Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

terça-feira, 26 de março de 2019

Cambuci (CAMB)





Recomendações
Compra: Small Caps (jan/10)
Carteiras

Balanços
A2018 -
paulo_prof - Os resultados do 4T foram fortemente impactados por 2 eventos não recorrentes: repactuação dos juros com bancos e adesão ao PERT. Se o ganho com estas operações é expurgado dos Resultados obtidos no 4T17 e 2017, não há base de comparação para o Resultado Financeiro, Resultado Antes dos Impostos (Operacional) e Líquido. No que é possível comparar observa-se que a empresa perdeu no que se refere a Receita Líquida e Resulado Bruto, e ganhou no Ebitda.
No que se refere o lucro líquido, há que se observar que um Resultado Antes dos Impostos em R$ 9,5 milhões produziuum Lucro de R$ 16,6 bilhões. Ou seja, a empresa contailizou uma Receita de IR/CR via diferimento. Se a aliquota normal de 34% fosse aplicada, o lucro líquido teria sido de aprox. R$ 6,2 milhões e o preço justo do ativo numa hipótese de lucro real constante e igual a estes R$ 6,2 milhões seria (nas condições usuais) de aprox. R$ 20,22.
Não tenho idéia de eventual taxa de crescimento real que se possa supor para projetar os lucros nos próximos anos. O meu "feeling" diz que o ativo está caro.

4T2009 - 
smallcaps gostou. Lucro de 69 milhões
Características
Receita líquida crescente, margens operacionais melhorando
Links
359455  - paulo_prof  -  18 Mar 2019, 18:42
Os resultados do 4T foram fortemente impactados por 2 eventos não recorrentes: repactuação dos juros com bancos e adesão ao PERT. Se o ganho com estas operações é expurgado dos Resultados obtidos no 4T17 e 2017, não há base de comparação para o Resultado Financeiro, Resultado Antes dos Impostos (Operacional) e Líquido. No que é possível comparar observa-se que a empresa perdeu no que se refere a Receita Líquida e Resulado Bruto, e ganhou no Ebitda.

No que se refere o lucro líquido, há que se observar que um Resultado Antes dos Impostos em R$ 9,5 milhões produziuum Lucro de R$ 16,6 bilhões. Ou seja, a empresa contailizou uma Receita de IR/CR via diferimento. Se a aliquota normal de 34% fosse aplicada, o lucro líquido teria sido de aprox. R$ 6,2 milhões e o preço justo do ativo numa hipótese de lucro real constante e igual a estes R$ 6,2 milhões seria (nas condições usuais) de aprox. R$ 20,22.

Não tenho idéia de eventual taxa de crescimento real que se possa supor para projetar os lucros nos próximos anos. O meu "feeling" diz que o ativo está caro.

p.php?pid=chartscreenshot&u=1jpZob7OOdQ7


No 4T17 e 2017 foram expurgados, respectivamente, R$ 21,7 milhões do Resultado Financeiro e Resultado Antes dos Impostos (Operacional) e R$ 56,9 milhões no resultado líquido.



CAMB4

PREÇO: R$ 32,00

PAYOUT (mínimo): 24,75%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 9,73
P/VPA 6,65

PSR 0,65

DY 2,50%

EV/EBITDA 6,15

MARGEM BRUTA 40,8%

MARGEM OPERACIONAL 3,8%

MARGEM LÍQUIDA 6,7%

LUCRO POR AÇÃO R$ 4,316

MARGEM EBITDA 14,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 291,8%

ROE 68,34%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,85



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,62%

RESULTADO BRUTO -1,57%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -40,37%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA +36,88%



b) 4T18 vs 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,35%

RESULTADO BRUTO +10,62%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +67,01%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA passou de negativo para positivo



c) lucro (taxa média anual)

UA passou de negativo para positivo

U2A passou de negativo para positivo

U3A passou de negativo para positivo



d) patrimônio líquido médio

UA passou de negativo para positivo

U2A passou de negativo para positivo

U3A +5,94%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 36,88%

U2A 46,39%

U3A -1,44%

U4A -9,56%

U5A -0,91%

U6A passou de negativo para positivo

U7A 4,64%

U8A 3,74%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 53,95

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -11,5%

356194 - marcosvinicius2 -  26 Nov 2018, 18:04
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). LUCRO BRUTO = O Lucro Bruto do 3T18 foi de R$ 26,0MM com Margem Bruta de 40,6%. No Brasil teve um crescimento do lucro bruto de 9,3% no trimestre e 6,8% no acumulado, comparado com o mesmo período de 2017. A Argentina teve uma redução significativa no lucro bruto e na margem, em função da economia atual, onde houve uma forte desvalorização cambial de sua moeda, forte elevação nas taxas de juros e inflação, que afetou o consumo no País.; RESULTADO FINANCEIRO = Especialmente em razão dos efeitos positivos relacionados aos custos financeiros incidentes e apropriados anteriormente, sobre os débitos com tributos que foram regularizados com o PERT e, destaque-se também, pelos resultados positivos obtidos nas renegociações bancárias, o conjunto do Resultado Financeiro Líquido apresentou ganhos de 44,0% no 3T18 comparado ao 3T17.; RESULTADO LÍQUIDO = O resultado líquido do trimestre, comparado com o mesmo período de 2017, apresenta aumento nominal de R$ 7,3MM. Consi- derando os eventos não recorrentes, que refere-se ao ganho na repactuação de empréstimos, o resultado do 3T18 teve um aumento nominal de R$ 7,0MM comparado com 3T17. O resultado acumulado sem os eventos não recorrentes está melhor em 272,4% comparado com o mesmo período de 2017.

CAMB4
PREÇO: R$ 21,00
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 1,29
P/VPA 4,72
PSR 0,33
DY 0,00%
EV/EBITDA 6,83
MARGEM BRUTA 40,21%
MARGEM OPERACIONAL 10,99%
MARGEM LÍQUIDA 25,56%
LUCRO POR AÇÃO R$ 16,280
MARGEM EBITDA 11,83%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 705,70%
ROE 366,08%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,82

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -3,79%
RESULTADO BRUTO -4,32%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -113,26%
RESULTADO OPERACIONAL -214,42%
RESULTADO LÍQUIDO -357,12%
EBITDA 49,70%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,44%
RESULTADO BRUTO 1,88%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -43,75%
RESULTADO OPERACIONAL -373,00%
RESULTADO LÍQUIDO -360,48%
EBITDA 30,80%

c) lucro (taxa média anual)
UA -357,12%
U2A ND
U3A -224,82%

d) patrimônio líquido médio
UA -131,25%
U2A ND
U3A -19,35%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!

De acordo com o BALANÇO do 4T17 houve um RESULTADO NÃO RECORRENTE desta forma utilizaremos o resultado dos (U9M) [indicado abaixo] para retratar melhor a condição da empresa:

CAMB4
PREÇO: R$ 21,00
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 4,97
P/VPA 4,72
PSR 0,32
DY 0,00%
EV/EBITDA 4,92
MARGEM BRUTA 41,22%
MARGEM OPERACIONAL 6,50%
MARGEM LÍQUIDA 6,50%
LUCRO POR AÇÃO R$ 4,224
MARGEM EBITDA 16,09%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 705,70%
ROE 94,99%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,82

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -1,88%
RESULTADO BRUTO 0,03%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -53,85%
RESULTADO OPERACIONAL -168,99%
RESULTADO LÍQUIDO -166,72%
EBITDA 107,61%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,44%
RESULTADO BRUTO 1,88%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -43,75%
RESULTADO OPERACIONAL -373,00%
RESULTADO LÍQUIDO -360,48%
EBITDA 30,80%

c) lucro (taxa média anual)
UA -166,72%
U2A ND
U3A -179,61%

d) patrimônio líquido médio
UA -131,25%
U2A ND
U3A -19,35%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 52,80
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -20,00% !!!!
[...]

353303 - marcosvinicius2 -  02 Set 2018, 15:59
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA LIQUIDA = A Receita Líquida consolidada do 2T18 foi de R$ 59,7MM, redução de -8,6% comparada ao 2T17. LUCRO LIQUIDO = O Lucro Bruto do 2T18 foi de R$ 24,6MM com margem bruta de 41,2%, redução de -3,9% comparada a do 2T17 e melhora na margem de 5,1% no 2T18.l Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas = As Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas reduziram -12,4% comparado ao 2T17. EBITDA = O EBITDA do 2T18 foi de R$ 7,4MM, aumento de 42,3% comparado ao 2T17. MARGEM EBITDA = A Margem EBITDA no trimestre foi de 12,4%, aumento de 55,0% comparada com o mesmo período de 2017. LUCRO LÍQUIDO = O lucro líquido sem os eventos não recorrentes foi nulo no trimestre, mas com um aumento de 100% comparado com o 2T17. A melhora expressíva no resultado líquido se deve majoritariamente ao controle rigoroso das despesas com vendas, gerais e administrativas e a redução das despesas financeiras, frutos da reestruturação operacional e das renegociações do endividamento bancário e tributário já realizados.:

CAMB4
PREÇO: R$ 17,60
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 1,22
P/VPA 5,10
PSR 0,27
DY 0,00%
EV/EBITDA 7,14
MARGEM BRUTA 39,76%
MARGEM OPERACIONAL 8,01%
MARGEM LÍQUIDA 22,44%
LUCRO POR AÇÃO R$ 14,385
MARGEM EBITDA 10,55%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 916,39%
ROE 417,20%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,82

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -9,67%
RESULTADO BRUTO -11,31%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -101,48%
RESULTADO OPERACIONAL -187,95%
RESULTADO LÍQUIDO -350,44%
EBITDA 40,79%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,59%
RESULTADO BRUTO -3,67%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -66,64%
RESULTADO OPERACIONAL -142,04%
RESULTADO LÍQUIDO -142,77%
EBITDA 44,89%

c) lucro (taxa média anual)
UA -350,44%
U2A ND
U3A 99,60%

d) patrimônio líquido médio
UA -90,83%
U2A -34,49%
U3A -145,84%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

152250 - paulo_prof -  16 Out 2012, 17:24
Citação: ALPACIUS
Prof,
Nada de novo no site de Cambuci, nem em empresa listadas e nem em plantão de empresas BOVESPA, portanto deve ser mesmo manepulation.
Aproveitando...alguem sabe o por que de até agora TRPL não declartou proventos que sempre saem na 1. quinzena de outubro?
Especulo que seja devido a enorme incerteza no processo de renovação das licenças. Acho que a empresa não estava preparada para o conteúdo da MP (tipo, que a renovação ocorreria sim, com diminuição dos preços, mas talvez não que tivesse que amargar esta queda de preços antes do prazo da atual concessão).

Por outro lado, acho que antes que a empresa não tenha idéia de qual serão as novas tarifas e se/quanto terá a receber como idenização pelo ativos eventualmente ainda não inteiramente depreciados, não há clima para pensar na remuneração de seus acionistas. O lucro postado no 3T está guardadinho no caixa da empresa. Quando as águas turvas clarearem, terá todo o tempo do mundo para pensar em proventos com responsabilidade.

143460 - paulo_prof - 09 Ago 2012, 13:52
Sinceramente ... acho que a CAMB não chegará a lugar algum ...
Mantenho uma posição especulativa em carteira na esperança de que alguma gigante do ramo a acabe adquirindo. O valor de mercado dela arrisca ser menor do que aquilo que uma Nike paga anualmente a seus 2 ou 3 principais atletas (só o ganho anual do Tiger Woods não deve estar longe disto).

Acho que o setor de atuação da empresa é meio ingrato ... ela acaba espremida entre as gigantes (não é barato desenvolver produtos competitivos na faixa de alta performance) e as importações baratas no segmento popular.

Acho que não tem tamanho para uma política efetiva de patrocínios. Dá a impressão que investe em patrocínios tudo o que pode desde que ainda fique no azul.

A empresa afirma que a sua política é voltada ao crescimento. Em termos de ativos totais, a taxa de crescimento anual média NOMINAL é de apenas 10,8%. Nop que tange a Receita Líquida, esta taxa é de apenas 7,9%. Nos últimos 12 meses os ativos totais cresceram apenas 2,75% nominais, ou seja, abaixo da inflação. A Receita Líquida, no último ano, também cresceu abaixo da inflação: apenas 3,6%. No que tange o 1o. semestre de 2012, a taxa de crescimento em relação a 2011 foi melhor: Receita Líquida: 19,86%; Ativos Totais: 11,48%. Mas no que tange o 2T12 em relação ao 2T11, a taxa de crescimento da Receita volta a diminuir: 5,71%

... sei não ...

De qualquer forma, não fosse o impacto cambial no 2T12, acho que a empresa teria postado um lucro acima dos R$ 3 milhões no trimestre.

131728 - paulo_prof- 15/Mai/2012 15:31
PREÇO: R$ 2,40

PAYOUT (2011): 24,3%

P/L 13,21
P/VPA 2,19
PSR 0,30
DY 1,84%
EV/EBITDA 8,14
MARGEM BRUTA 44,5%
MARGEM OPERACIONAL 2,2%
MARGEM LÍQUIDA 2,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,182
MARGEM EBITDA 10,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 390,9%
ROE 16,57%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,85

Taxas anuais médias nominais de crescimento
a) lucro líquido
UA 44,92%
U2A -70,81%
U3A -219,41%

b) patrimônio líquido médio
UA 23,67%

Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido necessária nos próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD seja 1,3 vezes a cotação atual (perpetuidade real nula; taxa de desconto real de 8%): +12%

Taxas nominais de crescimento relativas ao 1T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +28,04%
RESULTADO BRUTO +32,19%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +157,97%
RESULTADO OPERACIONAL +15,02%
RESULTADO LÍQUIDO +15,02%
EBITDA +99,60%
PATRIMÔNIO LÍQUIDO +14,35%
ENDIVIDAMENTO LÍQUIDO +23,24%

102111 - paulo_prof - 12/Nov/2011 12:51
Resultados dos últimos 9 meses em relação a igual período de 2010:

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +9,5%
RESULTADO BRUTO +6,6%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -15,8%%
RESULTADO OPERACIONAL +-59,0%
RESULTADO LÍQUIDO -55,7%
EBITDA -28,7%

Crescimento do Patrimônio Líquido em 12 meses: +28,1%

Multiplicadores relativos aos últimos 12 meses

PREÇO: R$ 3,20
PAYOUT: 0%
P/L      34,17
P/VPA            2,95
PSR     0,44
DY      0,00%
EV/EBITDA  13,18
MARGEM BRUTA  41,8%
MARGEM OPERACIONAL          1,2%
MARGEM LÍQUIDA          1,3%
LUCRO POR AÇÃO           R$ 0,094
MARGEM EBITDA 7,4%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO       360,9%
ROE    8,63%
LIQUIDEZ CORRENTE     1,89

Taxas anuais médias nominais de crescimento:
a) do lucro líquido
UA      -95,56%         
U2A    -19,58%         
U3A    -178,84%       

b) do patrimônio líquido médio
UA      36,87%
U3A    -191,16%



Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido durante 3 anos necessária para um preço justo 50% maior do que a cotação anual (perpetuidade de 0% real; taxa de desconto anual real de 10%): +78,5%

67304 - danieljoseaa - 25/Mar/2011 23:56
Considerações sobre a Cambuci(CAMB4), mudanças de 12/2009 para 12/2010:

- Seu Ativo circulante aumentou de 114.7 MI para 121.8 MI
- Seu Passivo circulante aumentou de 53.3 para 41.4 MI

Ela passou em 1 ano de uma LIQUIDEZ CORRENTE de 2,15 para 2.94......ou seja para cada 1 real de dívida de curto prazo(1 ano), ela tem 2,94 para pagar;(muito bom);

- Seu ativo realizável a longo prazo diminuiu de 6.3 MI para 5.6 MI

Seu patrimônio líquido passou de 22.3 MI para 34.7 MI, gerando um VPA de 0,94 e uma relação P/VP na cotação de hoje, de 3,2, vale lembrar que trata-se de uma turnaround, por isso o P/VP alto, pois até quase final de 2009 tinha patrimônio liquido negativo.

- Sua relação dívida bruta/patrimônio líquido diminuiu de 276,0% para 250,4% ( a confirmar);

- Seu ativo total subiu de 163.6 para 178.7 MI ;

- Seu Ebitda diminuiu de 25.9 MI para 22.3 MI

- Sua receita líquida passou de 222.9 MI para 247.7 MI

- Seu prejuízo acumulado diminuiu de 85.8 MI para 73.0 MI, ficando já abaixo de sua reserva de capital que soma 75.3 MI;

Em 2010 fez teve gastos de 11,0 MI, em melhorias na estrutura, entre elas, compras de maquinas e equipamentos, onde foram gastos 5.6 MI, nas instalações da empresa foram gastos 3 MI;

Em AGE de julho/98 foi aprovada a emissão pública de 15.000 debêntures da Companhia, as quais foram emitidas em agosto/98 com vencimento em agosto/01, parcialmente adquiridas pelo Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos e pela Fair Corretora deCâmbio e Valores Ltda. Após o vencimento, a Companhia manteve disputa judicial com os debenturistas, a qual teve solução em outubro de 2010, mediante acordo judicial, resultando na assunção do valor acordado a ser pago mediante parcelas em até 60 meses, corrigidas pelo INPC e acrecida de juros de 8,5% ao ano. Manteve-se como garantia de adimplência a marca "Penalty".

Em 14 de outubro de 2010 a Companhia visando colocar fim à execução e aos embargos de devedor, assim como à medida cautelar de sustação de protesto, a CAMBUCI pagará à POSTALIS, com a ANUÊNCIA EXPRESSA da FAIR CORRETORA DE CÂMBIO E
VALORES LTDA., o valor de R$ 18.479.425,92 (dezoito milhões quatrocentos e setenta e nove mil, quatrocentos e vinte e cinco reais e noventa e dois centavos), que passa a ser o valor devido enquanto a CAMBUCI estiver adimplente com as obrigações ora estabelecidas, da seguinte forma:

a) R$ 3.112.719,46 (três milhões, cento e doze mil, setecentos e dezenove reais e quarenta e seis centavos) paga no dia 14 de outubro de 2010.

b) R$ 15.076.667,42 (quinze milhões setenta e seis mil seiscentos e sessenta e sete reais e quarenta e dois centavos), em 60 (sessenta) parcelas iguais, mensais e sucessivas, atualizadas pela variação anual do INPC e juros de 8,5% (oito e meio por cento) ao ano.

c) R$ 290.039,04 (duzentos e noventa mil e trinta e nove reais e quatro centavos) relativos a ressarcimento de custas e
outras despesas decorrentes de todos os litígios entre exeqüentes e executada,
conforme informado no item 2, pago no dia 14 de outubro de 2010.


Durante o ano de 2010, dando continuidade a internacionalização da Companhia adquiriru 52% da Penalty Chile passando a participação de 24% em 2009 para 76% em 2010.

Alguns trechos importantes do relatório:

Lucro Líquido – Sem efeito a adesão ao Novo Refis A Cambuci apresentou um Lucro Líquido em 2010 no valor de R$ 14,9 milhões ante a um lucro de R$ 9,1 milhões em 2009, estes sem considerar as contabilizações dos efeitos concedidos por ocasião da adesão ao Novo Refis (Lei 11.941/09 e MP 470) e repactuação da dívida das debêntures.

BENEFÍCIOS, SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL

Em 2010, foram investidos mais de R$ 4 milhões em benefícios, tais como alimentação, assistência médica, odontológica e farmacêutica, cesta de produtos, kit escolar, transporte, seguro de vida e posto bancário nas unidades fabris.
As unidades possuem ambulatório para atendimento clínico e medicina ocupacional. Ações de medicina preventiva foram constantemente disseminadas aos colaboradores e seus familiares por meio de feiras de saúde, palestras e campanhas educativas.
Todos os processos de trabalho da Cambuci priorizam a garantia da segurança e da qualidade de vida dos trabalhadores. Assegurar o bem-estar de sua equipe é essencial para a Cambuci, que tem nas pessoas um de seus valores. As ações nesse sentido contam com a supervisão e a orientação de profissionais especializados, que atuam ativamente por meio de programas como a SIPAT e a ginástica laboral, bem como a prevenção de riscos ambientais e de saúde ocupacional.



Abraços e continuo achando que vale muito à pena ter CAMB4 em carteira, para o MP, LP então, não é nem aposta, é tiro certo.

67293 - small caps - 25/Mar/2011 22:40
Padrão, o quarto trimestre da MWET4 costuma ser ruim... sai semana que vem... vamos ver...

Sobre a CAMB4, para quem já leu no livro "investindo em small caps" como analisar uma empresa em situação especial, segue um importante trecho abaixo.

Nele fica evidente a recomposição de dívida, o equacionamento de questões que duravam mais de uma década... O único "porém" é que isto resultou em perdas não recorrentes, ante a assunção de dívida superior ao provisionado (ao contrário do REFIS, em que houve desconto em relação ao provisionado).

O lucro recorrente continua a trajetória de alta.

Mas, agora, com tanta gente que não percebe a diferença entre lucro não recorrente e lucro recorrente, funciona bem como o Daniel falou: base de comparação e manda bala...

É por isso que, salvo mais uma bomba no balanço anual, MGEL4 não parece estar no "melhor momento" para vender... Já GRND3, poderia estar num bom momento de compra pelo mesmo motivo: base de comparação!

Segue o trecho citado da CAMB4:

"Em AGE de julho/98 foi aprovada a emissão pública de 15.000 debêntures da Companhia, as quais foram emitidas em agosto/98 com vencimento em agosto/01, parcialmente adquiridas pelo Instituto de
Seguridade Social dos Correios e Telégrafos e pela Fair Corretora de Câmbio e Valores Ltda. Após o vencimento, a Companhia manteve disputa judicial com os debenturistas, a qual teve solução em outubro de 2010, mediante acordo judicial, resultando na assunção do valor acordado a ser pago mediante parcelas em até 60 meses, corrigidas pelo INPC e acrecida de juros de 8,5% ao ano. Manteve-se como garantia de adimplência a marca "Penalty".
Em 14 de outubro de 2010 a Companhia visando colocar fim à execução e aos embargos de devedor, assim como à medida cautelar de sustação de protesto, a CAMBUCI pagará à POSTALIS, com a ANUÊNCIA EXPRESSA da FAIR CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES LTDA., o valor de R$ 18.479.425,92 (dezoito milhões quatrocentos e setenta e nove mil, quatrocentos e vinte e cinco reais e noventa e dois centavos), que passa a ser o valor devido enquanto a CAMBUCI estiver adimplente com as obrigações ora estabelecidas, da seguinte forma:
a) R$ 3.112.719,46 (três milhões, cento e doze mil, setecentos e dezenove reais e quarenta e seis centavos) paga no dia 14 de outubro de 2010.
b) R$ 15.076.667,42 (quinze milhões setenta e seis mil seiscentos e sessenta e sete reais e quarenta e dois centavos), em 60 (sessenta) parcelas iguais, mensais e sucessivas, atualizadas pela variação anual
do INPC e juros de 8,5% (oito e meio por cento) ao ano.
c) R$ 290.039,04 (duzentos e noventa mil e trinta e nove reais e quatro centavos) relativos a ressarcimento de custas e outras despesas decorrentes de todos os litígios entre exeqüentes e executada, conforme informado no item 2, pago no dia 14 de outubro de 2010."

67247 - danieljoseaa - 25/Mar/2011 18:10
Prejuízo de 100 e poucos mil da Penalty no 4° tri, se comparado aos 60 e poucos milhões de LL do 4° tri de 2009, a comparação é triste, porém, aquele tri ficou marcado pela adesão ao refis, por isso o lucro surreal de 2009.

De qualquer forma foi um resultado fraquinho....

Como eu tinha vendido logo após a divulgação do 3° tri, exatamente para "fugir" dessa comparação do 4° tri 2009 com o de 2010.......de lá para cá a ação já caiu de cerca de 4 reais para 3 reais agora e a tendência, aliás, pelo menos eu torço, para que caia bastante, voltando aos 2 reais, para eu entrar novamente.

Porém, ainda acho que o 1° tri será fraco como o 4° tri, portanto, talvez entre apenas após a divulgação do 1° tri, pois, teoricamente não haverá nenhuma "mola propulsora" para as suas ações, pelo contrário, até porque acredito, aliás tenho quase certeza, que o lucro do 1° tri vem bem menor do que o do 1° tri de 2009.

Na torcida para que volte aos 2 para remontar posição, infelizmente, ou felizmente, rs, a Penalty depende e muito do Vasco, como o desempenho do clube, não trouxe qualquer motivação para a torcida no fim do ano de 2009 e no inicio de 2010, por isso tinha certeza de um mal resultado, como também o tenho em relação ao 1° tri de 2010, já para o 2° tri, como Vascaíno, espero que tenha vários motivos para querer enlouquecidamente me entupir de CAMB4, aliás já haverá um fator positivo que impulsionará o 2° tri, independente dos resultados do campo, que é o lançamento da nova camisa 3 do vasco, fato acontecido ontem, camisa esta que já teve grande repercussão, principalmente por retratar a linda história da luta contra o racismo, para quem não sabe o Vasco foi o 1° clube a botar negros no seu time e foi ameaçado pela liga carioca na época, porém pouco se importou, tendo sido inclusive excluído do campeonato carioca na década de 20.


Uma carta histórica do presidente Vascaíno na época responde aos "racistas" da época, tenho ela no computador, pois foi divulgada em vários meios de comunicação esta semana, mas não vou postar aqui, o assunto é a penalty e não o Vasco, porém para falar da Penalty, hoje temos que nos basear no vasco.

55485 - danieljoseaa - 12/Nov/2010 17:19
Considerações sobre a Cambuci(CAMB4):

- Seu Ativo circulante aumentou de 131 MI para 141 MI
Seu Passivo circulante aumentou de 69 MI para 74 MI
Isso gera uma LIQUIDEZ CORRENTE de 1,9......ou seja para cada 1 real de dívida de curto prazo(1 ano), ela tem 1,90 para pagar;

- Sua relação dívida bruta/patrimônio líquido diminuiu de 218,4% para 204,6%;

- Seu ativo total subiu em apenas um trimestre de 182 MI para 194.6 MI;

- Seu P/VP melhorou, foi de 5,2 para 4,7....lembrando que é uma turnaround.

- Seu Ebitda foi de 6 MI, contra 5,2 MI no último trimestre;

- Sua receita líquida foi de 68 MI, contra 68,9 Mi no último trimestre;

- Seu prejuízo acumulado diminuiu para 76.771 MI, quase que igualando suas reservas de capital que somam 75.367 MI, mais um trimestre e sua reseva de capital supera seu prejuízo acumulado;

- Suas contas a receber aumentaram de 60.045 para 64.067 MI de 30/06 para 30/09 no mercado interno e de 10.988 para 16.910 MI no mercado externo, ou seja no total em um trimestre suas contas a receber aumentaram em mais de 8 MI de reais;

- Seus investimentos aumentaram em pouco mais de 1 MI de 30/06 para 30/09, quase toda essa quantia foi para a Penalty Chile;

- Foi aumentada a provisão para perdas na Impar sports em cerca de 700 Mil reais;

- Foram gastos mais de 700 mil reais com compras de novas máquinas e equipamentos;

- Pagou neste 3° tri mais uma parcela trimestral de 693 mil reais, dando prosseguimento ao pagamento de sua dívida após adesão ao refis, este ano já foram 2.085 MI pagos;

Enfim.......CAMB4 na veia está apenas começando.....eles deixam claro no relatório que o 4°tri deve ser o melhor do ano, devido as compras de natal e fim de ano.

36206 - danieljoseaa - 21/Mai/2010 23:54
Vamos lá...em relação à Penalty (CAMB4), hoje deu mais uma prova na divulgação de seu resultado trimestral, que está deixando de ser uma turnaround, parece que conseguiu achar novamente o caminho dos lucros, com bases cada vez mais sólidas, melhor, impossível, vamos a alguns dados comparativos:
Em apenas um trimestre do 4° de 2009 para o 1° de 2010:
- Diminuiu drasticamente sua relação Div.bruta/Pat. liq...de 276% para 206%;
- Aumentou sua liquidez corrente que já era ótima para uma empresa que está se reestruturando, de 2,2 para 2,5.
- Diminuiu seu prejuízo acumulado de 85.894 MI para 80.679 MI, vale ressaltar que possui reserva de capital de 75.367 MI, sinceramente não sei de que forma essas reservas se confrontam com o prejuízo acumulado.
Além disso:
- Sua receita líquida foi excelente, 55,5 MI, com o lucro de 5,2 milhões, apresentou uma margem líquida trimestral de 9,4%
- Sua receita bruta foi de 26.338 MI, dividida pela receita líquida de 55,5 MI, dá uma excepcional margem bruta trimestral de 47%.
- Seu Ebitda foi de 6,4 MI, que dividido pela receita líquida, dá uma margem Ebitda trimestral de 11,5%;
- O valor patrimonial da ação em um trimestre subiu de 0,59 para 0,73.
- O ROE trimestral foi de 23%.
Hoje encontra-se com um inacreditável P/L de exato 1, um P/VP de 2,9 um PSR de 0,3 e um ROE de 287%.
Se tirarmos o lucro do 4° tri que foi em grande parte não recorrente e anualizarmos o resultado deste 1° tri, teríamos ao final do ano na atual cotação:
- P/L Cotação(2,11) / Lucro anualizado relativo ao 1° tri(20,8) = 3,76
- P/VP Pat.liq final de 2009(22,2MI)+ suposto lucro(20,8MI)= 43MI / n° de ações (36.96)...teríamos um VPA de 1,16...que daria um P/VP na atual cotação de 1,81.
- terminaria o ano com um ROE espetacular de 93,6%.
Ainda acho que o lucro anual superará e bem esses 20,8 milhões projetados pelo lucro do 1° tri, ou seja, esses números tendem a ser ainda melhores, vamos aguardar.



35338  - danieljoseaa - 13/Mai/2010 10:49 
Só para acrescentar mais um dado sobre a Penalty, a Penalty tinha uma ação judicial contra o Vasco de anos atrás por uma rescisão contratual unilateral, onde o Vasco teria que pagar 9,5 milhões, essa ação rolava há anos, agora na volta do Vasco para a Penalty, o contrato é de 5 anos, e uma das cláusulas é a amortização desta dívida pelo Vasco em 5 anos(60 meses).
Como a Penalty paga um valor mensal ao Vasco, quase 500 mil reais, creio que essa amortização seja através de desconto do valor pago que seria de cerca de 150 mil mensais, ou seja, em vez de pagar 500 mil, a Penalty deve estar pagando cerca de 350 mil e amortizando esta dívida, já que a ação obviamente foi retirada da justiça. 

35284 - ZOTTI - 12/Mai/2010 18:25
citação: danieljoseaa
citação: ZOTTI
citação: danieljoseaaAguardo com grande ansiedade 3 resultados: CAMB4(amanhã), CEBR5 e CSMG3.
Vamos ver, acho que teremos uma grata surpresa, principalmente com CAMB4, vou considerar como um bom lucro, se vier entre 4 e 7 milhões, caso venha acima disso será espetacular, e não duvido que venha, se vier abaixo de 4 milhões, ficarei ligeiramente frustrado, mas não vou vender, pois os múltiplos estão ridículos para uma turnaround em claro processo de reerguimento.
Se o resultado de camb4 amanhã não vir com prejuízo já está bom. O 1T geralmente é o mais fraco, qualquer coisa acima de 3 mi já é excelente.
Esperemos.....A diferença é que no 1° tri do ano passado a Penalty não patrocinava praticamente nenhum clube, hoje patrocina Vasco, Ceará, Vitória, Portuguesa, Santa Cruz, Juventude, Criciúma, Remo, Velez Sarsfield(Argentina), Racing(Argentina), liga de futsal Espanhola, Carlos Barbosa(futsal)....dentre outros.....taí a grande diferença de 1 ano para cá, além de ter diminuído sensivelmente suas dívidas e ter aumentado abruptamente sua liquidez corrente que, se não me engano, hoje passa de 2, ou seja, para cada 1 real de dívida ela tem mais de 2 reais disponíveis para pagar.
Além disso, vem apresentando um enorme incremento em seu portfólio de produtos extra-clubes.
Ou seja, no 1° tri do ano passado era uma empresa praticamente inerte, bem diferente de hoje, só como parâmetro a 3° camisa do vasco que custa 200 reais e foi lançada em 24 ou 25 de março teve 80 mil unidades comercializadas em, se não me engano, 1 ou 2 semanas, parte disso virá já nesse resultado e outra parte vendida a partir de abril virá no resultado do 2° tri, isso é só um exemplo, de apenas um dos produtos, da sua hoje, variadíssima, gama de produtos geradores de renda.
Tomara que melhore muito mesmo. Estou comprado como turnaround. Tempos atrás mandei um email para o DRI e entres outros assuntos falei que tinha feito uma estimativa de LL para este ano(copa do mundo,etc) de mais ou menos 25 mi. Perguntei a ele se eu estava sendo muito otimista.
Ele disse que minha estimativa estava correta. (É claro que ele não ia responder outra coisa, rsrrs). Tomara que ele esteja certo. 

33186 - paulo_prof- 9/Abr/2010 10:29
citação: DanielRodriguesOk, valeu Paulo e Daniel.
Gostaria de saber o que vocês estão achando de CAMB4. Segue minha análise sobre o ativo:
CAMB4 se mostrou uma verdadeira turnaround depois dos resultados do 4T. A empresa voltou a apresentar um patrimonio líquido positivo com a adesão ao refis e se não me engano o lucro líquido (operacional) foi por volta de 7M nesse trimestre.
Sem dúvida ano de copa do mundo tende a ser mais forte para a empresa e com a melhora nas margens operacionais podemos esperar bons lucros.
Eu estava com dificuldades para determinar quando uma empresa é considerada barata ou cara e resolvi criar um método para definir isso. Considero baratas as empresas onde o lucro futuro (projetado de forma conservadora) ainda não foi precificado pelo mercado.Vou dar o exemplo de CAMB4:
Projetei para o ano de 2010 um lucro líquido de 15M e receita liquida de 226M.Com isso os indicadores seriam os seguintes:
P/L: 6,18 (considerando o preço de 10,04)
P/VPA: 2,5
PSR: 0,41
ROE: 40,35%
Div. Yield: 0,00% (a empresa apresentaria prejuizo acumulados de 71M)
Como penso em investir na empresa focando o Longo prazo resolvi fazer projeções para o ano de 2011 também.Considerei que com a melhoria dos resultados em 2010 a empresa poderia melhorar o seu perfil de endividamento e focar a melhoria de suas margens operacionais, levando a um lucro líquido em 2011 de 20M e receita líquida de 232M (não considero exageradas essas minhas previsões).
Com isso os indicadores seriam os seguintes:
P/L: 4,64 (considerando o preço de 10,04)
P/VPA: 1,62
PSR: 0,40
ROE: 34,98%
Div. Yield: 0,00% (a empresa apresentaria prejuizo acumulados de 51M)
Podemos verificar a partir dessa minha análise que as ações da Penalty estão baratas, mas qual seria um bom preço de venda? Considero um ação cara quando todo o seu crescimento futuro já está precificado. Para mim o crescimento futuro de uma empresa já está precificado quando o seu P/L . P/VPA é maior que 20. Montei uma planilha no excel que calcula o preço máximo que a ação pode atingir (utilizando o lucro líquido e o patrimonio líquido que projetei) antes do seu P/L . P/VPA superar 20 (na planilha já fiz esses calculos para várias empresas, ficou bem interessante).
Utilizando os dados que projetei para 2011 CAMB4 poderia atingir o preço de 16,23 antes de ser considerada cara (potencial de valorização de 61,60%).A esse preço seus indicadores seriam os seguinte:
P/L: 7,5
P/VPA: 2,62
P/L.P/VPA: 19,65
PSR: 0,65
ROE: 34,98%
Div. Yield: 0,00%
Portanto caso a ação atingisse esse preço nesse ano de 2010 eu venderia o ativo, pois seu crescimento futuro já estaria precificado (claro que se a empresa mostrar resultados acima do que eu esperava o meu preço de venda também aumenta).
Outro fato interessante é o desdobramento que CAMB4 vai fazer, quadruplicando o numero de ações disponíveis ao mercado ( o aumento de liquidez deve levar a uma valorização do ativo no longo prazo).
Estou exagerando em minhas estimativas?
Daniel
O passado da empresa não parece indicar que em ano de Copa tenha tido aumento no nível de negócios (receita líquida) e/ou margens.
Por outro lado, a menos que esteja enganado, os negócios da empresa são sazonais, com o lucro vindo no 2o. semestre. Seria bom vc pesquisar se a empresa conseguiu, durante a sua história, alguma vez apresentar lucro no 1o. semestre.
Acho que estimar um lucro de aprox. R$ 16-18 milhões no 2o. semestre de 2010 não estaria fora da realidade. Mas há que se descontar uns R$ 5-6 milhões de prejuízo no 1o. semestre.
Evidentemente, sempre há uma 1a. vez, e as exceções aparecem para confirmar a regra. Se a empresa conseguir emplacar o 1o. semestre sem prejuízo, acho que as suas previsões para 2010 são factíveis. 

32518 - small caps- 08/Abr/2010 20:50
citação: ldrm18Small poderia falar um pouco sobre o split q vai acontecer em camb4?
Idrm18, ocorre um efeito psicológico de preço menor e um leve aumento de liquidez, como tendência.
Mas, nos fundamentos, nada muda e o que ditará o futuro das cotações será o de sempre: o balanço. Balanço este que surpreendeu no quarto trimestre.
Mantendo lucros acima de R$ 10 milhões a.a. e a diminuição sequencial da dívida líquida... continua atrativa...


Mas claro, como todo turnaround: acompanhamento com lupa nos balanços. O do primeiro trimestral, tradicionalmente é fraco... pela sazonalidade do setor...

32311 - padrinho - 06/Abr/2010 19:12
citação: uqazNa verdade, isso não faz muita diferença pro acionista...tem sempre aquela explicação miconesca de que uma menor cotação ajuda na liquidez do papel...mas essa eu deixo pro fock explicar melhor (se quiser).
O Mundo Micônico, dentro da sua diversidade de fauna, adora um desdobramento. Segue:
(30/03) CAMBUCI (CAMB) - AGO/E - 20/04/2010 - 9H00 (1a convocacao) / 9H30 (2a convocacao) / Desdobramento
DRI: Roberto Estefano
Aprovar as demonstracoes financeiras relativas ao exercicio social/2009. Eleger os membros do Conselho Fiscal e do Conselho de Administracao. Fixar o montante global dos honorarios dos administradores. Desdobramento de acoes preferenciais e ordinarias da sociedade a razao de 01 (uma) acao para 04 (quatro) acoes e, em caso de aprovacao, alteracao da redacao do art. 5o do estatuto social da empresa. Consolidacao do Estatuto Social. A BM&FBOVESPA solicitou proposta. PS: Outros mundos também gostam de desdobramentos....
PS2: CAMB4 vai rodar nos 2 pilas e uns quebrados....micomaníacos adoram coisas assim... 

31122 - H Trader - 24/Mar/2010 19:58
Federação Gaúcha de Futsal e a Penalty assinam parceria de quatro anos
18/03/2010 - 13:31:46 - por FS - AI FGFS - http://www.finalsports.com.br/03/comando/headline.php?n_id=126933&u=0\
A Federação Gaúcha de Futsal e a Penalty assinam nesta sexta-feira, dia 19 de março, um contrato de parceria para os próximos 4 anos. A partir de agora e até o ano de 2013 a Penalty passa a ser a nova fornecedora exclusiva de material esportivo para todos o Campeonatos promovidos e organizados pela FGFS, a começar pelos Estaduais da Série A e Série B (ex- Séries Ouro e Prata), cujo início está programado para o mês de Abril.
A Penalty foi escolhida para patrocinar a Federação em função da qualidade de seus produtos e da força da sua marca. A Penalty tem tradição no salonismo, tendo patrocinado por muitos anos a Seleção Brasileira de Futsal e diversas Federações Estaduais. Atualmente patrocina várias equipes de futsal , com destaque para a nossa ACBF de Carlos Barbosa, atual Campeã Brasileira. Além disso a Penalty está presente em diversos países, patrocinando inclusive a LNFS - Liga Espanhola de Futsal, que, junto com o Brasil, detém os maiores títulos mundiais de Futsal.
A partir de agora a Penalty passa a ser "A Bola Oficial do Futsal Gaúcho" e o modelo a ser utilizado é a Bola Penalty Max 1000 8 Gomos, desenvolvida com a mais alta tecnologia. É aprovada pela FIFA, foi testada por atletas profissionais e é considerada "A Melhor Bola de Futsal do Mundo".
Enfim, a Federação Gaúcha de Futsal e a Penalty se unem para valorizar ainda mais o melhor Campeonato Estadual promovido por todas as Federações no Brasil. 

30794  - H Trader - 20/Mar/2010 23:21
Prof. Paulo e em relação a CAMB4...pelos meus cálculos..mesmo com este lucro não recorrente do 4T09..a empresa ainda estará acumulando um prejú de 67 mi desde 2001...Na terça venderei o que comprei...
1) Setor com ótimas perspectivas devido a copa 2010 na A.do Sul, copa 2014 no Brasil e ainda Olimpíada 2016 no Rio.
2) Taxação ao calçado chinês foi confirmada para cinco anos e ainda por cima passou de U$ 12,80 para 13,80.
3) A cia vem de uma reestruturação aparentemente bem sucedida, saindo de sucessivos prejuízos para lucro, sendo que teve margem líquida acima de 10% no 3º e também 4º Trimestres de 2009 (isso ainda sem contar os benefícios do Refis), ou seja, falando em margem líquida recorrente.
4) Grande benefício com a adesão ao Refis, inclusive saindo de passivo a descoberto para patrimônio líquido positivo.
5) 6, 7, 8... Rsrsrs ...Vou parar por aí senão quando vê vc mudou de ideia Fock, influenciado pelos meus argumentos, hehehe


Deixa uma análise mais completa e também correções para o Prof e o Small.

30738 - CINTRAPC- 19/Mar/2010 23:20
citação: barbazulCAMB4 se der lucro de 20mi no proximo ano e distribuir 25% sifnificaria 5% de rendimento, em dividendos pagos, sobre o investimento ao preço que fechou hoje.
Pode esquecer. Não haverá pagamentos de dividendos. A CAMBUCI conseguiu reverter o Passivo Líquido negativo para Positivo. Entretanto, a conta Prejuízos acumulados de exercícios anteriores não desapareceu. Ainda há + de 85 milhões de prejuízos para serem compensados. 

30717 - paulo_prof- 19/Mar/2010 19:52
citação: jaumspOlha eu não conheço nada do Case Camb4 , mas uma empresa que fez 68 mi de lucro valendo apenas 90 mi na bolsa acho que não está precificado não.
Sim, jaumsp. Não está precificado, mas também não faz sentido o mercado precificar os R$ 68 milhões. A parte não recorrente (R$ 59 milhões) caiu como uma luva para transformar um patrimônio líquido, negativo em quase R$ 50 milhões, em positivo.
O lucro líquido recorrente em 2010 foi de R$ 9 milhões. Relativo ao lucro recorrente dos últimos 12 meses, ao preço corrente de R$ 9,56, P/L = 9,8. Considerando um P/VPA = 4, ficaria a impressão de que o ativo estaria razoavelmente bem precificado.
Ocorre que a todo o lucro recorrente de R$ 9 milhões, veio no 2o. semestre, pois o resultado do 1o. semestre foi negativo em R$ 4 milhões.
Agora que a empresa parece ter encontrado o caminho dos lucros, acho lícito esperar que, em 2010, seja capaz de gerar um lucro líquido de pelo menos R$ 20 milhões. Isto corresponderia a um P/L = 4,4, indicando que o ativo está muito barato e não há como não valorizar na 2a. feira. 



30695 - small caps- 19/Mar/2010 18:59
Pra quem ainda não conhece o que é um turnaround, sugiro a leitura do relatório da Cambuci. Observe o aumento de receitas, a melhora das margens, a renegociação de dívidas fiscais e as perspectivas futuras. Depois, uma breve leitura do trecho do livro em que tratei dos turnarounds... Está tudo alí... a ser acompanhado de perto, muito perto...

30692 - small caps- 19/Mar/2010 18:50
citação: small capsResultados da CAMBUCI sendo carregados na bovespa neste exato instante... vamos ver se o presidente da empresa estava certo....
ESTAVA! R$ 69 MILHÕES DE LUCRO!

26185 - NotwenCardozo -  21/Jan/2010 10:22
citação: Dr Invest
citação: adedcTo achando que camb nao corrige logo nao, daqui pra frente é up com algumas correções pontuais, to dentro
Não sei não,
continuo concordando com número e grau com o Notwen, o mercado esportivo é muito competitivo, as marcas mais famosas imagino eu, gozam de bem mais prestigios do que a nossa Penalty.
barra pesada competir com as "chinesas" : ADIDAS, REEBOK, NIKE etc.
Fiacaria muito grato, se alguém me convencesse do contrário.... para eu iniciar posição tbm.
abç
Veja bem ... acho que CAMB4 até pode subir expressivamente principalmente por causa dos efeitos do REFIS. Se o REFIS não tivesse acontecido, a empresa estaria numa situação muito ruim. Mas para isso que serve programas como REFIS mesmo ... tirar algumas empresas do buraco. Por isso, tem que ficar atento pois é um mercado de leões aonde se gasta muito dinheiro em publicidade. Pessoalmente não acredito que a empresa apresentará resultados expressivos sem "efeitos extraordinários" do tipo esta adesão da empresa ao REFIS.
O Small comentou que era a melhor empresa do segmento. Eu diria de outra forma: é a menos pior levando em conta o patrimônio negativo (pelo menos até o momento). Acredito mais na Springs (SGPS3) do que em CAMB4 pois tem um grupo forte e capitalizado por trás e um patrimônio positivo imenso. Na minha cabeça, considerando que ambas são do mesmo setor, não consigo entender um cara que acha risco entrar em SGPS3 e entra em CAMB4. Se vc tem aversão ao risco do setor textil deveria ficar fora das 2. Gosto da Springs pois é verticalizada o que permite maiores margens (eles compram desde o algodão, fazem o fio, tingem até a entrega do produto para o cliente final).
No meu ver, CAMB4 já se mostrou ser um turnaround durante o curto/médio prazo até porque já subiu muito. Diria que é algo como PNOR5/6 que no futuro ficará com índices muito aquém dos que aparecerão em abril deste ano ... mas o Sr. Mercado é que vai dizer. Parmalat já não chegou a valer mais de 100 bilhões?
Turnaround é assim mesmo ... pode vingar ou não. É esta dúvida do pessoal do mercado que faz vc lucrar muito quando se arrisca. A vida sempres foi assim ... maior risco, maior retorno. 

26048 - small caps- 20/Jan/2010 00:44
citação: ldrm18
citação: Dr Invest
citação: adedcTo achando que camb nao corrige logo nao, daqui pra frente é up com algumas correções pontuais, to dentro
Não sei não,
continuo concordando com número e grau com o Notwen, o mercado esportivo é muito competitivo, as marcas mais famosas imagino eu, gozam de bem mais prestigios do que a nossa Penalty.
barra pesada competir com as "chinesas" : ADIDAS, REEBOK, NIKE etc.
Fiacaria muito grato, se alguém me convencesse do contrário.... para eu iniciar posição tbm.
abç
Realmente se for pensar assim ngm entra em camb4. Eu mesmo fiquei receoso e até msm com preconceito por ser penalty uma marca sem muita expressão perante as gigantes como nike, puma, adidas e cia. Porem eu entrei por outros motivos q ja foram esplanados aqui msm pelo smallcaps e la no forum de camb4. É uma tipica "volta por cima" q está revertendo e muito o prejuizo camisa do vasco ta um estouro de vendas e esse balanço deve vir forte. Comprado desde os 3 e pensando em realizar depois dos 10.
Sobre "continuo concordando com número e grau com o Notwen, o mercado esportivo é muito competitivo, as marcas mais famosas imagino eu, gozam de bem mais prestigios do que a nossa Penalty.
barra pesada competir com as "chinesas" : ADIDAS, REEBOK, NIKE etc."
Em 2006 a receita líquida da empresa foi menos de R$ 140 milhões. Em 2009, em 12 meses, já passa dos R$ 220 milhões.
Existiam todas estas empresas já em 2006, não?
Isto, no entanto, não impediu o acréscimo de mais de 50% da receita líquida da empresa no período... 

25203 - paulo_prof- 13/Jan/2010 15:51
Cometi um erro no resultado financeiro das previsões para CAMB4. A tabela corrigida mostra a parte do lucro recorrente de 2009. O efeito da adesão ao parcelamento só está representado no Patrimônio Líquido, e não no lucro.
Há um aspecto interessante nos resultados da CAMB. Nos últimos 5 anos (2004 a 2009) o 1o. semestre invariavelmente tem sido de prejuízos (aliás, em toda a hostória da Cambuci acho que não houve um 1o. semestre com lucro), o 4o. trimestre tem sido de lucros e o 3o. trimestre alternando lucros (2 ultimos anos) e prejuízos (2004/2005/2006).
Pela volatilidade, acho muito difícil efetuar uma estimativa dos resultados recorrentes para o exercício de 2010. De qualquer forma, uma dívida líquida de R$ 70 milhões, mesmo nas condições adversas da CAMB, não deveria custar mais de R$ 10 milhões ao ano (o normal seria uns R$ 7 milhões). Isto é R$ 8 milhões menos do que o resultado financeiro que estou estimando para este ano. Se isto for somado ao lucro líquido recorrente que estou estimando para este ano (de R$ 8 milhões), o lucro líquido anual da CAMB seria de R$ 16 milhões, correspondendo (aos preços de ontem) a um P/L potencial de 4,2!!!
Ao contrário de minha conclusão anterior, o ativo teria potencial para dobrar o valor da cotação de ontem. 



25193 - paulo_prof - 13/Jan/2010 13:55
Ao que tudo indica, a empresa tinha um parcelamento anterior que somava aprox. R$ 51 milhões ao final do 1T09. Aparentemente deixou de pagar um destes parcelamentos, e o total parcelado diminuiu para R$ 40 milhões. Por ocasião da adesão ao novo programa de parcelamento, a dívida em impostos federais era de aprox. R$ 70 milhões. Para que o patrimônio líquido zere, seria necessário um "alívio" na dívida em impostos federais de R$ 45 milhões. Acho que não tem como. No meu chute, não deverá ser mais de R$ 30 milhões. Se, de fato, for R$ 30 milhões, a dívida líquida (incluindo o parcelamento) seria de aprox. R$ 70 milhões. O custo desta dívida deverá ser de aprox. R$ 9 milhões ao ano, acarretando um ganho de R$ 2,5 milhões trimestrais em média (se bem que sem ler os relatórios fica difícil de entender porque o resultado financeiro é tão desfavorável ... no 3T09 a dívida bruta total (empréstimos + debêntures + refis) era de R$ 104 milhões. Como é que isto pode gerar um resultado negativo de quase R$ 5 milhões é uma incógnita 

25189 - small caps- 13/Jan/2010 12:42
Consultei a minha bola de cristal e ela me retornou as informações que coloquei na tabela abaixo. Da minha perspectiva, aos preços de ontem, o ativo estava relativamente bem precificado. Fundamentalisticamente (será que existe este termo?), a alta de hoje não se sustenta. Um P/L entre 10 e 11 está bom demais. Na medida em que a empresa mostre crescimento de resultados, o preço deverá acompanhar. Concordo com o Notwen. Turnaround só eventualmente no longo prazo.
grndalpacamb.jpg
Professor Paulo, fundamentalisticamente falando, o menor PSR do setor, o menor P/EBITDA, o menor EV/EBITDA, um dos maiores crescimento...
Considerou nos seus cálculos o impacto positivo do REFIS que pode chegar a R$ 50 milhões numa empresa cujo valor de mercado chega nos R$ 70 milhões?
Turnaround é assim mesmo, JAMAIS HÁ UNANIMIDADE, MUITO MENOS CERTEZA, mas um acerto e muito, mas muito $$$$$$$$$$$$$$ na custódia!


Detalhe: quem está falando deste impacto do REFIS não sou eu, e sim o Presidente da empresa... uma vez que diz que o patrimônio líquido da empresa ficará positivo...

25181 - small caps- 13/Jan/2010 11:42
Small, vc chegou nestes números estimando o 4T09 e com o impacto do REFIS no 4T09? Vc andou acompanhando as cotações recentes para ver se o ativo já estaria precificado devido ao valor do REFIS?
NotwenCardozo, são números atuais, disponíveis no www.fundamentus.com.br
Se o que o Presidente empresa falou é verdade, de que vão zerar o Patrimônio líquido negativo, o P/L da empresa vai para menos de 1,5. Se isto já tivesse sido confirmado, estaria comprando mais nestes preços... Diante da incerteza, preferi me manter no patamar atual.
Mas não é só em razão deste fato que considero valer o risco... é pelo que expus acima também... E com ele, haveria diminuição de despesas financeiras, facilitando a "chegada" do lucro...


Em tempo, na minha carteira, CAMB4 representa 1%.

25176 - small caps- 13/Jan/2010 11:29
Crescimento da receita 5 anos: 15,6% !!
PSR: 0,29! Próximo a ela só ALPA4, com PSR quase 4 vezes maior (1,02).
P/EBIT: 2,44! Próximo e ela só ALPA4, com 7,94.
Contabilidade razoável, pois a dívida estava provisionada que foi parcelada no REFIS e haverá FORTE IMPACTO POSITIVO.
2a. feira joguei futebol, minha meias eram penalty e a bola também :)
O valor de mercado da NIKE é trolhocentas vezes maior que o da Penalty. Seria como comparar o que a Sadia faz com a Excelsior... temos que guardar as devidas proporções... 

25170 - NotwenCardozo- 13/Jan/2010 10:50
Acho que ainda vale mais algumas opiniões e análises sobre a Cambuci (CAMB4). Alguém já tentou calcular os índices da empresa quando estes 47 milhões entrarem para abater a dívida tributária? Se os índices realmente forem melhorar muito no futuro e a empresa ficar com patrimônio positivo, talvez valha uma aposta pois, como já vimos, a maioria do mercado só enxerga os números e resultados passados.

Já tive o papel da empresa quando bateu no fundo do poço mas vendi com lucro quando saiu o resultado do 1T09 que por sinal veio muito ruim. Meu preço médio em CAMB4 era de 2,11.

Como já disse antes, acho este mercado da Cambuci complicado pois se gasta muito em propaganda para se ter reconhecimento de marca num mercado aonde há muitos leões. Quantos de vcs têm uma camisa ou tenis da marca Penalty em casa? Tem muita empresa boa e consolidada no mercado: Nike, Adidas, Reebok, Puma, Mizuno, Asics, New Balance, Umbro, Topper, Diadora, Fila, Kappa, Rainha, Olympikus e mais algumas que não consigo lembrar no momento.

Acho que a empresa pode foguetar num período no curto-médio prazo devido ao impacto da grana do REFIS mas não acho que é o tipo de empresa que está numa posição privilegiada, com números e resultados confortáveis no mercado e que poderá ter aumento de lucros substanciais recorrentes como uma Tegma ou EZTEC.

Este é meu ponto de vista lógico e intuitivo. Óbvio que o mercado pode precificar o ativo erradamente como precificou a Parmalat e aí o ativo terá uma hipervalorização. Seria bom termos uma opinião do nosso Professor. 

25149 - CINTRAPC - 13/Jan/2010 00:18
A notícia citada da Cambuci segue abaixo:

Cambuci, dona da Penalty, volta ao lucro e eleva produção

Autor(es): Sérgio Bueno

Valor Econômico - 25/11/2009

Com os sinais de que a crise econômica começa a fazer parte do passado e as perspectivas de estímulo ao consumo de produtos esportivos geradas pela aproximação da Copa do Mundo de 2010, a Penalty já se prepara para crescer no ano que vem. Os planos da Cambuci, dona da marca, incluem um aumento médio de 25% na capacidade instalada e a contratação de mais 300 a 400 pessoas para suas três fábricas nos municípios de Bayeux (PB), Itajuípe e Itabuna (BA), onde trabalham hoje 2,7 mil funcionários.

Fabricante de tênis, chuteiras, bolas, confecções e acessórios para a prática de esportes, a Penalty já se recuperou do tombo provocado pela explosão da crise global, em setembro do ano passado, que instantaneamente reduziu a produção em 30%, diz o presidente da Cambuci, Roberto Estefano. Segundo ele, hoje a empresa está operando praticamente a 100% da capacidade instalada, "um ritmo até um pouco superior aos níveis pré-crise".

De acordo com o executivo, a carteira de pedidos da empresa está preenchida até o fim do ano. Nesse mesmo período de 2008, quando o varejo estava mais preocupado em desovar estoques, as vendas eram fechadas mês a mês. "Era da mão para a boca", lembra. Agora, segundo ele, o novo ritmo dos negócios, que já exigiu a contratação de cerca de 350 pessoas, demandará um volume de investimentos "bem superior" aos R$ 6 milhões que deverão ser aplicados em 2009. O orçamento, porém, ainda não está fechado.

Para 2010 a empresa também está montando um plano para brigar por participação de mercado com os grandes patrocinadores da Copa, a Adidas e a Nike. Estefano não dá detalhes, mas adianta que vai usar a estratégia do "marketing de guerrilha", baseado em ações dirigidas e de baixo custo para reforçar a imagem da marca e capturar os consumidores. Conforme o executivo, a empresa vai colocar no varejo novas coleções em todas as linhas de produtos com a Copa do Mundo como tema.

No acumulado até o terceiro trimestre de 2009, a receita líquida consolidada da Cambuci aumentou 9% sobre o mesmo período do ano passado, para R$ 159,7 milhões. O lucro líquido somou R$ 2,4 milhões e reverteu o prejuízo de R$ 7,1 milhões registrado de janeiro a setembro de 2008. O resultado melhorou com a redução de despesas e a elevação da margem bruta em 1,4 ponto percentual, para 39,8%, graças ao lançamento de uma coleção com maior valor agregado no segundo semestre e ao efeito positivo da valorização do real na aquisição de matérias-primas importadas.

A participação das exportações, ao contrário, caiu de 11% para 9% da receita no período. "A crise bateu mais forte lá fora", explica Estefano. A Penalty exporta para a América do Sul, leste europeu e países como Japão, Espanha e Portugal. Até setembro ela também contratava na Ásia um volume de produção equivalente a 18% a 19% do faturamento, mas com a imposição pelo governo brasileiro da sobretaxa antidumping de US$ 12,47 por par de calçado importado da China, as operações no segmento naquele país foram canceladas e o percentual correspondente à fabricação no exterior recuou para 15%.

"A medida beneficiou algumas poucas empresas que preferem operar num mercado fechado, pois 95% dos calçados esportivos do mundo são produzidos na China com qualidade e preços melhores", afirma o presidente. A sobretaxa, além da Tarifa Externa Comum do Mercosul (TEC) de 35% vigente para o setor, atendeu uma reivindicação da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), mas desagradou quem terceirizava parte da produção na China. "Quem perdeu foi o consumidor, que está pagando mais", comenta.

Segundo Estefano, além da recuperação dos negócios, a adesão da Cambuci aos programas do governo federal para parcelamento de dívidas com a Receita Federal, incluindo o crédito-prêmio do IPI e débitos consolidados no antigo Paes, que somam cerca de R$ 92 milhões, terá efeitos importantes no fechamento do balanço anual. Os ganhos com a operação terão impacto direto no resultado da companhia e vão permitir a reversão, para um valor positivo, do patrimônio líquido negativo consolidado de R$ 47,2 milhões registrado em 30 de setembro. 

25137 - uqaz - 12/Jan/2010 22:37
citação: small caps
Bem, CAMB4 passou na peneira de um turnaround pelos seguintes critérios:
Receita líquida crescente, margens operacionais melhorando. Preço/EBITDA inferior a 3. PSR baixo comparativamente ao setor. Um dos seus administradores andou falando que a adesão ao REFIS fará com que a empresa volte a ter patrimônio líquido positivo. Ou seja, houve renegociação de dívidas com bom desconto.
Por fim, demanda positivamente impactada pelo varejo brasileiro e por eventos esportivos. Alguns dos quais é patrocinadora.
E aquela velha observação: aprecie com moderação!
Abraços,
Small caps.







Small e amigos, gostaria de nos aprofundar no assunto da CAMB4. Atualmente a situação é a seguinte:

Lucro líquido por trimestre:

dez-06 10.575.000

mar-07 -422.000

jun-07 -2.778.000

set-07 -4.006.000

dez-07 61.000

mar-08 -3.525.000

jun-08 -4.709.000

set-08 1.111.000

dez-08 2.985.000

mar-09 -3.332.000

jun-09 -646.000

set-09 6.344.000

Cotação Atual: 6,96

Patrimônio Líquido: -47.206.000

Lucro Anualizado: 5.351.000

Nº de Ações: 9.240.000

P/VPA: -1,36

P/L: 12,02

P/VPA x P/L: -16,37

ROE: -11,34%

Proventos/ação: 0,00

DY: 0,00%

Peço licença agora para expor minhas estimativas de lucro para os próximos trimestres:

dez-09 1.460.480

mar-10 -2.454.401

jun-10 1.822.909

set-10 6.263.084

É como os small falou mesmo...há significativa melhora nas margens brutas, principalmente se olharmos os 3T de 07, 08 e 09.

Então, a projeção de múltiplos para set-10:

Patrimônio Líquido: -40.113.928

Lucro Anualizado: 7.092.072

Nº de Ações: 9.240.000

P/VPA: -1,60

P/L: 9,07

P/VPA x P/L: -14,54

ROE: -17,68%

Proventos/ação: 0,00

DY: 0,00%

Até então nada demais, apenas uma regular variação no P/L (12,02 -> 9,07)...

Mas com isso aqui:

"Um dos seus administradores andou falando que a adesão ao REFIS fará com que a empresa volte a ter patrimônio líquido positivo. Ou seja, houve renegociação de dívidas com bom desconto."

Olha como fica a história qdo computo um lucro não recorrente de +47.206.000(este seria o valor mínimo, ok?):

Patrimônio Líquido 7.092.072

Lucro Anualizado: 54.298.072

Nº de Ações: 9.240.000

P/VPA: 9,07

P/L: 1,18 P/VPA x P/L: 10,74

ROE: 765,62%

Pontos que gostaria de esclarecer:

1. Falei muita besteira? Acho meio difícil este Patrimonio liquido ficar positivo...esse eventual zerada da dívida não deveria estar provisionada? (o modelo mais aproximado de refis que vem a minha mente é da eletropaulo, por isso acho que seria um valor muito alto entrando de uma hora para outra, não acham?)

2. Tomando por base o P/L, esperaria-se uma vaorização de uns 1000%? (12,01/1,18 -1)

3. Poderiam linkar essa fonte que o small comentou:

"Um dos seus administradores andou falando que a adesão ao REFIS fará com que a empresa volte a ter patrimônio líquido positivo."

De quando são essas declarações? Em dezembro os preços explodiram. Movimneto miconesco ou influenciado pelas declarações dos administradores? 

24991 - small caps - 11/Jan/2010 11:05
citação: apolo20
citação: small capsCarteira pessoa física small caps de ações e fundos imobiliários, conforme peso relativo em carteira:
(...)
Aquisições em 2010:
Reforços de posição para o time defensivo: GETI3 e TLPP3.
Reforço também em: FRAS4
E no turnaround: CAMB4.
Abraços,
Small caps.
Srs.
Agora as coisas realmente começam a ficar interessantes, o Mestre Small Caps tem a primazia de começar expondo de forma minuciosa ou superficial, fica a critério, os motivos da sua escolha de CAMB4 como possível Turnaround, em seguida o Paulo e assim cada um vai expondo as razões de suas escolhas.
Ja estou antevendo que excelentes resultados serão obtidos nesse "garimpo".
Abraços.[/quote.
Bem, CAMB4 passou na peneira de um turnaround pelos seguintes critérios:
Receita líquida crescente, margens operacionais melhorando. Preço/EBITDA inferior a 3. PSR baixo comparativamente ao setor. Um dos seus administradores andou falando que a adesão ao REFIS fará com que a empresa volte a ter patrimônio líquido positivo. Ou seja, houve renegociação de dívidas com bom desconto.
Por fim, demanda positivamente impactada pelo varejo brasileiro e por eventos esportivos. Alguns dos quais é patrocinadora.


E aquela velha observação: aprecie com moderação!

16499 - NotwenCardozo - 06/Out/2009 09:30
citação: pelandro
citação: JJose
citação: pelandroAcompanhado a rede Othon de Hoteis (HOOT), percebi que após o pódium da candidatura para sediar os jogos em 2016, o papel subiu mais de 50% de sexta-feira pra cá. Dei uma olhada na empresa e não está nada atrativa. Já valeu 200 pratas um dia. O que acham para MP/LP?
Pelandro, eu fiz minha fezinha em hoot4, tcno3 e telb4. Pensando se entro amanhã em camb4, que tbm vai se beneficiar das olimpiadas e tbm da copa do mundo.
Não sou muito fã de loteria. Gostaria de um comentário mais sólido.
Valeu mesmo assim JJose e boa sorte!
Cuidado vcs ao seguirem fóruns como Rei dos Micos ou entrar na "onda furada de outros". Investir em papéis de empresas com políticas fracassadas apenas por causa das Olimpíadas em 2016 ... acho meio que ilusão.
Os Hotéis Othon já foram bons e populares no passado mas não se atualizaram e hoje não têm mais o prestígio e a procura de antigamente.
Quanto à CAMB4, já tive o papel da empresa quando bateu no fundo do poço mas vendi com lucro quando saiu o resultado do 1T09 que por sinal veio muito ruim. Meu preço médio em CAMB4 era de 2,11 o que me dava segurança de ficar no papel mesmo frente a fortes quedas. Mas infelizmente, temos que olhar para os resultados trimestrais da empresa a medida que o tempo passa. Temos que ter consciência de que nem sempre toda empresa que escolhemos para investir conseguirá sair do buraco só porque nós investimos nela.
A Cambuci possui patrimônio negativo e deu prejuízo nos resultados trimestrais e, por esta simples razão, ainda não vejo como a empresa poderá sair do buraco. Lembre-se que vc está pagando para comprar uma dívida. Vc estaria PAGANDO R$3,87 para comprar R$-5,75, que é o VPA da empresa baseado no 1S09. Ou seja, prejuízo de R$ 9,62. O mercado tinha uma expectativa de que a Cambuci gerasse um lucro da ordem de 3 milhões no 1T09 e a empresa teve um prejuízo de 3,332 milhões (desempenho de 6,332 milhões a menos). Infelizmente não houve melhora nos resultados da empresa que me justificasse manter o papel. Não adianta se enganar ou postar expctativas inconsistentes com os resultados ou se apegar afetivamente ao papel. Um trimestre com prejuízo 2 vezes maior do que a expectativa de lucro não é saudável em época alguma! Sei que uma hora o papel subiria por especulação pois quase todos papéis subiram. A história das Olimpíadas foi a "deixa" que os especuladores estavam esperando.
Turnaround por definição são empresas que conseguem reverter o cenário de prejuízo e fazem a empresa dar lucro. E a única forma da empresa mostrar que é uma turnaround é através de resultados cada vez melhores. O fato de vc ter comprado um papel a um preço baixo e ainda estar ganhando não quer dizer que a empresa seja um bom negócio no LP. Eu saí no lucro. Se vc quer especular para ganhar, está tudo bem mas sugeriria que vc vendesse o papel antes do resultado 3T09 porque acredito que tem grandes chances de vir ruim. Acho qualquer estratégia válida para ganhar dinheiro desde que funcione. Especulação, mico, AF, AT etc. Se vc quiser aproveitar um possível "rally" de compra do papel, beleza mas cuidado para vc não ficar pra trás e sair no prejuízo. Mas no LP, "buy and hold" a empresa tem que dar lucro e ser saudável. Fundamentalisticamente não vejo nada que faça sentido neste papel. Eu até veria algum potencial se a empresa estivesse com patrimônio negativo, receita crescente e lucro crescente.
Acho este mercado da Cambuci complicado pois se gasta muito em propaganda para se ter reconhecimento de marca. Quantos de vcs têm uma camisa ou tenis da Penalty em casa? Tem muita empresa boa e consolidada no mercado: Nike, Adidas, Reebok, Puma, Mizuno, Asics, New Balance, Umbro, Topper, Diadora, Fila, Kappa, Olympikus e mais algumas que não consigo lembrar no momento. Alguém realmente acha que uma Olimpídada daqui a 7 anos ou Copa do Mundo daqui a 5 pode tirar a empresa do buraco? A empresa tem que sobreviver muitos anos antes antes desses eventos e tem que ter lucro em períodos normais (sem eventos). 

6997 - danieljoseaa - 10/Jun/2009 11:54
Nome de Pregao CAMBUCI
Periodo 3M
Data Encerramento 31/03/2009
Patrimonio Liquido (52.163)
Receita Liquida 45.147
Resultado Bruto 15.005
Receita (Despesa) Financeira Liquida (4.739)
Resultado da Equivalencia Patrimonial (24)
Resultado Operacional (3.356)
Lucro (Prejuizo) Liquido (3.332)
Numero de Acoes, Ex-Tesouraria ( Mil ) 9.240
Lucro (Prejuizo) por Acao - LPA (0,36061)
Valor Patrimonial da Acao - VPA (5,64535)
7005 de 701610/Jun/2009 16:17 [Citar este comentário] 0
[Nível 0] gustgef Usuário PremiumComentários: 256 - Desde: Mai 2008
Péssimo resultado. Receita líquida maior, porém resultado bruto bem menor, indicando possíveis promoções.
A empresa continua na mira como o turnaroung mais promissor de todos. Entretanto, me desfiz de toda minha posição hoje.
Pra quem tem CAMB4, recomendo se desfazer da posição pois o papel subiu como na espera de um lucro na faixa dos 3 milhões novamente.

5967 - paulorizzi - 20/Mai/2009 00:24
citação: fab162Prezados Senhores,
Faço essa pergunta para todo o pessoal do fórum, acredito que alguns como o Sr. Paulo Rizzi possam ter a resposta, e brindar-nos com mais uma ajuda.
Hoje contatei o responsável de RI da Cambucy/Penalty(CAMB4), sr. Roberto Estefano. Ele me informou que, "devido as modificações contábeis necessárias pela nova legislação vamos atrasar em alguns dias a apresentação do balanço".
Minha pergunta é a seguinte: o que pode representar no balanço de uma empresa como a CAMB4 essas "modificações contábeis"?

Para mim isto soa como desculpa esfarrapada ... O balanço anual de 2008 já foi apresentado de acordo com as modificações contábeis mencionadas. Desaprendeu, de lá para cá?

5807  - Nyassad - 17/Mai/2009 13:27
o que acham de camb4, estou surpreso depois que li um tópico dizendo que a empresa esta pra receber mais de 17M em indenizaçao.
http://br.advfn.com/p.php?pid=fbb_thread&bb_id=11&id=3378448
a empresa vale 20M, jah lucrou mais de 3M nos 2 ultimos trimestres e ainda temos essa agora de uma indenizaçao quase no valor de mercado da empresa. sei nao mais estamos diante de uma boa oportunidade, nao de valor ainda, mas de turnaroundo.

camb4 eh minha unica "aposta" na Bolsa sendo o equivalente a 3% da minha carteira. mto cuidado com esses papéis. boas empresas, bem administradas e pra longo prazo sempre, primeiro tkno4, cnfb4, grnd3 se sobrar uma merreca ou lucro aí sim vale uma aposta em camb4 e soh.

5358 - Bald2- 09/Mai/2009 22:36
CAMBUCI S/A - PENALTY
CRESCIMENTO DE 31% NO FATURAMENTO ENTRE 2007 E 2008 - 247 M
46% NA RECEITA LIQUIDA
73% NO RESULTADO BRUTO -MARGEM DE 43%
DIMINUIÇÃO DO PREJUIZO DE (7)m PARA (4)m
PSR - 0,10
EBITDA -25 M
N. AÇÕES - 9,2 M
VALOR DE MERCADO - 21 M
REESTRUTURAÇÃ SURTINDO EFEITO NO MÉDIO PRAZO SENDO QUE A EMPRESA LUCROU NO 3. E 4. TRIMESTRE DE 2008,COISA QUE SE NÃO VIA A MUITOS E MUITOS ANOS.
ATÉ A CREDIT SUISSE COMPROU ALGUNS LOTES DO PAPEL.

SEM DÚVIDA É UM PAPEL P/ ENCARTEIRAR NO MÉDIO E LONGO PRAZO.

5354  - NotwenCardozo - 09/Mai/2009 20:29
citação: gustgefÉ, parece que a penalty (camb4) subiu mesmo sem especulação. Tentaram derrubar hoje, mas daí o ITAU foi só comprando com as ordem de compra lá, de pouquinho em pouquinho. Odeio fórum de mico, mas devo concordar. CAMB4 tem grandes chances de ser uma das maiores valorizações do ano. A penalty fechou com a confederação uruguaia o fornecimento de bolas para todos os jogos, passei na centauro aqui perto o vendedor disse que a penalty tava vendendo muito bem porque era "boa e barata", enquanto nike, adidas e reebok estavam vendendo menos por conta da crise.
Gustgef, embora eu tenha apenas 5K de CAMB4 a empresa tem grandes chances de crescer. Já mostrou que é capaz de aumentar a receita e o lucro antes da crise. Em períodos de crise, a marcas menos conhecidas e com melhores preços normalmente se destacam especialmente se a qualidade dos produtos for boa. A proximidade da Copa do Mundo também ajuda. Outra empresa que também acredito que vá crescer e surpreender é a Excelsior (BAUH4) que grande parte foi vendida ano passado à Sadia.
Aqui vai um trecho da entrevista de Abílio Diniz para a Veja 2 semanas atrás:
AD - "Vivemos um momento em que nenhuma estratégia de vendas será tão eficiente quanto estampar a palavra ‘oferta’ ao lado de um produto"
REPORTER - "As pessoas estão optando por artigos mais baratos?"
AD - "Períodos de crise são extraordinários para o sucesso de marcas menos conhecidas. Enquanto elas ganham terreno, as líderes perdem. Ainda que os números não estejam consolidados, essa é, sem dúvida, a tendência atual. Mas não a única. Na crise, há quem tenha reação justamente contrária no supermercado, sobretudo nas classes mais altas. Forçadas a adiar a compra de bens mais caros, como um carro, ou mesmo se privar de um bom restaurante, essas pessoas se oferecem certos agrados, do tipo trocar queijo prato por brie. Funciona como uma espécie de recompensa. O balanço final é que as vendas nos supermercados crescem, apesar da crise. No nosso caso, o aumento foi de quase 10% neste ano."

4970 - gustgef- 30/Abr/2009 01:26
"citação: Nyassadsmall, paulo. camb4 o que acham? excelente resultados e forte reestruturaçao, não?"
desde jah agradeço a resposta.
ate!



"Nyassad,"

"A empresa é de difícil obtenção de dados. Isto, de acordo com o próprio Small, é um fato gerador de oportunidades imenso. As nossas queridas CTSA3 e 4 que eu cheguei a comprar por 1,30 em pleno desespero de outubro e que agora valem 3 reais não possuem quase nenhum tipo de apoio ao investidor."

"A Penalty divulgou seu resultado anual com Patrimônio Líquido negativo de 48 milhões e de 4 milhões de prejuízo. Aparentemente, tudo de bom se perde por aí."

"Felizmente! A coisa não é tão simples! A companhia não reportou um resultado trimestral em separado o que, provavelmente, acabou com o interesse dos investidores, mas seu Lucro Líquido no 4T08 foi de R$3 milhões de reais! Podemos descobrir isso, pois seu patrimônio negativo era de 51 milhões ao final do terceiro trimestre. Já o LL do 3T08 foi de mais de R$1milhão! Se o resultado do 4T08 for repetido nos próximos 4 trimestres a empresa vai ter P/L = 1! Não distribuirá dividendos, pois possui grandes dividas a pagar, precisando então zerar seu patrimônio negativo! Possui situação bastante parecida com a INEPAR, entretanto, possui um ritmo de expansão, aparentemente, bem maior."

A favor da empresa existem uma marca forte e bem posicionada no mercado!

O crescimento da penalty parece ter sido causado por uma maciça guinada na forma de negócios. Veja reportagem da IstoÉDinheiro:

"""A Penalty, empresa do grupo Cambuci, decidiu ampliar de forma radical sua linha de produtos. Historicamente ligada ao futebol - seu próprio nome remete a um lance do esporte -, a companhia lançou no ano passado tênis e acessórios para corrida, basquete, vôlei e handebol. A mudança de direção revelou-se acertada. Em 2008, a Penalty cresceu 30,5%, para um faturamento de R$ 230 milhões. “O resultado teria sido muito melhor se a crise não tivesse puxado o freio de todos os setores”, afirma Eduardo Ruschel, diretor comercial da empresa. Até setembro, último mês de 2008 sem os efeitos nefastos da turbulência financeira global, a Penalty surfava num crescimento forte de desaceleração econômica, começou 2009 em ritmo acelerado. Segundo Ruschel, as vendas de janeiro deste ano aumentaram 20% ante igual período do ano passado. “Esse índice certamente seria maior se não estivéssemos no período mais difícil da crise”, diz o executivo. Tudo isso se deve principalmente a outros esportes. Em 2007, o futebol era responsável por 80% das receitas. Atualmente, esse índice é de 60% e projeções indicam que deve cair para a metade até o final do ano."

"O novo portfólio de produtos será fundamental para a internacionalização. A empresa já exporta para 18 países, principalmente para a América do Sul, e obtém 27% de seu faturamento do mercado internacional. Mas os planos são mais ambiciosos. “Estudamos a abertura de uma fábrica no Exterior”, diz Ruschel. Tudo indica que a Argentina é a favorita para receber a primeira unidade da Penalty fora do Brasil (atualmente, suas três fábricas ficam no Nordeste, duas na Bahia e uma na Paraíba). A empresa também está à caça de distribuidoras que possam levar seus produtos para a Ásia e América Latina."""

"Minha opinião final. TurnAround NATA! da melhor categoria! Num setor de grande expansão no Brasil, calçados desportivos."

Outras reportagens:

http://www.softcorp.com.br/noticias/Paginas/default.aspx?Item=9

http://www.zog.com.br/acontece/2%20interbiz%20sampa/conhecaasempresas_penalty.h tm

Nenhum comentário: