Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

sexta-feira, 27 de março de 2020

Minupar (MNPR)



Subsetor
Segmento
 
Recomendações
 

Códigos de Negociação
Tipo
MNPR3

   
Características
Criação. Abate Industrialização e comercialização de carnes e produtos derivados de aves e suinos; importação e exportação; prestação de serviços a terceiros e partipação em outras empresas

Balanços
A2019/4T2019 - DFP 31/12/2019
   
Assembleias
AGO - 29/04/2020 09:00 - Assunto(s):  Tomada de Contas-Votação do Relatório da Administração e das Demonstrações Financeiras; Remuneração dos Administradores e Conselheiros; Eleição dos membros do Conselho de Administração; Deliberação acerca da quantidade de membros para compor o Conselho de Administração
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA = A Companhia, através de sua Controlada Indireta Companhia Minuano de Alimentos, obteve receita líquida acumulada de R$ 148.963 no terceiro trimestre de 2018 e de R$ 142.436 no terceiro trimestre de 2017. O aumento em torno de 4,58%na receita liquida da Companhia está relacionada diretamente ao incremento da prestação de serviços para terceiros, bem como dos produtos industrializados.; DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS = As despesas gerais e administrativas no terceiro trimestre de 2018 totalizaram R$ 5.164, sendo de R$ 5.335 no terceiro trimestre de 2017. A redução de 3,21% está relacionada aos esforços realizados pela Administração visando diminuição de gastos com serviços terceirizados e demais gastos administrativos.; DESPESAS COM VENDAS = No terceiro trimestre de 2018 as despesas com vendas totalizaram R$ 7.025 milhões, sendo que no terceiro trimestre de 2017 ficou em R$ 6.065 milhões, equivalentes a 4,72% e 4,26% respectivamente da receita operacional liquida.; LUCRO BRUTO = O Lucro Bruto totalizou R$ 33.866 no terceiro trimestre de 2018, equivalente a 22,73% da receita operacional liquida. No mesmo período em 2017 alcançou R$ 29.781, equivalente a 20,91% da receita operacional liquida.:

MNPR3
PREÇO: R$ 2,31
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -0,63
P/VPA -0,05
PSR 0,08
DY 0,00%
EV/EBITDA 6,30
MARGEM BRUTA 20,10%
MARGEM OPERACIONAL -9,53%
MARGEM LÍQUIDA -13,05%
LUCRO POR AÇÃO R$ -3,649
MARGEM EBITDA 5,17%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO -16,22%
ROE 8,68%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,12

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 1,12%
RESULTADO BRUTO 6,72%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -35,09%
RESULTADO OPERACIONAL 15,47%
RESULTADO LÍQUIDO 203,56%
EBITDA -60,09%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 5,54%
RESULTADO BRUTO 7,89%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -59,60%
RESULTADO OPERACIONAL -127,45%
RESULTADO LÍQUIDO -1118,89%
EBITDA 42,30%

c) lucro (taxa média anual)
UA 203,56%
U2A 36,65%
U3A 11,18%

d) patrimônio líquido médio
UA 9,52%
U2A 7,22%
U3A 6,45%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

350683  - marcosvinicius2  -  03 Jun 2018, 22:25
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA = A Companhia, através de sua Controlada Indireta Companhia Minuano de Alimentos, obteve receita líquida de R$ 46.635 no primeiro trimestre de 2018 e de R$ 45.545 no primeiro trimestre de 2017. O aumento em torno de 2,39% na receita liquida da Companhia está relacionada diretamente ao incremento da prestação de serviços para terceiros, bem como dos produtos industrializados. DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS= As despesas gerais e administrativas no primeiro trimestre de 2018 totalizaram R$ 1.575, sendo de R$ 1.791 no primeiro trimestre de 2017. A redução de 12,06% está relacionada aos esforços realizadas pela Administração visando diminuição de gastos com serviços terceirizados e demais gastos administrativos.:

MNPR3
PREÇO: 2,70
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -0,81
P/VPA -0,07
PSR 0,10
DY 0,00%
EV/EBITDA 4,83
MARGEM BRUTA 19,15%
MARGEM OPERACIONAL -12,73%
MARGEM LÍQUIDA -12,28%
LUCRO POR AÇÃO -3,320
MARGEM EBITDA 6,51%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO -14,15%
ROE 8,01%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,09

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,34%
RESULTADO BRUTO 10,04%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -12,77%
RESULTADO OPERACIONAL 47,66%
RESULTADO LÍQUIDO 42,56%
EBITDA -51,22%

b) 1T18 sobre 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,09%
RESULTADO BRUTO 11,42%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -10,13%
RESULTADO OPERACIONAL -51,07%
RESULTADO LÍQUIDO -51,10%
EBITDA 16,24%

c) lucro (taxa média anual)
UA 42,56%
U2A 53,76%
U3A -225,67%

d) patrimônio líquido médio
UA 6,63%
U2A 6,14%
U3A 4,40%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

320779  - rafamcl   -  29 Abr 2016, 19:10
MNPR foi suspenso essa semana por não ter feito agrupamento. Pelo que entendi do comunicado eles foram meio que pegos de surpresa pela Bovespa, não sabiam que estavam na mira. Não sei se tem como saber em algum lugar se a DTCY está nessa tal de "listagem/divulgação em separado" que a MNPR menciona no comunicado abaixo:

MINUPAR Participações S. A. (“MINUPAR”), vem a público comunicar ao mercado que foi informada da suspensão de negociação de suas ações através do Ofício 1232/2016-SAE da  BM&FBOVESPA, cuja drástica imposição causou surpresa à Companhia e ao mercado. Vale dizer que a MINUPAR cumpre com todas as determinações legais exigidas de uma companhia com capital aberto. Todavia, ante a cultura do mercado em premiar a bonificação, o inverso, ou seja, o grupamento, tem significado um desestímulo na formação do preço das ações.

Nesse sentido, o cumprimento dessa determinação tem demonstrado perda substancial do patrimônio dos acionistas, pois, tão logo as Companhias realizam o grupamento, incorrem em perda de até 70% na cotação de suas ações.

Assim, tendo em vista a proteção do valor das ações, bem como a proteção do patrimônio dos nossos acionistas, principalmente os minoritários, a MINUPAR enviou à BM&FBOVESPA consulta no sentido de se enquadrar na listagem/divulgação em separado, como já ocorre com outras companhias. Contudo a BM&FBOVESPA além de não responder a consulta formulada, suspendeu a Companhia de forma arbitrária.

Neste sentido, a MINUPAR, através de seu Conselho de Administração, está realizando estudos de viabilidade no intuito de buscar uma rápida solução evitando a imposição de perda tão substancial à seus acionistas.

14281 - paulo_prof - 12/Set/2009 00:52
citação: bortowskiAlguem poderia comentar o aumento de volume da MNPR3 nos ultimos 3 dias.
O papel esta chamando a atenção.
Data ----- Aber - Máx - Mín - Fech - Nº Neg - Qtde Neg - Volume
11/09/09 1,23 - 1,30 - 1,18 - 1,24 - 300 - 1.579.900 1.958.530
10/09/09 1,22 - 1,27 - 1,18 - 1,21 - 375 - 914.200 1.123.204
09/09/09 1,17 - 1,26 - 1,16 - 1,19 - 420 - 1.261.200 1.532.095
08/09/09 1,17 - 1,18 - 1,14 - 1,14 - 45 - 126.800 145.840
04/09/09 1,18 - 1,18 - 1,14 - 1,17 - 48 - 101.000 116.905
03/09/09 1,17 - 1,20 - 1,15 - 1,19 - 92 - 232.500 272.308
02/09/09 1,17 - 1,20 - 1,11 - 1,11 - 96 - 1.558.200 1.855.918
01/09/09 1,16 - 1,16 - 1,12 - 1,15 - 33 - 42.700 48.244
31/08/09 1,19 - 1,19 - 1,14 - 1,17 - 51 - 311.800 358.879
28/08/09 1,16 - 1,20 - 1,16 - 1,16 - 66 - 147.900 172.848
Bortowski
Os fundamentos da empresa são péssimos. Além de não conseguir apresentar lucro, o patrimônio líquido não para de cair.
Acho que, entre os micos, MNPR4 deve ser interessante para profissionais porque a diferença entre a máxima e mínima do dia costuma ser de pelo menos 4%, permitindo ganhos em day trade. Se vc não é profissional e não quiser se queimar, fique fora.
Não é porque o ativo teve os seus momentos de glória no passado, que a história vai se repetir.

6283 - small caps - 29/Mai/2009 09:43
Já ganhei muito com MNPR3. Fez parte da carteira small caps. Tem o case dela completo no livro que escrevi. Paguei R$ 0,20 e vendi o último lote a R$ 11,00.
Mas, quando ingressou na carteira, custava R$ 0,70! E não quase R$ 6,00. E sua situação e a da economia mundial era muito melhor.
Ou seja, pagar quase 10 vezes mais por um ativo cuja atratividade restou deteriorada em razão da economia mundial?
Eu não pago!
Ademais, o fato de ter o desdobramento não muda nada nos fundamentos da companhia.
Vamos abrir o olho.

4504 - small caps - 23/Abr/2009 00:14
"opportunity2, "Ja MNPR3 foi um grande negócio, mas o hoje o diferencial que possuía não é o mais importante: capacidade produtiva. Os turnarounds são muito beneficiados quando a demanda cresce muito rápido. Quando não, o importante é ter caixa para superar a crise. Neste contexto, BAUH4 está bem melhor preparada depois da capitalização pela Sadia."

4055 - gustgef - 13/Abr/2009 03:48
"MNPR3 quando alcançou os 300% estava longe de ter perdido atratividade nos seus números. Ela teria perdido atratatividade aí sim, por volta dos 1200-1500%, pois era óbvio que os contratos novos trariam resultados bem melhores, de 1500 pra 3000% é o mesmo que dobrar de valor. Se a pessoa tivesse vendido com 1200% de alta (por volta de 5,50), hoje conseguiria comprá-la mais barato."
"A pessoa que tivesse deixado seu dinheiro parado hoje não teria 3000% de alta, mas sim, ""apenas"" 1000%. Além disso a MNPR3 anda muito mal das pernas e nada indica que sua cotação vai voltar a subir. Será que tirá-la da carteira foi uma coisa ruin realmente? ou será que deveríamos mantê-la até o fim de nossas vidas?"
"Concordo totalmente com a idéia de retirar da sua carteira empresas apenas porque subiram muito, pode lhe custar um ganho muito maior, entretanto, retirar da carteira empresas que estejam valendo mais do que deveriam está corretíssimo, pois é como se você tivesse uma nota de 5 reais e tivessem lhe oferecendo 7 reais por ela, enquanto você acabou de achar um rapaz com 3 notas de 2 reais, pedindo apenas uma nota de 5. Será que é inteligente manter a sua nota de 5?"
"O lance é saber que sua nota é realmente de 5, e não uma nota de 10."
"Concordo ainda mais quando a troca é feita por ativos do mesmo setor, pois sequer o foco percentual setorial da carteira o investidor perde estando menos sujeito ainda a possíveis perdas. Esse foi o caso de várias pessoas daqui que trocaram BICB4 por PINE4, pois os mesmos números que antes apontavam uma maior concentração de BICB4 na carteira, agora apontam para PINE4."
"Quanto aos ""fundamentos de números"", sim, os números são os únicos fatos concretos mensuráveis dos fundamentos da empresa, se você tiver outra idéia. O resto são expectativas que podem ou não se concretizar, com certeza na análise de MNPR3 os números foram usados. Em PTNT4 é que foram usados mesmo."
Mas essa é só minha opinião.

1846 - 1 small caps - 24/Fev/2009 14:09
"A MNPR3, por exemplo, estava nesta situação e tem uma análise completa no livro sobre porque foi possível investir nela. Existiam firmes evidências de melhoria e não apenas meras especulações..."
"Por fim, no curto prazo, tudo é possível.

60 - small caps - 24/Set/2008 22:23
"Minupar foi um papel especial na carteira small caps no ano passado, com uma rentabilidade surpreendente. No livro ela mereceu um estudo destacando as razões de sua escolha e o que levou à alta."
"Acredito que o principal motivo que passou a limitar as altas das ações da empresa foi o fato de o valor de mercado da empresa em relação ao faturamento ter atingindo níveis próximos e às vezes até superior do que empresas como a Sadia, que tem uma ótima situação patrimonial e histórico de lucratividade."
"Assim, este é um dos limitadores da alta de ativos turnarounds, quando atingem indicadores fundamentalistas próximos ou superiores a empresas com melhor rentabilidade."

59 - lununes - 24/Set/2008 21:51
"Small, notei que você acompanhava a Minupar. De uns tempos para cá o papel sofreu significativas quedas."
"Seria um bom momento para compra? Com a entrada da Tyson Foods no nosso mercado, seria talvez, uma opção de incorporação/aquisição?"

Nenhum comentário: