Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

domingo, 11 de outubro de 2009

Odontoprev (ODPV)




Recomendações

Carteiras

Balanços
2T2018 -
marcosvinicius2 -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). A receita líquida (ROL) atingiu R$375.258 mil no 2T18, crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior, sendo R$14.318 mil oriunda de contrato de risco cedido e prestação de serviços à Brasildental. No primeiro semestre, a receita totalizou R$ 745.647 mil, 5,7%acima do 1S17, dos quais R$26.961 mil oriunda da Brasildental.; O EBITDA ajustado atingiu R$94.444 mil no 2T18, 9,7% superior ao 2T17, com expansão de margem para 25,2%, acima dos 24,3% no 2T17. No semestre, o EBITDA Ajustado foi de R$200.793 mil, 13,8% acima do mesmo período do ano anterior, com margem de 26,9%; O resultado financeiro líquido foi de R$ 6.795 mil(1,8% da ROL) no 2T18, em relação aos R$ 6.764 mil (1,9% da ROL) no 2T17.; Lucro líquido = O lucro líquido atingiu R$60.344 mil no 2T18, 16,9% acima do 2T17. No semestre, o lucro foi de R$142.310 mil, 18,0% acima do mesmo período do ano anterior, com margem líquida de 19,1%.

3T2017 -
marcosvinicius2  -
PAPEL SOBREVALORIZADO (*). DOS ULTIMOS 44 TRIMESTRES, 44 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO POSITIVO (EXCELENTE). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 65.220 FOI MENOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 252.456 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 44.168. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 158.908 X 3T17 = 191.165. VALOR DE MERCADO (MIL) = 8.495.404; VALOR MAXIMO (MIL) = 8.495.404 NO 3T17; VE PSBE (MIL) = 5.658.068.
Características
Operadora de planos odontológicos
Links
353272  - marcosvinicius2 -  31 Ago 2018, 23:06
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). A receita líquida (ROL) atingiu R$375.258 mil no 2T18, crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior, sendo R$14.318 mil oriunda de contrato de risco cedido e prestação de serviços à Brasildental. No primeiro semestre, a receita totalizou R$ 745.647 mil, 5,7%acima do 1S17, dos quais R$26.961 mil oriunda da Brasildental.; O EBITDA ajustado atingiu R$94.444 mil no 2T18, 9,7% superior ao 2T17, com expansão de margem para 25,2%, acima dos 24,3% no 2T17. No semestre, o EBITDA Ajustado foi de R$200.793 mil, 13,8% acima do mesmo período do ano anterior, com margem de 26,9%; O resultado financeiro líquido foi de R$ 6.795 mil(1,8% da ROL) no 2T18, em relação aos R$ 6.764 mil (1,9% da ROL) no 2T17.; Lucro líquido = O lucro líquido atingiu R$60.344 mil no 2T18, 16,9% acima do 2T17. No semestre, o lucro foi de R$142.310 mil, 18,0% acima do mesmo período do ano anterior, com margem líquida de 19,1%.:

ODPV3
PREÇO: R$ 13,28
PAYOUT (2017): 55,55%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 21,79
P/VPA 7,15
PSR 4,78
DY 2,55%
EV/EBITDA 16,58
MARGEM BRUTA 58,17%
MARGEM OPERACIONAL 31,89%
MARGEM LÍQUIDA 21,92%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,609
MARGEM EBITDA 27,18%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 7,59%
ROE 32,79%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,67

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 5,34%
RESULTADO BRUTO -9,24%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -33,45%
RESULTADO OPERACIONAL -24,31%
RESULTADO LÍQUIDO -23,75%
EBITDA -21,61%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 5,92%
RESULTADO BRUTO -51,88%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -93,02%
RESULTADO OPERACIONAL -77,34%
RESULTADO LÍQUIDO -76,10%
EBITDA -71,32%

c) lucro (taxa média anual)
UA -23,75%
U2A 22,37%
U3A 16,27%

d) patrimônio líquido médio
UA 24,94%
U2A 19,21%
U3A 12,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,61
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +13,3% !!!!
[...]

352272 - TraderCenter  -  27 Jul 2018, 21:54
Salve Galera, mais uns resultados que já foram divulgados.. apenas empresas com lucros líquidos no 2 tri 2018

https://lupamercantil.blogspot.com/
[...]
A OdontoPrev divulgou os resultados de seu segundo trimestre em 2018. No período, a empresa obteve o melhor desempenho desde o 4º trimestre de 2012. A receita cresceu 5,9%, com a adição líquida de 116 mil vidas.

A Odontoprev (ODPV3) apresentou um lucro líquido de R$ 60,344 milhões no segundo trimestre de 2018, um valor 16,9% superior ao de 2017. E no semestre, o lucro foi de R$ 142,310 milhões, um aumento de 18% em relação ao ano passsado. A margem líquida é de 19,1%.

Já a receita operacional líquida (ROL) atingiu R$375,258 milhões no segundo trimestre. Foi um crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior. Segundo a empresa, só o contrato de risco cedido e prestação de serviços à Brasildental foi de R$ 14,318 milhões.

352258  - Rocha Preta inc -  27 Jul 2018, 12:15
[...]
ODPV3

Money Times - A Eleven Financial entende que a queda de 3,8% das ações da Odontoprev após a publicação dos resultados do segundo trimestre de 2018 é uma oportunidade de compra. A consultoria avalia que a empresa é uma das “mais equilibradas no contexto atual e sólida pagadora de dividendos recorrentes em um setor altamente defensivo”.

Os papéis (SA:ODPV3) caíram 3,8%, para R$ 13,66.

A companhia apresentou um lucro líquido de R$ 60,344 milhões no período, um valor 16,9% superior ao de 2017. Já a receita operacional líquida (ROL) atingiu R$375,258 milhões. Foi um crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior. O Ebitda ajustado da empresa, por sua vez, atingiu R$ 94,444 milhões no segundo trimestre, 9,7% superior ao ano passado.

“Por fim, vale ressaltar que os indicadores referentes à preço, EV/EBITDA e P/L, se encontram em níveis historicamente baixos enquanto o retorno, medido pelo ROIC, historicamente alto. Com isso, mantemos nossa recomendação de compra para ODPV3, com preço-alvo de R$ 21”, apontam os analistas Luiz D’Aguiar e Giovana Scottini.

347669  - Rocha Preta inc  -  01 Mar 2018, 13:34
https://financenews.com.br/2018/02/lucro-da-odonto...

O lucro líquido da Odontoprev (ODPV3), excluindo os efeitos do INSS, foi de R$ 245 milhões, 13,2% acima dos R$ 216 milhões registrados em 2016, tendo a companhia encerrado 2017 com caixa líquido de R$ 508 milhões, e dívida zero.

A geração de caixa operacional, medida pelo critério EBITDA, líquida das provisões de eventos ocorridos e não avisados (PEONA), atingiu R$ 352 milhões em 2017, maior 17,3% em comparação a 2016. Em relação a receita, a margem EBITDA foi de 24,5%, superior aos 22,0% do ano anterior.

A receita líquida cresceu 5,3% no período, passando de R$ 1 bilhão e 365 milhões em 2016 para R$ 1 bilhão 437 milhões em 2017.

O número de beneficiários OdontoPrev atingiu 6.309.296 em 2017, com adição líquida de 42.337 novas vidas no ano.

A carteira foi composta por clientes corporativos em 75%, com os restantes 25% em planos para pequenas e médias empresas (PME) e individuais, de maior tíquete.

No ano, a companhia realizou reversões e constituiu créditos que, somados, totalizaram R$ 439 milhões relativos ao INSS de 2005 a 2017, após respectiva decisão judicial.

Mercado já iniciou pregão reagindo bem ao resultado!

Odontoprev SA

BVMF: ODPV3 - 1 de mar 10:19 BRT

15,87BRL0,56 (3,66%)

343794  - marcosvinicius2  -  10 Nov 2017, 18:54
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO (*). DOS ULTIMOS 44 TRIMESTRES, 44 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO POSITIVO (EXCELENTE). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 65.220 FOI MENOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 252.456 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 44.168. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 158.908 X 3T17 = 191.165. VALOR DE MERCADO (MIL) = 8.495.404; VALOR MAXIMO (MIL) = 8.495.404 NO 3T17; VE PSBE (MIL) = 5.658.068:

ODPV3
PREÇO: 15,99
PAYOUT (2016): 86,81%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 19,06
P/VPA 9,75
PSR 5,99
DY 4,55%
EV/EBITDA 15,07
MARGEM BRUTA 69,06%
MARGEM OPERACIONAL 46,13%
MARGEM LÍQUIDA 31,44%
LUCRO POR AÇÃO 0,839
MARGEM EBITDA 37,78%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 8,89%
ROE 51,14%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,72

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 5,69%
RESULTADO BRUTO 42,71%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 486,33%
RESULTADO OPERACIONAL 113,63%
RESULTADO LÍQUIDO 105,45%
EBITDA 82,84%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,41%
RESULTADO BRUTO 20,30%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 136,26%
RESULTADO OPERACIONAL 50,22%
RESULTADO LÍQUIDO 47,66%
EBITDA 40,18%

c) lucro (taxa média anual)
UA 105,45%
U2A 47,69%
U3A 30,96%

d) patrimônio líquido médio
UA 19,89%
U2A 10,70%
U3A 4,74%

EBITDA e EBITDA ajustado = O EBITDA ajustado atingiu R$81.389 no 3T17, 26,4% superior ao 3T16, com expansão de margem para 22,6%, 3,9 p.p.acima dos 18,7% no 3T16. Nos 9M17, o EBITDA Ajustado atingiu R$257.767, 13,0% acima dos 9M16, com margem de 24,2%;

Resultado financeiro = O resultado financeiro líquido foi de R$14.740 (4,1% da ROL) no 3T17, e R$119.599 (ou 11,2% da ROL) nos 9M17. Excluindo as reversões Bradesco Dental e OdontoPrev, o resultado financeiro líquido foi de R$29.005 (2,7% da ROL) nos 9M17, 73,0% acima em relação aos R$16.768 (1,7% da ROL) nos 9M16;

Lucro líquido = O lucro líquido atingiu R$ 65.220 mil no 3T17, 47,7% acima do 3T16. Excluindo os efeitos da reversão do INSS, o lucro atingu R$ 185.813 mil nos 9M17.

( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3

337174  - TraderCenter -  27 Abr 2017, 21:59
[...]
A companhia de planos odontológicos OdontoPrev registrou lucro líquido de R$ 69 milhões no primeiro trimestre, praticamente estável em relação a igual período de 2016 — com leve variação positiva de 0,3%.

No período, a companhia apurou queda no resultado operacional, devido a aumento de despesas. Esta alta foi compensada por melhora do resultado financeiro, que ficou positivo em R$ 7,5 milhões, com crescimento de 48,5% na comparação anual.

A receita líquida somou R$ 351,5 milhões de janeiro a março, com crescimento de 6,6% na comparação anual. O ganho operacional, no entanto, recuou 2,3%, a R$ 91,8 milhões, como resultado de um crescimento de 10% nas despesas operacionais.
[...]

20542 - rcbocardo - 30/Jan/2012 23:45
Barbado, essa vai pra vc que falou de Odontoprev outro dia:
São Paulo, 26 de janeiro de 2012 Setorial Saúde
ODONTOPREV (ODPV3) MANUTENÇÃO
Destaques do Non-deal Road Show 
Daniel Gewehr Bruno Giardino, CFA 
PREÇO ATUAL: R$29,14 
PREÇO-ALVO: R$30,00

NOTÍCIA

No dia 24 de janeiro, realizamos um non-deal road show em Buenos Aires, visitando investidores institucionais. José Roberto Pacheco, Diretor de RI, representou a OdontoPrev.



Conclusão: Neutra. Nossas estimativas para 2012 parecem atingíveis, mesmo sem os associados adicionais da joint venture com o Banco do Brasil cuja visibilidade para o fechamento do acordo ainda é baixa. Dado isto estamos confortáveis com nossa estimativa de EBITDA de R$268 milhões, a qual implica uma expansão nas margens de 200 pontos-base, atingindo 26%. Apesar de gostarmos da apresentação consistente de bons resultados pela empresa nos últimos trimestres, divulgando lucro líquido e fluxo de caixa livre próximos ao EBITDA, o valuation mais caro da ODPV3 limita ideias executáveis, em nossa opinião.

Agenda 2012: a redução do índice de sinistralidade odontológica (DLR) está em destaque. A expansão das margens projetada em 200 pontos-base é derivada quase que exclusivamente da redução do índice de sinistralidade odontológica (DLR), o foco da empresa para o ano. A administração espera concluir a implementação do processo de auditoria na rede de dentistas do Bradesco até o final de 2012, embora continue a reajustar o ticket de contratos não lucrativos. Acreditamos também que a recente integração da rede de dentistas da OdontoPrev e do Bradesco pode abrir espaço para redução de custos. Em 2013, a administração pretende concentrar-se em ganhos com despesas de vendas, gerais e administrativas, (eliminando sobreposição em áreas administrativas como call center, contabilidade e

departamentos jurídicos) e em ganhos de escala.
Pessoas físicas: a próxima fronteira. Recentemente, a OdontoPrev começou a vender planos odontológicos para pessoas físicas por meio da rede do Bradesco. Apesar da geração de volume de vendas apenas incipiente, a administração espera que esse produto obtenha margens acima da média, já que seu ticket é superior (aproximadamente R$30,00 ante R$14,00 para grandes planos corporativos) e o risco atuarial pode ser controlado pelas características do produto, como um período de carência de três meses, uma abordagem de vendas seletiva (o produto será oferecido apenas para clientes do Bradesco), e restrições à rede de dentistas e procedimentos disponíveis.
Projetamos que a OdontoPrev irá apresentar resultados razoáveis para o 4T11, cujo destaque deve ser a redução da DLR para 48%, após um pico inesperado de 51% no 3T11. A seguir nossas estimativas: receita líquida de R$223 milhões, EBITDA de R$50 milhões (traduzindo em uma margem de 23%), e lucro líquido de R$42 milhões.

Por Tetzner
·  PERFIL DA EMPRESA:

-  Somos a maior operadora de planos odontológicos da América Latina.

Ao final de setembro de 2011, contávamos com 5.404.515 beneficiários.

Desenvolvemos planos odontológicos personalizados, destinados a uma ampla variedade de clientes corporativos e associações.

Contamos com vários modelos de atendimento, incluindo a livre escolha de profissionais, unidades próprias e, principalmente, nossa Rede Credenciada. Nossas atividades estão organizadas nos segmentos de negócios de: (i) Planos odontológicos pré-pagos:   (ii) na modalidade conhecida como “risco assumido”, em que assumimos o risco do plano odontológico  (ii) Planos odontológicos pós-pagos: o cliente assume integralmente o risco atuarial do contrato  (iii) Atendimento odontológico em consultórios próprios 

Nossa rede conta com aproximadamente 25,000 cirurgiões-dentistas credenciados, sendo aproximadamente 16.000 especialistas e pós-graduados, distribuídos em cerca de 2.000 cidades em todo o país, com modelo de remuneração flexível e individualizado, com grande escalabilidade.     

Período Analisado: 3T11 -  3o Trimestre de 2.011  ( Julho/Agosto/Setembro )

PAINEL DE INDICADORES
06/11/11





SELIC
11,50%
Ativo
R$
PL
VP
GR
DY
LA
Dv
Ml
EB
MS
ODPV3
  26,85
19,2
6,41
123,2
3,7%
5,2%
0,0
31%
5,2%
-46,8%

·  PONTOS POSITIVOS:

- A receita operacional líquida totalizou R$214.689 no 3T11, 22,8% acima do 3T10, com tíquete médio de R$13,91, 2,3% superior aos R$13,60 do 2T11.   

- Lucro líquido ajustado de R$41.495 no 3T11, 17,1% superior ao 2T11.

- Número de beneficiários  +3,9% 2Tx3T11

- Tíquete médio   +2,3% 2Tx3T11

- Receita operacional líquida  +6,2% 2Tx3T11
·  PONTOS NEGATIVOS

- Caixa líquido de R$176.102 em 30/09/2011, com dívida zero. ( Redução de -12,8% frente ao 2T11 202 M  

- Índice de sinistralidade (%)  +3,4 p.p. 2Tx3T11

- EBITDA ajustado -14% 2Tx3T11
·  VISÃO ESTRATÉGICA

- Estratégia

  Foco exclusivo em planos odontológicos.

  Presença em toda a cadeia de valor dental, obtendo economias de escala, eficiência de custo, máxima qualidade e confiabilidade dos serviços prestados, fatores essenciais para a sustentabilidade do negócio.

  Múltiplos vetores de crescimento e adição de valor:

    - Crescimento inercial: pela livre adesão de novos beneficiários e crescimento dos clientes corporativos;

    - Crescimento orgânico: através de equipe própria de vendas e corretores externos;

    - Parcerias comerciais e novos canais de distribuição: abrindo acesso a mercados com baixa penetra-ção de planos odontológicos e elevado potencial de expansão.

    - Aquisições seletivas: no setor de planos odontológicos, observado o potencial de sinergia e o nível de adição de valor;    
·  OPINIÃO DO ANALISTA
-  A ação já está bem cara e no meu ponto de vista a empresa não performa para manter o crescimento esperado.    
·  CURIOSIDADES

-  No 3T11 a OdontoPrev atingiu um total de 5.404.515 beneficiários, 19,4% acima de setembro de 2010. No período de 2002 a setembro de 2011 a OdontoPrev apresentou uma taxa de crescimento média anual (CAGR) de 28,2%.           

- Compound Annual Growth Rate - CAGR:   Média do Crescimento Anual das Receitas

- 100% de tag-along e 50% de payout mínimo, 1 ação = 1 voto; 

Análise Coin Valores
A OdontoPrev é a maior operadora de planos odontológicos na América Latina. Cerca de 4,8 milhões de beneficiários contam com nossas diferenciadas soluções de saúde bucal. A rede credenciada de cirurgiões dentistas da OdontoPrev é altamente especializada e presente em todo o Brasil. A Companhia é listada no Novo Mercado da BM&FBOVESPA, tem 100% de direitos de tag-along e payout mínimo de 50%. A Companhia foi fundada em 1987 por profissionais de odontologia que identificaram a oportunidade de propiciar planos odontológicos a clientes corporativos que já tinham o histórico de extensão desse tipo de benefício em seus países de origem e que demandavam elevado grau de profissionalização, qualidade e tecnologia.

RETROSPECTIVA 2010
O ano de 2010 foi de grande sucesso para a OdontoPrev. Crescemos nossa base de beneficiários, consolidamos a parceria com o Bradesco, anunciamos o início do atendimento ao Banco do Brasil e os números foram recordes: nos primeiros nove meses de 2010 a receita se ampliou em 76%, a geração de caixa cresceu 85% e o lucro líquido 96%. As ações da OdontoPrev tem apresentado alta histórica de liquidez, superando R$ 10 milhões por dia, neste 4º trimestre de 2010.

PERSPECTIVA 2011
A OdontoPrev manterá sua política de forte distribuição de resultados aos acionistas, que deverão se beneficiar da aceleração na distribuição de planos dentais pelos novos canais junto ao Bradesco e Banco do Brasil. A empresa é 100% focada na geração de valor. Desde a abertura de capital em 2006, os acionistas OdontoPrev, para cada R$ 1 investido, tem cerca de R$ 4, até o início de dezembro de 2010.

26414 - samudutra - 22/Jan/2010 14:36 
Para quem gosta de Odontoprev e esta liquido, segue abaixo email recebido da corretora do HSBC a respeito do meu questionamento sobre Odpv3 :

citação: citação via e-mail corretora HSBC

"Samuel,

Desculpe pela demora na resposta de seu email, segue abaixo a informação de compra dos papéis de Odontoprev.

A Odontroprev sofreu um aumento de custo com a inserção de prótese dentária no plano mínimo de saúde, e isso deverá levar a companhia a um aumento no preço dos planos (risco de alta para o nosso preço alvo na ação) com isso ocorreu um aumento em seu plano.O melhor momento para a compra de ações é agora, pois é esperada para o primeiro semestre a distribuição dos dividendos extraordinários (declarados no ato do Deal com a Bradesco dental), cujo montante esperado é acima de R$10,00 por ação, representando yield de quase 16% em relação ao último de fechamento. 

ODONTOPREV (ODPV - NM) - Desdobramento das acoes

DRI: Jose Roberto Borges Pacheco

Enviou o seguinte Fato Relevante:

"A Odontoprev S.A. ("Companhia"), em cumprimento ao disposto na Instrucao CVM n. 358/02, informa a Comissao de Valores Mobiliarios ("CVM"), a BM&FBOVESPA S.A.

- Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ("BM&FBOVESPA") e ao publico em geral o que se segue:

Foi aprovada pela Assembleia Geral Extraordinaria ("Assembleia") realizada nesta data (01/07/2010), dentre outras materias, o desdobramento das acoes representativas do capital social da Companhia.

A instituicao custodiante das acoes da Companhia, Itau Corretora de Valores S.A. ("Itau"), tomara todas as providencias no sentido de realizar automaticamente a distribuicao das novas acoes aos acionistas da Companhia, de acordo com o seguinte cronograma:

(i) Para os acionistas detentores de participacao acionaria ate a data da Assembleia, 01 de julho de 2010, inclusive, cada acao da Companhia negociada na BM&FBOVESPA sera desdobrada em 4 (quatro) acoes, ou seja, para cada acao detida, o acionista recebera 3 (tres) novas acoes, passando assim a deter 4 (quatro) acoes;

(ii) A partir do dia 02 de julho de 2010, as acoes ja estarao sendo negociadas sem direito ao desdobramento de acoes (ex-direito); e

(iii) No dia 07 de julho de 2010, o Itau distribuira as acoes decorrentes deste desdobramento.

As acoes advindas do desdobramento acima mencionado serao da mesma especie, e conferirao aos seus titulares os mesmos direitos das acoes previamente existentes, inclusive dividendos, juros sobre capital proprio e eventuais remuneracoes de capital, que virem a ser aprovadas pela Companhia a partir de 01 de julho de 2010."

Norma: a partir de 02/07/2010 acoes escriturais ex-desdobramento.

25279 - paulo_prof - 14/Jan/2010 11:25
Acho que esclarece (mais ou menos)
A Odontoprev tinha 25.015.130 ações. Com a incorporação da Bradesco Dental, passará a ter 43.274.566 ações. Como "compensação" por este aumento na base de ações e diferenças nos valores patrimoniais das duas empresas (incorporadora e incorporada) o Bradesco pagará aos acionistas da Odontoprev R$ 186,9 milhões, o que dá os R$ 7,47 e, posteriormente, usando o caixa atual da Bradesco Dental, de mais R$ 248 milhões, que dividido pelas 43,27 milhões de ações após a incorporação dá os R$ 5,60.
Pelo que entendi, entretanto:
a) só teve direito aos R$ 7,47/ação velha da ODPV3 os que detinham o ativo em 23 DEZ;
b) R$ 3,90 dos R$ 7,47 vierem, de fato, na forma de dividendos com dia "com" em 23DEZ; o restante virá na forma de redução de capital; e
c) os R$ 5,60 remanescentes poderão, também, vir como redução de capital.
Os 16,1% do HSBC portanto, envolvem algo que já ocorreu e não ocorrerá mais e algo que pode vir a ser redução de capital, e não proventos. 

25275 - samudutra - 14/Jan/2010 09:51
Segue abaixo copia do pessoal do HSBC explicando o yield da Odontoprev (ODPV3)em 16,1% , não fiz as contas pois não acompanho a empresa, por isto não sei se esclarece ou não :
"Sr. Samuel,
Conforme conversamos pelo telefone, segue abaixo informações (e arquivo anexo) sobre a análise de investimento das ações da OdontoPrev passadas pelo nosso analista do setor.
Texto extraído do fato relevante de anúncio do deal com Bradesco Dental
1. Detalhamento da Operação
Previamente à Incorporação de Ações (e, portanto, anteriormente à entrada da Bradesco Saúde no capital da OdontoPrev), será realizada uma Assembléia Geral Extraordinária da
Companhia para deliberar sobre a distribuição de R$7,47 por ação da OdontoPrev, totalizando aproximadamente R$186,9 milhões, respeitadas as disposições legais e regulamentares aplicáveis às reservas técnicas e provisões de riscos expedidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, na forma que vier a ser aprovada pela Assembléia Geral Extraordinária, desde que e somente se for aprovada a Incorporação de Ações(...).
(...) Após a conclusão da Operação, a OdontoPrev deliberará em até 6 meses a distribuição aos seus acionistas (incluindo a Bradesco Saúde), da quantia de R$5,60 por ação em circulação após a Incorporação de Ações, totalizando aproximadamente R$248,0 milhões, respeitadas as disposições legais e regulamentares aplicáveis às reservas técnicas e provisões de riscos expedidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, na forma que vier a ser aprovada pela Assembleia Geral Extraordinária.
Explicação:
· R$7.47 = R$2.90 (já declarados e distribuídos) + R$4.57 anunciados na AGE de 23/12/2009 (ainda não distribuídos)
· R$5.60 ainda têm que ser deliberados em futura AGE e será pago, pelo menos em parte, com caixa vindo da Bradesco Dental
· R$13.07 é portanto o total esperado para o dividendo especial
O dividendo padrão MÌNIMO da OdontoPrev é de 50% e se soma aos R$13,07 dividendos especiais, ou seja, a expectativa é de um dividendo maior que R$13,07
Espero que as informações aqui passadas, sobre a OdontoPrev, tenham esclarecido qualquer dúvida referente a análise do papel, mas estamos à disposição para qualquer necessidade. 

25161 - paulo_prof - 13/Jan/2010 03:00
Os caras do HSBC beberam ...

Na cotação de hoje, o valor de mercado da Odontoprev é de R$ 1,58 bilhões. Para um DY de 16,1%, os proventos a serem distribuídos nos próximos 12 meses teriam que ser aprox R$ 254 milhões, considerando um payout de 100%.

O lucro líquido de 2007 foi de R$ 48 milhões. O de 2008 foi R$ 55 milhões. O dos 9M09 foi de R$ 46 milhões. Vamos ser generosos e estimar um LL para 2009 de R$ 70 milhões. Tem chance do lucro líquido de 2010 chegar sequer perto dos R$ 254 milhões? Nem com a ajuda do capeta!

Mas não foi erro de impressão. Foi erro de conceito e pessoal sem a mínima noção de ordem de grandeza das coisas. Um cara supostamente do ramo teria que "sentir" que um DY deste tamanho não poderia ser.

O payout de 2007 foi de 34,25%. O de 2008 foi de 48,76%. Em agosto, a empresa distribuiu R$ 10 milhões. Em dezembro, por ocasião de uma AGE, havia R$ 36,25 milhões de lucros acumulados e R$ 44,75 milhões de reservas de lucros, incluindo a reserva legal. O que ocorreu foi que a AGE decidiu que fossem distribuídos R$ 72,4 milhões, raspando o cofre das reservas e dos lucros acumulados (só deixaram a reserva legal e mais uns quebrados).

Na minha estimativa, relativa ao exercício de 2010 a empresa praticará um payout de no máximo 50%, sobre um lucro líquido de no máximo R$ 90 milhões. Isto daria um DY de 2,9% no máximo, um tanto quanto distante dos 16,1% dos incompetentes do HSBC. 

25144 - calbeto - 12/Jan/2010 22:53
No InfoMoney hoje saiu a indicação de uma carteira de dividendos constando, como novidade para mim, a Odontoprev (ODPV3), com uma alta projeção de proventos para o ano (16,1%). Sendo procedente tal estimativa, não seria uma boa opção para diversificação nesse tipo de carteira?

HSBC seleciona ações que deverão apresentar os melhores dividend yields de 2010

Por: Equipe InfoMoney

12/01/10 - 16h43

InfoMoney

SÃO PAULO - Buscando atender principalmente aos investidores mais cautelosos, o HBSC divulgou uma lista com 7 empresas que possuem os maiores "dividend yields" esperados para 2010 - ou seja, as empresas com a maior relação entre os proventos pagos e o preço pago por suas ações.

Os papéis selecionados pelos analistas do banco são de empresas cujos segmentos de atuação são historicamente caracterizados por apresentarem um fluxo de caixa previsível e baixa necessidade de investimentos, o que implica uma maior parcela do lucro destinada ao pagamento de proventos. As companhias selecionadas são: Eletropaulo, Odontoprev, Coelce, AES Tietê, Transmissão Paulista, Telesp e Equatorial Energia.

O "dividend yield" é o resultado percentual da divisão dos proventos distribuídos por uma empresa pelo preço de sua ação. Esse indicador busca mostrar ao investidor quanto ele está recebendo em dividendos ou juros sobre capital próprio em relação ao preço que ele pagou por aquela ação.

Confira a lista do HSBC:

Empresa Código Yield Projetado

Eletropaulo ELPL6 16,4%

Odontoprev ODPV3 16,1%

Coelce COCE5 11,9%

AES Tietê GETI4 11,4%

Transmissão Paulista TRPL4 10,3%

Telesp TLPP4 9,5%

Equatorial Energia EQTL3 9,2% 

777 - k0ss - 04/Jan/2009 21:53
"Meu dentista passou a me ""enrolar""."
"Achei estranho, sujeito competente. Era o convênio... Essa Odontoprev compra e negocia com a faca no pescoço de todo mundo."
"Outra coisa, ela compra tudo. Tem dentista em tudo que é esquina, trabalhando de tudo que é jeito. Logo vão começar a tomar processo na cabeça, pois agora o cliente tem quem por no pau na ora das barbeiragens."
848 de 5068 10/Jan/2009 12:12 0
4 opportunity2 Usuário Premium Comentários: 4296 - Desde: Nov 2007
Vejo alguns falando de odpv3 fiz um estudo:
"Esta empresa é puro lixo está explorando dentistas, e já tem até uma associação de dentistas entrando com uma representação contra ela."
"O atendimento é péssimo usam material de segunda, resultado dentistas e pacientes insatisfeitos."
"Ela está sendo manipulada por alguns players, e não possui fundamentos para estar tão valorizada, pelo contrário está muito cara pelos padrões atuais do mercado."
"Força de lucro muito baixa apenas 8,11% bem inferior a selic, está custando 173,76% a mais do seu valor patrimonial. Ou seja, têm muitos outros papéis mais interessantes que odpv3."
"Esta será mais uma outra insanidade do mercado, vão inflá-la como uma bolha e uma hora irá estourar, pois o mercado no curto prazo é uma urna de votos, e no longo prazo é uma balança."
"Vários dentistas já se recusam em atender este convênio, a odontoprev irá sobreviver de quê, da manipulação diária do book rs ?"
"Enfim, esta será mais uma ação pega-trouxa, pois podem confirmar com qualquer dentista o que eles pensam da odontoprev."
Tem até uma comunidade no orkut: Odontologia Contra-Convênios!! 

774 - opportunity2 - 04/Jan/2009 20:40
citação: dnunciateum setor que promete ODPV3...
www.odontoprev.com.br/ri
O problema deste setor é que os dentistas não gostam de atender convênios.
"Fiz uma sondagem por minha conta, e não fiquei satisfeito com os resultados."
"Os pacientes também não são bem tratados, e o material usado é sempre de segunda, o que gera grande insatisfação aos pacientes e aos dentistas."
Por enquanto só a odontoprev está se dando bem. rs
"Enfim é um setor em que o longo prazo é duvidoso, pois senão melhorarem a forma de atendimento, e melhorarem os valores pagos aos dentistas, a empresa poderá sucumbir."
É isso aí.

283 - small caps - 06/Nov/2008 23:08
"alecon, Odontoprev tem uma confortável posição em caixa, margens bastante saudáveis. O problema é que os preços não estão tão promocionais. Enquanto chovem ativos com P/L abaixo de 6 e P/VPA abaixo de 1, ela ainda negocia com P/L acima de 14 e P/VPA encostando nos 3. Não é, portanto, nenhuma barganha."
As informações do danieljoseaa são extremamente relevantes e dizem respeito à sustentabilidade das margens e devem ser levadas em consideração.


281 - danieljoseaa - 06/Nov/2008 18:23
"Alecon, vou me intrometer na sua pergunta, te dando uma visão da Odontoprev, por um outro ângulo, o dos Dentistas, que é o meu caso."

"Odontoprev é um plano odontológico, aliás um dos planos, que se preocupa única e exclusivamente com o seu lado, o que teoricamente é bom para os acionistas, porém um plano, seja ele médico ou odontológico depende de seus credenciados(No caso da Odontoprev, Dentistas),o que acontece é que a Odontoprev além de pagar uma verdadeira esmola para seus credenciados, não reajusta os valores, e tem ""mania"" de glosar procedimentos executados pelos dentistas, ou seja, os dentistas fazem os procedimentos previamente autorizados e na hora da Odontoprev pagar, se você mandou 1000 reais em procedimentos executados, te pagam 600 ou 700, inventando motivos para no mínimo ganhar mais 1 mês para te pagar ou não te pagar, essas glosas são por motivos as vezes inacreditáveis e irritantes como por exemplo uma radiografia em posição invertida na cartela radiográfica, ou seja qualquer motivo é motivo para não pagar ou ganhar tempo."

"O problema disso tudo é que ela vai gerando uma insatisfação cada vez maior entre os dentistas (valores irrisórios, ausencia de reajustes e glosas sem justificativa, puramente desculpe o termo, de ""sacanagem""), e com isso os beneficiários passam a ter dificuldades de conseguir atendimentos, pelo fato dos dentistas não atenderem(pelos motivos supracitados), gerando nova insatisfação, dessa vez dos beneficiarios, o que leva a inumeros problemas, incluindo diversas ações judiciais."

"Além disso, creio que a ODPV está no ápice de seu desenvolvimento, dificilmente irá ter resultados excepcionalmente melhores, pois está havendo uma ""caça"" à clientes e a planos menores na Odontologia, explico, planos mais conhecidos do grande público, como Amil (dental) e Goldencross(goldental) estão fechando contratos com as principais empresas(pequenas ou grandes) e a tendência disso, creio eu, é a diminuição de espaço para odontoprev, Tempo part(gamaodonto), entre outras."

"OBS: não atendo odontoprev, já me mandaram proposta, mas por saber dessas coisas e pelos valores ridículos oferecidos, não aceitei, sei dessas coisas por atender Amil e Golden, por ter amigos que atendem ou já atenderam odontoprev e através de pacientes(inclusive ela deve perder a BAYER aqui do Rio , por insatisfação dos beneficiários."

Um comentário:

Amauri disse...

Li todos os comentários feitos até aqui para a Odontoprev e acho que são exagerados. Entendo que glosas são difíceis do dentista engolir, mas também tratamentos mal realizados não podem ser aceitos por uma empresa de odontologia. Entendo também que o sistema que a Odontoprev tem de não verificar o tratamento a ser realizado antes, ou seja, com guia de autorização é benéfico para o usuário, mas prejudica o dentista, pois alguns tratamentos possuem um prazo para que sejam realizados novamente e estando neste prazo não é possível reconfeccioná-los. Quanto a remuneração, um dos conceitos que os dentistas recusam-se a aceiar é o de custo-volume-lucro, ou seja, não é o valor do procedimento isolado que tem que ser analisado e sim se o consultório dele ficará lotado se não tiver o convênio. Simples assim. Eu trabalho de 12 a 14 horas por dia e se ganhasse por hora (e isto já me aconteceu), precisaria manter-me ocupado durante todo o dia, do contrário não conseguiria manter a minha remuneração. Portanto, o dentista precisa sim trabalhar o dia inteiro e verificar se o número de horas ociosas na sua agenda é grande e neste caso é melhor se associar ao um convênio. Também existem vários procedimentos não cobertos pelo plano que o dentista pode executar e cobrar à parte se tiver fluxo de pacientes e ele só descobre se estiver filiado a um convênio. Por fim, as faculdades de odontologia despejam 12000 dentistas por ano no mercado e com certeza em grandes centros a concorrência é grande, então...

Amauri Junqueira

Ex-CFO Odontoprev S.A.