Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Metal Frio (FRIO)


Subsetor
Segmento

Recomendações
Compra: paulo_prof (mai/19

Carteiras
alcinoak (jul/16, ago/16) - audaz1981 (ago/15) - paulo_prof (fev/17) - RRunner (jan/13)

Códigos de Negociação
Tipo
FRIO3
Novo Mercado 

Balanços
A2019/4T2019 - DFP - Press-release

1T2019 -
paulo_prof  -
Há que se ler o Relatório para verificar se não houve eventos não recorrentes. O 1T19 foi o 3o. trimestre consecutivo em que a empresa conseguiu resultados muito positivos. Se nos últimos 3 trimestres não houve eventos nãpo recorrentes de monta e nos próximos trimestres a tendência puder ser mantida, a empresa pode estar muito barata.

3T2017 -
marcosvinicius2 -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 MELHOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E TAMBÉM NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 44 TRIMESTRES, 19 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (43,1818%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 18.518 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = -35.119 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = -10.568. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 24.463 X 3T17 = 31.337. VALOR DE MERCADO (MIL) = 197.124; VALOR MAXIMO (MIL) = 1.200.487 NO 3T07; VE PSBE (MIL) = 1.022.765.

1T2017 -
MuadibGV  -
Li rapidamente, talvez eu tenha passado direto sobre o que vcs acharam bom. As receitas caíram bem contra o 1T2016 e o financeiro veio positivo graças a valorização do real , porque a maior parte das dívidas da cia são em dólar e euro. Sou gato escaldado em FRIO3, não vejo nenhum motivo justificável pra comprar essa frente às demais.

3T2016 -
marcosvinicius2  -
A receita líquida no 3T16 registrou redução de 23,2% para R$183,2 milhões em comparação com o mesmo período do ano anterior; a receita líquida para o período de 9 meses aumentou 2,0%, para R$793,3 milhões. 
A margem bruta aumentou 190 pontos base para 13,4% no 3T16, e 150 pontos base para 15,5% no período de 9 meses; o EBITDA cresceu 150 pontos base e 140 pontos base, respectivamente. 
O EBITDA ajustado no 3T16 caiu 4,0% para R$13,3 milhões (3T15: R$13,9 milhões); o EBITDA ajustado de 9 meses cresceu 19,6% para R$76,9 milhões.
O lucro operacional no 3T16 foi de R$4,7 milhões, em comparação com uma perda no mesmo período do ano anterior de R$0,2 milhão; o lucro operacional de 9 meses aumentou 48,6% para R$50,9 milhões. A dívida líquida foi de R$330,1 milhões, contra R$515,2 milhões no 3T15, e R$414,8 milhões no final de 2015, com a relação dívida líquida-EBITDA melhorando para 3,7x, aproximando-se do objetivo de médio prazo para uma relação igual ou inferior a 3x.
A Receita Líquida Consolidada diminuiu 23,2% no 3T16 para R$183,2 milhões, em comparação com o 3T15, impulsionada pelo fraco cenário macroeconômico já esperado no Brasil, impactando as vendas unitárias e o mix de produtos. A persistente volatilidade e a incerteza na Europa também contribuíram para a redução das vendas no período. Para o período de nove meses, a receita cresceu 2%, com um mix de produtos positivo no México e na Europa, compensando as menores vendas unitárias do grupo.
O EBITDA ajustado caiu 4% para R$13,3 milhões no 3T, devido a menores vendas. No entanto, a margem EBITDA aumentou 150 pontos base para 7,3%, como resultado do aumento da produtividade e do contínuo forte foco no controle de custos. No período de nove meses, o EBITDA aumentou 19,6% como resultado da estratégia comercial bem sucedida da Metalfrio, a maior contribuição das operações turcas que proporcionaram fortes benefícios de mix de produtos, assim como a contínua disciplina de custos. Ao longo desse período de nove meses, a margem EBITDA aumentou 140 pontos base para 9,7%.

1T2014 -
paulo_prof  -
FRIO3 é a prova de que quando as coisas estão ruins podem sempre piorar ... e muito!
Ao ler o resultado do 1T14 me deu pena da Metalfrio. Afinal, é uma empresa que tem mérito. É uma empresa pequena competindo no mercado global, num segmento em que tem que bater de frente com os chineses, que além das vantagens competitivas, muitas vezes praticam atos de pirataria, copiando projetos da própria Metalfrio.
No que concerne o resultado da FRIO3, mais uma vez, o vilão foi o resultado financeiro. Para um resultado bruto no trimestre, de R$ 30,6 mihões, o diretor financeiro conseguiu perder mais de R$ 18 milhões em derivativos !!! Ou seja, 2/3 do resultado bruto evaporaram nas apostas do financeiro !!!
Assim realmente fica difícil!

3T2013 -
padrinho  -
O Dir. Financeiro da Metalfrio é doente de tão ruim......a emprea vendeu bem.....melhorou em alguns pontos mas definitivamente faz alguns trimestres que esbarram no Resultado Financeiro.
Receita líquida Consolidada: R$ 207,4 milhões no 3T13 (+22,8% vs. 3T12)
* Europa: R$ 78,6 milhões (+56,6% vs. 3T12)
* Américas: R$ 128,8 milhões (+8,5% vs. 3T12);
Lucro bruto Consolidado de R$ 26,9 milhões no 3T13 (+31,5% vs R$ 20,5 milhões no 3T12);
EBITDA ajustado de R$ 10,2 milhões no 3T13 (+267,7% vs. 3T12);
Despesas gerais e Administrativas em queda trimestre a trimestre;
BUT......
As operações de hedge geraram um retorno líquido negativo de R$ 0,2 milhões no 3T13 (-R$1,8 milhões no 3T12), assim como as perdas de variação cambial de R$ 5,7 milhões (R$3,9 milhões em 3T12);
E PÁ DE CAL
Lucro líquido consolidado
Reportamos no 3T13 lucro líquido de R$2,4 milhões comparado com lucro líquido de R$9,3 milhões no 3T12.
Dureza..........

A2012/4T2012 -
DANIELBOSSAN -
Que horror...

A2011/4T2011 -
Gracco –
achou bom

herdsman –
minha impressão não foi tão boa assim

Paulo Prof –
achou bastante ruim

A2010/4T2010 -
Cintrapcc e Paulo Prof  -
não gostaram.

1T2010 -
Paulo prof -
achou bom

Características
Fabricação e comercialiazação de geladeiras e similares de máquinas de vendas automáticas, componentes e peças

Balanços (Calendário)




363951  - paulo_prof   -  03 Set 2019, 01:07
O resultado Líquido do 2T19 foi relatovamente medíocren (em relação aos resultados líquidos dos últimos 3 trimestres), devido ao resultado financeiro. Por possuir ativos no exterior, a FRIO sofre com a desvalorização destes ativos no caso de uma valorização do real.

Apesar da enorme valorização do ativo nos últimos 3 meses (passou de R$ 48,00 para R$ 72,00), o ativo não parece estar caro.
p.php?pid=chartscreenshot&u=VX55JFlISEnu

p.php?pid=chartscreenshot&u=VX55JFlISEnu
FRIO3

PREÇO: R$ 72,00

PAYOUT: 0,0% (prejuízos acumulados)



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses anualizados

P/L 9,92

P/VPA 6,77

PSR 0,22

DY 0,00%

EV/EBITDA 5,73

MARGEM BRUTA 17,1%

MARGEM OPERACIONAL 5,2%

MARGEM LÍQUIDA 2,2%

LUCRO POR AÇÃO R$ 7,259

MARGEM EBITDA 10,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 2176,5%

ROE 68,29%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,10



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 9 meses anualizados durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 90,74

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 9 meses anualizado necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -5,0% !!!!

361587  - paulo_prof  -  30 Mai 2019, 02:57
Há que se ler o Relatório para verificar se não houve eventos não recorrentes. O 1T19 foi o 3o. trimestre consecutivo em que a empresa conseguiu resultados muito positivos. Se nos últimos 3 trimestres não houve eventos nãpo recorrentes de monta e nos próximos trimestres a tendência puder ser mantida, a empresa pode estar muito barata.

FRIO3

PREÇO: R$ 48,00

PAYOUT: 0,0% (prejuízos acumulados)



Múltiplos baseados nos últimos 9 meses anualizados

P/L 5,92

P/VPA 4,53

PSR 0,16

DY 0,00%

EV/EBITDA 5,48

MARGEM BRUTA 16,5%

MARGEM OPERACIONAL 6,2%

MARGEM LÍQUIDA 2,7%

LUCRO POR AÇÃO R$ 8,104

MARGEM EBITDA 9,1%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 2025,7%

ROE 76,46%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,13



Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 9 meses anualizados durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 101,30

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 9 meses anualizado necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): -16,0% !!!!

344093  - marcosvinicius2 -  17 Nov 2017, 18:13
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 MELHOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E TAMBÉM NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 44 TRIMESTRES, 19 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (43,1818%). LUCRO Atribuído a Sócios da Empresa Controladora DO 3T17 = 18.518 FOI MAIOR DO QUE O LUCRO APRESENTADO NO 2T17 = -35.119 E MAIOR (TAMBEM) EM RELAÇÃO AO APRESENTADO NO 3T16 = -10.568. RESULTADO BRUTO TAMBEM FOI MAIOR NA COMPARAÇÃO ENTRE 3T16 = 24.463 X 3T17 = 31.337. VALOR DE MERCADO (MIL) = 197.124; VALOR MAXIMO (MIL) = 1.200.487 NO 3T07; VE PSBE (MIL) = 1.022.765:

FRIO3
PREÇO: 48,00
PAYOUT (2016): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -22,28
P/VPA 2,28
PSR 0,21
DY 0,00%
EV/EBITDA 8,16
MARGEM BRUTA 14,95%
MARGEM OPERACIONAL -0,42%
MARGEM LÍQUIDA -0,93%
LUCRO POR AÇÃO -2,154
MARGEM EBITDA 8,17%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 849,73%
ROE -10,24%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,04

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,26%
RESULTADO BRUTO -5,54%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -11587,70%
RESULTADO OPERACIONAL -107,60%
RESULTADO LÍQUIDO -151,85%
EBITDA -7,71%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 22,18%
RESULTADO BRUTO 28,10%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -230,57%
RESULTADO OPERACIONAL -525,10%
RESULTADO LÍQUIDO -275,23%
EBITDA 33,90%

c) lucro (taxa média anual)
UA -151,85%
U2A -74,12%
U3A -45,90%

d) patrimônio líquido médio
UA 205,72%
U2A -9,62%
U3A -27,48%

Receita Líquida = A Receita Líquida Consolidada aumentou 22,2% para R$223,8 milhões no 3T17 (R$ 240,1 milhões, excluindo os efeitos da variação cambial) comparada com R$183,2 milhões no 3T16, como resultado da expansão em todas as geografias. No 9M17, as Receitas Líquidas foram de R$727,3 milhões (R$840,1 milhões,excluindo os efeitos davariação cambial) comparadas com R$793,3 milhões no ano anterior, principalmente devido às variações cambiais e à mudança no padrão da demanda.;

Lucro Bruto (R$ milhões) e Margem Bruta = No 3T17, a Margem Bruta aumentou para 14,0% (R$31,1 milhões) contra 13,4% (R$24,5 milhões) no ano anterior, se beneficiando de uma alavancagem operacional positiva e ganhos de produtividade. No 9M17 a Margem Bruta manteve-se estável comparada ao ano anterior, apesar de uma contração de 8,3% nas receitas, escorada na capacidade de ajustar rapidamente os custos às condições atuais.;

EBITDA Consolidado e Margem EBITDA = O EBITDA Ajustado aumentou em 14,7%, alcançando R$15,3 milhões no 3T17 (3T16 em R$13,3 milhões), registrando um nível histórico para o sazonalmente fraco terceiro trimestre, sustentado pelo aumento nas vendas devido à mudança no padrão de demanda. No 9M17, a Margem EBITDA Ajustada caiu 62 pontos base para R$66,0 milhões comparada com R$76,9 milhões no período comparativo.


( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3;

337987  - MuadibGV  -  16 Mai 2017, 17:25
Li rapidamente, talvez eu tenha passado direto sobre o que vcs acharam bom. As receitas caíram bem contra o 1T2016 e o financeiro veio positivo graças a valorização do real , porque a maior parte das dívidas da cia são em dólar e euro. Sou gato escaldado em FRIO3, não vejo nenhum motivo justificável pra comprar essa frente às demais.

334797  - paulo_prof   -  28 Fev 2017, 17:02
A empresa dificilmente seria viável sem um aumento de capital. O aumento de capital melhorou a estrutura de capital da empresa mas, na minha opinião, o corrente nível de negócios (Receita Líquida) é insuficiente para que a empresa consiga registrar lucro de forma consistente.

Depois de um ótimo 1o. trimestre, com Receita Líquida na faixa dos R$ 300 milhões trimestrais, margem bruta acima de 16% e resultado financeiro positivo devido à valorização do real, no 2o semestre voltou à velha dura realidade: com a Receita Líquida caindo para a faixa dos R$ 200 milhões, a margem bruta caindo para algo acima de 13% e um resultado financeiro negativo, não há como produzir lucro.

Para um endividamento líquido na faixa dos R$ 320 milhões, é de se esperar um Resultado Financeiro negativo da ordem de pelo menos R$ 10-11 milhões trimestrais, ou aprox. R$ 26 milhões adicionais ao resultado de R$ 18 milhões obtido no exercício. Deduzindo estes R$ 26 milhões do Resultado Antes dos Impostos de R$ 39 milhões, observa-se que o lucro líquido potencial não chega a R$ 10 milhões anuais.

Sem um aumento na Receita Líquida, pouco há que possa ser feito!

FRIO3

PREÇO: R$ 2,33

PAYOUT: 25% (depois de anular os prejuízos acumulados)



Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 9,64

P/VPA 1,72

PSR 0,14

DY 2,59%

EV/EBITDA 5,19

MARGEM BRUTA 15,0%

MARGEM OPERACIONAL 3,9%

MARGEM LÍQUIDA 1,5%

LUCRO POR AÇÃO R$ 0,242

MARGEM EBITDA 8,7%

DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 871,3%

ROE 17,88%

LIQUIDEZ CORRENTE 1,36



Taxas de Crescimento Nominal



a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -0,40%

RESULTADO BRUTO +12,40%

RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -86,70%

RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo

RESULTADO LÍQUIDO passou de negativo para positivo

EBITDA +30,49



b) 4T16 vs 4T15

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,08%

RESULTADO BRUTO +8,75%

RESULTADO FINANCEIRO passou de positivo para negativo

RESULTADO OPERACIONAL passou de positivo para negativo

RESULTADO LÍQUIDO NEGATIVO +43,25%

EBITDA +23,15%



c) lucro (taxa média anual)

UA passou de negativo para positivo

U2A passou de negativo para positivo

U3A passou de negativo para positivo



d) patrimônio líquido médio

UA -25,35%

U2A -50,65%

U3A -42,05%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ 3,03

Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%):-5.5%

334121  - marcosvinicius2  -  14 Fev 2017, 13:31
EDIT.: Houve modificação significativa na quantidade de ações no período 1T07 X 2T07, 1T10 X 2T10 E 3T15 X 4T15 (desdobramento ou emissões?) e Resultado Não Operacional (Não Encontrado).
A receita líquida no 3T16 registrou redução de 23,2% para R$183,2 milhões em comparação com o mesmo período do ano anterior; a receita líquida para o período de 9 meses aumentou 2,0%, para R$793,3 milhões.
A margem bruta aumentou 190 pontos base para 13,4% no 3T16, e 150 pontos base para 15,5% no período de 9 meses; o EBITDA cresceu 150 pontos base e 140 pontos base, respectivamente.
O EBITDA ajustado no 3T16 caiu 4,0% para R$13,3 milhões (3T15: R$13,9 milhões); o EBITDA ajustado de 9 meses cresceu 19,6% para R$76,9 milhões.

FRIO3
PREÇO: 2,35
PAYOUT (2015): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 8,48
P/VPA 1,34
PSR 0,14
DY 0,00%
EV/EBITDA 5,87
MARGEM BRUTA 14,51%
MARGEM OPERACIONAL 5,08%
MARGEM LÍQUIDA 1,65%
LUCRO POR AÇÃO 0,277
MARGEM EBITDA 8,12%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 627,95%
ROE 15,83%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,39

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 4,46%
RESULTADO BRUTO 14,26%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -100,26%
RESULTADO OPERACIONAL -136,63%
RESULTADO LÍQUIDO -112,92%
EBITDA 32,79%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -23,22%
RESULTADO BRUTO -10,95%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -91,56%
RESULTADO OPERACIONAL -95,67%
RESULTADO LÍQUIDO -89,88%
EBITDA 47,21%

c) lucro (taxa média anual)
UA -112,92%
U2A ND
U3A -228,20%

d) patrimônio líquido médio
UA -73,28%
U2A -64,68%
U3A -52,16%

O lucro operacional no 3T16 foi de R$4,7 milhões, em comparação com uma perda no mesmo período do ano anterior de R$0,2 milhão; o lucro operacional de 9 meses aumentou 48,6% para R$50,9 milhões. A dívida líquida foi de R$330,1 milhões, contra R$515,2 milhões no 3T15, e R$414,8 milhões no final de 2015, com a relação dívida líquida-EBITDA melhorando para 3,7x, aproximando-se do objetivo de médio prazo para uma relação igual ou inferior a 3x.

3018a424e3.png

301bfa3a27.png

A Receita Líquida Consolidada diminuiu 23,2% no 3T16 para R$183,2 milhões, em comparação com o 3T15, impulsionada pelo fraco cenário macroeconômico já esperado no Brasil, impactando as vendas unitárias e o mix de produtos. A persistente volatilidade e a incerteza na Europa também contribuíram para a redução das vendas no período. Para o período de nove meses, a receita cresceu 2%, com um mix de produtos positivo no México e na Europa, compensando as menores vendas unitárias do grupo.

O EBITDA ajustado caiu 4% para R$13,3 milhões no 3T, devido a menores vendas. No entanto, a margem EBITDA aumentou 150 pontos base para 7,3%, como resultado do aumento da produtividade e do contínuo forte foco no controle de custos. No período de nove meses, o EBITDA aumentou 19,6% como resultado da estratégia comercial bem sucedida da Metalfrio, a maior contribuição das operações turcas que proporcionaram fortes benefícios de mix de produtos, assim como a contínua disciplina de custos. Ao longo desse período de nove meses, a margem EBITDA aumentou 140 pontos base para 9,7%.

Prof. e o que acha da Frio3? Vale uma aposta?
332739 - paulo_prof - 19/Jan/2017 18:30
Depois da "naba" que levei no ativo, não li mais os relatórios.

No 1T2016 e 2T2016 foi bem, com Receitas Líquida trimestral média acima dos R$ 300 milhões. Depois, sem mais, a Receita Líquida caiu violentamente para a faixa dos R$ 180 milhões.

A geração média de caixa medida pelo ebitda do 1o. semestre (R$ 127 milhões anualizados) era mais do que adequada para o endividamento líquido de R$ 440 milhões ao final do 2T. Mas no 3T o ebitda caiu para R$ 48 milhões anualizados, a praticamente 1/3 do 1o. semestre.

Faça a sua pesquisa, leia os relatórios, e se vc concluir que o 3T é um ponto completamente fora da curva, e que o 1T e 2T é que representam a efetiva realidade da empresa, então sem dúvida vale a aposta. O P/L considerando o 1o. semestre anualizado é 2,22!

332788 - williamcw  - 20 Jan 2017, 11:31
Muito obrigado professor. Eu li o relatório do 3T e eles conseguiram diminuir a dívida, entretanto a queda de faturamento não sei se é um ponto fora da curva. Vou deixar no radar. 
                                                                                           ▲                                                                      ▲
326101 - fariajoa -  17 Ago 2016, 18:18
FRIO3 vai subir...por isso teve ordens imensas de compra.

Achei esse site muito bom, explica muita coisa do que eu já achava sobre a ação. Inclusive fala do percentual de dividiendos.
Eu estou encarteirando FRIO1 , comprando a beça...
Segue o site:
http://menezes.mendonca.nom.br/Relata1PapelBOV.aspx?CODNEG=FRIO3

Prof Paulo. Ainda tenho resquícios da FRIO3... Lembra? Ela está subindo a alguns dias e o motivo é o aumento do capital da companhia com a subscrição de ações ao preço de 2,5 por ação. Parece que o mercado está gostando. Gostaria de saber sua opinião a respeito. Obrigado
Nos últimos 5 exercícios, a empresa postou prejuízos em 4. Nos últimos 12 trimestres, a última linha ficou no vermelho em 8!!! que opinião se pode ter? Enquanto a empresa não for capaz de postar um operacional positivo com consistência, acho que adianta pouco capitalizar. 
                                                                                           ▲                                                                      ▲
310823  - paulo_prof -  10 Nov 2015, 18:26
Dos endividamento líquido de R$ 515 milhões, 92% são denominados em moeda estrangeira, a maior parte em USD. O endividamento líquido denominado em moeda estrangeira não é protegido por uma política de hedge. O resultado só poderia ser este, não?

Mais uma pancadas destas, e o patrimônio líquido da empresa fica negativo (hoje é de apenas R$ 7,5 milhões) !!!

Por outro lado, 60% do endividamento bruto vence no curto prazo !!!

... haja otimismo !!!!!

310810  - herdsman  -  10 Nov 2015, 12:21
Metalfrio

O Resultado Financeiro Líquido foi impactado significativamente pelo movimento
desfavorável de taxas de câmbio durante o 3T15. A desvalorização do Real em relação ao
Dólar (28,1% no terceiro trimestre e 49,8% nos primeiros 9 meses) levou a uma variação
cambial líquida de R$80,9 milhões, principalmente relacionada à dívida em Dólar e Euro.
Adicionalmente, um ajuste negativo de marcação a mercado sobre ativos financeiros teve um
impacto de R$21,0 milhões.

Maáásss: A Metalfrio permanece otimista em relação ao desempenho do ano e está confiante em elevar o progresso durante 2015.

303484  - paulo_prof  -  10 Ago 2015, 22:46
O maior problema da Metalfrio, disparado, era a sua gestão financeira. Na minha opinião, uma empresa como a Metalfrio, que opera extensivamente no exterior, não pode ter um custo médio do endividamento, maior do que 3% ao trimestre (o que daria 12,5% a.a.).

Se vc aplicar estes 3% sobre o endividamento líquido aos finais de trimestres, vc obteria:

trimestre ... dívida líquida ... 3% da dívida ... resultado financeiro ... resultado líquido
.. 1T14 ........ 250.584 .......... -7.518 ............ -27.919 .............. -16.593
.. 2T14 ........ 305.681 .......... -9.170 ............ -13.016 ............... +1.109
.. 3T14 ........ 345.569 ......... -10.367 ............ -29,783 .............. -26.692
.. 4T14 ........ 319.627 .......... -9.598 ............ -38.532 .............. -27.338
.. 1T15 ........ 289.475 .......... -8.684 ............ -26.221 .............. -19.155
.. 2T15 ........ 458.753 ......... -13.763 ............. +2.257 .............. +18.844

Como pode ser notado, o operacional nunca foi tão ruim assim ... por outro lado, entretanto, acredito que este lucro do 2T15 não é recorrente ... há que se ler o relatório e as notas explicativas para entender como o Resultado Financeiro chegou aos R$ 2,3 milhões positivos, quando o trimestre iniciou com uma dívida líquida de quase R$ 460 milhões.

Por outro lado, o endividamento líquido de R$ 406 milhões ao final do 2T15 é excessivo em relação ao ebitda gerado nos últimos 12 meses: R$ 62 milhões. Mesmo de o bom Ebitda do 2T15 é amualizado, chega-se a R$ 116 milhões e endividamento líquido / ebitda anualizado = 3,5.

O comentário final é sobre a evolução do operacional ... a empresa está implementando uma estratégia de aumentar o percentual de serviços, com margem sensivelmente maior, no faturamento ... por outro lado, o aumento da base de clientes na área de serviços dilui os custos fixos, elevando a margem.

Resumindo, se de fato a empresa demitiu o incompetente diretor financeiro que atuou até o 1T15 e o substituiu por alguém bem mais competente, as perspectivas de médio prazo são boas.

Acredito que a empresa seja capaz de gerar, nos próximos 12 meses, algo em torno dos R$ 2-25 milhões anuais recorrentes, suficientes para um turn around dos preços correntes ...

Amanhã o preço deve reagir!

Mas ... se o antigo Diretor Financeiro continua na parada ... sai debaixo!!!!

303483  - pidainho  -  10 Ago 2015, 22:35
18h52 Metalfrio registra lucro 17 vezes maior no segundo trimestre Por Thais Carrança | Valor SÃO PAULO - A fabricante de equipamentos de refrigeração Metalfrio registrou lucro líquido atribuído aos sócios da empresa controladora de R$ 18,8 milhões no segundo trimestre, multiplicando em 17 vezes o lucro de igual período de 2014. A receita líquida da companhia cresceu 20,4%, em igual base de comparação, para R$ 303,4 milhões. O lucro operacional foi de R$ 21 milhões, com alta de 53%, enquanto o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) avançou 44%, somando R$ 29 milhões. No trimestre, a companhia registrou crescimento de receitas em todas as regiões de atuação, com ganho de 4,1% na América e de 22,3% na Europa. Na América, desempenho foi alcançado apesar do México registrar um decréscimo de 29,7% nas receitas. O Brasil impulsionou o desempenho positivo da região, com 11,3% de crescimento, devido à expansão da base de clientes e melhora de mix de produtos. Na Europa, a companhia registrou seu melhor trimestre historicamente, com forte recuperação diante da normalização das condições de mercado. O desempenho foi impulsionado por alta de 20,1% nas vendas e melhora no mix de produtos, com preço médio por unidade subindo 9,3%. A Turquia liderou a recuperação, com aumento de 37,7% das receitas, compensando fraco desempenho na Rússia. Também um resultado financeiro positivo em R$ 2,3 milhões, contra uma despesa de R$ 13 milhões no mesmo período do ano anterior, contribuiu para a significativa melhora na linha final do balanço.

303482  - pidainho  -  10 Ago 2015, 21:47
Professor Paulo, você poderia comentar metalfrio, por favor. 23 milhões de lucro no trimestre, o passivo circulante é bem significativo, mas o operacional está redondo, não acha? O resultado já está disponível no site da bovespa. Agradeço se puder dar uma olhada. O caixa também aumentou 20 milhões...

Destaques do Período
A receita líquida no 2T15 subiu 20,4% para R$303,4 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior; no 1S15 a receita subiu 15,9% para R$539,4 milhões.
O lucro bruto no 2T15 aumentou 22,8% para R$46 milhões (2T14: R$37,4 milhões); no 1S15 o lucro bruto aumentou 19,4% para R$81,3 milhões.
O EBITDA no 2T15 aumentou 44,0% para R$29 milhões (2T14: R$20,1 milhões); no 1S15 o EBITDA aumentou 55,5% para R$50,4 milhões,
Um incremento de mais de 6x em relação ao lucro líquido no 2T15 para R$23,6 milhões.
Forte geração de caixa operacional de R$78,9 milhões no trimestre, impulsionado pelos resultados operacionais e melhoria do capital de giro.
O Presidente Petros Diamantides disse:
“Temos o prazer de reportar outro trimestre de crescimento em nossas operações, com aumento na receita em todas as regiões, apesar das condições de mercado desafiadoras. Com as metas de produtividade sendo consistentemente alcançadas, e as despesas firmemente sob controle, as margens continuam a se expandir. Um aspecto importante, a melhora dos itens financeiros tem levado o nosso desempenho operacional a refletir diretamente na lucratividade.
Conforme continuamos a trabalhar estreitamente com os nossos clientes, para entendê-los e ajudá-los a enfrentar os desafios presentes e futuros, nossa oferta de produtos e serviços inovadores e de valor agregado garante parceiras comerciais robustas que reforçam ainda mais nossa posição no mercado. Além disso, a crescente base de clientes nos permite atender novos clientes, acessar novos setores e entrar em novas geografias.
Permanecemos confiantes na nossa capacidade de manter o crescimento da receita no resto do ano, uma vez que continuamos a executar a nossa estratégia altamente focada nas necessidades de nossos clientes e ao mesmo tempo melhorando ainda mais as eficiências internas. Ao fazer isso, apesar da volatilidade do mercado no curto prazo, permanecemos firmemente em nossa trajetória com relação à nossa ambição de médio prazo de melhorar o balanço patrimonial, assim como melhorar nossa liquidez no futuro próximo.”

257254 - paulo_prof  -  09 Mai 2014, 14:53
O ativo que me deu o maior preju na vida foi FRIO3, quando liquidei no iníco de março de 2012 (devidamente avisado)!!!

Hoje, só de curiosidade, fui ver a que preço liquidei: preço médio de aprox. R$ 5,97 com o maior lote liquidado a R$ 6,03!

Neste momento, o ativo está sendo negociado a R$ 1,64 !!! Caraca !!!

FRIO3 é a prova de que quando as coisas estão ruins podem sempre piorar ... e muito!

Ao ler o resultado do 1T14 me deu pena da Metalfrio. Afinal, é uma empresa que tem mérito. É uma empresa pequena competindo no mercado global, num segmento em que tem que bater de frente com os chineses, que além das vantagens competitivas, muitas vezes praticam atos de pirataria, copiando projetos da própria Metalfrio.

No que concerne o resultado da FRIO3, mais uma vez, o vilão foi o resultado financeiro. Para um resultado bruto no trimestre, de R$ 30,6 mihões, o diretor financeiro conseguiu perder mais de R$ 18 milhões em derivativos !!! Ou seja, 2/3 do resultado bruto evaporaram nas apostas do financeiro !!!

Assim realmente fica difícil!

223407  - padrinho  -  13 Nov 2013, 00:37
O Dir. Financeiro da Metalfrio é doente de tão ruim......a emprea vendeu bem.....melhorou em alguns pontos mas definitivamente faz alguns trimestres que esbarram no Resultado Financeiro.

Receita líquida Consolidada: R$ 207,4 milhões no 3T13 (+22,8% vs. 3T12)
* Europa: R$ 78,6 milhões (+56,6% vs. 3T12)
* Américas: R$ 128,8 milhões (+8,5% vs. 3T12);

Lucro bruto Consolidado de R$ 26,9 milhões no 3T13 (+31,5% vs R$ 20,5 milhões no 3T12);

EBITDA ajustado de R$ 10,2 milhões no 3T13 (+267,7% vs. 3T12);

Despesas gerais e Administrativas em queda trimestre a trimestre;


BUT......

As operações de hedge geraram um retorno líquido negativo de R$ 0,2 milhões no 3T13 (-R$1,8 milhões no 3T12), assim como as perdas de variação cambial de R$ 5,7 milhões (R$3,9 milhões em 3T12);

E PÁ DE CAL

Lucro líquido consolidado
Reportamos no 3T13 lucro líquido de R$2,4 milhões comparado com lucro líquido de R$9,3 milhões no 3T12.

Dureza..........

203111 - paulo_prof -  14 Ago 2013, 02:34
Difícil dizer ... A dívida líquida média (a dívida no 2o. trimestre costuma ser maior devido a fatores sasonais) está na faixa dos R$ 230 milhões. O Ebitda anual está na faixa dos R$ 21/22 milhões, ou seja a dívida líquida é da ordem de 10 vezes o ebitda anual ...

Não há como a conta fechar ... pois o serviço de uma dívida líquida "normal" de R$ 230 milhões consumiria no ano, só de juros, mais do que o caixa de R$ 22 milhões produzido.

O financeiro da empresa (aparentemente bastante competente) tenta fazer uma baita ginástica (empréstimos em moeda estrangeira, aplicações financeiras no Brasil e derivativos) para tentar auxiliar o fraco operacional da empresa, mas não é sempre que o milagre é possível. Quando o câmbio dispara ... o resultado financeiro vai para o buraco!!!!

Bom ... se uma empresa não é capaz de produzir lucro (a menos quando, com o câmbio super bem comportado, o financeiro conseguir um resultado positivo) estaria mesmo descontada? O fato do preço estar abaixo de 60% do VPA não é parâmetro ... se a empresa continuar produzindo prejuízos, o seu patrimônio líquido com o tempo pode em tese zerar ou ficar negativo.

169222 - DANIELBOSSAN -  26 Fev 2013, 02:25
Que horror...

FRIO3

Resultado do 4º Trimestre de 2012

A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,6 M no 4° trimestre de 2012, uma variação de -81,8% em relação ao 3° trimestre de 2012 e redução de 88,0% em relação ao 4° trimestre de 2011. A receita líquida totalizou R$ 93,0 M no quarto trimestre de 2012, uma variação de 5,5% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e decréscimo de 16,5% em relação ao 4T11.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 10,3% contra 12,0% no 3T12 e 18,5% no mesmo período do ano passado. Já a margem líquida ficou em 1,7% no quarto trimestre de 2012 contra 9,9% no trimestre ligeiramente anterior.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 570,2 M, redução de 1,6% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2011. O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 263,1 M no 4° trimestre de 2012, valor 5,9% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

FRIO3

Empresa: METALFRIO SOLUTIONS S.A. Ação: METALFRIO ON Setor: Bens Industriais Subsetor: Equipamentos Elétricos
Resultado do 4º Trimestre de 2012

A companhia anunciou lucro líquido de R$ 1,6 M no quarto trimestre de 2012, uma variação de -81,8% em relação ao terceiro trimestre de 2012 e redução de 88,0% em relação ao quarto trimestre de 2011. A receita líquida somou R$ 93,0 M neste trimestre, aumento de 5,5% em relação ao 3° trimestre de 2012 e decréscimo de 16,5% em relação ao 4T11.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 10,3% contra 12,0% no trimestre anterior e 18,5% no quarto trimestre de 2011. Já a margem líquida ficou em 1,7% no 4° trimestre de 2012 contra 9,9% no 3T12.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 570,2 M, decréscimo de 1,6% em relação ao saldo no 4° trimestre de 2011. O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 263,1 M no 4T12, valor 5,9% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

156257 paulo_prof -  10 Nov 2012, 23:04
Não me dei o trabalho de ler os relatórios relativos ao 3T12.

De qualquer forma, no que tange FRIO, o resultado puramente operacional foi negativo. A empresa só teve lucro por causa do Resultado Financeiro altamente positivo. Isto certamente não é recorrente. Ou seja, não poderá ser repetido nos próximos trimestres. Tudo bem que FRIO3 está sendo negociado sensivelmente abaixo do de seu VPA. Mas se a empresa não encontra o caminho para o lucro, de que adianta?
[,,,]

155861 - MuadibGV -  09 Nov 2012, 09:41
A Metalfrio perdeu 3,0 milhões vendendo freezers neste trimestre. Ai veio o financeiro e fez uma mágica para fazer um resultado financeiro líquido positivo em 12,2 milhões , apesar da empresa ter dívidas e da estabilidade cambial.
Deviam então parar de fabricar geladeiras e abrir uma financeira.

155822 - paulo_prof -  08 Nov 2012, 21:50
FRIO3
PREÇO: R$ 4,20
PAYOUT (2010): 46,4%

Múltiplos relativos aos últimos 12 meses:
P/L 7,05
P/VPA 0,64
PSR 0,25
DY 6,58%
EV/EBITDA 20,30
MARGEM BRUTA 13,4%
MARGEM OPERACIONAL 3,2%
MARGEM LÍQUIDA 3,5%
LUCRO POR AÇÃO R$ 0,596
MARGEM EBITDA 2,8%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 204,0%
ROE 9,05%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,96

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 9M12 em relação aos Resultados dos 9M11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -8,8%
RESULTADO BRUTO -3,1%
RESULTADO FINANCEIRO passou de negativo para positivo
RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo
RESULTADO LÍQUIDO passsou de negativo para positivo
EBITDA -60,7%

Taxas de Crescimento dos Resultados dos 3T12 em relação aos Resultados dos 3T11:
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA +7,5%
RESULTADO BRUTO -20,1%
RESULTADO FINANCEIRO passou de negativo para positivo
RESULTADO OPERACIONAL passou de negativo para positivo
RESULTADO LÍQUIDO passsou de negativo para positivo
EBITDA -71,7%

Taxas Anuais Médias de Crescimento Nominal
a) do lucro líquido:
UA 474,98%
U2A -42,57%

b) do patrimônio líquido médio
UA -5,99%
U2A -5,47%
U3A -1,62%

Taxa anual média REAL de crescimento do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária durante os próximos 3 anos para que o preço justo calculado pela fórmula do FCD com perpetuidade real nula e desconto anual real de 8% seja IGUAL ao preço atual: -18,5%

156257 - paulo_prof - 10/Nov/2012 21:04

citação: luciomedeiros

paulo prof.
Os resultados de FRIO3 e POSI3 foram já postados.
São ativos que tiveram forte queda nos ultimos anos.
Será que vale a pena comprar em função da depreciação de suas cotações?


Não me dei o trabalho de ler os relatórios relativos ao 3T12.

De qualquer forma, no que tange FRIO, o resultado puramente operacional foi negativo. A empresa só teve lucro por causa do Resultado Financeiro altamente positivo. Isto certamente não é recorrente. Ou seja, não poderá ser repetido nos próximos trimestres. Tudo bem que FRIO3 está sendo negociado sensivelmente abaixo do de seu VPA. Mas se a empresa não encontra o caminho para o lucro, de que adianta?

A POSI3 é semelhante. Apesar de estar sendo negociada sensivelmente abaixo de seu VPA, a empresa está mostrando uma tremenda dificuldade para produzir lucros consistentes. O lucro trimestral médio em 2012 está abaixo dos R$ 7 milhões. Isto deverá melhorar no 4T12, mas o lucro no exercício não chegará perto dos lucros postados no período 2007 a 2010. Por outro lado, com a entrada da Lenovo no mercado, o mercado deve ficar mais competitivo e o risco da Positivo apresentar uma "recaída" não é pequeno.

115719 - paulo_prof - 15/Fev/2012 20:25
citação: Gracco

Já eu ... excetuando o excepcional resultado financeiro, achei o resultado do 4T11 bastante ruim ...

Se não errei nas contas (pois o resultado do 4T11 tem que ser calculado subtraindo-se os resultados dos 9M11 dos resultados do exercício de 2011), a margem bruta caiu para 14,3%. Desde 2008 a empresa não teve uma margem tão baixa.

As despesas operacionais (obtidas pela equação Resultado Bruto - Resultado Antes dos Impostos + Resultado Finaceiro), que estavam girando na faixa dos R$ 22 milhões trimestrais, aumentou para R$ 30 milhões no 4T11).

Em conseqüência, não fosse o resultado financeiro altamente positivo, a empresa teria postado um prejuízo (o resultado bruto de R$ 24 milhões não seria suficiente para acomodar as despesas operacionais de R$ 30 milhões).

Por outro lado, entretanto, o Diretor Financeiro da empresa fez mágica ... e não foi pouca!

Mais uma vez, se as minhas contas não estiverem erradas, as aplicações financeiras produziram uma receita de R$ 11,6 milhões. Já as dívidas produziram despesas de 3,3 milhões. A variação cambial líquida no trimestre, como antecipado, foi negativa, em R$ 3,7 milhões. Mas aqui é que vem a pancada ... o resultado de operações com derivativos foi positivo em R$ 18,8 milhões !!!! é mole?

A minha conclusão: o casino, no 4T11, salvou a empresa de um colossal vexame!

No 4T11, o Ebitda medido da forma tradicional foi, inclusive, levemente negativo (R$ 0,2 milhões) !!!!

Este negócio de cada empresa inventar uma métrica para ficar melhor na fita ... é hilário!

A Metalfrio "inventou" umEbitda Ajustado (que desconsidera receitas e despesas supostamente não recorrentes - por exemplo, desconta despesas com plano de outorga de opções que, que eu saiba, ocorrem todos os anos) e depois subtrai o imposto recorrente e soma o capital de giro, para gerar a tal Geração Operacional de Caixa.

115704 - herdsman - 15/Fev/2012 19:49
citação: Gracco

Achei o balanço da Metalfrio muito bom. Especialmente pela geração de caixa e redução da dívida líquida no 4TR11 mesmo com o dólar no teto. A empresa vem fazendo um otimo trabalho de otimização de capital de giro. Preciso analisar o resto dos números com mais calma mas foi impressionante a redução de 50 milhões da dívida líquida da empresa. Estou pensando em voltar para o papel para pegar o boom dos jogos esportivos. Essa será uma das empresas mais beneficiadas mas o grande problema é a falta de liquidez dos papeis.

Vamos ver se tem alguma coisa nao recorrente que inflou o lucro senão foi um belo balanço.

Hum minha impressão não é tão boa assim..

Lucro operacional (antes do resultado financeiro): 2010 - 73 m. 2011 - 28 m.

113109 - paulo_prof - 01/Fev/2012 22:23
citação: J R SILVAIlustre mestre Paulo!


O senhor tem uma estimativa conservadora do que será o DY de Frio3 esse ano? Vale uma aposta nos preços atuais?


Acho muito difícil antecipar qualquer coisa relativa à FRIO3. Ao que tudo indica, a concorrência parece estar comprimindo as margens da empresa. A margem bruta, que estava na casa dos 20% até o ano passado, já visitou os 16,2% no 3T11. Se a empresa conseguir postar um lucro de R$ 12 milhões no 4T11 é para comemorar. Mas o lucro anual não passaria dos R$ 6 milhões e mesmo que o payout fosse de 100%, o DY não passaria de uns 2,5% aos preços atuais.

102658 - NotwenCardozo - 16/Nov/2011 13:03
Enviei ao RI da FRIO3:

Caro Sr. DRI,

Gostaria se possivel que esclarecesse algumas dúvidas abaxo sobre os seguintes assuntos:

1) Recentemente a Coca-Cola andou trocando aqui no Rio de Janeiro algumas unidades de refrigeração vertical antigas por refrigeradores da Fricon dizendo que estas novas unidades possuiam uma eficiência maior, gerando mais economia de energia. Está havendo alguma pressão maior da Fricon ou de algum outro concorrente a nível nacional em termos de tecnologia e/ou preço?

2) Ouvi de alguém que trabalha no setor dizer que algumas empresas Chinesas estão entrando forte neste mercado de unidades refrigeradoras do tipo plug-in oferecendo unidades a preços bem baixos. Como Metalfrio pretende combater o baixo custo das unidades produzidas na China? Vcs têm sentido pressão desta concorrência aqui ou no exterior?

Do relatório de vcs: "Os principais responsáveis por esta redução de 4,3 p.p. na margem EBITDA ajustado foram: (i) mix de vendas afetando a margem bruta e (ii) as despesas de frete devido às
condições de entrega."
No meu ver, onde diz "devido às condições de entrega", entendo: "por ter mudado a fábrica para longe demais"

3) Quando o Sr. acha que o benefício da mudança para MS irá compensar o custo adicional gerado pelo incremento da distância da nova fábrica aos grandes centros de consumo? Como todos sabemos, a agricultura nacional perde competitividade apenas após os custos de logística e transporte devido à falta de infraestrutura no país. Pelos resultados do 3T11, me parece que o "custo adicional causado pela maior distância" ainda não pode ser compensado pelos benefícios fiscais.
Neste último resultado já houve algum benefício fiscal em relação ao novo local em MS? O custo de mão de obra no MS caiu em relação ao custo da mão-de-obra que voces utilizavam em SP? Como vcs estão se preparando para encarar o reajuste do salário mínimo de 14% em 2012?

4) Neste 3T11, as perdas com câmbio já eram esperadas, mas o operacional não foi suficiente para pagar as despesas financeiras (excluindo as cambiais). Há alguma estratégia no financeiro para a redução da dívida?

===============

Seguem os esclarecimentos:

1 – Não sofremos pressão de nenhum de nossos concorrente.

2 – Não são produtos com a mesma características.

3 – Isto já compensa por conta do incentivo fiscal e a mão-de-obra.

4 – Você pode encontrar maiores informações sobre a dívida em nosso Earnings Release, na página 11.

84045 - paulo_prof - 06/Ago/2011 17:38
FRIO3 ... quem te viu ... quem te vê!

Em relação ao 1o. semestre de 2010, os resultados do 1o. semestre de 2011:

Receita Líquida: - 5,3%
Resultado Bruto: - 19,5%

O mais grave não é a diminuição da receita ... é a violenta queda no resultado bruto (margem bruta): passou de 20,4% no 1S10 para 17,3% no 1S11.

Despesas Operacionais: + 18,2%

Contração na margem bruta, com aumento de despesas operacionais = contração violenta na margem operacional: passou de 12,9% no 1S10 para 6,6% no 1S11

Ebitda: - 37,3%

Lucro Líquido: -54,5%

O mais enervante é a postura da empresa como traduzida no relatório. Em vez de reconhecer (já há tempos) que o mar de forma alguma estava para peixes, veio com aquela interminável história da mudança para 3 Lagoas e, agora, com a tal antecipação, no 2T10, da demanda devido ao risco do término de isenção de IPI, que depois foi prorrogado.

Como expliquei acima: os problemas da empresa muito pouco tem a ver com a demanda!!!. O problema está nos custos!

Os novos multiplicadores, baseados nos últimos 12 meses, são:

PREÇO: R$ 9,50
PAYOUT: 46,4%

P/L 9,41
P/VPA 1,50
PSR 0,52
DY 4,93%
EV/EBITDA 7,31
MARGEM BRUTA 17,8%
MARGEM OPERACIONAL 6,7%
MARGEM LÍQUIDA 5,5%
LUCRO POR AÇÃO R$ 1,010
MARGEM EBITDA 9,2%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 175,4%
ROE 15,93%
LIQUIDEZ CORRENTE 1,91

Nos últimos 3 anos terminados no 2o. trimestre, a taxa média de crescimento do lucro líquido foi de 34%. Nos últimos 12 meses, esta taxa foi de -47%.



Para o momento atual do mercado, acho o ativo caro!

19807 - NotwenCardozo - 06/Nov/2009 10:34
Infelizmente eu perdi este bonde e não possuo FRIO3.
Metalfrio divulga crescimento de 125% em seu lucro líquido no terceiro trimestre
Por: Equipe InfoMoney
06/11/09 - 09h48
InfoMoney
SÃO PAULO - A Metalfrio (FRIO3) divulgou nesta quinta-feira (5) seus resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano.
Segundo a companhia, o lucro líquido do período foi de R$ 14 milhões, 125% superior ao mesmo período de 2008 (R$ 6,2 milhões). No acumulado do ano, a empresa tem lucro líquido de R$ 16,8 milhões.
No período, a fabricante de equipamentos de refrigeração comercial também anunciou ganhos de Ebitda em relação ao ano anterior, ao ter um resultado de R$ 15,2 milhões com margem Ebitda de 10,8%. No mesmo trimestre de 2008, o resultado ficou em R$ 9,0 milhões, com margem de 4,9%.
Além desses dois pontos, a empresa também teve melhoras no ganho com geração operacional de caixa (R$55,8 milhões) e expressiva redução nos níveis de alavancagem (o endividamento líquido em 2009 passou de R$ 219,7 milhões no primeiro trimestre para R$ 85,6 milhões neste).


Porém, a pesar dos bons números, a receita líquida da Metalfrio caiu 23,4% em relação ao mesmo período do ano passado, ficando em R$140,7 milhões. Comparado com o segundo trimestre deste ano (R$189,0 milhões), a queda é ainda maior, de 25,5%. O número de equipamentos vendidos foi de 123,3 mil unidades.

17754 - rjrodrig - 20/Out/2009 17:00
Prof. Paulo,
1) Segue lucro líquido de FRIO 3:
2ºTRIM-09...........1ºSEM-09.....2ºTRIM-08.....1ºSEM-08
20.001.................2.817............(4.585)..........(2.633)
Segundo a própria empresa:
"Neste trimestre reportamos lucro líquido de R$20,0 milhões (margem líquida de 10,6%), principalmente em função da melhora do desempenho operacional e secundariamente pela contribuição positiva do resultado financeiro."
No entanto, não sei se esse resultado financeiro foi tão secundário assim, já que, como reportado pela empresa:
"No 2T09 tivemos resultado financeiro líquido positivo de R$9,8 milhões, composto por R$5,6 milhões de despesas financeiras, R$11,4 milhões de receitas financeiras e variação cambial positiva líquida de R$4,0 milhões."
(...)
"No último trimestre, 1T09, tivemos resultado financeiro líquido negativo de R$22,0 milhões, composto por R$10,5 milhões de despesas financeiras, R$7,5 milhões de receitas financeiras e variação cambial negativa líquida de R$18,9 milhões."

2) Agora veja a RECEITA LÍQUIDA:
__________________________________________________________________
2ºTRIM-09...........1ºSEM-09.....2ºTRIM-08.....1ºSEM-08
75.070..............145.994...........95.133..........191.665
_________________________________________________________________
Ou seja, não estão vendendo mais. De acordo com a própria empresa:
"No 2T09 nossa receita líquida foi de R$189,0 milhões, comparada com R$234,0 milhões no 2T08, redução de 19,2%. Comparado com o trimestre anterior, 1T09, quando tivemos receita líquida de R$129,9 milhões, houve aumento de 45,4%.
Em número de equipamentos, vendemos 156,8 mil unidades no 2T09, comparadas com vendas de 203,3 mil unidades no 2T08, redução de 22,9%. Comparado com o trimestre anterior, 1T09, com vendas de 112,0 mil unidades, houve aumento de 39,9%."
________________________________________________________________
3) Voltando ao resultado financeiro, percebe-se que decorrem de ganhos cambiais:
"A receita financeira do 2T09 é composta por R$3,0 milhões de ganho líquido com operações de NDF e o restante, R$8,4 milhões, é proveniente das aplicações financeiras.
O saldo de variação cambial é composto, basicamente, por um ganho de variação cambial sobre a dívida de R$21,2 milhões proveniente de valorização cambial das moedas do Brasil, da Turquia e do México, e perda cambial R$15,7 milhões proveniente principalmente de empréstimos intercompanhias denominados em dólares americanos concedidos pelo Brasil e México a outras empresas do grupo Metalfrio."
__________________________________________________________________
Em síntese, ao que tudo indica, mais uma vez os rumos do dólar influenciarão sobremaneira os resultados futuros.
É isso. Espero que o arrazoado seja aproveitável. rss
Abraços
Daniel
prof ...daniel ....


Com toda a valorização de frio3 desde julho ..... tentei avaliar se já estava cara pra vender ....mas com base nos dados fundamentalistas está difícil decidir ...o resultado do 3T09 ainda não saiu e deve haver noticia boa pra subir tão rápido ....

5116 - paulorizzi - 04/Mai/2009 08:31
citação: WALDOLMetalfrio - FRIO3

Podem criticar por favor?

Graficamente está em ponto de compra... ou não?

A receita líquida, no 4T08, caiu 23% em relação à receita média trimestral do 1o. semestre de 2008. Pior do que isto é o fato de que o custo dos produtos vendidos no 4T08 foi igual à receita. Não li o relatório, de modo que não sei qual a justificativa para um resultado bruto nulo. Se o resultado bruto é nulo, o resultado financeiro é negativo e não há um resultado não operacional importante (como por exemplo a venda de ativos) a razão do enorme prejuízo no 4T08 (R$ 91,5 milhões) está mais ou menos clara.

Eu não compraria o ativo sem pelo menos ler o relatório do balanço 2008 para tentar entender se a empresa tem condições de reverter a situação a curto prazo. Mais seguro seria esperar sair o balanço do 1T09.

Nenhum comentário: