Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

quarta-feira, 25 de março de 2020

Tim Part (TIMP)

Subsetor
Segmento

Recomendações
 

Carteiras
alisonvm (nov/12dez/12 e jan/13) - charles43 (fev/13) - pampneto (nov/12) - polycrav (out/12) - small caps (fev/13)

Códigos de Negociação
Tipo
TIMP3
  Novo Mercado

Balanços

2T2019 -

1T2019 -

A2018/4T2018 -

3T2018 -

PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO = Resultado Financeiro Líquido do 3T18 foi negativo em R$ 128 milhões, apresentando melhora de R$ 20 milhões em relação ao 3T17. O resultado foi impactado por um melhor resultado financeiro de tesouraria devido ao menor volume e custo nominal da dívida e por resultado positivo de derivativos adquiridos para proteção cambial de contratos comerciais. Esses efeitos foram parcialmente compensados por impactos gerados a partir da liberação do uso da licença 700MHz em mais cidades, e pelo incremento de PIS/COFINS relacionado a distribuição de juros sobre capital próprio. No acumulado do ano, o resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 479 milhões, R$101 milhões mais negativo quando comparado ao 9M17.; LUCRO LÍQUIDO = O Lucro Líquido excluindo o efeito da incorporação foi de R$ 388 milhões, 38,9% maior que no 3T17, com LPA de R$0,16.O Lucro reportado totalizou R$ 1,3 bilhão, 379,3% acima dos R$279 milhões apresentados no 3T17, Lucro por Ação (LPA) de R$ 0,55 ante os R$ 0,12 no 3T17. Nos 9M18, o Lucro reportado foi de R$ 1,9 bilhão, crescimento de 205,1% A/A, com um LPA de R$ 0,80 versus R$ 0,26.; A relação Dívida Líquida/EBITDA foi de 0,43x no trimestre, uma redução comparada aos 0,67x do 3T17. No 3T18, a Dívida Líquida totalizou R$ 2.776 milhões,queda de R$ 1.057 milhões comparada ao mesmo período do ano, quando a dívida líquida foi de R$ 3.832 milhões.

2T2018 -

1T2018 -

A2017/4T2017 -

PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). EBITDA = O EBITDA Normalizado totalizou R$ 5,9bilhões em 2017, alta de 13,7% A/A. A performance é devido a: (i) aumento da Receita de Serviço Móvel com uma margem de contribuição mais elevada, (ii) aumento da receita com serviço fixo, e (iii)controle de custos. A Margem EBITDA Normalizada encerrou 2017 em 36,6%, 3,2 p.p. acima do registrado em 2016. Essa performance é influenciada pela mudança no mix das receitas.; RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO =Em 2017, o Resultado Financeiro Líquido foi negativo em R$ 498 milhões, 21,2%mais negativo do que em 2016,explicado por um efeito positivo não recorrente da marcação a mercado dos derivativos(“MTM”) ocorrido em 2016.; LUCRO LÍQUIDO = O Lucro Líquido Reportado em 2017 totalizou R$ 1.235 milhões, avanço de 64,5% A/A. O Lucro por Ação (LPA) foi de R$ 0,51 comparado com R$ 0,31 no ano anterior.

3T2017 -

1T2017 -

2T2016 -

3T2015 -
Não fosse a possibilidade do acionista da Tim ganhar com as sinergias que seriam propiciadas por uma fusão com a Oi, a TIMP3 estaria cara prá caramba!!!!

2T2015 -
paulo_prof  -
Excluindo a participação não recorrente resultante da venda das torres, o resultado teria sido bem fraquinho ... No que segue, o impacto da venda das torres foi excluído ...
O preço só se justifica mesmo para aqueles que acreditam que a empresa acabará sendo vendida ou incorporada!

1T2015 -
paulo_prof  -
Empresa nitidamente andando para trás ... embora o preço tenha caído bem, ainda está cara prá caramba!

A2014/4T2014 -
paulo_prof  -
Ativo caríssimo ... o preço se justifica somente se a empresa for vendida!

3T2014 -
paulo_prof  -
A empresa é um relógio ... caro prá caramba !!! Se a oferta de compra por parte da Vivo/Claro/Oi não for aceita ... vai sair pena prá tudo o que é lado!

3T2013 -
paulo_prof  -
As margens operacional e líquida foram nitidamente pressionadas pelo resultado financeiro negativo no trimestre, 236% maior do que há um ano. Como a dívida líquida no 3T13 é menor do que aquela vigente no 3T12, a explicação só pode estar na variação cambial ...
De qualquer forma, mesmo que o resultado financeiro fosse aprox. aquele do 2T13, o ativo parece caro, pois não vejo como o lucro da empresa evoluir numa taxa real de 7-8% a.a. O preço atual somente pode ser justificado pela expectativa de eventual venda do controle e tag along.

3T2012 -



Apresentações
12/02/2020 - Dados Financeiros - Press-release 

Empréstimos
25/03/2020 - Aprovaram a contratação de empréstimo em moeda estrangeira no montante em moeda nacional equivalente a até R$1.000.000.000,00, a ser celebrado pela Companhia, pelo prazo de até um ano e meio e com custo final menor ou igual a 160% CDI.

Balanços (Calendário)
11/02/2020
 DFP 2019

 ITR 1T 2020

 ITR 2T 2020

 ITR 3T 2020

Proventos (Calendário)
Data PG
Descrição
Valor
Data Ex
24/01/20
JCP
07/10/2019
 29/01/20
 JCP
17/01/2020 




367108  - paulo_prof  -  12 Fev 2020, 17:05
Quando comparado com o 4T18, os resultados do 4T19 devem ser considerados muito bons, apesar do expressivo aumento no Resultado Financeiro negativo.

Por outro lado, entretanto, os Resultados do Exercicio expurgados dos efeitos não recorrentes ocorridos no 2T19 como informado abaixo, deixam a desejar, sendo incompatíveis com o preço atual embora, como explicado abaixo, no que concerne o lucro líquido, o expurgo pode ter sido efetuado de forma equivocada.

Para todos os efeitos, acho que o ativo está caro.

11z4eIiwA9hSuay7p1EKtdQO1FxBRA=
No que segue, foi expurgado R$ 1.155.793 milhões dos Resultados Fianceiro e Operacional e o seu impacto sobre o lucro líquido, supondo alíquota de 34% de IR/CS. Esta receita financeira não recorrente è devida à atualização de créditos oriundos de processo judicial sobre a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS

Foi também expurgada a Receita não recorrente de R$ 1.720 milhões referente à atualização dos créditos oriundos de processo judicial referente à exclusão do ICMS da base de cálculo das contribuições do PIS e COFINS e o seu efeito no lucro líquido, supondo alíquota padrão de 34% de IR/CS.

Nota, ao supor a aliquota padrão nos expurgos referidos acima, pode estar-se cometendo equívocos consideráveis. Para referência, informo que a alíquota efetiva de IR/CS praticada no 2T19 foi de 31,3%.



TIMP3

PREÇO: R$ 17,48

PAYOUT (2019): 27,0%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 24.54

P/VPA 1.89

PSR 2.43

DY 1.10%

EV/EBITDA 7.26

MARGEM BRUTA 57.2%

MARGEM OPERACIONAL 9.6%

MARGEM LÍQUIDA 9.9%

LUCRO POR AÇÃO $ 0.712

MARGEM EBITDA 39.1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 44.7%

ROE 7.69%

LIQUIDEZ CORRENTE 1.04



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,33%

RESULTADO BRUTO +7,15%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +111,15%

RESULTADO OPERACIONAL -11,70%

RESULTADO LÍQUIDO -32,26%

EBITDA +6,70%



b) 4T19 vs 4T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,90%

RESULTADO BRUTO +17,29%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +306,83%

RESULTADO OPERACIONAL +35,97%

RESULTADO LÍQUIDO +45,26%

EBITDA +8,08%



c) lucro (taxa média anual)

UA -32,26%

U2A 18,18%

U3A 31,95%



d) patrimônio líquido médio

UA 13,04%

U2A 10,21%

U3A 8,37%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 6,70%

U2A 6,90%

U3A 9,13%

U4A 5,95%

U5A 4,18%

U6A 4,54%

U7A 4,45%

U8A 4,84%

U9A 5,46%

U10A 7,20%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 8,90

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +16,5%

12/02/2020 - Demonstracoes Financeiras - DFP de 31/12/19

12/02/2020 - Dados Financeiros - Press-release 


365311 - paulo_prof  -  15 Nov 2019, 17:16
O Resultado, no que se refere a última linha, apesar de substancialmente menor do que aquele do 3T18, foi excelente. Pena que não é sustentável! Assim como fora aquele do 3T18, o Resultado Líquido do 3T19 foi obtido por via de uma generosa receita de IR/CS que não é recorrente.

Mesmo se o lucro dos últimos 12 meses for considerado sem não-recorrentes, não acredito que este lucro possa crescer às taxas necessárias para justificar o preço atual.
6fNFtCWeHvqCoA=


No que segue, foi expurgado R$ 1.155.793 milhões dos Resultados Fianceiro e Operacional e o seu impacto sobre o lucro líquido, supondo alíquota de 34% de IR/CS. Esta receita financeira não recorrente è devida à atualização de créditos oriundos de processo judicial sobre a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS

Foi também expurgada a Receita não recorrente de R$ 1.720 milhões referente à atualização dos créditos oriundos de processo judicial referente à exclusão do ICMS da base de cálculo das contribuições do PIS e COFINS e o seu efeito no lucro líquido, supondo alíquota padrão de 34% de IR/CS.

Nota, ao supor a aliquota padrão nos expurgos referidos acima, pode estar-se cometendo equívocos consideráveis. Para referência, informo que a alíquota efetiva de IR/CS praticada no 2T19 foi de 31,3%.



TIMP3

PREÇO: R$ 13,00

PAYOUT (2018): 33,4%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 21,88

P/VPA 1,45

PSR 1,82

DY 1,53%

EV/EBITDA 5,89

MARGEM BRUTA 55,2%

MARGEM OPERACIONAL 8,1%

MARGEM LÍQUIDA 8,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,594

MARGEM EBITDA 39,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,7%

ROE 6,61%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,92



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,78%

RESULTADO BRUTO +4,29%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +59,83%

RESULTADO OPERACIONAL -20,18%

RESULTADO LÍQUIDO -42,88%

EBITDA +48,32%



b) 3T19 vs 3T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,25%

RESULTADO BRUTO +2,12%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +109,16%

RESULTADO OPERACIONAL -12,95%

RESULTADO LÍQUIDO -57,87%

EBITDA +6,84%



c) lucro (taxa média anual)

UA -42,88%

U2A 20,27%

U3A 19,73%



d) patrimônio líquido médio

UA 12,00%

U2A 9,26%

U3A 7,57%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 6,82%

U2A 8,43%

U3A 9,53%

U4A 5,32%

U5A 4,26%

U6A 4,67%

U7A 4,67%

U8A 4,95%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,42

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +14,0%

364999  - keep_calm  -  06 Nov 2019, 17:22
Tim (TIMP3): O lucro líquido da Tim (TIMP3) foi de R$ 687 milhões no 3T19. Esse valor corresponde à queda de 48,5% em relação ao 3T18, consequência do efeito não recorrente da incorporação da TIM Celular.Já o lucro líquido normalizado ficou em R$ 619 milhões no 3T19, crescimento de 61,4% em relação ao 3T18. O Ebitda normalizado foi de R$ 1,72 bilhão no 3T19. Esse valor é 6,8% maior que o do 3T18. A margem Ebitda subiu 1,7 ponto percentual, a 39,6%.

363094 - paulo_prof   -  01 Ago 2019, 19:14
Em relação ao 2T18, a Receita Líquida involuiu marginalmente, em termos reais. Também em termos reais, o Resultado Bruto evoluiu marginalmente. Um resultado financeiro "recorrente" sensivelmente pior, e o expurgo de receita recorrente importante, impactaram encivelmente o resultado antes dos impostos e resultado líquido. Deve-se observar que no trimestre, a empresa provisionou R$ 316 milhões para processos judiciais e administrativos. Eu não ficaria surpreso se houver uma enorme "gordura" aí, pois é praxe as empresas usarem grandes receitas não recorrentes para fazer provisões que futuramente podem ser baixadas. É uma forma de reduzir o IR/CS. Este R$ 316 milhão não foram expurgados dos resultados para fins de cálculo dos indicadores como mostrados abaixo.

Finalmente, deve ser notado que o expurgo que realizei no lucro é imperfeito. Usei a alíquota padrão, que não necessariamente se aplica para o caso em questão.

O EV/EBITDA parece indicar que o ativo não está caro. Ao que tudo indica, como no 3T18 houve uma enrome receita de IR/CS diferido, o lucro liquido virá substancialmente menor do que no 3T18.
p.php?pid=chartscreenshot&u=mrkljz5gfqXz



No que segue, foi expurgado R$ 1.155.793 milhões dos Resultados Fianceiro e Operacional e o seu impacto sobre o lucro líquido, supondo alíquota de 34% de IR/CS. Esta receita financeira não recorrente è devida à atualização de créditos oriundos de processo judicial sobre a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS

Foi também expurgada a Receita não recorrente de R$ 1.720 milhões referente à atualização dos créditos oriundos de processo judicial referente à exclusão do ICMS da base de cálculo das contribuições do PIS e COFINS e o seu efeito no lucro líquido, supondo alíquota padrão de 34% de IR/CS.

Nota, ao supor a aliquota padrão nos exúrgos referidos acima, pode estar-se cometendo equívocos consideráveis. Para referência, informo que a alíquota efetiva de IR/CS praticada no 2T19 foi de 31,3%.



TIMP3

PREÇO: R$ 12,50

PAYOUT (2018): 33,4%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 13,69

P/VPA 1,38

PSR 1,76

DY 2,44%

EV/EBITDA 5,85

MARGEM BRUTA 55,2%

MARGEM OPERACIONAL 8,5%

MARGEM LÍQUIDA 12,9%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,913

MARGEM EBITDA 38,7%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 44,6%

ROE 10,07%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,06



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,19%

RESULTADO BRUTO +5,40%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +32,04%

RESULTADO OPERACIONAL -13,68%

RESULTADO LÍQUIDO +51,01%

EBITDA +6,44%



b) 2T19 vs 2T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,41%

RESULTADO BRUTO +7,71%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +103,50%

RESULTADO OPERACIONAL -79,57%

RESULTADO LÍQUIDO -69,21%

EBITDA +6,18%



c) lucro (taxa média anual)

UA 51,01%

U2A 56,77%

U3A 29,71%



d) patrimônio líquido médio

UA 11,60%

U2A 8,46%

U3A 6,63%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 6,44%

U2A 9,70%

U3A 8,98%

U4A 4,72%

U5A 4,22%

U6A 4,55%

U7A 4,56%

U8A 5,09%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 11,41

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +2,5%

361047  - paulo_prof  -  08 Mai 2019, 17:14
Os resultados foram ruins. Há que se ler o relatório para entender exatamente o que houve.

A menos que esteja enganado, a TIM também é uma empresa que aluga muitos imóveis. De acordo com a nova regra contábil, o seu endividamento líquido cresceu muito devido ao leasing financeiro, assim como as suas despesas financeiras. Em contrapartida, as despesas operacionais deveriam ter diminuído, mas não foi o que ocorreu. As despesas operacionais no 1T19 ficaram em linha com aquelas do 1T18. Como consequência de um resultado financeiro muito pior, ocorreu uma grande redução do Resultado Antes dos Impostos. Uma despesa algo maior de IR/CS completou o serviço: queda de 51% no lucro.

Na comparação anual, o quadro ainda se mostra positivo, especialmente no que se refere a última linha, devido ao diferimento de impostos ocorrido principalmente no 3T18.

Na minha opinião, o sinal de alerta deve ser acionado ... se, de um lado, o múltiplo EV/EBIDTA tende a mostrar que o ativo possa estar barato, a queda verificada no lucro líquido é uma indicação contrária.

TIMP3

PREÇO: R$ 11,19

PAYOUT (2018): 33,4%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,19
P/VPA 1,36
PSR 1,59
DY 2,98%
EV/EBITDA 5,27
MARGEM BRUTA 54,0%
MARGEM OPERACIONAL 10,1%
MARGEM LÍQUIDA 14,2%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,000
MARGEM EBITDA 38,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 48,2%
ROE 12,15%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,01


Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,96%

RESULTADO BRUTO +3,97%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +11,46%

RESULTADO OPERACIONAL +6,34%

RESULTADO LÍQUIDO +79,59%

EBITDA +7,68%



b) 1T19 vs 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,72%

RESULTADO BRUTO -3,06%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +54,20%

RESULTADO OPERACIONAL -46,75%

RESULTADO LÍQUIDO -51,03%

EBITDA +4,49%



c) lucro (taxa média anual)

UA 79,59%
U2A 79,08%
U3A 8,75%


d) patrimônio líquido médio

UA 8,13%

U2A 6,70%

U3A 5,19%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 7,68%
U2A 11,51%
U3A 8,34%
U4A 4,47%
U5A 4,58%
U6A 4,60%
U7A 4,72%
U8A 5,56%


Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 12,50

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -2,5%

358606  - paulo_prof  -  20 Fev 2019, 02:06
Na comparação anual, os resultados foram excelentes, especialmente a última linha, fortemente impactada pelo deferimento de impostos. Se a alíquota de IR/CS fosse a média das alíquiotas que vigoraram nos 5 exercícios anteriores, o lucro líquido teria crescido 12,9% nominais. Muito menos que a taxa observada mas, ainda assim, expressiva.

Na comparação trimestral, o Resultado Antes dos Impostos mostrou forte crescimento em relação a todos os trimestres anteriiores.

Mais uma vez, a taxa de crescimento do lucro líquido "ajustado" e o baixo EV/EBITDA indicam que o ativo está relativamemte barato.


TIMP3

PREÇO: R$ 11,95

PAYOUT (2018): 33,4%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,36

P/VPA 1,46

PSR 1,70

DY 2,94%

EV/EBITDA 4,69

MARGEM BRUTA 54,6%

MARGEM OPERACIONAL 11,1%

MARGEM LÍQUIDA 15,0%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,052

MARGEM EBITDA 38,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 19,3%

ROE 12,86%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,85



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,60%

RESULTADO BRUTO +9,25%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +30,98%

RESULTADO OPERACIONAL +30,98%

RESULTADO LÍQUIDO +106,16%

EBITDA +10,32%



b) 4T18 vs 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,71%

RESULTADO BRUTO +0,08%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -51,40%

RESULTADO OPERACIONAL +22,39%

RESULTADO LÍQUIDO +4,60%

EBITDA +5,77%



c) lucro (taxa média anual)

UA 106,16%

U2A 84,16%

U3A 7,11%



d) patrimônio líquido médio

UA 7,45%

U2A 6,10%

U3A 5,03%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 10,32%

U2A 12,02%

U3A 6,75%

U4A 4,34%

U5A 4,74%

U6A 4,60%

U7A 5,02%

U8A 5,70%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 13,15

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -2,0%

356957 - marcosvinicius2 -  18 Dez 2018, 22:16
COMENTÁRIO: PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO = Resultado Financeiro Líquido do 3T18 foi negativo em R$ 128 milhões, apresentando melhora de R$ 20 milhões em relação ao 3T17. O resultado foi impactado por um melhor resultado financeiro de tesouraria devido ao menor volume e custo nominal da dívida e por resultado positivo de derivativos adquiridos para proteção cambial de contratos comerciais. Esses efeitos foram parcialmente compensados por impactos gerados a partir da liberação do uso da licença 700MHz em mais cidades, e pelo incremento de PIS/COFINS relacionado a distribuição de juros sobre capital próprio. No acumulado do ano, o resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 479 milhões, R$101 milhões mais negativo quando comparado ao 9M17.; LUCRO LÍQUIDO = O Lucro Líquido excluindo o efeito da incorporação foi de R$ 388 milhões, 38,9% maior que no 3T17, com LPA de R$0,16.O Lucro reportado totalizou R$ 1,3 bilhão, 379,3% acima dos R$279 milhões apresentados no 3T17, Lucro por Ação (LPA) de R$ 0,55 ante os R$ 0,12 no 3T17. Nos 9M18, o Lucro reportado foi de R$ 1,9 bilhão, crescimento de 205,1% A/A, com um LPA de R$ 0,80 versus R$ 0,26.; A relação Dívida Líquida/EBITDA foi de 0,43x no trimestre, uma redução comparada aos 0,67x do 3T17. No 3T18, a Dívida Líquida totalizou R$ 2.776 milhões,queda de R$ 1.057 milhões comparada ao mesmo período do ano, quando a dívida líquida foi de R$ 3.832 milhões.

TIMP3
PREÇO: R$ 11,86
PAYOUT (2017): 27,45%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,41
P/VPA 1,47
PSR 1,71
DY 2,41%
EV/EBITDA 5,34
MARGEM BRUTA 55,29%
MARGEM OPERACIONAL 10,39%
MARGEM LÍQUIDA 15,00%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,040
MARGEM EBITDA 37,65%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,02%
ROE 12,88%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,93

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,74%
RESULTADO BRUTO 10,56%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 24,73%
RESULTADO OPERACIONAL 32,87%
RESULTADO LÍQUIDO 153,23%
EBITDA 9,96%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,87%
RESULTADO BRUTO 6,53%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -13,81%
RESULTADO OPERACIONAL 16,58%
RESULTADO LÍQUIDO 377,71%
EBITDA 5,29%

c) lucro (taxa média anual)
UA 153,23%
U2A 70,89%
U3A 6,98%

d) patrimônio líquido médio
UA 6,58%
U2A 5,15%
U3A 4,94%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 13,00
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -2,1% !!!!

roe_tri_bar.png

De acordo com o BALANÇO do 3T18 houve um RESULTADO NÃO RECORRENTE desta forma utilizaremos o resultado dos U9M – 3T18 ANUALIZADO (indicado abaixo) para retratar melhor a condição da empresa:

TIMP3
PREÇO: R$ 11,86
PAYOUT (2017): 27,45%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 18,19
P/VPA 1,47
PSR 1,72
DY 1,51%
EV/EBITDA 5,33
MARGEM BRUTA 55,37%
MARGEM OPERACIONAL 10,33%
MARGEM LÍQUIDA 9,44%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,652
MARGEM EBITDA 37,86%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,02%
ROE 8,08%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,93

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,36%
RESULTADO BRUTO 10,32%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 30,84%
RESULTADO OPERACIONAL 31,55%
RESULTADO LÍQUIDO 58,81%
EBITDA 10,17%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 2,36%
RESULTADO BRUTO 5,62%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 5,98%
RESULTADO OPERACIONAL 12,10%
RESULTADO LÍQUIDO 41,42%
EBITDA 6,08%

c) lucro (taxa média anual)
UA 58,81%
U2A 35,33%
U3A -8,43%

d) patrimônio líquido médio
UA 6,58%
U2A 5,15%
U3A 4,94%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 8,15
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +9,0% !!!!
[...]

355622 - paulo_prof  -  07 Nov 2018, 16:46
Em consequência, e também pelo que tende a mostrar o indicador EV/EBITDA, o ativo não parece estar caro!

TIMP3

PREÇO: R$ 12,39

PAYOUT (2017): 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,91

P/VPA 1,53

PSR 1,79

DY 1,99%

EV/EBITDA 5,12

MARGEM BRUTA 55,3%

MARGEM OPERACIONAL 10,4%

MARGEM LÍQUIDA 15,0%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,040

MARGEM EBITDA 38,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 22,9%

ROE 12,88%

LIQUIDEZ CORRENTE 0,93



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,74%

RESULTADO BRUTO +10,56%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +24,73%

RESULTADO OPERACIONAL +32,87%

RESULTADO LÍQUIDO +153,23%

EBITDA +12,53%



b) 3T18 vs 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,87%

RESULTADO BRUTO +6,53%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -13,81%

RESULTADO OPERACIONAL +16,58%

RESULTADO LÍQUIDO +377,71%

EBITDA +8,51%



c) lucro (taxa média anual)

UA 153,23%

U2A 73,34%

U3A 6,57%



d) patrimônio líquido médio

UA 6,58%

U2A 5,43%

U3A 4,94%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 12,53%

U2A 12,15%

U3A 5,61%

U4A 4,21%

U5A 4,70%

U6A 4,71%

U7A 5,02%

U8A 6,18%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 13,00

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -1,0%

352266 - TraderCenter -  27 Jul 2018, 18:30
TraderCenter
 1576
 27/04/2011
Salve Galera ADVFN.. Segue um resumo dos primeiros resultados referentes ao 2ºTri2018 que já foram divulgados.

https://lupamercantil.blogspot.com/

[...]
A TIM Brasil (TIMP3) divulgou na noite desta quinta-feira, 19, os resultados do segundo trimestre do ano.

17095008832073-t1200x480.jpg

A empresa registrou aumento de 53,2% no lucro líquido, que alcançou os R$ 335 milhões. A empresa colheu resultados da expansão no pós-pago e do serviços de ultra banda larga. Também colhe resultado da redução do custo das taxas de interconexão (VU-M).

O lucro por ação foi de R$ 0,14 ante os R$ 0,09 no mesmo período do ano anterior. A estimativa da média do mercado era de R$ 0,15.
[...]

352096 - Rocha Preta inc  -  20 Jul 2018, 11:47
Tim: Lucro líquido cresce 53,2% e chega a R$ 335 milhões
Gustavo Kahil - 19/07/2018 - 22:49

A Tim (TIMP3) atingiu um lucro líquido de R$ 335 milhões no segundo trimestre, um crescimento de 53,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O resultado da tele ficou um pouco abaixo do esperado pelo Credit Suisse, que era um lucro de R$ 345 milhões.

O lucro por ação foi de R$ 0,14 ante os R$ 0,09 no mesmo período do ano anterior. A estimativa da média do mercado era de R$ 0,15.

A receita líquida totalizou R$ 4,171 bilhões no período, crescimento de 5,8% comparado o segundo trimestre de 2017. Neste trimestre, explica a empresa, houve contribuição positiva de todas fontes de receita: Serviço Móvel, Serviço Fixo e Produtos. Os números ficaram levemente acima do esperado pelo CS, de R$ 4,140 bilhões.

No segundo trimestre, o Ebitda totalizou R$ 1,567 bilhão, +12,7% na passagem anual. De acordo com o balanço, os motores para o crescimento vieram dos serviços móvel e fixo (+R$ 214 milhões) e o segmento de aparelhos (+R$ 14 milhões). O CS estimava o valor de R$ 1,540 bilhão.


A margem Ebitda trimestral foi de 37,6%, aumento de 2,3 pontos percentuais na comparação com o ano anterior influenciado pela mudança no mix das receitas.

352116 - paulo_prof  -  20 Jul 2018, 17:38
Valem as mesmas observações postadas no trimestre passado ... ipsis literis

Vai saber o que o mercado espera desta empresa ... no passado, a aposta era que a empresa acabaria sendo vendida ... eu pensei que uma venda, hoje, está praticamente fora de questão! Embora a empresa venha apresentando resultados excepcionais, as bases de comparação são fracas. Ou seja, a taxa de crescimento do lucro líquido não é sustentável e a taxa de crescimento do ebitda não justifica o preço corrente.

De qualquer forma, o ativo está menos "caro" do que no trimestre passado.


TIMP3

PREÇO: R$ 13,00

PAYOUT (2017): 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 21,50

P/VPA 1,71

PSR 1,89

DY 1,10%

EV/EBITDA 5,53

MARGEM BRUTA 55,0%

MARGEM OPERACIONAL 10,1%

MARGEM LÍQUIDA 8,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,605

MARGEM EBITDA 38,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 31,5%

ROE 7,93%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,05



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,96%

RESULTADO BRUTO +11,78%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +51,84%

RESULTADO OPERACIONAL +41,60%

RESULTADO LÍQUIDO +62,74%

EBITDA +14,74%



b) 2T18 vs 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,58%

RESULTADO BRUTO +13,65%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +42,60%

RESULTADO OPERACIONAL +24,20%

RESULTADO LÍQUIDO +52,81%

EBITDA +12,58%



c) lucro (taxa média anual)

UA 62,74%

U2A 20,21%

U3A -10,92%



d) patrimônio líquido médio

UA 5,41%

U2A 4,23%

U3A 5,06%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 14,74%

U2A 11,09%

U3A 4,67%

U4A 4,06%

U5A 4,49%

U6A 4,51%

U7A 5,12%

U8A 6,56%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,56

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +13,5%

349833  - paulo_prof  -  10 Mai 2018, 19:37
Vai saber o que o mercado espera desta empresa ... no passado, a aposta era que a empresa acabaria sendo vendida ... eu pensei que uma venda, hoje, está praticamente fora de questão! Embora a empresa venha apresentando resultados excepcionais, as bases de comparação são fracas. Ou seja, a taxa de crescimento do lucro líquido não é sustentável e a taxa de crescimento do ebitda não justifica o preço corrente.

TIMP3

PREÇO: R$ 14,66

PAYOUT (2017): 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 26,32

P/VPA 1,93

PSR 2,16

DY 0,90%

EV/EBITDA 6,27

MARGEM BRUTA 54,0%

MARGEM OPERACIONAL 9,8%

MARGEM LÍQUIDA 8,2%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,557

MARGEM EBITDA 37,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 33,0%

ROE 7,35%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,06



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,38%

RESULTADO BRUTO +11,30%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +26,86%

RESULTADO OPERACIONAL +55,03%

RESULTADO LÍQUIDO +78,58%

EBITDA +15,48%



b) 1T18 vs 1T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,26%

RESULTADO BRUTO +18,77%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +64,94%

RESULTADO OPERACIONAL +104,85%

RESULTADO LÍQUIDO +85,58%

EBITDA +16,39%



c) lucro (taxa média anual)

UA 78,58%

U2A -15,37%

U3A -3,33%



d) patrimônio líquido médio

UA 5,28%

U2A 3,75%

U3A 5,60%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 15,48%

U2A 8,66%

U3A 3,42%

U4A 3,81%

U5A 3,99%

U6A 4,23%

U7A 5,26%

U8A 6,79%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,96

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +18,5%

349103  - marcosvinicius2 -  19 Abr 2018, 22:48
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). EBITDA = O EBITDA Normalizado totalizou R$ 5,9bilhões em 2017, alta de 13,7% A/A. A performance é devido a: (i) aumento da Receita de Serviço Móvel com uma margem de contribuição mais elevada, (ii) aumento da receita com serviço fixo, e (iii)controle de custos. A Margem EBITDA Normalizada encerrou 2017 em 36,6%, 3,2 p.p. acima do registrado em 2016. Essa performance é influenciada pela mudança no mix das receitas.; RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO =Em 2017, o Resultado Financeiro Líquido foi negativo em R$ 498 milhões, 21,2%mais negativo do que em 2016,explicado por um efeito positivo não recorrente da marcação a mercado dos derivativos(“MTM”) ocorrido em 2016.; LUCRO LÍQUIDO = O Lucro Líquido Reportado em 2017 totalizou R$ 1.235 milhões, avanço de 64,5% A/A. O Lucro por Ação (LPA) foi de R$ 0,51 comparado com R$ 0,31 no ano anterior.:

TIMP3
PREÇO: 14,76
PAYOUT (2017): 27,45%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 28,95
P/VPA 1,97
PSR 2,20
DY 0,95%
EV/EBITDA 6,87
MARGEM BRUTA 52,32%
MARGEM OPERACIONAL 8,84%
MARGEM LÍQUIDA 7,60%
LUCRO POR AÇÃO 0,510
MARGEM EBITDA 36,63%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 48,69%
ROE 6,80%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,05

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,95%
RESULTADO BRUTO 7,19%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 21,16%
RESULTADO OPERACIONAL 41,67%
RESULTADO LÍQUIDO 64,51%
EBITDA 14,16%

b) 4T17 sobre 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,95%
RESULTADO BRUTO 7,19%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 21,16%
RESULTADO OPERACIONAL 41,67%
RESULTADO LÍQUIDO 64,51%
EBITDA 14,16%

c) lucro (taxa média anual)
UA 64,51%
U2A -22,80%
U3A -7,23%

d) patrimônio líquido médio
UA 4,77%
U2A 3,56%
U3A 5,48%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,38
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +20,7% !!!!
[...]

346855 - paulo_prof -  06 Fev 2018, 01:02
Se não houve evento não recorrente, o resultado líquido do 4T17 é excepcional. Mas o Resultado Antes dos Impostos é praticamente igual ao lucro líquido. Deduz-se, portanto, que por algum motivo a empresa conseguiu diferir todo o IR/CS devido no trimestre.

A taxa média do crescimento anual nominal do Ebitda, entretanto, é muito menor do que aquela necessária para justificar o prçeo atual. Para o meu paladar, o ativo está caro!

TIMP3

PREÇO: R$ 13,03

PAYOUT (2017): 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 25,54

P/VPA 1,74

PSR 1,94

DY 0,93%

EV/EBITDA 5,81

MARGEM BRUTA 52,3%

MARGEM OPERACIONAL 8,8%

MARGEM LÍQUIDA 7,6%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,510

MARGEM EBITDA 36,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 37,6%

ROE 6,80%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,06



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,95%

RESULTADO BRUTO +7,19%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +21,16%

RESULTADO OPERACIONAL +41,67%

RESULTADO LÍQUIDO +64,51%

EBITDA +13,75%



b) 4T17 vs 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,27%

RESULTADO BRUTO +4,57%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +17,65%

RESULTADO OPERACIONAL +25,33%

RESULTADO LÍQUIDO +66,05%

EBITDA +13,29%



c) lucro (taxa média anual)

UA 64,51%

U2A -22,80%

U3A -7,23%



d) patrimônio líquido médio

UA 4,77%

U2A 3,84%

U3A 5,48%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 13,75%

U2A 5,01%

U3A 2,41%

U4A 3,39%

U5A 3,49%

U6A 4,16%

U7A 5,05%

U8A 7,28%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,37

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +18,0%

343672  - paulo_prof -  08 Nov 2017, 18:18
Muito bom o resultado da Tim ... mas continuo não entendendo o preço (embora o EV/EBITDA seja coerente)!

TIMP3

PREÇO: R$ 11,91

PAYOUT (2016): 19,8%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 29,00

P/VPA 1,62

PSR 1,80

DY 0,68%

EV/EBITDA 5,75

MARGEM BRUTA 52,4%

MARGEM OPERACIONAL 8,2%

MARGEM LÍQUIDA 6,2%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,411

MARGEM EBITDA 35,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 44,9%

ROE 5,58%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,31



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,14%

RESULTADO BRUTO +4,06%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +59,45%

RESULTADO OPERACIONAL +13,01%

RESULTADO LÍQUIDO +18,65%

EBITDA +11,76%



b) 3T17 vs 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,72%

RESULTADO BRUTO +11,13%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +95,14%

RESULTADO OPERACIONAL +48,62%

RESULTADO LÍQUIDO +51,62%

EBITDA +17,19%



c) lucro (taxa média anual)

UA 18,65%

U2A -30,87%

U3A -14,40%



d) patrimônio líquido médio

UA 4,29%

U2A 4,13%

U3A 5,43%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,26

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +22,0%

337194  - paulo_prof   -  28 Abr 2017, 03:41
Comentário anterior em http://149.56.145.223/advfn/listar?filtro=timp3&us...
Sinceramente ... não consigo entender o que o mercado enxerga na TIMP3 !!!

TIMP3
PREÇO: R$ 10,35
PAYOUT (2016): 19,8%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses


P/L 33,20

P/VPA 1,45

PSR 1,59

DY 0,60%

EV/EBITDA 5,57

MARGEM BRUTA 50,6%

MARGEM OPERACIONAL 6,6%

MARGEM LÍQUIDA 4,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,312

MARGEM EBITDA 33,9%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 51,4%

ROE 4,36%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,39


Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,42%

RESULTADO BRUTO -6,38%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +72,20%

RESULTADO OPERACIONAL -60,91%

RESULTADO LÍQUIDO -59,90%

EBITDA +2,25%


b) 1T17 vs 1T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,52%

RESULTADO BRUTO +1,82%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +49,99%

RESULTADO OPERACIONAL +19,67%

RESULTADO LÍQUIDO +3,27%

EBITDA +8,66%

c) lucro (taxa média anual)

UA -59,90%

U2A -28,88%

U3A -21,70%


d) patrimônio líquido médio

UA 2,24%

U2A 5,75%

U3A 5,49%


Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,43


Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +31,0%

329291- paulo_prof   -  01 Nov 2016, 01:23
No setor de telefonia há a VIVT ... e o resto!

TIMP3
PREÇO: R$ 8,86
PAYOUT (2015): 22,6%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 25,59
P/VPA 1,26
PSR 1,37
DY 0,88%
EV/EBITDA 4,91
MARGEM BRUTA 51,4%
MARGEM OPERACIONAL 7,4%
MARGEM LÍQUIDA 5,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,346
MARGEM EBITDA 32,8%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 48,5%
ROE 4,94%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,47

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -13,80%
RESULTADO BRUTO -9,67%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -21,37%
RESULTADO OPERACIONAL -61,18%
RESULTADO LÍQUIDO -59,721%
EBITDA -6,35

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -5,26%
RESULTADO BRUTO -5,51%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -53,53%
RESULTADO OPERACIONAL -52,89%
RESULTADO LÍQUIDO -48,70%
EBITDA +0,54%

c) lucro (taxa média anual)
UA -59,72%
U2A -27,30%
U3A -17,07%

d) patrimônio líquido médio
UA 3,97%
U2A 6,01%
U3A 5,82%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 3,46

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +22,5%

324759  - paulo_prof   -  26 Jul 2016, 18:28
O Resultado da Tim mostra que as coisas não estão fáceis para as empresas do segmento. Perda de Receita, Perda de Ebitda, Perda de Margens. O Ebitda caiu 7% nominais na base anual (U12M sobre U12M terminados no 2T15), 6,5% na base trimestral.

De positivo, o baixo índice de endividamento ... que possibilita quem está comprado esperar por ventos melhores!

310442  - paulo_prof  -  04 Nov 2015, 01:19
Não fosse o resultado não recorrente das vendas das torres (lucro antes dos impostos e Ebitda de R$ 267 milhões e lucro líquido de R$ 184 milhões), o resultado da TIMP teria sido desastroso !!! No que segue, os resultados não recorrentes foram excluídos.

Não fosse a possibilidade do acionista da Tim ganhar com as sinergias que seriam propiciadas por uma fusão com a Oi, a TIMP3 estaria cara prá caramba!!!!

TIMP3
PREÇO: R$ 8,59
PAYOUT (2014): 23,8%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 16,82
P/VPA 1,23
PSR 1,14
DY 1,41%
EV/EBITDA 4,33
MARGEM BRUTA 49,0%
MARGEM OPERACIONAL 9,8%
MARGEM LÍQUIDA 6,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,511
MARGEM EBITDA 30,1%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 52,5%
ROE 7,30%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,43

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses anteriores, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -7,89%
RESULTADO BRUTO -4,72%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +31,27%
RESULTADO OPERACIONAL -19,00%
RESULTADO LÍQUIDO -20,34%
EBITDA +1,24%

b) 3T15 sobre 3T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -15,16%
RESULTADO BRUTO -10,26%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +124,67%
RESULTADO OPERACIONAL -43,42%
RESULTADO LÍQUIDO -50,52%
EBITDA -2,67%

c) lucro líquido, nominal
UA -22,01%
U2A -8,27%
U3A -3,70%

d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 8,08%
U2A 6,76%
U3A 6,60%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 5,11

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +13,0%

303135  - paulo_prof  -  07 Ago 2015, 01:01
Excluindo a participação não recorrente resultante da venda das torres, o resultado teria sido bem fraquinho ... No que segue, o impacto da venda das torres foi excluído ...

O preço só se justifica mesmo para aqueles que acreditam que a empresa acabará sendo vendida ou incorporada!

TIMP3
PREÇO: R$ 9,38
PAYOUT (2014): 23,8%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 16,08
P/VPA 1,37
PSR 1,20
DY 1,48%
EV/EBITDA 4,48
MARGEM BRUTA 48,4%
MARGEM OPERACIONAL 10,5%
MARGEM LÍQUIDA 7,5%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,583
MARGEM EBITDA 29,1%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 41,0%
ROE 8,53%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,49

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses anteriores, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,17%
RESULTADO BRUTO -2,17%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +0,30%
RESULTADO OPERACIONAL -9,21%
RESULTADO LÍQUIDO -9,00%
EBITDA +3,94%

b) 2T15 sobre 2T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,83%
RESULTADO BRUTO -9,30%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -47,42%
RESULTADO OPERACIONAL -19,80%
RESULTADO LÍQUIDO -20,48%
EBITDA -4,43%

c) lucro líquido, nominal
UA -9,00%
U2A -3,85%
U3A 2,08%

d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 6,60%
U2A 6,06%
U3A 7,35%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 5,83

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +11,5%

296524  - paulo_prof  -  06 Mai 2015, 12:21
Empresa nitidamente andando para trás ... embora o preço tenha caído bem, ainda está cara prá caramba!

TIMP3
PREÇO: R$ 9,66
PAYOUT (2014): 23,7%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 15,72
P/VPA 1,50
PSR 1,21
DY 1,51%
EV/EBITDA 4,83
MARGEM BRUTA 48,5%
MARGEM OPERACIONAL 10,8%
MARGEM LÍQUIDA 7,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,614
MARGEM EBITDA 28,7%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,1%
ROE 9,51%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,35

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminados no 1T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,86%
RESULTADO BRUTO +2,06%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +25,13%
RESULTADO OPERACIONAL -5,50%
RESULTADO LÍQUIDO -5,39%
EBITDA +4,91%

b) 1T15 sobre 1T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -3,31%
RESULTADO BRUTO -1,79%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +116,93%
RESULTADO OPERACIONAL -18,27%
RESULTADO LÍQUIDO -15,97%
EBITDA +1,69%

c) lucro líquido, nominal
UA -5,39%
U2A 0,03%
U3A 3,71%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 4,98%
U2A 5,34%
U3A 8,16%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 6,14

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +11,5%

290142  - paulo_prof  -  15 Fev 2015, 01:16
Ativo caríssimo ... o preço se justifica somente se a empresa for vendida!

TIMP3
PREÇO: R$ 12,80
PAYOUT (2013): 56,0%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 20,03
P/VPA 2,02
PSR 1,59
DY 2,80%
EV/EBITDA 5,87
MARGEM BRUTA 48,3%
MARGEM OPERACIONAL 11,2%
MARGEM LÍQUIDA 7,9%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,639
MARGEM EBITDA 28,4%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 44,1%
ROE 10,09%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,22

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminados no 4T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,12%
RESULTADO BRUTO +3,46%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -3,29%
RESULTADO OPERACIONAL +2,66%
RESULTADO LÍQUIDO +2,71%
EBITDA +6,37%

b) 4T14 sobre 4T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,29%
RESULTADO BRUTO +0,83%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +9,33%
RESULTADO OPERACIONAL -4,37%
RESULTADO LÍQUIDO -7,74%
EBITDA +3,96%

c) lucro líquido, nominal
UA 2,71%
U2A 3,31%
U3A 6,57%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 5,32%
U2A 5,64%
U3A 9,87%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 6,39

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +17,5%

281947  - paulo_prof  -  05 Nov 2014, 00:05
A empresa é um relógio ... caro prá caramba !!! Se a oferta de compra por parte da Vivo/Claro/Oi não for aceita ... vai sair pena prá tudo o que é lado!

TIMP3
PREÇO: R$ 13,45
PAYOUT (2013): 56,0%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 20,53
P/VPA 2,14
PSR 1,67
DY 2,73%
EV/EBITDA 6,11
MARGEM BRUTA 48,1%
MARGEM OPERACIONAL 11,4%
MARGEM LÍQUIDA 8,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,655
MARGEM EBITDA 28,1%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 42,0%
ROE 10,41%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,60

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminados no 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -1,27%
RESULTADO BRUTO +4,14%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +20,35%
RESULTADO OPERACIONAL +2,66%
RESULTADO LÍQUIDO +7,88%
EBITDA +6,71%

b) 3T14 sobre 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,53%
RESULTADO BRUTO +1,55%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -17,62%
RESULTADO OPERACIONAL +5,83%
RESULTADO LÍQUIDO +10,58%
EBITDA +6,38%

c) lucro líquido, nominal
UA 7,88%
U2A 7,01%
U3A -17,17%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 5,46%
U2A 5,86%
U3A 20,23%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 6,55

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +18,5%

257184  - paulo_prof -  09 Mai 2014, 09:35
TIMP3
PREÇO: R$ 13,65
PAYOUT (2013): 56,0%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 20,99
P/VPA 2,20
PSR 1,66
DY 2,67%
EV/EBITDA 6,44
MARGEM BRUTA 46,1%
MARGEM OPERACIONAL 11,1%
MARGEM LÍQUIDA 7,9%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,650
MARGEM EBITDA 26,6%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,0%
ROE 10,50%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,46

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminados no 1T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,77%
RESULTADO BRUTO +3,48%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +35,47%
RESULTADO OPERACIONAL +2,17%
RESULTADO LÍQUIDO +5,76%
EBITDA +4,71%

b) 1T14 sobre 1T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,18%
RESULTADO BRUTO +3,92%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -49,59%
RESULTADO OPERACIONAL +16,46%
RESULTADO LÍQUIDO +21,59%
EBITDA +5,07%7,64

c) lucro líquido, nominal
UA 5,76%
U2A 8,58%
U3A -12,80%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 5,71%
U2A 9,79%
U3A 25,18%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 6,50

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +19,0%

257159  - israel007  -  09 Mai 2014, 04:33
TIMP3

Ação da empresa Tim Participacoes S.A.
Atua no setor telecomunica??es

Resultado do 1º Trimestre de 2014

A companhia registrou lucro líquido de R$ 372,1 M no 1T14, uma variação de -25,4% em relação ao 4T13 e crescimento de 21,6% em relação ao 1° trimestre de 2013.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 15,4 B, aumento de 5,8% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 15,0 B no primeiro trimestre de 2014, o que representou uma variação de 5,8% em relação ao saldo no primeiro trimestre de 2013

240699  - paulo_prof  -  16 Fev 2014, 15:12
TIMP3
PREÇO: R$ 12,67
PAYOUT (2012): 52,6%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 20,34
P/VPA 2,10
PSR 1,54
DY 2,59%
EV/EBITDA 5,78
MARGEM BRUTA 45,7%
MARGEM OPERACIONAL 10,7%
MARGEM LÍQUIDA 7,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,623
MARGEM EBITDA 26,1%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,5%
ROE 10,32%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,33

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminados no 4T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,17%
RESULTADO BRUTO +2,43%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +78,19%
RESULTADO OPERACIONAL -0,80%
RESULTADO LÍQUIDO +3,92%
EBITDA +3,89%

b) 4T13 sobre 4T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,13%
RESULTADO BRUTO +3,32%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +202,14%
RESULTADO OPERACIONAL -4,02%
RESULTADO LÍQUIDO +7,87%
EBITDA +5,07%

c) lucro líquido, nominal
UA 3,92%
U2A 8,55%
U3A -12,03%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 5,95%
U2A 12,22%
U3A 27,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 6,23

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +18,0%

218902 - paulo_prof  -  30 Out 2013, 11:17
TIMP3
PREÇO: R$ 11,51
PAYOUT (2012): 52,6%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 18,37
P/VPA 1,93
PSR 1,41
DY 2,86%
EV/EBITDA 5,68
MARGEM BRUTA 45,5%
MARGEM OPERACIONAL 10,8%
MARGEM LÍQUIDA 7,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,627
MARGEM EBITDA 26,0%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 32,3%
ROE 10,48%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,53

Taxas de Crescimento:

a) últimos 9 meses sobre 9 meses terminados no 3T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,28%
RESULTADO BRUTO +2,11%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +48,00%
RESULTADO OPERACIONAL +0,78%
RESULTADO LÍQUIDO +2,06%
EBITDA +3,41%

b) 3T13 sobre 3T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,64%
RESULTADO BRUTO +5,11%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +236,39%
RESULTADO OPERACIONAL -8,02%
RESULTADO LÍQUIDO -15,59%
EBITDA +4,21%

c) lucro líquido, nominal
UA 9,41%
U2A -26,32%
U3A 34,97%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 31,53%
U2A 28,38%
U3A 18,11%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,84

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +9,5%

As margens operacional e líquida foram nitidamente pressionadas pelo resultado financeiro negativo no trimestre, 236% maior do que há um ano. Como a dívida líquida no 3T13 é menor do que aquela vigente no 3T12, a explicação só pode estar na variação cambial ...

De qualquer forma, mesmo que o resultado financeiro fosse aprox. aquele do 2T13, o ativo parece caro, pois não vejo como o lucro da empresa evoluir numa taxa real de 7-8% a.a. O preço atual somente pode ser justificado pela expectativa de eventual venda do controle e tag along.

168844 - paulo_prof -  24 Fev 2013, 01:28

Após ter estudado o setor de telecomunicações, cheguei à conclusão que, enquanto não houver mudanças na estrutura de impostos, taxas e contribuições, não existe futuro no setor.

Analisando a VIVO, percebe-se que na época da telefonia fixa, o ROE caiu de 24% em 2007 para 21% em 2010. Em 2011, com a constituição da Telefônica Brasil, o ROE despencou para 12,5% e nos últimos 12 meses, para 10%.

O ROE da Tim no exercício de 2012 foi de 10,4% e o da Oi, com o efeito da Mais Valia ingnorado, 8,4%.

Será que o processo de deterioração da rentabilidade está atingindo o seu fundo ou ainda vai prosseguir? Eu acho que com as tecnologias cada vez mais caras e capital intensivas e a concorrência predatória, a probabilidade é que ainda vai piorar para melhorar.

Uma análise do valor adicionado no setor de telecomunicações mostra o absurdo que existe na assimetria entre as distribuições de valores.

Dos R$ 18,7 bilhões distribuídos pela Vivo nos 9M12, a remuneração do pessoal levou 8,4%, a remuneração do capital de terceiros levou 10,8%, o capital próprio, 15,9% e, pasmem, impostos, taxas e contribuições, 62,4%.

Dos R$ 11,7 bilhões distribuídos pela Tim no exercicio de 2012, 5,2% foram destinados para a remuneração do pessoal, 13,5 para a remuneração do capital de terceiros, 12,4% para o capital próprio e, ainda mais ridículo, impostos, taxas e contribuições, levou 68,9%.

O vilão, aqui, é o ICMS que os estados devoram !!!

Isto é insustentavel. Cedo ou tarde o governo federal terá que dar um chega prá lá nos governadores ...

Em conseqüência, estou caindo fora do setor ... evidentemente, se for possível, quero sair com "dignidade". Se o resultado da VIVT vier pífio na 2a. feira, caio fora de imediato. Caso contrário vamos ver se surge alguma oportunidade. No caso da OIBR também. Usando os dividendos como "escudo", vou aguardar uma oportunidade. Quem sabe, o mercado não dá um vacilo?

Quanto ao meu conceito em relação à Tim, continua o pior possível.

Ao contrário de Floripa, por aqui quem necessita de um telefone para o seu sustento ou tem Vivo ou tem Nextel. Muitos dos que migraram de Vivo para Tim, voltaram arrependidos.

Recentemente, a minha filha perdeu um Claro que tinha desde a época da faculdade. Ao pesquisarmos as alternativas, decidimos pela mais cara: o cara da Claro sugeriu que eu me mudasse da Vivo e que o fone de minha filha ficasse agregado ao meu. Vantagens: plano mais barato do que o da Vivo, saldo de créditos utilizável na Claro, pontos para aquisição do aparelho e uma merreca para agregar o 2o. telefone.

Perguntei porque será que o plano de meu Vivo é mais caro? Não seria porque dificilmente dá "xabu"?

Acabei adquirindo um aparelho praticamente sem desconto (havia trocado um aparelho recentemente), perdi os créditos que a filha tinha na Claro, e perdi a oportunidade de baratear o meu plano da Vivo na Claro. O que é melhor, normalmente deve custar mais, não é assim?

Se alguém com um Tim visitar Capitólio, MG e conseguir conectar nas 3 primeiras tentativas, dou um vinho de presente. Se for para o mato fora da cidade e conseguir conectar nas 10 primeiras tentativas, dou 3 vinhos de presente. A Claro até que funciona ... de vez em quando!

168827 - paulo_prof -  23 Fev 2013, 21:44
De acordo com a minha planilha, a dívida líquida da TIMP passou de R$ 1,634 bilhões no 3T12, para R$ 40 milhões negativos (caixa líquido positivo) no 4T12 (não considero eventuais aplicações financeiras no não circulante).

Ocorre que o Ebitda gerado no 4T12 foi de R$ 1,425 bilhões.

Moral da história: será que realmente dá para afirmar que no apagar das luzes de 2012 a Tim realmente estava com a dívida líquida zerada?

É claro que não! Os próprios números mostrados acima provam isto!

Para reduzir a dívida líquida tão "violentamente", a Tim deve ter "monetizado" Recebíveis e atrasado o pagamento a fornecedores ... sou capaz de apostar que no 1T13 a Dívida Líquida será superior a R$ 1 bilhão.

"Chutando" R$ 1,2 bilhões para a Dívida Líquida "efetiva", EV/EBITDA = 4,22

Em termos da VIVT3, e considerando os últimos 12 meses (se bem que duvido que os resultados do 4T12 sejam iguais ou melhores ao do 4T11) a Vivo tem EV/EBITDA = 4,13

Considerando o EBITDA pró-forma da OI, ou seja, somando a contribuição dos resultados das partes no 1T12, antes da re-estruturação), de R$ 8,8 bilhões, EV/EBITDA = 4,51

Já, em termos de DY, aos preços atuais, a situação é a seguinte:
OIBR4 = 16,5%
VIVT3 = 8,3%
TIMP3 = 3,7%

168798 - alisonvm -  23 Fev 2013, 16:49
Small, Pamp e amigos

TIMP3

Sua posição de caixa saiu de 1,9 bilhões no 3T12, uma divida bruta de 3,5 bilhões, portanto divida liquida de 1,5 bilhões.

Mas,

Agora no 4T12, sua posição de caixa saltou para 4,4 bilhões, e uma divida bruta de 4,3 bilhões, portanto uma posição de de caixa livre divida de mais de 100 milhões.

Agora vamos comparar com OIBR !!!... 6 bilhões de caixa pra uma divida de 34 bilhões..... melhor deixar pra lá.

Realmente TIMP3 é um LIXOOOOOOOOOO !!!!!!

168767 - small caps -  23 Fev 2013, 02:39
O que gostei também na TIM, além do aumento de receita, e das melhorias dos índices de qualidade, foi o forte fluxo de caixa, em que pese os elevados investimentos que está fazendo. Isto fez com que tivesse CAIXA LÍQUIDO, mesmo pagando pela concessão do 4G, pela rede da Atimus e os dividendos do ano passado...

Hoje perguntei para alguns consumidores da classe A, onde trabalho, qual o celular que usam...

4 perguntas e 4 respostas: TIM.

Indaguei, mas não é a pior a operadora?

Respostas: ahhhhh mas eu sou fiel a marca;
b) até que está melhorando de uns tempos para cá...
c) é o celular que todo mundo tem e eu posso falar mais tempo e mais barato.

Por fim, é bom que se diga o histórico não é aquela brastemp... nem mesmo a qualidade é a coisa mais linda do mundo...

Mas, neste quesito sempre me recordo e já falei outrora por aqui: a melhor empresa área em termos de qualidade hoje habita a Vara de Falências... uma tal de Varig... tá certo... nada que justifique tanta má qualidade... mas jamais se deve deixar de analisar uma companhia integralmente...

AVISO: Nâo se trata da nova EZTEC, nem mesmo uma nova VALID... é apenas mais um case interessante para carteiras DIVERSIFICADAS e que tem grande possibilidade de apresentar fluxo de caixa crescente para o investidor pela via do dividendo...

166073- aprendiz quebrado do professor -  06 Fev 2013, 01:06
Lucro da TIM sobe 16,3% no 4o tri, a R$462,5 mi

RIO DE JANEIRO, 5 Fev (Reuters) - A TIM Participações teve lucro líquido de 462,5 milhões de reais no quarto trimestre de 2012, alta de 16,3 por cento sobre o mesmo período do ano anterior, informou a empresa nesta terça-feira.

Analistas esperavam, em média, lucro líquido de 476 milhões de reais no período, segundo pesquisa da Reuters.

A receita líquida da segunda maior operadora móvel do Brasil totalizou 5 bilhões de reais de outubro a dezembro, um crescimento anual 6,7 por cento, em linha as expectativas.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou 8,2 por cento, para 1,425 bilhão de reais, superando a estimativa média de analistas de 1,37 bilhão de reais.

Uma surpresa positiva foi o crescimento da margem Ebitda da empresa, que avançou 0,4 ponto percentual, ante previsão média de queda de 0,44 ponto.
(Reportagem de Sérgio Spagnuolo)

159646 - aprendiz quebrado do professor -  07 Dez 2012, 02:17
Dona da TIM recusa proposta de R$ 8 bilhões de empresário egípcio

DA REUTERS

A Telecom Italia, controladora da brasileira TIM, rejeitou nesta quinta-feira (6) uma oferta de investimento de 3 bilhões de euros (cerca de R$ 8 bilhões) feita pelo empresário egípcio Naguib Sawiris.

A companhia informou em comunicado que seu conselho de administração decidiu "não seguir adiante" em relação ao interesse de Sawiris, que havia proposto injetar capital para ajudar a empresa em seu plano de reestruturação.

No comunicado, a Telecom Italia não mencionou qualquer decisão sobre uma possível expansão no Brasil, um grande mercado para a empresa. A companhia havia olhado para uma possível compra da operadora GVT, do grupo francês Vivendi.

A empresa disse que quer continuar a negociar com dois interessados por sua unidade deficitária Telecom Italia Media para conseguir um melhor preço.

Após uma reunião de oito horas, o conselho pediu para a administração executiva investigar mais a fundo a possível venda de fatia de sua infraestrutura para o fundo estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP).

A decisão do conselho sobre a rede fixa, que tem um valor potencial de 15 bilhões de euros, marca o começo de negociações formais para uma possível venda de fatia.

O presidente do conselho, Franco Bernabé, havia dito anteriormente que uma decisão sobre se a empresa irá adiante com a cisão da rede em uma nova companhia seria tomada ao final deste ano. A venda de uma fatia na rede pode acelerar o corte de dívida do grupo.

Pressionada entre a necessidade de pagar dividendos para seus acionistas controladores e manter o controle sobre sua dívida de 29,5 bilhões de euros, a Telecom Italia tem lutado para investir em sua rede doméstica e expandir em outros mercados, como a América Latina.

157072 - paulo_prof -  14 Nov 2012, 19:35
Citação: artur83
Citação: alisonvm
Professor bom dia!!!
A TIM resolveu esculacha de vez com concorrência em São Paulo.
Depois de 3 anos do lançamento do Infinity 0,25 centavos a ligação local ilimitado,
alias o que por sinal revolucionou o mercado, baixando os preços das concorrentes,
A TIM resolveu revolucionar de novo ao introduzir a tarifa de 0,50 apenas na primeira ligação pra TIM local e fixo, as outras todas de graça e ilimitado.
Pelo visto a tentativa da ANATEL em reduzir as tarifas entre operadoras diferentes para reduzir os "clubes" não vai funcionar.
As outras terão que acompanhar senão perderam mais clientes.
A TIM possei uma boa cobertura em SP....ousada ela né !!!
Abrss

Se os serviços deles funcionassem seria ótimo. O problema é que mesmo pagando bem menos que em outras operadoras, umas hora o sujeito cansa.
E não é só na conexão 3g e nas ligações que o serviço é porco. Demorei uns 5 dias pra conseguir o código de barras pra pagar a conta desse mes porque o site deles não estava funcionando direito. Tive que ligar para o atendimento 3 vezes (em uma delas a ligação, que era do meu TIM, caiu) e quase brigar com o atendente para poder pagar a conta!
A ordem natural das coisas é: investir para poder proporcionar um serviçodecente e confiável e depois vender este serviço.

A Tim está fazendo o contrário: vende o serviço que não pode oferecer, para depois tentar correr atrás 

Em qualquer país decente, o órgão regulador não permitiria: a venda dos serviços tem que ser 100% casada com a capacidade de oferece-los com qualidade. 

O problema é que no nosso mercado TODAS as operadoras nacionais são uma m! A Vivo é bem melhor do que as demais mas também fica devendo. O meu residencial fixo é Net. Outro caso de polícia ... Em minha estimativa, da ordem de 20% dos telefonemas para o meu número não aciona a campainha de meu telefone. Para quem liga é como se não tivesse gente em casa, toca, toca, e ninguém atende. Por outro lado, como a Net funciona por voz sobre IP, quando a rede está bichada ... não tenho fone, nem internet ...

154449 - polycrav -  31 Out 2012, 12:46
TIM: Resultados trimestrais fracos, como esperado
A TIM (TIMP3) divulgou resultados fracos, referentes aos terceiro trimestre, mas já amplamente esperados pelo mercado, na avaliação da analista de telecomunicações, Susana Salaru. A receita líquida (R$ 4,7 bilhões) e o EBITDA ajustado (R$ 1,2 bilhão) não diferiram muito do estimado pela analista. A margem EBITDA foi de 25,5% e teria ficado em linha com os 26,4% projetados, se ajustada por eventos não-recorrentes, que somaram R$ 42 milhões (litígios com a Anatel e créditos de publicidade não usados), na avaliação de Susana. O lucro líquido sem ajuste, de R$ 318 milhões, veio abaixo dos R$ 350 milhões projetados pela analista.

Susana mantém sua recomendação de outperform (desempenho acima da média do mercado) para a TIM, com preço justo de R$ 11,5 por ação para o final de 2013. Ela acredita que o papel sofreu recentemente com o fluxo negativos de notícias sobre a empresa e sobre o setor, ofuscando os fundamentos da TIM e criando um interessante ponto de entrada para a ação. 

154384 - renato1631 -  30 Out 2012, 22:07
Resutado TIM, abaixo do esperado!
Lucro da TIM cai 5,65% e desaponta estimativas do mercado
Companhia registra lucro líquido de R$ 318 milhões entre os meses de julho e setembro, 0,4% superior ao mesmo período do ano passado

Por Paula Barra 

SÃO PAULO - A TIM Participações (TIMP3) anunciou na noite desta terça-feira (30) o resultado referente ao terceiro trimestre, que alcançou receita líquida de R$ 4,722 bilhões, um aumento de 8% no comparativo anual, e acima da expectativa dos analistas compilados pelo portal InfoMoney. O lucro líquido da empresa atingiu entre os meses de julho e setembro R$ 318 milhões, 0,4% superior ao mesmo período do ano passado, porém abaixo das expectativas do mercado. 
Já o Ebitda (Lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 1,244 milhão, alta de 7,5% na comparação com o ano passado, enquanto a margem Ebitda (Ebitda/Receita Líquida) ajustada foi de 26,3%, contra 26,5% no terceiro trimestre do ano passado. 

A companhia destaca ainda que o MOU (minutos de uso) atingiu 139 minutos, aumento de 7% na comparação anual, estabelecendo um novo recorde para a empresa, motivado principalmente por um aumento sólido das linhas pós-pagas de voz. Já o crescimento de dados permaneceu sólido, com crescimento anual de 35% com penetração de smart/webphones atingindo 39% da base total.
Os investimentos totais da empresa alcançaram no período R$ 722 milhões, 9,6% abaixo do ano passado, dos quais 92% foi destinado à infraestrutura.

115893 - danieljoseaa - 16/Fev/2012 12:09
Resultado do 4º Trimestre de 2011

A empresa anunciou lucro líquido de R$ 401,8 M no quarto trimestre de 2011, uma variação de 27,0% em relação ao 3° trimestre de 2011 e redução de 78,7% em relação ao 4° trimestre de 2010.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 13,3 B, acréscimo de 22,7% em relação ao saldo no 4T10. O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 13,0 B neste trimestre, o que representou uma variação de 25,7% em relação ao saldo no quarto trimestre de 2010.

Ao longo do trimestre, a ação oscilou 6,21% contra 8,47% do Ibovespa.


109596 - paulo_prof - 08/Jan/2012 19:59
citação: ricoouu
Boa tarde a todos !!
Paulo prof poderia postar sua opinião sobre TIMP3 para este ano ?
Agradeço a opinião.
Considerando que grande parte do lucro imputado ao 4T10 e 2010 é não recorrente, o ativo está muito caro.

Não acredito que o lucro do exercício de 2011 supere os R$ 1,3 bilhões. Por outro lado, não acredito que me 2012 a empresa consiga postar um lucro acima dos R$ 1,54 bilhões, o que hoje corresponderia a um P/L = 15.

No setor, a minha preferência (com grande margem) vai para VIVT3/VIVR4.

Por Tetzner
·  PERFIL DA EMPRESA:
- A TIM Participações S.A. é uma companhia holding, que presta serviços de telecomunicações em todo o território nacional através de suas subsidiárias, TIM Celular S.A. e Intelig Telecomunicações LTDA. A Companhia iniciou suas operações no Brasil em 1998 e se consolidou como uma empresa nacional a partir de 2002, tornando-se a primeira operadora móvel a ter presença em todos os estados do Brasil. 
A TIM atua como operadora de serviços de telefonia móvel, fixa, longa distância e transmissão de dados, sempre com o foco na qualidade dos serviços prestados aos seus clientes. Através da tecnologia GSM, a TIM possui um alcance nacional de aproximadamente 94% da população urbana, sendo a maior cobertura GSM do Brasil, com presença em 3.203 cidades. A TIM conta também com uma extensa cobertura de dados em todo país, sendo 100% GPRS, 79% com EDGE, além de possuir uma sofisticada rede de Terceira Geração (3G) disponível para mais de 54% da população urbana do Brasil. A Companhia também possui acordos de roaming internacional para clientes TIM; são mais de 450 redes disponíveis em mais de 200 países nos seis continentes.

Período Analisado: 3T11 -  3o Trimestre de 2.011  ( Julho/Agosto/Setembro )


PAINEL DE INDICADORES
01/11/11





SELIC
11,50%
Ativo
R$
PL
VP
GR
DY
LA
Dv
Ml
EB
MS
TIMP3
    8,88
8,2
1,98
16,2
2,3%
12,2%
0,3
17%
12,2%
24,8%

·  PONTOS POSITIVOS:

 Base de assinantes atingiu 59,2 milhões de usuários, 26,1% A/A, apoiada por um forte crescimento no segmento pré-pago de

+27,3% A/A e acelerando o pós-pago em +19,6% A/A; (A/A = em relação ao Ano Anterior ).

- As adições brutas totalizaram 10,2 milhões de linhas (um recorde para um trimestre), resultando em uma forte adição líquida

de 3,7 milhões de linhas

- A receita líquida, em R$4,4 bilhões, cresceu 18,9% A/A e receita líquida de serviços aumentou 13,7% A/A;

- A receita bruta de dados cresceu 47,6% em relação ao ano anterior para R$834 milhões, atingindo 16% do total da receita de

telefonia móvel (em comparação com 13% no 3T10); usuários únicos do Infinity Web chegaram a mais de 2,2 milhões por dia;

- As receitas de voz sainte cresceram 21,1% A/A e continuam a crescer a um ritmo acelerado; ( sainte = ligações feitas )

- O tráfego total atingiu 22,4 bilhões de minutos (32,8% A/A);

- EBIT chegou a R$513 milhões (+83,5% A/A);

- O lucro líquido totalizou R$317 milhões, 116% A/A;

- Liderança na rede de qualidade da Anatel nos últimos 12 meses.

- provisão para inadimplência atingiu 0.95% da receita bruta (vs. 1.3% no 3T10);
·  PONTOS NEGATIVOS

-As desconexões atingiram 6,5 milhões no trimestre, com uma taxa de churn de 11,6% (em comparação com 11,1% no 3T10 ou 12,3% no 2T11). O aumento no churn é explicado por uma política mais estrita de desconexão evitando gastos desnecessários de Fistel em meio a forte atividade comercial, especialmente no segmento pré-pago.

- 
·  VISÃO ESTRATÉGICA

-  Passos importantes para apoiar a expansão dos negócios estão sendo tomados e garantirão o aproveitamento de todas oportunidades no mercado brasileiro:

    (i) Aceleração dos Negócios: Crescendo Consistentemente

    (ii) Equilíbrio entre Crescimento e Rentabilidade

    (iii) Aceleração dos Serviços de Dados: Internet para Todos

    (iv) Rede: Fortalecendo os Pilares

    (v) Oferta Primária: Recursos para Manter Crescimento   
·  OPINIÃO DO ANALISTA
- Conhecem a história da Fênix?  Vejo a TIM renascer das cinzas, reconquistando a 2a colocação em share e num empate técnico já com o 1o colocado em pré-pago. O ponto de inflexão foi o Infinity, trazendo um preço mais acessível e ganhos no uso do produto, ao contrário do que era antigamente. Depois de um certo tempo a concorrencia se tocou e tentou correr atrás, mas a empresa já estava "embalada" e foi logo mandando mais "uma certeira" com topedos e internet ilimitados.

Nenhum comentário: