Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Pettenati (PTNT)


Subsetor
Segmento


Recomendações
Compra: Joe Slovack (2018) - Paulo Prof (2019)
Carteiras
BBNH (mai/19) - effexop (set/17) - pocunha (jan/18) - robertoha (jun/19)
Balanços
1T2019 -
paulo_prof  -
Os resultados do 1T19 foram muito bons, turbinados pelos resultados da subsidiária em El Salvador. Se havia uma certa dúvida em relação ao ativo há 3 meses, agora parece claro que o ativo está de fato barato.

A2018/4T2018 -
Paulo Prof - 
Péssimo resultado, impactado por uma queda importante da margem bruta (de 17,9% no 1T18_29 e 13,1% no 2T17_18 para 9,6%) e por Outras Despesas não discriminadas no Relatório e Notas Explicativas. Praticamente toda contribuição para o resultado negativo veio da controladora, mas a subsidiária estrangeira também fechou levemente no vermelho.
Supondo que este trimestre tenha sido atípico, e supondo que a empresa consiga manter o resultados dos çultimos 12 meses em termos reais, o ativo ainda estaria marginalmente barato. Considerando a liquidez, porém, acho que o risco não compensa o investimento. Por outro lado, quem está comprado pode aguardar e evengtualmente vender se surgir uma boa oportunidade.

3T2018 -
Paulo Prof - 
Resultado bastante bom ... especialmente considerando o preço do ativo. Embora ache o ativo super barato, não me parece que há drivers para que o preço reaja. De qualquer forma, os riscos de um investimento no ativo são ínfimos.

1T2018 -
Paulo Prof - 
Resultado meia boca ... mas considerando o preço do ativo, mais do que suficiente. Ebora ache o ativo barato, não me parece que há drivers para que o preço reaja.

marcosvinicius2 -
PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADOS = O resultado positivo apresentado de 3,5% da receita líquida (4,4% no mesmo período do exercício anterior) representam a manutenção dos resultados positivos, porém já trazem os efeitos da queda de receitas de vendas. No que tange a controlada, os resultados positivos apresentados individualmente (nota explicativa 08) foram 13,7% (17,6% no mesmo período anterior), reflexo do ajuste de margens necessários para enfrentar a concorrência. Pontos negativos a salientar no desempenho comercial é a concorrência com os produtos asiáticos e a falta de uma maior procura no mercado interno brasileiro devido principalmente a desaceleração econômica e ao clima no inverno que não estimulou o consumo. As margens brutas consolidadas variaram de acordo com as possibilidades de mercado atingindo o percentual de 16,2% sobre a Receita Líquida (18,4% no mesmo período do exercício anterior).

A2017/4T2017 -
marcosvinicius2 -
PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADO OPERACIONAL = O resultado positivo apresentado de 3,0% da receita líquida (3,2% no mesmo período do exercício anterior) representam a manutenção dos resultados positivos alcançados nos exercícios anteriores. No que tange a controlada, os resultados positivos apresentados individualmente (nota explicativa 08) foram 12,8% (16,5% no mesmo período anterior), reflexo do ajuste de margens necessários para enfrentar a concorrência. Pontos negativos a salientar no desempenho comercial é a concorrência com os produtos asiáticos e a falta de uma maior procura no mercado interno brasileiro devido principalmente a desaceleração econômica e ao clima no inverno que não estimulou o consumo. As margens brutas consolidadas variaram de acordo com as possibilidades de mercado atingindo o percentual de 15,8% sobre a Receita Líquida (18,0% no mesmo período do exercício anterior).; EBITDA = O EBITDA da controladora alcançou R$ 13,5 milhões, contra os R$ 15,2 milhões do mesmo período do exercício anterior. Já o EBITDA consolidado apresentou o valor de R$ 25,9 milhões sendo 8,8% inferior ao apresentado no exercício anterior.

2T2017 -
joaoricci -
O balanço da PTNT4 veio muito bom!
acho que é a empresa mais barata da bolsa.

paulo_prof  -
A empresa teve outro trimestre espetacular, ainda melhor do que o 1T17. A DRE do exercício 2016/2017 mostra uma importante evolução em relação ao exercício anterior: as operações da controladora (brasileira) que há muito estavam vermelhas, geraram lucro. Por outro lado, o lucro da controlada estrangeira no exercício foi em linha com o exercício anterior.
A empresa está barata e com a recuperação da economia não vejo grandes ameaças, a não ser a governança de fundo de quintal, como o maior acionista sendo também o Diretor Presidente e Presidente do Conselho, a Diretoria ser quase toda constituída por membros da família, remuneração fora da realidade aos apaniguados, etc ...
Como um outro fator negativo deve ser considerado que o payout, que no exercício de 2015/2016 foi de 60%, caiu para o mínimo legal.

1T2017 -
paulo_prof   -
???? Não tive problema algum para obter todos os dados atualizados até o 1T17 (ou 3T16-17 porque o ano contábil termina em junho)) !!!
Parece-me uma boa empresa, que em junho vai emplacar o 5o. exercício seguindo no lucro! Acho que no setor têxtil nenhuma empresa tem uma performance mais regular. Teve um 1T17 espetacular!
Por outro lado, entretanto, parece-me que a empresa não tem um "driver" para fazer o seu preço deslanchar. De qualquer forma, se mantiver o payout de 60% praticado no exercício passado, talvez dê para encarar a espera de um interesse maior por parte dos investidores.
Características
Fabricação de tecidos acabados em malha circular. Fabricação de confecções do vestuário
Links

paulo_prof ,
Quando possível e dentro da sua disponibilidade, o cenário traçado para o futuro da empresa Pettenati - PTNT4 - continua promissor?

Me parece barato PTNT4 com seus múltiplos e receitas advindas de El Salvador. Obrigado!
Nos ultimos 3 meses. o resultado da Controladora antes do IR/CS foram

total: R$ 9.736.688,00

resultado da equivalência patrimonial: R$ 8.502.343

donde o resultado da controladora ex-controlada foi de R$ 1.234.345,00



Nos ultimos 9 meses. o resultado da Controladora antes do IR/CS foram

total: R$ 14.007.740

resultado da equivalência patrimonial: R$ 20.710.078

donde o resultado da controladora ex-controlada foi negativo em R$ 6.702.332,00



Ocorre que na rubrica outras receitas/despesas operacionais, a controladora contabilizou R$ 7.430.742,00 nos últimos 3 meses e R$ 11.927.253,00 nos últimos 9 meses. Se estas receitas forem consideradas não recorrentes, os resultados antes do IR/CS da PTNT ficam horríveis:

ultimos 3 meses: R$ 2.305.946,00

últimos 9 meses: R$ 2.080.487,00



Em consequênica, seria essencial ter-se uma idéia do que está sendo contabilizado nesta rubrica, para confirmar se o seu caráter é recorrente, ou não. Infelizmente, nas Notas Explicativas não há uma referência completa relativa a estas receitas. É mencionada uma receita de crédtitos fiscais decorrentes de créditos presumidos de ICMS, mas esta receita é bastante inferior ao total envolvido.



Moral da história se estas outras receitas operacionais puderem ser consideradas como recorrentes, o ativo de fatyo está barato. Se há um grande risco destas receitas desaparecerem de uma hora para outro, as coisas complicam. 

362234  - joaoricci  - 25 Jun 2019, 02:05
excelente comentário.

o que acontece também, é que essas outras receitas sempre aparecem no balanço. Seria bom saber do que se trata. Pode ser receita com arrendamento de terrenos ou sei lá o que. De alguma forma, elas sempre estão lá.

Uma coisa que me faz acreditar que os próximos balanços vão ser bons, é a distribuição de JCP de forma bem atípica. Considero um sinal de que a administração ta vendo espaço pra distribuição de lucros.
                                                                                           ▲                                                                      ▲
BBNH
Acompanho aqui mas postar, nada. Melhor fórum da estratosfera!

PTNT4 empresa turnaround.
Formei posicão pequena antes dos resultados que foram excepcionais e o pessoal aqui está mais que ligado com a bela análise do prof Paulo.

Temos o fórum do papel também:
https://br.advfn.com/forum/ptnt4/6775303/243

361536  - paulo_prof  -  27 Mai 2019, 22:00
Os resultados do 1T19 foram muito bons, turbinados pelos resultados da subsidiária em El Salvador. Se havia uma certa dúvida em relação ao ativo há 3 meses, agora parece claro que o ativo está de fato barato.

PTNT4

PREÇO: R$ 3,05

PAYOUT (2016-2017): 24,3%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 7,15

P/VPA 0,72

PSR 0,27

DY 5,59%

EV/EBITDA 3,31

MARGEM BRUTA 14,5%

MARGEM OPERACIONAL 6,7%

MARGEM LÍQUIDA 3,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,427

MARGEM EBITDA 11,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 58,0%

ROE 10,14%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,19



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T17-18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +13,53%

RESULTADO BRUTO -5,46%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +17,89%

RESULTADO OPERACIONAL -20,44%

RESULTADO LÍQUIDO -2,56%

EBITDA -8,20%



b) 3T18_19 vs 3T17_18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +22,070%

RESULTADO BRUTO -4,86%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -70,61%

RESULTADO OPERACIONAL +21,57%

RESULTADO LÍQUIDO +91,78%

EBITDA +5,19%



c) lucro (taxa média anual)

UA -2,56%

U2A 2,63%

U3A 25,43%



d) patrimônio líquido médio

UA 13,21%

U2A 12,70%

U3A 7,88%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -8,20%

U2A -4,87%

U3A 3,70%

U4A 14,02%

U5A 16,29%

U6A 24,39%

U7A passou de negativo para positivo

U8A 19,70%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,34

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -12,5%

358554 - paulo_prof  -  18 Fev 2019, 02:31
Péssimo resultado, impactado por uma queda importante da margem bruta (de 17,9% no 1T18_29 e 13,1% no 2T17_18 para 9,6%) e por Outras Despesas não discriminadas no Relatório e Notas Explicativas. Praticamente toda contribuição para o resultado negativo veio da controladora, mas a subsidiária estrangeira também fechou levemente no vermelho.

Supondo que este trimestre tenha sido atípico, e supondo que a empresa consiga manter o resultados dos çultimos 12 meses em termos reais, o ativo ainda estaria marginalmente barato. Considerando a liquidez, porém, acho que o risco não compensa o investimento. Por outro lado, quem está comprado pode aguardar e evengtualmente vender se surgir uma boa oportunidade.

PTNT4

PREÇO: R$ 3,20

PAYOUT (2016-2017): 24,3%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 9,76

P/VPA 0,88

PSR 0,30

DY 4,10%

EV/EBITDA 3,38

MARGEM BRUTA 15,5%

MARGEM OPERACIONAL 6,5%

MARGEM LÍQUIDA 3,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,328

MARGEM EBITDA 12,2%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 63,3%

ROE 9,02%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T17-18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,50%

RESULTADO BRUTO -9,53%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +6,89%

RESULTADO OPERACIONAL -32,98%

RESULTADO LÍQUIDO -35,02%

EBITDA -16,53%



b) 2T18_19 vs 2T17_18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,60%

RESULTADO BRUTO -21,60%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +31,20%

RESULTADO OPERACIONAL passou de positivo para negativo

RESULTADO LÍQUIDO passou de positivo para negativo

EBITDA -78,13%



c) lucro (taxa média anual)

UA -35,02%

U2A 8,34%

U3A -3,39%



d) patrimônio líquido médio

UA 12,26%

U2A 11,13%

U3A 7,14%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -16,53%

U2A -0,29%

U3A 1,94%

U4A 18,63%

U5A 18,36%

U6A 34,83%

U7A passou de negativo para positivo

U8A 14,53%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 4,10

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -5,0%

355991 - paulo_prof - 17 Nov 2018, 00:08
Resultado bastante bom ... especialmente considerando o preço do ativo. Embora ache o ativo super barato, não me parece que há drivers para que o preço reaja. De qualquer forma, os riscos de um investimento no ativo são ínfimos.

PTNT4

PREÇO: R$ 2,75

PAYOUT (2016-2017): 24,3%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,96

P/VPA 0,81

PSR 0,28

DY 3,50%

EV/EBITDA 2,83

MARGEM BRUTA 16,2%

MARGEM OPERACIONAL 8,7%

MARGEM LÍQUIDA 4,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,424

MARGEM EBITDA 13,9%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 63,3%

ROE 11,66%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T17-18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,04%

RESULTADO BRUTO -11,58%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -5,69%

RESULTADO OPERACIONAL -20,15%

RESULTADO LÍQUIDO -17,16%

EBITDA -12,38%



b) 1T18_19 vs 1T17_18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +34,51%

RESULTADO BRUTO +31,28%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -108,34%

RESULTADO OPERACIONAL +58,98%

RESULTADO LÍQUIDO +46,55%

EBITDA +50,02%



c) lucro (taxa média anual)

UA -17,16%

U2A 33,37%

U3A 2,21%



d) patrimônio líquido médio

UA 15,74%

U2A 10,61%

U3A 9,05%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -12,38%

U2A 9,13%

U3A 8,74%

U4A 22,24%

U5A 25,89%

U6A 35,13%

U7A passou de negativo para positivo

U8A 18,33%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,30

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -13,0%

350686 - marcosvinicius2 -  03 Jun 2018, 22:32
COMENTÁRIO: PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADOS = O resultado positivo apresentado de 3,5% da receita líquida (4,4% no mesmo período do exercício anterior) representam a manutenção dos resultados positivos, porém já trazem os efeitos da queda de receitas de vendas. No que tange a controlada, os resultados positivos apresentados individualmente (nota explicativa 08) foram 13,7% (17,6% no mesmo período anterior), reflexo do ajuste de margens necessários para enfrentar a concorrência. Pontos negativos a salientar no desempenho comercial é a concorrência com os produtos asiáticos e a falta de uma maior procura no mercado interno brasileiro devido principalmente a desaceleração econômica e ao clima no inverno que não estimulou o consumo. As margens brutas consolidadas variaram de acordo com as possibilidades de mercado atingindo o percentual de 16,2% sobre a Receita Líquida (18,4% no mesmo período do exercício anterior).:

PTNT4
PREÇO: 2,80
PAYOUT (2017): 24,74%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,40
P/VPA 0,77
PSR 0,29
DY 3,87%
EV/EBITDA 3,38
MARGEM BRUTA 17,41%
MARGEM OPERACIONAL 9,52%
MARGEM LÍQUIDA 4,48%
LUCRO POR AÇÃO 0,438
MARGEM EBITDA 14,55%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 86,73%
ROE 12,04%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,36

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -1,16%
RESULTADO BRUTO -7,26%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -54,63%
RESULTADO OPERACIONAL 10,40%
RESULTADO LÍQUIDO 8,09%
EBITDA -1,42%

b) 1T18 sobre 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -7,66%
RESULTADO BRUTO -18,87%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -52,60%
RESULTADO OPERACIONAL -28,92%
RESULTADO LÍQUIDO -38,43%
EBITDA -23,83%

c) lucro (taxa média anual)
UA 8,09%
U2A 42,30%
U3A 18,67%

d) patrimônio líquido médio
UA 12,19%
U2A 5,31%
U3A 9,60%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,48
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -14,70% !!!!
[...]

350311 - paulo_prof  -  25 Mai 2018, 20:57
Resultado meia boca ... mas considerando o preço do ativo, mais do que suficiente. Ebora ache o ativo barato, não me parece que há drivers para que o preço reaja.

PTNT4

PREÇO: R$ 2,75

PAYOUT (2016-2017): 24,3%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,28

P/VPA 0,76

PSR 0,28

DY 3,87%

EV/EBITDA 2,74

MARGEM BRUTA 17,4%

MARGEM OPERACIONAL 9,5%

MARGEM LÍQUIDA 4,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,438

MARGEM EBITDA 14,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 63,3%

ROE 12,04%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T16-17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -1,16%

RESULTADO BRUTO -7,26%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -54,62%

RESULTADO OPERACIONAL +10,40%

RESULTADO LÍQUIDO +8,09%

EBITDA -1,42%



b) 3T17_18 vs 3T16_17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -7,66%

RESULTADO BRUTO -18,86%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -52,60%

RESULTADO OPERACIONAL -28,91%

RESULTADO LÍQUIDO -38,42%

EBITDA -25,14%



c) lucro (taxa média anual)

UA 8,09%

U2A 42,30%

U3A 18,67%



d) patrimônio líquido médio

UA 12,19%

U2A 5,31%

U3A 9,60%



e) ebitda (taxa média anual)

UA -1,42%

U2A 10,22%

U3A 22,57%

U4A 23,37%

U5A 32,19%

U6A passou de negativo para positivo

U7A 24,32%

U8A 9,79%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,47

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -15,0%

348997  - marcosvinicius2 -  17 Abr 2018, 11:38
COMENTÁRIO: PAPEL SUBVALORIZADO ( * ). RESULTADO OPERACIONAL = O resultado positivo apresentado de 3,0% da receita líquida (3,2% no mesmo período do exercício anterior) representam a manutenção dos resultados positivos alcançados nos exercícios anteriores. No que tange a controlada, os resultados positivos apresentados individualmente (nota explicativa 08) foram 12,8% (16,5% no mesmo período anterior), reflexo do ajuste de margens necessários para enfrentar a concorrência. Pontos negativos a salientar no desempenho comercial é a concorrência com os produtos asiáticos e a falta de uma maior procura no mercado interno brasileiro devido principalmente a desaceleração econômica e ao clima no inverno que não estimulou o consumo. As margens brutas consolidadas variaram de acordo com as possibilidades de mercado atingindo o percentual de 15,8% sobre a Receita Líquida (18,0% no mesmo período do exercício anterior).; EBITDA = O EBITDA da controladora alcançou R$ 13,5 milhões, contra os R$ 15,2 milhões do mesmo período do exercício anterior. Já o EBITDA consolidado apresentou o valor de R$ 25,9 milhões sendo 8,8% inferior ao apresentado no exercício anterior.:

PTNT4
PREÇO: 3,10
PAYOUT (2017): 24,74%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,14
P/VPA 0,88
PSR 0,31
DY 4,03%
EV/EBITDA 3,16
MARGEM BRUTA 18,04%
MARGEM OPERACIONAL 10,30%
MARGEM LÍQUIDA 5,06%
LUCRO POR AÇÃO 0,505
MARGEM EBITDA 15,38%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 85,30%
ROE 14,33%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,30

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,45%
RESULTADO BRUTO -2,59%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -52,61%
RESULTADO OPERACIONAL 60,01%
RESULTADO LÍQUIDO 80,65%
EBITDA 18,63%

b) 4T17 sobre 4T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,45%
RESULTADO BRUTO -2,59%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -52,61%
RESULTADO OPERACIONAL 60,01%
RESULTADO LÍQUIDO 80,65%
EBITDA 18,63%

c) lucro (taxa média anual)
UA 80,65%
U2A 17,79%
U3A 43,59%

d) patrimônio líquido médio
UA 10,02%
U2A 4,67%
U3A 9,85%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,31
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -15,5% !!!!
[...]

342283  - joaoricci - 22 Set 2017, 20:10
O balanço da PTNT4 veio muito bom!
acho que é a empresa mais barata da bolsa.

342264 - paulo_prof  -  22 Set 2017, 14:45
A empresa teve outro trimestre espetacular, ainda melhor do que o 1T17. A DRE do exercício 2016/2017 mostra uma importante evolução em relação ao exercício anterior: as operações da controladora (brasileira) que há muito estavam vermelhas, geraram lucro. Por outro lado, o lucro da controlada estrangeira no exercício foi em linha com o exercício anterior.

A empresa está barata e com a recuperação da economia não vejo grandes ameaças, a não ser a governança de fundo de quintal, como o maior acionista sendo também o Diretor Presidente e Presidente do Conselho, a Diretoria ser quase toda constituída por membros da família, remuneração fora da realidade aos apaniguados, etc ...

Como um outro fator negativo deve ser considerado que o payout, que no exercício de 2015/2016 foi de 60%, caiu para o mínimo legal.

PTNT4

PREÇO: R$ 3,34

PAYOUT (2016-2017): 24,3%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 6,50

P/VPA 1,03

PSR 0,33

DY 3,74%

EV/EBITDA 3,04

MARGEM BRUTA 19,0%

MARGEM OPERACIONAL 10,5%

MARGEM LÍQUIDA 5,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,514

MARGEM EBITDA 15,8%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 77,1%

ROE 15,83%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,34



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T15-16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -5,70%

RESULTADO BRUTO -2,25%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -43,61%

RESULTADO OPERACIONAL +90,70%

RESULTADO LÍQUIDO +146,61%

EBITDA +29,51%



b) 4T16_17 vs 4T15_16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,36%

RESULTADO BRUTO +17,33%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -71,58%

RESULTADO OPERACIONAL +111,00%

RESULTADO LÍQUIDO +116,29%

EBITDA +40,32%



c) lucro (taxa média anual)

UA 146,61%

U2A 28,87%

U3A 38,84%



d) patrimônio líquido médio

UA 1,53%

U2A 8,05%

U3A 8,65%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 6,46

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -16,5%

340367 - robertof59  -  25 Jul 2017, 23:02
Prof. Paulo, muito grato pela colaboração, mas veja esta evolução, já está vindo de 2012 o crescimento, se tem relação com a fábrica de El Salvador, há meu ver não importa, pode ser um bom sinal de incremente no consumo Norte Americano, e na verdade é para isso que está lá, pode ser mais um motivo de consistência com relação ao crescimento da empresa. E pelo visto vem 2017 com mais um crescimento, ou seja, já penso que não é muito considerar esta empresa como um empresa de 3a linha com perfil de empresa de crescimento, então os múltiplos deverão passar a ser contados em VPA's. Como neste caso só temos uma comparação mínima possível com HGTX3 que está sendo negociada hoje a 2,6 VPA's e com as curvas de EBITDA e LUCRO em declínio, penso que podemos pensar em 2 VPA's para a PTNT4 ou R$ 6,40, aliás valor próximo da PTNT3 que embora tenha poucos negócios, pode servir pelo menos como referência.

Mais abaixo, como ilustração, veja o crescimento nos últimos 5 anos extraído na FUNDAMENTUS, última informação por ativo. PTNT 28,4%

Receita e Lucro
                                2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010
Receita Líquida 512,762 437,796 378,336 322,475 299,026 304,734 -
Resultado Bruto 93,747 72,734 53,568 41,047 32,844 36,850 -
Margem Bruta 18% 17% 14% 13% 11% 12% -
EBTIDA 59,137 44,060 30,479 20,624 9,522 8,670 -
Depreciação e Amortização 21,389 16,024 13,817 13,133 14,090 13,472 -
Margem EBTIDA 12% 10% 8% 6% 3% 3% -
EBIT 37,748 28,036 16,662 7,491 -4,568 -4,802 -
Resultado Financeiro -11,160 -4,108 -3,231 -3,047 -1,301 -6,770 -
Lucro Líquido 21,544 22,391 11,660 3,375 -4,330 -10,742 -
Margem Liquida 4% 5% 3% 1% -1% -4% -

crescimento no setor por empresa...

PTNT3 5,77 14,25 1,78 0,584 2,16% 0,659 5,31 8,22 -8,56 10,37 7,10% 6,78% 1,34 10,33% 12,48% 412,14 155.894.000,00 0,77 28,24%
PTNT4 3,05 7,53 0,94 0,309 4,09% 0,348 2,81 4,34 -4,53 6,49 7,10% 6,78% 1,34 10,33% 12,48% 59.131,50 155.894.000,00 0,77 28,24%
DOHL3 6,90 21,38 0,81 0,958 0,00% 0,640 1,58 27,70 2,39 23,57 3,46% 4,48% 6,89 2,69% 3,78% 16,43 516.724.000,00 0,02 7,02%
DOHL4 5,00 15,49 0,59 0,694 0,00% 0,464 1,14 20,07 1,73 15,94 3,46% 4,48% 6,89 2,69% 3,78% 2.228,69 516.724.000,00 0,02 7,02%
SGPS3 10,39 185,07 0,52 0,233 0,00% 0,203 0,97 2,91 -2,12 8,11 8,04% 0,17% 1,71 7,80% 0,28% 566.535,00 1.007.620.000,00 1,07 5,47%
CTNM3 4,33 -1,13 0,19 0,052 0,00% 0,041 0,30 0,71 -0,30 6,83 7,24% -4,49% 1,43 6,42% -16,71% 2.932,71 703.330.000,00 1,90 4,33%
CTNM4 5,39 -1,41 0,23 0,064 0,00% 0,051 0,37 0,89 -0,37 7,00 7,24% -4,49% 1,43 6,42% -16,71% 49.940,50 703.330.000,00 1,90 4,33%
TEKA3 9,96 -0,04 -0,00 0,033 0,00% 0,005 -0,00 -0,56 -0,00 -49,56 -5,78% -92,36% 0,03 -1,54% 10,47% 1.344,12 -1.356.140.000,00 -0,32 3,29%
TEKA4 14,50 -0,05 -0,01 0,047 0,00% 0,008 -0,00 -0,82 -0,00 -49,82 -5,78% -92,36% 0,03 -1,54% 10,47% 21.820,10 -1.356.140.000,00 -0,32 3,29%
TXRX4 2,98 -0,15 -0,03 0,147 0,00% 0,069 -0,02 3,24 -0,02 83,60 4,52% -94,87% 0,09 2,99% 16,88% 2.646,76 -486.584.000,00 -0,65 3,12%
TXRX3 3,50 -0,18 -0,03 0,172 0,00% 0,081 -0,03 3,81 -0,02 84,16 4,52% -94,87% 0,09 2,99% 16,88% 507,88 -486.584.000,00 -0,65 3,12%

340335  - paulo_prof -  25 Jul 2017, 01:18
Eu teria cautela com a PTNT4 ... De cara, há a questão de governança bem lembrada pelo taneguti.

Por outro lado, no que se refere Resultados, também não estou convencido. Os Resultados do 1T17, de fato, foram excepcionais. A questão é, seriam estes resultados sustentáveis?

A maior parte do resultado positivo da PTNT vem das operações no exterior. As operações brasileiras só deram resultado positivo nos últimos 2 trimestres.

Há um ítem, na DRE, que me intriga: Outras Receitas Operacionais. Não consegui descobrir do que são constituídas estas Outras Receitas Operacionais e, muito menos, porque estas receitas estão crescendo trimestre a trimestre. Elas praticamente representam 1/3 do Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos, ou seja, são receitas relevantes. Embora, nos exercicios passados esta Receita tenha sempre sido relevante (no exercício 13/14 chegou a representar quase 80% do Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos), e portanto possa ser provada sustentável, não me sinto confortável não de onde vem.

340264  - damonpena   -  21 Jul 2017, 13:33
Prof. Paulo ....
Estava olhando no site fundamentus ... os números da PTNT4 são bem bons e não encontrei nada de preocupante a não ser o resultado financeiro
ROE crescente
Receita líquida constante
Margens estáveis
EBITDA crescente
Proventos constantes
P/VP 1,02

Aos preços atuais , apesar da subida constante ao longo do tempo me parece uma boa empresa para se tornar sócio ... o que achas da empresa ?

339132  - paulo_prof   -  08 Jun 2017, 02:41
Acho que muitos aqui não se dão o trabalho de "ler" uma DRE porque acham que é um bicho de sete cabeças ... Aproveitei a sua intervenção para auxiliar na difusão da "cultura financeira". Quem sabe, ao ver que de fato as coisas são bastante simples, mais interessados não se animam a começar a ler Balanços Patrimoniais e Demonstrações de Resultados?

339131 - paulo_prof   -  08 Jun 2017, 02:35
Já faz tempo que a empresa de El Salvador apresenta resultados consistentes. O problema, realmente, eram/são as operações no Brasil.

No exercício de 2014/2015, o Resultado da Empresa Controladora Antes do Finalceiro e dos Impostos foi R$ 16.396 mil. Mas o Resultado da Equivalência Patrimonial emplacou R$ 17.743 mil. Ou seja, o operacional no Brasil foi negativo.

No exercício de 2015/2016, ídem. O Resultado da Equivalência Patrimonial somou R$ 29.935 mil, mas o Resultado Antes do Financeiro e dos Impostos caiu para R$ 21.308 mil.

No 1T2016/2017, as operações brasileiras antes do financeiro e impostos foram apenas R$ 500 mil positivas ... auxiliando o Resultado da Equivalência Patrimonial que somou FR$ 5.074 mil.

No 2T2016/2017, mais uma vez, as operações brasileiras ficaram no vermelho: R$ 1.565 mil negativos, enquanto que a Equivalência Patrimonial somou R$ 7.798 mil.

Mas neste último trimestre, 3T2016/2017, as operações brasileiras produziram um Resultado Antes do Financeiro e Tributos bastante robusto, se considerado o histórico dos últimos 3 anos, de R$ 4.931 mil. Este Resultado das operações no Brasil, somado ao Resultado da Equivalência Patrimonial de R$ 8.677 mil, produziu o melhor Resultado Antes do Financeiro e dos Impostos da história: R$ 13.609 mil!!!

339120  - paulo_prof -  07 Jun 2017, 23:11
No caso, garanto que não foi este o motivo da divergência. O motivo da divergência está no que deve ser considerado o lucro líquido da empresa.

Falar no P/L de uma EMPRESA não faz sentido, não é mesmo. O que faz sentido é o P=PREÇO DO ATIVO, dividindo pelo LPA = LUCRO expresso EM TERMOS deste ATIVO.

Quando uma empresa controla outra empresa e esta tem acionistas minoritários, a parte do lucro desta outra empresa correspondente à porção de capital detida pelos minoritários, NÃO PERTENCEM AOS ACIONISTAS DA EMPRESA CONTROLADORA e, portanto, tem que ser DEDUZIDA DO LUCRO LíQUIDO CONSOLIDADO. Ou seja, para se calcular o LPA correspondente às ações detidas pelos acionistas da PTNT controladora, deve-se considerar somente o LUCRO LÍQUIDO DA EMPRESA INDIVIDUAL e não o lucro líquido consolidado.

Nos últimos 12 meses, o lucro líquido da PNTN individual somou R$ 19,460 milhões (e não os R$ 32.210 da Pettenati consolidada).

Dividindo os 19.460 mil de lucro da empresa individual, pelas 48.047 mil ações, obtém-se o LPA = R$ 0,405.

Agora, sim, tendo o LPA vc pode calcular o P/L que quiser ...

Para a PTNT4, P/L = 2,90/0,405 = 7,16

Para a PTNT3, P/L = 6,52/0,405 = 16,10

339109 - paulo_prof  -  07 Jun 2017, 20:55
Citação: bac 1000 - Post #339093 - 07/Jun/2017 15:48
Pelo Investsite, o P/L de Ptnt4, esta em 4,xx...
Nao seria este P/L???
A DRE do 1T16 é a DRE do 3o trimestre contábil da PTNT; Neste, é informado que o lucro dos 9M é R$ 14.973 mil. Também é informado que o lucro dos 9M do ano anterior foi de R$ 5.520 mil. A DRE do último exercício informa um LL de R$ 10.007 mil. Deduzindo os R$ 5.520 dos 9M obtém-se 10.007-5520 = R$ 4.487 mil para o último trimestre do último exercício. Somando com o lucro dos 9M deste exercício, chega-se a L = 4.487 + 14.973 = R$ 19.460 mil.

O número total de ações é 48.047 mil. Multiplicando pelo preço R$ 2,90 obtém-se P = R$ 139.336 mil.

Finalmente, fazendo a operação P/L = 139.336 / 19.460 = 7,16

Provavelmente, em vez de considerar apenas o lucro líquido da empresa controladora, o Investsite considerou o lucro consolidado total, atribuível em parte também a investidores que não são acionistas da PTNT ... o que obviamente seria furado!

339107  - BAC 1000   -  07 Jun 2017, 20:45
Valeu Ivan, forte abraco... A empresa melhorou bastante ultimamente, oque me chamou a atencao... Acho que vai dar caldo, principalmente depois do resultado deste trimestre... Esta melhora foi proporcionada principalmente pela fabrica de El Salvador, que comecou a apresentar resultados consistentes... Vamos acompanhar o case com carinho...

339106  - ispholambra - 07 Jun 2017, 20:17
Voce ja conseguiu descobrir muitas perolas por aqui... e mais importante descobriu no time certo... CLSC4 em 2015 que o diga...

Mas PTNT4 eu acompanho a anos... nao tem nada que potencialize o papel no curto prazo... acho que nem no longo prazo...

Mas boa sorte...

339105  - BAC 1000 -  07 Jun 2017, 20:11
Huummm entendi... O mais correto entao eh considerar 4,20... Este P/L mostra como a acao esta de graca... Oportunidade detected....

339103  - joaoricci   -  07 Jun 2017, 19:46
existe uma divergência pelo seguinte motivo. um calcula o valor de mercado usando o valor das ações PN que custam 2,90 e em cima desse valor, eles calculam o P/L. Outros sites calculam o valor de mercado utilizando o valor das ON`s que custam 6,52 proporcional ao número de ações e PN's proporcional ao numero de ações. Dessa forma, o múltiplo pode ser 4,2 ou 7,0.

O que se recomenda, é calcular o valor de mercado com base nas ações mais liquidas, ou seja, as ações pn. Sendo assim, o P/L da PTNT4 é 4,2. As ações on da ptnt não tem nenhuma liquidez.

Outro ponto, é que de fato o primeiro tri é o melhor para a empresa, entretanto, na comparação com o 1 tri de 2016 vemos uma aumento de 60% no ebitda, sendo que a empresa foi prejudicada pela queda do dólar, já que 60% da receita da empresa é em moeda estrangeira.

339094  - toneguti   - 07 Jun 2017, 17:32
Os indicadores de PTNT4 são bons, mas se alguém pretender assumir posição de longo prazo na Cia deveria considerar outras informação, além dos números.

Acho que a governança corporativa é ruim, pelos seguintes motivos:

1) a Diretoria é quase toda composta por membros da família Pettenati (cabide de emprego);

2) o Diretor Presidente é também o Presidente do Conselho de Administração (acredito que o melhor modelo é não confundir as instancias deliberativas).

A remuneração da administração (R$ 500.000,00 / mês) é muito alta para a realidade da Cia (e do mercado), pois representa cerca de 20% do lucro líquido / mês.

Há contestações sobre o balanço e resultados da Cia. Na última AG (27/10/2016) que deliberou sobre a aprovação das contas, há um voto divergente (pela não aprovação das contas) em vista de retenção indevida de lucros em exercícios anteriores (exposição de motivos do voto em anexo à ata).

339081  - paulo_prof   -  07 Jun 2017, 04:16
???? Não tive problema algum para obter todos os dados atualizados até o 1T17 (ou 3T16-17 porque o ano contábil termina em junho)) !!!

Parece-me uma boa empresa, que em junho vai emplacar o 5o. exercício seguindo no lucro! Acho que no setor têxtil nenhuma empresa tem uma performance mais regular. Teve um 1T17 espetacular!

Por outro lado, entretanto, parece-me que a empresa não tem um "driver" para fazer o seu preço deslanchar. De qualquer forma, se mantiver o payout de 60% praticado no exercício passado, talvez dê para encarar a espera de um interesse maior por parte dos investidores.

PTNT4

PREÇO: R$ 2,91

PAYOUT (2015-2016): 60%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 7,18

P/VPA 0,90

PSR 0,29

DY 8,35%

EV/EBITDA 3,06

MARGEM BRUTA 18,6%

MARGEM OPERACIONAL 8,5%

MARGEM LÍQUIDA 4,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,405

MARGEM EBITDA 14,6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 77,1%

ROE 12,48%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,34



Taxas de Crescimento Nominal



a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15-16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -6,10%

RESULTADO BRUTO -4,81%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -1,77%

RESULTADO OPERACIONAL +51,11%

RESULTADO LÍQUIDO +87,35%

EBITDA +23,25%



b) 3T16_17 vs 3T15_16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,87%

RESULTADO BRUTO -2,63%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -47,79%

RESULTADO OPERACIONAL +148,26%

RESULTADO LÍQUIDO +257,20%

EBITDA +45,14%



c) lucro (taxa média anual)

UA 87,35%

U2A 24,34%

U3A 34,35%



d) patrimônio líquido médio

UA -1,14%

U2A 8,33%

U3A 7,73%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,19

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -14,1%

327529  - paulo_prof  -  27 Set 2016, 00:02
Para aqueles que estão procurando alguma luz no setor textil, saiu hoje o resultado do exercício 2015/2016 da Petenatti.

PTNT4
PREÇO: R$ 1,77
PAYOUT (2015/2016): 60%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses
P/L 8,50
P/VPA 0,59
PSR 0,17
DY 7,06%
EV/EBITDA 2,96
MARGEM BRUTA 18,3%
MARGEM OPERACIONAL 5,2%
MARGEM LÍQUIDA 2,0%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,208
MARGEM EBITDA 11,5%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 106,5%
ROE 6,97%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,34

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,59%
RESULTADO BRUTO +16,96%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +171,67%
RESULTADO OPERACIONAL +11,12%
RESULTADO LÍQUIDO -32,65%
EBITDA +34,22%

b) 2T16 vs 2T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,43%
RESULTADO BRUTO +4,78%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +182,14%
RESULTADO OPERACIONAL -2,25%
RESULTADO LÍQUIDO -7,81%
EBITDA +19,13%

c) lucro (taxa média anual)
UA -32,65%
U2A 4,18%
U3A 45,95%

d) patrimônio líquido médio
UA 14,99%
U2A 12,39%
U3A 8,91%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 2,08

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): -3,5%

167170 - israel007 - 14 Fev 2013, 22:19
PTNT4
Empresa: PETTENATI S.A. INDUSTRIA TEXTIL Ação: PETTENATI PN Setor: Consumo Cíclico Subsetor: Tecidos. Vestuário e Calçados
Resultado do 2º Trimestre de 2012

A empresa divulgou prejuízo líquido de R$ 1,4 M no segundo trimestre de 2012, ante um lucro líquido de R$ 250,2 k no segundo trimestre de 2011. No trimestre ligeiramente anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 395,5 k. A receita líquida totalizou R$ 47,4 M no 2° trimestre de 2012, uma variação de -2,3% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e decréscimo de 6,7% em relação ao 2° trimestre de 2011.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 11,5% contra 12,4% no trimestre anterior e 12,8% no 2° trimestre de 2011.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 227,1 M, redução de 2,5% em relação ao saldo no 2° trimestre de 2011. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 116,0 M neste trimestre, valor -2,8% menor ao saldo no mesmo período do ano anterior.

29324 - CINTRAPC - 04/Mar/2010 12:17
Para mim, você relacionou empresas cujos negócios são diferentes.
A CGRA3 (Grazziotin)é essencialmente uma empresa comercial, varejista, que vende, inclusive, produtos texteis;
A GRND3 Grendene) é uma indústria de calçados;
Das relacionadas, as que possuem vinculação direta com a produção de texteis são a PTNT4 e a MRSL4.
Na minha opinião, a mais atrativa é a MRSL4 (Marisol), porque, além de produzir, ela também tem seu lado de varejo: lojas proprias e franqueadas vendendo suas marcas Pakalolo, Lilica Ripilica e Tigor, etc.). O mercado está propenso a precificar melhor esse tipo de empresa. Os múltiplos, já considerando os balanços de 31/12/2009, estão mais atrativos em relação à PTNT:
MRSL4: P/L 9,23; MB 37%; ML 8,7%; ROE 13,8%; P/VP 1,27; e PSR 0,85
PTNT4: P/L 15,4; MB 13,4%; ML 1,0%; ROE 5,5% ; P/VP 0,84; e PSR 0,33
Ninguém comentou os resultados do 4T09 da MARISOL E PETTENATI.
Achei muito bom o resultado da MARISOL (+ 12 milhões), enquanto PETTENATI foi sofrível (216 mil). A MARISOL praticamente repetiu o mesmo resultado que teve no 3T09 (12 milhões), fechando o ano com 35.7 Milhões. O 1 semestre de 2009 foi de resultados mais modestos. Em 2010, acredito que não será difícil de melhorá-los. Logo, a tendência, mantidas as condições macroeconômicas atuais, é o P/L cair ainda mais.
Não tome esse comentário como indicação do papel. Apenas serve para te dar mais subsídios para que você mesmo adote sua própria decisão, refletindo sobre os riscos que é capaz de suportar aplicando em renda variável

29322 - paulo_prof - 04/Mar/2010 11:48 
citação: mteixeira1968Bom dia Prof Paulo, Small e demais colegas do forum,
Alguém saberia dar uma boa indicação de ação no setor de tecidos e vestuário.
Já tenho CTSA4, mas queria mais uma.
Pensei em PTNT4, CGRA3, GRND3 e MRSL4.
Entre essas a que me pareceu mais atraente no momento foi a PTNT4.
Obrigado
Por que PTNT4 lhe pareceu mais atraente, mteixeira? Como não li o relatório, não sei qual a razão de um resultado tão fraco no 4T09.
Em termos de múltiplos, acho que é MRSL4 que apresenta os mais interessantes. O P/L anualizado, seja dos últimos 3 ou 6 meses é aprox. 6,8. Para um P/VPA = 1,3, o ROE dos últimos 3 ou 6 meses, aprox. 19%, é compatível. O DY anualizado, de aprox. 3%, também não é dos piores. Ocorre que a Marisol, que basicamente lida com roupas infantis, tem resultados muito mais fortes no 2o. semestre do que no 1o.
Por outro lado, entretanto, não há como esconder que a liquidez do ativo deixa muito a desejar e não se pode dizer que o mercado ache o mesmo "atraente".
No segmento, me desfiz de todos os ativos (já tive PTNT4, CTSA3/4, ECPR4, MRSL4, ALPA4, etc) exceto GRND3 e LLIS3. Mas dependendo de como venham os resultados do 4T09, é possível que experimentem a foice também (tenho ainda GRND3 a preço médio de R$ 5,1 e LLIS3 a R$ 2,99). 

15789 - paulo_prof - 28/Set/2009 11:14 
Saiu o resultado da Pettenati (PTNT4). Eu achei muito bom!
A Pettenati usa o ano fiscal de JUL a JUN, de modo que o documento que está sendo apresentado é a DFP anual, relativa ao ano 2008/2009.
Receita Bruta: R$ 347,7 milhões
Receita Líquida: R$ 273,8 milhões
Resultado Bruto: R$ 41,3 milhões
Resultado Financeiro: (R$ 2 milhões)
Resultado Operacional: R$ 14,4 milhões
Lucro Líquido: R$ 8,4 milhões
Ebitda: R$ 17,4 milhões
Provisão para pagamento de Dividendos: R$ 5,4 milhões, correspondendo a um payout de 64,6% e dividendos de R$ 0,4528/ação. Ao preço de R$ 8,17, corresponde a um DY de 5,54%. A data "com" deverá ocorrer por volta de 22 de outubro, para pagamento somente em meados de 2010.
Baseado no resultado anual, os multiplicadores são:
P/L = 11,65; P/VPA = 0,99; ROE = 8,48; DivBrut/PatLiq = 86,3%; LiqCorr = 1,52; margem bruta = 15,1%; margem operacional = 5,3%; margem ebitda = 6,4%; margem líquida = 3,1%
Neste critério, o ativo parece-me corretamente precificado
Mas o que parece interessante é o resultado obtido no 2T09. O relatório ainda não está disponível para uma verificação se o resultado do 2T09 é recorrente. As margens do 2T09 foram: bruta = 15,1%; operacional = 14,2%; líquida = 7,5% e ebitda = 15,9%; ROE = 21,1%, substancialmente maiores do que as margens baseadas no resultado anual.
Se a empresa for capaz de gerar um lucro líquido anual de R$ 16 milhões (lucro médio por trimestre 25% menor do que o lucro obtido no 2T09), o P/L cairia para 6,13!
Considerando que em meados de outubro devem ser distribuídos proventos de aprox. 5,5%, acho que iniciar uma pequena posição poderia ser interessante. Se o resultado líquido do 3T09 vier acima de R$ 4 milhões, esta posição poderia ser aumentada.
Duro, entretanto, é ter a devida paciência com a liquidez ... 

7310 - NotwenCardozo - 17/Jun/2009 16:43
Algumas perguntas:
Alguém já analisou graficamente o quanto o mercado pode corrigir? Se perder os suportes eu vejo uma possibilidade entre 47K e 48K no pior dos casos. Acho que não cairá mais do que isso.
Alguém já analisou o valor do lucro da PRONOR em relação ao preço atual da Braskem? Qual era o papel compado pela PRONOR? Sei que era PN (BRKM5)? Hoje BRKM5 está subindo 0.30-0.60% (mais ou menos estável). Até que preço seria interessante investir em PNOR5 e PNOR6? 1.60? PNOR6 chegou a cair para 1.61 (-12.5%)
Paulo? Comprou PTNT3 a R$7,50? Queda de 13,6%. Ontem vi que alguém havia colocado uma ordem de venda de 5K a R$8,00 e depois retirou. Daí coloquei uma ordem de compra de 2K a R$7,50. É o menor preço de um longo período (acho que é mínimo histórico). Graficamente no ADVFN não vi menor preço do que R$7,50 em todo gráfico disponível no ADVFN desde maio de 2005. Em 12 meses ou mais indica um mínimo de R$6,51 pela pág. de cotação da ADVFN mas que vc não acha graficamente este mínimo (tabela de max e min). Não sei quando foi o IPO da empresa.
Falei com um empresário amigo meu do ramo de vestuário. Ele fala muito bem da empresa mas disse que 40% da receita dela é em US$ em função da exportação. Empresa autosustentável, recicla água etc. Fala que é uma empresa de primeiro mundo.
Corretora "9" (Deustsch Bank?) continua derrubando TGMA3. Vamos ver até onde vai. Bateu em R$7,00 hoje (-20% dos R$8,80 que já havia chegado).

6354 - bgrana - 31/Mai/2009 18:31
small, o que houve com ptnt? e a nova fabrica em el salvador?

1734 - SEVZF - 18/Fev/2009 00:42
Gostaria de ler suas impressões sobre o último balanço de PTNT4.
Parece que a fábrica entrou em operação no pior momento possível...
"Será que as têxteis mais promissoras não seriam aquelas q estão apostando no mercado interno, capaz de absorver a produção das empresas nacionais pelo aumento do dólar?"

684 - small caps - 19/Dez/2008 00:23
"(676) jose26, eles tem um preço médio na PTNT4 bem mais elevado que as cotações atuais e continuam com uma considerável participação em ações da companhia. O fato de terem vendido parte do investimento pode ser apenas uma estratégia de diversificação de riscos, como já fizeram com MWET4. Em determinados momentos, para aproveitar uma ""grande promoção"", deve-se desfazer de ações que estão apenas ""em promoção"". Os múltiplos da empresa estão atraentes e o dólar mais valorizado beneficia a empresa ao limitar a concorrência externa. Além disso, este ano é que começam a aparecer os resultados da nova unidade internacional, que até agora apenas representou despesas pré-operacionais."

Nenhum comentário: