Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Trisul (TRIS) - prévia de seus resultados operacionais do 4T19 e 2019.



Subsetor
Segmento

Recomendações
Compra: Paulo Prof (2018out/182019) - pedrosousa (2013) - polycrav (2013) - Radukan (2013) - renato1631 (2013) -  small caps (2013)
Carteiras
2Rath (abr/18) - 17andre (fev/13) - ale1972sp (fev/13) - ALPACIUS (fev/13) - brunospc (mai/19) - danieljoseaa (fev/13) - effexop (ago/18, set/18) egfreitas (abr/18) - FRBRAVIM (nov/19) - fridao (fev/13) - Gersonlp (nov/18) - Ikki de Phoenix (fev/13) - M84 (fev/13) - pampneto (jan/13) - paulo_prof (set/18, out/18, jan/19, mai/19, jun/19, jul/19, nov/19dez/19) - polycrav (fev/13) - pocunha (out/17, jan/18) - rnelias (jan/13 e fev/13) - robertoha (jun/19) - small caps (jan/13) spiangers (2013) - uqaz (jan/13) - vbreda (jan/13) - vellinhotrt4 (jan/13) - WILSONDAATIVA (jan/13) 
Códigos de Negociação
Tipo
TRIS3
Novo Mercado 
Balanços
3T2019 -

2T2019 -

1T2019 - 
paulo_prof   -
Se o ativo estava barato há aprox. 3 meses, agora, depois de um excelente resultado e preços menores, só pode estar mais barato ainda ...

A2018/4T2018 - 
Pauloprof - 
Resultado Muito Bom do 4T18, um pouco inferior ao excelente resultado do 3T18. Sou da opinão de que o ativo tem findamentos para extender a ytrajetória de alta.

3T2018 -
Paulo Prof -
Mais do mesmo ...
A cada trimestre ... o ativo fica mais barato. Resultados excelentes, mais uma vez. Quando o mercado "acordar" para a incorporação civil, este deverá ser um dos primeiros ativos a serem beneficiados. Vem apresentando resultados consistentes e, a menos que esteja enganado, é o mais barato no setor. Não há porque ser negociado muito mais barato do que MRVE3 e TEND3.

marcosvinicius2 -
PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADO LÍQUIDO = Resultado Líquido de R$ 21,098 milhões no 3T18 x R$ 9,509 milhões no 3T17; RESULTADO OPERACIONAL = R$ 26,029 milhões no 3T18 x 11,846 milhões no 3T17; RESULTADO FINANCEIRO = R$ -0,224 milhões no 3T18 x -1,837 milhões no 3T17; EBITDA = R$ 30,290 milhões no 3T18 x 15,655 milhões no 3T17; RELATORIO DA ADM = DESEMPENHO FINANCEIRO: As informações trimestrais (individuais e consolidadas) são apresentadas na moeda Real (R$), estão em conformidade com o Pronunciamento Técnico CPC 21(R1) –Demonstração Intermediária e com a norma internacional IAS 34 –Interim Financial Reporting, contemplando a orientação contida no Ofício Circular/CVM/SNC/SEP 01/2018, relacionada à aplicação da Orientação OCPC 04, emitida pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Conselho Federal de Contabilidade (CFC), sobre o reconhecimento de receitas ao longo do tempo, assim como apresentadas de forma condizente com as normas expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários, aplicáveis à elaboração das Informações Trimestrais –ITR. A Companhia reconhece atualmente a receita referente aos contratos de construção utilizando a metodologia de percentagem completada (POC -Percentage of Completion method), que consiste no reconhecimento da receita com base no custo de construção incorrido ao longo da execução da obra, seguindo as disposições da Orientação Técnica OCPC 04 -Aplicação da Interpretação Técnica ICPC 02 às Entidades de Incorporação Imobiliária Brasileiras.

2T2018 -
PauloProf -
A cada trimestre ... o ativo fica mais barato. Resultados excelentes, mais uma vez. Quando o mercado "acordar" para a incorporação civil, este deverá ser um dos primeiros ativos a serem beneficiados. Vem apresentando resultados consistentes e, a menos que esteja enganado, é o mais barato no setor. Não há porque ser negociado muito mais barato do que MRVE3 e TEND3.

1T2018 -
Paulo Prof -
Excelentes os Resultados da Trisul. Não percebi ameaças no curto prazo. Os resultados deverão continuar evoluindo. Atoivo barato.

A2017/4T2017 - 
acms - 
bom resultado

mantonio01 - 
espetacular

paulo_prof   -
Há que se ler o relatório. Se for todo recorrente, resultado Excepcional. Sem comentários ... Apesar de toda a recente valorização, acho que o ativo ainda está barato.

marcosvinicius2 -
PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). No ano de 2017 as Vendas Líquidas registraram R$ 553 milhões, acréscimo de 59% ante o ano anterior. O VSO (em unidade) registrou 29% no trimestre, registrando recorde dos últimos treze anos. Em 2017 foram lançados 11 empreendimentos, totalizando um VGV% Trisul de R$683 milhões distribuído em 1.805 unidades. No ano de 2017 a Companhia concluiu os empreendimentos Latitude Vila Mascote, Latitude Aclimação, Gaivota e Horizontes Araçatuba Fase-2, totalizando um VGV% Trisul equivalente a R$ 206 milhões distribuído em 271 unidades. A Companhia registrou, em 2017, elevação de 46% da Receita Líquida em comparação ao ano anterior, totalizando R$ 442 milhões. Em 2017 a Companhia registrou um Lucro Líquido de R$ 34,9 milhões, elevação de 1.249% em comparação com o ano de 2016.

2T2017 -
paulo_prof  -
Entre as construtoras, de fato, a Trisul é uma que nunca deixou de postar ebitda positivo. Por outro lado, parece que a última linha de 12 meses da DRE, deixou o seu ponto mínimo para trás.
Ocorre que (pelo menos na minha opinião) há melhores alternativas no setor imobiliário. Por que iria eu comprar TRIS3 e não, por exemplo, MRVE3?

1T2010 - 
Pauloprof e OCtacm  - 
Características
 Incorporadora e construtora
Assuntos mais Comentados

Links

Balanços (Calendário)
10/03/2020
 DFP 2019
12/05/2020
 ITR 1T 2020
13/08/2020
 ITR 2T 2020
12/11/2020
 ITR 3T 2020
365315  - ze jadir  -  15 Nov 2019, 21:02
Tris3 SÃO PAULO, 14 DE NOVEMBRO DE 2019 – A TRISUL S.A. (B3: TRIS3) anuncia o lançamento do empreendimento Elev Barra Funda, localizado na Rua Josef Kryss, 120 - Barra Funda - São Paulo - SP. O projeto soma 280 unidades, totalizando um VGV % Trisul de R$ 67,1 milhões. O empreendimento foi um sucesso, com 40% das unidades vendidas no lançamento.

365223  - keep_calm  -  13 Nov 2019, 17:24
Trisul (TRIS3): teve lucro líquido de R$ 42,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, o que configura alta de 102% ante o mesmo período de 2018.Já a receita operacional líquida da companhia totalizou R$ 218,4 milhões, elevação de 42% na mesma base de comparação.O ebitda da empresa subiu 89%, para R$ 51,7 milhões. Com isso, a margem ebitda da companhia ficou em 25,3%, ante 20,2% no terceiro trimestre do ano passado.“Nos nove meses de 2019, concluímos os empreendimentos Origem Vila Madalena, Bella Bonina e Eldorado, Praça Estação Jandira – Fase 1, Royal Ipiranga, Synthesis Pinheiros, totalizando um VGV de R$ 460 milhões em 707 unidades”, disse a empresa em relatório.

365198  - paulo_prof  - 13 Nov 2019, 13:40
Empresa "voando" em céu de brigadeiro. Creio que, com a recente capitalização, a empresa conseguirá continuar a apresentar resultados crescentes nos próximos trimestres. Apesar do aumento considerável em sua base de ações. acho que o ativo ainda está barato. O nível de risco para se investir nos preços atuais, entretanto, é maior do que já foi no passado recente.
p.php?pid=chartscreenshot&u=kvG8ZRC8hrvh



TRIS3

PREÇO: R$ 12,23

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 19,52

P/VPA 2,20

PSR 3,12

DY 1,22%

EV/EBITDA 14,55

MARGEM BRUTA 34,6%

MARGEM OPERACIONAL 19,5%

MARGEM LÍQUIDA 16,0%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,626

MARGEM EBITDA 19,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 34,2%

ROE 11,28%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,99



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +40,17%

RESULTADO BRUTO +48,03%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +55,88%

RESULTADO OPERACIONAL +63,87%

RESULTADO LÍQUIDO +62,94%

EBITDA +114,75%



b) 3T19 sobre 3T19, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +42,41%

RESULTADO BRUTO +49,83%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +392,41%

RESULTADO OPERACIONAL +93,23%

RESULTADO LÍQUIDO +101,81%

EBITDA +88,83%



c) lucro líquido, nominal

UA 62,94%

U2A 165,37%

U3A 156,74%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 28,57%

U2A 17,62%

U3A 11,38%



e) ebitda, nominal

UA 57,78%

U2A 100,09%

U3A 73,93%

U4A 33,15%

U5A 24,39%

U6A 9,59%

U7A 4,64%

U8A 14,36%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,82

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +11,0% !!!!

365185 - marcosheyse  -  12 Nov 2019, 22:45
O ITR / DFP de TRIS3 em primeira análise é de encher os olhos de lágrimas (de alegria).

42 milhões de lucro!!! E aparentemente tudo recorrente (aumento da receita, resultado bruto, antes dos impostos...)

Ansioso no aguardo do Release de Resultados...

http://ri.trisul-sa.com.br/informacoes-financeiras...
364251 - cbscbs1 - 19/Set/2019 12:12
Professor Paulo bom dia. Como avalia a noticia de que a Trisul deve abandonar o programa MCMV, divulgada pelo "Valor". Acredito que a empresa esteja em seu patuá.

Agradeço antecipadamente seu parecer, assim como o parecer de outros foristas que desejarem emitir opinião.
https://valor.globo.com/empresas/noticia/2019/09/19/trisul-decide-abandonar-minha-casa-minha-vida.ghtml
364256 - paulo_prof  -  19 Set 2019, 15:12
Do VGV Trisul das obras em construção, o segmento econômico representa aprox. 38%. Destes, menos de 50% do VGV está sendo contruído na cidade de São Paulo. Por outro lado, nenhum empreendimento de alto padrão está sendo construído fora da cidade de São Paulo.

Dos lançamentos em 2019, o segmento econômico 35% do VGV total. Das unidades econômicas em construção, a última entrega está prevista para outubro de 2021.

A consequência do abandono do programa MCMV, portanto, não deverá impactar negativamente a empresa. No médio prazo a empresa perderá aprox. 1/3 de sua receita que hoje consegue no segmento, mas ganhará margem, ao atuar nos segmentos de média e alta rendas, bem como focar no mercado da cidade de São Paulo, que nitidamente já deixou a "sua" crise imobiliária para trás.

Como explicado na reportagem, a Trisul verificou que na faixa acima dos 250k, 50% de seus clientes já são investidores, ou seja, gente de perfil conservador comprando imóveis novos na planta, para futura locação.

Por ser uma incorporadora pequena, especializar-se num nicho de mercado que propricia melhor rentabilidade faz sentido. Durante a crise, a questão básica era sobreviver ... o que viesse estava mais do que bom! 
                                                                                           ▲                                                                      ▲

A recente capitalização da TRIS altera os múltiplos sensivelmente. A base acionária aumentou em 40,5 milhões de ações, o Ativo, Ativo Circulante, Equivalentes de Caixa e Patrimônio lìquido aumentaram aprox. em R$ 405 milhões e o endividamento líquido foi reduzido também em R$ 405 milhões.

Para justificar o preço atual, a empresa deve ser capaz de crescer, em termos reais, acima de 11% a.a., durante os próximos 5 anos. Em princípio, com o auxílio da corrente capitalização, esta não deverá ser uma missão difícil/complicada. Na minha opinião, o ativo não está caro.



TRIS3

PREÇO: R$ 10,10

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 19,85

P/VPA 1,86

PSR 2,84

DY 1,20%

EV/EBITDA 14,33

MARGEM BRUTA 33,9%

MARGEM OPERACIONAL 17,7%

MARGEM LÍQUIDA 14,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,511

MARGEM EBITDA 17,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 33,0%

ROE 9,39%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,11



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +35,99%

RESULTADO BRUTO +49,02%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -16,73%

RESULTADO OPERACIONAL +62,46%

RESULTADO LÍQUIDO +58,63%

EBITDA +46,95%



b) 2T19 sobre 2T19, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +50,00%

RESULTADO BRUTO +77,49%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +30,86%

RESULTADO OPERACIONAL +60,84%

RESULTADO LÍQUIDO +56,42%

EBITDA +51,35%



c) lucro líquido, nominal

UA 58,63%

U2A 225,52%

U3A 100,43%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 29,27%

U2A 16,52%

U3A 10,35%



e) ebitda, nominal

UA 46,95%

U2A 105,81%

U3A 49,78%

U4A 30,64%

U5A 17,17%

U6A 3,05%

U7A 0,63%

U8A 9,88%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,39

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +11,0% !!!!

363737  - paulo_prof   -  26 Ago 2019, 04:20
Resultados Excelentes. Empresa navegando em céu de brigadeiro: atuando em são paulo, segmento de alta renda, juros declinantes, Os astros de fato estão alinhados. Se o Trump não fizer muita caca, acho que o preço ainda pode evoluir.
p.php?pid=chartscreenshot&u=uyQwVf0AidAB


TRIS3

PREÇO: R$ 9,85

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 15,08

P/VPA 2,35

PSR 2,16

DY 1,57%

EV/EBITDA 13,91

MARGEM BRUTA 33,9%

MARGEM OPERACIONAL 17,7%

MARGEM LÍQUIDA 14,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,653

MARGEM EBITDA 17,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 54,8%

ROE 15,60%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,00



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +35,99%

RESULTADO BRUTO +49,02%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -16,73%

RESULTADO OPERACIONAL +62,46%

RESULTADO LÍQUIDO +58,63%

EBITDA +46,95%



b) 2T19 sobre 2T19, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +50,00%

RESULTADO BRUTO +77,49%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +30,86%

RESULTADO OPERACIONAL +60,84%

RESULTADO LÍQUIDO +56,42%

EBITDA +51,35%



c) lucro líquido, nominal

UA 58,63%

U2A 225,52%

U3A 100,43%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 10,12%

U2A 7,54%

U3A 4,61%



e) ebitda, nominal

UA 46,95%

U2A 105,81%

U3A 49,78%

U4A 30,64%

U5A 17,17%

U6A 3,05%

U7A 0,63%

U8A 9,88%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 8,16

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +4,5% !!!!

Na semana passada, Bruce Barbosa da Nordresearch escreveu o artigo abaixo, manifestando a opinião de que os investidores em TRIS3 estariam "malucos" porque, em suas palavras, não faria sentido a TRIS3 ser negociada a um preço equivalente daquele da EZTC3.

O que vc acha?

Citação: artigo de Bruce Barbosa, da Nordresearch
Trisul - O Mercado É Maníaco Depressivo
O mercado erra para baixo. Mas o mercado também erra para cima.

Truco valendo dinheiro

Todo mundo sabe que o mercado é louco.

Mas poucos conseguem segurar a bucha quando é com seu próprio rico dinheirinho.

Já jogou truco ou poker valendo dinheiro?

Uma leve brincadeira entre amigos vira guerra civil.

Os preços são irracionais e baseados na emoção

É difícil aceitar o acima, principalmente quando começamos na bolsa.

Tudo parece tão determinístico. Tão preciso e calculado.

Mas o mercado não faz nenhum sentido.

Existem mais investidores em Bitcoins que na bolsa no Brasil.

Sim. No curto prazo, os preços são irracionais e baseados na emoção.

Desista de tentar prever o movimento dos preços.

Apenas espere uma discrepância grande demais.

Uma oportunidade.



Do inferno ao céu em 1.300 dias

Já ouviu falar nas empresas que constróem prédios? As incorporadoras?

Durante a crise, vi diversos gestores consagrados bradando: "este é o pior setor da bolsa".

"As empresas são péssimas", "nunca geraram nem gerarão valor", "...".

E, claro, quando escuto algo assim, imagino: "oportunidade".

Em 2015 e 2016, as incorporadoras não valiam nada. Quebrariam todas. Desde lá...

TRIS3 (branco) e Eztec (verde). Fonte: Bloomberg.

Desde 1o de janeiro de 2016, a incorporadora Trisul (TRIS3) subiu quase +490 por cento e Eztec (EZTC3) subiu +224 por cento.



Em 2016, o mercado estava depressivo. Depressivo demais.



O ciclo antecipado de Trisul

Trisul passou por maus bocados em 2011 e reduziu seus lançamentos (novos prédios) antes da maior crise da história do Brasil, em 2015.

Trisul chegou na crise sem estoque. Resultado, passou pela crise tranquilamente.

E voltou a acelerar (lançar) antes das outras.

Sem estoques encalhados, conseguiu voltar a lançar e a vender antes. E os lucros também apareceram antes.


ROE (return on equity ou retorno sobre o patrimônio) TRIS3 (marrom) e EZTC3 (vermelho). Fonte: Bloomberg.



O mercado está otimista demais

Tudo tem preço.

O mercado erra para baixo. Mas o mercado também erra para cima.

Trisul está com um lindo ROE de +15 por cento.

E Eztec, ainda se recupera. Eztec apresenta ROE de apenas +4 por cento.

E, vejam só, o mercado se esqueceu do passado. Eztec e Trisul negociam ao mesmo preço.


Preço/patrimônio TRIS3 (azul) e EZTC3 (branco). Fonte: Bloomberg.



Trisul engatou uma alta violenta que a levou ao mesmo preço da empresa que é benchmark do setor.

Mas Eztec sempre teve rentabilidade muito maior.

Eztec é a única que nunca teve problemas com estoques encalhados.

Sempre foi a melhor. A melhor gerida. A mais admirada.

A mais lucrativa. A que tem melhores margens.

A única que opera sem dívidas.



O mercado é maníaco depressivo

Não olhe só o índice. Olhe as ações, olhe de perto.

Você encontrará tantas discrepâncias, tantas oportunidades, que perderá a fé.

Não existe precisão. Não existe sentido.

O mercado é regido pelas emoções de uma massa de incautos - tanto leigos como profissionais.

Entendendo as loucuras que o mercado faz te dá muito mais confiança em seguir apenas os fundamentos.

Não faz nenhum sentido Trisul negociar ao preço de Eztec.

Eztec sempre foi maravilhosa. Trisul acabou de organizar sua cozinha.

Mas só entende isso quem enxerga o fundamento.

Quem enxerga o valor.

Quem enxerga o Investidor de Valor.




Antes de mais nada, acho que é importante conhecer-se TODOS os múltiplos das empresas e não basear o argumento principalmente no múltiplo P/VPA.



No que segue, os impactos decorrentes da venda da Torre B do Ez Towers para a Brookfield no 3T17, foram expurgados considerando-se as seguintes hipóteses: Receita Líquida atribuída à venda, de R$ 627 milhões, manutenção da margem bruta e da alíquota de IR/CS praticadas no 3T17.



EZTC3

PREÇO: R$ 21,16

PAYOUT (2018): 23,8%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 22,92

P/VPA 1,48

PSR 6,75

DY 0,59%

EV/EBITDA 58,26

MARGEM BRUTA 37,6%

MARGEM OPERACIONAL 33,5%

MARGEM LÍQUIDA 29,4%

LUCRO POR AÇÃO R$ 1,031

MARGEM EBITDA 10,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 2,9%

ROE 6,48%

LIQUIDEZ CORRENTE 7,26



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +66,48%

RESULTADO BRUTO +60,04%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +90,11%

RESULTADO OPERACIONAL +159,40%

RESULTADO LÍQUIDO +180,23%

EBITDA +548,63%



b) 1T19 vs 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +61,90%

RESULTADO BRUTO +71,25%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -53,51%

RESULTADO OPERACIONAL +150,67%

RESULTADO LÍQUIDO +168,64%

EBITDA passou de negativo para positivo



c) lucro (taxa média anual)

UA 180,23%

U2A -4,92%

U3A -27,18%



d) patrimônio líquido médio

UA -4,61%

U2A -4,00%

U3A -1,25%



e) ebitda, nominal

UA 548,63%

U2A -30,73%

U3A -45,86%

U4A -40,22%

U5A -34,56%

U6A -26,50%

U7A -20,11%

U8A -16,14%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 12,89

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +14,5%





TRIS3

PREÇO: R$ 6,22

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,62

P/VPA 1,55

PSR 1,50

DY 2,24%

EV/EBITDA 10,01

MARGEM BRUTA 32,7%

MARGEM OPERACIONAL 17,5%

MARGEM LÍQUIDA 14,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,586

MARGEM EBITDA 17,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,9%

ROE 14,58%

LIQUIDEZ CORRENTE 2,46



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +29,85%

RESULTADO BRUTO +39,55%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -41,01%

RESULTADO OPERACIONAL +85,97%

RESULTADO LÍQUIDO +87,49%

EBITDA +57,25%



b) 1T19 sobre 1T19, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +49,58%

RESULTADO BRUTO +53,21%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +59,56%

RESULTADO OPERACIONAL +101,07%

RESULTADO LÍQUIDO +106,04%

EBITDA +85,84%



c) lucro líquido, nominal

UA 87,49%

U2A 365,15%

U3A 69,15%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 9,61%

U2A 6,06%

U3A 2,68%



e) ebitda, nominal

UA 57,25%

U2A 120,99%

U3A 34,85%

U4A 27,78%

U5A 11,57%

U6A 1,12%

U7A 3,03%

U8A 1,21%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,32

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -3,5% !!!!



Além dos múltiplos, é interessante notar que a velocidade de vendas líquidas (VSO líquido) da Eztec non 1T19, medida em m2, foi de 16,6%, enquanto que aquela da Trisul, emplacou 24% em R$ e 21% em unidades.



Analisando os números das duas empresas, acho que restam poucas dúvidas de que ambas as empresas estão baratas. Que a Eztec tem um "track record" muito melhor, não se discute. Mas o momento da Trisul é excelente, não sendo possível visualizar grandes riscos.

Ou seja, não acho que investidores (como eu, por sinal), sejam malucos por não trocarem hoje as suas TRIS3 por EZTC3.
Prof,

Acompanho o Bruce Barbosa faz tempo , e sei que ele sempre foi fã da Eztec , assim como eu.

Quem seguiu as recomendações dele em Eztec ganhou um bom dinheiro.

Aliás é minha maior posição em bolsa.

Não conheço a Trisul , então vou falar do que considero bom na Eztec sem me aventurar na comparação.

-voltada ao mercado de alta renda, mais resiliente

-obtém as melhores margens do setor

-direção muito competente , não só no operacional mas tb na questão de usar bem o dinheiro ou devolver aos acionistas

Gosto muito de olhar o NAV que divulgam da Eztec, e se cumprirem o guidance que divulgaram podemos esperar que o NAV por ação suba uns cinquenta centavos por trimestre, o que considero muito bom.

Tb não sei se é certo expurgar a venda da Torre 2, porque isso não é tão excepcional assim na empresa, já estão com um projeto corporativo que dizem ser do mesmo porte da Eztowers. 

361939 - brunospc - 13/Jun/2019 13:04

Não gosto do trabalho do Bruce. Mas nada impede de termos as duas, desde que tenhamos o capital.

361955  - paulo_prof   - 13 Jun 2019, 19:00
O expurgo da venda da Torre 2 favorece a foto da Eztec, porque turbina a razão dos resultados dos U12M, sobre os resultados dos 12 meses anteriores. Infelizmente, ao expurgar os resultados da torre 2, o resultados da Eztec no período 2T17 a 1T18 foram tão pífios, que acabam não auxiliando nas estimativas das taxas de crescimento que estão em curso.

Por outro lado, a noção de que a Eztec atua mais no mercado de alta renda é um mito!

Nos últimos 2 trimestres, a empresa lançou:

Diogo Ibirapuera - padrão alto - 136 unidades - R$ 135,4 milhões

Fit Casa Brás - padrão econômico - 979 unidades - R$ 125,9 milhões

Sky House - padrão médio - 115 unidades - R$ 68,3 milhões

Z.Pinheiros - padrão "smart living" - 386 unidades - R$ 188,2 milhões

Le Jardin Ibirapuera - padrão alto - 22 unidades - R$ 71,6 milhões

Vértiz Club Home Vila Mascote - padrão médio - 168 unidades - R$ 98,6 mihões

Fit Casa Rio Bonito - padrão econômico/médio - 560 unidades - R$ 148,6 milhões



De acordo com o Relatório 1T19, o estoque de R$ 1,5 bilhões estava assim dividido:

econômico: 6%

médio: 63%

smart living: 8%

médio/alto: 1%

alto: 9%

comercial: 13%



Nos últimos 2 trimestres, a Tris lançou

Domy - padrão alto - 250 unidades - 134 milhões

Elev Araçatuba - padrão econômico - unidades 259 - R$ 38 milhões

Elev Brás - padrão econômico 400 unidades - R$ 73 milhões

Viva Mar Sabiá - padrão econômico - 314 unidades - R$ 54 milhões

Axis Vila Mariana - padrão alto - 167 unidades - R$ 94 milhões

Altez Ipiranga - padrão ato - 188 unidades - R$ 178 milhões



Do estoque de R$ 750 milhões da TRIS, 73% correspondem a unidades de padrões médio e alto, com 27% de padrão econômico. Ou seja, não muito diferente do mix da Eztec. No que a Trisul leva enorme vantagem é o seu estoque ser essencialmente composto por unidades em lançamento/construção (96%), enquanto que a maior parte do estoque da Eztec, de R$ 1,5 bilhões, é composto por unidades concluídas (56%).



No passado, de fato, a Eztec foi a empresa que obtinha as melhores margens no setor. Mas para ela voltar a obter estas margens, ainda vai levar algum tempo. O estoque de unidades prontas, que gera despesas de condomínio, iptu, etc,acaba corroendo estas margens. Acho que as coisas só entrarão definitivamente "nos eixos", no 2o. semestre.

361956  - paulo_prof  -  13 Jun 2019, 19:11
Correto. Nada impede que tenhamos as duas.

O "pecado" do Bruce é ter procurado "denegrir" a TRIS3, para enaltecer a EZTC3. Segundo ele, quem, lá atrás, comprou TRIS3, ganhou mais de 400% e ainda não vendeu, é "maníaco depressivo"!

A minha leitura é distinta: o Bruce sempre apostou na EZTC3, provavelmente faturou alto, mas o seu radar nunca percebeu a TRIS3 (que poderia ter lhe rendido o dobro!)... e agora está com dor de cotovelo!
                                                                                           ▲                                                                      ▲

Prof. Paulo,
Pode-se atribuir um "barato pra caramba" a TRIS3 ?
"Prá caramba", não diria ... mas está barato sim, principalmente porque na minha opinião é a incorporadora mais bem posicionada no mercado: em São Paulo, alta renda, o mercado que mais está crescendo neste momento. 
                                                                                           ▲                                                                      ▲

Essa com muitos fundamentos Investing.com - O BTG Pactual (SA:BPAC11) avalia que a Trisul (SA:TRIS3) passa por uma realidade muito melhor que a maioria das construtoras de médio e alto padrão. Um dos principais fatores que traçam a diferença para outras construtoras é o nível de estoque perto do zero em imóveis acabados, de aproximadamente R$ 30 milhões. As informações constam de relatório enviado a clientes nesta segunda-feira. Com isso, as ações da construtora avançam 2,56% a R$ 5,60. Outro ponto positivo apontado pela equipe do banco é a alavancagem muito baixa, além do crescimento expressivo nos resultados. Os analistas destacam que, apesar do ativo não estar na cobertura do BTG, a companhia deve entregar resultados sólidos e, anualizando o primeiro trimestre (ROE de 17%), as ações estariam sendo negociadas a apenas 7,5x P/E 2019E, o que se mostra atrativo. Apesar das recentes altas, o banco entende que ainda há espaço para mais. O documento do banco destaca ainda que a construtora tem um banco de terrenos de R$ 1,5 bilhão de valor de venda potencial, o que é suficiente para os lançamentos de 2019 e 2020. A estratégia agora está na compra de áreas de olho em 2021. Os analistas destacam a estratégia da companhia é de alta rotatividade, não tendo interesse na aquisição de muitas áreas para poder impulsionar os ROEs. Eles destacam que a empresa está confiante de que os ROEs podem aumentar muito, pois as receitas estão aumentando. No acumulado do ano, a Trisul lançou R$ 376 milhões e as vendas brutas foram de R$ 380 milhões, o que significa que elas já alcançaram 54% da meta inferior de R$ 700-800 milhões para lançamentos e vendas brutas para o ano fiscal de 2019. A administração manteve o guidance, mas concordou que há fortes chances de superá-la graças à demanda realmente forte, uma vez que os projetos lançados em 2019 já estão quase 60% vendidos. Com mais lançamentos no 2S19, a Trisul também está otimista de que os preços das residências aumentarão em São Paulo, com demanda alta nos bairros premium.

361188  - paulo_prof   -  13 Mai 2019, 22:28
Se o ativo estava barato há aprox. 3 meses, agora, depois de um excelente resultado e preços menores, só pode estar mais barato ainda ...

TRIS3

PREÇO: R$ 5,02

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 8,57
P/VPA 1,25
PSR 1,21
DY 2,77%
EV/EBITDA 8,36
MARGEM BRUTA 32,7%
MARGEM OPERACIONAL 17,5%
MARGEM LÍQUIDA 14,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,586
MARGEM EBITDA 17,6%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,9%
ROE 14,58%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,46


Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +29,85%

RESULTADO BRUTO +39,55%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -41,01%

RESULTADO OPERACIONAL +85,97%

RESULTADO LÍQUIDO +87,49%

EBITDA +57,25%



b) 1T19 sobre 1T19, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +49,58%

RESULTADO BRUTO +53,21%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +59,56%

RESULTADO OPERACIONAL +101,07%

RESULTADO LÍQUIDO +106,04%

EBITDA +85,84%



c) lucro líquido, nominal

UA 87,49%
U2A 365,15%
U3A 69,15%


d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 9,61%

U2A 6,06%

U3A 2,68%



e) ebitda, nominal

UA 57,25%
U2A 120,99%
U3A 34,85%
U4A 27,78%
U5A 11,57%
U6A 1,12%
U7A 3,03%
U8A 1,21%


Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,32

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -7,0% !!!!

360962 - paulo_prof -  05 Mai 2019, 18:51
A TRIS não depende do MCMV. A prévia operacional veio excelente. Se os distratos ficarem abaixo dos 13% (média do ano passado) os resultados deverão vir fortes.

360635  - majot   - 24 Abr 2019, 19:46
Prévia Operacional do 1T19

São Paulo, 24 de abril de 2019 - TRISUL S.A. (A TRISUL S.A. (B3: TRIS3), anuncia a prévia de seus resultados operacionais do 1T19. Os resultados aqui apresentados são gerenciais e não foram submetidos à revisão da auditoria externa.

Destaques:

Vendas Brutas % Trisul totalizaram R$ 256 milhões no trimestre, elevação de 52% ante o trimestre anterior.
Vendas Líquidas % Trisul totalizaram R$ 240 milhões no trimestre, elevação de 56% em comparação ao 4T18 e 65% ante o 1T18.
Lançamentos % Trisul totalizaram R$ 272 milhões no trimestre, elevação de 554% em comparação ao 1T18. O VSO dos lançamentos registrou 41% no trimestre.
Obras entregues somaram R$ 173 milhões.
Para mais informações e visualização do documento na íntegra, clique aqui.

Divulgação dos Resultados 1T19

Destaques
Português
Data: 14 de maio de 2019
Hora: 14h30 (Brasília)
13h30 (US-EST)
Telefone: +55 (11) 2188-0155
Código: Trisul

Replay disponível até: 21/05/19
Replay: +55 (11) 2188-0400
Código: Trisul

Participantes devem se conectar aproximadamente 15 minutos antes do início da teleconferência

Webcast: A teleconferência também será transmitida ao vivo pela Internet em sistema de áudio e slides. Para acessar o webcast ao vivo na internet.

Relações com Investidores
Tel.: +55 (11) 3147-0134
E-mail: ri@trisul-sa.com.br
Website: www.trisul-sa.com.br/ri

359303 - paulo_prof -  13 Mar 2019, 01:59
Resultado Muito Bom do 4T18, um pouco inferior ao excelente resultado do 3T18. Sou da opinão de que o ativo tem findamentos para extender a ytrajetória de alta.

TRIS3

PREÇO: R$5,29

PAYOUT (2018) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,74

P/VPA 1,38

PSR 1,42

DY 2,21%

EV/EBITDA 10,65

MARGEM BRUTA 32,7%

MARGEM OPERACIONAL 16,4%

MARGEM LÍQUIDA 13,2%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,492

MARGEM EBITDA 16,4%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 49,4%

ROE 12,83%

LIQUIDEZ CORRENTE 2,59



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +23,45%

RESULTADO BRUTO +41,27%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -64,08%

RESULTADO OPERACIONAL +98,68%

RESULTADO LÍQUIDO +105,60%

EBITDA +60,78%



b) 4T18 sobre 4T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +18,62%

RESULTADO BRUTO +16,87%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -18,49%

RESULTADO OPERACIONAL +10,243%

RESULTADO LÍQUIDO +0,97%

EBITDA -3,90%



c) lucro líquido, nominal

UA 105,60%

U2A 426,64%

U3A 55,56%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 8,57%

U2A 4,75%

U3A 2,68%



e) ebitda, nominal

UA 60,78%

U2A 115,50%

U3A 22,31%

U4A 18,40%

U5A 5,02%

U6A -2,11%

U7A 2,39%

U8A -3,60%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,15

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -3,0% !!!!

356963 - marcosvinicius2 -   19 Dez 2018, 01:02
COMENTÁRIO: PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADO LÍQUIDO = Resultado Líquido de R$ 21,098 milhões no 3T18 x R$ 9,509 milhões no 3T17; RESULTADO OPERACIONAL = R$ 26,029 milhões no 3T18 x 11,846 milhões no 3T17; RESULTADO FINANCEIRO = R$ -0,224 milhões no 3T18 x -1,837 milhões no 3T17; EBITDA = R$ 30,290 milhões no 3T18 x 15,655 milhões no 3T17; RELATORIO DA ADM = DESEMPENHO FINANCEIRO: As informações trimestrais (individuais e consolidadas) são apresentadas na moeda Real (R$), estão em conformidade com o Pronunciamento Técnico CPC 21(R1) –Demonstração Intermediária e com a norma internacional IAS 34 –Interim Financial Reporting, contemplando a orientação contida no Ofício Circular/CVM/SNC/SEP 01/2018, relacionada à aplicação da Orientação OCPC 04, emitida pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Conselho Federal de Contabilidade (CFC), sobre o reconhecimento de receitas ao longo do tempo, assim como apresentadas de forma condizente com as normas expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários, aplicáveis à elaboração das Informações Trimestrais –ITR. A Companhia reconhece atualmente a receita referente aos contratos de construção utilizando a metodologia de percentagem completada (POC -Percentage of Completion method), que consiste no reconhecimento da receita com base no custo de construção incorrido ao longo da execução da obra, seguindo as disposições da Orientação Técnica OCPC 04 -Aplicação da Interpretação Técnica ICPC 02 às Entidades de Incorporação Imobiliária Brasileiras.:

TRIS3
PREÇO: R$ 3,35
PAYOUT (2017): 27,16%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,82
P/VPA 0,86
PSR 0,94
DY 3,98%
EV/EBITDA 8,64
MARGEM BRUTA 32,72%
MARGEM OPERACIONAL 16,66%
MARGEM LÍQUIDA 13,74%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,491
MARGEM EBITDA 17,84%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 71,19%
ROE 12,60%
LIQUIDEZ CORRENTE 3,41

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 34,40%
RESULTADO BRUTO 63,04%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -59,65%
RESULTADO OPERACIONAL 260,24%
RESULTADO LÍQUIDO 332,19%
EBITDA 168,81%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 26,12%
RESULTADO BRUTO 55,22%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -87,81%
RESULTADO OPERACIONAL 119,73%
RESULTADO LÍQUIDO 121,87%
EBITDA 93,48%

c) lucro (taxa média anual)
UA 332,19%
U2A 222,28%
U3A 64,17%

d) patrimônio líquido médio
UA 7,60%
U2A 3,67%
U3A 2,04%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,14
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -13,5% !!!!
[...]

356974 - paulo_prof  -  19 Dez 2018, 15:28
Citação: eduardojose - Post #356939 - 18/Dez/2018 18:43
Professor, estou com R$ para praticamente dobrar minha carteira.
Poderia citar alguns ativos que na sua visão, ainda estão interessantes para comprar?
Na minha opinião, FESA4 e UNIP6 não estão caras.

Na construção civil, acho que ainda dá para comprar TRIS3, TEND3, MRVE3 e DIRR3.

Uma outra que acho ter ainda chão para andar é a JSLG3.

Apesar dos preços correntes deprimidos, acredito no setro de papel e celulose. Acho que um mix de SUZB3 e KLBN11 para o longo prazo não tem erro.

Finalmente, há os bancos médios. Não vejo porque a ABCB4 não possa estar sendo negociada acima dos R$ 20,00 num prazo de 12 meses.

356235 - alesl  -  28 Nov 2018, 07:36
Bom dia.

Gostaria de dividir com vcs a análise de TRIS3, pois acredito que seja um ativo interessante, que vem mostrando ótimo crescimento neste ano, mas creio que ainda tem muito potencial para valorização.

Nos numeros, com 18 tendo o acumulado do ano, acho que não precisa comentar em cada número, mas no geral. Temos uma empresa que vem crescendo a receita nestes 2 ultimos anos, com RPL aumentando, já buscando rentabilidade acima da histórica (pendente o ultimo tri18). Lucros bruto, operacional e líquido aumentando a margem.

Dívida subindo, sendo 45% do PL, mas aparentemente comportada com o % de passivo circulante caindo, ou seja, dívida de perfil longo aumentando (conforme release sendo a maior parte para 2020-21). No curto prazo, a liquidez corrente aumentando ano a ano.

Valor patrimonial abaixo de 1.

No FCD, pegando somente o lucro dos 3 tri18, não considerando crescimento de lucros até a perpetuidade, desconto de 10% até os 10 anos e de 12% na perpetuidade, encontro um valor intrinseco de 3,30. ou seja, num cenário catastrófico o preço da açao estaria ok.

Mas acredito que o cenário deva ser de crescimento, o que deve dar um bom up side para a ação.

Além disso o carimbo do professor http://buscador-smallcaps.com.br/?query=tris3&auth...

Me parece milagre demais para o santo!! Ou qual esqueleto que está no armário??

355860  - paulo_prof -  13 Nov 2018, 20:37
Mais do mesmo ...

A cada trimestre ... o ativo fica mais barato. Resultados excelentes, mais uma vez. Quando o mercado "acordar" para a incorporação civil, este deverá ser um dos primeiros ativos a serem beneficiados. Vem apresentando resultados consistentes e, a menos que esteja enganado, é o mais barato no setor. Não há porque ser negociado muito mais barato do que MRVE3 e TEND3.

TRIS3

PREÇO: R$ 2,97

PAYOUT (2017) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,05

P/VPA 0,76

PSR 0,83

DY 3,93%

EV/EBITDA 6,65

MARGEM BRUTA 32,7%

MARGEM OPERACIONAL 16,7%

MARGEM LÍQUIDA 13,7%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,491

MARGEM EBITDA 17,7%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 47,5%

ROE 12,60%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,41



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +34,40%

RESULTADO BRUTO +63,04%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -59,65%

RESULTADO OPERACIONAL +260,24%

RESULTADO LÍQUIDO +332,19%

EBITDA +140,20%



b) 3T18 sobre 3T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +26,12%

RESULTADO BRUTO +55,22%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -87,81%

RESULTADO OPERACIONAL +119,73%

RESULTADO LÍQUIDO +121,87%

EBITDA +60,68%



c) lucro líquido, nominal

UA 332,19%

U2A 222,28%

U3A 64,17%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 7,60%

U2A 3,67%

U3A 2,04%



e) ebitda, nominal

UA 140,20%

U2A 83,36%

U3A 26,17%

U4A 17,45%

U5A 2,05%

U6A -2,15%

U7A 9,35%

U8A -5,65%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,14

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -16,0% !!!!

355257 - paulo_prof  -  30 Out 2018, 22:28
Citação: manoellobato - Post #355248 - 30/Out/2018 20:36
Boa tarde
Prof. Paulo, vi que você comprou RDNI3 em setembro, comprou mais desde então? Quais empresas do setor acha interessante ter em carteira e qual o peso na carteira? Após o resultado de GRND3 e as recentes quedas na cotação o senhor acha uma boa opção nesse momento?
Considerando somente os fundamentos e o momento atual da empresa, acho que a melhor aposta é TRIS3. P/VPA = 0,77 e P/L = 6,05 (último trimestre). DIRR3, com P/VPA = 0,72 e turnaround quase certamente completado, seria uma 2a. oção.

RDNI3 é uma opção que provavelmente ainda demandará algum tempo. P/VPA = 0,29 certamente é um convite, mas não creio que saia do negativo antes do final do ano.

Não comprei mais RDNI3. Comprei DIRR3 por ocasião da distribuição dos proventos. Comprei, também, algumas TRIS3.

355193 - paulo_prof  -  29 Out 2018, 14:52
Se vc olhar exclusivamente para os fundamentos, R$ 4,00 ainda estaria barato.

Por outro lado, entretanto, não temos indicações se o atual congresso não vai continuar aumentando as despesas e também não sabemos como será a relação do presidente com o novo congresso.

355189 - gcn1 -  29 Out 2018, 14:37
Realizei algumas compras á 2,65-2,85 porém não gostaria de ter que pagar +3 reais nesse papel agora, pois prezo pela margem de segurança.

352874 - paulo_prof  - 15 Ago 2018, 17:06
A cada trimestre ... o ativo fica mais barato. Resultados excelentes, mais uma vez. Quando o mercado "acordar" para a incorporação civil, este deverá ser um dos primeiros ativos a serem beneficiados. Vem apresentando resultados consistentes e, a menos que esteja enganado, é o mais barato no setor. Não há porque ser negociado muito mais barato do que MRVE3 e TEND3.

TRIS3

PREÇO: R$ 2,74

PAYOUT (2017) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,65

P/VPA 0,73

PSR 0,82

DY 3,57%

EV/EBITDA 6,97

MARGEM BRUTA 31,0%

MARGEM OPERACIONAL 14,8%

MARGEM LÍQUIDA 12,3%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,412

MARGEM EBITDA 16,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,1%

ROE 10,97%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,05



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +36,00%

RESULTADO BRUTO +53,58%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -42,12%

RESULTADO OPERACIONAL +323,38%

RESULTADO LÍQUIDO +567,99%

EBITDA +173,84%



b) 2T18 sobre 2T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +24,45%

RESULTADO BRUTO +37,31%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -51,14%

RESULTADO OPERACIONAL +351,28%

RESULTADO LÍQUIDO +499,69

EBITDA +157,81%



c) lucro líquido, nominal

UA 567,99%

U2A 125,29%

U3A 63,38%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 5,03%

U2A 1,95%

U3A 1,06%



e) ebitda, nominal

UA 173,84%

U2A 53,50%

U3A 26,88%

U4A 11,56%

U5A -3,43%

U6A -5,05%

U7A 5,87%

U8A -6,31%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,15

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durane os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -14,0% !!!

352297 - MANGUITO  -  29 Jul 2018, 18:35
Posts extraídos do fórum da Trisul (TRIS3):

"Pessoalmente, acredito que em 2018 a empresa pode reportar LL na casa de 55-65 milhões. Com LL anual de 60 mi e a cotação atual de 2,60 tem-se um p/l de 6.

Não me parece mau negócio pagar p/l 6 para uma empresa com o operacional REDONDO REDONDO."

"Para os próximos trimestres, com o aumento dos lançamentos, espero maiores valores da Receita Líquida (RL) com manuntenção de margem líquida saudável (entre 10 e 12%). Algo mais ou menos assim, em termos de RL e LL trimestrais:

1Tri2018 - RL 120 mi com LL 13 mi

2Tri2018 - RL 130 mi com LL 14,5 mi

3Tri2018 - RL 140 mi com LL 16,5 mi

4Tri2018 - RL 150 mi com LL 18 mi

Ano 2018 - RL 540 mi com LL 62 mi"

350274 - paulo_prof  -  24 Mai 2018, 22:28
Excelentes os Resultados da Trisul. Não percebi ameaças no curto prazo. Os resultados deverão continuar evoluindo. Atoivo barato.

TRIS3

PREÇO: R$ 2,59

PAYOUT (2017) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 8,29

P/VPA 0,71

PSR 0,81

DY 2,87%

EV/EBITDA 7,75

MARGEM BRUTA 30,5%

MARGEM OPERACIONAL 12,2%

MARGEM LÍQUIDA 9,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,313

MARGEM EBITDA 14,5%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 45,6%

ROE 8,54%

LIQUIDEZ CORRENTE 3,04



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T17, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +45,25%

RESULTADO BRUTO +62,19%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -16,19%

RESULTADO OPERACIONAL +357,60%

RESULTADO LÍQUIDO +1.053,98%

EBITDA +180,32%



b) 1T18 sobre 1T18, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +25,31%

RESULTADO BRUTO +73,21%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -69,85%

RESULTADO OPERACIONAL +275,19%

RESULTADO LÍQUIDO +480,68

EBITDA +129,24%



c) lucro líquido, nominal

UA 1053,98%

U2A 60,66%

U3A 40,74%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 2,62%

U2A 0,63%

U3A 0,20%



e) ebitda, nominal

UA 180,32%

U2A 24,88%

U3A 19,24%

U4A 2,39%

U5A -7,42%

U6A -3,98%

U7A -4,97%

U8A -6,75%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,91

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -9,0% !!!!

349156 - marcosvinicius2 -  20 Abr 2018, 22:23
COMENTÁRIO: PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). No ano de 2017 as Vendas Líquidas registraram R$ 553 milhões, acréscimo de 59% ante o ano anterior. O VSO (em unidade) registrou 29% no trimestre, registrando recorde dos últimos treze anos. Em 2017 foram lançados 11 empreendimentos, totalizando um VGV% Trisul de R$683 milhões distribuído em 1.805 unidades. No ano de 2017 a Companhia concluiu os empreendimentos Latitude Vila Mascote, Latitude Aclimação, Gaivota e Horizontes Araçatuba Fase-2, totalizando um VGV% Trisul equivalente a R$ 206 milhões distribuído em 271 unidades. A Companhia registrou, em 2017, elevação de 46% da Receita Líquida em comparação ao ano anterior, totalizando R$ 442 milhões. Em 2017 a Companhia registrou um Lucro Líquido de R$ 34,9 milhões, elevação de 1.249% em comparação com o ano de 2016.:

TRIS3
PREÇO: 5,93
PAYOUT (2017): 27,16%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 12,38
P/VPA 0,83
PSR 0,98
DY 2,19%
EV/EBITDA 12,83
MARGEM BRUTA 28,56%
MARGEM OPERACIONAL 10,19%
MARGEM LÍQUIDA 7,92%
LUCRO POR AÇÃO 0,479
MARGEM EBITDA 12,29%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 67,59%
ROE 6,70%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,87

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 46,02%
RESULTADO BRUTO 45,63%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 123,55%
RESULTADO OPERACIONAL 381,69%
RESULTADO LÍQUIDO 1248,96%
EBITDA 280,22%

b) 4T17 sobre 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 46,02%
RESULTADO BRUTO 45,63%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 123,55%
RESULTADO OPERACIONAL 381,69%
RESULTADO LÍQUIDO 1248,96%
EBITDA 280,22%

c) lucro (taxa média anual)
UA 1248,96%
U2A 35,31%
U3A 20,08%

d) patrimônio líquido médio
UA 1,06%
U2A -0,14%
U3A -0,22%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,99
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -0,15% !!!!
[...]

348525  - paulo_prof   -  29 Mar 2018, 21:27
Citação: celso araujo - Post #348452 - 28/Mar/2018 02:13
PAULO PROF
Na atual conjuntura economica, poderia citar empresas que ainda considere baratas nos atuais preços? Gostaria de estudar algumas indicações mais a fundo.
A atual conjuntura econômica é de incerteza ... eu acho que a probabilidade de elegermos um governo irresponsável é pequena, mas ... e vc?

A esquerda, bem como a extrema-direita de Bolsonaro, atrapalharam a proposta de reforma da previdência no que foi possível. Se houver um 2o. turno entre a esquerda e a extrema-direita, quais são as perspectivas de se reformar a previdência. Qual será a credibilidade do eleito para liderá-la. Quando o outro quer fazer sou contra e faço questão de atrapalhar ... quando eu vou fazer, quero que todos me ajudem?

Sem uma reforma da previdência suficientemente abrangente, não vejo como o governo equilibrar as contas. Quando não se consegue equilibrar as contas, as situações do Brasil no final do governo Diulma, do Rio, Minas e Rio Grande do Sul estão aí para ilustrarem as consequências.

Eu acho/espero/rezo para que não tenhamos que escolher entre populismos de esquerda e de direita. E se o centro (qualquer que seja) levar, acho que o ciclo (crescimento, inflação, etc) será virtuoso.
[...]
Se o estado atual da economia continua evoluindo como nos últimos 12 meses, o setor da construção civil deverá ser bastante beneficiado. As minhas preferidas são a TEND3, MRVE3 e TRIS3, mas ficaria de olho também na DIRR3 que deverá produzir resultados bastante positivos a partir do 2T18.
[...]

348168  - paulo_prof   -  17 Mar 2018, 02:50
Há que se ler o relatório. Se for todo recorrente, resultado Excepcional. Sem comentários ... Apesar de toda a recente valorização, acho que o ativo ainda está barato.

TRIS3

PREÇO: R$ 5,71

PAYOUT (2017) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,92

P/VPA 0,80

PSR 0,94

DY 1,99%

EV/EBITDA 8,84

MARGEM BRUTA 28,6%

MARGEM OPERACIONAL 10,2%

MARGEM LÍQUIDA 7,9%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,479

MARGEM EBITDA 14,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 42,9%

ROE 6,70%

LIQUIDEZ CORRENTE 2,50



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T16, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +46,02%

RESULTADO BRUTO +45,63%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +123,55%

RESULTADO OPERACIONAL +381,69%

RESULTADO LÍQUIDO +1.248,96%

EBITDA +224,66%



b) 4T17 sobre 4T16, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +74,51%

RESULTADO BRUTO +95,66%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +1.252,08%

RESULTADO OPERACIONAL +603,99%

RESULTADO LÍQUIDO +933,08

EBITDA +444,09%



c) lucro líquido, nominal

UA 1248,96%

U2A 35,31%

U3A 20,08%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA 1,06%

U2A -0,14%

U3A -0,22%



e) ebitda, nominal

UA 224,33%

U2A 13,04%

U3A 11,13%

U4A -2,81%

U5A -9,28%

U6A -3,18%

U7A -8,90%

U8A -3,47%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,99

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -1,0% !!!!

348156  - mantonio01   -  16 Mar 2018, 21:39
Considero este dividendo ÓTIMO. Lembremos que quando a empresa lucrou pouco, em 2015 e 2016, ainda assim distribuiu 10.000.000,00 de dividendos ref. cada ano.

Agora que a operação praticamente dobrou de tamanho, não vai haver geração de caixa suficiente para pagar altos dividendos. O setor de Construção Civil utiliza capital intensivo. No caso da Média-Alta renda, somente depois da entrega dos imóveis aos compradores é que o capital retorna pra valer às incorporadoras via repasse dos recebíveis aos bancos.

Não nos esqueçamos de uma outrora LINDA menina, princesinha total, que distribuía fartos dividendos e por isso foi pega no contrapé com a crise do setor. Trata-se da hoje feiosa HELBOR.

348155  - acms  -  16 Mar 2018, 21:31
A liquidez de TRIS3 é muito baixa, mas não sei de desdobrar seria a melhor solução. (o valor da ação vai voltar para R$ 2,75).

O dividendo vai ser de 0,1678 por ação (sem desdobramento). Acredito que poderiam pagar bem mais que estes R$ 12,3 milhões. Yield de 3% (Baixo para padrão atual de lucratividade).

348154  - mantonio01  -  16 Mar 2018, 21:29
Em primeira análise, considerei a proposta de DESDOBRAMENTO em TRIS3 coisa de mico.

Por outro lado, avaliando que existem apenas 20.267.000 ações em circulação pode ser uma medida acertada para melhorar a liquidez, que convenhamos ainda é MUITO BAIXA.

Com o desdobramento teremos 40.534.000 ações em circulação.

Outra boa medida seria os controladores venderam um pouco de suas ações. Contudo, agora que a empresa acertou a mão, somente bem acima do VPA de 7,25 para eles fazerem isso. Na realidade, compraram algumas mais em dezembro, janeiro e fevereiro.

348153 - mantonio01 -  16 Mar 2018, 21:25
TRISUL S.A.
CNPJ/MF nº. 08.811.643/0001-27
NIRE 35.300.341.627
COMPANHIA ABERTA

FATO RELEVANTE

PROPOSTA DE DESDOBRAMENTO DE AÇÕES

Em cumprimento ao disposto na Lei n 6.404/76, na Instrução CVM nº 358/02 e às melhores práticas de governança corporativa, Trisul S.A. (“Companhia”) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que o Conselho de Administração, em reunião realizada nesta data, deliberou submeter à Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária a ser convocada para dia 27/04/2018, a proposta de desdobramento da totalidade das ações ordinárias de emissão da Companhia, de modo que para cada ação ordinária será emitida e atribuída ao seu titular 01 (uma) nova ação ordinária, com os mesmos direitos e vantagens das pré-existentes, sem qualquer alteração do Capital Social.
São Paulo, 16 de março de 2018.
Fernando Salomão
Diretor de Relações com Investidores

348147  - acms  -  16 Mar 2018, 21:04
É salutar relembrar que nos 2 últimos trimestres fez LL de 30 milhoes aproximadamente, o que faz que a empresa girei com P/L de 6/8.

A tendência é de lucratividade mas o problema é saber se irão continuar com margens operacionais interessantes.

Parece que o processo de retomada do lucro está acontecendo com mais consistência.

Vamos aguardar

348146 - mantonio01  -  16 Mar 2018, 21:02
TRISUL Surpreendente !!

p/l = 12 (cotação de 5,71 no fechamento de hoje)

Agora, mudando nossa suposição de LL trimestrais de 15 para 20 milhões, na DRE de encerramento do 3T18 o p/l pode cair para 5,2 (cotação de hoje, a 5,71).

Portanto, para um p/l 10, após os resultados do 3Tri2018, as cotações podem estar em 10,96, ou seja, potencial alta de mais de 90%.

348145 -  mantonio01  16 Mar 2018, 20:56
Trisul ESPETACULAR

LL 4Tri2017 = 20,4 Milhões

348144 - acms -  16 Mar 2018, 20:56
Bom Resultado do Trisul (TRIS3)

Link: https://www.rad.cvm.gov.br/ENET/frmNBC.aspx?NSD=72378

Parece que a empresa está melhorando e conseguindo entregar margens positivas interessantes em função do valuation atual (não se pode comparar com a eficiência da eztec). As prévias do 4 tri indicavam números interessantes.

Apesar da alta do ativo recentemente, o P/L parece ainda reduzido em função dos resultados do 4 trimestre.

Vamos aguardar a prévia do primeiro trimestre.

Professor, se tiver uma opinião seria bem-vinda. A opinião de qualquer investidor também é interessante.

348038  - mantonio01  -  14 Mar 2018, 02:40
P/L hoje de TRIS3 é 24 (preço de fechamento em 13/03/2018 de 5,50).

Estimo LL trimestrais da ordem de 15 milhões a partir do 4Tri2017 (no 3Tri2017 foi de 9,5 milhões).

Com a DRE de fechamento de 2017 o p/l deve cair para quase a metade (p/l de 13,5).

Na DRE de encerramento do 3T18 pode cair para 6.

Portanto, para um p/l 10, após os resultados do 3Tri2018, as cotações podem estar em 8,20, ou seja, potencial alta de quase 50%.

346570 - acms -  30 Jan 2018, 12:38
A prévia veio um pouco melhor que o esperado mas nada excepcional (acima do guidance). A trisul passou por uma reestruturação forte no passado, inclusive com a gradus alterando processos.
Acredito que a Trisul pode virar uma "pequena" Eztec no futuro. Se tiver metade da Margem Líquida dos Zarzur´s já vai ser ótimo. O valuation é o mais interessante do papel, mas a produtividade da Eztec é difícil de obter neste setor de renda média-alta em SP. Vamos acompanhando o papel e esperando terminar a posição da Polo e da SulAmerica (talvez este seja o principal motivo do valuation interessante).

346565  - mantonio01  -  29 Jan 2018, 20:54
Parabéns pelo comentário no fórum da TRIS3 !!
Acertou na mosca, ou melhor, no fiofó da mosca !!!
http://ri.trisul-sa.com.br/trisul/web/conteudo_pt....

343941  - mantonio01   -  13 Nov 2017, 20:51
INACREDITÁVEL o guidance de TRIS3 para 2017 e 2018...

343940  - mantonio01   -  13 Nov 2017, 20:45
INACREDITÁVEL o atual endividamento líquido de TRIS3...

343125  - floripa luc  -  24 Out 2017, 13:08
prof. Paulo o small escreveu que uma das possíveis pérolas para subir poderia ser tris3

Acho que ele acertou o sr. ja viu a previa que saiu hoje

balanço virá forte como small estava achando

PRÉVIA OPERACIONAL DO 3T17 E 9M17

São Paulo, 23 de Outubro de 2017 - A TRISUL S.A. (BM&FBovespa: TRIS3; Bloomberg: TRIS3 BZ; Reuters: TRIS3.SA), anuncia a prévia de seus resultados operacionais do 3T17 e 9M17.

DESTAQUES
Vendas Líquidas registraram recorde trimestral em 6 anos, totalizando R$141 milhões, elevação de 30% em comparação ao 3T16. Nos 9M17 as Vendas Líquidas registraram R$ 380 milhões, acréscimo de 36% ante os 9M16.
VSO de 25% no trimestre.
Lançamentos de R$ 461 milhões nos 9M17, elevação de 66% em comparação ao mesmo período

343120  - mantonio01 -  24 Out 2017, 01:25
http://ri.trisul-sa.com.br/trisul/web/conteudo_pt....
No 3º TRI-2017 - Vendas Contratadas Líquidas de 141 milhões (parte TRISUL) e VSO de 25% !!!!
Esta prévia operacional foi verdadeiramente SURPREENDENTE !! Muito POSITIVA !!
Sobre o desempenho operacional da TRISUL em 2016 e 1º Semestre/2017:
No 1º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 81 milhões e VSO de 16%
No 2º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 90 milhões e VSO de 18%
No 3º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 108 milhões e VSO de 21%
No 4º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 68 milhões e VSO de 13%
No 1º TRI-2017 - Vendas Contratadas Líquidas de 118 milhões e VSO de 20%
No 2ºTRI-2017 - Vendas Contratadas Líquidas de 121 milhões e VSO de 18%.

342937 - mantonio01 -  14 Out 2017, 17:11
Sobre o desempenho operacional da TRISUL em 2016 e 1º Semestre/2017:
No 1º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 81 milhões e VSO de 16%
No 2º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 90 milhões e VSO de 18%
No 3º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 108 milhões e VSO de 21%
No 4º TRI-2016 - Vendas Contratadas Líquidas de 68 milhões e VSO de 13%
No 1º TRI-2017 - Vendas Contratadas Líquidas de 118 milhões e VSO de 20%
No 2ºTRI-2017 - Vendas Contratadas Líquidas de 121 milhões e VSO de 18%. De novo! Impressionante! Maravilha! foi bom demais! Porém, contudo, todavia, entretanto (de novo)! o mercado de capitais CONTINUOU tô nem aí pro papel, tudo paradinho, liquidez ZERO



341094  - paulo_prof  -  15 Ago 2017, 16:01
Entre as construtoras, de fato, a Trisul é uma que nunca deixou de postar ebitda positivo. Por outro lado, parece que a última linha de 12 meses da DRE, deixou o seu ponto mínimo para trás.

Ocorre que (pelo menos na minha opinião) há melhores alternativas no setor imobiliário. Por que iria eu comprar TRIS3 e não, por exemplo, MRVE3?

TRIS3

PREÇO: R$ 2,90

PAYOUT (2016) 23,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 23,52

P/VPA 0,42

PSR 0,59

DY 1,01%

EV/EBITDA 10,27

MARGEM BRUTA 27,4%

MARGEM OPERACIONAL 4,8%

MARGEM LÍQUIDA 2,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,123

MARGEM EBITDA 9,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 35,4%

ROE 1,80%

LIQUIDEZ CORRENTE 2,88



Taxas de Crescimento

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T16, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,37%

RESULTADO BRUTO +4,21%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +101,62%

RESULTADO OPERACIONAL -13,62%

RESULTADO LÍQUIDO -24,02%

EBITDA -11,81%



b) 2T17 sobre 2T16, nominal

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +66,91%

RESULTADO BRUTO +74,94%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +62,90%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA +139,89%



c) lucro líquido, nominal

UA -24,02% -

U2A -19,20%

U3A -31,10%



d) patrimônio líquido médio, nominal

UA -1,03%

U2A -0,87%

U3A -0,44%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 1,57

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +16,0% !!!!

341074  - existecarvalho  -  15 Ago 2017, 00:42
Informações Financeiras da TRISUL 2Tri/2017


Como as empresas de construção civil não apresentam o indicador VSO de maneira uniforme, segue o VSO da TRISUL referente ao 2º TRI2017.


341073  - existecarvalho  -  14 Ago 2017, 23:43
Ilustre Professor Paulo, sei que acompanha empresas do setor de CC focadas na média-alta renda. Daí minhas indagações ao final.

Acabou de sair o resultado da Trisul (TRIS3) referente ao 2Tri2017.

Além de ratificar os resultados do 1Tri2017 em termos financeiros, trouxe notícias ainda melhores.

- lançamentos de 149 milhões no 1ºTri e 229 milhões 2ºTri, no total de 378 milhões no Semestre - valores expressivos pra uma empresa do porte da TRISUL;

- vendas líquidas contratadas de 118 milhões no 1Tri e 121 milhões 2Tri: total de 239 milhões no Semestre;

- VSO (20% para o 1º TRI e 18% para o 2º TRI - percentual decresceu, obviamente, devido aos lançamentos muito maiores no 2ºTri) - percentuais muito expressivos e muito superiorers aos reportados pelas empresas concorrentes listadas (EZTC3, HBOR3, GFSA3, TCSA3, CYRE3 e EVEN3).

Em suma, salvo melhor juízo, apesar dos resultados financeiros ainda tímidos (provavelmente ante os altos descontos pra liquidar os estoques), tudo me parece muito saudável na empresa (dívida líquida em queda e baixa, receita líquida com viés crescente).

Como o Senhor enxerga o FUTURO imediato da empresa - 2º Semestre/2017 e ano 2018? Ela efetivamente largou na frente rumo à uma rentabilidade melhor do que ELA MESMA reportava nos bons tempos do setor - até o topo dos resultados do setor de CC em 2013?

Obrigado e parabéns pela sempre belíssima participação neste fórum !

174873 - paulo_prof -  22 Mar 2013, 17:15
TRIS3
PREÇO R$ 3,90
PAYOUT (2012) 14,6%

P/L 11,70
P/VPA 0,69
PSR 0,51
DY 1,24%
EV/EBITDA 9,01
MARGEM BRUTA 23,9%
MARGEM OPERACIONAL 7,3%
MARGEM LÍQUIDA 4,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,333
MARGEM EBITDA 17,4%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 177,2%
ROE 5,94%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,88

Taxas de Crescimento Nominal

a) exercício de 2012 vs 2011
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -19,79%
RESULTADO BRUTO +22,63%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -67,78%
RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo
RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo
EBITDA 44,37%

b) 4T12 vs 4T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -19,90%
RESULTADO BRUTO +6,69%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -59,04%
RESULTADO OPERACIONAL 38,82%
RESULTADO LÍQUIDO 330,31%
EBITDA -12,52%

c) lucro (taxa média anual)
UA passou de negativo para positivo
U2A -16,56%
U3A -19,11%

d) patrimônio líquido médio
UA 0,28%
U2A -4,07%
U3A 2,16%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 4,16

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -1,0%

174674 - small caps -  22 Mar 2013, 01:49
Citação: kknove
Small, prof. e prezados forenses,
O q acharam de triunfo e trisul?
Alguém sabe quando sai portobelo?
TRIS3 já teve o resultado publicado aqui no início do ano :)

TPIS3 sofrendo com a cabotagem... espero que consigam logo chegar ao break even para o lucros voltar a subir...

Resultado também afetado pelo alto investimento na outra unidade de geração, que deve iniciar operação perto do término deste ano... Isto fez a alavancagem da empresa explodir... Mas, em geração, nos contratos antigos (não os novos, bolivarianos), a amortização da dívida é relativamente rápído... Veja que na ja operacional passou de 5,9 para 3,9.

Mas, claro, com a queda de hoje, tinha muito insider sabendo do resultado, afetado que foi pela cabotagem...

174614 - israel007 -  21 Mar 2013, 23:33
TRIS3 (TRISUL ON)

Ação da empresa Trisul S.A.
Setor construção e transporte


Resultado do 4º Trimestre de 2012

A empresa registrou lucro líquido de R$ 11,7 M no 4T12, uma variação de 37,7% em relação ao 3T12 e crescimento de 330,3% em relação ao 4T11. A receita líquida totalizou R$ 687,0 k no 4T12, uma variação de -63,7% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e redução de 80,5% em relação ao 4° trimestre de 2011.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 100,0% contra 98,7% no trimestre anterior e 19,4% no quarto trimestre de 2011. Já a margem líquida ficou em 1.706,8% no 4T12 contra 449,7% no trimestre ligeiramente anterior.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 1,0 B, redução de 6,1% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 486,4 M no quarto trimestre de 2012, o que representou uma variação de 5,1% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2011.

Ao longo do trimestre, a ação oscilou 15,6% contra 3,0% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 236,4 M contra R$ 233,1 M no quarto trimestre de 2011.

165655 - jbegood -  04 Fev 2013, 12:54
Prévia operacional saiu hoje:
(04/02) TRISUL (TRIS-NM) - Previa 4T12

LANCAMENTOS

" No quarto trimestre de 2012 a empresa lancou 2 empreendimentos, com VGV total R$186 milhoes, sendo 100% VGV Trisul. A velocidade de vendas dos lancamentos atingiu 42%
" No ano de 2012 a Trisul lancou 4 empreendimentos (sendo 3 de Alto Padrao), com VGV total R$331 milhoes, sendo VGV Trisul R$290 milhoes.

EMPREENDIMENTOS ENTREGUES

" No quarto trimestre de 2012, foram entregues 11 empreendimentos, com total de 2.474 unidades e VGV Trisul de R$439 milhoes.
" Em 2012 foram entregues 20 empreendimentos, totalizando 4.526 unidades e um VGV Trisul de R$690 milhoes.

VENDAS CONTRATADAS

" No quarto trimestre de 2012 as vendas contratadas* somaram VGV R$122 milhoes, sendo R$112 milhoes parte Trisul, totalizando 297 unidades vendidas.
" No ano de 2012 as vendas contratadas* somaram VGV R$353 milhoes, sendo R$278 milhoes parte Trisul, foram vendidas 930 unidades.
" Vendas Sobre Oferta (em VGV) atingiu 16% no trimestre.

*As vendas contratadas sao reportadas ja liquidas de comissoes e distratos.

ESTOQUE
Unidades a venda em 1 de janeiro totalizavam 1.844 unidades, com VGV Total de R$797 milhoes, sendo R$604 milhoes parte Trisul.

LANDBANK
Em 31 de dezembro de 2012, a Trisul possuia um landbank correspondente a um VGV potencial de R$1.3 bilhao (participacao Trisul).

164025 - small caps -  19 Jan 2013, 17:28
Small o q esperar de tris3 para este 4T que sera divulgado em breve?
Teve um bom lançamento... terá bastante entrega... deve vir levemente abaixo ou próximo do ultimo trimestre...

Se eles conseguirem lançar uns R$ 400 milhões este ano estará de bom tamanho... é o indicador a acompanhar, pois eles tem sido mais seletivos na escolha dos projetos, a medida que aqueles de menor margem vão sendo entregues...

O grande atrativo é o P/VPA... e se tiverem exito nos novos lançamentos... avoa... a questão da dívida com o monte de entregas próximas de empreendimentos, fica bem equacionado...

162662 - edbmsev -  07 Jan 2013, 23:29
Realmente ele tem o poder de influenciar os mercados, ehehehe ... mas Trisul parece ser um papel de alto risco. Não é tão difícil subir ou cair rapidamente, pois tem baixa liquidez. O fato de a empresa estar focando no que realmente sabe fazer já é um alento para seus acionistas e sinal de bom senso por parte dos administradores. Resta saber se as condições econômicas serão favoráveis para o seu processo de desalavancagem financeira.
[...]

162550 - alisonvm -  06 Jan 2013, 22:28
Realmente TRIS ta baratinha, apesar de ter uma divida liquida maior que seu patrimônio,.. como Professor disse a empresa tem 900 milhões a receber, mais e grana para novos projetos.... nem os lançamentos voltaram a crescer ainda, quem dirá aumento nos lucros e geração de caixa.

Pra mim a empresa apenas parou de dar prejuízo, mas dai a voltar a apresentar crescimento é uma outra historia , que ainda não vimos.

A exemplo, BEMA ano passado, mesmo sem divida alguma a cotação demorou 3 TRIMESTRES de lucros absurdamente crescentes pra começara se mexer.

PORTANTO: vejo este movimento de alta recente nas cotações como pura especulação, muito fácil por se tratar da pouca liquidez do ativo.... vide VIVR3.

Minha projeção para TRIS e trabalhar na faixa de 2,60 e 3,50 no ano... no cenário mais otimista e se o setor andar bem.

Agora se a empresa mostrar que voltou a crescer em lançamentos, VSO, receitas, lucros, EBTIDA e voltar a gerar caixa sem atrasos nas obras.... ai sim começo a acreditar nos 200% a que o Small se refere...

No segundo semestre, mais pro fim do ano, poderemos avaliar melhor com o desenrolar dos resultados ano.

162511 - small caps -  06 Jan 2013, 01:52
Case TRISUL:

Mais uma reportagem interessante:

http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/como-a-trisul-conseguiu-sair-do-prejuizo-vendendo-menos?page=1

ATENÇÃO: Várias construtoras pareciam ter sanado seus problemas no passados, mas acabaram aparecendo novos esqueletos...

A Trisul faz um tempinho que está em trajetória de melhora, PORÉM, TODO CUIDADO É POUCO. A atratividade se dá pelo baixo valor de mercado (que não precifica as recentes melhoras) e não por um histórico de responsa...

162501 - small caps -  05 Jan 2013, 23:01
alisonvm, só para botar um pouco mais de água na boca...

Estamos diante do menor

P/EBIT
e de um ativo que custa menos que o ativo circulante líquido

Isto, consultando o setor no fundamentus:

http://www.fundamentus.com.br/resultado.php?segmento=25

Mas já deu... a última vez que fiz tanta propaganda assim ano passado foi de FJTA4 e de PTBL3 :)

ATENÇÃO: NADA DISSO RESTARÁ INTACTO SE A EMPRESA TIVER QUE PROMOVER UMA NOVA REVISÃO DE CUSTOS...

162498 - paulo_prof -  05 Jan 2013, 22:21
Vc fala em alavancagem ...

De fato, a dívida líquida ao final do 3T12 era 6,1 vezes o Ebitda gerado nos 12 meses anteriores. Para uma empresa "normal", acho que o endividamento seria considerado excessivo por qualquer analista.

Ocorre que as incorporadoras imobiliárias não são empresas "normais". No Ativo, as incorporadoras contam com os Recebíveis, que geram receitas de juros e correção monetária. Se a empresa entrega os imóveis no prazo e o número de distratos não for excessivo, acho que desconsiderar completamente estes Recebíveis na equação financeira da empresa um equívoco.

Veja o exemplo da TRIS, ao final do 3T12:

No Circulante:
Ativo - Caixa e Equivalentes de Caixa:....... 136.251
Ativo - Recebíveis: ................................... 860.766
Passivo - Empréstimos e Financiamentos: -526.139

No Não Circulante:
Ativo - Recebíveis: .................................... 57.050
Passivo - Empréstimos e Financiamentos: -300.249

Como pode ser observado, a TRIS dispõe de um total de quase R$ 920 milhões em Recebíveis, para um Dívida Líquida com Bancos e Debêntures de R$ 690 milhões.

Um outro dado que permite concluir que o endividamento não é excessivo é o Resultado Financeiro, que no 3T12 foi negativo em apenas R$ 1 milhão.

Enquanto/se a maionaise não desandar, ou seja, enquanto os Recebíveis forem de boa qualidade, acho que a empresa está bem equacionada, financeiramente. Ao decidir sair do segmento de baixa renda, acredito que os distratos estejam sendo minimizados. Por outro lado, entregando as chaves no prazo contratado, multas e perdas com juros e correção também são minimizados.

162493 - small caps -  05 Jan 2013, 21:52
Um pouco mais do racional de Trisul:

ALERTAS IMPORTANTES:

Tem um forte ponto negativo nas reclamações do "reclame aqui"...
E a velocidade de vendas do estoque é baixa, quando líquida de distratos.

Deve diminuir o reconhecimento da receita com mais velocidade, a não ser que aumentem logo os lançamentos. Tem muita entrega que foi programada para o último trimestre de 2012...


TEM COMO PONTOS POSITIVOS:

Será beneficiada pela nova tributação no setor, pois a maior parte
das obras parece ser própria e...

Tem equipe própria de vendas, o que diminui os custos de corretagem...

O turnaround da TRISUL parece estar mais adiantado que o de
Viver... que é a única empresa do setor de construção civil com P/VPA abaixo do da Trisul...

O PSR da Trisul é o menor do mercado...

Retornou ao foco original e no preço atual basta lançar 1 ou 2 empreendimentos por mês na área que tem competência que estará lucrando o suficiente para justificar o valor de mercado...

A divida liquida, como já citado, entrou em trajetória de queda, e há indícios de que, enfim, ficará abaixo do patrimônio líquido. Conseguiu lançar um
empreendimento de sucesso neste quarto trimestre, com boa velocidade de
vendas...

Basta voltar a um ROE de 12%, que já conseguiu no passado, antes de ingressar nos seguimentos que está descontinuando, que deve valorizar uns 100%...

Por fim, é bom frisar que uma construtora que já pisou no tomate no passado é sempre candidata a fazer isto no futuro... e este investimento só se torna com uma relação de risco favorável em razão de HBOR3, EZTC3 e JHSF3 terem ANDADO PACAS nos últimos anos... o GAP aberto, portanto... gerou uma oportunidade de pegar eventual reação na melhora da empresa...

162490 - small caps -  05 Jan 2013, 21:44
E, se não bastasse, esperando para comprar o ativo em 2013, vem uma reportagem pequena com uma citação da Trisul na Folha de São Paulo do dia 31/12, com o seguinte trecho:

"Residenciais cada vez menores em localizações nobres e com serviços são o novo nicho em São Paulo, segundo Ricardo Stella, da construtora e incorporadora Trisul.
Um de seus empreendimentos, por exemplo, de unidades com áreas de cerca de 32 m² a aproximadamente 66 m², tem academia, spa, pub, lavanderia e outros serviços pagos conforme o uso."

162489 - small caps -  05 Jan 2013, 21:42
Esta reportagem do Valor Econômico me fez considerar que o risco era válido:

Trisul voltará a crescer em lançamentos em 2013
Notícia | 14/12/2012
Fonte: Valor Econômico

A Trisul terá, em 2013, seu primeiro ano de crescimento de lançamentos e vendas desde 2010, segundo o presidente da companhia Jorge Cury Neto. Não se espera expansão em patamares expressivos, mas será o início da inversão da curva dos dois últimos anos.

Conforme Cury, em dois ou três anos, a empresa poderá retomar o patamar de lançamentos de 2010. A Trisul lançou R$ 808 milhões em 2010; R$ 324 milhões, em 2011; e R$ 291 milhões, em 2012.

Neste ano, os lançamentos da Trisul ficaram 3% abaixo do ponto mínimo da meta, cuja faixa era de R$ 300 milhões a R$ 310 milhões. Conforme o diretor administrativo e de relações com Investidores da Trisul, Fernando Salomão, se os lançamentos feitos durante o ano forem considerados a valores de mercado atualizados, a meta terá sido atingida. A companhia não fará mais lançamentos neste ano.

A meta de vendas - de R$ 240 milhões a R$ 280 milhões - será alcançada, segundo o diretor comercial e de marketing, Ricardo Stella. "Do que teríamos de vender no quarto trimestre para atingir a meta, 82% foi cumprido até novembro", diz. O mês de novembro foi o melhor em vendas líquidas da companhia, desde maio de 2010, com R$ 86 milhões. Dos R$ 280 milhões do ponto máximo da meta de vendas, 63% se referem a estoques e 37% a lançamentos.

Desde meados do ano passado, a Trisul vem focando suas atenções na sua reestruturação. A companhia fez revisão de orçamento em 2011, cortou metas de lançamentos e vendas no ano passado e em 2012, tomou medidas para acelerar a venda de estoques - como campanhas que incluem descontos -, reduziu sua exposição ao segmento econômico e passou a ser mais rigorosa na escolha dos terrenos a serem adquiridos.

Os terrenos devem se destinar a projetos de ciclo mais curto, com possibilidade de aprovações mais rápidas pelos órgãos reguladores. Na cidade de São Paulo, a prioridade é comprar áreas próximas às estações de metrô atuais ou futuras. O banco de terrenos corresponde ao Valor Geral de Vendas (VGV) de lançamentos de R$ 1,3 bilhão, com 57% na Região Metropolitana de São Paulo. Do banco de terrenos, 39% se destina ao novo foco de atuação da companhia, 32% se refere a áreas de empreendimentos dos quais alguma fase já foi lançada e 29% a terrenos à venda.

Geração de caixa e redução do endividamento estão entre as prioridades da Trisul. Conforme Cury, a relação entre dívida líquida e patrimônio líquido da empresa cairá para menos de 100% ao longo de 2013. No terceiro trimestre, o índice ficou em 143% e, no segundo trimestre, em 152%.

A continuidade da geração de caixa operacional e a melhora do nível de endividamento resultarão da entrada de recursos das obras que estão sendo entregues. No acumulado de janeiro a setembro, foram entregues nove obras. De outubro até agora, outras oito. Três entregas estão previstas para até o fim do ano. Para 2013, a previsão é entregar 14 obras, sendo nove nos primeiros quatro meses do ano.

A Trisul analisa como poderá cortar despesas gerais e administrativas para adequar sua estrutura ao atual tamanho, mas não estão previstos demissões. Sem informar metas de rentabilidade, Cury disse que a tendência é que a margem a apropriar esteja cada vez mais alinhada com a margem bruta. A margem a apropriar melhora à medida que os projetos menos rentáveis saem do balanço.

Chiara Quintão

Fonte:www.valor.com.br/empresas/2940206/trisul-voltara-crescer-em-lancamentos-em-2013

OBS: o investimento num TURNAROUND IMPLICA EM RISCOS SUPERIORES.

162488 - small caps -  05 Jan 2013, 21:40
 Caríssimos,
Minha turnaround escolhida para 2013 é um ativo de altíssimo risco. A chance é perder 50% ou subir 100 / 200%... Portanto, antes de mais nada, MUITO CUIDADO.
Lembre-se sempre que turnaround é a cereja da carteira de ações... e não a salada de frutas inteira...
Dicas para descobrir qual é:
a) ja foi bem cotada por aqui antes de aparecer problemas no balanço, decepcionando muita gente;
b) mudou a estratégia por conta disto e está executando, voltando ao foco do que sabem fazer melhor;
c) enfim parece estar numa consistente trajetória de queda da dívida líquida;
d) tem baixo valor P/VPA e o indicador P/L em tendência de melhora;
e) teve queda da receita líquida, mas as margens vem melhorando;
LEMBRE-SE NOVAMENTE: recaídas para o passado ocorrem... portanto deve-se exigir uma margem de segurança superior...
Depois completo o raciocínio... primeiro vamos ver se alguém acerta o ativo :)
E passo um pouco mais do racional... e mais e mais ressalvas...
Citação: paulo_prof
Sobrou a TRIS3
Receita Líquida: decrescente desde o 3T11
Margem Bruta: crescente desde o 1T12
Endividamento Líquido: decrescente desde o 3T11
Empresa fez caca e esta caca teve conseqüências
Empresa corrigiu o rumo ...
Se não for a TRIS3, o Small vai ter que fornecer uma característica que a TRIS3 não tem ...
Muito bom...
Daniel, professor e alguns colegas pegaram o gancho :)
Passo mais tarde para falar um pouco mais do racional...
Esta apresentação está bem interessante para entender um pouco do que se passa:http://www.bmfbovespa.com.br/empresas/consbov/ArquivoComCabecalho.asp?motivo=&protocolo=361032&funcao=visualizar&site=B
Desconfio que, a esta altura, o Small já encheu o balde...rss

fridão...

foram momentos de tensão :)

Na realidade, estudei o ativo na sexta-feira, véspera do feriadão de natal...

Custava R$ 2,50... e tinha mega ofertas de venda neste preço...

Mas não tinha identificado o que vender e se vendesse mais ações ia pagar um IR desnecessário, pois tinha fatiado ativos com retorno de mais de 1.000% até o limite de isenção...

A partir de então viajei e não tinha mais como operar... final do dia acessava a cotação e a cada dia era R$ 2,60, 2,70, 2,80, 2,90 e 3,00... foi só neste preço que pude estar diante do computador, já em 2013... e comprei, enfim... e é o mesmo preço de fechamento de sexta... que teve um mega vendedor... quando ele aparece é que fica mais fácil montar a posição...

O que muito me chamou a atenção foi a quantidade de entregas de empreendimentos recentemente e a perspectiva de boa velocidade de redução da dívida líquida...

O grande SENÃO é o histórico, uma vez que ela teve estouros de orçamento no passado e geralmente quem ja foi picado um vez... tem mais risco de ser picado de novo...

alison e demais, a seguir uma reportagem interessante sobre a dívida líquida...

156463 - israel007 - 12 Nov 2012, 21:51
TRIS3
Empresa: TRISUL S.A. Ação: TRISUL ON Setor: Construção e Transporte Subsetor: Construção e Engenharia
Resultado do 3º Trimestre de 2012

A companhia anunciou lucro líquido de R$ 8,5 M no terceiro trimestre de 2012, uma variação de 112,2% em relação ao 2T12 e crescimento de 109,2% em relação ao 3T11. A receita líquida somou R$ 1,9 M neste trimestre, decréscimo de 14,6% em relação ao segundo trimestre de 2012 e redução de 51,1% em relação ao terceiro trimestre de 2011.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 98,7% contra 18,7% no 2T12 e 25,9% no mesmo período do ano passado. Já a margem líquida ficou em 449,7% no 3T12 contra 180,9% no segundo trimestre de 2012.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 995,1 M, decréscimo de 10,2% em relação ao saldo no 3T11. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 478,6 M no terceiro trimestre de 2012, valor 4,0% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

39802 - DanielRodrigues - 25/Jul/2010 23:27
Boa noite a todos. TRIS3 corresponde a 6% da minha carteira e resolvi fazer uma comparação entre a prévia do 02T10 e o resultado do 01T10.

No 1T10 o VGV total Trisul foi de 220,69M, no 2T10 totalizou 218M (queda de 1,25%)

Velocidade das vendas no 1T10 59%, no 02T10 foi de 53%.

Vendas contratadas Trisul no 01T10 233,213M, no 02T10 foi de 236M (incremento de 1,20%).

Das unidades vendidas tanto no 1T10 quanto no 2T10 51% são de estoque e 49% de lançamentos).

No 01T10 foram lançados 6 empreendimentos (todos no estado de SP), no 02T10 foram lançados 8 empreendimentos (2 no distrito federal).

46% das unidades vendidas no 01T10 correspondem ao padrão econômico, 52% médio padrão e 2% de alto padrão. No 2T10 63% correspondem ao padrão econômico, 34% médio padrão e 3% alto padrão.


Tanto o VGV quanto as vendas contratadas se mantiveram praticamente estáveis no período, portanto a receita líquida nesse trimestre deve ser bem semelhante ao trimestre anterior (é isso mesmo ou estou falando besteira?).

É interessante observar que a empresa esta se expandindo para outros estados onde podem haver melhores oportunidades de crescimento, além de diluir o risco de depender de receitas provenientes de um único estado.

Vale ressltar que esse trimestre foram vendidas muito mais unidades referentes ao padrão econômico, cujas margens para a empresa são menores do que as de médio e alto padrão (o aumento de 1% do alto padrão não deve ser suficiente para recompor as margens do trimestre anterior).

É importante lembrar que no 1T10 a empresa fez uma emissão de debentures totalizando 300M de reais, destaco esse trecho do último balanço:

A captação será destinada ao financiamento a construção de imóveis enquadrados nos limites do FGTS. Com esse recurso a Trisul pretende construir aproximadamente 4 mil unidades habitacionais distribuídas em 19 projetos, incluindo principalmente os produtos da Companhia voltados ao padrão econômico Trisul life e Trisul lar (produto este que se enquadra no programa “Minha Casa, Minha Vida”).

As debêntures servirão como uma linha de crédito rotativa, permitindo à Trisul financiar até 90% do custo total do projeto, incluindo os custos de terreno e de construção de unidades com preço de venda de até R$500 mil. As taxas de juros estão atreladas ao perfil do empreendimento, partindo de TR+8,5% até TR+10,5%.


Apesar dessa emissão aumentar as despesas financeiras as margens nos empreendimentos de padrão econômico devem aumentar, já que esses empreendimentos poderão ser executados com recursos próprios.

Acredito que esse resultado do 2T10 deve vir em linha com os últimos apresentados, Receita líquida deve ficar entre 175M e 180M e o lucro líquido entre 20M e 22M. Meu chute é uma receita líquida de 176M e lucro líquido de 20M, com isso os indicadores dos últimos 12 meses seriam os seguintes (considerando preço de 6,10):

P/L: 5,78
P/VPA: 0,98
PSR: 0,70
ROE: 17,03%
Div. Yield: 4,11% (considerando payout de 23,75%)
Margem Líquida: 12,12%


Apesar do histórico de resultados e da situação financeira da empresa não ser tão boa quanto helbor e ez tec ao preço atual acho que vale uma aposta. O que acham?

Análise Coin Valores
A Trisul é uma das maiores incorporadoras e construtoras da região metropolitana de São Paulo.
É uma Companhia que já nasceu com aproximadamente 30 anos de experiência, resultado da reorganização societária ocorrida em abril de 2007 entre as empresas Tricury e Incosul, duas das mais tradicionais empresas de incorporação e construção imobiliária da região metropolitana de São Paulo, ambas fundadas no final da década de 1970.
Ao longo de sua história, a Trisul lançou mais de 27 mil unidades, distribuídas em 180 empreendimentos. De acordo com o Top Imobiliário realizado em junho de 2010, a Trisul consolidou-se como a 6ª maior construtora e a 8ª maior incorporadora da região metropolitana de São Paulo em 2009 (fonte: Embraesp).

RETROSPECTIVA 2010
O ano de 2010 consolidou o crescimento do setor no Brasil que ainda possuí uma forte demanda habitacional. A combinação de maior facilidade ao crédito imobiliário, crescente níveis de confiança do consumidor e melhor cenário econômico formaram um ambiente extremamente favorável ao setor, evidenciado pelo nosso robusto resultado operacional e financeiro que nos 9M10 já superaram o ano inteiro de 2009.
Em relação aos lançamentos, até novembro, a Companhia lançou R$808 milhões em VGV Trisul superando em 32% todo o ano de 2009. Acompanhando o circulo virtuoso do setor a Trisul alcançou nos 9M10 R$639 milhões de vendas contratadas e atingiu uma velocidade de venda de lançamento de 67%.
A Trisul apresentou nos primeiros 9M10 receita líquida de R$ 606 milhões, um crescimento de
60% vs. 9M09 e lucro líquido de R$ 57 milhões com crescimento de 98% vs. 9M09.
Em 2010 a Companhia entregou aos seus clientes 09 empreendimentos, os quais representam
um VGV Trisul de lançamento de R$ 217 milhões.

PERSPECTIVA 2011
Para 2011, a Trisul continuará mantendo sua estratégia de monitoramento de demanda, preservação do caixa e contínuo relacionamento com a Caixa Econômica Federal. A Companhia
pretende seguir com a mesma versatilidade e agilidade, aproveitando a demanda existente no
estado de São Paulo atuando nos segmentos de padrão econômico e médio padrão, buscando
sempre a melhor rentabilidade em suas atividades.
Por tudo isso, os resultados do 3T10 e dos 9 meses acumulados de 2010 que já superaram o desempenho operacional e financeiro do ano de 2009 demonstram que a Trisul está no caminho certo e continuará se aperfeiçoando em sua estratégia e modelo de negócio para entregar, cada vez mais, melhores resultados aos seus acionistas e, desta forma, dando continuidade a um crescimento sustentável buscando a perenidade da Companhia.

55197 - paulo_prof - 11/Nov/2010 21:19
Complementando as informações do Daniel, os múltiplos baseados no 3T10 anualizado, seriam:

Preço: R$ 7,90
Payout: 23,8%
P/L 7,86
P/VPA 1,19
PSR 0,72
DY 3,02%
EV/EBTIDA 7,16
MARGEM BRUTA 29,6%
MARGEM OPERACIONAL 12,9%
MARGEM LÍQUIDA 9,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,005
MARGEM EBITDA 18,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 176,5%
ROE 15,18%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,98

Pessoalmente, não gostei dos seguintes aspectos do resultado:

a) a dívida líquida, que era de R$ 381 milhões no 1T10, passou a R$ 455 milhões no 2T10 (aumento de 19,5%) e para R$ 563 no 3T10 (aumento de 23,7% sobre o trimestre anterior);

b) no 1T10, 17% da dívida bruta era de curto prazo; no 2T10, a parcela de curto prazo representou 18% da dívida bruta total; no 3T10, a parcela de curto prazo aumentou para 34% da dívida total;

c) a dívida líquida, que representava 258% do Ebitda Anual no 1T10, passou a representar 337% do Ebitda Anual no 3T10.

Noutras palavras ... a deterioração da dívida é nítida! Desconheço se o Relatório discute este aspecto.

No acumulado do ano, os Lançamentos % Trisul totalizaram R$634 milhões, crescimento de 78% vs. 9M09.

Nos nove primeiros meses de 2010 a Companhia superou o volume de lançamentos de 2009 (R$614 milhões).

No 3T10 os lançamentos Trisul atingiram R$196 milhões; Lançamentos dentro do Programa “Minha Casa, Minha Vida” representam 56% dos lançamentos do 3T10 em VGV Trisul;

Em unidades, a Velocidade de Venda (VV) dos lançamentos do trimestre atingiu 39%;

As Vendas Contratadas % Trisul totalizaram R$170 milhões no 3T10 e R$639,5 milhões nos 9M10, registrando crescimento de 58% em relação aos 9M09;

Das 1.005 unidades vendidas no trimestre, 44% são de estoque e 56% são de lançamentos do 3T10;

O indicador VSO (Venda sobre Oferta) em unidades do terceiro trimestre de 2010 atingiu 24,2%;

A Trisul encerrou o 3T10 com estoque de 3.151 unidades que correspondem a um VGV Trisul de R$556 milhões;

No 3T10 a Receita líquida atingiu R$220 milhões, crescimento de 23% vs. 3T09. No acumulado do ano a receita totalizou R$605 milhões, um aumento de 60% vs. 9M09;

O terceiro trimestre de 2010 registrou uma Margem Bruta de 29,6%; O Lucro líquido totalizou R$20 milhões no trimestre, com margem líquida de 9,1%.

Nos 9M10 o lucro líquido totalizou R$57,2 milhões com margem líquida de 9,4%; O EBITDA atingiu R$41,8 milhões no 3T10, aumento de 16% em relação ao 3T09 e resultando em uma margem EBITDA de 18,9%.

Em nove meses o EBITDA totalizou R$114,8 milhões, 102% acima dos 9M09 e margem EBITDA de 19%.

55188 - danieljoseaa - 11/Nov/2010 20:55
O resultado da Trisul veio até um pouco melhor do que esperava.....20 MI.....pela prévia que soltaram há poucos dias, pensei que seria pior do que o do 2° tri......mas não, veio melhor:

35308 - octacm - 12/Mai/2010 23:21
citação: paulo_profTrisul ... uma beleza !!!
Definitivamente, a Trisul entra na liga muito seleta de Eztec e Helbor. O que atrapalha é a baixa liquidez (bem menor do que HBOR3 e EZTC3).
De uma forma consistente (quase como um relógio) a empresa está apresentando lucros trimestrais na faixa dos R$ 20 milhões (23,5 no 3T09; 22,6 no 4T09 e 20,3 no 1T10).
Há que se examinar o balanço com cuidade para verificar se não há "gatos" escondidos. Há que se estudar o balanço, também, para entender como este "relógio" será afetado quando (e se) forem aplicadas as regras do IFRS. Ao que tudo indica, a grande maioria das empresas de construção civil vão decidir apresentar os resultados do 1T10, 2T10 e 3T10 na legislação antiga e só fazer a correção por ocasião do balanço anual. Isto poderá distorcer os resultados do 4T10.
Os novos múltiplos baseados no preço R$ 6,20 e 12 últimos meses são:
RECEITA OPERACIONAL BRUTA 683.816
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 658.281
RESULTADO BRUTO 203.105
RESULTADO FINANCEIRO -12.501
RESULTADO OPERACIONAL 96.759
RESULTADO LÍQUIDO 75.195
EBITDA 118.146
ATIVO TOTAL 1.445.492
ATIVO CIRCULANTE 1.233.059
DISPONIBILIDADES 402.453
PASSIVO CIRCULANTE 271.167
DÍVIDA BRUTA 783.121
DÍVIDA LÍQUIDA 380.668
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 492.983
P/L 6,61
P/VPA 1,01
PSR 0,75
DY 3,10%
EV/EBTIDA 7,43
MARGEM BRUTA 30,9%
MARGEM OPERACIONAL 14,7%
MARGEM LÍQUIDA 11,4%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,939
MARGEM EBITDA 17,9%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 158,9%
ROE 15,25%
LIQUIDEZ CORRENTE 4,55
P/(CAP GIRO/AÇÃO) 0,52
GIRO ATIVOS 0,46
P/(ATIVO/AÇÃO) 0,34
Com certeza com esse resultado a empresa conseguiu superar todas as minhas expectativas...
Muito bom mesmo...
Sabia que tinha grandes possibilidades de dar este resultado.
Dai a importancia da analise fundamentalista a gente demora para encontrar mas quando encontra coisas boas possuem grandes potenciais de ganhos com riscos reduzidos...
Mais uma construtora para a carteira, fazendo cia para eztec even helbor
amo que vamo

17658 - jose26 - 19/Out/2009 21:46
citação: paulo_profcitação: jose26Alguém com tempo poderia explicar em linguagem simples como funciona uma subscrição?
Particularmente, meu interesse é em TPIS1 (TPIS3). Vale a pena?
O comunicado da empresa fala em um valor por ação de R$ 5,49, mas no meu homebroker eu devo fazer uma ordem de compra com preço limite que no último pregão fechou em R$ 0,11? Não sei nada sobre o assunto.
Para subscrever uma certa quantidade de TPIS3, vc necessita ter a mesma quantidade de TPIS1.
Quem tinha TPIS3 na noite do dia 13OUT, recebeu 0,0679968113419038 direitos TPIS1 para cada TPIS3 possuída. Estes direitos podem ser exercidos (subscrevendo TPIS3) ou negociados como um outro ativo qualquer até o dia 05 de NOV aparentemente (veja com a sua corretora).
Quem ainda não possui as TPIS1 necessárias ou possui mas não em número suficiente, pode comprar a mercado até algum dia antes de 05NOV.
Como o preço de subscrição é R$ 5,49, e o preço de mercado é R$ 5,59, caso a TPIS1 estiver acima de R$ 0,10, seria hoje mais vantajoso comprar TPIS3 a mercado.
Capa e Paulo, obrigado pelas informações sobre subscrição.

15477 - paulo_prof - 24/Set/2009 10:06
Como o Small explica, houve mudança contábil. A maioria das empresas (Trisul incluída) adotou uma regra contábil nos 3 primeiros trimestres do ano e outra (obrigatoriamente) no final do ano. Não há um balanço específico para o 4o. trimestre. Ele é obtido da diferença do resultado anual e do resultado acumulado do 3o. trimestre.
Ao apresentar os seus balanços do 2009 (1T09 e 2T09), várias empresas estão recalculando os seus resultados antigos, nas condições da nova regra, para efeitos de comparação, ou seja, o cálculo é meramente Pró-forma.
Em conseqüência, o que realmente interessa no balanço da Trisul, são:
resultado de 2008
resultado do 1T09
resultado do 2T09
Em relação à projeção que vc faz para a Trisul, acho que vc está demasiadamente otimista. Nada contra. Só acho que não há nenhuma indicação efetiva para suiportar esta projeção.
Para apresentar um lucro líquido de R$ 20 milhões, o resultado operacional terá que ser de aprox. 30 milhões. Como o resultado financeiro deve ser negativo em R$ 3 milhões e as despesas operacionais da ordem de R$ 22 milhões, o resultado bruto terá que ser aprox. R$ 55 milhões. Para uma margem bruta de 29%, a receita líquida deveria ser de aprox. R$ 190 milhões.
A receita líquida do 1o. trimestre foi de R$ 199 milhões. Vc realmente acredita que possa ser repetida num único trimestre?
Na minha avaliação, para começar a ficar interessante, terá que apresentar um lucro líquido no 3T09 de pelo menos R$ 12 milhões. Eu esperaria a divulgação dos resultados para iniciar uma posição.

15414 - small caps - 23/Set/2009 21:25
Mota, vi ampassam a TRIS3, até porque o P/VPA não está ao menos metade do existente em HBOR3 e EZTC3, empresas visivelmente melhor administradas e que não tiveram prejuízos trimestrais.
Não sei se seria crível considerar que a empresa vai atinger lucros superiores a R$ 15 milhões no trimestre atual. Se de fato conseguir isto, será uma excelente oportunidade de compra. Concordo quando você diz que há empresas com fundamentos piores que apresentaram maior valorização.
Deve ser um efeito espanhol :)
O mercado da baixa renda é um grande desafio e nem todas terão competência suficiente para entregar os projetos com boas margens. Há que se acompanhar a ccompetência de execução das obras com os custos projetados.

15409 - Mota - 23/Set/2009 21:26
Small, Paulo e outros...
Andei dando uma olhada na TRIS3 e verifiquei que, além de voltar a apresentar lucros, ela está com P/VPA interessante (abaixo de 0,8). A empresa (apesar de ja ter sido comentado sobre problemas futuros qto a isso) está se adaptando em relacao a lancamentos economicos e, se apresentar um lucro de uns 15 a 20 milhoes (o que nao é difícil pois a maioria de seus lancamentos foram no 2T e 3T) apresentaria indicadores interessantes como o ROE, P/L e PSR. Tendo em vista tbm que no 4T08 e no 1T09 apresentou pessimos resultados (o resultado do 4T08 na Bovespa está em -35M e pelo relatório da empresa -400K, algo a se questionar) devido ao cancelamento de varios lancamentos em virtude da crise fica a dúvida se a empresa prosseguirá tendo lucros. Porém, mtas empresas do setor que tiveram os mesmos problemas e estao em situacao bem piores já foram precificadas com um PVPA>2. Nao me baseio somente no PVPA, li os relatórios da empresa e em comparacao com as do setor pode ainda surpreender (???) se apresentar um bom lucro nesse trimestre. O que vcs acham???? Postei algo anteriormente e ficaria agradecido se alguem puder comentar

360 - small caps - 15/Nov/2008 13:01
"(324) rafael234, TRIS3 também é uma empresa interessante para investimentos no setor de construção civil. Em razão do cenário atual na construção civil em que algumas deverão se sobressair e estas terão as cotações com bom desempenho, vale a pena fazer uma diversificação no setor. Considero boas oportunidades EZTC3, HBOR3, CCIM3 e BISA3, além da TRIS3."

Nenhum comentário: