Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

domingo, 26 de maio de 2019

Eucatex (EUCA)


Recomendações
Compra: dnainvest (jan/18)
Carteiras
BAC 1000 (jul/16ago/16) - jparthur (out/17)
Balanços
1T2019 - 
paulo_prof   -
Os Resultados do 1T19 foram muito bons, especialmente se comparados aqueles contabilizados no 1T18. No que se refere os números, exclusivamente, o ativo parece barato.

A2018/4T2018 - 
Paulo Prof - 
Os resultados do 4T18 foram excepcionais. H[a muitos anos que a empresa não posta um Resultado Antes dos Impostos de R$ 46 milhões. A Receita Líquida de R$ 335 milhões é um recorde trimestral e há "séculos" que não se vê uma margem bruta de 34,9%. Como se isto não bastasse, ajudou também o Resultado Financeiro, provavelmente auxiliado pela valorização do real. Em consequência, o Resultado Antes dos Impostos não deve ter sido impactado por não recorrentes. Mas é bom verificar.
Os excelentes resultados do 4T18 impactaram os resultados do exercício, excetuando a última linha devido ao IR/CS: em 2017 havia sido uma Receita; em 2018 foi uma despesa.
Não pode deixar de ser mencionado que na Eucatex há ocorrências esquisitas ... Embora contabilize os proventos mínimos que devem ser distribuidos, os mesmos não são efetivamente pagos. São jogados no passivo como dividendos a pagar. O montante total, em 31DEZ2018, era de R$ 73,7 milhões, o que dá R$ 0,83 por ação. Uma outra prática esquisita é que em todos os exercícios, a contabilidade da empresa reduz os proventos mínimos obrigatórios a serem distribuídos, via o instituto da Constituição da reserva de lucros a realizar. Ou seja, além de há muito tempo não calcular o mínimo legal em 23,75% (desde 2012 o percentual do lucro líquido destinado a dividendos tem sido sensivelmemnte abaixo), não paga este provento reduzido. Em minha planilha, cujos dados retrocedem até 2007, não há um único exercício no qual a empresa teve prejuízo. Não tenho idéia de qual possa ser o dispositivo legal que permite à empresa deixar de pagar os seus acionistas. É possível que haja alguma decisão judicial neste sentido ...
O ativo parece bem precififcado, mas também parece não ter drivers para que o seu preço acompanhe o seu operacional. Mais dia, menos dia, vão acabar pagando os dividendos retidos ... então, quem sabe?


3T2018
Paulo Prof - 
Este é o 3o. trimestre consecutivo no qual a empresa tem Resultado Líquido e Ebitda pior do que me 2017. No 3T18, embora a Receita Líquida tenha sido marginalmente maior do que aquela do 3T17, a margem bruta caiu de 29,6% para 28,3%, e o resultado financeiro negativo foi 793% maior. O resto é decorrência.

No 3T18 os investimentos somaram R$ 30,7 milhões, para uma depreciação de R$ 31,3 milhões. Em consequência, o lucro líquido do proprietário não foi engordado. Ativo parece caro.

2T2018 -
Paulo Prof - 
Resultados ruins ... possivelmente impactados pela greve, pela variação cambial e pelo valor justo dos ativos biológicos. A empresa continua vendendo o almoço para comprar a janta. Um dado importante a se observar é que a Eucatex é uma empresa que para garantir a sustentabilidade é obrigada a investir aprox. R$ 100 milhões anuais, principalmente em suas florestas. Como a depreciação/amortização é maior (algo próximo de R$ 125 milhões ao ano), há uma "sobra" de R$ 25 milhões que na realidade engorda o lucro do proprietário. Se esta sobre for levada em consideração, o lucro do proprietário dos últimos 12 meses mais do que dobra ... em consequência, desde que a empresa volte a ter capacidade de produzir lucro, pode ser que o ativo esteja barato.

A2017/4T2017 -
paulo_prof  -  
Os números da EUCA suscitam diversas dúvidas ... achei muita coisa estranha ... não sei se bastará ler o relatório para ter um entendimento:
a) por que o payout nos últimos 6 exercicios foi menor do que 20% (o payout do exercício de 2017 será de 14,18%)?
b) por que a liquidez corrente e sistematicamente menor do que 1 (empresa vendendo o almoço para comprar a janta)?c) por que o Resultado Financeiro de 2017 foi pior do que o de 2016, se o endividamento líquido em 2016 e os juros em 2016 foram maiores?
d) observar que o Lucro de 2017 foi 24,9% maior do que no exercício anterior, mas o Resultado Antes dos Impostos foi 14,1% menor, ou seja, em vez de despesas de IR/CS em 2017, houve uma receita.
e) o que ocorreu no 4T17 para que o Resultado Antes dos Impostos fosse negativo? Algum evento não recorrente?
f) por que a empresa não está pagando os proventos? O Relatorio menciona: O saldo a pagar de juros sobre capital próprio e dividendos em 31 de dezembro de 2017 é de R$69.612 sendo R$ 5.946 do exercício de 2017, R$2.526 do exercício 2016, R$ 724 do exercício de 2015, R$3.736 do exercício de 2014, R$15.755 do exercício de 2013, R$7.394 do exercício de 2012 e R$33.531 do exercício de 2011 e 2010.

3T2017 -
marcosvinicius2 -
RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 MELHOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E NA COMPARAÇÃO COM O 3T16 DEVIDO A UM RESULTADO FINANCEIRO BEM MENOR DO QUE O APRESENTADO EM TRIMESTRES ANTERIORES. DOS ULTIMOS 46 TRIMESTRES, 02 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (4,3478%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 30.262 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 2.953 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 188.722. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 566.556 X 3T17 = 4.190. VALOR DE MERCADO (MIL) = 373.255; VALOR MAXIMO (MIL) = 6.344.422 NO 2T07; VE PSBE (MIL) = 1.008.216.

paulo_prof   -
Excelentes os Resultados no 3T17. Todos os astros parecem ter se alinhado para favorecer a empresa. A valorização cambial foi responsável por uma "receita" de aprox. R$ 8 milhões. Por outro lado, provavelmente devido a uma base negativa de IR/CS e/ou politica de diferimento de impostos, o IR/CS no trimestre foi positivo (em vez de ter uma despesa, a empresa teve uma receita). Pelas minhas contas, num cenário de estabilidade cambial e taxação normal de IR/CS, o Resultado Liquido Recorrente teria sido algo em torno dos R$ 14,5 milhoes, ou menos da metade do que a empresa contabilmente postou. De qualquer forma, se a empresa for capaz de repetir, nos próximos trimestres, o resultado líquido recorrente de aprox. R$ 14,5 milhões, o ativo estaria barato.

2T2017 -
paulo_prof   -
Em termos da última linha, o resultado da Eucatex foi pífio. No que concerne a geração de caixa medida pelo ebitda, entretanto, o resultado foi quase em linha com aquele do 2T16, com taxa de crescimento nominal um pouco menor do que a taxa de inflação no período.
O grande responsável pelo resultado desfavorável foi o Resultado Financeiro negativo em R$ 22 milhões, quase 40% dos quais foram devidos à correção cambial do endividamento em dólar.
Num cenário de estabilidade cambial, o lucro líquido trimestral estaria na faixa dos R$ 10 milhões, com P/L ao preço atual abaixo de 7.
Em consequência acho que o ativo está muito barato (também confirmado pelo EV/EBIDTA =3,18) e um investimento aos preços atuais me parece ser de baixo risco.
Devido a valorização cambial no 3T17, se o operacional não apresentar surpresas negativas, a tendência será o lucro líquido do trimestre ultrapassar os R$ 10 milhões com folga.

A2016/4T2016 -
paulo_prof -
Há que se ver como a empresa conseguiu um resultado financeiro tão favorável (um endividamento líquido médio de R$ 400 milhões custou apenas R$ 40 milhões). Deve ter uma boa parcela do endividamento em dólar.
A crise se manifestou levemente na Receita Líquida, mas o resultado financeiro fez a mágica.

andrepaiva1 -
é pessoal euca4 deu show no resultado....
vai abrir amanha em forte gap

3T2016 -
marcosvinicius2 -
Receita líquida
A Receita Líquida Total atingiu R$ 304,3 milhões, ante R$ 311,0 milhões no 3T15, contração de 2,2%. No Segmento Madeira, a queda da receita foi menor que a queda no volume, devido à considerável participação de produtos de maior valor agregado, bem como dos aumentos de preços praticados. A Receita das Exportações apresentou expansão de 12,6% no 3T16, reflexo da ascensão contínua desse mercado. O Segmento de Tintas registrou elevação de 5,3% na Receita Líquida, resultado dos preços praticados (+6,6,%), no 3T16 em relação ao 3T15.
Lucro Bruto e Margem Bruta 
O Lucro Bruto atingiu R$ 83,4 milhões no 3T16, contra R$ 94,3 milhões no 3T15, retração de 11,6%. A Margem Bruta do trimestre alcançou 27,4%, queda de 2,9pp em relação ao 3T15.
EBITDA e Margem EBITDA 
Como consequência do exposto, o EBITDA recorrente somou R$ 47,6 milhões, queda de 10,6% em relação ao alcançado no 3T15. A margem EBITDA recorrente atingiu 15,7%, ante 17,1% obtido em igual período do ano anterior.

paulo_prof   -
Resultado meia boca !!! De positivo, há que se observar que a empresa conseguiu postar uma última linha positiva. Não deixa de ser um feito, considerados o setor de atuação e as condições da economia. Há que se ter cuidado nas comparações ano-a-ano e trimestre-a-trimestre, porque o 3T15 foi horrível devido a uma resultado financeiro catastrófico (há que se ler o relatório de então para entender o que ocorreu). Não fosse este resultado financeiro muito negativo, o resultado do 3T16, que foi sensivelmente pior do que aquele do que o do 2T16, teria sido também pior daquele do 2T15. O preço corrente seria compatível com um lucro trimestral médio real da ordem de R$ 7 milhões.

2T2016 -
BAC 1000   -
Parece que o resultado veio muito bom.

paulo_prof  -
No que se refere a última linha, o resultado veio excelente ... mas de forma alguma é recorrente!
O lucro liquido no 2T16 foi de R$ 13,8 milhões; no 1S16, de R$ 18,3 milhões.
Mas vamos estimar aproximadamente qual seria o lucro líquido recorrente. O endividamento líquido é de aprox. R$ 400 milhões. Em média, este endividamento líquido deveria custar aprox. R$ 60 milhões por ano (15%), ou aprox. R$ 15 milhões por trimestre. Se formos benevolentes, no mínimo uns R$ 13 milhões.
No 1S16, o Resultado Antes do Financeiro e dos Impostos somou R$ 27,5 milhões; se considerarmos o 2T16 "semestralizado", seriam R$ 35 milhões.
Se deduzirmos o custo do endividamento, obteremos um Resultado Antes dos Tributos entre R$ 5 milhões e R$ 9 milhões no semestre. Aplicando 34% de IR/CS, chega-se a um lucro líquido trimestral entre R$ 1,7 milhões e R$ 3 milhões.
Então ... qual foi a mágica? ... a desvalorização do dólar tem um impacto positivo sobre o resultado financeiro, porque aprox. R$ 170 milhões do endividamento bruto são denominados em moeda estrangeira.
No 1S16, o resultado financeiro foi impactado favoravelmente em R$ 26,5 milhões, sendo que no 2T16, o impacto positivo foi de R$ 11,8 milhões. Ou seja, em média, no semestre, o resultado financeiro trimestral foi "engordado" em mais de R$ 13 milhões resultantes da desvalorização do dólar.
Quando o dólar deixar de desvalorizar ... acaba a brincadeira!
Há uma chance, entretanto, que o mercado veja a última linha em primeiro plano e não consiga enxergar que a mesma não pode ser produzida de forma recorrente! 
Pessoalmente, considerando os fundamentos, acho que o ativo está caro! Mas reconheço que ainda pode andar mais um pouco!

A2009/4T2009 - 
Focklink - 
considerou uma maravilha.
Características
Indústria e comércio de chapas de fibra de madeira
Links
361507 - paulo_prof   -  26 Mai 2019, 19:59
Os Resultados do 1T19 foram muito bons, especialmente se comparados aqueles contabilizados no 1T18. No que se refere os números, exclusivamente, o ativo parece barato.

EUCA4

PREÇO: R$ 4,14

PAYOUT (2018): 14,5%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 9,89

P/VPA 0,30

PSR 0,29

DY 1,47%

EV/EBITDA 3,63

MARGEM BRUTA 29,0%

MARGEM OPERACIONAL 3,7%

MARGEM LÍQUIDA 2,9%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,419

MARGEM EBITDA 18,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 41,3%

ROE 3,03%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,97



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,25%

RESULTADO BRUTO +14,22%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +36,36%

RESULTADO OPERACIONAL +73,43%

RESULTADO LÍQUIDO +3,68%

EBITDA +16,08%



b) 1T19 vs 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +17,34%

RESULTADO BRUTO +28,34%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +25,06%

RESULTADO OPERACIONAL +238,81%

RESULTADO LÍQUIDO +558,29%

EBITDA +27,28%



c) lucro (taxa média anual)

UA 3,68%

U2A 4,17%

U3A 44,43%



d) patrimônio líquido médio

UA 1,43%

U2A 2,08%

U3A 2,10%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 16,08%

U2A 10,26%

U3A 9,12%

U4A 7,38%

U5A 2,07%

U6A 0,29%

U7A 2,42%

U8A 2,18%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,24

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -5,0%

360239 - paulo_prof   -  09 Abr 2019, 15:39
Os resultados do 4T18 foram excepcionais. H[a muitos anos que a empresa não posta um Resultado Antes dos Impostos de R$ 46 milhões. A Receita Líquida de R$ 335 milhões é um recorde trimestral e há "séculos" que não se vê uma margem bruta de 34,9%. Como se isto não bastasse, ajudou também o Resultado Financeiro, provavelmente auxiliado pela valorização do real. Em consequência, o Resultado Antes dos Impostos não deve ter sido impactado por não recorrentes. Mas é bom verificar.

Os excelentes resultados do 4T18 impactaram os resultados do exercício, excetuando a última linha devido ao IR/CS: em 2017 havia sido uma Receita; em 2018 foi uma despesa.

Não pode deixar de ser mencionado que na Eucatex há ocorrências esquisitas ... Embora contabilize os proventos mínimos que devem ser distribuidos, os mesmos não são efetivamente pagos. São jogados no passivo como dividendos a pagar. O montante total, em 31DEZ2018, era de R$ 73,7 milhões, o que dá R$ 0,83 por ação. Uma outra prática esquisita é que em todos os exercícios, a contabilidade da empresa reduz os proventos mínimos obrigatórios a serem distribuídos, via o instituto da Constituição da reserva de lucros a realizar. Ou seja, além de há muito tempo não calcular o mínimo legal em 23,75% (desde 2012 o percentual do lucro líquido destinado a dividendos tem sido sensivelmemnte abaixo), não paga este provento reduzido. Em minha planilha, cujos dados retrocedem até 2007, não há um único exercício no qual a empresa teve prejuízo. Não tenho idéia de qual possa ser o dispositivo legal que permite à empresa deixar de pagar os seus acionistas. É possível que haja alguma decisão judicial neste sentido ...

O ativo parece bem precififcado, mas também parece não ter drivers para que o seu preço acompanhe o seu operacional. Mais dia, menos dia, vão acabar pagando os dividendos retidos ... então, quem sabe?

EUCA4

PREÇO: R$ 4,11

PAYOUT (2018): 14,5%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 13,07

P/VPA 0,31

PSR 0,30

DY 1,11%

EV/EBITDA 3,31

MARGEM BRUTA 28,5%

MARGEM OPERACIONAL 3,0%

MARGEM LÍQUIDA 2,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,314

MARGEM EBITDA 18,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 34,1%

ROE 2,35%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,91



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,73%

RESULTADO BRUTO +9,28%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +38,91

RESULTADO OPERACIONAL +21,69%

RESULTADO LÍQUIDO -30,92%

EBITDA +10,48%



b) 4T18 vs 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,36%

RESULTADO BRUTO +38,63%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -70,90%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO +99,27%

EBITDA +92,24%



c) lucro (taxa média anual)

UA -30,92%

U2A -7,11%

U3A 40,22%



d) patrimônio líquido médio

UA 1,36%

U2A 2,05%

U3A 1,95%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 10,48%

U2A 8,79%

U3A 5,96%

U4A 5,95%

U5A 0,57%

U6A 0,22%

U7A 1,53%

U8A 1,43%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,92

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +1,5%

356012 - paulo_prof -  18 Nov 2018, 21:27
Este é o 3o. trimestre consecutivo no qual a empresa tem Resultado Líquido e Ebitda pior do que me 2017. No 3T18, embora a Receita Líquida tenha sido marginalmente maior do que aquela do 3T17, a margem bruta caiu de 29,6% para 28,3%, e o resultado financeiro negativo foi 793% maior. O resto é decorrência.

No 3T18 os investimentos somaram R$ 30,7 milhões, para uma depreciação de R$ 31,3 milhões. Em consequência, o lucro líquido do proprietário não foi engordado. Ativo parece caro.

EUCA4

PREÇO: R$ 4,38

PAYOUT (2017): 11,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 36,76

P/VPA 0,33

PSR 0,32

DY 0,32%

EV/EBITDA 4,10

MARGEM BRUTA 26,3%

MARGEM OPERACIONAL -1,3%

MARGEM LÍQUIDA 0,9%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,119

MARGEM EBITDA 15,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 34,1%

ROE 0,89%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,91



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,29%

RESULTADO BRUTO -0,90%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +77,52

RESULTADO OPERACIONAL passou de positivo para negativo

RESULTADO LÍQUIDO -68,57%

EBITDA -12,80%



b) 3T18 vs 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 2,38%

RESULTADO BRUTO -2,11%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +792,62%

RESULTADO OPERACIONAL -80,48%

RESULTADO LÍQUIDO -80,70%

EBITDA -13,45%



c) lucro (taxa média anual)

UA -68,57%

U2A -31,14%

U3A -8,88%



d) patrimônio líquido médio

UA 1,59%

U2A 2,08%

U3A 1,85%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -12,80%

U2A 1,39%

U3A 0,61%

U4A -0,62%

U5A -5,46%

U6A -0,59%

U7A -1,76%

U8A 0,86%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 1,49

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +27,5%

352663 - paulo_prof  -  09 Ago 2018, 14:29
Resultados ruins ... possivelmente impactados pela greve, pela variação cambial e pelo valor justo dos ativos biológicos. A empresa continua vendendo o almoço para comprar a janta. Um dado importante a se observar é que a Eucatex é uma empresa que para garantir a sustentabilidade é obrigada a investir aprox. R$ 100 milhões anuais, principalmente em suas florestas. Como a depreciação/amortização é maior (algo próximo de R$ 125 milhões ao ano), há uma "sobra" de R$ 25 milhões que na realidade engorda o lucro do proprietário. Se esta sobre for levada em consideração, o lucro do proprietário dos últimos 12 meses mais do que dobra ... em consequência, desde que a empresa volte a ter capacidade de produzir lucro, pode ser que o ativo esteja barato.

EUCA4

PREÇO: R$ 3,46

PAYOUT (2017): 11,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 14,10

P/VPA 0,26

PSR 0,26

DY 0,83%

EV/EBITDA 3,49

MARGEM BRUTA 26,6%

MARGEM OPERACIONAL 0,6%

MARGEM LÍQUIDA 1,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,245

MARGEM EBITDA 16,4%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 33,5%

ROE 1,84%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,84



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,51%

RESULTADO BRUTO +3,08%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +5,23%

RESULTADO OPERACIONAL -68,85%

RESULTADO LÍQUIDO -8,42%

EBITDA -2,58%



b) 2T18 vs 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,01%

RESULTADO BRUTO -5,43%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +61,08%

RESULTADO OPERACIONAL passou de positivo para negativo

RESULTADO LÍQUIDO passou de positivo para negativo

EBITDA -15,83%



c) lucro (taxa média anual)

UA -8,42%

U2A 8,75%

U3A 0,49%



d) patrimônio líquido médio

UA 2,70%

U2A 2,41%

U3A 1,98%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -2,58%

U2A 2,79%

U3A 1,94%

U4A -0,34%

U5A -4,73%

U6A -0,02%

U7A -1,32%

U8A -5,06%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,06

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +1,5%

352577 - claudiomonteiro -  07 Ago 2018, 18:22
O mercado não vê com bons olhos a influência da família na gestão da empesa, levando-a a uma crise de credibilidade, e por consequência a atual discrepância entre VPA e valor de mercado de EUCA4. Como ocorria com as Estatais no governo petista. O contrário se vê em empresas geridas por nomes como Abilio Diniz, Pedro Parente etc. Qualquer coisa que denote menor influência ou poder da família perante a empresa impactará nos preços para cima do ativo.

348362 - paulo_prof  -  24 Mar 2018, 03:31
Os números da EUCA suscitam diversas dúvidas ... achei muita coisa estranha ... não sei se bastará ler o relatório para ter um entendimento:

a) por que o payout nos últimos 6 exercicios foi menor do que 20% (o payout do exercício de 2017 será de 14,18%)?

b) por que a liquidez corrente e sistematicamente menor do que 1 (empresa vendendo o almoço para comprar a janta)?c) por que o Resultado Financeiro de 2017 foi pior do que o de 2016, se o endividamento líquido em 2016 e os juros em 2016 foram maiores?

d) observar que o Lucro de 2017 foi 24,9% maior do que no exercício anterior, mas o Resultado Antes dos Impostos foi 14,1% menor, ou seja, em vez de despesas de IR/CS em 2017, houve uma receita.

e) o que ocorreu no 4T17 para que o Resultado Antes dos Impostos fosse negativo? Algum evento não recorrente?

f) por que a empresa não está pagando os proventos? O Relatorio menciona: O saldo a pagar de juros sobre capital próprio e dividendos em 31 de dezembro de 2017 é de R$69.612 sendo R$ 5.946 do exercício de 2017, R$2.526 do exercício 2016, R$ 724 do exercício de 2015, R$3.736 do exercício de 2014, R$15.755 do exercício de 2013, R$7.394 do exercício de 2012 e R$33.531 do exercício de 2011 e 2010.

EUCA4

PREÇO: R$ 5,35

PAYOUT (2017): 11,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,76

P/VPA 0,40

PSR 0,41

DY 1,00%

EV/EBITDA 4,06

MARGEM BRUTA 27,3%

MARGEM OPERACIONAL 2,6%

MARGEM LÍQUIDA 3,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,455

MARGEM EBITDA 17,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 31,4%

ROE 3,39%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,86



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,32%

RESULTADO BRUTO +3,29%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +27,45%

RESULTADO OPERACIONAL -14,09%

RESULTADO LÍQUIDO +24,89%

EBITDA +7,19%



b) 4T17 vs 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 11,87%

RESULTADO BRUTO -1,08%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +23,92%

RESULTADO OPERACIONAL passou de positivo para negativo

RESULTADO LÍQUIDO +62,96%

EBITDA +0,17%



c) lucro (taxa média anual)

UA 24,89%

U2A 99,77%

U3A 15,27%



d) patrimônio líquido médio

UA 2,74%

U2A 2,24%

U3A 1,88%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 7,19%

U2A 3,77%

U3A 4,48%

U4A -1,77%

U5A -1,71%

U6A 0,11%

U7A 0,20%

U8A -3,87%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,69

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -1,0%

343902  - marcosvinicius2 -  13 Nov 2017, 14:41
COMENTÁRIO: RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 MELHOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E NA COMPARAÇÃO COM O 3T16 DEVIDO A UM RESULTADO FINANCEIRO BEM MENOR DO QUE O APRESENTADO EM TRIMESTRES ANTERIORES. DOS ULTIMOS 46 TRIMESTRES, 02 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (4,3478%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 30.262 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 2.953 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 188.722. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 566.556 X 3T17 = 4.190. VALOR DE MERCADO (MIL) = 373.255; VALOR MAXIMO (MIL) = 6.344.422 NO 2T07; VE PSBE (MIL) = 1.008.216:

EUCA4
PREÇO: 4,03
PAYOUT (2016): 2,17%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 7,35
P/VPA 0,30
PSR 0,32
DY 0,29%
EV/EBITDA 4,01
MARGEM BRUTA 28,21%
MARGEM OPERACIONAL 4,29%
MARGEM LÍQUIDA 4,33%
LUCRO POR AÇÃO 0,548
MARGEM EBITDA 18,36%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 41,16%
ROE 4,09%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,91

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 1,93%
RESULTADO BRUTO 6,31%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 19,73%
RESULTADO OPERACIONAL 84,03%
RESULTADO LÍQUIDO 119,25%
EBITDA 8,40%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,10%
RESULTADO BRUTO 13,27%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -88,85%
RESULTADO OPERACIONAL 552,28%
RESULTADO LÍQUIDO 622,24%
EBITDA 21,14%

c) lucro (taxa média anual)
UA 119,25%
U2A 87,05%
U3A 17,59%

d) patrimônio líquido médio
UA 2,58%
U2A 1,98%
U3A 1,80%

RECEITA LIQUIDA = A Receita Líquida Total atingiu R$ 313,7 milhões, ante R$ 304,3 milhões no 3T16, crescimento de 3,1%. Nos nove meses, a elevação foi de 3,2% quando comparado aos 9M16, totalizando R$ 887,1 milhões.

EBITDA e Margem EBITDA = Como consequência do exposto, o EBITDA Recorrente somou R$ 55,5 milhões, aumento de 16,5% em relação ao alcançado no 3T16. A Margem EBITDA Recorrente atingiu 17,7%, ante 15,7% obtido em igual período do ano anterior. Nos 9M17, o EBITDA Recorrente foi de R$ 153,2 milhões, representando um crescimento de 10,1% em relação aos 9M16, e a Margem EBITDA Recorrente de 17,3%, 1,1 pp superior;

Lucro Líquido Recorrente = O lucro líquido recorrente no 3T17 somou R$ 33,8 milhões, crescimento de 285,5%, quando comparado ao 3T16. No acumulado do ano, totalizou R$ 46,7 milhões, representando elevação de 18,2% em relação aos 9M16.


( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3;

343831  - paulo_prof   - 11 Nov 2017, 14:26
Excelentes os Resultados no 3T17. Todos os astros parecem ter se alinhado para favorecer a empresa. A valorização cambial foi responsável por uma "receita" de aprox. R$ 8 milhões. Por outro lado, provavelmente devido a uma base negativa de IR/CS e/ou politica de diferimento de impostos, o IR/CS no trimestre foi positivo (em vez de ter uma despesa, a empresa teve uma receita). Pelas minhas contas, num cenário de estabilidade cambial e taxação normal de IR/CS, o Resultado Liquido Recorrente teria sido algo em torno dos R$ 14,5 milhoes, ou menos da metade do que a empresa contabilmente postou. De qualquer forma, se a empresa for capaz de repetir, nos próximos trimestres, o resultado líquido recorrente de aprox. R$ 14,5 milhões, o ativo estaria barato.

EUCA4

PREÇO: R$ 4,02

PAYOUT (2016): 14,2%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 7,29

P/VPA 0,30

PSR 0,32

DY 1,95%

EV/EBITDA 3,53

MARGEM BRUTA 28,2%

MARGEM OPERACIONAL 4,3%

MARGEM LÍQUIDA 4,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,551

MARGEM EBITDA 18,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,1%

ROE 4,09%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,91



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,93%

RESULTADO BRUTO +6,31%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +19,73%

RESULTADO OPERACIONAL +84,03%

RESULTADO LÍQUIDO +119,26%

EBITDA +14,43%



b) 3T17 vs 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,10%

RESULTADO BRUTO +13,27%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -88,85%

RESULTADO OPERACIONAL +552,28%

RESULTADO LÍQUIDO +622,34%

EBITDA +16,60%



c) lucro (taxa média anual)

UA 119,26%

U2A 87,06%

U3A 17,60%



d) patrimônio líquido médio

UA 2,58%

U2A 1,98%

U3A 1,80%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$7,14

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -14,0%

342843  - FoxHoundBR  -  10 Out 2017, 05:37
Perfeita observação a sua, Utah.

De fato foi uma falha minha não ter mencionado a gestão da Eucatex (certamente por não acompanhar a mesma de perto). E se tem algo que deve ser temido por quem investe em ações é entrar em um papel que possui gestores fracos ou que agem de má-fé, pois por maior que seja o potencial de melhora de preços de determinada ação (como é o caso da EUCA), só o fato dos seus administradores não serem confiáveis é um motivo mais do que suficiente para ficar de fora. É nessas horas que a prudência deve prevalecer sobre a "ganância".

342812 - FoxHoundBR -  09 Out 2017, 05:23
jparthur,

segundo as estimativas feitas pelo professor em seus comentários do 2T17 (http://br.advfn.com/forum/advfn/2234977/17065), os números da EUCA4 não são lá animadores.

Eu também não vejo motivos para justificar uma alta robusta dos papéis da Eucatex, pois pelo que li no seu relatório de administração, no mercado interno a empresa é fornecedora de insumos principalmente para o setor de construção e, como é de conhecimento geral, este último foi fortemente afetado pela crise. Já no mercado externo, não o conheço a fundo, mas seria razoável supor que, com a estabilização do câmbio, é pouco provável que as margens de lucro da empresa advindas das exportações aumentem de forma significativa.

Mesmo com as sucessivas quedas nas taxas de juros e as (tímidas) melhoras nos indicadores de produção, renda e emprego, o setor de construção civil, assim como toda a cadeia de fornecedores que depende dele (aqui inclusa a Eucatex), terá uma recuperação extremamente lenta (no mínimo acima de 2 anos, sendo muito otimista), mesmo que em 2018 seja eleito um candidato mais responsável na área econômica.

Enfim, ressalto que apesar de não acompanhar o papel e o seu setor de atuação, eu acompanho o setor que é o maior cliente dele (o de construção civil) e, baseado nisso e meus humildes conhecimentos de mercado, a minha opinião é a de que não compensaria investir no papel para o curto e médio-prazos, mas para o longo prazo sim, uma vez que nesse caso, com a melhora da economia e, principalmente do setor de construção, os preços do papel tenderão a alcançar o seu VPA.

342813  - Utah100 - 09 Out 2017, 11:14
Foxhound embora você tenha feito uma análise superficial mas mesmo assim bem feita, levando em consideração o setor de atuação e etc. eu gostaria de humildemente acrescentar um elemento de suma importância na análise : a qualidade do grupo controlador da empresa, que ao meu ver deixa a desejar. Na minha forma de investir eu prefiro me associar com controladores mais confiáveis e que estejam realmente empenhados em levar a empresa a outros patamares e não simplesmente usá-la como meio de enriquecimento próprio e sustentação dos gastos pessoais da família como vemos em várias das empresas listadas na Bovespa. Se temos as boas opções que de vez em quando apresentam portas de entrada pra que arriscar entrando nestas duvidosas ?

342811  - Utah100 -  09 Out 2017, 01:14
Jparthur o Prof.Paulo ja fez um comentário sobre este ativo há uns tempos atrás respondendo a outro colega, procure com o buscador que deve encontrar. Na época ele mostrava por A+B porque achava muito arriscado entrar no papel.

342810  - jparthur -  08 Out 2017, 17:17
estou dentro.... desde os R$ 3,00.... mas ainda a 4,00 acho que vale a pena... mas o que me surpreende é que ninguem fala dela e ela nao andou como eu pensava que ela andaria nessa subida... pareça que pouco gente conheça essa empresa

342809  - BenGraham -  08 Out 2017, 17:06
acho q se vc não esta dentro...perdeu o bonde amigo. agora tem risco maior de entrada.

342808 - jparthur  -  08 Out 2017, 16:57
FoxHoundBR, Paulo_prof, gostaria de suas opiniões sobre a EUCA4 - pareca que ninguem gosta dela (sei que é do Maluf), mas a empresa esta lucrando a cada trimestre . unico problema a divida que esta alta, mas sera que nao vale uma fezinha ? relembrando que o VPA esta a R$ 13,00 e o valor atual é R$ 3,95.... na ,omha opiniao ela pode ser um turnaround para 2018...

341308  - paulo_prof   -  21 Ago 2017, 16:06
Pois é ... Há coisas que são difíceis de entender.

Nos últimos 12 meses, a geração de caixa da EUCA medida pelo Ebitda emplacou R$ 204 milhões. Digamos que o Resultado Financeiro Negativo em R$ 64 milhões tenha sido integralmente coberto pelo Ebitda (não foi, porque a parte deste resultado financeiro devida à correção cambial do endividamento não tem efeito caixa. Sobrariam, R$ 140 milhões. Nos últimos 12 meses, a despesa com IR/CS foi zero e R$ 87,7 milhões foram consumidos em investimentos.

Moral da história: ainda sobram R$ 52,3 milhões que poderiam tranquilamente serem pagos aos acionistas.

O Ativo Circulante da empresa é de R$ 464 milhões. Como o Passivo Circulante é de R$ R$ 533 milhões, tem-se a impressão de que a empresa esteja vendendo o almoço para comprar a janta ... ocorre que no Passivo Circulante estão incluídos os R$ 66 milhões de proventos não distribuídos. Estes R$ 66 milhões correspondem praticamente aos R$ 66 milhões de diferença entre Ativo e Passivo Circulante, reforçando a impressão de que a empresa não tem intenções de pagar os proventos no curto prazo. O por que?, é um mistério..

341293  - paulo_prof   -  21 Ago 2017, 04:12
Em termos da última linha, o resultado da Eucatex foi pífio. No que concerne a geração de caixa medida pelo ebitda, entretanto, o resultado foi quase em linha com aquele do 2T16, com taxa de crescimento nominal um pouco menor do que a taxa de inflação no período.

O grande responsável pelo resultado desfavorável foi o Resultado Financeiro negativo em R$ 22 milhões, quase 40% dos quais foram devidos à correção cambial do endividamento em dólar.

Num cenário de estabilidade cambial, o lucro líquido trimestral estaria na faixa dos R$ 10 milhões, com P/L ao preço atual abaixo de 7.

Em consequência acho que o ativo está muito barato (também confirmado pelo EV/EBIDTA =3,18) e um investimento aos preços atuais me parece ser de baixo risco.

Devido a valorização cambial no 3T17, se o operacional não apresentar surpresas negativas, a tendência será o lucro líquido do trimestre ultrapassar os R$ 10 milhões com folga.


EUCA4

PREÇO: R$ 2,90

PAYOUT (2016): 14,2%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,82

P/VPA 0,22

PSR 0,23

DY 1,31%

EV/EBITDA 3,18

MARGEM BRUTA 27,5%

MARGEM OPERACIONAL 2,1%

MARGEM LÍQUIDA 2,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,268

MARGEM EBITDA 17,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,8%

ROE 2,04%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,87



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +0,52%

RESULTADO BRUTO -0,99%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -13,10%

RESULTADO OPERACIONAL +499,50

RESULTADO LÍQUIDO +29,14%

EBITDA +6,87%



b) 2T17 vs 2T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,52%

RESULTADO BRUTO +2,67%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +1162,61%

RESULTADO OPERACIONAL -87,60%

RESULTADO LÍQUIDO -78,64%

EBITDA +2,34%



c) lucro (taxa média anual)

UA 29,14%

U2A 5,27%

U3A -24,95%



d) patrimônio líquido médio

UA 2,13%

U2A 1,63%

U3A 1,58%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,43

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -4,0%

335900  - andrepaiva1 -  23 Mar 2017, 03:26
é pessoal euca4 deu show no resultado....
vai abrir amanha em forte gap

335898  - paulo_prof -  23 Mar 2017, 03:10
Há que se ver como a empresa conseguiu um resultado financeiro tão favorável (um endividamento líquido médio de R$ 400 milhões custou apenas R$ 40 milhões). Deve ter uma boa parcela do endividamento em dólar.

A crise se manifestou levemente na Receita Líquida, mas o resultado financeiro fez a mágica.

EUCA4

PREÇO: R$ 3,17

PAYOUT (2016): 14,2



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 8,70

P/VPA 0,24

PSR 0,26

DY 1,63%

EV/EBITDA 3,47

MARGEM BRUTA 27,9%

MARGEM OPERACIONAL 3,2%

MARGEM LÍQUIDA 2,9%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,364

MARGEM EBITDA 17,3%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 34,6%

ROE 2,80%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,87



Taxas de Crescimento Nominal



a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +0,10%

RESULTADO BRUTO -4,061%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -64,984%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO +219,55%

EBITDA +0,46%



b) 4T16 vs 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -1,70%

RESULTADO BRUTO +10,61%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +2,98%

RESULTADO OPERACIONAL +672,79%

RESULTADO LÍQUIDO +1.486,45%

EBITDA +27,45%



c) lucro (taxa média anual)

UA 219,55%

U2A 10,74%

U3A -27,70%



d) patrimônio líquido médio

UA 1,74%

U2A 1,45%

U3A 2,00%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 4,67

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -9,5%

333767  - marcosvinicius2 -  06 Fev 2017, 21:40
EDIT.: Houve modificação significativa na quantidade de ações no período 3T06 X 4T06 E 2T07 X 3T07 (desdobramento ou emissões?) e Resultado Não Operacional (Não Encontrado).

EUCA4
PREÇO: 2,97
PAYOUT (2015): 35,75%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,88
P/VPA 0,23
PSR 0,24
DY 3,01%
EV/EBITDA 3,97
MARGEM BRUTA 27,05%
MARGEM OPERACIONAL 2,37%
MARGEM LÍQUIDA 2,01%
LUCRO POR AÇÃO 0,250
MARGEM EBITDA 17,26%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 44,94%
ROE 1,94%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,90

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,35%
RESULTADO BRUTO -11,31%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -66,92%
RESULTADO OPERACIONAL -506,06%
RESULTADO LÍQUIDO 59,58%
EBITDA -16,28%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,17%
RESULTADO BRUTO -12,72%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -64,52%
RESULTADO OPERACIONAL -124,67%
RESULTADO LÍQUIDO 2518,75%
EBITDA -21,31%

c) lucro (taxa média anual)
UA 59,58%
U2A -13,88%
U3A -41,36%

d) patrimônio líquido médio
UA 1,38%
U2A 1,41%
U3A 2,34%

PSBe - Preço Sugerido pelo Balanço, exponencial no lucro:

Citação: PSBe - Preço Sugerido pelo Balanço, exponencial no lucro

PSBe = ((Patrimônio Líquido + Receita Líquida4T + Resultado ñ operacional + ((Lucro4T - Resultado ñ operacional) * EXP( Margem Líquida * -LN(ABS(Margem Líquida)*100*5,56%*SINAL(Margem Líquida))))*Cotação unitária)/nº de ações

Sendo que;
SE(Cotação unitária;1;1000)
Margem Líquida descontada do 'Resultado ñ operacional'
Obs.: Receita Líquida e Lucro em 4 trimestres ou anual


8ec34b396b.png

8ec4fa63cf.png

Receita líquida

A Receita Líquida Total atingiu R$ 304,3 milhões, ante R$ 311,0 milhões no 3T15, contração de 2,2%. No Segmento Madeira, a queda da receita foi menor que a queda no volume, devido à considerável participação de produtos de maior valor agregado, bem como dos aumentos de preços praticados. A Receita das Exportações apresentou expansão de 12,6% no 3T16, reflexo da ascensão contínua desse mercado. O Segmento de Tintas registrou elevação de 5,3% na Receita Líquida, resultado dos preços praticados (+6,6,%), no 3T16 em relação ao 3T15.

Lucro Bruto e Margem Bruta

O Lucro Bruto atingiu R$ 83,4 milhões no 3T16, contra R$ 94,3 milhões no 3T15, retração de 11,6%. A Margem Bruta do trimestre alcançou 27,4%, queda de 2,9pp em relação ao 3T15.

EBITDA e Margem EBITDA

Como consequência do exposto, o EBITDA recorrente somou R$ 47,6 milhões, queda de 10,6% em relação ao alcançado no 3T15. A margem EBITDA recorrente atingiu 15,7%, ante 17,1% obtido em igual período do ano anterior.

329729  - paulo_prof   -  10 Nov 2016, 02:48
Resultado meia boca !!! De positivo, há que se observar que a empresa conseguiu postar uma última linha positiva. Não deixa de ser um feito, considerados o setor de atuação e as condições da economia. Há que se ter cuidado nas comparações ano-a-ano e trimestre-a-trimestre, porque o 3T15 foi horrível devido a uma resultado financeiro catastrófico (há que se ler o relatório de então para entender o que ocorreu). Não fosse este resultado financeiro muito negativo, o resultado do 3T16, que foi sensivelmente pior do que aquele do que o do 2T16, teria sido também pior daquele do 2T15. O preço corrente seria compatível com um lucro trimestral médio real da ordem de R$ 7 milhões.

EUCA3
PREÇO: R$ 3,00
PAYOUT (2015): 7,1%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,94
P/VPA 0,23
PSR 0,24
DY 0,60%
EV/EBITDA 3,69
MARGEM BRUTA 27,1%
MARGEM OPERACIONAL 2,4%
MARGEM LÍQUIDA 2,0%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,251
MARGEM EBITDA 16,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 36,3%
ROE 1,94%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,90

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,35%
RESULTADO BRUTO -11,31%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -66,92%
RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo
RESULTADO LÍQUIDO +59,58%%
EBITDA -2,82%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,17%
RESULTADO BRUTO -12,22%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -64,52%
RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo
RESULTADO LÍQUIDO +2519%
EBITDA -10,69%

c) lucro (taxa média anual)
UA 59,58%
U2A -13,88%
U3A -41,36%

d) patrimônio líquido médio
UA 1,38%
U2A 1,41%
U3A 2,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 2,51

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): 4,5%

325827  - paulo_prof  -  11 Ago 2016, 01:14
No que se refere a última linha, o resultado veio excelente ... mas de forma alguma é recorrente!

O lucro liquido no 2T16 foi de R$ 13,8 milhões; no 1S16, de R$ 18,3 milhões.

Mas vamos estimar aproximadamente qual seria o lucro líquido recorrente. O endividamento líquido é de aprox. R$ 400 milhões. Em média, este endividamento líquido deveria custar aprox. R$ 60 milhões por ano (15%), ou aprox. R$ 15 milhões por trimestre. Se formos benevolentes, no mínimo uns R$ 13 milhões.

No 1S16, o Resultado Antes do Financeiro e dos Impostos somou R$ 27,5 milhões; se considerarmos o 2T16 "semestralizado", seriam R$ 35 milhões.

Se deduzirmos o custo do endividamento, obteremos um Resultado Antes dos Tributos entre R$ 5 milhões e R$ 9 milhões no semestre. Aplicando 34% de IR/CS, chega-se a um lucro líquido trimestral entre R$ 1,7 milhões e R$ 3 milhões.

Então ... qual foi a mágica? ... a desvalorização do dólar tem um impacto positivo sobre o resultado financeiro, porque aprox. R$ 170 milhões do endividamento bruto são denominados em moeda estrangeira.

No 1S16, o resultado financeiro foi impactado favoravelmente em R$ 26,5 milhões, sendo que no 2T16, o impacto positivo foi de R$ 11,8 milhões. Ou seja, em média, no semestre, o resultado financeiro trimestral foi "engordado" em mais de R$ 13 milhões resultantes da desvalorização do dólar.

Quando o dólar deixar de desvalorizar ... acaba a brincadeira!

Há uma chance, entretanto, que o mercado veja a última linha em primeiro plano e não consiga enxergar que a mesma não pode ser produzida de forma recorrente!

Pessoalmente, considerando os fundamentos, acho que o ativo está caro! Mas reconheço que ainda pode andar mais um pouco!

EUCA4
PREÇO: R$ 3,35
PAYOUT (2015) 7,1%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses
P/L 16,14
P/VPA 0,26
PSR 0,27
DY 0,44%
EV/EBITDA 3,60
MARGEM BRUTA 27,9%
MARGEM OPERACIONAL 0,4%
MARGEM LÍQUIDA 1,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,208
MARGEM EBITDA 16,6%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 34,2%
ROE 1,61%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,87

325821  - BAC 1000   -  11 Ago 2016, 00:00
Prof Paulo, tem como analisar Euca4? Parece que o resultado veio muito bom. Abraço.

325644  - paulo_prof   -  08 Ago 2016, 23:05
Citação: mbsilva - Post #325642 - 08/Ago/2016 20:57
Prof. Paulo, o que esperar do resultado da Eucatex?
Na minha projeção, o Ebit deve vir fraco ... provavelmente abaixo do Ebit do 1T16, com retração da Receita Líquida de exportação, devido à valorização do real. Acho que um Ebit de aprox. R$ 6 milhões estaria de bom tamanho.

Por outro lado, entretanto, a forte valorização do real no trimestre deve ter turbinado o resultado financeiro, pois R$ 200 milhões do endividamento é em moeda estrangeira. Eu não ficaria muito surpreso de o resultado financeiro vier melhor do que aquele do 1T16, negativo em R$ 4,4 milhões. Se o resultado financeiro vier negativo em R$ 2 milhões, o Resultado antes dos impostos seria de aprox. R$ 4 milhões, muito parecido com aquele do 1T15.

É possível, entretanto, que o IR/CS no 2T16 reduza o lucro antes dos tributos (no 1T16, o imposto diferido foi maior do que o imposto efetivamente pago, de maneira que houve uma receita líquida de impostos).

Em consequência, acho que um lucro líquido de R$ 2,5 milhões no 2T16 estaria de ótimo tamanho para os comprados em EUCA4.

325179  - BAC 1000  -  01 Ago 2016, 22:36
Avisei hoje mais cedo; este é um daqueles casos "melzinho na chupeta"...
Empresa teve lucro no ultimo tri e não subiu nada; enquanto a sua concorrente DTEX3, teve preju e subiu mais de 100%...
Como disse o Barbado, é da família Maluf; porém, nada impede de surfar na onda do papel...
Subiu 15% e fevhou na máxima com um ótimo volume...
Título não conseguiu segurar e se ela tiver "vendida" oque eu acho que está; ela vai ter que recomprar esta quantidade de papel...
Aí meu camarada; o papel vai nas alturas...
Vamos acompanhar amanhã...
Boa noite a todos...

174389 - davilar -  21 Mar 2013, 02:34
A dívida é ainda maior q a apresentada no balanço. Não sei como permitiram mas a empresa classificou debentures em "outros passivos de LP" (~70MM).
Meu receio era alguma demanda judicial ñ provisionada. Obrigado pela resposta. Abrcs

174387 - small caps - 21 Mar 2013, 02:28
Citação: davilar
Small,
oq acha de EUCA4 ?
davilar, relativamente adequado para quem quer ganho de capital. Múltiplos atraentes.

Problema era a dívida em expansão... parece que pausou neste trimestre.

O caixa é muito, muito baixo, o que sugere problema para o fluxo de caixa e pendências que podem gerar uma execução por bloqueios de contas, por exemplo. Não sei se ainda tem dividendo pendente de ser pago... Mas isto é um indício... se tiver... não vale o risco...

O investimento "santo" na PTBL3 se deu quando o seu caixa começou a acumular recursos... Não vemos isto ainda em EUCA4 e é um dos principais fatores a ser monitorado... O investimento que fizemos no passado era baseado em múltiplos ainda bem mais baixos... que compensavam a inexistência de qualquer saldo em caixa...

174353 - paulo_prof -  21 Mar 2013, 00:09
EUCA4
PREÇO R$ 9,30
PAYOUT (2012) 19,9%

P/L 9,70
P/VPA 0,80
PSR 0,89
DY 2,05%
EV/EBITDA 5,02
MARGEM BRUTA 32,5%
MARGEM OPERACIONAL 11,8%
MARGEM LÍQUIDA 9,2%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,959
MARGEM EBITDA 24,0%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 28,9%
ROE 8,27%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,86

Taxas de Crescimento Nominal

a) exercício de 2012 vs 2011
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 7,16%
RESULTADO BRUTO -1,68%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -0,06%
RESULTADO OPERACIONAL 16,56%
RESULTADO LÍQUIDO 0,23%
EBITDA 9,74%

b) 4T12 vs 4T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 9,73%
RESULTADO BRUTO -20,37%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 39,41%
RESULTADO OPERACIONAL 16,14%
RESULTADO LÍQUIDO -7,24%
EBITDA 28,09%

c) lucro (taxa média anual)
UA 0,23%
U2A -14,18%
U3A -25,73%

d) patrimônio líquido médio
UA 6,10%
U2A 12,21%
U3A 17,44%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 11,99

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -5,5%

174350 - aprendiz quebrado do professor -  21 Mar 2013, 00:02
Saindo da churrasqueira. Eucatex

Lucro da Eucatex cai 7% no fim de ano e fecha 2012 em R$ 88,4 milhões
Empresa investiu em reciclagem e expandiu linhas em Botucatu e Salto, além de novos equipamentos para aumentar capacidade de nova linha

Por Rodrigo Tolotti Umpieres |20h43 | 20-03-2013 A A A

SÃO PAULO - A Eucatex (EUCA3) divugou seu resultado do quarto trimestre de 2012 apresentando alta de 13,9% em sua receita, que passou de R$ 264,8 milhões no período ante R$ 232,5 milhões um ano antes. Porém, o lucro líquido da companhia passou de R$ 37,2 milhões no fim de 2011 para R$ 34,5 milhões no último trimestre, queda de 7,3%.
Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Eucatex no quarto trimestre ficou em R$ 71,6, ficando 28% acima do registrado no mesmo período do ano anterior, quando ficou em R$ 55,9.
No ano, o desempenho da companhia não apresentou grandes alterações. O lucro líquido da companhia ficou praticamente estável, subindo de R$ 88,2 milhões em 2011 para R$ 88,4 milhões em 2012. A receita e o ebitda tiveram uma alta de 7,2% e 9,7%, respectivamente, fechando o ano em R$ 963,5 milhões e R$ 230,9 milhões.

Entre os destaques apontados no relatório, a Eucatex aponta para os investimentos em reciclagem, com plantio em florestas, além de uma nova linha de montagem em Botucatu e a conclusão das instalações em Salto, ambas em São Paulo. Além disso, a companhia investiu em novos equipamentos para a linha T-HDF/MDF, que aumentarão a capacidade e reduzirão os custos de produção.

156195 - paulo_prof - 10 Nov 2012, 13:10
Tabela corrigida e atualizada

EUCA4
PREÇO: R$ 8,40
PAYOUT (2011): 30,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses:
P/L 8,50
P/VPA 0,74
PSR 0,82
DY 3,55%
EV/EBITDA 5,32
MARGEM BRUTA 35,5%
MARGEM OPERACIONAL 11,5%
MARGEM LÍQUIDA 9,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,988
MARGEM EBITDA 22,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 36,0%
ROE 8,66%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,92

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 9M12 em relação aos Resultados dos 9M11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,3%
RESULTADO BRUTO +7,4%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -7,5%
RESULTADO OPERACIONAL +16,8%
RESULTADO LÍQUIDO +5,7%
EBITDA +3,1%

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 3T12 em relação aos Resultados dos 3T11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +9,8%
RESULTADO BRUTO +12,2%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -64,9%
RESULTADO OPERACIONAL +115,3%
RESULTADO LÍQUIDO +125,9%%
EBITDA -3,0%

Taxas Anuais Médias de Crescimento Nominal (lembrando que os resultados anteriores ao 2T11 não englobam a Vivo):
a) do lucro líquido:
UA -35,96%
U2A 46,43%
U3A -26,53%

b) do patrimônio líquido médio
UA 5,91%
U2A 14,58%
U3A 20,23%

Taxa anual média REAL de crescimento do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária durante os próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e desconto anual real de 8% seja IGUAL ao preço atual: -13,0%

153840 - leamm -  26 Out 2012, 01:45
Saiu Eucatex
http://www.duratex.com.br/ri/pt/Download/ITR_3TRI12_IFRS.pdf

Melhora da receita (aumento de 13,4%), manutenção da margem bruta mas outras perdas pequenas em alguns pontos que levaram o resultado antes dos tributos a subir apenas 6%, ou seja a inflação.

48003 - small caps - 11 Set 2012, 13:02
EUCA4 - margens oscilantes. Lucros não subiram tanto quanto "deviam" com a melhora da construção civil...

106684 - gustgef - 11/Dez/2011 14:52
Por volta do dia 21/22 de dezembro, o BB costuma distribuir a última parcela dos JCP do exercício. Pelas minhas contas, o limite legal seria algo em torno dos R$ 0,34 por ação. Não creio, entretanto, que o banco pague o teto. Acho que está mais para R$ 0,29-0,30. Outras empresas que deverão pagar JCP razoáveis ainda em dezembro são: CGRA4: pela minha estimativa poderá distribuir até R$ 0,75/ação; EUCA4: pela minha estimativa poderá distribuir aprox R$ 0,35/ação; JHSF3: pela minha estimativa poderá distribuir aprox R$ 0,15/ação; PNVL3: pela minha estimativa poderá distribuir aprox R$ 1,35/ação; SBSP3: pela minha estimativa poderá distribuir aprox R$ 2,50/ação; PINE4: vai saber? uns R$ 0,30/ação entre JCP e dividendos? Professor, quanto a EUCA4, não vou nem questionar suas contas porque elas batem com alguma clareza. Mas a pergunta é: você sabe de alguma outra noticia que indique o pagamento de dividendos em dezembro ou é só porque ano passado foi assim? Aprofundando a EUCA4, reli seus resultados e vi que é uma companhia extremamente verticalizada e está melhorando suas margens recorrentes. Vejo também que ela calcula o valor de mercado dos ativos biológicos (uma vez que ela vai vender para ela mesma é uma boa maneira de verificar a remuneração do setor primário da empresa). Baseado nisso, projetei um LL de algo em torno de 95 milhões pra 2012 (conservador se contarmos que o dólar prejudicou o último balanço). Se com 77 ela distribui 0,35 (5,7% a preços correntes), com 95 ela distribuiria 0,43 (7%). Soma-se a isso o extenso patrimônio e um crescimento recente de 17% a.a. acho que caso ela anuncie esse pagamento a ação pode vir a BOMBAR, já que boa parte da queda do papel ocorreu devido à suspensão de pagamento dos dividendos de maio. Entendo a preferência do fórum por Eternit no ramo de material de construção, mas a euca4 é uma empresa diferente (madeira) e anda bem mais defesada do que a primeira.


84934 - small caps - 08/Ago/2011 20:10
Destaques
» A Receita Líquida atingiu R$ 227,0 milhões no 2T11, crescimento de 14,7% em relação
ao 2T10;
» Margem Bruta de 30,4% no 2T11 (31,3% sem considerar a linha de T-HDF/MDF),
estável com relação à igual período de 2010;
» EBITDA de R$ 48,4 milhões no 2T11 contra, R$ 32,7 milhões no 2T10, crescimento de
48,0%. Margem EBITDA de 21,3% no 2T11 contra, 16,5% no 2T10, aumento de 4,8
p.p.; e
» Ocupação de 46% da nova linha de T-HDF/MDF.

84917 - danieljoseaa - 08/Ago/2011 19:56
Resultado do 2º Trimestre de 2011

A empresa divulgou lucro líquido de R$ 15,9 M no 2° trimestre de 2011, decréscimo de 34,5% em relação ao 1° trimestre de 2011 e acréscimo de 23,3% em relação ao 2T10. A receita líquida totalizou R$ 170,3 M neste trimestre, uma variação de 14,4% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e aumento de 22,0% em relação ao segundo trimestre de 2010.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 23,79% contra 26,07% no trimestre anterior e 30,59% no segundo trimestre de 2010. Já a margem líquida ficou em 9,36% no 2° trimestre de 2011 contra 16,34% no primeiro trimestre de 2011.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 1,6 B, acréscimo de 8,0% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 975,9 M no segundo trimestre de 2011, o que representou uma variação de 11,5% em relação ao saldo no segundo trimestre de 2010.


66693 - paulo_prof - 23/Mar/2011 11:19
Embora, por questões extra mercado, EUCA4 não seja uma opção para compor a minha carteira, foi este o ativo que escolhi como maior candidato a valorização em 2011.

Pelo que possa servir, especialmente levando em consideração que em 2009 e 2010 receitas não recorrentes relevantes influenciaram os rsultados, os novos múltiplos são:

PREÇO R$ 8,77
PAYOUT 20,5%
P/L 6,76
P/VPA 0,87
PSR 1,02
DY 3,03%
EV/EBITDA 5,21
MARGEM BRUTA 32,2%
MARGEM OPERACIONAL 17,1%
MARGEM LÍQUIDA 15,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,298
MARGEM EBITDA 26,3%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 31,3%
ROE 12,81%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,96

Alertando que os lucros nos exercícios de 2007, 2008 e 2009 foram obtidos pelas regras contábeis da Legislação Societária e o lucro de 2010 foi obtido pela regra do IFRS, a taxa anual média de crescimento doi lucro líquido foi:
últimos 3 anos: +20%
últimos 2 anos: -042%
último ano: -44%

Para uma estimativa do "preço justo", calculei inicialmente qual seria aproximadamente o lucro líquido recorrente de 2010: R$ 58 milhões. Depois, analisando o comportamento da Receita Líquida e margens, estimei que o lucro líquido possa crescer a uma taxa média real (descontada a inflação) de 8% nos próximos 3 anos. Para uma perpetuidade de 1,5% e uma taxa de desconto de 10%, o preço justo seria R$ 8,90.

Se as minhas hipóteses não forem muito conservativas, o upside do ativo parece ser pequeno.

66672 - renato1631 - 23/Mar/2011 09:34
No 4T10, a Eucatex apresentou um EBITDA Recorrente de R$ 43,3 milhões, o que representa um aumento de 12,7% em relação ao resultado alcançado no 4T09. O aumento no EBITDA reflete o crescimento no nível de atividade da companhia.


No acumulado do ano de 2010 o EBITDA Recorrente atingiu 158,9 milhões, contra 118,2 milhões em 2009, crescimento de 34,4%. A Margem EBITDA em 2010 foi de 20,0% contra 17,7%, aumento de 2,3 p.p..

66671 - renato1631 - 23/Mar/2011 09:29
Lucro Bruto e Margem Bruta


Não obstante o aumento de custos mencionado no item anterior, o Lucro Bruto apresentou importante crescimento de 29,5% no ano de 2010 em relação a 2009. A Margem Bruta foi de 32,2% e 29,6% em 2010 e 2009.

66665 -  renato1631 - 23/Mar/2011 09:21
Lucro Líquido
No exercício de 2010, o lucro líquido foi de R$ 120,0 milhões, por conta principalmente dos


efeitos do Refis, 39,8% inferior ao mesmo período de 2009.

66664 - renato1631 - 23/Mar/2011 09:19
EUCATEX divulga os resultados de 2010: Crescimento da Receita Bruta de 19,2%, EBITDA Recorrente de R$ 159 milhões (crescimento de 34,4%) e Margem EBITDA de 20%.

Destaques
» A Receita Líquida atingiu R$ 794,0 milhões em 2010, crescimento de 19,1% em relação a 2009;
» No 4T10, crescimento nos volumes de Pisos Laminados e Tintas Imobiliárias, de 46,1% e 14,5%, respectivamente. Já no acumulado, esses percentuais foram 42,7% em Pisos, 23,1% em Tintas;
» Margem Bruta de 32,2% em 2010, aumento de 2,6 p.p. com relação a 2009;
» EBITDA RECORRENTE de R$ 158,9 milhões contra, R$ 118,2 milhões em 2009, crescimento de 34,4%;
» Início da produção da nova linha de T-HDF/MDF em outubro/2010.

Análise Coin Valores
A história do Grupo Eucatex teve início em 1951 e hoje está presente nos segmentos da construção civil e indústria moveleira. O Grupo é formado por um complexo de três fábricas: Chapas/MDF/T-HDF (Salto), Tintas e Vernizes (Salto) e Painéis/Pisos (Botucatu). A empresa possui ainda a Unidade Florestal com 46 mil hectares de florestas de eucalipto e um Viveiro de Mudas. No segmento construção civil, a Eucatex produz os pisos laminados, divisórias modulares, tintas imobiliárias, sistema de cobertura e portas. Já a indústria moveleira tem na Eucatex um dos maiores fornecedores de painéis MDP, Tamburato, chapas de fibras de madeira e desde Outubro de 2010 também com painéis MDF e T-HDF. Grupo genuinamente nacional, a Eucatex opera com madeira proveniente de florestas próprias, que têm certificado ISO 14001 e o Selo Verde, concedido pela Scientifc Certification Systems (SCS), entidade ligada ao Conselho de Manejo Florestal, o Forest Stewardship Council (FSC), dos Estados Unidos.

RETROSPECTIVA 2010
O ano de 2010 será lembrado pelo início da produção da nossa nova linha de T-HDF/MDF e pelo anúncio da construção de uma nova fábrica de Tintas em Pernambuco. O desempenho da Receita Bruta nos 9M10 apresentou um aumento de 20% em relação à 9M09, reflexo do crescimento das vendas de todos os seus produtos, conforme apresentado a seguir: no segmento de painéis de madeira o aumento foi de 12,3%, em Pisos de 49,4% e no segmento de Tintas de 22,3%. O Lucro Bruto foi positivamente impactado por todo esse crescimento, com aumento de valor da ordem de 28,3% e o percentual de Margem Bruta sobre faturamento aumentou em 2,3 p.p. passando a ser 36%. O EBITDA recorrente da companhia foi de R$ 115,4 milhões, representado um aumento de 46% em relação aos 9M09, desconsiderando o efeito da venda de ativo em 2010 e do parcelamento tributário em 2009. Já
a Margem EBITDA apresentou um crescimento de 3,6 p.p. sendo 19,9% nos 9M10. O Lucro Líquido do período foi de R$ 89 milhões resultado impactado pelo aumento nas vendas e também pela venda de ativo (Fazenda de 300 alqueires localizada no município de Itu/SP, impacto no resultado de R$ 57,7 milhões). O endividamento representa 1,1 vezes o EBITDA recorrente (sem os efeitos do parcelamento). A dívida de curto prazo representa 54% do seu total. Os investimentos realizados foram da ordem de R$ 150,1 milhões onde os maiores recursos distribuídos na construção da nova linha de T-HDF/MDF e plantio de 1,2 mil hectares de florestas. O valor patrimonial das ações da companhia ao final do terceiro trimestre é de R$ 9,05 milhões. Em 1º de Julho de 2010, a Eucatex aderiu aos níveis de governança da BM&FBovespa, pertencendo, desde então, ao Nível 1. Atualmente, a Companhia participa dos seguintes índices da BM&FBovespa: INDX (Índice do Setor Industrial), IGC (Índice de Ações com Governança Corporativa) e SMLL (Índice Small Cap), fruto do seu compromisso com o mercado de capitais.

PERSPECTIVA 2011
A Eucatex, em 2011, planeja reforçar o seu posicionamento na comercialização de seus produtos de maior valor agregado, investindo em novas linhas de acabamento para Lacca, Vittrio, BP, Portas para Construção Civil e Pisos. Também em 2011, esperamos consolidar a produção da nova linha de T-HDF/MDF, que entrou em operação em Outubro de 2010, que quando atingir a sua capacidade plena, poderá acrescentar até R$ 250 milhões ao faturamento bruto e R$ 80 milhões a geração de caixa com base nos preços e custos atuais, representando um percentual de margem EBITDA da ordem de 50%. Além dessa nova linha, é esperado para o 1º Semestre/2011, o início da produção da sua nova fábrica de Tintas Imobiliárias Base Água em Pernambuco, cuja meta é aumentar para 20% a participação da região Nordeste nas vendas de Tintas (atualmente 10%), e da entrega de dois centros de distribuição um para Tintas Imobiliárias Base Solvente e outro para Pisos Laminados, Divisórias e Painéis de Madeira, destinados a Construção Civil e Indústria Moveleira, aproveitando o crescimento dessa região.

54946 - small caps - 11/Nov/2010 01:00
citação: jparthurSmall

Uma pergunta que eu já fiz ao Dr Invest e ao Prof. Você tem a Euca4 ?

hehehhehe, sócio do rouba, mas faz?

Tenho sim, comprei alguns lotes por R$ 2,50... mas para quem não está posicionado na construção civil (materiais), gosta de um turnaround e está preparado para fortes emoções, é um bom ativo para investimento...

Eles tem um grande acervo florestal, sendo que um deles apareceu com lucro não recorrente no último trimestre. Estão aumento a capacidade de produção numa velocidade muito forte com margens também crescentes.

Sua dívida bem que poderia ser um pouco menor, mas tem conseguido fluxo de caixa suficiente para quitá-la... acho que nem podem deixar muito dinheiro em caixa mesmo... vai que a justiça bloqueie para pagar alguma coisa da era Maluf?



É por estes detalhes que ela é muito mais barata que as congêneres e negocia baixo do valor patrimonial, apesar de todo o crescimento recente e com boa lucratividade... melhor até que queridinhas do segmento no mercado...

29729 - FOCKINK - 08/Mar/2010 22:17
hehehehe....pra 2009 foi uma "magavilha"::: conseguiram um belo lucro não recorrente no 3T09....


Mas se anualizarmos o resultado do 4T09::: teremos P/L= 9,3...Razoável...Mas entre ser sóciodos Malufs e dos Randons, Grandenes, Mangels::: eu fico com os últimos!!!

29727 - Micovencedor - 08/Mar/2010 22:06
EUCA 4 - resultado

nfomoney

Acumulado de 2009

No ano – que foi marcado pelo encerramento da recuperação judicial da companhia – a Eucatex acumulou lucro líquido de R$ 215,8 milhões, um expressivo avanço de 222,9% frente ao visto em 2008.

Da mesma maneira, o Ebitda subiu 54%, para R$ 290,5 milhões, enquanto a margem Ebitda encerrou o período com alta de 17,7 pontos percentuais, a 43,6%.

A receita líquida, por outro lado, mostrou queda de 4,9% no ano, ficando em R$ 666,7 milhões.

http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1798180&path=/i nvestimentos/ 


20449 - opportunity2 - 12/Nov/2009 02:31
Outro comentário sobre o resultado da eucatex:

O desempenho OPERACIONAL foi razoável, até um pouco pior que 3T08 (mas melhor que 6M09), porém a Eucatex aderiu à um parcelamento de dívidas oferecido pelo governo federal que resultou no acréscimo de 172 milhoes extras.

"Por outro lado, nos 9M09, estão registrados R$ 172,3 milhões que refletem principalmente a redução do passivo tributário em função da adesão ao parcelamento."

Ou seja, se não houvesse esse parcelamento o lucro líquido seria de cerca 13 milhões no 3T09 (3 meses), contra 17 milhoes no primeiro semestre do ano (6 meses), o que é bom (mas não espetacular), visto que indica uma melhoria de desempenho.


Vamos ver como está o apetite do mercado.


20038 - rvba81 - 08/Nov/2009 19:56
EUCATEX SAIU DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL (EUCA4) !!!!

AMANHÃ VAI DISPARAR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Justiça finaliza recuperação judicial da EucatexPor Alessandro CristoEm plena ressaca da crise financeira mundial, a primeira empresa conhecida a migrar de uma concordata para uma recuperação judicial, a indústria Eucatex S.A. saiu do pesadelo nesta sexta-feira (6/11). Após cumprir o prazo de recuperação de dois anos, previsto na Lei 11.101/05 - que, na prática, salvou os negócios -, a empresa recebeu da Justiça a aprovação para o encerramento do processo.

Fonte: Revista Consultor Jurídico, 6 de novembro de 2009 

9013 - paulo_prof - 15/Jul/2009 13:36
EUCA4, de fato, tem os múltiplos atraentes. Por estar em recuperação judicial, entretanto, confesso que não me interessei, de modo que não venho acompanhando para entender porque tem apresentado fortes oscilações (em 45 dias perdeu 1/3 de seu valor).

24436 de 2448003/Jan/2010 22:05 [Citar este comentário] 2

4 paulo_profComentários: 1170 - Desde: Jul 2009

citação: DanielRodriguesPaulo sei que voce não gosta dos controladores da Eucatex, mas tirando isso o que acha da empresa?Olhando apenas os mutiplos fundamentalistas me pareceu bem atraente.

Sim. Como não vou mesmo ser sócio dos Maluf, não me dei (e naõ vou me dar) o trabalho de ler qualquer relatório.

No 3T09 há um ítem: Outras Receitas/Despesas Operacionais que contribuiu com R$ 169.946 mil. Evidentemente, trata-se de algo não recorrente. Venda de ativo, sei lá!

Não fosse este ítem, o Resultado Operacional teria sido aprox. R$ 13 milhões. Cedo ou tarde, há que se pagar os 34% de Imposto e contribuições, de modo que o lucro líquido seria de aprox. R$ 8,5 milhões.

Se vc acreditar que a Eucatex tem condições de apresentar este lucro de forma recorrente, o lucro anual seria de R$ 34 milhões. Como o valor de mercado é de R$ 466 milhões, o P/L seria aprox. 12,9. Meio alto, não?

Não estou vendo nada de assim tão interessante. Evidentemente, o P/VPA é baixo, mas para uma empresa que quase faliu não poderia ser de outra forma.

Há outras questões que ainda não têm resposta. Como é que foi este processo de recuperação judicial. Foi tudo numa "boa" ou há suspeita de que os Maluf tenham, digamos, "forçado a barra"? Os fornecedores que levaram o cano saíram do processo satisfeitos? Como é que será o relacionamento daqui para frente? Se vc fosse fornecedor desta empresa, vc forneceria a prazo numa boa, ou exigiria pagamento à vista?

Nenhum comentário: