Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Porto Seguro (PSSA)


Subsetor
Segmento

Recomendações
Compra: Joe Slovack (2018) - Ronimendes (fev/16dez/17

Carteiras
cesarsousa (2013201420152016jan/17 a out/17) - grizzo (mar/16) - Jonas_Schwingel (fev/17) - pocunha (fev/17jan/18) - Ronimendes (mar/16)

Códigos de Negociação
Tipo
PSSA3
  Novo Mercado

Balanços

2T2019 -

1T2019 -

A2018/4T2018 -

3T2018 -

PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). RESULTADO LÍQUIDO = Resultado Líquido de R$ 316 milhões no 3T18 x R$ 383 milhões no 3T17; RESULTADO OPERACIONAL = R$ 567 milhões no 3T18 x 575 milhões no 3T17; O resultado financeiro no trimestre foi de R$225 milhões, uma queda de 53% em relação ao 3T17. Excluindo os efeitos da venda das ações do IRB em 2017, o resultado financeiro recorrente do trimestre foi 18% menor, impactado pelo menor CDI do período (-30%). No 3T18, a carteira total de aplicações financeiras (R$14,4 bilhões) atingiu um rendimento de 2,3%(135% do CDI). Excluindo os recursos de provisões técnicas previdenciárias, a carteira de aplicações financeiras (R$9,5 bilhões), obteve um rendimento de 2,0%(128% do CDI). No acumulado do ano, a rentabilidade total da carteira de aplicações financeiras foi de 129% do CDI. Excluindo as reservas de previdência, a rentabilidade foi de 124% do CDI. A rentabilidade da carteira de aplicações financeiras no 3T18, excluindo recursos previdenciários, superou o CDI em razão do bom desempenho dos títulos com juros indexados a inflação e prefixados.

2T2018 -

1T2018 -

A2017/4T2017 -

3T2017 -


2T2017 -

3T2015 -
Olhando somente os números, o resultado pareceu meia boca ... Receita praticamente estagnada e resultado financeiro em redução. No momento atual, o ativo parece bem precificado, a menos que a leitura do relatório mostre que a resultado mais fraco deste trimestre não é conjuntural.

2T2015 -
paulo_prof  -
Há que se lembrar que o lucro líquido dos 12 meses terminados no 2T13 está inflado pela receita não recorrente do 4T13 ... sem esta receita, o lucro líquido dos últimos 12 meses seria mais do que o dobro do lucro dos 12 meses anteriores.

1T2015 -
paulo_prof  -
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes.
Embora o ativo tenha valorizado aprox. 35% nos últimos 3 meses, não parece muito mais caro ... Hoje está negociando a um P/L de 13, que é plenamente compatível com uma taxa de crescimento real do lucro que se situa visivelmente acima dos 10%.

A2014/4T2014 -
paulo_prof -
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes.
Ativo continua parecendo relativamente bem precificado!

3T2014 -
paulo_prof  -
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes. Ativo relativamente bem precificado.

2T2014 -
paulo_prof  -
Há que se lembrar que o lucro líquido dos últimos 12 meses está inflado pela receita não recorrente do 4T13 ... o lucro líquido sem esta receita seria aprox. a metade daquele reportado abaixo.

3T2013 -
paulo_prof  -
Parece que o ativo continua barato ...

Características
Gestão de Participações Societárias (holding)

Apresentações

Balanços (Calendário)
03/02/2020
 DFP 2019  (antes da abertura)

 ITR 1T 2020

 ITR 2T 2020

 ITR 3T 2020




Não gostei dos resultados, especialmente daqueles do 4T19. Embora a receita líquida/resultado bruto tenham evoluído acima da inflação, o resultado financeiro e o resultado antes dos impostos vieram abaixo daqueles do 4T18.

Na comparação anual, o resultado bruto veio praticamente em linha com aquele do exercício de 2018 (+1,45%). Mas o resultado financeiro veio substancialmente melhor (+12,2%). Maiores despesas resultaram num resultado antes dos impostos menor, mas uma menor despesa de IR/CS gerou um lucro líquido maior.

Para mim, o ativo parece levemente sobre-precificado.
p.php?pid=chartscreenshot&u=Kz3tiTnypkHf


No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR no 3T17 foram expurgados,



PSSA3

PREÇO: R$ 65,84

PAYOUT (2019): 50%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 15,42

P/VPA 2,57

PSR 1,18

DY 3,24%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 11,2%

MARGEM LÍQUIDA 7,6%

LUCRO POR AÇÃO R$ 4,271

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 16,68%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,27



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,45%

RESULTADO BRUTO +1,45%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +15,24%

RESULTADO OPERACIONAL -6,42%

RESULTADO LÍQUIDO +5,22%



b) 4T19 vs 4T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,15%

RESULTADO BRUTO +5,15%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -9,39%

RESULTADO OPERACIONAL -12,11%

RESULTADO LÍQUIDO -4,16%



c) lucro (taxa média anual)

UA 5,22%

U2A 18,94%

U3A 14,63%



d) patrimônio líquido médio

UA 3,76%

U2A 3,48%

U3A 4,92%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 53,39

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+5,0%

03/02/2020 - Dados Financeiros - Press-release




365536  - paulo_prof  -  27 Nov 2019, 01:24
Resultados Horríveis! Quase todo o resultado bruto é consumido pelas despesas operacionais. Margem Ebitda ridícula (na faixa dos 11%). Ativo caro prá caramba!

N%20jZeI=

NATU3

PREÇO: R$ 32,09

PAYOUT (2018): 30,7%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses (com os expurgos)

P/L 56.40

P/VPA 9.08

PSR 1.96

DY 0.54%

EV/EBITDA 20.67

MARGEM BRUTA 71.6%

MARGEM OPERACIONAL 4.2%

MARGEM LÍQUIDA 3.5%

LUCRO POR AÇÃO $ 0.569

MARGEM EBITDA 12.6%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 349.3%

ROE 16.11%

LIQUIDEZ CORRENTE 1.54



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +10,95%

RESULTADO BRUTO +10,54%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +18,07%

RESULTADO OPERACIONAL -2,54%

RESULTADO LÍQUIDO +10,47%

EBITDA +0,91%



b) 3T19 vs 3T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,15%

RESULTADO BRUTO +5,55%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO +19,26%

RESULTADO OPERACIONAL -60,27%

RESULTADO LÍQUIDO -52,00%

EBITDA -17,41%



c) lucro (taxa média anual)

UA 10,47%

U2A -10,53%

U3A 27,02%



d) patrimônio líquido médio

UA 36,24%

U2A % 49,24%

U3A 45,21%



e) ebitda (taxa média anual)

UA 0,91%

U2A 6,30%

U3A 10,08%

U4A 3,96%

U5A 2,14%

U6A 2,52%

U7A 2,01%

U8A 4,18%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 7,11

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +39,5%

363115  - paulo_prof   -  02 Ago 2019, 14:45
Os comentarios anteriores podem ser replicados na íntegra!

Embora a Receita tenha involuído em relação ao 2T18 em termos nominais, a evolução do resultado financeiro garantiu uma taxa de crescimento expressiva para o Lucro Líquido. Se não houver não recorrentes (há que se ler o relatório com atenção), o ativo continua barato.
oX9F8a9cQGeaiIPglq2UrUMwqXnYn4lE%20FPng=
No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR no 3T17 foram expurgados,



PSSA3

PREÇO: R$ 53,27

PAYOUT (2018): 83%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 12,47

P/VPA 2,22

PSR 0,97

DY 4,44%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 12,2%

MARGEM LÍQUIDA 7,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 4,265

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 17,84%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,32



LIQUIDEZ CORRENTE 1,31

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,16%

RESULTADO BRUTO +1,16%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +23,52%

RESULTADO OPERACIONAL +26,12%

RESULTADO LÍQUIDO +21,52%



b) 2T19 vs 2T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -2,02%

RESULTADO BRUTO -2,02%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +46,48%

RESULTADO OPERACIONAL -2,40%

RESULTADO LÍQUIDO +13,79%



c) lucro (taxa média anual)

UA 21,52%

U2A 20,17%

U3A 14,81%



d) patrimônio líquido médio

UA 0,44%

U2A 4,10%

U3A 5,20%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 53,31

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+0,0%

360963  - paulo_prof  -  05 Mai 2019, 19:02
Embora a Receita tenha estacionado no mesmo nível do 1T18 em termos nominais, a evolução do resultado financeiro garantiu uma taxa de crescimento expressiva para o Resultado Antes dos Impostos e Lucro Líquido. Se não houver não recorrentes (há que se ler o relatório com atenção), o ativo parece estar barato.


No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR no 3T17 foram expurgados,

PSSA3

PREÇO: R$ 51,49

PAYOUT (2018): 83%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 12,49

P/VPA 2,21

PSR 0,93

DY 4,44%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 12,2%

MARGEM LÍQUIDA 7,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 4,121

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 17,67%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,31



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,51%

RESULTADO BRUTO +3,51%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +10,40%

RESULTADO OPERACIONAL +49,71

RESULTADO LÍQUIDO +28,50%



b) 1T19 vs 1T18

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,17%

RESULTADO BRUTO -0,17%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +14,96%

RESULTADO OPERACIONAL+2,24%

RESULTADO LÍQUIDO +7,80%



c) lucro (taxa média anual)

UA 28,50%
U2A 22,25%
U3A 9,63%


d) patrimônio líquido médio

UA -0,05%

U2A 4,08%

U3A 5,43%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 51,51

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+0%

358234 - paulo_prof -  05 Fev 2019, 12:28
Achei os resultados muito bons, especialmente no que concerne o financeiro. taxa de crescimento muita robusta dos resultados operacional e líquido. Há que se ler o relatório para verificar se não há não recorrentes. Se não houver não recorrentes, o ativo parece estar barato.


No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR no 3T17 foram expurgados,

PSSA3

PREÇO: R$ 57,95

PAYOUT (2018): 83%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 14,29

P/VPA 2,45

PSR 1,05

DY 5,80%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 12,2%

MARGEM LÍQUIDA 7,4%

LUCRO POR AÇÃO R$ 4,054

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 17,15%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,31



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,49%

RESULTADO BRUTO +5,49%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -1,57%

RESULTADO OPERACIONAL +61,32

RESULTADO LÍQUIDO +34,44%



b) 4T18 vs 4T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,80%

RESULTADO BRUTO +2,80%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +93,21%

RESULTADO OPERACIONAL+81,42%

RESULTADO LÍQUIDO +43,84%



c) lucro (taxa média anual)

UA 34,44%

U2A 19,64%

U3A 9,38%



d) patrimônio líquido médio

UA 3,20%

U2A 5,51%

U3A 6,58%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 50,67

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+3,5%

356601 - marcosvinicius2 -  06 Dez 2018, 23:57
COMENTÁRIO: PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO ( * ). RESULTADO LÍQUIDO = Resultado Líquido de R$ 316 milhões no 3T18 x R$ 383 milhões no 3T17; RESULTADO OPERACIONAL = R$ 567 milhões no 3T18 x 575 milhões no 3T17; O resultado financeiro no trimestre foi de R$225 milhões, uma queda de 53% em relação ao 3T17. Excluindo os efeitos da venda das ações do IRB em 2017, o resultado financeiro recorrente do trimestre foi 18% menor, impactado pelo menor CDI do período (-30%). No 3T18, a carteira total de aplicações financeiras (R$14,4 bilhões) atingiu um rendimento de 2,3%(135% do CDI). Excluindo os recursos de provisões técnicas previdenciárias, a carteira de aplicações financeiras (R$9,5 bilhões), obteve um rendimento de 2,0%(128% do CDI). No acumulado do ano, a rentabilidade total da carteira de aplicações financeiras foi de 129% do CDI. Excluindo as reservas de previdência, a rentabilidade foi de 124% do CDI. A rentabilidade da carteira de aplicações financeiras no 3T18, excluindo recursos previdenciários, superou o CDI em razão do bom desempenho dos títulos com juros indexados a inflação e prefixados.:

PSSA3
PREÇO: R$ 53,29
PAYOUT (2017): 44,13%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 14,44
P/VPA 2,25
PSR 0,97
DY 3,06%
EV/EBITDA 20,91
MARGEM BRUTA 100,00%
MARGEM OPERACIONAL 10,71%
MARGEM LÍQUIDA 6,74%
LUCRO POR AÇÃO R$ 3,691
MARGEM EBITDA 7,65%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 279,25%
ROE 15,61%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,27

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 6,94%
RESULTADO BRUTO 6,94%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -37,28%
RESULTADO OPERACIONAL 27,73%
RESULTADO LÍQUIDO 5,15%
EBITDA 194,82%

b) 3T18 sobre 3T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,07%
RESULTADO BRUTO 4,07%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -52,58%
RESULTADO OPERACIONAL -1,31%
RESULTADO LÍQUIDO -17,44%
EBITDA 157,49%

c) lucro (taxa média anual)
UA 5,15%
U2A 14,76%
U3A 6,60%

d) patrimônio líquido médio
UA 6,01%
U2A 6,69%
U3A 7,29%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 46,14
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +3,4% !!!!
[...]

355537 - paulo_prof  -  05 Nov 2018, 13:46
Achei os resultados muito bons. Embora, como as demais seguradoras, a tenha sofrido uma queda importante no resultado financeiro, a empresa parece ter administrado melhor as suas aplicações, uma vez que o resultado financeiro anualizado representa um ganho anualizado de aprox. 9,5% sobre o caixa líquido médio no trimestre.

Embora continue considerando o ativo relativamente barato, há que se reconhecer que já esteve muito mais barato!!!


No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR no 3T17 foram expurgados,



PSSA3

PREÇO: R$ 58,80

PAYOUT (2017): 44,1%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 15,91

P/VPA 2,48

PSR 1,07

DY 2,77%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 10,7%

MARGEM LÍQUIDA 6,7%

LUCRO POR AÇÃO R$ 3,691

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 15,61%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,27



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,94%

RESULTADO BRUTO +6,94%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -26,01%

RESULTADO OPERACIONAL +46,76

RESULTADO LÍQUIDO +18,29%



b) 3T18 vs 3T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,07%

RESULTADO BRUTO +4,07%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -20,81%

RESULTADO OPERACIONAL+47,35%

RESULTADO LÍQUIDO +23,01%



c) lucro (taxa média anual)

UA 18,29%

U2A 14,76%

U3A 6,60%



d) patrimônio líquido médio

UA 6,01%

U2A 6,73%

U3A 7,29%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 46,14

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+6,0%

355459 - paulo_prof  -  02 Nov 2018, 18:19
Sim ... o resultado da SULA no 3T18 foi excelente. Mas no geral, prefiro a PSSA. Se o resultado da mesma vier parecido com o da SULA, estará mais descontada, além de particar um payout bastante superior (nos últimos 3 anos, o payout praticado pela SULA tem sido o mínimo legal, enquanto que na PSSA tem ficado acima dos 40%).

352641 - TraderCenter   08 Ago 2018, 21:14
Salve Galera.. várias empresas divulgando lucros.. alguns resultados da semana passada:
[...]
A Porto Seguro (PSSA3) encerrou o segundo trimestre e o primeiro trimestre de 2018 obtendo um crescimento relevante na rentabilidade.

Porto_Seguro_Logo.jpg

A melhora de 6,2 p.p no índice combinado do 2T18, culminou num aumento do resultado operacional de seguros em 4 vezes, superando a queda da taxa de juros, resultado da disciplina da companhia na recomposição dos preços, do aprimoramento na subscrição de riscos e do aumento da eficiência operacional.

O aumento da receita total do trimestre foi alavancado pelo segmento de seguros, em grande parte pelos produtos Auto, Saúde e Patrimonial, enquanto nos Negócios Financeiros e Serviços, as Operações de Cartão de Crédito e Financiamento de Veículos foram as que mais contribuíram.

No Seguro Auto, a Porto Seguro preservou sua participação de mercado, sendo que as vendas da Azul e Itaú aumentaram em mais de 10% e permaneceram estáveis na marca Porto (vs.1S17). A dinâmica de crescimento das marcas deve refletir cada vez mais a nova estratégia de posicionamento, que foca na melhoria da margem do segmento consolidado.

352332  - paulo_prof  -  31 Jul 2018, 02:45
Um resultado mais excepcional ainda que aquele do 1T18. O ativo parece estar barato.

PSSA3

PREÇO: R$ 48,00

PAYOUT (2017): 44,1%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 13,68

P/VPA 2,11

PSR 0,89

DY 3,22%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 9,8%

MARGEM LÍQUIDA 6,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 3,508

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 15,45%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,28



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,90%

RESULTADO BRUTO +6,90%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -20,47%

RESULTADO OPERACIONAL +36,18%

RESULTADO LÍQUIDO +18,84%



b) 2T18 vs 2T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,62%

RESULTADO BRUTO +7,62%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -14,83%

RESULTADO OPERACIONAL+100,24%

RESULTADO LÍQUIDO +41,32%



c) lucro (taxa média anual)

UA 18,84%

U2A 11,59%

U3A 3,93%



d) patrimônio líquido médio

UA 7,89%

U2A 7,66%

U3A 7,88%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 43,85

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+2,5%

349576  - paulo_prof   -  04 Mai 2018, 01:36
Achei o Resultado excepcional. A perda no Resultado Financeiro mais uma vez foi mais do que compensada pelo aumento da lucratividade (o relatório informa que a maior parte deste aumento de lucratividade se deu no segmento de seguros de automóveis).

Como a taxa de crescimento do lucro líquido é sensivelmente maior do que os aprox. 4% necessários para justificar o preço atual, tanto na base anual, quanto na base trimestral, o risco de um investimento no ativo no preço atual não parece ser grande.


PSSA3

PREÇO: R$ 46,63

PAYOUT (2017): 44,1%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 14,54

P/VPA 1,93

PSR 0,88

DY 3,03%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 8,4%

MARGEM LÍQUIDA 6,0%

LUCRO POR AÇÃO R$ 3,207

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,1%

ROE 13,28%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,34



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,34%

RESULTADO BRUTO +6,34%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -25,68%

RESULTADO OPERACIONAL +11,45%

RESULTADO LÍQUIDO +10,30%



b) 1T18 vs 1T17

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,84%

RESULTADO BRUTO +7,84%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -22,90%

RESULTADO OPERACIONAL+30,30%

RESULTADO LÍQUIDO +28,85%



c) lucro (taxa média anual)

UA 16,30%

U2A 1,26%

U3A 2,81%



d) patrimônio líquido médio

UA 8,38%

U2A 8,28%

U3A 8,36%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 40,09

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+4,0%

349512  - Rocha Preta inc -  02 Mai 2018, 13:21
PSSA3 mostrando uma retomada da economia com aumento da receita de seguros?

Porto Seguro lucrou R$ 278 milhões no 1º tri, crescimento de 29% puxado por seguros de carros

lucro líquido da companhia de seguros Porto Seguro atingiu R$ 278 milhões no primeiro trimestre, número recorde para o período, representando um crescimento de 29% quando comparado ao mesmo trimestre de 2017. Esse aumento é proveniente principalmente da evolução do resultado do seguro de auto, que dobrou a lucratividade no período, informou hoje a empresa. “Dessa forma, estamos otimistas com a perspectiva de retomada do crescimento econômico, que poderá contribuir tanto para que o setor de seguros continue crescendo acima do PIB nos próximos anos, quanto para a expansão dos demais negócios em que atuamos”, diz a empresa.

A Porto Seguro afirma que obteve um resultado operacional três vezes maior, reflexo do melhor Índice Combinado dos últimos 10 anos, ultrapassando os ganhos financeiros do período, apesar da queda da taxa de juros, que afeta as receitas com a aplicação dos recursos da seguradora.
A empresa apresentou um crescimento de 8% das receitas totais com aumento de 7% dos prêmios de seguros, enquanto as receitas dos negócios financeiros e serviços evoluíram 14% no período. Na operação de seguros, as medidas realizadas no segmento auto para readequar as margens, resultaram em movimentos distintos de
crescimento de prêmios entre as marcas, com a Porto Seguro permanecendo estável e a Azul e a Itaú crescendo em dois dígitos.

Na parte das despesas, a redução de sinistralidade foi relevante nas 3 marcas, diz a companhia. Nos demais negócios, os produtos de Saúde, Vida e Cartão de Crédito, foram os que apresentaram maior crescimento, com expansão de
mais de 10% de receitas, impulsionados pelo aumento do volume de clientes. No entanto, nas operações de serviços, o resultado segue pressionado pelos negócios menos maduros, principalmente pela Conecta.

As aplicações financeiras, sem contar a previdência, caíram em decorrência do menor CDI médio (-48% versus o mesmo trimestre de 2017), o que levou a uma redução de 23% no resultado financeiro do período. Contudo, o desempenho relativo foi superior ao benchmark, atingindo 146% do CDI, fruto do melhor desempenho das posições em juro real e indexados à inflação, além do maior resultado dos ativos de renda variável.
http://www.arenadopavini.com.br/arena-previdencia/...

346833 - paulo_prof  -  05 Fev 2018, 16:51
Durante o exercício, a PSSA vendeu a sua participação no IRB. NO que segue, os valores referentes à venda do ativo foram expurgados, Com a queda dos juros na economia, a piora no Resultado Financeiro era esperada. A perda no Resultado Financeiro foi mais do que compensada pelo aumento do resultado operacional.

Embora o ativo parece relativamente bem precificado, há que se verificar se a queda do lucro líquido do 4T17 em relação à última linha do 4T16 é explicada por algum evento não recorrente ou se uma luz amarela acendeu.

PSSA3

PREÇO: R$ 43,65

PAYOUT (2017): 44,1%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 14,48

P/VPA 1,83

PSR 0,84

DY 3,05%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 7,9%

MARGEM LÍQUIDA 5,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 3,015

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%

ROE 12,64%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,51



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,71%

RESULTADO BRUTO +4,71%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -22,80%

RESULTADO OPERACIONAL +0,35%

RESULTADO LÍQUIDO +6,47%



b) 4T17 vs 4T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +8,33%

RESULTADO BRUTO +8,33%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -43,10%

RESULTADO OPERACIONAL+17,58%

RESULTADO LÍQUIDO -11,25%



c) lucro (taxa média anual)

UA 6,47%

U2A -1,34%

U3A 3,64%



d) patrimônio líquido médio

UA 7,87%

U2A 8,31%

U3A 8,23%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 37,69

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):+3,5%

343816  - marcosvinicius2 -  11 Nov 2017, 10:58
COMENTÁRIO: PAPEL DEVIDAMENTE PRECIFICADO (*). DOS ULTIMOS 46 TRIMESTRES, 46 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO POSITIVO (EXCELENTE). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 383.175 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = 235.703 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = 202.682. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 4.113.864 X 3T17 = 4.270.999. VALOR DE MERCADO (MIL) = 11.787.263; VALOR MAXIMO (MIL) = 11.787.263 NO 3T17; VE PSBE (MIL) = ND:

PSSA3
PREÇO: 36,46
PAYOUT (2016): 46,89%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,39
P/VPA 1,56
PSR 0,71
DY 4,51%
EV/EBITDA 43,11
MARGEM BRUTA 100,00%
MARGEM OPERACIONAL 8,96%
MARGEM LÍQUIDA 6,86%
LUCRO POR AÇÃO 3,510
MARGEM EBITDA 2,77%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 144,98%
ROE 15,01%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,36

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 2,65%
RESULTADO BRUTO 2,65%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -0,52%
RESULTADO OPERACIONAL 6,34%
RESULTADO LÍQUIDO 25,24%
EBITDA 32,51%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 3,82%
RESULTADO BRUTO 3,82%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 66,64%
RESULTADO OPERACIONAL 63,48%
RESULTADO LÍQUIDO 89,05%
EBITDA 31,50%

c) lucro (taxa média anual)
UA 25,24%
U2A 7,33%
U3A -9,54%

d) patrimônio líquido médio
UA 7,38%
U2A 7,94%
U3A 7,52%

As receitas das empresas Financeiras e de Serviços subiram 10% no terceiro trimestre, intensificadas essencialmente pela expansão dos negócios de Cartão de Crédito, Financiamento e Telefonia Móvel. O indicador de inadimplência das operações de crédito (> 90 dias) encerrou o trimestre em 4,9%, permanecendo 1,9 p.p. melhor em relação à média de mercado.

O resultado financeiro sem considerar a venda das ações do IRB apresentou uma leve redução de 4% no trimestre (vs 3T2016), em consequência da queda do CDI médio em 35%. Contudo, as aplicações financeiras superaram o benchmarking, basicamente devido ao desempenho dos ativos de renda variável e posições atreladas a juros. A rentabilidade trimestral da carteira (ex. previdência) foi de 3,0% (134% do CDI) e de 8,8% (109% do CDI) nos nove primeiros meses do ano.

O lucro líquido atingiu R$ 385 milhões no 3T17, correspondendo a um aumento de 88% em relação ao mesmo período do ano anterior e o ROAE alcançou 23,5%. No 9M17, o lucro líquido atingiu R$ 839 milhões, com um aumento de 35% e o ROAE atingiu 17,2%. No trimestre o resultado foi favorecido pela venda da participação do IRB (Brasil Resseguros S.A) no valor líquido de R$ 126 milhões. Desconsiderando esse efeito e igualando a base tributária dos períodos (houve benefício fiscal no 2T17 devido a mudança no cronograma de crédito de JCP¹), o lucro trimestral seria 27% maior e o lucro acumulado aumentaria em 5% (2017 x 2016).


( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3;

343602  - paulo_prof   -  07 Nov 2017, 13:01
No que segue, os valores referentes à venda da participação no IRBR foram expurgados. Ativo parece relativamente bem precificado.

PSSA3

PREÇO: R$ 36,97

PAYOUT (2016): 41,9%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,85

P/VPA 1,58

PSR 0,72

DY 3,54%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 7,8%

MARGEM LÍQUIDA 6,1%

LUCRO POR AÇÃO R$ 3,120

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,3%

ROE 13,34%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36

Taxas de Crescimento Nominal



a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +2,65%

RESULTADO BRUTO +2,65%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -15,67%

RESULTADO OPERACIONAL -7,28%

RESULTADO LÍQUIDO +11,33%



b) 3T17 vs 3T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,82%

RESULTADO BRUTO +3,82%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -0,22%

RESULTADO OPERACIONAL+9,49%

RESULTADO LÍQUIDO +26,89%



c) lucro (taxa média anual)

UA 11,33%

U2A 1,19%

U3A 6,68%



d) patrimônio líquido médio

UA 7,45%

U2A 7,94%

U3A 7,52%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 40,00

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):-2,0%

340864 - paulo_prof  -  09 Ago 2017, 11:59
Todas as seguradoras esrtão sofrendo com a redução no resultado financeiro. A PSSA compensou esta redução com menores despesas operacionais e uma menor despesa com IR/CS. PSSA3 parece bem precificada.

PSSA3

PREÇO: R$ 32,75

PAYOUT (2016): 41,9%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 11,07

P/VPA 1,49

PSR 0,64

DY 3,78%

EV/EBITDA #DIV/0!

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 7,7%

MARGEM LÍQUIDA 5,8%

LUCRO POR AÇÃO R$ 2,958

MARGEM EBITDA 0,0%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,2%

ROE 13,43%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,33



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,49%

RESULTADO BRUTO +3,49%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +1,84%

RESULTADO OPERACIONAL -8,95%

RESULTADO LÍQUIDO -11,38%



b) 2T17 vs 2T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,20%

RESULTADO BRUTO +3,20%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -10,33%

RESULTADO OPERACIONAL-3,25%

RESULTADO LÍQUIDO +4,79%



c) lucro (taxa média anual)

UA 4,79%

U2A -2,80%

U3A 7,26%



d) patrimônio líquido médio

UA 7,43%

U2A 7,88%

U3A 7,83%


Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 37,92

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):-3,0%

337458  - paulo_prof   -  03 Mai 2017, 15:33
Último post sobre resultados da PSSA pode ser encontrado em http://149.56.145.223/advfn/listar?filtro=pssa3&us...

PSSA3

PREÇO: R$ 29,01

PAYOUT (2016): 41,9%



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 10,50

P/VPA 1,32

PSR 0,58

DY 3,99%

MARGEM BRUTA 100,0%

MARGEM OPERACIONAL 8,1%

MARGEM LÍQUIDA 5,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 2,763

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,3%

ROE 12,54%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,44



Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 1T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +3,49%

RESULTADO BRUTO +3,49%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +1,84%

RESULTADO OPERACIONAL -8,95%

RESULTADO LÍQUIDO -11,38%



b) 1T17 vs 1T16

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +1,25%

RESULTADO BRUTO +1,25%

RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -13,31%

RESULTADO OPERACIONAL-8,35%

RESULTADO LÍQUIDO -10,15%



c) lucro (taxa média anual)

UA -11,83%

U2A -3,34%

U3A 6,05%



d) patrimônio líquido médio

UA 8,18%

U2A 8,35%

U3A 8,38%



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 35,42

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):-5,0%

337430  - TraderCenter -  02 Mai 2017, 23:07
[...]
A Porto Seguro obteve lucro líquido de R$ 214,3 milhões no primeiro trimestre, número que representa queda de 10,1% em relação ao obtido no mesmo período do ano passado.

A seguradora informa que os prêmios auferidos no primeiro trimestre tiveram redução de 1% na comparação com igual intervalo do ano anterior, para R$ 3,463 bilhões.

As receitas totais, por sua vez, aumentaram 1%, para R$ 4,074 bilhões no primeiro trimestre. O índice combinado de seguros alcançou 99,1% (+0,2 p.p.) no período, sendo que o índice combinado ampliado foi de 92,4% (+1,4 p.p.).

O resultado financeiro caiu 13,3% na comparação com o primeiro trimestre de 2016, alcançando R$ 306 milhões.

334007  - Jonas_Schwingel  -  11 Fev 2017, 20:40
Saudações, Muadib
Abri posição de 0,5% no ativo porque é uma empresa robusta negociando a múltiplos relativamente baixos. O mercado está precificando uma piora nos resultados da empresa e acho que há uma boa possibilidade disso ser um blefe. Penso que há um otimismo indevido referente à saúde da economia. Tenho um feeling de que não cai abaixo de 25,00. Mas obviamente posso estar errado, daí o início tímido de posição. Seguindo a queda devo comprar mais com grana de renda passiva.

Para ser sincero, não tive tempo ainda de vasculhar as entranhas do negócio da empresa para chegar à conclusão se seria melhor ter Itaú ou Bradesco. A posição no papel se assemelha muito a um trade. Se repicar acima dos 30,00 já passo as ações pra frente. Na minha carteira, tenho para LP os FIIs, BTC e TAEE11. O resto, que são SLCE, AGRO, VLID, PSSA, BMEB e WSON, estão a venda e entrego de bom grado se o Sr. Mercado me pagar uma boa rentabilidade anual.

Agora que tenho uma lasca de PSSA, estarei mais motivado a conhecer a empresa. Existe até a possibilidade de eu vender caso encontre algo que me desagrada. Mas de passar o olho por cima, acho que o risco de iniciar posição no preço atual não é tão alto.

329188  - paulo_prof   -  31 Out 2016, 17:35
PSSA3
PREÇO: R$ 30,62
PAYOUT (2015): 40,3%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses
P/L 10,92
P/VPA 1,42
PSR 0,61
DY 3,69%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,7%
MARGEM LÍQUIDA 5,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,803
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 12,98%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,21

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,26%
RESULTADO BRUTO +5,26%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +22,79%
RESULTADO OPERACIONAL -2,69%
RESULTADO LÍQUIDO -8,02%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,13%
RESULTADO BRUTO +6,13%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +35,18%
RESULTADO OPERACIONAL +35,722%
RESULTADO LÍQUIDO -2,20%

c) lucro (taxa média anual)
UA -8,02%
U2A 4,43%
U3A 7,73%

d) patrimônio líquido médio
UA 8,43%
U2A 7,56%
U3A 9,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 28,03

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +1,5%

325269  - paulo_prof -  03 Ago 2016, 02:46
PSSA3
PREÇO: R$ 28,00
PAYOUT (2015): 40,3%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses
P/L 9,94
P/VPA 1,41
PSR 0,57
DY 4,06%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,2%
MARGEM LÍQUIDA 5,7%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,817
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 14,14%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,32

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 2T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +4,98%
RESULTADO BRUTO +4,98%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +15,34%
RESULTADO OPERACIONAL -15,57%
RESULTADO LÍQUIDO-9,85%

b) 2T16 vs 2T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +6,73%
RESULTADO BRUTO +6,73%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +10,51%
RESULTADO OPERACIONAL -29,87%
RESULTADO LÍQUIDO -36,74%

c) lucro (taxa média anual)
UA -9,85%
U2A 8,51%
U3A 8,87%

d) patrimônio líquido médio
UA 8,32%
U2A 8,03%
U3A 20,05%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 28,17

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +0,0%

310476  - paulo_prof  -  04 Nov 2015, 14:11
Olhando somente os números, o resultado pareceu meia boca ... Receita praticamente estagnada e resultado financeiro em redução. No momento atual, o ativo parece bem precificado, a menos que a leitura do relatório mostre que a resultado mais fraco deste trimestre não é conjuntural.

PSSA3
PREÇO: R$ 31,64
PAYOUT (2014): 53%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 10,38
P/VPA 1,59
PSR 0,66
DY 5,10%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 9,3%
MARGEM LÍQUIDA 6,4%
LUCRO POR AÇÃO R$ 3,047
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 15,28%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,22

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 3T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +10,79%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -17,56%
RESULTADO OPERACIONAL +21,51%
RESULTADO LÍQUIDO +18,57%

b) 3T15 sobre 3T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +5,04%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -0,86%
RESULTADO OPERACIONAL -29,59%
RESULTADO LÍQUIDO -10,78%

c) lucro líquido, nominal
UA 18,57%
U2A 16,60%
U3A 16,52%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 6,69%
U2A 9,80%
U3A 19,78%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 30,47

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +1,0%

303386  - paulo_prof  -  08 Ago 2015, 22:17
Há que se lembrar que o lucro líquido dos 12 meses terminados no 2T13 está inflado pela receita não recorrente do 4T13 ... sem esta receita, o lucro líquido dos últimos 12 meses seria mais do que o dobro do lucro dos 12 meses anteriores.

PSSA3
PREÇO: R$ 35,66
PAYOUT (2014): 53%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 11,41
P/VPA 1,84
PSR 0,76
DY 4,64%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 10,1%
MARGEM LÍQUIDA 6,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 3,125
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 16,14%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,24

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 2T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +12,60%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -13,49%
RESULTADO OPERACIONAL +40,07%
RESULTADO LÍQUIDO +30,61%

b) 2T15 sobre 2T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +8,78%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +24,12%
RESULTADO OPERACIONAL +23,31%
RESULTADO LÍQUIDO +25,81%

c) lucro líquido, nominal
UA 30,61%
U2A 19,65%
U3A 17,87%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 7,74%
U2A 26,39%
U3A 8,32%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 31,25

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +3,5%

296869  - audaz1981  -  09 Mai 2015, 22:13
A Porto Seguro é uma senhora empresa, P/L de 13 (razoável para seus lucros), mas está cara no todo...

- Mas como assim, o lucro líquido subiu 50 purça em 12 meses!!!!

Pois é, ainda assim, o lucro cresceu menos que a cotação. Nos últimos 3 anos passaram a gostar de PSSA3, fenômeno parecidíssimo com Grendene, onde o preço parece estar inflacionado...

Segue a diferença entre evolução do lucro vs o preço:

..........Cresc%3a......Cresc%5a
2015........-9,44%...........-1,82%
2014........-2,50%..........+8,53%
2013........-7,68%...........-7,23%
2012......+17,51%.........+4,29%
2011.......+2,76%
2010.......+1,50%

E pensar que bateu em 27,xx na época das eleições...está agora em 38,xx. Se eu tivesse, ficaria com medo e venderia, nunca antes o preço descolou tanto da realidade...

296502  - paulo_prof  - 06 Mai 2015, 00:57
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes.

Embora o ativo tenha valorizado aprox. 35% nos últimos 3 meses, não parece muito mais caro ... Hoje está negociando a um P/L de 13, que é plenamente compatível com uma taxa de crescimento real do lucro que se situa visivelmente acima dos 10%.

PSSA3
PREÇO: R$ 38,40
PAYOUT (2014): 53%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 13,01
P/VPA 2,07
PSR 0,83
DY 4,07%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 9,8%
MARGEM LÍQUIDA 6,4%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,951
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 15,92%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,20

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 1T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +12,91%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -9,85%
RESULTADO OPERACIONAL +36,75%
RESULTADO LÍQUIDO +27,65%

b) 1T15 sobre 1T14, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +15,44%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +29,79%
RESULTADO OPERACIONAL +50,57%
RESULTADO LÍQUIDO +51,96%

c) lucro líquido, nominal
UA 27,65%
U2A 21,06%
U3A 18,42%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 8,43%
U2A 25,81%
U3A 8,32%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 29,51

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +6,5%

296419 - pinheiro87  -  05 Mai 2015, 17:05
Porto Seguro
A Porto Seguro (PSSA3) teve um lucro líquido de R$ 230,9 milhões no primeiro trimestre de 2015, alta de 51% na comparação com os primeiros três meses de 2014.
Já as receitas totais subiram para R$ 4,09 bilhões, alta de 16%, enquanto os prêmios de seguro subiram 14% e somaram R$ 3,32 bilhões. O resultado financeiro teve alta de R$ 30%, para R$ 272,1 milhões.

290141  - paulo_prof -  15 Fev 2015, 00:42
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes.

Ativo continua parecendo relativamente bem precificado!

PSSA3
PREÇO: R$ 28,46
PAYOUT (2014): 53%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 10,51
P/VPA 1,53
PSR 0,64
DY 5,04%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 9,2%
MARGEM LÍQUIDA 6,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,709
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 14,60%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,99

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 4T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +13,47%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -5,45%
RESULTADO OPERACIONAL +34,28%
RESULTADO LÍQUIDO +24,55%

b) 4T14 sobre 4T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +14,33%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -56,37%
RESULTADO OPERACIONAL +74,29%
RESULTADO LÍQUIDO +19,49,8%

c) lucro líquido, nominal
UA 24,55%
U2A 13,27%
U3A 14,72%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 9,16%
U2A 25,64%
U3A 7,99%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 27,09

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +1,5%

281809 - paulo_prof  - 04 Nov 2014, 12:30
No que segue, os enormes resultado operacional e lucro não recorrentes postados no 4T13 foram subtraídos ... ou seja, os múltiplos são calculados em relação aos resultados recorrentes. Ativo relativamente bem precificado.

PSSA3
PREÇO: R$ 30,551
PAYOUT (2013): 60%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 11,89
P/VPA 1,65
PSR 0,69
DY 5,05%
EV/EBITDA #DIV/0!
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,3%
MARGEM LÍQUIDA 5,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,570
MARGEM EBITDA 0,0%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 13,90%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,02

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +16,82%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +107,94%
RESULTADO OPERACIONAL +12,71%
RESULTADO LÍQUIDO +14,66%

b) 3T14 sobre 3T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +11,78%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +35,97%
RESULTADO OPERACIONAL +27,11%
RESULTADO LÍQUIDO +32,85%

c) lucro líquido, nominal
UA 14,66%
U2A 15,51%
U3A 14,76%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 13,00%
U2A 26,92%
U3A 8,34%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 25,70

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): +4,5%

271378  - paulo_prof  - 11 Ago 2014, 01:01
Há que se lembrar que o lucro líquido dos últimos 12 meses está inflado pela receita não recorrente do 4T13 ... o lucro líquido sem esta receita seria aprox. a metade daquele reportado abaixo.

PSSA3
PREÇO: R$ 31,11
PAYOUT (2013): 60%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 6,82
P/VPA 1,75
PSR 0,73
DY 8,80%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 16,9%
MARGEM LÍQUIDA 10,6%
LUCRO POR AÇÃO R$ 4,564
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 25,64%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,02

Taxas de Crescimento:

a) últimos 12 meses sobre 12 meses terminado no 2T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +16,03%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +77,84%
RESULTADO OPERACIONAL +130,70%
RESULTADO LÍQUIDO +109,08%

b) 2T14 sobre 2T13, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +12,80%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +91,73%
RESULTADO OPERACIONAL +10,48%
RESULTADO LÍQUIDO +13,57%

c) lucro líquido, nominal
UA 109,08%
U2A 54,66%
U3A 35,45%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 48,28%
U2A 8,61%
U3A 9,55%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 10%: R$ 45,64

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 10%): -8,5%

255366  - PANICO2011  -  01 Mai 2014, 02:06
PORTO SEGURO CRESCENDO 41%!!!!

Concluímos o primeiro trimestre apresentando um lucro 41% superior ao mesmo período do ano passado, favorecido principalmente pelo aumento dos prêmios e por um maior resultado financeiro. As receitas totais da Companhia cresceram 19% no trimestre e os prêmios auferidos aumentaram 15%. A frota segurada atingiu 4,7 milhões, com crescimento de 456 mil itens e o número de residências seguradas aumentou 186 mil, alcançando 1,9 milhão.

Na operação de seguros, destacamos os prêmios dos produtos de automóvel e residencial que cresceram 17% e 28% respectivamente. O índice combinado atingiu 98,8% no 1T14, apresentando um aumento de 1,3 p.p. em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. O maior impacto se deu pelo aumento da sinistralidade no Auto, em função de um maior índice de roubos / furtos de veículos. De acordo com os dados da Secretária de Segurança Pública do Estado de SP, o número de roubo e furto de veículos nos três primeiros meses do ano cresceu mais de 15% em relação a 1T13.

218905  - Once Over -  30 Out 2013, 11:36
Professor Paulo, no setor de seguros (em expansão) considero a PSSA3 a melhor. É mais concentrada em seguros automotivo e residencial. Além de expansão sólida, paga um bom DY. A BBSE3 é na verdade uma holding de seguradoras que atuam em um campo mais amplo, como saúde, etc. A impressão que tenho é que sendo BBSE3 ainda nova como holding, talvez tenha um maior potencial de crescimento e provavelmente deverá continuar a apresentar maior valorização no curto prazo.
Muito obrigado pelas suas valiosas considerações!

218701  - paulo_prof  -  29 Out 2013, 17:06
PSSA3
PREÇO: R$ 28,23
PAYOUT (2012): 55,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses

P/L 12,59
P/VPA 1,72
PSR 0,73
DY 4,38%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,4%
MARGEM LÍQUIDA 5,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,241
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 13,63%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,22


Taxas de Crescimento:

a) últimos 9 meses sobre 9 meses terminado no 3T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +19,59%
RESULTADO BRUTO +19,59%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -48,76%
RESULTADO OPERACIONAL +13,22%
RESULTADO LÍQUIDO +9,77%
EBITDA -

b) 3T13 sobre 3T12, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +17,514%
RESULTADO BRUTO +17,51%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -30,76%
RESULTADO OPERACIONAL +13,54%
RESULTADO LÍQUIDO +12,18%
EBITDA -

c) lucro líquido, nominal
UA 16,38%
U2A 14,81%
U3A 8,87%

d) patrimônio líquido médio, nominal
UA 42,55%
U2A 6,07%
U3A 15,26%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 28,13

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): +0,5%

Parece que o ativo continua barato ...

169435 - paulo_prof -  27 Fev 2013, 00:39
PSSA3
PAYOUT 2012: 50,0%

P/L 12,17
P/VPA 2,99
PSR 0,74
DY 4,11%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,6%
MARGEM LÍQUIDA 6,1%
LUCRO POR AÇÃO R$ 2,111
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 24,60%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,28

Taxas de Crescimento Nominal

a) exercício de 2012 vs 2011
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 12,81%
RESULTADO BRUTO 12,81%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO 8,65%
RESULTADO OPERACIONAL 19,93%
RESULTADO LÍQUIDO 17,67%

b) 4T12 vs 4T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 16,40%
RESULTADO BRUTO 16,40%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO 1,18%
RESULTADO OPERACIONAL 67,73%
RESULTADO LÍQUIDO 31,17%

c) lucro (taxa média anual)
UA 17,67%
U2A 6,25%
U3A 27,62%

d) patrimônio líquido médio
UA -7,18%
U2A 8,01%
U3A 22,01%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 26,39

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -0,5%

169316 - israel007 -  26 Fev 2013, 15:50
PSSA3

Empresa: PORTO SEGURO S.A. Ação: PORTO SEGURO ON Setor: Financeiro e Outros Subsetor: Previdência e Seguros
Resultado do 4º Trimestre de 2012

A companhia anunciou lucro líquido de R$ 252,2 M no quarto trimestre de 2012, acréscimo de 61,8% em relação ao terceiro trimestre de 2012 e aumento de 31,2% em relação ao 4° trimestre de 2011.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 5,5 B, crescimento de 6,7% em relação ao saldo no 4T11. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 5,1 B no 4° trimestre de 2012, o que representou uma variação de 7,7% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2011.

Nestes três meses, a ação oscilou 19,6% contra 3,0% do Ibovespa, enquanto que o valor de mercado atingiu R$ 7,6 B contra R$ 6,5 B no 4T11.

156845 - paulo_prof -  14 Nov 2012, 01:11
PSSA3
PREÇO: R$ 22,20
PAYOUT (2011): 54,2%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses:
P/L 11,53
P/VPA 1,53
PSR 0,67
DY 4,70%
MARGEM OPERACIONAL 7,9%
MARGEM LÍQUIDA 5,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,926
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 13,27%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,47

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 9M12 em relação aos Resultados dos 9M11:
RESULTADO BRUTO +11,5%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +11,3%
RESULTADO OPERACIONAL +8,4%
RESULTADO LÍQUIDO +11,0%

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 3T12 em relação aos Resultados dos 3T11:
RESULTADO BRUTO +11,*%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO -11,6%
RESULTADO OPERACIONAL +1,9%
RESULTADO LÍQUIDO +3,9%

Taxas Anuais Médias de Crescimento Nominal
a) do lucro líquido:
UA 13,27%
U2A 5,30%
U3A 29,27%


b) do patrimônio líquido médio
UA 4,71%
U2A 19,38%
U3A 32,08%

Taxa anual média REAL de crescimento do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária durante os próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e desconto anual real de 8% seja IGUAL ao preço atual: -2,5%

156462 - israel007 -  12 Nov 2012, 21:51
PSSA3

Empresa: PORTO SEGURO S.A. Ação: PORTO SEGURO ON Setor: Financeiro e Outros Subsetor: Previdência e Seguros
Resultado do 3º Trimestre de 2012

A empresa anunciou lucro líquido de R$ 155,9 M neste trimestre, uma variação de 14,2% em relação ao segundo trimestre de 2012 e crescimento de 3,9% em relação ao 3T11.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 5,3 B, acréscimo de 5,3% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 5,0 B neste trimestre, valor 5,9% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

153429 -  paulo_prof -  24 Out 2012, 13:28
A minha planilha indica que o lucro líquido dos últimos 12 meses foi menor (-3,22%) do que aquele dos 12 meses anteriores. Por outro lado, não se sabe exatamente qual será o impacto da redução dos juros na economia. As empresas de seguros estavam acostumadas a aplicar em títulos públicos, obtendo ótimos rendimentos com riscos muitos baixos. Com a queda dos juros, as carteiras de títulos públicos das empresas seguradoras valorizaram. De meados do ano para frente, a "moleza" terminou. Há que se ver quais caminhos os gestores vão encontrar para manter a rentabilidade. Eu esperaria o resultado do 3T12 para me posicionar.

131777 - paulo_prof - 15/Mai/2012 17:20
PSSA3
PREÇO: R$ 18,39
PAYOUT: 54,2%

P/L 10,39
P/VPA 1,27
PSR 0,60
DY 5,21%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,0%
MARGEM LÍQUIDA 5,8%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,770
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 0,0%
ROE 12,23%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,31

Taxas anuais médias nominais de crescimento
a) lucro líquido
UA -8,28%
U2A 22,84%
U3A 22,14%

b) patrimônio líquido médio
UA 17,17%
U2A 32,32%
U3A 33,01%

Taxas nominais de crescimento relativas ao 1T11
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,01%
RESULTADO BRUTO -0,01%
RESULTADO FINANCEIRO POSITIVO +26,33%
RESULTADO OPERACIONAL -2,27%
RESULTADO LÍQUIDO -3,82%
PATRIMÔNIO LÍQUIDO +4,48%

117731 - paulo_prof - 29/Fev/2012 00:12
PREÇO R$ 21,61
PAYOUT (2010) 42,4%
P/L 12,09
P/VPA 1,49
PSR 0,71
DY 3,50%
MARGEM BRUTA 100,0%
MARGEM OPERACIONAL 8,1%
MARGEM LÍQUIDA 5,9%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,787
ROE 12,34%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,34

Anualizando o 4T11
P/L = 9,12
DY = 4,65%
ROE = 16,4%

Por Tetzner
·  PERFIL DA EMPRESA:
- A Companhia oferece, por intermédio de suas subsidiárias diretas e indiretas (Porto Seguro Companhia de Seguros Gerais, Porto Seguro Saúde, Porto Seguro Vida, Porto Seguro Uruguay e Azul Seguros), ampla gama de produtos de seguro, incluindo seguro de automóvel, saúde, patrimoniais e de acidentes pessoais, de vida (incluindo previdência) e seguros de transportes, para pessoas físicas, famílias, empresas e entidades governamentais no Brasil, especialmente no Estado de São Paulo, e no Uruguai.
Com base nos prêmios auferidos, conforme dados de 2008 da SUSEP, a Companhia foi a maior seguradora de automóveis. Já no Uruguai, a Porto Seguro Uruguay é a segunda maior seguradora de automóveis. A participação da Companhia no mercado total de seguros no Brasil tem crescido, e foi de 9,4% em 2008      

Período Analisado: 3T11 -  3o Trimestre de 2.011  ( Julho/Agosto/Setembro )


PAINEL DE INDICADORES
02/11/11





SELIC
11,50%
Ativo
R$
PL
VP
GR
DY
LA
Dv
Ml
EB
MS
PSSA3
  18,30
11,1
1,28
14,2
4,4%
9,0%
0,0
-9%
9,0%
-7,8%

·  PONTOS POSITIVOS:
- Crescimento dos prêmios auferidos de 9,7% no 3T11 e 10,3% no 9M11.  
- Crescimento dos prêmios de automóvel da Porto em 13,1% no 3T11.
- Crescimento dos prêmios do Saúde em 18,8% no 3T11 e 19,7% no 9M11.
- No 3T11 o negócio de seguro residencial Itaú cresceu 45,6% (vs 3T10) , e o Patrimonial consolidado aumentou 21,2% no período.
- O Resultado financeiro atingiu R$ 254,8 milhões, crescimento de 24,5% (vs 3T10).
- A rentabilidade das aplicações financeiras foi de 110,0% do CDI no 3T11 e 99% do CDI no acumulado do ano.
- Índice combinado de seguros (incluindo outras receitas e despesas operacionais) de 98,7% no 3T11 e 99,0% no 9M11. O índice combinado ampliado, considerando o resultado financeiro, atingiu no trimestre 89,3% e 90,8% no acumulado do ano. 
·  PONTOS NEGATIVOS
- Lucro Líquido em IFRS (com Business Combination) de R$ 150,0 milhões no 3T11. Desconsiderando os efeitos do Business
Combination, o Lucro Líquido atinge R$ 159,0 milhões. Queda de -22,7% 3T10xT11  e -12% no 9M10x11
- Rentabilidade Sobre o Patrimônio IFRS c/ Business Combination  -5,7% 3T10xT11 e -2,7%  no 9M10x11
- Sinistralidade total de 59,1% no 3T11 e 59,7% no 9M11; alta de +3,6% 3T10xT11 e    +2,7% no  9M10x11
·  VISÃO ESTRATÉGICA
- A Companhia busca obter crescimento e lucratividade por meio de concentração em linhas de produto lucrativas e áreas geográficas favoráveis. Para atingir esse objetivo, as estratégias da Companhia são: Continuar a Expansão em Seu Principal Mercado, Aumentar a Diversificação no Mix Total de Produtos Através do Seguro Saúde, Seguro de Vida e Planos de Previdência e de Outros Produtos Correlatos, Fortalecer seu Relacionamento com Corretores, Manter Subscrições Conservadoras, Voltadas para a Geração de Lucros, Manter sua Reputação junto a seus Clientes.    
·  OPINIÃO DO ANALISTA
- O ramo de seguros é bem simples, acreditem: Você recebe um monte de $$$ (prêmios) para fazer uma poupança para todos e usá-la para ressarcir aqueles que tiveram prejuízos (sinistros). Simples assim, usam a estatística para saber o risco do sinistro e estimar o valor do prémio. A empresa conseguiu a proeza e piorar melhorando, calma já explico. Ela conseguiu melhorar a receita e o tamanho do "bolo", mas a farinha que usou nesse bolo não era de boa qualidade e o índice de sinistros aumentou nos ramos elementares na comparação entre períodos e no acumulado do ano, exceto Vida. Observem que a coisa poderia ser pior, se não fosse o índice de 110% do CDI que ela conseguiu e a redução nas despesas administrativas. 
·  CURIOSIDADES
- O índice combinado é um parâmetro usado em seguradoras, proveniente da soma dos índices de sinistralidade e índice de despesas. Caracteriza-se o lucro operacional em uma seguradora quando este índice é menor que 100%.. 

100354 - paulo_prof - 01/Nov/2011 18:45
PREÇO: R$ 18,30
PAYOUT: 42,4%

Baseados nos últimos 12 meses

P/L      10,83
P/VPA            1,27
PSR     0,60
DY      3,91%
MARGEM OPERACIONAL          7,4%
MARGEM LÍQUIDA          5,5%
LUCRO POR AÇÃO           R$ 1,690
ROE    11,71%

Taxas anuais médias nominais de crescimento
a) do lucro líquido
UA      -2,10%
U2A    38,10%
U3A    24,85%

b) do patrimônio líquido médio

UA      36,10%
U2A    48,35%
U3A    33,76%

Taxa anual média real necessária para que o "preço justo" seja 150% maior do que a cotação atual: 19,5%

27978 - paulo_prof - 10/Fev/2010 11:42
citação: andreteixeiraPrezados Amigos,
Alguém tem informações sobre PSSA3? Vi que teve um aumento de LL, mas, no fundamentus, fica difícil qualquer análise. Desde já agradeço
Sem ler o relatório, não há como emitir uma opinião fundamentada. Em princípio, os números não me pareceram bons. É essencial, entretanto, saber o quanto dos resultados das seguradoras do ITAU foram incorporados nos resultados da Porto Seguro. Como vc sabe, ao incorporar as seguradoras do ITAU a base de ações do PSSA aumentou consideravelmente. Acho que será necessário aguardar o 1T10 para um quadro mais nítido de como ficou o negócio após a incorporação.

27945 - paulo_prof - 09/Fev/2010 23:16
Hoje foram divulgados os resultados de PSSA3 e ROMI3. Nada para comemorar.

A Porto Seguro apresentou, no 4T09, um lucro líquido 62% maior do que aquele do 3T09. No ano, a evolução no lucro foi de 13,2%. O resultado do 4T09 é mais indicativo, porque já deve conter a contribuição da ISAR (controladora da Itau Seguros). Ocorre que a base de ações também aumentou e o lucro do 4T09 corresponde a um P/L anualizado de 12,5.

A Romi (coitada) até que tirou o pé da lama, mas está longe de repetir os resultados líquidos trimestrais de antes da crise. Embora o lucro do 4T09 tenha sido 157% maior do que o do 3T09 e praticamente idêntico ao do 4T08, foi 54% menor do que aquele do 3T08 (antes da crise). Na base anual, o lucro apresentou 84% de queda. O P/L do 4T09, anualizado, é 15,5.

small caps 

"(909) dax1, relevantes os seus comentários. Buffett sempre gostou das ações de empresas de seguro em razão do fluxo de caixa contínuo que a atividade gera e permite sempre buscar boas oportunidades de investimento. Também sou muito favorável a fazer isto nos investimentos pessoais. Ou seja, buscar alternativas de conquistar um bom fluxo de caixa financeiro, conforme análise multimercado das opções de investimentos. Ah se estas companhias do Brasil tivessem um Buffett para aprimorar a gestão do caixa. A PSSA3 andou tendo resultados financeiros não muito bons por ter pré-fixado algumas taxas de juros muito cedo. Após as taxas subiram muito e provocaram a diminuição da aplicação ""a valor presente"". Mas se manteve estas aplicações (tem que ver nas notas explicativas), teria um bom retorno no quarto trimestre, pois as taxas de juros caíram bastante, elevando o valor presente das aplicações."

"Os indicadores de PSSA3 estão razoáveis, mas nenhuma barganha. A grande oportunidade de compras (e por isso a crise sempre pode ser bem vinda) ocorreu com as cotações próximas a R$ 10,00."

"Já SULA11 tem indicadores muito mais atrativos, tratando-se de uma alternativa de investimento que hoje eu compraria para iniciar posição." 

Nenhum comentário: