Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

domingo, 11 de outubro de 2009

Gol (GOLL)




Recomendações

Carteiras
Chinese_Wall (jan/16, fev/16)
Balanços
3T2009 -
Gracco gostou 
Características
Gestão de participação societária
Links
356263 - marcosvinicius2 -  28 Nov 2018, 23:51
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO OPERACIONAL = O lucro operacional (EBIT) registrado no terceiro trimestre foi de R$180,5 milhões, redução de 44,5% em comparação ao mesmo período de 2017. A margem operacional do 3T18 foi 6,2%, redução de 6,0 p.p. em relação ao 3T17. Em uma base por assento-quilômetro disponível, o EBIT foi de 1,45 centavo (R$) no 3T18, em comparação aos 2,71 centavos (R$) do 3T17 (uma redução de 46,5%). EBITDA = O EBITDA do 3T18 totalizou R$354,7 milhões no período, redução de 23,2% em relação ao 3T17. O impacto do aumento de 0,99 centavo (R$) no RASK e aumento de 1,99 centavos (R$) no CASK ex-depreciação resultou em EBITDA por assento-quilômetro disponível de 2,85 centavos (R$) no 3T18, uma diminuição de 0,99 centavo (R$) comparativamente ao 3T17. EBITDAR = O EBITDAR do 3T18 totalizou R$651,3 milhões no período, redução de 5,7% em relação ao 3T17. Em uma base por assento-quilômetro disponível, o EBITDAR foi de 5,23 centavos (R$) no 3T18, em comparação aos 5,75 centavos (R$) do 3T17 (redução de 9,1%):

GOLL4
PREÇO: R$ 21,90
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -43,34
P/VPA -13,79
PSR 6,13
DY 0,00%
EV/EBITDA 45,14
MARGEM BRUTA 24,03%
MARGEM OPERACIONAL -10,47%
MARGEM LÍQUIDA -14,14%
LUCRO POR AÇÃO R$ -0,505
MARGEM EBITDA 15,63%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO -241,62%
ROE 31,83%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,46

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 9,03%
RESULTADO BRUTO -6,75%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 246,91%
RESULTADO OPERACIONAL -935,28%
RESULTADO LÍQUIDO 1618,67%
EBITDA 36,27%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 6,42%
RESULTADO BRUTO -37,59%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -1443,43%
RESULTADO OPERACIONAL -158,37%
RESULTADO LÍQUIDO -224,91%
EBITDA -22,80%

c) lucro (taxa média anual)
UA 1618,67%
U2A 164,29%
U3A -26,27%

d) patrimônio líquido médio
UA 13,19%
U2A 2,08%
U3A 34,31%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

354799 - paulo_prof -  18 Out 2018, 11:04
Mas o ponto é que de prevalecer o plano da Gol, não haverá 2019 ... nem os dividendos ate 2032, quando termina o contrato!!!! A Gol quer incorporar a Smiles pela via rápida. Estabelecer uma relação de troca de X ações da nova GOL (novo mercado) + Y ações resgatáveis, convocar as AGEs de ambas empresas, aprovar a proposta, e o resto será história. Neste caso, o valor presente das ações da GOL que o minoritário da Smiles receberá é uma incógnita. Não há qualquer garantia de que seja maior do que o preço de mercado.

A lógica diz que a CVM não deverá permitir a Gol votar na AGE da Smiles ... vc garante?

354798  - marcelio2 -  18 Out 2018, 05:49
Caro paulo_prof, excelente análise desse inusitado anúncio da Gol.

Eu sempre acompanhava a SMILS e nunca havia comprado o papel.

Vale ressaltar que os analistas do Itaú BBA, em setembro, avaliaram um preço justo para o papel em 46 reais no fim de 2019, já considerando a hipótese de NÃO RENOVAÇÃO do contrato com a Gol em 2032. Nesse período, ela fez um fundinho nos 39,5x saindo dos 57,00 reais. Logo emplacou uma forte e rápida recuperação. Nada menos que 40% em poucas semanas. Na último pregão antes dessa notícia, o papel já havia se recuperado de quase que todo o baque da notícia.



Também é importante ressaltar que o mesmo banco prevê a distribuição, no início de 2019, cerca de 4,3 por ação em dividendos relativos a 2018. A Divulgação dos Resultados 3T18 ocorrerá no próximo dia 30 de outubro, após o fechamento do mercado.



Em resumo, no meu ponto de vista, acredito que ainda vale uma aposta no papel. Comprar nos valores da semana passada é uma coisa, entretanto, comprar nos valores atuais com um desconto de 30% do valor justo do papel, já considerando o pior cenário, é muito diferente. A forte depreciação do dólar junto ao início de um período de retomada da confiança no consumo a partir dos resultados da corrida presidencial, pode turbinar esse final de ano para a empresa apresentar fortes números no 4T18. Veremos...

354791 - paulo_prof -  17 Out 2018, 21:46
A "coisa" não é tão simples assim ...

Esta é a primeira vez, no mercado de ações brasileiro, que o "modelito" de incorporação via ações resgatáveis está sendo proposto para que uma controladora absorva a controlada.

Nas incorporações da Datasul pela Totvs, da Company pela Brascan, da Bovespa pela BM&F, da Bematech pela Totvs e da Cetip pela BM&F Bovespa, a empresa incorporada, apesar de ter acionistas relevantes, não tinha um controlador majoritário. Muito menos, ainda, tendo como controlador, a empresa incorporadora.

No caso da incorporação da Fibria pela Suzano, a incorporada tinha controlador majoritário, mas este nada tinha a ver com a empresa incorporadora. A negociação se deu entre partes distintas, sem relação.

Em todos os 6 casos ocorridos até o momento, a incorporação foi aprovada em AGEs das empresas incorporadora e incorporada. Nestas AGEs, todos os acionistas com direito a voto, votaram, inclusive o controlador quando foi o caso.

No caso da Fibria, é usado o argumento que como todas as ações dão direito a voto, embora a decisão (de aprovar a incorporação ou não) estivesse exclusivamente nas mãos do controlador, os interesses do controlador e moniritários da empresa incorporada estavam alinhados (o controlador definiu um preço mínimo, o montante que queria receber em cash, etc.).

Note que se a incorporação for aprovada por ambas as AGEs ... bau, bau ... não há mais discussões. Se o minoritário (de qualquer uma das empresas) não estviver de acordo, pode exercer o seu direito de recesso, recebendo o valor patrimonial da ação.

O caso da SMLS-GOLL é completamente distinto. Como a SMLS é controlada da empresa incorporadora, os interesses dos minoritários nem de longe são os mesmos daqueles do controlador. Em princípio, poderia até haver uma tentativa de emplacar o negócio a preço vil. A grande incógnita é se o controlador da SMLS vai poder votar na AGE, ou não. Na minha opinião, como há uma assimetria enorme entre os interesses do controlador e dos minoritários, a CVM deveria interferir e não deixar o controlador votar.

Se, por acaso, deixar o controlador votar ... será o caos ... estabelecerá um precedente que irá pairar como uma nuvem negra sobre o nosso mercado.

Já pensaram o BBAS decidir incorporar a BBSE de volta, estabelecendo um preço muito inferior ao de mercado? Não está satisfeito ... pede recesso. E que tal a TAEE sendo incorporada pela CMIG a preço vil? Sai debaixo!

354788 - grazziperez -  17 Out 2018, 18:36
Analisando friamente, sem entrar no mérito se é justo ou não com o minoritario da smiles, a saída mais racional seria comprar açoes da GOLL4. A curto ou médio prazo vai incorporar a Smiles sim, não importa se alguns sardinhas reclamem..

O ambiente de dólar/confiança/retomada economica aponta para melhora substancial para a situação financeira da gol, ainda mais com a incorporação da vaca leiteira Smiles. Já surgem até boatos de aquisição pela delta...

354767 - Rocha Preta inc -  17 Out 2018, 13:01
Essas asset light que viraram moda recentemente, acabam necessitando de ainda mais atenção...


Para smiles eu concordo com o que o buyside vem falando, mesmo sem contrato a 32 está descontada. Na conta do BBI seria 48,00. Em conta de padeiro cheguei em 41.

Mas quem me garante que o controlador não vai puxar o tapete? É possível até que ela mostre prejuízo para virar benefício fiscal na Gol. Até o caixa monstruoso pode ser retido. Com contador não se brinca.

Nada está muito claro, na conferência o CEO da Sorrisos, estava mais perdido que [...]

Se esse shareswap for pra frente, o acionista de smiles vai levar PN Gol + PN "Resgatáveis" que em tese são dinheiro na mão.



Com o provável rally do "bolsonaro", qualquer tranqueira deve subir. Seria mais fácil ficar no arroz com feijão + algumas small caps de sempre, do que se arriscar com smiles/mplu.

354765 - paulo_prof -  17 Out 2018, 12:17
Citação: msaravan - Post #354762 - 16/Out/2018 22:28
Boa noite pessoal!
Professor Paulo, poderia dar sua opinião sobre essa FR da Smile por gentileza? Vale a pena manter as ações no preço atual?
Acho que SMLS3 virou uma loteria ...

O controlador quer integrar a empresa na Gol o mais cedo possível. Muito provavelmente não terá sucesso na oferta que fez, pois não acredito que possa votar, e os minoritários não deverão aceitar. Como a GOL é uma empresa sem capital, será muito difícil conseguir fechar o capital da Smiles via OPA.

Moral da História: se eu tivesse que apostar, não acho que a Smiles será integrada na Gol a curto prazo.

Na prática, o único ativo que a Smiles tem é o contrato com a Gol. Sem ter feito qualquer cálculo (portanto pode estar equivocado), o meu "cheirômetro" diz que se a Smiles distribuir 100% do lucro que obterá até o final do contrato com a Gol, o valor presente destes dividendos pode ser maior do que o preço atual.

A questão, no entanto, é que não há garantia alguma que o controlador permitirá um payout de 100%. Por que deveria faze-lo? O controlador já deu mostras que fará tudo o que for possível para fazer prevalecer os seus interesses. Eu não duvidaria de ações deliberadas para promover a desvalorização do ativo e, assim, conseguir uma melhor condição para o fechamento do capital.

Como o patrimônio da Smiles é expresso por um contrato com o controlador, a assimetria é muito grande. O minoritário sempre estará negociando de uma posição de fraqueza.

353343 - marcosvinicius2 -  04 Set 2018, 03:34
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA LIQUIDA = A receita liquida foi de 2.353 milhões no 2T18 x 2.233 milhões no 2T17, por outro lado o LUCRO LIQUIDO foi de -1.325 milhões no 2T18 x -474 milhões no 2T17, como o RESULTADO BRUTO foi semelhante, essa grande DIFERENÇA foi devido ao RESULTADO FINANCEIRO (-1.261 X -425). PRASK, Yield e RASKO PRASK líquido apresentou aumento de 8,0% no trimestre em relação ao 2T17, atingindo 20,11 centavos (R$), impulsionado por um crescimento na receita líquida com passageiros em 10,3% no trimestre. O RASK líquido da GOL foi 22,05 centavos (R$)no 2T18, aumento de 6,7% em comparação ao 2T17. O yield líquido apresentou crescimento de 7,6% no 2T18 em comparação ao 2T17, chegando a 25,74 centavos (R$), impulsionado pelo aumento de 6,0% na tarifa média. FROTA TOTAL = Ao final do 2T18, a frota total GOL era de 119 aeronaves Boeing 737 com 117 aeronaves em operação, uma aeronave subarrendada para outra companhia aérea e a aeronave MAX 8 que estava em preparação para entrada em serviço. Ao final de junho de 2017, do totalda frota de 120 aeronaves Boeing 737-NG, a GOL operava em suas rotas 116 aeronaves. As quatro aeronaves remanescentes foram subarrendadas para outra companhia aérea.:

GOLL4
PREÇO: R$ 11,21
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -41,52
P/VPA -7,53
PSR 3,19
DY 0,00%
EV/EBITDA 24,33
MARGEM BRUTA 27,45%
MARGEM OPERACIONAL -5,58%
MARGEM LÍQUIDA -7,67%
LUCRO POR AÇÃO R$ -0,270
MARGEM EBITDA 16,83%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO -252,72%
ROE 18,14%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,48

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 10,75%
RESULTADO BRUTO 18,76%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 137,39%
RESULTADO OPERACIONAL 669,74%
RESULTADO LÍQUIDO 100,96%
EBITDA 60,16%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 5,36%
RESULTADO BRUTO -8,14%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 196,57%
RESULTADO OPERACIONAL 204,70%
RESULTADO LÍQUIDO 179,42%
EBITDA 44,01%

c) lucro (taxa média anual)
UA 100,96%
U2A -40,71%
U3A -25,47%

d) patrimônio líquido médio
UA 1,62%
U2A -1,25%
U3A 67,43%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]


351426 - tadeutad  -  21 Jun 2018, 21:59
Apenas um ponto importante, os bancos (leia-se fundos destes bancos) não utilizam suas próprias corretoras para fazerem suas compras/vendas, isso tem o objetivo de dificultar a visão do que cada um está fazendo.

351420 - pw777a  -  21 Jun 2018, 20:41
Fato:
No fechamento do dia 21/Jun o Santander aparece entre os maiores compradores de MPLU3, com mais de 1/3 de todas as compras; Inexiste sequer uma única açãozinha de MPLU3 vendida pela corretora Santander, nem no fracionário.

Será que os clientes do Santander não tomaram conhecimento do relatório ?!

351406 - pw777a  -  21 Jun 2018, 17:40
Quanto ao Smiles, também discordo do Santander, independentemente de hoje ter uma balancete robusto, explico :

Uma empresa de fidelidade necessita de credibilidade para ter longevidade, para os investidores poderem confiar no case.

A Smiles, na minha opinião, tem tido sucesso porque o setor está em crescimento. Basta no entanto uma zapeada por foruns para perceber o descontentamento de clientes no momento do resgate de premios. O que o ano passado custava 10 este ano custa 20 e este mês está por 30. A inflação é venezuelana no SMLS3, com resgates de 100,000 milhas e custos mais altos para bilhetes de ida em classe economica.

No comparativo SMLS / MPLU, claramente o MPLU visa médio prazo enquanto a Smiles visa ganhos imediatos, talvez por isso entre mais facilmente no radar de analistas. Como qualquer piramide, os primeiros entrarão e terão tempo para sair felizes. Para nem entrar no quesito essencial que o Smiles sequer pertence a nenhuma aliança global, ao contrário da MPLU.

Pensando melhor... o relatório do Santander está de fato muito, muito estranho; Valeria uma consulta ao Head de Análises do Santander, mas depois que aquela executiva, que falou que votar em Dilma seria prejudicial a investimentos e, a pedido do Lula talvez por isso, demitida, vale analisar criteriosamente os motivos atuais para estes relatórios do Santander !

Belo comentário. Esse 777 é pq vc é do setor? rs


Sobre o latam pass foi só Brasil, não?

Bem-vindo à Multiplus!

A partir de agora, seus pontos acumulados na LATAM Airlines serão concentrados na Multiplus. Isso porque nós somos a parceira oficial da LATAM Airlines no seu país.

Dessa forma, você pode resgatar passagens aéreas para mais de 1.000 destinos ao redor do mundo com a LATAM Airlines e as companhias aéreas parceiras da aliança global oneworld.

Por que ocorreu essa mudança?

Durante o mês de maio, as plataformas de acúmulo e resgate foram unificadas em todos os países onde operamos. No seu país de residência funciona a plataforma Multiplus, em que você acumula pontos e resgata passagens aéreas. A seguir mais detalhes sobre essa mudança:

Interessante o ponto sobre a latam, há um consenso no mercado que qm tá pior é a gol, mas já ouvi que por lá o negócio tá bem redondo (claro que o benchmark era horroroso). Talvez, a saída seja comprar AZUL4, ou ficar longe do setor na bolsa hehehe

351400 - pw777a  -  21 Jun 2018, 17:03
O caso do Santander quanto à Multiplus é interessante...mas me parece existirem algumas falhas.

De fato a LAN poderia implementar seu LanPass, e destruir a Multiplus; Mas, este ano a LAN fez exatamente o oposto: Destruiu todo o LanPass e adotou as práticas, sistema, numeração de cliente, políticas do Multiplus. Efetivamente não se pode mais falar em LanPass porque deixou de existir. Agora todos os clientes LAN/LATAM são todos Multiplus, em plataforma única. Esta foi a primeira falha que detectei no relatório, que era uma preocupação antes que a corporação LATAM decidisse por um dos dois sistemas; Adotaram o Multiplus.

Existe paralelo entre Air Canada/Aeroplan com Latam/Multiplus ? Não. A Air Canada fez um spin-off de seu programa de fidelidade, por um tempo, para a empresa Aeroplan. Venderam-se ações da Aeroplan, que era uma empresa autonoma de fato. Clientes e acionistas da Aeroplan descobrem que a Air Canada opta por, em algum tempo, criar um outro programa de fidelidade, uma outra empresa. Acionistas e Clientes Aeroplan terão prejuizo. A questão "fidelidade" está em discussão no Canada quanto à... Air Canada (não mais Aeroplan). Vale a pena confiar na Air Canada que desprestigia seus próprios clientes ? No case Latam/Multiplus, além da junção de todos os clientes sob o guarda-chuva Multiplus, qual o ganho para a Latam de destruir a Multiplus onde detëm 73% da empresa, arriscando clientes, investidores que passam a não mais confiar no compromisso de médio e longo prazo ?

Entendo que a Latam tem desafios muito mais urgentes dentro de seu negócio, como estancar perdas, ou aumentar o nivel de satisfação de seus clientes em seu produto, do que criar uma nova frente de batalha em uma área que, justamente, é altamente lucrativa. A Latam, creio, não pode com tantos problemas financeiros destruir sua única galinha de ovos de ouro, aquela que lhe gera proventos polpudos a cada trimestre. E, por isso mesmo, aperfeiçoaram tanto o regulamento Multiplus, tornando-o muito mais parecido com um AA/AAdvantage, o programa de milhagem mais longevo, mais respeitado e entre os mais lucrativos de companhias aéreas.

Finalmente, este relatório do Santander parece ter sido preparado há longos meses, mas somente agora copy/paste e sem uma revisão por um analista senior. Se buscarem na internet LanPass e tentarem se inscrever no tal sistema de fidelidade... automaticamente são informados que MULTIPLUS é a nova plataforma. Enquanto LanPass sempre foi um simples, ênfase no simples de simplório, programa de fidelidade, o Multiplus é uma plataforma de acúmulo e resgate entre diversos parceiros. Iria mais longe, o Multiplus se assemelha em sua complexidade a uma plataforma Avios (British Airways + Iberia) do que a um simples LanPass ou Aeroplan, até pela abrangência geográfica. Fundamentos desta tese é que o LanPass nunca conseguiu emitir bilhetes one-way, bilhetes em outras companhias aéreas sempre pelo atendente e parceiros reduzídissimos. Era basicamente um sistema idel para acumular voos Lan e resgatar voos Lan de ida e volta. Sequer havia plataforma de TI elaborada para algo de baixa complexidade, como a emissão de um simples bilhete de um trecho.

Em suma, qual a evidência concreta que o Santander encontrou para fundamentar toda sua tese que, daqui a sete anos, mais de setenta meses à frente, provavelmente um outro CEO, a Latam irá rescindir o contrato com a Multiplus ? O Santander afimar que em Janeiro de 2025... se existe dificuldade para analisar este ano e os próximos o Santander emite previsões para sete anos ?! Qual seu histórico de nível de acerto ? Mais fácil prever extinção das atuais agências bancárias para essa data, ou não ?

351399 - Rocha Preta inc -  21 Jun 2018, 16:15
Não falavam a mesma coisa de Wizs? Como falei, em Março a gol destruiu 1 bi de valor da smiles em 1 dia.

A Tam é alguma coisa dentro da Latam? Qual o sentido de manter mplu se tem Latam pass? Apesar de alguns verem como risco, pode até sair um deal interessante pra qm tem mplu. Um exemplo de quebra de contrato foi a Air canada que anunciou a não-renovação, as ações viraram pó e eles ofereceram uma OPA com premio.

Nessa questão de ter um "plus a mais", a smiles saiu na frente, com o sonho do mercado de comprar e levar uma CVC de brinde, enquanto a mplu ficou mais preocupada em trocar por caneca no netshoes. Ainda assim não me apetece.

351392 - Lucro Liquido -  21 Jun 2018, 14:19
Qual a lógica da TAM ou da GOL, que são os maiores acionistas da Multiplus e do Smiles que sao as maiores fonte de receita para as cia aéreas, não renovarem com seus programas de fidelidade ? Eles gostam de destruir valor ? Completamente sem sentido pra mim.

Um negócio que vejo que está caindo de maduro é Smiles e Multiplus, é entrar no segmento de viagens e turismo, vejo muito diferencial competitivo frente a qualquer outra empresa.

175677 - PANICO2011 -  26 Mar 2013, 13:15

PHERROU - PREJUÍZO MONSTRO:

Gol tem prejuízo de R$ 447 milhões; outras 7 empresas divulgam resultados
Companhia aérea reforça cenário desafiador vivenciado pela indústria e reduz oferta doméstica; Light vê melhora nos números e distribui R$ 0,45 por ação em dividendos
Por Fernando Ladeira |9h33 | 26-03-2013 | Atualizada às 10h08 a a a SÃO PAULO - Na última semana marcada para as empresas anunciarem seus resultados trimestrais, desde o fechamento do pregão de segunda-feira (25) oito empresas já divulgaram seus números: Gol (GOLL4), Copel (CPLE6), Light (LIGT3), Anhanguera Educacional (AEDU3), Aliansce (ALSC3), Direcional (DIRR3), JSL (JSLG3) e Technos (TECN3). A Profarma (PFRM3), que originalmente divulgaria o resultado no dia 19, adiou o resultado para esta data. Às 10h00 a empresa deu início à reunião do conselho de administração.

O destaque fica para os números da Gol, que viu uma piora em todos os seus principais números. Com uma receita líquida de R$ 2,12 bilhões no último trimestre de 2012, o número é 5,1% menor que o visto no mesmo período de 2011. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) passou de R$ 90,4 milhões para perdas de R$ 210,1 milhões, enquanto o lucro de R$ 54,3 milhões se transformou em perdas de R$ 447,1 milhões.

A empresa explica que o período foi distorcido por provisões para perdas com ativos e pelo fim das operações com a Webjet. Sem esses itens, o prejuízo seria de R$ 160,9 milhões.


Gol vê lucro se transformar em prejuízo e diz que fim das operações da Webjet influenciaram nas perdas (Divulgação)
"Os resultados financeiros de 2012 refletem o cenário desafiador vivenciado pela indústria aérea nacional nos dois últimos anos com um aumento anual no preço de combustível em 18%, desvalorização do real frente ao dólar em 17% no ano, aumento acima de 30% nas tarifas aeroportuárias e baixo crescimento do PIB brasileiro", resume a empresa, em mensagem assinada por Paulo Kakinoff, presidente da empresa.

Ele também anunciou uma redução na oferta doméstica entre 8% e 10% no primeiro semestre e de cerca de 7% no próximo ano, de modo a retomar as margens operacionais e o crescimento mínimo de 10% na receita operacional por assento quilômetro oferecido. Assim, o guidance da empresa é de um resultado operacional positivo neste primeiro trimestre


175661 - small caps -  26 Mar 2013, 12:23
Sem bolsa combustível, esta empresa tem que pagar "cheio" para permitir que o povo bolivariano usufrua de combustível mais barato. Tem que pagar "cheio" para a PetroBAMBÚ fazer seus projetinhos faraônicos, com custos ultra inflados...

O resultado? Um esforço gigantesco para conseguir um margem irrisória...

26/03/2013 09:18 GOL (GOLL-N2) - FATO RELEVANTE - GUIDANCE 2013

GOL (GOLL-N2) - Fato Relevante - Guidance 2013
DRI: Edmar Prado Lopes Neto

A empresa enviou o seguinte Fato Relevante:

Sao Paulo, 25 de marco de 2013 - A GOL Linhas Aereas Inteligentes S.A. (BM&FBOVESPA: GOLL4 e NYSE: GOL), (S&P: B, Fitch: B+, Moody s: B3), a maior Companhia aerea de baixo custo e baixa tarifa da America Latina, anuncia suas projecoes financeiras para o ano de 2013.

A GOL anuncia uma reducao em sua capacidade domestica entre -8% e -10% para o primeiro semestre de 2013. Para o ano de 2013 a reducao e de cerca de 7%, em omparacao com o mesmo periodo de 2012. A projecao reitera a estrategia de racionalizacao de oferta da Companhia para 2013 e tem como objetivo atingir um crescimento minimo de 10% no RASK e a retomada das margens operacionais.

A Companhia estima um resultado operacional positivo para o primeiro trimestre de 2013, superior ao resultado do mesmo periodo do ano anterior. Essa projecao assume as premissas abaixo informadas e, adicionalmente, os resultados de trafego dos meses de janeiro e fevereiro desse ano, divulgados atraves de Comunicados ao Mercado especificos.

Projecoes Financeiras 2013 Min. Max.
Variacao do PIB brasileiro 2,5% 3,0%
Variacao Anual do RASK Maior ou Igual a 10%
Variacao Anual da Oferta (ASK) domestico Cerca de -7%
CASK ex-combustivel (R$ centavos) 9,7 10,3
Taxa de Cambio Media (R$/US$) 1,95 2,05
Margem operacional (EBIT) 1% 3%

A projecao considera o preco do combustivel nos patamares atuais. Em funcao dos impactos de um cenario macroeconomico adverso, as projecoes financeiras da Companhia poderao ser revisadas trimestralmente visando incorporar a evolucao de seu desempenho operacional, financeiro e eventuais mudancas nas tendencias de taxa de juros, cambio, PIB e petroleo (WTI e Brent).

175652 - small caps - 26 Mar 2013, 12:11
Phodida e mal paga, tentando manter o negócio e os poucos empregos que vão restar... e sofre com o que é noticiado abaixo... Não é fácil estar fora do círculo de proteção bolivariano neste país... Segue.

Multa à Gol pode chegar a R$ 58 mi por não readmitir funcionários da Webjet3
Carolina Farias
Do UOL, no Rio 14/03/201317h42 > Atualizada 14/03/201318h21

Comunicar erroImprimir
A Procuradora Regional do Trabalho vai pedir a execução de uma multa de cerca de R$ 58 milhões à Gol por descumprir a decisão judicial de dezembro, que determinava a reintegração de 850 funcionários demitidos da Webjet.

A companhia aérea informou, por meio de nota, que mantém seu posicionamento e vai recorrer da decisão.

Em novembro, a empresa anunciou o encerramento das atividades da WebJet, comprada pela Gol em 2011, com a demissão dos 850 funcionários.

De acordo com procuradores, os trabalhadores deveriam ter sido reintegrados à Gol, e não à Webjet. Eles deveriam estar na escala de trabalho e, no entanto, como a Webjet não opera, eles estão sem trabalhar, o que contraria a decisão judicial.

Segundo o procurador do Trabalho Carlos Augusto Sampaio Solar, a multa estipulada pelo não cumprimento da liminar era de R$ 1.000 por dia. Ele calculou que, até esta semana, a multa chega a aproximadamente R$ 58 milhões.

A Procuradoria vai pedir para penhorar os bens da empresa caso a Gol não pague os salários desses funcionários no próximo mês.

"A Gol manifestou o desejo de fazer rescisões, mas os sindicatos não vão homologar as demissões, a rescisão não vai ocorrer. Esses funcionários tem de ser reintegrados, senão vamos penhorar [os bens da Gol] para garantir pagamento de salários", afirmou o procurador.

Solar disse que, em janeiro, viu que a Gol descumpria a liminar e pediu a execução da multa de R$ 28 milhões. No começo de março, a Procuradoria constatou novamente que a companhia não cumpria a medida judicial e pediu mais R$ 30 milhões de execução. O procurador disse que o cálculo foi feito com base no número de funcionários e de dias que os trabalhadores permanecem sem serem reintegrados.

A decisão judicial diz que a Gol deve reintegrar os funcionários e daí prosseguir com a negociação coletiva. Caso não haja resultado, a Justiça do Trabalho pode decidir e uma das alternativas é fazer cumprir a convenção coletiva.

De acordo com o procurador, as demissões da Gol são irregulares porque a empresa não cumpriu uma convenção coletiva da Webjet, que prevê, entre outras medidas, o plano de demissões voluntárias. "Ela [Gol] foi intransigente. Se não houve sucesso nas negociações com o sindicato, teria de cumprir a convenção coletiva que estabelece critérios a ser seguidos", afirmou Solar.

Ampliar
Relembre companhias aéreas que foram extintas58 fotos 58 / 58
Funcionários demitidos da Webjet fazem uma manifestação nesta segunda-feira (26) no aeroporto Luís Eduardo Magalhães, em Salvador. Após a compra da companhia aérea pela Gol ser autorizada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), a Gol anunciou na sexta-feira (23) o encerramento das operações da Webjet e a demissão de 850 funcionários Leia mais Leogump Carvalho/Frame
Justiça do Trabalho do RJ multa Gol em R$ 1 mi por demissões na WebJet
Nesta quinta-feira (14), a Justiça do Trabalho do Rio multou a Gol em R$ 1 milhão por danos morais. A Procuradoria vai ainda analisar essa decisão.

"A empresa não realizou negociação prévia com o sindicato da categoria, conforme determina o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e descumpriu termo firmado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), na compra da Webjet. No termo, a Gol havia assumido o compromisso de manter os empregos dos funcionários da Webjet", informou o MPT.

Procurada, a Gol informou que o acordo com o Cade foi firmado em outubro de 2011 e valia até a decisão final da autarquia sobre a compra, ocorrida no mesmo mês de 2012.

"Na ocasião, o acordo perdeu a sua vigência, o que foi formalmente declarado pelo Cade", informou a empresa em nota.

A Gol informou que readmitiu os funcionários após a decisão da justiça, e fez reuniões com os sindicatos para negociação, sem sucesso.

"Diante dos fatos expostos – que explicitam as razões do desligamento, a frustração das negociações e o cumprimento da primeira reintegração – a companhia informa que manterá o seu posicionamento e recorrerá da decisão".

(Com Reuters)

175648 - small caps -  26 Mar 2013, 12:05
MUNDO REAL.

Esta empresa não ganha bolsa combustível e todo mundo quer tirar uma casquinha... Até mesmo a Justiça mandado reintegrar funcionários para todos irem a falência de mãos dadas:

Prejuízo da Gol dobra em 2012 e chega a R$ 1,51 bilhão22
Do UOL, em São Paulo 26/03/201308h11 > Atualizada 26/03/201308h52

Comunicar erroImprimir
Leonardo Wen/Folhapress

A empresa aérea Gol teve prejuízo de R$ 1,51 bilhão em 2012, alta de 101,3% em relação ao resultado do ano anterior (quando perdeu R$ 751,5 milhões).

O resultado, segundo a empresa, reflete o momento "desafiador" pelo qual passam as empresas aéreas, principalmente com a alta no preço do combustível.

A desvalorização de 17% do real em relação ao dólar, além do baixo crescimento da economia brasileira em 2012, também foram apontados como responsáveis pelo prejuízo da empresa.

No 4º trimestre, a Gol teve um prejuízo líquido de R$ 447,1 milhões, ante lucro líquido de R$ 54,3 milhões um ano antes.

A Gol também informou que, com o objetivo de elevar a receita por passageiro (rask) em pelo menos 10% e retomar as margens operacionais, reduzirá a capacidade doméstica em entre 8% e 10% no primeiro semestre de 2013 e em cerca de 7% no ano fechado, ante os níveis de 2012.

Webjet
A companhia aérea afirmou ter contabilizado no balanço do quarto trimestre custos adicionais de R$ 197 milhões referentes ao fim das operações da Webjet e a provisões para perda com ativos.

Em novembro, a empresa anunciou o encerramento das atividades da WebJet, comprada pela Gol em 2011, com a demissão dos 850 funcionários.

175632 - davilar -  26 Mar 2013, 03:23
Resultado da Gol veio ridículo. Ainda da tempo de entrar vendido IMO. Bom hedge vs queda do IBOV ( 1º pelo alto beta; 2º pela condicionalidade da janela de IPO estar aberta p/ Smiles p/ Gol ganhar algo; 3º Um cenário de extremo risk on tb é maléfico p/ GOLL, c/ aumento dos custos c/ combustiveis). PS: o ultimo call da Gol o próprio CFO soltou uma piada "Agente pode não ter yield, mas slides agente tem de sobra". Oq esperar disso ?

161553 - marcelio2 -  26 Dez 2012, 13:59
(26/12) GOL (GOLL-N2) - Fato Relevante
DRI: Edmar Prado Lopes Neto

SAO PAULO, 21 DE DEZEMBRO DE 2012 - A GOL Linhas Aereas Inteligentes S.A.  (BM&FBovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), (S&P: B, Fitch: B+, Moody s: B3), a maior companhia aerea de baixo custo e baixa tarifa da America Latina ("Companhia"), comunica a segregacao das atividades relacionadas ao programa de relacionamento "Smiles", atualmente conduzidas pela sua controlada VRG Linhas Aereas S.A. ("VRG"), as quais passarao a ser conduzidas pela Smiles S.A., sociedade recentemente constituida e sob controle da Companhia.

Conforme comunicado anteriormente ao mercado, a Companhia esta avaliando a possibilidade de realizar uma oferta publica inicial de acoes da Smiles S.A., sem que haja qualquer estimativa ou previsao para a conclusao dessas analises. A Companhia destaca que nao foi tomada ate o momento qualquer decisao a respeito desse assunto e podera realizar ou nao a oferta publica inicial ou qualquer outra operacao alternativa com relacao a Smiles S.A. A Companhia informa que a realizacao de uma oferta publica inicial estara sujeita as condicoes dos mercados de capitais nacional e internacional e a obtencao de um previo registro junto a Comissao de Valores Mobiliarios e demais formalidades aplicaveis a esse tipo de operacao.

161542 - pppadv -  26 Dez 2012, 11:35
Por Paula Barra
https://infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/2644641/petrobras-espera-reajuste-gasolina-gol-anuncia-separacao-smiles
[...]
Gol anuncia separação das atividades do Smiles
A Gol (GOLL4) aprovou a transferência das atividades de seu programa de milhagem para a Smiles SA.

A empresa disse em comunicado que avalia a possibilidade de fazer oferta pública de ações do programa. Segundo a Gol, ainda não existe estimativa para conclusão das análises sobre o IPO (Initial Public Offering), que dependerá das condições de mercado.

Marcopolo estuda voltar a ter fábrica na Rússia
Três anos após fechar fábrica na Rússia, a Marcopolo (POMO4) estuda retomada de produção no país. Atualmente, a empresa tem uma joint venture com o grupo russo Kamaz e atua montando veículos com peças produzidas na China.

A planta, contudo, depende ainda do resultado desse novo modelo de operação na Rússia. O acordo com a Kamaz foi fechado no ano passado, mas os primeiros veículos serão entregues em 2013.
[...]

Análise Coin Valores
A GOL foi criada em 2001 baseada na missão de popularizar e democratizar o transporte aéreo no Brasil e na América do Sul. Sua estratégia é voltada para o crescimento rentável resultante de uma estrutura de baixo custo e alta qualidade no atendimento ao cliente, o que permite oferecer tarifas reduzidas e, conseqüentemente, uma opção de transporte acessível a todos. A GOL já transportou mais de 160 milhões de passageiros desde o início de suas atividades e detém aproximadamente 40% do market share do mercado doméstico. Hoje, é considerada a maior empresa de “Baixo Custo e Baixa Tarifa” da América Latina.

RETROSPECTIVA 2010
Em 2010 a companhia atingiu o objetivo de possuir em caixa ao menos 25% da receita líquida dos últimos 12 meses, e redução de riscos no curto prazo por meio do alongamento de seus compromissos financeiros, e desalavancagem do balanço patrimonial de forma consistente, através da geração de caixa operacional. Adicionalmente, a GOL consolidou seu plano de renovação e padronização da frota, com a devolução de todas aeronaves Boeing 737-300 e substituição por aeronaves Boeing 737-700 e 800s Next Generation. Por fim, no mês de dezembro de 2010, foi inaugurado o Instituto GOL, uma iniciativa pioneira com o objetivo de promover o ensino profissionalizante voltado à capacitação e qualificação de profissionais do setor de aviação.

PERSPECTIVA 2011
O ano de 2011 será marcado pelo foco da Companhia na ampliação de sua vantagem em custos que serão obtidas pelo resultado das iniciativas iniciadas no ano de 2010 tais como: (i) devolução das aeronaves Boeing 737-300; (ii) instalação de winglets em aeronaves Boeing 737-700; (iii) introdução do Orçamento Base Zero; (iv) implantação do Centro de Serviços Compartilhados; e (v) desenvolvimento de medidas inovadoras aliadas ao uso intensivo de alta tecnologia pela implantação do GPS Landing System e do ACARS – sistema de acompanhamento de manutenção online. Todas estas iniciativas proporcionam um novo patamar em custos que se traduzirá em cada vez mais, popularizar o transporte aéreo no mercado brasileiro ao oferecer passagens com preços atrativos e uma operação com alta capilaridade de destinos.

20220 - Gracco - 10/Nov/2009 00:21
Comentários a respeito da GOLL4, Small e Prof Paulo?
Eu gostei do balanço, clara evolução em relação ao 2TR 2009. Apesar do lucro de 354 milhões no 2TR 2009, tal lucro ocorreu devido ao resultado financeiro positivo de R$369,9 milhões em decorrência da dívida atrelada ao dolar. Ou seja, a empresa de fato não tinha apresentado lucro operacional.
Neste 3TR, temos evolução no EBIT, EBTIDAR e EBTIDA em relação ao 2TR de 2009, um resultado financeiro positivo de apenas R$58 milhões, sendo um lucro líquido apresentado de 77,9 milhões . Indo mais além, neste 3TR a empresa apresentou perda líquida de 51 milhões em contratos de derivativos de petroleo, contra 13 milhões no trimestre passado, portanto o lucro seria ainda maior caso não tivesse esta perda. Ainda esta longe do ideal, mas com os preços das passagens finalmente sinalizando que atingiram um pico de baixa podemos ter uma surpresa agradável nos próximos trimestres.

20189 - neojr - 09/Nov/2009 20:53
Gol reverte prejuízo e lucra R$ 77,9 milhões no 3º trimestre
Notícia publicada às: 20:13.
No entanto, a receita da companhia caiu 16%. Passou de R$ 1,78 bilhão em 2008, para R$ 1,46 bilhão no terceiro trimestre de 2009.
9 de novembro de 2009 - A GOL Linhas Aéreas Inteligentes reverteu um prejuízo de R$ 510,7 milhões anunciados no terceiro trimeste do ano e anunciou um lucro líquido de R$ 77,9 milhões no período em 2009.
No entanto, a receita da companhia caiu 16%. Passou de R$ 1,78 bilhão em 2008, para R$ 1,46 bilhão no terceiro trimestre de 2009.
Já a margem Ebitar atingiu 20% ao registrar R$ 298,7 milhões entre os meses de julho e setembro de 2009, em comparação à margem Ebitdar de 14,2% (R$ 253,7 milhões) no terceiro trimestre de 2008.
De acordo com nota da companhia, o terceiro trimestre de 2009 foi marcado pelo anúncio da oferta global de ações, concluída de forma bem sucedida em outubro, ratificando a confiança do mercado de capitais no plano de negócios da GOL.
"Com o sucesso da oferta de ações e a nova posição de caixa acima de 20% da sua receita líquida, a GOL completou o leque de vantagens competitivas que a tornam uma das companhias aéreas mais bem posicionadas para gerar rentabilidade no setor de transportes", diz a nota. (Redação - www.ultimoinstante.com.br)

3619 - 05/Abr/2009 19:24
"Fundamentos quase inexistentes.... Agora, na AT tá bem interessante. Graficamente falando fez uma divergência altista interessante, se visualizado um período dos últimos 2-3 anos, no IFR (sinal bem valorizado em períodos mais longos). O volume da última semana já demonstra o que está por vir e a busca do GAP deixado nos 7,80 R$ vai ser fácil se o IBOV ajudar."

Nenhum comentário: