Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

segunda-feira, 30 de março de 2020

Battistella (BTTL)


Recomendações
Compra: SmallCaps (set/08) - dnainvest (2013)
   
Códigos de Negociação
Tipo
BTTL3


Características
Comércio de Caminhões e ônibus Scania. Seus Acessórios e prestação serviço, assistência técnica; Industrialização.e Comércio de Madeiras; Prestação de Serviços sob a Forma de Trading Company; Particiação em Outras Sociedades.

Balanços
A2019/4T2019 - DFP 31/12/2019

Assembleias
AGO - 30/04/2020 11:00 - Assunto(s): Tomada de Contas-Votação do Relatório da Administração e das Demonstrações Financeiras; Eleição de Membros dos Conselhos de Administração e Fiscal; Destinação dos Resultados
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RECEITA LIQUIDA = Houve acréscimo de 51% na receita líquida da Companhia, no 1º semestre de 2018 se comparado ao primeiro semestre de 2017, o que demonstra uma reação positiva dos segmentos em que atua.; No segmento florestal, a Companhia industrializa e comercializa madeira processada e seus derivados. No segmento de veículos pesados a Companhia comercializa caminhões e ônibus marca Scania, acessórios e presta serviços de assistência técnica em suas concessionárias autorizadas. No comparativo dos segmentos em que atua, entre o 1º semestre de 2018 e o 1º semestre de 2017, o segmento florestal apresentou redução de 5% de participação s/a Receita Operacional Liquida, enquanto que o segmento veículos pesados apresentou acréscimo de 5% de participação s/a Receita Operacional Liquida; DESPESAS OPERACIOANAIS = As despesas comerciais, no 1º semestre de 2018 apresentaram acréscimo de 40% em comparação ao 1º semestre de 2017, principalmente nas despesas com fretes e entregas, refletindo a reação positiva das vendas.:

BTTL4
PREÇO: R$ 3,50
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -3,59
P/VPA 5,24
PSR 0,20
DY 0,00%
EV/EBITDA -9,47
MARGEM BRUTA 14,17%
MARGEM OPERACIONAL -8,58%
MARGEM LÍQUIDA -5,67%
LUCRO POR AÇÃO R$ -0,974
MARGEM EBITDA -4,67%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 633,48%
ROE -145,79%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,87

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 56,23%
RESULTADO BRUTO 47,78%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -63,25%
RESULTADO OPERACIONAL -3,73%
RESULTADO LÍQUIDO 401,58%
EBITDA 6388,42%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 71,31%
RESULTADO BRUTO 64,34%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -87,07%
RESULTADO OPERACIONAL 204,70%
RESULTADO LÍQUIDO -18,40%
EBITDA -13,23%

c) lucro (taxa média anual)
UA 401,58%
U2A ND
U3A -34,99%

d) patrimônio líquido médio
UA -60,38%
U2A ND
U3A -182,47%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

257164  - israel007  -  09 Mai 2014, 04:34
BTTL4

Ação da empresa Battistella Adm Participacoes S.A.
Atua no setor financeiro e outros

Resultado do 1º Trimestre de 2014

A companhia anunciou prejuízo líquido de R$ 6,9 M no 1T14, contra um lucro líquido de R$ 30,8 M no quarto trimestre de 2013. No mesmo período do ano anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 8,9 M. A receita líquida atingiu R$ 166,7 M no 1° trimestre de 2014, uma variação de -38,2% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e redução de 37,6% em relação ao 1° trimestre de 2013.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 13,4% contra 10,9% no 4T13 e 10,6% no mesmo período do ano passado.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 239,3 M, redução de 18,7% em relação ao saldo no 1T13.

160554 - cvug -  15 Dez 2012, 16:49
BTTL4 - Venda de caminhões deslancham e lojas já têm fila de espera

15/12/2012 - 06h00 | da Folha.com

Passado o período mais agudo de retração nas vendas de caminhões neste ano, o setor agora convive com as dores do crescimento.

O ritmo da retomada da produção nas montadoras não acompanhou a intensidade da recuperação dos pedidos provocando um quadro de falta de produtos, peças e longos prazos de entrega. Nas concessionárias, há vendas contratadas para todo o primeiro trimestre de 2013. Em alguns casos, os modelos mais procurados estão disponíveis só para abril.

O setor enfrentou um ano atípico em 2012. A antecipação de compras em 2011 devido à entrada de nova tecnologia juntou-se à falta do novo combustível nos postos e às incertezas com a economia e levaram a uma retração de 20% nos volumes no acumulado até agosto.

Com estoques altos, a produção foi reajustada para volume 40% inferior. Montadoras suspenderam contratos de trabalho, reduziram jornadas e programaram paradas.

Para reverter o quadro, o governo anunciou incentivos como juros negativos e programa de compras públicas. Quando os estímulos passaram a valer, em setembro, o mercado reagiu com força, de olho também na safra recorde de 2013, investimentos em infraestrutura previstos e a retomada da atividade.

"O mercado já vinha demonstrando que precisava de produtos, com a taxa [reduzida], ele explodiu", diz Paulo Matias, presidente do conselho de caminhões da Abradif (associação dos concessionários Ford).

Segundo ele, o modelo de maior procura na rede da marca só tem entrega para abril, ante um prazo normal de cerca de dois meses.

"Há falta de caminhão por razão de corte de produção. Hoje, [as marcas] estão com as vendas comprometidas até março. O primeiro trimestre está basicamente acertado,", diz Alarico Assumpção, presidente-executivo da Fenabrave (associação das concessionárias).

Se fosse possível faturar todos os pedidos contratados ainda neste ano, a queda seria de 8%, e não 20% como previsto, estima Assumpção.

Diante do novo cenário, a Scania interrompeu as paradas na produção. Mercedes e MAN reconvocaram trabalhadores que estavam em suspensão. Esta última já opera com horas extras e cancelou as férias coletivas para ganhar até 15 dias de operação.

"Tem alguns modelos que realmente faltam. Quem olhava os primeiros trimestres não esperaria isso no quarto. Você não consegue responder rapidamente. É natural e bom que isso aconteça", afirma o presidente da MAN América Latina, Antônio Roberto Cortes.
http://noticias.bol.uol.com.br/economia/2012/12/15/venda-de-caminhoes-deslancham-e-lojas-ja-tem-fila-de-espera.jhtm

156918 - danieljoseaa -  14 Nov 2012, 11:25
BTTL4:

Resultado do 3º Trimestre de 2012

A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 24,0 M no 3° trimestre de 2012, contra perdas de R$ -25,9 M apurados no 2T12. No mesmo período do ano anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 6,5 M. A receita líquida somou R$ 160,7 M no terceiro trimestre de 2012, acréscimo de 8,6% em relação ao 2° trimestre de 2012 e aumento de 2.009.225,0% em relação ao 3° trimestre de 2011.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 10,9% contra 11,4% no trimestre anterior e 100,0% no terceiro trimestre de 2011.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 255,5 M, acréscimo de 33,6% em relação ao saldo no 3T11.

Neste período, a ação oscilou 4,8% contra 8,9% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado alcançou R$ 164,6 M contra R$ 193,1 M no 3° trimestre de 2011.

154150 - SONAPA - 29 Out 2012, 14:10
retirado do tópico Rei dos Micos; mas não é mico.. rs...Sonia

magico2, post 228103,

Battistella vende controlada MOBASA (que concentra os ativos florestais), por 175 milhões

Olhando as Dfs de 30/06/2012 e considerando que a battistella vendeu todas as ações da MOBASA dá para chegar a algumas conclusões:

Mobasa: Ativos 145.860 - passivo de 50.169= PL 95.691

LUCRO NA OPERAÇÃO DE VENDA 175.000 - 95.691 = 79.309 ou pelo valor registrado de investimento em controladas, onde consta um valor de R$ 84.524, neste caso seria 175.000 - 84.524 = 90.475

Portanto, pelo dados do balanço o lucro na operação pode ser entre 79.309 e 90.475

REDUÇÃO DO PASSIVO:

Considerando que o valor líquido da venda foi de 175.000 e o passivo Florestal é de 50.169 (que está quase todo na Mobasa), teríamos uma redução de R$ 225.169.000,00

O Endividamento líquido em 30/06/2012 era de 478.576, deduzido de 225.169 = passa a ser de 253.407

Vendor e Venpec 35.425, não preocupam.
Itapoá e Portinvest - 185.992 é de longo prazo e até o final de 2012 segundo informado no balanço deve haver equilíbrio entre receitas e despesas.
Além disso, com a mudança do perfil do endividamento e a constante baixa nas taxas de juros a empresa pode tomar outro empréstimo para quitar o atual com taxas bem menores, ou lançar debêntures.

Verifiquem na Nota Explicativa 17, onde tem, as taxas de juros em média de 17% a.a, indexadas pelo CDI ou IPCA.
O perfil do endividamento vai ficar muito, mas muito melhor.

ATIVOS DOS SEGMENTOS 30.06.2012 31.12.2011
FLORESTAL 145.860 165.241
VEÍCULOS PESADOS 138.216 143.850
LOGÍSTICA PORTO 241.724 239.423
OUTROS 8.622 4.340

PASSIVOS DOS SEGMENTOS 30.06.2012 31.12.2011
FLORESTAL 50.169 58.808
VEÍCULOS PESADOS 148.633 144.374
LOGÍSTICA PORTO 237.079 216.960
OUTROS 85.427 70.841

ENDIVIDAMENTO Acumulado 30/06/2012 e 30.06.2011
Variação
Caixa e Bancos 18.369 25.973 (7.604)
Empresas Controladas 11.094 19.128 ( 8.034)
Itapoá e Portinvest 7.275 6.845 430
Endividamento 496.945 456.529 40.416
Empresas Controladas 268.253 229.581 38.672
Operações Vendor (Fornecedor Scania) e Venpec 35.425 42.570 ( 7.145)
Itapoá e Portinvest 193.267 184.378 8.889
Endividamento Líquido 478.576 430.556 48.020
Empresas Controladas 257.159 210.453 46.706
Empresas Controladas - Vendor e Venpec 35.425 42.570 ( 7.145)
Itapoá e Portinvest 185.992 177.533 8.459

Agora a empresa vai se concentrar no porto de Itapoá, que detém 42%, revenda da Scânia e mantém as atividades de processamento de madeira. Só o porto vale pelo menos 1,5Bi, 42% = 630 milhões.

Eu considerei este fato relevante excepcional, lembrando que BTTL4 já foi a 2,80, sem esta redução do passivo de aproximadamente 225 milhões, além de deixar de pagar juros sobre este valor de empréstimos e financiamentos em média de 17% a.a. além da indexação pelo CDI ou IPCA

46699 - floripasempre - 19/Set/2010 12:34
Mudando de pato para ganso...rs...a BTTL4 tomou uma lambada das boas em 2008 com os derivativos....kkkkk....parece que aprendeu a lição, pois nas ITRs atuais não achei nada comprometedor......se brincarem mais uma vez, eles morrem eletrocutados....rs. Pelo que vi em TPIS3, nesse momento tem uma capacidade bem maior de movimentação de TEUs.....só no primeiro trimestre de 2010 ficou em 273 mil TEUs, com preço médio de R$ 200,00 por unidade....agora, qual a margem....ainda não encontrei......chama aí o Small e o Prof....rsrsrs.

46696 - Dr Invest - 19/Set/2010 15:47
Caro Geoge cavalcanti e Herdsman:
O patrimonio liquido da BTTL3 4 era negativo até 1T10, mas esse trimestre conseguiu mudar isso no 2T10 através de vendas de ativos (terrenos) e resultados operacionais bem melhores (venda de Scania subiu muito.

em minha opinião o valor estão sim desatualizados, por isso dá esse P/VPA absurdo..... (essas terras e esse PINUS, valem muitoooo mais do que foi declarado...)

quanto a dividendos, ESQUECE.... Empresa ainda bem complicada, o porto vai atrasar o inicio operacional (só para 2011) , deverá sofrer ainda todo esse ano devido ao atraso das obras de rodovias que dao acesso.
a previsão de início mais uma vez irá atrasar....
e como toda turnaround, dividendos ainda é uma utopia de LP....

Herdsman, o porto tbm vai movimentar mais de 300.000 Teus, em associação c uma das empresas mais eficientes do mundo (Hamburg S.), nao sei se eles iriam investir em algo que eles tem tanto know how para perder !!
de qquer forma sua comparaçao com a triunfo é valida....
seria interessante, alguém que conhecesse mais sobre ela (TPIS3), comantasse a respeito quanto as receitas de portos.... (eu nao entendo nada).

em resumo, compras pequenas e de pouco valor todos os meses, aos que se interessarem....

Sujeito as chuvas e trovoadas...........

Case tipico de turnaround...

15445 - small caps - 23/Set/2009 22:41
citação: elcarvalho2007Small, com o aumento da carteira de pedidos da BDLL4, a ação pode ser uma opção interessante?
Obrigado.
elcarvalho2007, estou prestes a aprofundar estudos no setor industrial. BDLL4 é uma das companhias do setor industrial que continua muito próximo do fundo. Provavelmente com os resultados trimestrais ficarão mais claros quais são os setores cuja recuperação é mais efetiva. Será o momento para confirmar a atratividade de BDLL4 em relação às pares.
Fiz recentes compras em FRAS4, TKNO4 e MGEL4.

3784 - floripasempre - 08/Abr/2009 08:02
BDLL4 deve participar das obras da hidroelétrica do Rio Madeira. Acredito que o mercado precifica esse processo.

3779 - paulorizzi - 07/Abr/2009 23:18
"Ela tem um DY de 9,09%, e tem um PL de 17,20. Pq uma empresa com um bom DY tem esse PL alto?"
"O P/L exagerado da Bardella é devido ao baixíssimo ROE (6,0%). Se a Bardella apresentasse um P/L ""normal"", o seu P/VPA seria distorcido para baixo. De qualquer forma, na minha opinião, o ativo está caro. "

1375 - small caps - 02/Fev/2009 23:50
"bruno, BTTL4 apresentou forte prejuízo cambial no terceiro trimestre de 2008, o que deve se repetir no quarto. Neste preços, é um ativo em situação especial e não venderia mais. Ficaria na ""moita"" aguardando eventual recuperação da empresa, com pequeno investimento."

614 - small caps- 12/Dez/2008 23:26
"(583) vinicius5, BTTL4 caiu por três motivos: Primeiro porque tinha caído menos que as empresas que atuam em segmento parecido no mercado, ficando mais cara na análise comparativa; Segundo porque as empresas que detém participação estão com redução da atividade, especialmente na venda de caminhões (se não me engano); Terceiro porque o aumento abrupto do dólar trouxe pesados prejuízos financeiros, o que provavelmente vai se repetir no trimestre atual."

359 - small caps - 15/Nov/2008 12:38
"(318) oziduda, BDLL4 enfim voltou para preços um pouco mais justos dado a crise que tem afetado as empresas que produzem bens de capital. Ela tem um bom futuro pela frente, com importantes projetos e tem enfim apresentado resultado um pouco melhores. Mas não está um preço de pechincha na análise comparativa, uma vez que suas cotações caíram muito menos que as demais companhias."

253 - small caps - 01/Nov/2008 22:08
"vinicius5, (240) na atual liquidação, BTTL4 foi um dos poucos ativos que não despencaram de vez. Tem vários ativos valendo menos que metade do Valor patrimonial por ação e com P/L abaixo de 6. Dependendo do seu horizonte de tempo, vale a pena uma mudança, sempre lembrando que no curto prazo tudo pode acontecer."

156 - small caps - 13/Out/2008 22:42
"vinicius5, tinha comentado antes sobre BTTL4. para o curto prazo não vejo altas em razão de outros ativos terem caído muito mais e ficado mais baratos. Mas, no curto prazo, tudo sempre pode acontecer."

81 - small caps - 28/Set/2008 13:16
"vinicius5, para uma carteira mais diversificada sim. Eu a tenho com este objetivo. Mas não acredito em resultados excepcionais de curto prazo. Neste caso, certamente haverá melhores oportunidades para o médio prazo com a divulgação dos resultados trimestrais. O mercado pegou quase todas as empresas e colocou no mesmo saco. Ficará claro quem é quem com os balanços e quem conseguir visualizar antes vai se dar muito bem."

80 - vinicius - 28/Set/2008 13:02
VC RECOMENDARIA A BTTL4 PRA 2009?

79 - small caps - 28/Set/2008 12:58
"vinicius5, eu aguardaria os resultados trimestrais, especialmente da BTTL4, para tomar uma decisão de por qual trocar. É certo que aparecerão oportunidades incríveis após as quedas fortes de várias ações small caps. Investidores com foco em valor, que fizeram a lição de casa (guardaram recursos para esta grande janela de oportunidade) estão em festa."

72 - vinicius - 26/Set/2008 20:21
"VC ACHA A HOOT4 E A BTTL4 UMA BOA PRA ESSE ANO,OU SO ANO QUE VEM?"
73 de 5068 26/Set/2008 20:55 1
1 small caps Usuário Premium Comentários: 2794 - Desde: Fev 2007
"BTTL4 tem bons projetos para o futuro. O mercado caiu muito forte e ela foi uma das que menos apresentou quedas. Isto deixou as demais ações relativamente mais baratas. No atual cenário, como já falei, o melhor a fazer é esperar pelos balanços. Acredito que encontraremos empresas que sinalizam P/L 2, coisa rara há pouco tempo."

Nenhum comentário: