apesar das melhorias financeiras e operacionais observadas nos últimos trimestres, estamos cautelosamente monitorando as tendências e possíveis impactos da deterioração do cenário macroeconômico brasileiro (incluindo os níveis de confiança deprimidos e a forte queda de rentabilidade das montadoras), bem como a crescente pressão competitiva vista no setor nesse final de ano. Com este cenário sombrio a frente, continuamos a preparar o nosso negócio para um crescimento sustentável de longo prazo, com foco nas seguintes iniciativas: (i) política de diversificação de mercados e portfolio de clientes da Companhia, (ii) maior capilaridade comercial e diferenciação de produto, (iii) boa capacidade financeira (duration mais longo do setor e 90% da dívida hedgeada contra uma possível alta nas taxas de juros), e (iv) o foco em se tornar o player de menor custo do mercado. Até o próximo trimestre!

282578 - BAC 1000  -   11 Nov 2014, 12:42
LCAM3 - MB O RESULTADO:

Lucro líquido atinge R$5,4 milhões, crescimento de 48,2% versus o 3T13, ou R$8,0 milhões (+120,2%) excluindo evento não-recorrente Belo Horizonte, 10 de novembro de 2014 - A Companhia de Locação das Américas (Locamerica) (BM&FBOVESPA: LCAM3) divulga seus resultados do terceiro trimestre de 2014 em Reais, sendo suas demonstrações financeiras consolidadas apresentadas em conformidade com as normas internacionais de contabilidade (IFRS), emitidas pelo International Accounting Standard Board (IASB), também de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Destaques financeiros e operacionais – 3T14 A receita líquida de locação acelerou 21,0% no 3T14, impulsionada pelo importante aumento de 7,7% na tarifa média e de 12,3% nos volumes – enquanto nos 9M14 a receita líquida de locação cresceu 12,7%, em linha com a expectativa da Administração. O valor global dos novos contratos de locação assinados no 3T14 permaneceu robusto, avançando 102,2% sobre o 3T13 e 9,1% sobre o 2T14. A receita líquida de Seminovos cresceu 19,6% no 3T14, resultado do aumento de 18,1% no número de veículos vendidos e de 1,3% no preço médio de venda. Ainda mais importante, o segmento registrou outro resultado bruto positivo no trimestre, confirmando a tendência de melhoria iniciada no 1T14. O mix de vendas no varejo Seminovos sobre as vendas totais da Companhia aumentou para 23,6% no 3T14, o dobro de participação em relação ao mesmo período do ano anterior. Os ganhos de eficiência observados no 2T14 foram confirmados durante este trimestre, com o estoque de veículos à venda atingindo a nova mínima de 2.531 unidades, redução de 47,4% sobre o 3T13 e representando 8,4% da frota total, vs. 17,1% no 3T13 e 9,0% no 2T14. Já a taxa média de utilização da frota atingiu 95,0% no 3T14, contra 93,0% um ano antes. Outro importante ganho de eficiência visto no trimestre foi a redução da idade média da frota operacional para 17,6 meses, o menor nível dos últimos dois anos. O EBITDA cresceu 30,8% versus o 3T13 e atingiu R$50,7 milhões no trimestre, representando uma expansão de margem de 3,9 p.p. para 52,3%. O EBIT acelerou 44,5% no período, com uma expansão de margem de 4,8 p.p. em relação ao 3T13, impulsionado principalmente pelos benefícios do programa de corte de custos fixos implementado no ano passado. O lucro líquido aumentou 48,2% ante o 3T13, para R$5,4 milhões. Se desconsiderarmos o impacto não recorrente de multas e fees diferidos no montante de R$3,9 milhões decorrente do pré-pagamento de R$160 milhões em dívidas em julho, o resultado teria alcançado a marca de R$ 8,0 milhões, aumento de 120,2% sobre o 3T13.

257162  - israel007  -  09 Mai 2014, 04:34
LCAM3

Ação da empresa Cia Locação das Américas
Atua no setor consumo c?clico

Resultado do 1º Trimestre de 2014

A empresa anunciou lucro líquido de R$ 4,9 M no primeiro trimestre de 2014, redução de 47,4% em relação ao primeiro trimestre de 2013, ante um prejuízo de R$ 9,4 M no quarto trimestre de 2013. A receita líquida totalizou R$ 140,6 M no 1° trimestre de 2014, acréscimo de 0,1% em relação ao 4T13 e aumento de 0,5% em relação ao primeiro trimestre de 2013.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 25,8% contra 20,0% no 4T13 e 27,6% no mesmo período do ano passado. Já a margem líquida ficou em 3,5% no 1° trimestre de 2014.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 1,2 B, crescimento de 9,6% em relação ao saldo no 1° trimestre de 2013. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 305,6 M no primeiro trimestre de 2014, valor -0,7% menor ao saldo no mesmo período do ano anterior.

257036  - Edmundo Ortiz  -  08 Mai 2014, 18:29
AVISA

C. LCAM3

Mais um aposta de turnaround, empresa redonda esmagada pelo mercado.

Balanço do 1TR14 mostrou inflexão e recorde de contratos de aluguel histórico deixa perspectiva muito favorável à frente.

Papel caiu nada mais nada menos do que 55% em 2014. Pico ano passado nos 13.00 empresa valendo menos de 200 milhões.

Citação: fazambuj
Small e colegas,
alguém já estudou as novinhas ucas3 e lcam3?
lcam deve bombar com a proximidade da copa movimento temporário).
ucas3 é uma mistura de setor de construção (segmento corporate com vendas a contrutoras) e segmento de consumo (venda direta a consumidores).
Mas estão caras. Como sempre.
Oi, Fazambuj
Eu venho encarteirando lcam3 desde ano passado, quando queria achar uma alternativa a RENT3 que ja' estava com multiplos esticadissimos. Impressiona bastante a qualidade da administracao da Locamerica, que faz acontecer conforme as projecoes. Diferente da Localiza, a Locamerica explora o nicho de frotas corporativas, os contratos sao menos volateis porque sao empresas. Outro ponto que chama a atencao e' o grau de ocupacao da frota, algo proximo de 95% enquanto localiza e' 70%. Nao lembro os numeros precisos porque vi isto no webconference do 3tri.

Alguns bancos projetavam o valor justo a R$ 12,00 tanto que o papel esta' congestionando neste valor. Ha' de se considerar que como novata ainda nao tem fundamentos solidos - lucro, DY, mas deve-se a propria caracteristica de start-up. alongaram a divida e no ultimo 3 ja' comecou a dar lucro.

Resumindo grosseiramente o business plan:

-no comeco do ano compra 7 mil carros a preco de amigao (descontao direto da montadora, beneficios de impostos, IPI reduzido, tamanho da frota, etc.)

-alugue os 7 mil carros durante o ano.

-ate' o final do ano, venda esses 7 mil carros como semi-novos,a margem de desconto obtido na compra se aplica pra venda. A ideia e' simplesmente vender tudo, no empate.

-toda receita de aluguel dos carros obtida durante o ano e' "lucro bruto".
-no outro ano, repita o processo!

os caras da LCAM conseguem fazer isto direitinho! O negocio e' bao! :)

152085 - ispholambra - 15 Out 2012, 17:15
A Locamerica(LCAM3) usou a grana que levantou do IPO para reduzir o endividamento e anunciou ao mercado que reestruturou totalmente as suas dividas 14 meses antes do previsto... alongou o prazo, diminuiu juros e desalienou bens dados em garantia...para o prejuizo do ultimo trimestre contribuiu a reducao do IPI que teve um impacto forte nos ativos... é uma aposta minha... nada mais que 2% da carteira nela...
A Vigor e como voce falou... esta fresquinha demais ainda pra avaliar com precisao... mas eu creio que a JBS nao ia demembrá-la do grupo se nao apostasse na alta dos papéis... andei lendo sobre ela nesses ultimos dias e confesso que gostei do ultimo release...e fiz uma apostinha... também nada mais que 2% da carteira...
Ainda tenho a dupla WHRL3/BMTO4.. nessas sim to bem comprado... mais de 10% da carteira...

152082 - uqaz -  15 Out 2012, 16:58
Citação: ispholambra
Ugaz,
Na minha humilde opiniao quem investir na compra indireta de indices de inflacao podera se dar bem daqui a alguns meses... Aposto em TPIS3, ECOR3 e CGAS3... em eletricas ta mais arriscado por causa a intervencao do governo...
Mas o setor de consumo ainda sera a bola da vez por um bom tempo... andei investindo em acoes pouco ou nunca discutidas aqui e mais exoticas e com P/L mais alto tipo LCAM3, PRVI3, VIGR3
Em relacao a essa ultima (VIGOR), to apostando que o mercado nao precificou ela direito pois ela veio da cisao das acoes da JBSS3... e do setor de alimentos e pode apresentar um crescimento bem forte para os proximos trimestres...
Numa rápida passada de olho nas empresas aí de cima percebi que vc tomou gosto mesmo pelo "exótico". LCAM3, a primeira vista parece estar ultra endividada. O resultado financeiro trimestral negativo vem destruindo a empresa, todo santo trimestre. Pudera, com uma relação divlíq/EBITDA de 4x não dá pra esperar o contrário. Não conheço o histórico, mas há sinais de que esse troço ceda?

Qto a VIGR3 fiquei semi-interessado, mais pelo seu post do que pelos números rs. A empresa teve apenas dois trimestres, sendo que não mostrou evolução na receita líquida - aliás houve redução. Contudo o CMV reduziu drasticamente de um trimestre para o outro. Outro vilão do último trimestre foi o IR.

Acho difícil estudar empresas assim, sem históricos. Parece que estamos num período transitório de adaptação contábil em sua história. Tudo pode mudar de um trimestre para o outro.

Uma aposta tbm no setor seria BAUH4. Acho a previsibilidade maior

Nenhum comentário: