Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

sábado, 10 de outubro de 2009

BR Brokers (BBRK)



Recomendações

Carteiras
pinheiro87 (abr/18)
Balanços
3T2018 -
marcosvinicius2 -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO = Nossa operação de crédito imobiliário continua a entregar um consistente crescimento de vendas, com evolução de market-share, aliado a um sólido resultado operacional. O volume dos contratos de financiamento assinados através de nossa plataforma de comercialização e distribuição de serviços financeiros alcançou R$ 403 milhões no 3T18, volume 182% superior a igual período do ano anterior e 9% superior ao trimestre imediatamente anterior. Vale destacar que superamos nesses primeiros nove meses de 2018 a marca de R$ 1 bilhão em financiamentos originados. A Credimorar continuamente vem ampliando sua rede de parceiros em todo Brasil e sua produtividade nos nossos canais internos de venda e, se tornando cada vez mais relevante em nossa estratégia de expansão da oferta de serviços agregados. Gostaríamos de reafirmar nosso compromisso com a execução do plano de redução de despesas administrativas divulgado ao mercado ao final do 4T17, e que foi intensificado nos últimos meses. Ao longo de 2018, deixamos de atuar diretamente em três subsidiárias que optamos por licenciar e encerramos nossa operação em Porto Alegre. Revisamos nossa estrutura de lojas passando a atuar em 32 endereços, sendo 2 deles novos, e renegociamos 100% de nossos contratos de aluguel. Investimos nos últimos meses em melhorias e simplificação de nossa arquitetura de sistemas e modificamos alguns de nossos processos de back-office visando tornar essas atividades mais eficientes e ampliar a percepção de qualidade junto aos nossos clientes. Por fim, alcançamos melhores resultados após ampla renegociação de contratos com nossos parceiros estratégicos.

1T2018 -
marcosvinicius2  -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). Receita Líquida apresentou crescimento de 19% quando comparado ao 1T17, lembrando que o crescimento no Valor Geral de Vendas da Companhia das operações continuadas no período foi de 2%. Cabe destacar o crescimento do volume dos contratos de financiamento originados através da plataforma de comercialização e distribuição de serviços financeiros que alcançou R$ 211 milhões, volume 270% superior a igual período do ano anterior.

1T2017 -
observando   -
Mais uma empresa apresentando excelente melhora!
Reduziu seu prejuízo em quase 10 vezes.
Em se tratando de empresa do setor de Construção e Engenharia, a recuperação foi excelente!!!!

3T2011 - 
Gracco -
Belíssimo resultado

Snadrex -
gostou   
Características
Participação em sociedades que atuem no setor imobiliário.
Links

356161 - marcosvinicius2 -  24 Nov 2018, 22:18
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO = Nossa operação de crédito imobiliário continua a entregar um consistente crescimento de vendas, com evolução de market-share, aliado a um sólido resultado operacional. O volume dos contratos de financiamento assinados através de nossa plataforma de comercialização e distribuição de serviços financeiros alcançou R$ 403 milhões no 3T18, volume 182% superior a igual período do ano anterior e 9% superior ao trimestre imediatamente anterior. Vale destacar que superamos nesses primeiros nove meses de 2018 a marca de R$ 1 bilhão em financiamentos originados. A Credimorar continuamente vem ampliando sua rede de parceiros em todo Brasil e sua produtividade nos nossos canais internos de venda e, se tornando cada vez mais relevante em nossa estratégia de expansão da oferta de serviços agregados. Gostaríamos de reafirmar nosso compromisso com a execução do plano de redução de despesas administrativas divulgado ao mercado ao final do 4T17, e que foi intensificado nos últimos meses. Ao longo de 2018, deixamos de atuar diretamente em três subsidiárias que optamos por licenciar e encerramos nossa operação em Porto Alegre. Revisamos nossa estrutura de lojas passando a atuar em 32 endereços, sendo 2 deles novos, e renegociamos 100% de nossos contratos de aluguel. Investimos nos últimos meses em melhorias e simplificação de nossa arquitetura de sistemas e modificamos alguns de nossos processos de back-office visando tornar essas atividades mais eficientes e ampliar a percepção de qualidade junto aos nossos clientes. Por fim, alcançamos melhores resultados após ampla renegociação de contratos com nossos parceiros estratégicos.

BBRK3
PREÇO: R$ 5,43
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -1,84
P/VPA 0,74
PSR 1,98
DY 0,00%
EV/EBITDA -1,66
MARGEM BRUTA 86,07%
MARGEM OPERACIONAL -104,57%
MARGEM LÍQUIDA -107,47%
LUCRO POR AÇÃO R$ -2,945
MARGEM EBITDA -102,58%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 12,89%
ROE -40,09%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,66

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 10,17%
RESULTADO BRUTO 0,18%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -862,04%
RESULTADO OPERACIONAL -18,36%
RESULTADO LÍQUIDO -19,57%
EBITDA -12,54%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 2,36%
RESULTADO BRUTO -13,53%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -12,82%
RESULTADO OPERACIONAL -6,08%
RESULTADO LÍQUIDO -2,45%
EBITDA -3,82%

c) lucro (taxa média anual)
UA -19,57%
U2A 0,76%
U3A 21,69%

d) patrimônio líquido médio
UA -13,31%
U2A -21,32%
U3A -20,83%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

350652 - marcosvinicius2  -  02 Jun 2018, 12:45
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). Receita Líquida apresentou crescimento de 19% quando comparado ao 1T17, lembrando que o crescimento no Valor Geral de Vendas da Companhia das operações continuadas no período foi de 2%. Cabe destacar o crescimento do volume dos contratos de financiamento originados através da plataforma de comercialização e distribuição de serviços financeiros que alcançou R$ 211 milhões, volume 270% superior a igual período do ano anterior.:

BBRK3
PREÇO: 0,42
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -1,00
P/VPA 0,45
PSR 1,16
DY 0,00%
EV/EBITDA -1,09
MARGEM BRUTA 91,52%
MARGEM OPERACIONAL -114,25%
MARGEM LÍQUIDA -115,77%
LUCRO POR AÇÃO -0,419
MARGEM EBITDA -112,27%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 15,83%
ROE -45,05%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,19

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -11,20%
RESULTADO BRUTO -16,08%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -348,88%
RESULTADO OPERACIONAL -13,29%
RESULTADO LÍQUIDO -19,03%
EBITDA -3,54%

b) 1T18 sobre 1T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 19,33%
RESULTADO BRUTO 10,76%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -55,50%
RESULTADO OPERACIONAL 11,76%
RESULTADO LÍQUIDO 10,01%
EBITDA 2,17%

c) lucro (taxa média anual)
UA -19,03%
U2A 5,35%
U3A 46,18%

d) patrimônio líquido médio
UA -20,47%
U2A -23,25%
U3A -22,26%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!

rl_tri_bar.png
[...]

349141  - pinheiro87  -  20 Abr 2018, 15:20
[...]
Brasil Brokers (BBRK3) considero uma forma interessante de se expor ao setor imobiliário, onde espero que ocorra uma recuperação nos próximos 2 anos. Queda dos juros para financiamento e aumento do valor a ser financiado são bons para a companhia, novos lançamentos e venda no mercado secundário também. A empresa está na pior fase do ciclo e a recuperação não é visível ainda, ou seja, os resultados estão bastante deteriorados. Por outro lado a empresa aproveitou a crise para diminuiu custos e tem dívida líquida negativa, então creio que irá conseguir sobreviver às vacas magras. Acho um case extremamente arriscado, mas com muito potencial de retorno. A inclusão no banco de dados fica a seu critério...
[...]

337802  - observando   -  12 Mai 2017, 04:21
Mais uma empresa apresentando excelente melhora!
Reduziu seu prejuízo em quase 10 vezes.
Em se tratando de empresa do setor de Construção e Engenharia, a recuperação foi excelente!!!!
*********************************************************************************
BBRK3
Resultado do 1º Trimestre de 2017
A companhia anunciou prejuízo líquido de R$ 11,6M no 1T17, contra perdas de R$ -93,2M apurados no quarto trimestre de 2016. No mesmo período do ano anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 13,6M. A receita líquida somou R$ 18,8M no 1° trimestre de 2017, 22,6% menor que o 4° trimestre de 2016, que foi de R$ 24,3M. No mesmo período do ano anterior, a receita líquida havia atingido o valor de R$ 24,6M.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 95,8% contra 96,8% no 4T16 e 96,6% no mesmo período do ano passado.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 407,7M, redução de 15,6% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 288,3M no 1T17, valor -31,7% menor ao saldo no mesmo período do ano anterior.

Ao longo do trimestre, a ação oscilou 8,9% contra 7,9% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 318,0M contra R$ 377,1M no 1T16.
30918a2c773a397818eaaacaf5e9730e.png

BBRK3
PREÇO R$ 7,06
PAYOUT (2011) 53,2%

P/L 16,16
P/VPA 1,99
PSR 3,48
DY 3,29%
EV/EBITDA 9,90
MARGEM BRUTA 95,7%
MARGEM OPERACIONAL 35,9%
MARGEM LÍQUIDA 21,5%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,437
MARGEM EBITDA 31,4%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 12,29%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,61

Taxas de Crescimento Nominal

a) exercício de 2012 vs 2011
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -6,03%
RESULTADO BRUTO -6,07%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO 211,36%
RESULTADO OPERACIONAL -17,58%
RESULTADO LÍQUIDO -22,61%
EBITDA -20,67%

b) 4T12 vs 4T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -9,63%
RESULTADO BRUTO -10,48%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO 949,43%
RESULTADO OPERACIONAL 6,60%
RESULTADO LÍQUIDO 16,82%
EBITDA -10,0%

c) lucro (taxa média anual)
UA -22,61%
U2A 6,46%
U3A 22,46%

d) patrimônio líquido médio
UA 3,42%
U2A 24,25%
U3A 20,71%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 5,46

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +6,5%

157103 - paulo_prof -  14 Nov 2012, 22:29
BBRK3
PREÇO: R$ 6,08
PAYOUT (2011): 53,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses:
P/L 14,59
P/VPA 1,61
PSR 2,91
DY 3,65%
EV/EBITDA 8,43
MARGEM BRUTA 95,9%
MARGEM OPERACIONAL 34,2%
MARGEM LÍQUIDA 20,0%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,417
MARGEM EBITDA 31,5%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 11,02%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,25

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 9M12 em relação aos Resultados dos 9M11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -4,7%
RESULTADO BRUTO -5,2%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -8,8%
RESULTADO OPERACIONAL -25,4%
RESULTADO LÍQUIDO -33,4%
EBITDA -24,2%

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 3T12 em relação aos Resultados dos 3T11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -14,8%
RESULTADO BRUTO -16,6%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -31,9%
RESULTADO OPERACIONAL -35,7%
RESULTADO LÍQUIDO -45,6%
EBITDA -32,2%

Taxas Anuais Médias de Crescimento Nominal
a) do lucro líquido:
UA -25,62%
U2A 9,19%
U3A 135,14%

b) do patrimônio líquido médio
UA 14,64%
U2A 26,03%
U3A 22,19%

Taxa anual média REAL de crescimento do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária durante os próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e desconto anual real de 8% seja IGUAL ao preço atual: +6,0%

156826 - alisonvm -  14 Nov 2012, 00:32
A empresa ta enxuta, sem dividas e com 280 milhões em caixa, mas seu lucro não deslancha.

Lucro da Brasil Brokers cai 45,6% no 3º trimestre

SÃO PAULO - O lucro líquido atribuído aos sócios controladores da Brasil Brokers caiu 45,6% durante o terceiro trimestre, frente ao mesmo período de 2011, para R$ 18,2 milhões, aponta o balanço da companhia divulgado há pouco. O resultado veio pior com uma combinação de queda no faturamento, alta nos custos e menores ganhos financeiros.

Entre julho e setembro, a receita líquida da holding de corretoras imobiliárias recuou 14,8%, atingindo R$ 95 milhões. Os custos de vendas, porém, acabaram aumentando em 47,5%, para R$ 4,8 milhões. Ao mesmo tempo, as despesas operacionais foram levemente reduzidas, indo de R$ 67,6 milhões para R$ 64,4 milhões em 12 meses.

Aplicações financeiras também renderam menos para a Brasil Brokers, fazendo com que seu resultado para o segmento tivesse baixa de 32% nos três meses, para R$ 5,4 milhões, o que intensificou a redução no lucro líquido da companhia.

144708 de 335380 - paulo_prof -  15 Ago 2012, 11:19
PREÇO: R$ 6,29
PAYOUT (2011): 53,2%

Multiplicadores relativos aos últimos 12 meses
P/L 12,66
P/VPA 1,71
PSR 2,90
DY 4,20%
EV/EBITDA 7,68
MARGEM BRUTA 96,5%
MARGEM OPERACIONAL 37,1%
MARGEM LÍQUIDA 22,9%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,497
MARGEM EBITDA 33,7%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 13,51%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,64

Taxas de crescimento do 1S12 em relação ao 1S11 e de 30JUN12 em relação a 30JUN11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,45%
RESULTADO BRUTO +1,82%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +5,79%
RESULTADO OPERACIONAL -18,84%
RESULTADO LÍQUIDO -25,27%
EBITDA -19,21%
PATRIMÔNIO LÍQUIDO +5,21%

Taxas de crescimento do 2T12 em relação ao 2T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,32%
RESULTADO BRUTO -3,02%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -20,19%
RESULTADO OPERACIONAL -26,05%
RESULTADO LÍQUIDO -33,82%
EBITDA -23,13%

Taxas de crescimento anual médio nominal
a) do lucro líquido
UA 2,45%
U2A 26,77%

b) do patrimônio líquido médio
UA 25,58%
U2A 27,92%
U3A 23,09%

Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido necessária, durante 3 anos, para que o "preço justo" fornecido pela fórmula da FCD seja 30% superior à cotação atual (perpetuidade real de 0%; taxa de desconto anual de 8%): +10,5%

Ativo com preço esticado ... tendência de queda na Receita Líquida no curto prazo e aumento nas Despesas Operacionais (embora o Resultado Bruto do 2S12 tenha crescido em relação aquele do 2T11, o Resultado Operacional foi sensivelmente menor).

132574 - paulo_prof - 17/Mai/2012 15:34
BBRK3

PREÇO: R$ 6,02
PAYOUT (2011): 53,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses
P/L 10,89
P/VPA 1,60
PSR 2,76
DY 4,89%
EV/EBITDA 6,68
MARGEM BRUTA 96,6%
MARGEM OPERACIONAL 39,8%
MARGEM LÍQUIDA 25,3%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,553
MARGEM EBITDA 35,8%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 14,71%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,27

Taxas anuais médias nominais de crescimento
a) lucro líquido
UA 27,50%
U2A 46,05%
U3A 137,85%

b) patrimônio líquido médio
UA 35,99%
U2A 30,07%
U3A 23,17%

Taxa anual média de crescimento real do lucro líquido necessária nos próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD seja 1,3 vezes a cotação atual (perpetuidade real nula; taxa de desconto real de 8%): +5,0%

Taxas nominais de crescimento relativas ao 1T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,93%
RESULTADO BRUTO +7,75%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +44,64%
RESULTADO OPERACIONAL -8,09%
RESULTADO LÍQUIDO -10,67%
EBITDA -13,53%
PATRIMÔNIO LÍQUIDO +10,07%

121504 - paulo_prof - 20/Mar/2012 22:43
BBRK3

PREÇO: R$ 7,57
PAYOUT (2011): 47,5%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L      12,59
P/VPA            1,93
PSR     3,29
DY      3,77%
EV/EBITDA  7,95
MARGEM BRUTA  96,3%
MARGEM OPERACIONAL          40,9%
MARGEM LÍQUIDA          26,1%
LUCRO POR AÇÃO           R$ 0,601
MARGEM EBITDA 37,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO       0,0%
ROE    15,35%
LIQUIDEZ CORRENTE     2,31

Taxas anuais médias nominais de crescimento:

a) do lucro líquido
UA      46,44%          
U2A    54,04%          
U3A    59,00%          

b) do patrimônio líquido médio
UA      49,27%
U2A    30,41%
U3A    23,10%


Taxa de crescimento anual média real do lucro líquido durante 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10% seja 50% superior ao preço atual: +26%

102477 - Gracco - 15/Nov/2011 11:25
Belíssimo resultado da Brasil Brokers ontem:

- VGV lançado no 3TR11 +59% 10.4 bilhões;
- Vendas contratadas +34% em 5.2 bilhões;
- EBTIDA de 43,8 milhões +42%;
- Lucro Líquido bateu 33,5 milhões + 72% com relação ao 3TR10;
- Ganho de 7p.p na margem líquida batendo 30%;
- Comprou 4 imobiliários nos últimos 4 meses com um VGV adicional estimado de 1.4 bilhões;

Receita financeira sobre financiamentos começou a entrar com força contribuindo com +3.6 milhões no resultado. A Brasil Brokers como previsto engoliu a Lopes em termos de resultado com vendas contratadas bem superiores (bem mais distribuida em todas as faixas de preços de imóveis com grande foco no baixo e médio padrão) e finalmente a parceria de financiamentos com o HSBC contribuiu para começar a ser um grande diferencial conforme citado acima.

Existe ainda um spread de cerca de 30% entre as duas imobiliárias sendo a Lopes a mais valorizada pelo mercado. Esse prêmio é injustificado.

A Brasil Brokers está sendo negociada a múltiplos de construtoras sem os riscos de alavancagem financeira, atrasos de entregas (trabalha com mais de 300 construtoras) e se beneficia da alta dos preços dos imóveis e terrenos pois ganha uma comissão sobre o valor final de venda.

Ótima hora para se posicionar na minha opinião, abraço a todos.

http://www.mzweb.com.br/brbrokers/web/arquivos/BRBrokers_ER_3T11_Port.pdf

Análise Coin Valores
A companhia foi constituída em janeiro de 2007. Abrimos capital na Bovespa no dia 29 de outubro de 2007, quando já tínhamos adquirido 16 imobiliárias, com atuação em 10 estados. Até agosto de 2008 (menos de um ano após nossa abertura de capital), adquirimos mais 10 companhias, entre elas a Abyara Brokers, uma das empresas líderes do mercado de São Paulo. Graças a este ousado plano de aquisições conquistamos posição de liderança do setor com pouco mais de 18 meses de operação. Formávamos em setembro de 2010, a maior força de vendas do setor no país com mais de 12.500 corretores parceiros distribuídos em 906 pontos de venda, em 15 estados além do Distrito Federal. Oferecemos aos nossos clientes uma carteira imobiliária vasta para intermediação de venda de edifícios, unidades residenciais, loteamentos, condomínios de casas, shopping centers, conjuntos comerciais, flats e hotéis. Além disso, atuamos em todos os segmentos de renda, comercializando desde imóveis de padrão econômico até imóveis de alto padrão. Nosso maior diferencial é atuar em âmbito nacional, porém aproveitando a experiência e o conhecimento local de nossas subsidiárias, por isso trabalhamos com todos os incorporadores de capital aberto e mais 300 outros incorporadores não listados.

RETROSPECTIVA 2010
Nos nove primeiros meses de 2010, a Companhia atingiu R$ 11,1 bilhões em vendas contratadas, um crescimento de 43% frente ao mesmo período de 2009. Adicionalmente, a Brasil Brokers mostrou estar bem posicionada para aproveitar o potencial de crescimento do segmento econômico: no 3T10 esse segmento representou 48% das unidades vendidas. Destacamos também nossas vendas no mercado secundário que alcançavam R$ 1,7 bilhão nos nove primeiros meses de 2010.
O resultado apresentado pela Brasil Brokers no terceiro trimestre mostrou não só a retomada do mercado imobiliário brasileiro, mas também a eficiência operacional da Companhia. O EBITDA Ajustado aumentou 52% em relação aos nove primeiros meses de 2009, além disso, a margem EBITDA Ajustada foi de 38%. Já o Lucro Líquido Ajustado da Companhia foi de R$ 57 milhões, 68% maior que nos nove primeiros meses de 2009.

PERSPECTIVA 2011
Em 2011 acreditamos que o mercado imobiliário brasileiro continuará em expansão e esperamos que o mesmo ocorra com a operação da companhia. Pretendemos continuar nosso processo de expansão de lojas, com foco no mercado secundário, tendo assinado em outubro de 2010 um contrato de parceria com o HSBC para oferta de crédito imobiliário aos nossos clientes deste mercado, recebendo uma comissão sobre o volume contratado. Esperamos que a parceria torne-se operacional já no primeiro trimestre de 2011. Ainda em dezembro de 2010 retomamos nosso plano de expansão através de aquisições com a compra da Galvão, imobiliária que atua na cidade de Curitiba, um mercado relevante no qual ainda não atuávamos.



24663 - paulo_prof - 07/Jan/2010 12:14
citação: revelleProfessor, o que voce acha bbrk3 ?
É uma empresa de crescimento pequeno. Não chega a 4% ao ano. O valor de mercado da empresa é de R$ 1,08 bilhões e o seu patrimônio líquido é de R$ 410 milhões. Não dá para entender o mercado estar pagando 2,5 vezes o PatLiq para uma empresa que, no fundo, só presta serviços de intermediação de vendas de imóveis (parece que compra e vende terrenos, também). Na minha opinião, uma empresa de crescimento pífio prestadora de serviços deveria ter um DY decente. A BBRK não tem (de acordo com o Fundamentus paga menos de 1%). Eu nem pensaria em investir nesta empresa enquanto o P/L não cair abaixo de 8, ou seja, lucro anual de R$ 125 milhões, ou R$ 30 milhões por trimestre. Hoje está na faixa de R$ 12 milhões. Esquece.

1578 - texmor - 10/Fev/2009 07:26
"Ibelican,"

"A única comparaçao válida para o papel seria com a Lopes ,"

Já que o negócio é corretagem e não construção. 

1574 - lbelecan - 10/Fev/2009 00:02
citação: texmorAlguém teria alguma análise de BBRK3 ...

Para mim está bem barata quando comparada ao seu par LPSB3...

Dinheiro em caixa...

Ótima perspectiva de crescimento de lucro..

"Crédito da Caixa continua fluindo bem, facilitando a venda de imóveis usados."

"Acho um papel com pouca liquidez, e pela cotacao atual de 1,63 esta cara com relacao a alguns pares na bolsa... sugiro cautela com acoes do setor imobiliario, principalmente as que nao divulgaram suas previas de balanco do 4tr08."

Nenhum comentário: