Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Iochp-Maxion (MYPK)



Subsetor
Segmento

Recomendações
Compra: joaoricci (2017)

Carteiras
paulo_prof (nov/19, dez/19mar/20abr/20)

Códigos de Negociação
Tipo
MYPK3
  Novo Mercado

Balanços
A2019/4T2019 - DFP  31/12/2019
paulo_prof -
Achei os Resultados do 4T19 fracos, puxando os resultados do exercicio para baixo em relação aos 12 meses terminados no 3T19.
A receita operacional líquida consolidada de R$ 2.338,6 milhões no 4T19 e de R$ 10.016,4 milhões em 2019, uma redução de 4,8% em relação ao 4T18 e um crescimento de 4,2% em relação a 2018.
A receita proveniente de vendas domésticas de R$ 613,6 milhões no 4T19 e de R$ 2.680,9 milhões em 2019, um crescimento de 1,3% e de 13,1% em relação ao 4T18 e a 2018, respectivamente.
Houve uma redução de 6,8% na receita em Reais proveniente das vendas internacionais no 4T19 e um crescimento de1,2% em 2019, em relação ao 4T18 e a 2018, respectivamente. Excluindo o efeito da variação cambial, a redução teria sido de 12,8% no 4T19 e de 3,7% em 2019.
O EBITDA do 4T19 foi de R$ 215,2 milhões e de R$ 1.095,8 milhões em 2019, uma redução de 11,3% em relação ao 4T18 e um crescimento de 3,7% em relação a 2018. O EBITDA no 4T19 foi impactado de forma positiva em R$ 16,0 milhões pelo reconhecimento de parcela do valor relativo às decisões favoráveis em ações judiciais que pleiteavam a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS, e de forma negativa em R$ 9,8 milhões com ajustes de estrutura na América do Norte, decorrentes da forte queda de produção de veículos nesta região.
Por enquanto, dá para considerar o ativo como bem precificado, mas há que se monitorar a situação porque a tendência é de queda nos resultados.

3T2019 -
paulo_prof  - 
Expurgadas as Receitas devidas ao ganho da ação relativa à questão do ICMS/COFINS, os resultados foram bastante fracos. Queda nominal da Receita Liquida é redução importante da margem bruta, que caiu de uma média de 14,4% nos 12 meses terminados no 3T18, para uma média de 12,5% nos últimos 12 meses. Para uma Receita na faixa dos R$ 10 milhões, isto representa um impacto de R$ 190 milhões no Resultado Bruto. A Receita Líquida obtida no mercado brasileiro está em expansão, mas no resto do planeta ocorreu retração.
Do lado positivo, as despesas operacionais diminuiram de uma média de R$ 162,5 milhões nos 4 trimestres terminados no 3T18, para uma média de R$ 151,5 milhões nos 4 últimos trimestres.
O sinal de alerta está ligado. Há que se monitorar o comportamento da receita nos mercados internacionais, na China em especial. No 3T iniciou uma joint venture no país. Há que se avaliar em que medida os resultados desta iniciativa serão capazes de compensar a retração nos mercados da América do Norte, Europa e Índia.
Devido a fraquíssima base de comparação, a taxa de crescimento do lucro dos últimos 12 meses em relação ao lucro dos 12 meses anteriores não é indicativa. Se o 4T19 confirmar a tendência mostrada no 3T19 e os resultados dono Brasil e China não forem capazes de compensar, o ativo poderá ficar caro.

2T2019 -
paulo_prof   - 
Na comparação trimestral, o bom crescimento da Receita Líquida foi impactado pelo decréscimo importante da margem bruta. Mas isto foi plenamente compensado pelo mehor resultado financeiro.
Como as bases de comparação (seja o 2T18 na comparação trimestral, ou os 12 meses terminados no 2T18 na comparação anual) são muito fracas, é difícil fazer projeções. Acredito que a taxa de crescimento do ebitda pode ser mais indicativa. Há indicações de que o lucro líquido possa crescer a taxas reais acima dos 10% ainda por alguns trimestres. Em consequência, acho que o ativo está barato.

1T2019 -
paulo_prof   -
Na comparação trimestral, a Receita Líquida sensivelmente maior foi comensada por um maior cpv e perda de margem. O pior Resultado Financeiro impactou negaivamente o Resultado Antes dos Impostos, mas uma taxação sensivelmente menor resultou em lucro, o que há um ano foi contabilizado como prejuízo.
O ativo parece barato mas o baixo payout não anima ...

A2018/4T2018 -
Paulo Prof - 
Mais um excelente resultado, somente um pouco abaixo daquele do 3T18, devido menores Receita Líquida e Margem Bruta. O ativo parece estar relativamente barato.

3T2018
Paulo Prof - 
Os resultados do 3T18 foram excelentes. Há muito tempo, muito mesmo, a empresa não posta um lucro líquido deste tamanho. Se este lucro líquido for anualizado e mantido em termos reais daqui em diante, o valor intr~inseco do ativo seria RF$ 31,30. Não tenho idéia se a empresa será capaz de repetir ou superar este resultado nos próximos trimestres.

A2017/4T2017 -
marcosvinicius2  -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 PIOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E PIOROU (TAMBEM) NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 47 TRIMESTRES, 07 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (14,8936%). LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (EBIT)= O EBIT ATINGIU R$ 144,0MILHÕES NO 3T17 E R$ 380,9 MILHÕES NOS 9M17, UM CRESCIMENTO DE 26,1%EM RELAÇÃO AO 3T16 E DE 3,4% EM RELAÇÃO AOS 9M16. A PARTICIPAÇÃO EM RELAÇÃO À RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CONSOLIDADA AUMENTOU DE 7,2% NO 3T16 PARA 7,5% NO 3T17 E DIMINUIU DE 7,2% NOS 9M16 PARA 6,9% NOS 9M17.

3T2017 -
marcosvinicius2  -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 PIOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E PIOROU (TAMBEM) NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 47 TRIMESTRES, 07 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (14,8936%). LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (EBIT)= O EBIT ATINGIU R$ 144,0MILHÕES NO 3T17 E R$ 380,9 MILHÕES NOS 9M17, UM CRESCIMENTO DE 26,1%EM RELAÇÃO AO 3T16 E DE 3,4% EM RELAÇÃO AOS 9M16. A PARTICIPAÇÃO EM RELAÇÃO À RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CONSOLIDADA AUMENTOU DE 7,2% NO 3T16 PARA 7,5% NO 3T17 E DIMINUIU DE 7,2% NOS 9M16 PARA 6,9% NOS 9M17.

A2016/4T2016 -
paulo_prof   -
Esquece!

3T2016 -
marcosvinicius2  -
Receita operacional líquida consolidada de R$ 1.595,5 milhões no 3T16, uma redução de 10,9% em relação ao 3T15. 
Geração bruta de caixa (EBITDA) de R$ 191,1 milhões no 3T16, uma queda de 6,6% em relação ao 3T15.
Desconsiderando os efeitos não recorrentes ocorridos no período, o EBITDA teria sido de R$ 171,9 milhões no 3T16, uma queda de 16,0% em relação ao 3T15;
Lucro líquido de R$ 4,9 milhões no 3T16, um crescimento de 101,0% em relação ao 3T15; 
Endividamento líquido de R$ 2.767,9 milhões no 3T16 (R$ 2.729,0 milhões no 3T15). Esse endividamento representa 3,59x o EBITDA dos últimos 12 meses, enquanto ao final do 3T15 representava 3,55x. 
Redução de R$ 11,3 milhões em despesas com juros sobre financiamento devido à operação de sindicato de bancos (syndicated loan), concluída no 2T16.
O EBITDA atingiu R$ 191,1 milhões no 3T16 e R$ 607,0 milhões nos 9M16, uma queda de 6,6% em relação ao 3T15 e um aumento de 3,4% em relação aos 9M15. A sua participação em relação à receita operacional líquida consolidada aumentou de 11,4% no 3T15 para 12,0% no 3T16 e de 11,7% nos 9M15 para 11,8% nos 9M16. 
Desconsiderando os efeitos não recorrentes mencionados, o EBITDA teria atingido R$ 171,9 milhões no 3T16 e R$ 529,5 milhões nos 9M16, uma queda de 16,0% em relação ao 3T15 e um aumento de 1,5% em relação aos 9M15. A sua participação em relação a receita operacional líquida consolidada teria diminuído de 11,4% no 3T15 para 10,8% no 3T16 e de 10,4% nos 9M15 para 10,3% nos 9M16.

3T2015 -
paulo_prof  -
Resultados  de tão pífios, não vale a pena comentar ...

3T2014 -
paulo_prof -
Empresa definitivamente foi acometida de Dilmite aguda ... esquece!

2T2014 -
paulo_prof -
Exemplo típico de como um trimestre ruim pode alterar todas as perspectivas ... Apesar de ter caído bem, o ativo ainda parece caro !!!

3T2013 -
renato1631  -
Belo resultado

A2011/4T2011 –
Paulo prof -
achou morno.

1T2010 -
pauloprof -
achou razoável

3T009 - 
pauloprof -
achou ruim.

Opportunity2  -
achou razoável.

Características
Fabricação e comercialização de produtos do setor automotivo e equipamentos ferroviários.
  
Notas Promissórias Comerciais
30/03/2020 - aprovou a realização da 3ª  emissão, pela  Companhia, de notas promissórias comerciais no valor total de até R$300.000.000,00. As Notas Promissórias serão objeto de oferta pública de distribuição (i) com esforços restritos, nos termos da Lei n.º6.385/76, da Instrução da CVM n.º476/09 e das demais disposições legais e regulamentares aplicáveis; e (ii) com intermediação de instituições financeiras integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários, sob o regime de garantia firme de colocaçãopara o  montante  de  R$  100.000.000,00  e  melhores  esforços para  R$ 200.000.000,00. As Notas Comerciais serão emitidas em até 12 séries com prazo de até 365 dias  e  sobre  seu  valor  nominal  unitário  incidirão  juros  remuneratórios correspondentes  a  100% da  variação  acumuladada Taxa  DI  acrescida de sobretaxa de 3,20% ao ano. Os recursos obtidos pela Companhia com a emissão das Notas Promissórias serão integralmente utilizados no âmbito dos negócios de gestão ordinária da Companhia, para reforço de seu capital de giro.

Assembleias

Balanços (Calendário)
 DFP 2019
 Teleconferência DFP 2019
 ITR 1T 2020
Teleconferência ITR 1T 2020
 ITR 2T 2020
Teleconferência ITR 2T 2020
 ITR 3T 2020
Teleconferência ITR 3T 2020

Proventos (Calendário)
Data PG
Descrição
Valor
Data COM
DIV4T2019R$101.191.527,53,  equivalente  a  R$0,6641181 poração,10/03/2020
19/03/2020

Dividend Yield
2020
2019






3,16%





Payout
2020
2019






38,34%









367679  - paulo_prof -  06 Mar 2020, 01:43
Achei os Resultados do 4T19 fracos, puxando os resultados do exercicio para baixo em relação aos 12 meses terminados no 3T19.

A receita operacional líquida consolidada de R$ 2.338,6 milhões no 4T19 e de R$ 10.016,4 milhões em 2019, uma redução de 4,8% em relação ao 4T18 e um crescimento de 4,2% em relação a 2018.

A receita proveniente de vendas domésticas de R$ 613,6 milhões no 4T19 e de R$ 2.680,9 milhões em 2019, um crescimento de 1,3% e de 13,1% em relação ao 4T18 e a 2018, respectivamente.

Houve uma redução de 6,8% na receita em Reais proveniente das vendas internacionais no 4T19 e um crescimento de1,2% em 2019, em relação ao 4T18 e a 2018, respectivamente. Excluindo o efeito da variação cambial, a redução teria sido de 12,8% no 4T19 e de 3,7% em 2019.

O EBITDA do 4T19 foi de R$ 215,2 milhões e de R$ 1.095,8 milhões em 2019, uma redução de 11,3% em relação ao 4T18 e um crescimento de 3,7% em relação a 2018. O EBITDA no 4T19 foi impactado de forma positiva em R$ 16,0 milhões pelo reconhecimento de parcela do valor relativo às decisões favoráveis em ações judiciais que pleiteavam a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS, e de forma negativa em R$ 9,8 milhões com ajustes de estrutura na América do Norte, decorrentes da forte queda de produção de veículos nesta região.

Por enquanto, dá para considerar o ativo como bem precificado, mas há que se monitorar a situação porque a tendência é de queda nos resultados.
p.php?pid=chartscreenshot&u=%20DyVOLUZpk


Foram Expurgadas:

No 2T19: Receita de R$ 40 milhões do Resultado Financeiro, Resultado Operacional e Lucro Líquido

No 3T19: Receita de R$ 28,031 milhões no Resultado Financeiro, R$ 87,019 milhões no Resultado Operacional, 0,66*R$ 87,019 milhões no Lucro Líquido e R$ 58,988 milhões no Ebitda

Em 2019, com impacto no 4T19: Receita de R$ 82,610 milhões no Resultado Financeiro, R$ 157,633 milhões no Resultado Operacional, R$ 40 milhões + 0,66*R$ 117,633 milhões no Resultado Líquido; R$ 75,023 milhões no Ebitda



MYPK3

PREÇO: R$ 17,50

PAYOUT (2019) 38,34%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 12,13

P/VPA 0,83

PSR 0,27

DY 3,16%

EV/EBITDA 4,98

MARGEM BRUTA 11,8%

MARGEM OPERACIONAL 3,5%

MARGEM LÍQUIDA 2,2%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,443

MARGEM EBITDA 10,2%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 94,8%

ROE 6,81%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,30



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,16%

RESULTADO BRUTO -10,09%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO+14,35%

RESULTADO OPERACIONAL -27,45%

RESULTADO LÍQUIDO +9,18%

EBITDA -3,43%



b) 4T19 sobre 4T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,77%

RESULTADO BRUTO -25,67%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -22,13%

RESULTADO OPERACIONAL -46,12%

RESULTADO LÍQUIDO 75,35%

EBITDA -17,89%



c) lucro líquido, nominal

UA 9,18%

U2A 485,89%

U3A 116,93%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 12,84%

U2A 16,54%

U3A 19,95%



e) ebitda, nominal

UA -3,43%

U2A 13,06%

U3A 8,63%

U4A 7,97%

U5A 9,18%

U6A 7,45%

U7A 12,68%

U8A 12,04%

U9A 14,07%

U10A 21,99%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 18,04

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -0,5% !!!!

365015 - paulo_prof  -  07 Nov 2019, 00:42
Expurgadas as Receitas devidas ao ganho da ação relativa à questão do ICMS/COFINS, os resultados foram bastante fracos. Queda nominal da Receita Liquida é redução importante da margem bruta, que caiu de uma média de 14,4% nos 12 meses terminados no 3T18, para uma média de 12,5% nos últimos 12 meses. Para uma Receita na faixa dos R$ 10 milhões, isto representa um impacto de R$ 190 milhões no Resultado Bruto. A Receita Líquida obtida no mercado brasileiro está em expansão, mas no resto do planeta ocorreu retração.

Do lado positivo, as despesas operacionais diminuiram de uma média de R$ 162,5 milhões nos 4 trimestres terminados no 3T18, para uma média de R$ 151,5 milhões nos 4 últimos trimestres.

O sinal de alerta está ligado. Há que se monitorar o comportamento da receita nos mercados internacionais, na China em especial. No 3T iniciou uma joint venture no país. Há que se avaliar em que medida os resultados desta iniciativa serão capazes de compensar a retração nos mercados da América do Norte, Europa e Índia.

Devido a fraquíssima base de comparação, a taxa de crescimento do lucro dos últimos 12 meses em relação ao lucro dos 12 meses anteriores não é indicativa. Se o 4T19 confirmar a tendência mostrada no 3T19 e os resultados dono Brasil e China não forem capazes de compensar, o ativo poderá ficar caro.
p.php?pid=chartscreenshot&u=ZHO2NsupxDng

MYPK3

PREÇO: R$ 18,60

PAYOUT (2018) 29,07%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,21

P/VPA 0,84

PSR 0,28

DY 2,85%

EV/EBITDA 5,19

MARGEM BRUTA 12,5%

MARGEM OPERACIONAL 4,1%

MARGEM LÍQUIDA 2,7%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,822

MARGEM EBITDA 10,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 99,4%

ROE 8,21%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +11,17%

RESULTADO BRUTO -3,35%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -5,59%

RESULTADO OPERACIONAL -0,04%

RESULTADO LÍQUIDO +103,42%

EBITDA +5,02%



b) 3T19 sobre 3T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,87%

RESULTADO BRUTO -14,946%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +6,08%

RESULTADO OPERACIONAL -32,22%

RESULTADO LÍQUIDO -27,89%

EBITDA -11,93%



c) lucro líquido, nominal

UA 103,42%

U2A 392,45%

U3A passou de negativo para positivo



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 15,59%

U2A 19,03%

U3A 17,06%



e) ebitda, nominal

UA 5,02%

U2A 16,13%

U3A 11,34%

U4A 8,48%

U5A 11,28%

U6A 9,09%

U7A 14,69%

U8A 13,70%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 22,77

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -4,5% !!!!

363272  - paulo_prof   -  07 Ago 2019, 02:18
Na comparação trimestral, o bom crescimento da Receita Líquida foi impactado pelo decréscimo importante da margem bruta. Mas isto foi plenamente compensado pelo mehor resultado financeiro.

Como as bases de comparação (seja o 2T18 na comparação trimestral, ou os 12 meses terminados no 2T18 na comparação anual) são muito fracas, é difícil fazer projeções. Acredito que a taxa de crescimento do ebitda pode ser mais indicativa. Há indicações de que o lucro líquido possa crescer a taxas reais acima dos 10% ainda por alguns trimestres. Em consequência, acho que o ativo está barato.
p.php?pid=chartscreenshot&u=xOSamky4M%20


MYPK3

PREÇO: R$ 21,14

PAYOUT (2018) 29,07%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 9,37

P/VPA 1,03

PSR 0,32

DY 3,10%

EV/EBITDA 5,32

MARGEM BRUTA 12,9%

MARGEM OPERACIONAL 4,8%

MARGEM LÍQUIDA 3,4%

LUCRO POR AÇÃO R$ 2,255

MARGEM EBITDA 10,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 96,1%

ROE 11,03%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,27



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +21,09%

RESULTADO BRUTO +5,93%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -39,06%

RESULTADO OPERACIONAL +106,59%

RESULTADO LÍQUIDO +2.311,03%

EBITDA +19,52%



b) 2T19 sobre 2T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +11,16%

RESULTADO BRUTO -0,36%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -23,35%

RESULTADO OPERACIONAL +21,42%

RESULTADO LÍQUIDO +150,12%

EBITDA +10,47%



c) lucro líquido, nominal

UA 2311,03%

U2A 176,16%

U3A passou de negativo para positivo



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 18,64%

U2A 20,30%

U3A 13,67%



e) ebitda, nominal

UA 19,52%

U2A 20,39%

U3A 11,97%

U4A 10,76%

U5A 11,74%

U6A 10,72%

U7A 16,13%

U8A 15,13%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 28,19

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -6,5% !!!!

361312  - paulo_prof   -  16 Mai 2019, 23:28
Na comparação trimestral, a Receita Líquida sensivelmente maior foi comensada por um maior cpv e perda de margem. O pior Resultado Financeiro impactou negaivamente o Resultado Antes dos Impostos, mas uma taxação sensivelmente menor resultou em lucro, o que há um ano foi contabilizado como prejuízo.

O ativo parece barato mas o baixo payout não anima ...

MYPK3

PREÇO: R$ 19,02

PAYOUT (2018) 29,07%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,24

P/VPA 0,94

PSR 0,29

DY 2,84%

EV/EBITDA 5,19

MARGEM BRUTA 13,3%

MARGEM OPERACIONAL 4,7%

MARGEM LÍQUIDA 2,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,857

MARGEM EBITDA 10,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 104,8%

ROE 9,19%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,23



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +25,31%

RESULTADO BRUTO +9,50%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -31,84%

RESULTADO OPERACIONAL +151,82%

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA +27,64%



b) 1T19 sobre 1T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +15,13%

RESULTADO BRUTO +1,17%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +20,42%

RESULTADO OPERACIONAL -20,06%

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA +6,813%



c) lucro líquido, nominal

UA passou de negativo para positivo

U2A 356,72%

U3A 63,88%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 21,07%

U2A % 23,22%

U3A % 13,18%



e) ebitda, nominal

UA 27,64%

U2A 19,96%

U3A 8,17%

U4A 13,90%

U5A 8,75%

U6A 13,85%

U7A 15,99%

U8A 15,58%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 23,21

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -4,5% !!!!

359256   - paulo_prof -  12 Mar 2019, 11:19
Mais um excelente resultado, somente um pouco abaixo daquele do 3T18, devido menores Receita Líquida e Margem Bruta. O ativo parece estar relativamente barato.

MYPK3

PREÇO: R$ 22,86

PAYOUT (2018) 29,07%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 16,96

P/VPA 1,17

PSR 0,36

DY 1,71%

EV/EBITDA 5,43

MARGEM BRUTA 13,7%

MARGEM OPERACIONAL 5,0%

MARGEM LÍQUIDA 2,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,348

MARGEM EBITDA 11,0%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 96,3%

ROE 6,89%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,08



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +28,42%

RESULTADO BRUTO +14,14%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -36,85%

RESULTADO OPERACIONAL +221,85%

RESULTADO LÍQUIDO +3.044,23%

EBITDA +32,37%



b) 4T18 sobre 4T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +25,64%

RESULTADO BRUTO +3,62%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -47,73%

RESULTADO OPERACIONAL +193,50%

RESULTADO LÍQUIDO +549,53

EBITDA +22,03%



c) lucro líquido, nominal

UA 3044,23%

U2A 205,79%

U3A 59,77%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 20,37%

U2A 23,67%

U3A 13,20%



e) ebitda, nominal

UA 32,37%

U2A 15,22%

U3A 12,07%

U4A 12,58%

U5A 9,76%

U6A 15,61%

U7A 14,44%

U8A 16,47%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 16,85

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +7,5% !!!!

356009 - paulo_prof  -  18 Nov 2018, 20:12
Os resultados do 3T18 foram excelentes. Há muito tempo, muito mesmo, a empresa não posta um lucro líquido deste tamanho. Se este lucro líquido for anualizado e mantido em termos reais daqui em diante, o valor intr~inseco do ativo seria RF$ 31,30. Não tenho idéia se a empresa será capaz de repetir ou superar este resultado nos próximos trimestres.

MYPK3

PREÇO: R$ 23,10

PAYOUT (2017) 38,5%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 25,28

P/VPA 1,17

PSR 0,38

DY 19,21%

EV/EBITDA 5,97

MARGEM BRUTA 14,3%

MARGEM OPERACIONAL 4,5%

MARGEM LÍQUIDA 1,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,914

MARGEM EBITDA 11,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 98,0%

ROE 4,63%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,11



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +26,39%

RESULTADO BRUTO +17,38%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -25,18%

RESULTADO OPERACIONAL +184,56%

RESULTADO LÍQUIDO +1.092,15%

EBITDA +28,42%



b) 3T18 sobre 3T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +36,44%

RESULTADO BRUTO +19,14%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -67,00%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA -19,27%



c) lucro líquido, nominal

UA 1092,15%

U2A passou de negativo para positivo

U3A 8,73%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 22,57%

U2A 17,80%

U3A 15,32%



e) ebitda, nominal

UA 28,42%

U2A 14,64%

U3A 9,66%

U4A 12,90%

U5A 9,92%

U6A 16,39%

U7A 15,00%

U8A 15,31%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 11,42

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +17,5% !!!!

344712  - marcosvinicius2  -  01 Dez 2017, 11:34
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 PIOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E PIOROU (TAMBEM) NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 47 TRIMESTRES, 07 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (14,8936%). LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (EBIT)= O EBIT ATINGIU R$ 144,0MILHÕES NO 3T17 E R$ 380,9 MILHÕES NOS 9M17, UM CRESCIMENTO DE 26,1%EM RELAÇÃO AO 3T16 E DE 3,4% EM RELAÇÃO AOS 9M16. A PARTICIPAÇÃO EM RELAÇÃO À RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CONSOLIDADA AUMENTOU DE 7,2% NO 3T16 PARA 7,5% NO 3T17 E DIMINUIU DE 7,2% NOS 9M16 PARA 6,9% NOS 9M17.:

MYPK3
PREÇO: 21,28
PAYOUT (2016): 97,27%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 258,73
P/VPA 1,28
PSR 0,41
DY 0,38%
EV/EBITDA 7,04
MARGEM BRUTA 15,45%
MARGEM OPERACIONAL 2,01%
MARGEM LÍQUIDA 0,16%
LUCRO POR AÇÃO 0,082
MARGEM EBITDA 10,94%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 134,12%
ROE 0,50%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,07

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,41%
RESULTADO BRUTO 17,38%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 1,10%
RESULTADO OPERACIONAL 37,30%
RESULTADO LÍQUIDO -195,80%
EBITDA 2,33%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 21,12%
RESULTADO BRUTO 35,86%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 73,26%
RESULTADO OPERACIONAL -117,49%
RESULTADO LÍQUIDO -686,98%
EBITDA 15,25%

c) lucro (taxa média anual)
UA -195,80%
U2A -67,16%
U3A -50,88%

d) patrimônio líquido médio
UA 13,22%
U2A 11,86%
U3A 22,09%

Resultado Financeiro = O resultado financeiro no 3T17 foi negativo em R$ 148,9 milhões (R$ 266,4 milhões no 9M17), impactado em R$ 95,3 milhões pelo ajuste contábil, não caixa, proveniente da variação do valor justo dos bônus de subscrição relativos às debêntures simples da 7ª emissão e principalmente da opção contida nas debêntures conversíveis da 6ª emissão, esta última com vencimento em 1º de abril de 2018. Excluindo-se tal ajuste, o resultado financeiro representaria um valor negativo de R$ 53,7 milhões no 3T17 e R$ 171,2 milhões nos 9M17, uma melhora de 37,6% e de 35,2% em relação ao 3T16 e aos 9M16, respectivamente. Ainda excluindo tal ajuste, a variação no 3T17 em relação ao 3T16 deve-se principalmente à redução líquida de R$ 19,3 milhões nas despesas com juros sobre financiamento resultante das renegociações de dívida da Companhia, à queda do certificado de depósito interbancário (CDI), e ao ganho de R$11,2 milhões relacionado à variação cambial.;

Resultado Líquido = Prejuízo líquido de R$ 28,7 milhões no 3T17, uma piora em relação ao lucro líquido de R$ 4,9 milhões no 3T16. Excluindo-se os ajustes de ambos os períodos, o resultado líquido teria sido de R$ 43,4 milhões no 3T17, uma melhora de 404,3% em relação ao 3T16. Prejuízo líquido de R$ 5,4 milhões nos 9M17, uma piora em relação ao lucro líquido de R$ 4,6 milhões nos 9M16. Excluindo-se os ajustes de ambos os períodos, o resultado líquido teria sido de R$ 94,7 milhões nos 9M17, uma melhora de 276,0% em relação aos 9M16.;

336060  - paulo_prof   - 28 Mar 2017, 01:34
Esquece!

MYPK3

PREÇO: R$ 14,70

PAYOUT (2016): 33,2%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 64,50

P/VPA 0,78

PSR 0,20

DY 0,51%

EV/EBITDA 5,05

MARGEM BRUTA 14,3%

MARGEM OPERACIONAL 2,0%

MARGEM LÍQUIDA 0,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,228

MARGEM EBITDA 11,7%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 171,5%

ROE 1,21%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,94



Taxas de Crescimento Nominal



a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,44%

RESULTADO BRUTO +8,94%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +8,75%

RESULTADO OPERACIONAL +1,50%

RESULTADO LÍQUIDO -56,38%

EBITDA +6,01%



b) 4T16 vs 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,56%

RESULTADO BRUTO +9,82%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +2,03%

RESULTADO OPERACIONAL +1.770%

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo%

EBITDA +15,35%



c) lucro (taxa média anual)

UA -56,38%

U2A -43,64%

U3A -49,81%



d) patrimônio líquido médio

UA -5,16%

U2A 21,69%

U3A 19,26%


Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 2,92


Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +45,5%

335235  - marcosvinicius2  -  08 Mar 2017, 14:34
EDIT.: Houve modificação significativa na quantidade de ações no período 4T07 X 1T08 E 1T10 X 2T10 (desdobramento ou emissões?) e Resultado Não Operacional (Não Encontrado).
Receita operacional líquida consolidada de R$ 1.595,5 milhões no 3T16, uma redução de 10,9% em relação ao 3T15.
Geração bruta de caixa (EBITDA) de R$ 191,1 milhões no 3T16, uma queda de 6,6% em relação ao 3T15.
Desconsiderando os efeitos não recorrentes ocorridos no período, o EBITDA teria sido de R$ 171,9 milhões no 3T16, uma queda de 16,0% em relação ao 3T15;

MYPK3
PREÇO: 14,73
PAYOUT (2015): 58,14%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -116,95
P/VPA 0,77
PSR 0,20
DY -0,50%
EV/EBITDA 5,74
MARGEM BRUTA 13,61%
MARGEM OPERACIONAL 1,52%
MARGEM LÍQUIDA -0,17%
LUCRO POR AÇÃO -0,126
MARGEM EBITDA 11,06%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 184,54%
ROE -0,65%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,98

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 7,60%
RESULTADO BRUTO 9,20%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 8,05%
RESULTADO OPERACIONAL -37,23%
RESULTADO LÍQUIDO -111,25%
EBITDA 1,82%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -10,88%
RESULTADO BRUTO -6,78%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -11,75%
RESULTADO OPERACIONAL 2,64%
RESULTADO LÍQUIDO 101,03%
EBITDA -6,63%

c) lucro (taxa média anual)
UA -111,25%
U2A ND
U3A -144,32%

d) patrimônio líquido médio
UA 10,53%
U2A 26,78%
U3A 24,22%

Lucro líquido de R$ 4,9 milhões no 3T16, um crescimento de 101,0% em relação ao 3T15;
Endividamento líquido de R$ 2.767,9 milhões no 3T16 (R$ 2.729,0 milhões no 3T15). Esse endividamento representa 3,59x o EBITDA dos últimos 12 meses, enquanto ao final do 3T15 representava 3,55x.
Redução de R$ 11,3 milhões em despesas com juros sobre financiamento devido à operação de sindicato de bancos (syndicated loan), concluída no 2T16.

010d2a8c75.png

010eaf2177.png

O EBITDA atingiu R$ 191,1 milhões no 3T16 e R$ 607,0 milhões nos 9M16, uma queda de 6,6% em relação ao 3T15 e um aumento de 3,4% em relação aos 9M15. A sua participação em relação à receita operacional líquida consolidada aumentou de 11,4% no 3T15 para 12,0% no 3T16 e de 11,7% nos 9M15 para 11,8% nos 9M16.

Desconsiderando os efeitos não recorrentes mencionados, o EBITDA teria atingido R$ 171,9 milhões no 3T16 e R$ 529,5 milhões nos 9M16, uma queda de 16,0% em relação ao 3T15 e um aumento de 1,5% em relação aos 9M15. A sua participação em relação a receita operacional líquida consolidada teria diminuído de 11,4% no 3T15 para 10,8% no 3T16 e de 10,4% nos 9M15 para 10,3% nos 9M16.

310590  - paulo_prof  -  05 Nov 2015, 22:48
Resultados da MYPK e CSMG, de tão pífios, não vale a pena comentar ...

Os novos múltiplos são:

MYPK3
PREÇO: R$ 15,17
PAYOUT (2014): 42,23%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 13,52
P/VPA 0,64
PSR 0,22
DY 3,12%
EV/EBITDA 5,42
MARGEM BRUTA 13,4%
MARGEM OPERACIONAL 2,6%
MARGEM LÍQUIDA 1,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,122
MARGEM EBITDA 11,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 152,3%
ROE 4,73%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,91

282393  - paulo_prof -  08 Nov 2014, 12:54
Empresa definitivamente foi acometida de Dilmite aguda ... esquece!

MYPK3
PREÇO: R$ 16,42
PAYOUT 2013: 46,44%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 16,08
P/VPA 1,21
PSR 0,25
DY 2,89%
EV/EBITDA 6,38
MARGEM BRUTA 13,2%
MARGEM OPERACIONAL 2,5%
MARGEM LÍQUIDA 1,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,021
MARGEM EBITDA 10,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 222,9%
ROE 7,55%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,08

Taxas de Crescimento Nominal

a) últmos 12 meses sobre 12 meses terminados no 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,31%
RESULTADO BRUTO +0,90%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +19,53%
RESULTADO OPERACIONAL -31,75%
RESULTADO LÍQUIDO -29,63%
EBITDA -1,22%

b) 3T14 vs 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -3,91%
RESULTADO BRUTO -5,34%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +3,69%
RESULTADO OPERACIONAL -19,13%
RESULTADO LÍQUIDO -85,30%
EBITDA -4,83%

c) lucro (taxa média anual)
UA -29,63%
U2A 13,35%
U3A -22,17%

d) patrimônio líquido médio
UA 19,26%
U2A 12,38%
U3A 11,72%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 10,21

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +12,0%

271359 - paulo_prof - 10 Ago 2014, 21:51
Exemplo típico de como um trimestre ruim pode alterar todas as perspectivas ... Apesar de ter caído bem, o ativo ainda parece caro !!!

MYPK3
PREÇO: R$ 17,10
PAYOUT 2013: 46,44%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 12,78
P/VPA 1,41
PSR 0,26
DY 3,63%
EV/EBITDA 5,88
MARGEM BRUTA 13,4%
MARGEM OPERACIONAL 2,7%
MARGEM LÍQUIDA 2,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,338
MARGEM EBITDA 10,3%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 237,0%
ROE 11,06%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,12

Taxas de Crescimento Nominal

a) últmos 12 meses sobre 12 meses terminados no 2T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,26%
RESULTADO BRUTO +9,28%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +20,29%
RESULTADO OPERACIONAL -19,34%
RESULTADO LÍQUIDO +3,08%
EBITDA +5,78%

b) 2T14 vs 2T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -9,31%
RESULTADO BRUTO -22,31%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +7,54%
RESULTADO OPERACIONAL -77,14%
RESULTADO LÍQUIDO -85,78%
EBITDA -33,01%

c) lucro (taxa média anual)
UA 3,08%
U2A 2,62%
U3A -13,79%

d) patrimônio líquido médio
UA 22,23%
U2A 10,39%
U3A 12,27%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 13,38

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +6,0%

258862  - paulo_prof  -  17 Mai 2014, 19:24
MYPK3
PREÇO: R$ 19,65
PAYOUT 2013: 46,44%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 10,09
P/VPA 1,58
PSR 0,30
DY 4,60%
EV/EBITDA 5,89
MARGEM BRUTA 14,0%
MARGEM OPERACIONAL 4,0%
MARGEM LÍQUIDA 2,9%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,947
MARGEM EBITDA 11,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 233,8%
ROE 15,64%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,22

Taxas de Crescimento Nominal

a) últmos 12 meses sobre 12 meses terminados no 1T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +12,29%
RESULTADO BRUTO +36,78%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +38,64%
RESULTADO OPERACIONAL +82,48%
RESULTADO LÍQUIDO +225,75%
EBITDA +43,20%

b) 1T14 vs 1T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +10,79%
RESULTADO BRUTO +9,29%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +50,31%
RESULTADO OPERACIONAL +28,63%
RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo
EBITDA +35,06%

c) lucro (taxa média anual)
UA 225,75%
U2A 2,11%
U3A -0,61%

d) patrimônio líquido médio
UA 27,81%
U2A 9,57%
U3A 13,23%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 19,47

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +0,5%

243148  - paulo_prof  -  26 Fev 2014, 21:48
MYPK3
PREÇO: R$ 23,40
PAYOUT 2013: 46,44%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 13,00
P/VPA 1,81
PSR 0,36
DY 3,57%
EV/EBITDA 6,52
MARGEM BRUTA 14,0%
MARGEM OPERACIONAL 3,9%
MARGEM LÍQUIDA 2,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,800
MARGEM EBITDA 10,8%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 227,1%
ROE 13,95%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,21

Taxas de Crescimento Nominal

a) 12M13 vs 12M12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +16,26%
RESULTADO BRUTO +54,34%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +57,57%
RESULTADO OPERACIONAL +77,40%
RESULTADO LÍQUIDO +154,74%
EBITDA +49,85%

b) 4T13 vs 4T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +9,10%
RESULTADO BRUTO +41,99%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +29,45%
RESULTADO OPERACIONAL +113,39%
RESULTADO LÍQUIDO +92,00%
EBITDA +27,85%

c) lucro (taxa média anual)
UA 154,74%
U2A -12,69%
U3A 1,24%

d) patrimônio líquido médio
UA 14,13%
U2A 9,98%
U3A 12,28%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 18,00

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +6,5%

222409  - paulo_prof  -  09 Nov 2013, 16:29
MYPK3
PREÇO: R$ 27,40
PAYOUT 2012: 37,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 18,88
P/VPA 2,27
PSR 0,43
DY 1,97%
EV/EBITDA 7,73
MARGEM BRUTA 13,1%
MARGEM OPERACIONAL 3,6%
MARGEM LÍQUIDA 2,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,451
MARGEM EBITDA 10,3%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 232,4%
ROE 12,01%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,35

Taxas de Crescimento Nominal

a) 9M13 vs 9M12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +18,82%
RESULTADO BRUTO +58,50%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +72,52%
RESULTADO OPERACIONAL +73,31%
RESULTADO LÍQUIDO +227,3%
EBITDA +57,57%

b) 3T13 vs 3T12
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +12,22%
RESULTADO BRUTO +28,54%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +5,67%
RESULTADO OPERACIONAL +40,04%
RESULTADO LÍQUIDO +69,51%
EBITDA +23,62%

c) lucro (taxa média anual)
UA 82,61%
U2A -18,14%
U3A -8,73%

d) patrimônio líquido médio
UA 5,89%
U2A 8,13%
U3A 13,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 18,14

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +10,0%

221848  - renato1631  -  08 Nov 2013, 00:47
Belo resultado

Iochpe-Maxion


Lucro da Iochpe-Maxion sobe 69,5% no 3o tri, para R$35,2 mi



RIO DE JANEIRO, 7 Nov (Reuters) - A fabricante de rodas automotivas e equipamentos ferroviários Iochpe-Maxion informou nesta quinta-feira lucro líquido de 35,2 milhões de reais no terceiro trimestre, alta anual de 69,5 por cento, graças ao aumento da produção de veículos no país.

A receita operacional líquida consolidada atingiu 1,6 bilhão de reais, aumento anual de 12,2 por cento.

Segundo a empresa, além da alta na produção da indústria automobilística brasileira, o avanço das receitas deveu-se à estabilização da produção de veículos comerciais no Nafta (tratado comercial entre México, Canadá e Estados Unidos) e estabilização na produção de veículos na Europa.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 176,5 milhões de reais, aumento de 23,6 por cento na comparação anual.

As vendas domésticas atingiram 622,9 milhões de reais no terceiro trimestre, aumento anual de 21,2 por cento, enquanto as vendas internacionais atingiram 982,1 milhões de reais, crescimento de 7,2 por cento na mesma base de comparação. (Por Luciana Bruno)

170180 - paulo_prof -  04 Mar 2013, 20:56
MYPK3
PREÇO: R$ 26,42
PAYOUT 2012: 37,2%

P/L 37,37
P/VPA 2,74
PSR 0,44
DY 1,00%
EV/EBITDA 10,86
MARGEM BRUTA 10,1%
MARGEM OPERACIONAL 2,1%
MARGEM LÍQUIDA 1,2%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,707
MARGEM EBITDA 8,1%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 328,7%
ROE 7,32%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,19

Taxas de Crescimento Nominal

a) exercício de 2012 vs 2011
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 96,15%
RESULTADO BRUTO 4,45%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 958,5%
RESULTADO OPERACIONAL -65,64%
RESULTADO LÍQUIDO -70,07%
EBITDA 11,77%

b) 4T12 vs 4T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 104,49%
RESULTADO BRUTO 22,57%
RESULTADO FINANCEIRO passou de positivo para negativo
RESULTADO OPERACIONAL -90,82%
RESULTADO LÍQUIDO -18,79%
EBITDA 40,19%

c) lucro (taxa média anual)
UA -70,07%
U2A -36,18%
U3A 6,64%

d) patrimônio líquido médio
UA 5,98%
U2A 11,37%
U3A 27,29%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 8,84

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +28,0%

169685 - israel007 -  28 Fev 2013, 12:16
MYPK3
Empresa: IOCHPE MAXION S.A. Ação: IOCHP-MAXION ON Setor: Bens Industriais Subsetor: Material de Transporte
Resultado do 4º Trimestre de 2012

A empresa divulgou lucro líquido de R$ 35,9 M no quarto trimestre de 2012, aumento de 73,0% em relação ao 3T12 e redução de 18,8% em relação ao 4° trimestre de 2011. A receita líquida somou R$ 425,0 M neste trimestre, uma variação de -4,2% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e redução de 12,8% em relação ao quarto trimestre de 2011.

A margem bruta atingiu 15,6% neste trimestre contra 18,8% no 3T12 e 18,1% no mesmo período do ano passado. Já a margem líquida ficou em 8,5% no 4T12 contra 4,7% no terceiro trimestre de 2012.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 1,8 B, redução de 6,9% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2011. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 913,0 M neste trimestre, o que representou uma variação de -0,6% em relação ao saldo no 4T11.

Nestes três meses, a ação oscilou 3,3% contra 3,0% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 2,6 B contra R$ 2,3 B no 4T11.

155816 - paulo_prof -  08 Nov 2012, 21:30
MYPK3
PREÇO: R$ 26,00
PAYOUT (2011): 38,9%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses:
P/L 27,91
P/VPA 2,25
PSR 0,50
DY 1,39%
EV/EBITDA 11,69
MARGEM BRUTA 11,1%
MARGEM OPERACIONAL 3,7%
MARGEM LÍQUIDA 1,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,931
MARGEM EBITDA 8,6%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 265,1%
ROE 8,05%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,14

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 9M12 em relação aos Resultados dos 9M11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +93,4%
RESULTADO BRUTO -0,2%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +411,3%
RESULTADO OPERACIONAL -59,1%
RESULTADO LÍQUIDO -82,7%
EBITDA +4,9%

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 3T12 em relação aos Resultados dos 3T11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +85,5%
RESULTADO BRUTO +10,2%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +478,2%
RESULTADO OPERACIONAL -57,1%
RESULTADO LÍQUIDO -68,5%
EBITDA +24,0%

Taxas Anuais Médias de Crescimento Nominal
a) do lucro líquido:
UA -63,31%
U2A -35,48%
U3A 61,27%

b) do patrimônio líquido médio
UA 10,41%
U2A 17,26%
U3A 28,27%

Taxa anual média REAL de crescimento do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária durante os próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e desconto anual real de 8% seja IGUAL ao preço atual: +33,0%

155805 - Cadu_28 -  08 Nov 2012, 20:28
MYPK3
Que grata surpresa! Estava esperando uma recuperação já no 3T, com o LL em torno de 10M, mas veio o dobro disso!

Frente ao 1 semestre 12, o endividamento começou a diminuir, a liquidez a subir, e a rentabilidade a aumentar. Sendo que ainda tivemos uma receita financeira negativa impactando forte, com -58M, por conta das despesas com juros sobre financiamento da divida. Se não fosse por isso, o resultado ia ser muito forte!

Release: http://iochpe.mediagroup.com.br/port/download/Iochpe-Maxion_Release_3T12.pdf

Esqueçam as manchetes sobre o resultado, pois vão comparar o LL com o 3T 11, que foi muito forte. Porém cabe resaltar que o lucro bruto apresentou evolução frente ao tri do ano anterior de +10%, mas o LL foi impactado negativamente pelo aumento das despesas financeiras, como expliquei acima, por conta da aquisição no começo do ano do Grupo Galaz e Hayes Lemmerz.

144689 - aprendiz quebrado do professor -  15 Ago 2012, 03:23  
Lucro da Iochpe-Maxion cai 99% no trimestre

O lucro líquido atribuído aos sócios controladores da Iochpe-Maxion ficou em R$ 780 mil durante o segundo trimestre. O número é 99% menor do que o apresentado um ano antes, de R$ 57,2 milhões.

No entanto, impactado positivamente pela conclusão da compra do Grupo Galaz e da Hayers Lemmerz, o resultado consolidado terminou o período em R$ 10,3 milhões, fazendo com que a baixa fosse menor ? de 82%.

A alta da dívida, que trouxe maiores juros à empresa e os efeitos negativos da variação cambial foram os principais vilões do balanço. O resultado financeiro ficou em R$ 37,9 milhões, ante R$ 5,6 milhões entre abril e junho do ano passado.

A Iochpe gastou R$ 34,7 milhões com a alta do financiamento e teve perdas de R$ 13,3 milhões com a desvalorização do real ante o dólar. Além disso, as aplicações da empresa tiveram rendimento menor em R$ 5,3 milhões.

Por outro lado, a receita líquida da fabricante de rodas e chassis saltou 117,7% em 12 meses, registrando um montante de R$ 1,51 bilhão. Caso as aquisições realizadas não fossem contabilizadas no resultado, o valor seria de R$ 593,5 milhões, 14,5% a menos.

No entanto, uma evolução dos custos de produtos a um ritmo ainda maior (146,5%), para R$ 1,36 bilhão, trouxe o lucro bruto para R$ 150,4 milhões, em uma leve alta de 5,7%. A margem bruta, ou quanto do faturamento chegou ao resultado bruto, foi de 10% ? contra 20,5% no segundo trimestre de 2011.

As despesas operacionais também dispararam entre abril e junho. O crescimento dos gastos foi de 164,2%, totalizando R$ 75,3 milhões. O avanço mais relevante foi nas despesas gerais e administrativas, de R$ 22,9 milhões para R$ 56 milhões em um ano.

A Iochpe ainda informa que seu lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) aumentou em 10,5% nos três meses, até R$ 120,3 milhões.
(Renato Rostás | Valor)

132349 - paulo_prof - 17/Mai/2012 08:21
MYPK3

PREÇO: R$ 26,20
PAYOUT: 38,9%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 13,65
P/VPA 2,27
PSR 0,72
DY 2,85%
EV/EBITDA 12,55
MARGEM BRUTA 15,4%
MARGEM OPERACIONAL 8,5%
MARGEM LÍQUIDA 5,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,920
MARGEM EBITDA 11,3%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 247,0%
ROE 16,64%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,63

Taxas anuais médias nominais de crescimento
a) lucro líquido
UA -3,21%
U2A 41,19%
U3A 0,89%

b) patrimônio líquido médio
UA -20,91%
U2A 34,93%
U3A 28,76%

Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido necessária nos próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD seja 1,3 vezes a cotação atual (perpetuidade real nula; taxa de desconto real de 8%): +13,5%

Taxas nominais de crescimento relativas ao 1T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +78,5%
RESULTADO BRUTO -18,43%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +113,76%
RESULTADO OPERACIONAL -61,38%
RESULTADO LÍQUIDO -74,56%
EBITDA -24,12%
PATRIMÔNIO LÍQUIDO +30,95%
ENDIVIDAMENTO LÍQUIDO +352,12%


117717 - paulo_prof - 28/Fev/2012 23:44
MYPK3


Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

PREÇO R$ 32,00
PAYOUT 38,9%
P/L 13,55
P/VPA 3,30
PSR 1,04
DY 2,87%
EV/EBITDA 8,63
MARGEM BRUTA 19,0%
MARGEM OPERACIONAL 11,8%
MARGEM LÍQUIDA 7,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,362
MARGEM EBITDA 14,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 93,3%
ROE 24,32%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,13

Taxas anuais médias nominais de crescimento:
a) do lucro líquido
UA 36,11%
U2A 101,31%
U3A 1,43%

b) do patrimônio líquido médio
UA 17,03%
U2A 39,51%
U3A 28,21%

morno o resultado do 4T11 ... anualizando
P/L = 17,1
DY = 2,27%
ROE = 19,26%


102149 - paulo_prof - 12/Nov/2011 18:58
MYPK3

Resultados dos últimos 9 meses em relação a igual período de 2010:

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +30,4%
RESULTADO BRUTO +30,9%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -15,8%
RESULTADO OPERACIONAL +37,0%
RESULTADO LÍQUIDO +29,4%
EBITDA +26,1%

Crescimento do Patrimônio Líquido em 12 meses: +18,1%

Multiplicadores relativos aos últimos 12 meses

PREÇO: R$ 22,84
PAYOUT: 41,3%
P/L      10,56
P/VPA            2,25
PSR     0,79
DY      3,92%
EV/EBITDA  7,07
MARGEM BRUTA  19,0%
MARGEM OPERACIONAL          11,2%
MARGEM LÍQUIDA          7,5%
LUCRO POR AÇÃO           R$ 2,163
MARGEM EBITDA 13,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO       90,2%
ROE    21,33%
LIQUIDEZ CORRENTE     1,27

Taxas anuais médias nominais de crescimento:
a) do lucro líquido
UA      13,45%
U2A    238,08%        
U3A    -3,25%           

b) do patrimônio líquido médio
UA      24,53%
U2A    38,26%
U3A    29,98%

Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido durante 3 anos necessária para um preço justo 50% maior do que a cotação anual (perpetuidade de 0% real; taxa de desconto anual real de 10%): +18,5%


64450 - paulo_prof - 23/Fev/2011 23:33
O lucro da Iochpe-Maxion (MYPK3) no 4T10 caiu 39% em relação ao 4T09 e 56,2% em relação ao 3T10. Sem ler o relatório, confesso ser difícil de entender a façanha! Já em relação ao exercício, o lucro de 2010 foi 198% maior do que o de 2009.

Os novos múltiplos, são:

PREÇO R$ 20,50
PAYOUT 37%
P/L 11,85
P/VPA 2,50
PSR 0,87
DY 3,12%
EV/EBITDA 7,54
MARGEM BRUTA 18,7%
MARGEM OPERACIONAL 10,4%
MARGEM LÍQUIDA 7,4%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,730
MARGEM EBITDA 14,0%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 93,9%
ROE 21,06%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,73

credita?


Análise Coin Valores
A Iochpe-Maxion atua nos segmentos automotivo e ferroviário e é a maior fabricante brasileira de rodas e chassis, vagões de carga e fundidos ferroviários. No segmento automotivo a companhia atua através das Divisões Rodas e Chassis, Fumagalli e Componentes Automotivos e no segmento ferroviário através da AmstedMaxion.
A Divisão Rodas e Chassis produz rodas de aço para caminhões, ônibus e máquinas agrícolas e chassis para caminhões, ônibus e pick-ups. É responsável por aproximadamente 55% da receita liquida consolidada da Iochpe-Maxion e detém cerca de 65% do mercado de rodas e chassis, no Brasil, em número de unidades produzidas.
A Divisão Fumagalli produz rodas de aço para automóveis e comerciais leves. Corresponde por aproximadamente 25% da receita liquida consolidada do grupo e detém cerca de 52% do mercado brasileiro de rodas para automóveis e 30% do mercado de automóveis da região do NAFTA, em número de unidades produzidas.
A Divisão Componentes Automotivos produz conjuntos estampados estruturais, alavanca do freio de mão, pedaleiras e outros produtos em aço para automóveis. Responde por aproximadamente 8% da receita liquida consolidada da companhia.
AmstedMaxion, uma joint-venture com a Amsted Industries dos Estados Unidos, parceria na qual cada parte detém 50% do negócio. Produz vagões ferroviários de carga e fundidos ferroviários e industriais e é responsável por 12% da receita liquida consolidada da Iochpe-Maxion.

RETROSPECTIVA 2010
O ano de 2010 significou recuperação e crescimento para a Iochpe-Maxion. Com a recuperação dos setores de atuação da companhia e a inclusão plena da Divisão Fumagalli (aquisição realizada em setembro de 2009) nos resultados, conseguimos atingir resultados expressivos. No segmento automotivo, destacamos o forte crescimento da produção brasileira de veículos, em especial o crescimento da produção brasileira de caminhões. Outro ponto de destaque foi o mercado norte-americano, o qual apresentou um crescimento da produção de veículos e comerciais leves, bem acima das expectativas para aquele mercado. No segmento ferroviário, 2010 foi marcado pela retomada da demanda doméstica por vagões de carga.

PERSPECTIVA 2011
As previsões para o segmento automotivo são de continuidade do crescimento, porém em um ritmo menor do apresentado em 2010. No segmento ferroviário as previsões também apontam para uma demanda por vagões ferroviários de carga ainda maior que as apresentadas em 2010. Diante desse cenário, somado ao bom posicionamento da companhia em seu setor de atuação, teremos boas oportunidades de crescimento em 2011.


35287 - paulo_prof - 12/Mai/2010 19:16
Resultado razoável (para o preço atual) de MYPK3. Anualizando os resultados do 1T10 obtém-se (para o preço de R$ 15,95 que já era ...) P/L = 11,45, P/VPA = 2,88, PSR = 0,76 e ROE = 25,13%.
Os novos múltiplos referidos aos últimos 12 meses são:
RECEITA OPERACIONAL BRUTA 1.863.946
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 1.523.677
RESULTADO BRUTO 261.083
RESULTADO FINANCEIRO -11.138
RESULTADO OPERACIONAL 132.595
RESULTADO LÍQUIDO 91.335
EBITDA 190.933
ATIVO TOTAL 1.423.238
ATIVO CIRCULANTE 646.821
DISPONIBILIDADES 118.572
PASSIVO CIRCULANTE 465.839
DÍVIDA BRUTA 612.666
DÍVIDA LÍQUIDA 494.094
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 525.751
P/L 16,57
P/VPA 2,88
PSR 0,99
DY 2,23%
EV/EBTIDA 10,51
MARGEM BRUTA 17,1%
MARGEM OPERACIONAL 8,7%
MARGEM LÍQUIDA 6,0%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,963
MARGEM EBITDA 12,5%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 116,5%
ROE 17,37%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,39
P/(CAP GIRO/AÇÃO) 8,36
GIRO ATIVOS 1,07


P/(ATIVO/AÇÃO) 1,06


19796 - paulo_prof - 06/Nov/2009 10:25
Esquece ...
Na normalidade a Iochpe-Maxion tem condições de ter lucro 3 vezes maior. Outra que andou para trás foi a Randon.
As coisas estão defíceis para o segmento de transporte pesado. MWET deverá ser outra a entrar pelo cano. 


19785 - opportunity2 - 06/Nov/2009 08:03
citação: FOCKINKo que acharam do resultado de Mypk3 ??http://iochpe.mediagroup.com.br/port/download/Iochpe-Maxion_Release_3T09.pdf
eu achei razoável...mas o papel está com um preço muito salgado !!!
No terceiro trimestre de 2009, a Iochpe-Maxion apresentou um lucro liquido de R$ 11,6 milhões (lucro por ação de R$ 0,2443), o que representa uma redução de 91,2% em relação ao terceiro trimestre de 2008 (lucro líquido de R$ 130,9 milhões e lucro por ação de R$ 2,7615, que foi favorecido em R$ 76 milhões, devido a ganho não recorrente relativo à incorporação da subsidiaria Maxion Sistemas Automotivos pela Iochpe-Maxion em julho de 2008).
A receita operacional líquida atingiu R$ 309,2 milhões, uma redução de 40,9%, o lucro operacional antes das despesas financeiras líquidas (EBIT) alcançou R$ 22,7 milhões, uma redução de 72,4%, e a geração de caixa bruta (EBITDA) alcançou R$ 33,3 milhões, uma redução de 63,4%, sempre comparando o terceiro trimestre de 2009 com o mesmo período do ano anterior. Os resultados do terceiro trimestre de 2009 foram impactados pela redução da produção brasileira de caminhões, ônibus e máquinas agrícolas, pela redução da demanda doméstica por vagões ferroviários e pela retração das exportações.
Na minha visão o papel já ficou caro faz um bom tempo.

8531 -  paulo_prof - 09/Jul/2009 18:27
No que tange RAPT4, FRAS4, POMO4, MYPK3 e PLAS3 (as mais comentadas aqui do setor de materiais de transporte), confesso ter dificuldades para tentar antecipar os resultados do 2T09. Isto porque, de uma maneira geral, estas empresas atuam em segmentos afetados de forma muito distinta pela crise econômica durante o 2T09.
mercado externo:
venda a montadoras: bastante afetado em relação a 2009, especialmente na Europa e EUA;
mercado de reposição: relativamente pouco afetado em relação à 2008;
mercado de ônibus: não há dados;
mercado interno:
venda a montadoras: bastante afetado, em relação a 2008, no que se refere veículos pesados e material ferroviário (redução de mais de 20%); muito pouco afetado no que se refere a automóveis e comerciais leves;
mercado de reposição: relativamente pouco afetado;
mercado de ônibus: redução de mais de 20% em relação a 2008
MYPK3: aprox. 15% da receita líquida são obtidos no mercado externo. Não há dados relativos ao mercado de implementos e peças de reposição (rodas) ferroviárias. Tudo indica, entretanto, que os resultados deverão ser bastante parecidos com aqueles obtidos no 1T09, ou seja, pequeno prejuízo ou pequeno lucro. O P/L anualizado deverá ficar acima de 50!!!

5256 - paulorizzi - 06/Mai/2009 22:50
O balanço da Iochpe-Maxion veio (bem) pior do esperado.
A receita operacional líquida (R$ 291 milhões) foi 37% menor do que aquela do 4T08 e 27,5% menor do que aquela do 1T08. Como se não bastasse a queda na receita, houve majoração no custo dos produtos vendidos, de modo que a margem bruta de 19,9% no 1T08 caiu para 13,9% no 1T09. O Resultado financeiro, que havia sido levemente positivo no 1T08 (R$ 2 milhões), ficou negativo em R$ 16 milhões no 1T09, principalmente devido às despesas de R$ 13,5 milhões relacionadas às operações de fixação do dólar futuro. Finalmente, o lucro líquido de R$ 34 milhões do 1T08 transformou-se num prejuízo de R$ 3 milhões no 1T09.
Em termos dos negócios da empresa:
a) Divisão Rodas e Chassis: Receita Líquida Total de R$ 218,5 milhões, 15,8% menor do que no 1T08 (queda de 14,6% no mercado interno e 23,2% no mercado externo)
b) Divisão Componentes Automotivos: Receita Líquida Total de R$ 25,5 milhões, 18,7% menor do que no 1T08 (queda de 18,2% no mercado interno e 74,1% no mercado externo)
c) Divisão Amsted (Ferroviários): Receita Líquida Total de R$ 46,6 milhões, 57,5% menor do que no 1T08 (queda de 66,6% no mercado interno e 19,6% no mercado externo)
Total Geral: Quedas de 28,7% no mercado interno e de 19,6 no mercado externo.
Os novos múltiplos são:
P/L = 3,01; P/VPA = 1,18; PSR = 0,31; DY = 12,3%; EV/EBITDA = 3,07; margem bruta = 18,5%; margem EBITDA = 13,7%; margem líquida = 10,3%; ROE = 39,4%
Mas como não há indicações de que será possível uma recuperação no curto prazo, estes múltiplos tendem a deteriorar a cada trimestre.

5148 - paulorizzi - 04/Mai/2009 22:54
RAPT informou que a Receita Líquida do 1T09 foi 23% menor do que aquela do 1T09. Considerando que, com a valorização do real, a empresa deverá produzir um resultado financeiro positivo que pode, em parte, compensar a queda no volume de negóicios, é válido estimar que o lucro líquido no 1T09 possa ser somente 10-15% menor do que aquele do 1T08.
MYPK nada informou, de modo que só é possível conjecturar. No 1T08, houve queda de 28,5% na produção de caminhões + ônibus + máquinas agrícolas, segmento que corresponde à 67% do faturamento da Iochpe-Maxion (Divisão de Rodas e Chassis). Na produção de automóveis (7% do faturamento da MYPK) houve queda de 16%. Não tenho dados sobre a produção de fundidos e equipamentos ferroviários. Estimemos uma queda de 25%. Fazendo-se as contas, chega-se a uma redução aprox. de 27% da receita no mercado nacional. O mercado externo representou, em 2008, aprox. 20% da receita líquida total. Estimando uma queda de 50% na receita oriunda do mercado externo, chega-se, finalmente, a uma queda geral de receita de aprox. 31% relativamente ao 1T08. A MYPK também se beneficia com a valorização do real, de modo que estimo que o lucro líquido do 1T09 seja aprox. 25% menor do que aquele o 1T08.
Bom ... os balanços serão divulgados brevemente (se nada mudou, RAPT no dia 08MAI e MYPK no dia 29MAI).
PS. tenho ambas em carteira.

5029 - small caps - 02/Mai/2009 13:01
"citação: paulorizziA Iochpe-Maxion deverá divulgar os ses resultados do 1T09 na próxima 3a. feira. Até lá, o DY terá que ser estimado sobre os resultados de 2008."
"Na cotação de ontem (R$ 11,28), DY = 14,81%."
"Na cotação do dia ""com"" 20MAR2009 (R$ 11,80), DY = 14,15%."
Os dividendos distribuídos correspom a um payout de 37%.
"paulorizzi, assim como aconteceu com ROMI3, acredito que o resultado da MYPK3 também venha abaixo do que o mercado espera..."
O segmento industrial mais ligado a bens de capital sofreu muito mais na crise do que outros setores...

4038 - lycurgo - 12/Abr/2009 21:03
"Caro Paulo, alem de tudo que vc enumerou, a divida cambial ainda pesa um pouco, visto que tem a vencer entre janeiro e Setembro de 2009 60milhoes de dolares, com valor de contrato o dolar a 1,89. Portanto considerando o dolar a 2,20 podemos esperar uns 15 a 18milhoes a menos no lucro anual."


4018 - paulorizzi - 12/Abr/2009 11:37
"Os múltiplos fundamentalistas relativos ao exercício de 2008, são"
"P/L = 2,14; P/VPA = 1,04; (P/L)*(P/VPA) = 2,22; PSR = 0,25; DY = 17,25; EV/EBTIDA = 2,63; margem líquida = 11,7%; ROE = 48,34%; DivBru/PatLiq = 78%"
"É óbvio que, com estes múltiplos, o ativo deveria ter ""estourado"". Por que isto não ocorreu?"
Talvez seja pelo fato do mercado ter percebido que:
"a) o resultado líquido de 2008 (R$ 214 milhões) foi fortemente impactado pelo lucro não recorrente de 76 milhões, resultante da incorporação da subsidiária Maxion Sistemas Automotivos;"
"b) um 4o. trimestre preocupante, com reduções importante na receita líquida (11,7%), resultado bruto (35,4%), resultado operacional, já excluído o evento não recorrente (35,4%); e resultado líquido, já excluído o evento não recorrente (38,3%)"
"A Maxion Sistemas Automotivos foi transformada em divisão da Iochpe-Maxion, e a sua contribuição para a receita líquida é de apenas 4% (ou seja, não vai impactar resultados no curto/médio prazos)."
"Não tenho idéia de como o setor de equipamentos ferroviários (26% da receita líquida da empresa) se comportou neste 1o. trimestre de 2009, em relação a 2008. Quero crer que houve queda."
"No que tange a Divisão de Rodas e Chassis, embora o emplacamento total de veículos comerciais (leves, caminhões e ônibus) tenha crescido levemente (2,5%) em relação ao 1T08, por conta dos excessivos estoques existentes em dez 2008, a produção certamente foi menor, assim como foi menor a produção de tratores e implementos agrícolas (os dados da Anfavea ainda não foram publicados)."
"Em conseqüência, o resultado do 1T09 deverá ser menor do que o do 1T08. Felizmente, este resultado não será mais impactado pela desvalorização cambial, que gerou resultados financeiros negativosde R$ 12,7 e R$ 22,6 milhões, respectivamente, no 3T08 e 4T08."
"Resumindo, o ativo continua interessante, mas está longe de ser aquela ""barbada"" que os múltiplos atuais parecem indicar. "


3966 - fabiopinto - 10/Abr/2009 12:11
"SOBRE a MYPK3: Parece que está sendo sondada para ser vendida para um grupo alemão, informaçao essa, claro descartada pelo própria empresa."
"vc reparou seu DY? 17,25 !!! ta com bom PL= 2,14, lucro crescente e progressivo."
"qto a sua divida alguém se habilita a comentar, comparada ao setor ?"
Ontem subiu quase 10% suas açoes!!
"tem muito fundos grandes comprando, desde março..."
"Gostaria de ouvir a opiniao do capa, paulo , small e cia .... sobre colocarmos posiçao..."


3770 - lycurgo - 07/Abr/2009 19:12
"sobre MYPK3:Possui hedge financeiro (NDF de venda)no valor total de 60.8MILHO de dolares sendo dolar no valor de R$ 1,89 com vencimento de Janeiro a Setembro. O resultado deste periodo portanto ainda sera afetado pela variação do dolar."
Existe ainda o risco do setor automotivo com a provavel queda nas vendas em relação ao ano anterior.
Achei complicado a leitura do balanço porque houve incorporação de controladas inviabilizando a comparação com anos anteriores.
Como ja estou posicionado no setor não fara parte de minha carteira no primeiro semestre.
Em tempo:
Os muliplos estão atrativos.
Esta havendo recompra de ações.


2414 - small caps - 12/Mar/2009 22:09
"MYPK3 tem múltiplos que ficaram próximos ao de RAPT4 após o mega dividendo de R$ 1,67 por ação. Mas deve sofrer queda de receita no curto prazo ainda maior que o de RAPT4, dado sua alta exposição ao segmento de vagões ferroviários, que deve encolher uns 70% este ano. Mas já sinaliza com novos projetos de diversificação das atividades, inclusive anunciando o fechamento de novos projetos. Tem um risco um pouco superior, portanto."
os balanços vão sendo divulgados. Um passo de cada vez."


2361 - Capa_Preta - 11/Mar/2009 23:41
Opa! Olha o dinheiro esperto entrando em MYPK3! Que beleza!

Comunicado ao Mercado

"A Iochpe-Maxion S.A. informa que recebeu comunicado do Credit Suisse Hedging-Griffo Corretora de Valores S.A (""CSHG""), notificando que:"

"(i) Fundos de investimentos, clubes de investimentos e investidores não residentes administrados ou representados legalmente pelo CSGH, atingiram em 04/03/09 a participação relevante de 5,35% do capital social da Iochpe-Maxion S.A;"

"(ii) Os investidores não residentes, fundos de investimento e clubes que, embora representados ou administrados pela CSHG, sua política de investimentos e de exercício de votos em Assembléias Gerais, nos termos dos respectivos estatutos/regulamentos, não é exercida ou não estão sob a responsabilidade da CSHG em caráter discricionário, detém 0,05% das ações emitidas pela Iochpe Maxion S.A;"

"(iii) Demais investidores não residentes, fundos e clube de investimento cuja política de investimentos e de exercício de votos em Assembléias Gerais , nos termos dos respectivos estatutos/regulamentos, é exercida em caráter discricionário por empresas pertencentes ao grupo da CSHG, detém 5,3% das ações emitidas pela Iochpe Maxion S.A."


2131 - nisc - 05/Mar/2009 22:50
"paga dividendos, cai 1,67 do valor da açao e depois provavelmente vai despencar porque o 4 trimestre foi fraco."
"Se ainda não precificou o 4T fraco, pq a ação caiu de R$45 para R$10?"

"Sei não, se a análise que você está fazendo já não foi feita há 6 meses, o mercado esperava algo muito melhor do 2T/3T de 2008."

2126 - nisc - 05/Mar/2009 22:12
"MYPK3 vai pagar 1,67 por ação esse mês. As pagadoras de dividendos são das poucas ações que estão se segurando ou oferecendo algum retorno ao comprados. Vide bancos pequenos que pagaram bons dividendos no 1° tri."


1934 - small caps - 27/Fev/2009 00:11
Atualidades dos balanços:
"MYPK3 veio um lucro ínfimo, mas poderia ter sido ainda pior em razão da questão cambial. Achei interessante."


1760 - paulorizzi - 18/Fev/2009 23:41
Mais uma vítima da desvalorização do real!
"A redução de atividades da Iochpe-Maxion (MYPK3) no 4T08, em relação ao 3T08, medida em termos das Receitas Bruta e Líquida foi modesta. Apenas 11%. O efeito do resultado financeiro, entretanto, foi devastador. A redução no lucro operacional foi de 87% e no lucro líquido, de 96%. Por pouco, um lucro líquido de R$ 131 milhões do 3T08 não vira prejuizo no 4T08."
"Os novos múltiplos, para a ação cotada a R$ 10,35, são:"
"P/L 2,29"
"P/VPA 1,11"
"PSR 0,27"
"DY 16,14%"
"EV/EBTIDA 2,75"
"MARGEM BRUTA 19,5%"
"MARGEM OPERACIONAL 11,2%"
"MARGEM LÍQUIDA 11,7%"
"LUCRO POR AÇÃO R$ 4,514"
"MARGEM EBITDA 14,9%"
"DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 78,0%"
"ROE 48,34%"
"LIQUIDEZ CORRENTE 1,26"
"P/(CAP GIRO/AÇÃO) 3,83"
"GIRO ATIVOS 1,61"
"P/(ATIVO/AÇÃO) 0,43"


833 - small caps - 08/Jan/2009 21:48
"MYPK3 esta num preço interessante que já embute o grande decréscimo de vendas que terá na unidade de venda de vagões. Ela tem parte da dívida atrelada à variação da moeda americana e isto deve trazer prejuizos financeiros mais fortes no quarto trimestre. Parte do lucro do terceiro trimestre é não operacional. De qualquer sorte, como negocia com múltiplos bem descontados, pode ser válido o início de compra de suas ações, calmamente, pois não há fatores de curto prazo que melhorarão os resultados."

713 - texmor - 24/Dez/2008 10:09
"A MYPK3 tá na promoção... òtimo fundamentos , P/L baixo abaixo de 2 , ROE 40% ,P/VP 0.81 , a dívida é um ano de lucro..."
Dá uma olhadinha...

681 - small caps - 18/Dez/2008 23:47
"(657) rfalvares, MYPK3 esta num preço interessante que já embute o grande decréscimo de vendas que terá na unidade de venda de vagões. Ela tem parte da dívida atrelada à variação da moeda americana e isto deve trazer um prejuizo financeiro mais forte no quarto trimestre. Parte do lucro do terceiro trimestre é não operacional. De qualquer sorte, como negocia com múltiplos bem descontados, pode ser válido o início de compra de suas ações, calmamente, pois não há fatores de curto prazo que melhorarão os resultados."

418 - small caps - 22/Nov/2008 10:45
"405 - clayton lacerda, obrigado. MYPK3 é uma opção bastante interessante, com múltiplos muito atrativos. Esta na minha fila de compras. O grande problema para ela é que é muito focada em segmentos que estão desacelerando forte. Certamente a venda de trens no próximo ano será muito inferior ao atual, com a diminuição da necessidade de transporte de commodities. Não obstante, o mercado já tem exagerado em precificar negativamente este cenário."

Nenhum comentário: