Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

segunda-feira, 30 de março de 2020

Ideiasnet (IDNT)




Recomendações
Compra: SmallCaps (out/08)

Carteiras
ispholambra (jan/20) - pampneto (mar/13)

Códigos de Negociação
Tipo
IDNT3


Balanços
A2019/4T2019 - DFP 31/12/2019

2T2018 -
PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). EMPRESA não apresenta informações sobre RECEITA BRUTA, CUSTOS DE BENS E/OU SERVIÇOS E RESULTADO BRUTO (ZERADOS), inviabilizando o calculo de vários indicadores.; RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO = A Receita Líquida da Ideiasnet com taxa de gestão, que havia somado R$253 mil no 2T17, foi interrompida após 30 de junho de 2017, em decorrência da aquisição pelo Ideiasnet FIP III da participação de 18,24% até então detida pelo fundo norte-americano Paul Capital no Ideiasnet FIP I.; Os lucros de R$8 milhões e R$30 milhões com participações em empresas registrados no 2T18 e no 2T17, respectivamente, são devidos principalmente aos ganhos apurados com o recebimento das parcelas anuais de desempenho pela venda da Moip (R$5 milhões no 2T18 e R$6 milhões no 2T17)e à equivalência patrimonial da Padtec (R$3 milhões no 2T18 e R$5 milhões no 2T17), além da reversão da provisão para passivo a descoberto da investida Pini no 2T17, no valor aproximado de R$20 milhões.

3T2017 -

3T2016 -
Além dos aspectos operacionais citados, as despesas financeiras líquidas passaram de uma despesa de R$13 milhões no 3T15 para uma receita de R$15 mil no 3T16, como consequência principalmente da interrupção no reconhecimento de correção e juros sobre o passivo da Officer, em recuperação judicial, a partir da data do deferimento do pedido de recuperação judicial, em 26 de outubro de 2015 até a data da sua homologação, em 31 de agosto de 2016. Os efeitos da homologação do plano de recuperação judicial da Officer foram reconhecidos pela investida como ajuste de avaliação patrimonial, que teve como consequência um acréscimo de R$106 milhões no patrimônio líquido consolidado da Companhia no 3T16, refletindo a participação da Ideiasnet sobre o ajuste a valor presente das dívidas da investida alongadas até 2039, e sobre o deságio concedido pelos credores financeiros, líquido de tributos.

Características
Aquisição de participações diretas e indiretas em companhias do setor de tecnologia, mídia e telecomunicações; e gestão de carteiras de valores mobiliários e recursos próprios e de terceiros.

Assembleias



29/03/2020 - Incorporação de ações da Padtec S.A. -
informa que, em 27 de março de 2020, iniciou, junto aos demais acionistas da investida Padtec S.A. (“Padtec”),  procedimento  de  assinatura  de  acordo  vinculante  objetivando    a incorporação  de  ações  de  emissão  da  Padtec  pela  Ideiasnet  (“Acordo  de Incorporação”), com a consequente conversão da Padtec em subsidiária integral da Companhia. 

Voltando ao "case" IDNT ....

Via de regra, quando há uma fusão de uma empresa com a sua investida, a relação de troca é determinada pela equivalência patrimonial.

No final do ano passado, quando foi aventada a hipótese da Padtec ser absorvida pela IDNT, a situação patrimonial das duas empresas era a seguinte (3T18):

Patrimônio Líquido da Padtec em 30SET2018: R$ 70,740 milhões

Patrimônio Líquido da IDNT em 30SET2018: R$ 4,228 milhões = 5,98% do PatLiq da Padtec

Está na cara de que estabelecer a Relação de Trocas pelo critério do valor patrimonial não seria viável. Para justificar uma Relação de Trocas que fosse "palatável" para o acionista da IDNT, Sami Amine Haddad contratou a Meden para fazer as avaliações pelo netodologia do Fluxo de Caixa Livre Descontado. Por outro lado, nitidamente trabalhou e está trabalhando para aumentar o PatLiq da IDNT e, assim, melhorar a sua relação com o PatLiq da Padtec.

Em 31DEZ2018, a situação patrimonial das duas empresas era:

Patrimônio Líquido da Padtec em 31DEZ2018: R$ 95,897 milhões

Patrimônio Líquido da IDNT em 31DEZ2018: R$ 13,295 milhões = 13,86% do PatLiq da Padtec

Em 30SET2019, a situação patrimonial das duas empresas era:

Patrimônio Líquido da Padtec em 30SET2019: R$ 102,149 milhões

Patrimônio Líquido da IDNT em 30SET2019: R$ 20,705 milhões = 20,27% do PatLiq da Padtec

Como pode ser observado, a situação patrimonial da IDNT vem melhorando, mas ainda está muito distante do percentual equivalente à Relação de Troca de ações proposta pela IDNT, de 34,8%.

Já manifestei a minha opinião de que a fusão não sai porque BNDES e CPQD querem um percentual maior das ações na "nova" IDNT do que está sendo oferecido.

34,06% do PatLiq da Padtec em 30SET2019 é R$ 34,792 milhões. Como o PatLiq da IDNT é de "apenas" R$ 20,705 milhões, além da participação na Padtec, o PatLiq da IDNT registra um passivo contábil de aprox. R$ 14 milhões. Na minha opinião, seriam estes R$ 14 milhões que estariam "pegando".

Se o meu "palpite" estiver certo, a questão se resume a quanto o acionista da IDNT estaria disposto a abrir mão, para que a fusão aconteça.

Note que também sou da opinião de que a IDNT hoje (como holding de investimentos apenas na Padtec e Batanga) é inviável porque as suas despesas operacionais anuais de aprox. R$ 4 milhões (a maior parte dos quais está pagando pessoas, especialmente o Sami Hadid), são absurdamente excessivas considerando o PatLiq de R$ 21 milhões.
366756  - ispholambra  - 26 Jan 2020, 02:54
Professor,

Acredito que a fusao da IDNT3 com a PADTEC realmente nao deve sair...
O que será mais provavel é uma abertura de capital da PADTEC, aonde IDNT3 alienaria a totalidade ou nao das suas acoes...
Porem a questão é... qual seria o preço das acoes da PADTEC numa possivel abertura de Capital?? 
                                                                                           ▲                                                                      ▲

366720  - TLT123  -  24 Jan 2020, 12:33
Excelente análise Prof. Paulo! Acho que a IDNT venderia parte da participação na Padtec caso ocorra a transformação de IDNT em Padtec na bolsa. Todos os controladores querem a oferta de ações. O BNDES tá saindo de tudo. Essa ideia partiu dele próprio. Logo, acho que sai em 2020.

O resultado do último trimestre de 2019 trará mais clareza com relação ao futuro da Padtec e as perspectivas da companhia e por consequência da Ideiasnet.

Resgato um próprio post que o Sr. postou em 13 de julho de 2019:

"Fixando o interesse no lucro líquido e ebitda dos últimos 3 anos, pelo menos "superficialmente", o quadro parece bastante bom, desde que as despesas operacionais da IDNT controladora não sejam excessivas . Afinal, praticamente nada há a adminstrar!!!!

Nos exercícios de 2017 e 2018, as despesas operacionais da IDNT controladora estavam na faixa dos R$ 12 milhões anuais. Hoje, isto não faria mais qualquer sentido. De fato, ao se examinar as DREs do 1T19 e 1T18 percebe-se que os R$ 2,618 milhões do 1T18 cairam para R$ 0,144 milhões no 1T19. Menos mal! Há que se verificar na Ata da AGO de 2019 quais valores foram aprovados para serem pagos à Diretoria da Empresa e Conselho de Administração. Como o PatLiq da Padtec em fins de 2018 era de R$ 96 milhões e a IDNT tem 34%, estamos falando do custo de administrar aprox. R$ 33 milhões. Não poderia ser mais do que uns 2 ou 3%."

Acredito que irão reduzir a estrutura da IDNT. A empresa vai sumir, é a tendência. Tem alguns passivos relacionados às investidas anteriores (tem R$60 milhões de provisões se não me engano devido aos processos judiciais), vai demorar um tempo para sair 100% e limpar completamente o balanço.
Consta que BNDES/CPQD é que tiveram a iniciativa de propor a fusão, de forma a terem 100% da Padtec de alguma forma negociada em bolsa. Por outro lado, entretanto, foram BNDES e CPQD que "bloquearam", pelo menos temporariamente, a proposta efetuada pela IDNT, sob o argumento de que necessitariam mais tempo para a análise e para, caso necessário, "obter as aprovações necessárias".

Na minha opinião, o que está "pegando" é a relação de troca proposta, de 3,54 ações da IDNT para cada ação da Padtec.

O BNDES/CPQD têm 65,94% das 13,123 milhões de ações da Padtec. Pela relação de troca proposta, ficariam com 0,6594*3,53986*13,123 milhões de ações da IDNT, ou seja, 30,631 milhões de ações. Como a base de ações da IDNT iria para aprox. 46,976 milhões de ações, BNDES/CPQD ficariam com 65,2% da IDNT, um percentual menor da IDNT do que têm da Padtec.

Se eu sou acionista da Padtec, também questionaria o valor atribuído à IDNT. Este foi calculado maior do que o valor da participação da IDNT na Padtec. Ou seja, o avaliador conseguiu achar um valor positivo na IDNT, o que contabilmente é hoje bastante negativo. Por que eu, acionista da Padtec que nada tenho a ver com os passivos da IDNT tenho que pagar um prêmio para depois ter que me preocupar com estes passivos?

Não está claro quem deve pagar um prêmio para quem! A fusão das duas empresas certamente destrava valor para os acionistas da Padtec. Mas sem a fusão, a IDNT é uma holding que não se sustenta. Para a avaliação da IDNT, a Meden calcula as despesas operacionais da IDNT em R$ 4,76 milhões em 2019, R$ 3,67 milhões em 2020 e ZERO daí em diante. Hoje há na IDNT (como o Sami Amine Haddad e a Renata Reis) quem se beneficia. Dificilmente, aceitarão perder a boquinha na nova estrutura, não é mesmo?

Pessoalmente, acho que a fusão não sai enquanto a relação de troca não for substancialmente melnorada para os sócios majoritários da Padtec.

Quando tivermos os balanços patrimoniais da Padtec e IDNT do exercício de 2019 isto ficará claro, porque o PatLiq da IDNT será sensivelmente menor do que os 34,08% do PatLiq da Padtec! 

366725  - TLT123  - 24 Jan 2020, 14:24
Perfeito Prof! Mas o VP da IDNT é positivo. Já fizeram a provisão do que tinham que fazer.

O laudo realmente acho que ficou colocando a IDNT numa situação melhor do que a Padtec. Até busquei informações, mas não consegui. Foi falado que pode ser que o BNDES queira que a Padtec melhore os números antes da conversão/oferta ao mercado. Está previsto a venda de 20% da participação do BNDES na troca.

O melhor mesmo na minha opinião seria uma IPO da Padtec. Poderiam vender um um valor bem acima do patrimonial, como as IPOs desse setor tem feito.

Na troca, havia um bônus de 800.000 ações da IDNT para o CA da IDNT. Essa seria a boquinha para saírem tranquilos, na minha opinião.

Mas a troca não é simples, deve-se ter muitos trâmites internos para isso ir para frente. Pelo menos a proposta não está descartada segundo a última reunião do CA da IDNT.

Enfim, é uma aposta com possibilidades e possíveis contratempos. Grato pelo estudo e discussão, sempre disposto a colaborar nesse fórum!
                                                                                           ▲                                                                      ▲
366709  - paulo_prof  -  23 Jan 2020, 21:55
Vou aproveirar esta tarde relativamente monótona para bancar o advogado do diabo ...

Nem tudo são flores na horta da IDNT!

a) hoje, além da participação na Padtec, a IDNT controla 100% do capital da

1- Chenonceau Participações, uma empresa não operacional que por sua vez controla 100% de uma empresa operacional denominada Batanga;

2- Automatos Participações Ltda, uma empresa não operacional, que no momento não tem nenhum investimento.

Em conjunto, nos 9M19, estas duas empresas geraram um lucro líquido de R$ 1,874 milhões e, em conjunto, representam um PatLiq NEGATIVO em R$ 9,217 milhões. A maior parte do lucro foi gerado pela Automatos. Como é uma empresa não operacional, deduz-se que este lucro só pode ter sido gerado através de alienação de ativo.

Pergunta: a partir de hoje, serão estas empresas capazes de gerar caixa para a IDNT? A menos que seja convencido do contrário, a minha resposta é não.



b) a unica empresa investida da IDNT que gera lucro consistente é a Padtec. Infelizmente, em 31DEZ2018, os prejuízos acumulados somavam R$ 132,935 milhões. O lucro da Padtec em 2018 foi de R$ 33,383 milhões. Como consequência, se por hipótese supormos que nos próximos anos os lucros da empresa serão semelhantes, serão necessáqios de 3 a 4 anos para que a empresa volte a distribuir proventos. Como consequência, a IDNT contabilizará lucro, mas demorará de 3 a 4 anos para que o caixa veja a cor da grana.



c) nos 9M19, as despesas CAIXA contabilizadas pela IDNT foi de R$ 3,58 milhões; no 3T19, estas as despesas caixa somaram R$ 1 milhão (um pouco abaixo da média trimestral). Como em 30SET 2019 a IDNT tinha um caixa líquido de R$ 3,216 milhões, até JUN2020 este CAIXA ESTARÁ ZERADO. Como é que a empresa fará para sobreviver? Fará um empréstimo bancário para atravessar o período de "seca" de 3 ou 4 anos? Chamará um aumento de capital? Ou apostará que resolverá a pretendida incorporação da Padtec antes da data fatal?



d) em 31DEZ2018, o PatLiq da PadTec era de R$ 95,897 milhões. Em consequência, os 34,06% da IDNT na empresa valiam R$ 32,663 milhões. Ocorre que o PatLiq da IDENT em 31DEZ2018 era de "apenas" R$ 13,295 milhões. Ou seja, afirmar que hoje a IDNT é 34% da Padtec é forçar a barra ... é 34% da Patec MENOS UMA BOA GRANA. Nos 9M19 o PatLiqu da IDNT melhorou bastante (para R$ 20,705 milhões), mas isto é apenas 63% do que era a participação da IDNT no PatLiq da Padtec em fins de 2018. Esta relação vai piorar no final de 2019 porque o PatLiq da Padtec aumentará.uma laudo de avaliação da



e) em janeiro de 2019, a Meden Consultoria produziu um Laudo de Avaliação da PadTec, utilizando a metodologia do Fluxo de Caixa Descontado e baseado nas DREs de 2016, 2017 e 9M2018. nos fluxos de caixa livre estimados para o 4T18, 2019, 2020, 2021, 2022, 2023 e 2024, e perpetuidade subsequente. O Valor Econômico da Padtec encontrado foi de R$ 292 milhões, incluída a venda da unidade submarina e recebimento de depósito judicial da ação PIS/COFINS. A venda da divisão de OTN-S Switch foi considerada neutra para a avaliação. A boa notícia (para os comprados em IDNT) é que a taxa de desconto utilizada, 15,26%, é nitidamente excessiva. Por outro lado, entretanto, na minha opinão, as projeções efetuadas para a fase de crescimento da empresa no período considerado são prá lá de Bagdá otimistas ... Finalmente, há que se considerar que o fluxo de caixa desacontado no último ano (2022) é importantíssimo para o valor na perpetuidade. O avaliador conseguiu achar um fluxo nominal de quase R$ 44 milhões em dezembro de 2024, que produziu um valor de R$ 179 milhões não perpetuidade; Se o fluxo fosse reeduzido à metade (R$ 22 milhões) e uma taxa de desconto mais adequada de 12% utilizada, o valor na perpetuidade teria caido para R$ 126 milhões. Se valores mais adequados para o fluxo fossem estimados no período de crescimento, mesmo com uma taxa de desconto mais razoável, de 12%, os R$ 98 milhões encontrados. Ou seja, os resultados fornecidos pela metodologia do FCD são altamente impactados pelas hipóteses ...



f) pelo andar da carruagem, os planos da Padtec são crescer na América Latina; o mercado brasileiro está relativamente "saturado", e não há grandes perspectivas de crescimento. No mercado brasileiro de DWDM, a Padtec tem aprox. 20%. No mercado Sul Americano, é muito menos. Ocorre que no mer cado brasileiro, por ter equipamentos projetados e construídos no Brasil, a Padtec têm benefícios tributários que a ajudam a competir. No exterior, perde esta vantagem competitiva. Em consequência, as margens devem ser menores.



g) No que se refere ao 5G ... devagar com andor ... em primeiro lugar, embora as frequências deverão ser licitadas este ano, nada permite concluir que as redes 5g serão de fato implementadas de imediato ;;; levará um bom tempo. Por outro lado, embora a antena de transmissão 5G tenha que ser alimentada com uma fibra ótica compatível (no que tange a capacidade e latância), boa parte das fibras existentes já são DWDM. Ainda há que se observar como serão iluminadas aquelas fibras que necessitarem de adaptação ... em princípio, acho que a empresa escolhida para prover os equipamentos de radio frequência têm mais chances de também fornecerem o DWDM.



Então ... e daí? Não há dúvidas de que a Padtec é uma empresa sólida, com boas condições de competir, tanto no mercado interno quanto da América do Sul. Mas não é uma barbada ... a sua precificação dependerá de sua capacidade de aumentar, sistematicamente, o seu fluxo de caixa livre. Para ter uma idéia, considere os resultados do exercício de 2018:

Lucro Líquido 41.776

Depreciação 7.640

- Investimentos -23.409

- Variação Capital de GIro -10.044

FLUXO DE CAIXA LIVRE 15.963



Se a IDNT não tivesse despesas, este fluxo correspondenderia a R$ 5,427 milhões ou R$ 0,332/ação da IDNT3.

Considerado um horizonte de crescimento de 10 anos, uma taxa de desconto real de 8%, uma perpetuidade nula, para justificar os R$ 4,58 do fechamento de hoje, da IDNT3, este fluxo de caixa teria que crescer, em termos reais, somente aprox. 1,37 a.a.



Infelizmente, entretanto, a IDNT tem um gasto líquido, por ano, de no mínimo R$ 4 milhões. Se estes R$ 4 milhões forem deduzidos dos aprox. R$ 5,5 milhões referidos acima, sobra muito pouca coisa!

Moral da história: o FCL da Padtec tem que aumentar consideravelmente ou as despesas da IDNT têm que diminuir consideravelmente.

Se a fusão das empresas for bem sucedida, acho que a Inês é morta. Enquanto a situação atual permanecer, entretanto, acho que a coisa é bastante complicada!
  
Prof Paulo, vi que vc resgatou o meu post do meio do ano passado com o questinamento sobre IDNT, desde aquele período realizei algumas aquisições ao longo do segundo semestre no papel e estou confiante numa mudança de patamar. Gostaria de acrescentar que os 2 operações de venda da PADTEC que ocorreram ao longo de 2019 que somadas dão 121MM (75MM + 46MM) ainda não transitaram no balanço da IDNT,,,a PADTEC deve apresentar no consolidado que será divulgado agora em março20 e ai sim teremos um impacto positivo relevante na equivalencia patrimonial junto a IDNT3. Outra aposta que eu estou acreditando é na melhora nesse fechamento de 2019 em 2 indicadores (no crescimento da receita ficando entre R$250/280mm e margem EBITDA para proximo de 25%).
366601  - paulo_prof  -  19 Jan 2020, 14:28
Os R$ 75 milhões a que vc se refere são devidos pela venda da Divisão Submarinos que a Padtec detinha até o final de 2018. Os R$ 46 milhões referem-se ao acordo de parcderia com a francesa Equinocs, incluinodo a transferência da tecnologia OTN Switch. Não está claro quando e como estes R$ 46 milhões serão pagos, Como o acordo estabelece que a Padtec poderá vender os produtos que serão desenvolvidos com o uso da tecnologia pela Equinocs, o recebimento da grana acordada pode ser diferido. É meu palpite que estes 45 milhões transitarão na DRE como Receita de Serviços, e não de uma única vez no exercício em 2019. Veremos.

Não há dúvidas de que a venda da DIvisão de Submarinos representará um reforço para o caixa da Padtec, com redução de seu endividamento líquido. Mas também não há dúvidas de que valores substanciais devem ter sido dispendidos tanto no desenvolvimento da Divisão de Submarinos, quanto no desenvolvimento da tecnologia OTN Switch. O que ainda falta transitar pela DRE é a diferença e esta, provavelmente será tributada. Como não há informações sobre o capex investido na Divisão de Submarinos e o custo do desenvolvimento da tecnologia OTN Switch, não há como precificar o ganho líquido para a Padtec.

Só para fazer um exercicio que pode nada ter com a realidade contábil, suponha que o "custo" das alienações divulgadas seja de 70%. Suponha, também, uma alíquota padrão de 34% de IR/CS e leve em consideração os 34% que a IDNT tem na Padtec:

0,34*0,66*0,30*R$ 121 milhões = R$ 8,15 milhões.

Dividindo pela base de ações da IDNT (16,344 milhões), obtém-se aprox. R$ 0,50/ação. Pessoalmente, não acredito que será muito mais do que isto.

De qualquer forma, uma vez que os valores transitarem pela DRE da Padtec, o investidor da IDNT terá que "viver" com o operacional "recorrente" da Padtec. Por ser uma empresa de desenvolvimento de tecnologias eletrônicas, é óbvio que há uma chance de se ganhar um "jack pot". Se a empresa for capaz de desenvolver uma tecnologia de alto interesse global, esta tecnologia poderá se tornar a galinha dos ovos de ouro. Mas a experiência mostra que dificilmente o sucesso vem com baixos investimentos. Para ter uma chance, os investimentos em pesquisa deverão ser expressivos.

A DRE consolidada da Padtec de 2018 informa que foram contabilizados dispêndios em 2017 e 2018, respectivamente, de R$ 23,3 milhões e R$ 19,4 milhões em pesquisa e desenvolvimento. No press release que divulga o acordo com a Equinocs, é informado "a operação, que soma um total de 46 milhões de reais, contribui diretamente para o aumento dos investimentos em P&D pela Padtec, de forma a levar ao mercado soluções e serviços cada vez mais avançados, tornando a empresa ainda mais competitiva e acelerando seus negócios no Brasil e no exterior”.

Desconsiderando uma "outra receita operacional líquida" de R$ 27,9 milhões, a DRE da Padtec relativa a 2018 é a seguinte:
padtec_25e2462eb028b0.png

Considerando os 34% da IDNT na Padtec, o LPA recorrente da IDNT é
LPA RECORRENTE IDNT = 0,34*R$ 5.512/16.344 = R$ 0,115/ação.

A fórmula do FDC para uma taxa de desconto real de 8% e LPA real de 0,115 constante por todos os séculos fornece o valor R$ 1,44.

O preço atual descontado o valor não recorrente calculado acima (de R$ 0,50) é R$ 3,35. Para que a formula da FDC, com taxa de desconto real de 8% e perpetuidade real nula, com um período de crescimento de 10 anos forneça este valor é necessária uma taxa média de crescimento real do LPA, de 12,3% a.a.

Para o meu consumo particular ... acho muito pouco provável. Só mesmo se a Padtec atingir um "jack pot"!

Para "sentir" melhor o case, acho que devemos esperar a divulgação dos resultados da Padtec relativos a 2019. A análise dos Resultados da IDNT não permitirá uma visão clara do case, pois acho importante conhecer exatamente como a venda da tecnologia OTN Switch será contabilizada, bem como as depesas em P&D em 2019. 


366608  - TLT123 - 20 Jan 2020, 12:50
Prof. Paulo, também acredito que o recorrente da Padtec não seja lá essas coisas no momento. Porém, trata-se de um setor em que a Padtec é líder na américa latina, a tecnologia DWDM que ela produz é utilizada no 5G, enfim, há perspectivas razoáveis. Depois das 4 principais, ela está no tier 2 do segmento, disputando cerca de 20% do mercado global.

Mas o principal ponto do case é que fizeram um laudo com uma taxa de desconto de 15%, na ocasião da incorporação de ações da Padtec pela IDNT, e o valor da Padtec foi calculado em R$300 milhões. Isso foi em um momento em que a taxa de juros estava mais alta. Hoje, se considerar uma taxa de juros menor, podemos chegar a um valor aproximado de R$500 milhões quem sabe. R$500 mi x 0,34 (participação da IDNT na Padtec) = R$170 milhões, o que equivale a mais de R$10,00 por ação da IDNT.

Ainda é necessário considerar que:

- com a venda da divisão submarina, a dívida líquida da IDNT zerou (ela recebeu 90% do dinheiro da venda), fazendo com que o saldo de receitas/despesas financeiras melhore (em 2018 esse saldo foi negativo em R$8 milhões);

- a incorporação de ações da Padtec foi proposta do BNDES e não da IDNT, ou seja, acredito que não esteja descartada. Tentaram vender a Padtec, mas não conseguiram comprador no mercado;

- mesmo que a Padtec valha somente os R$300 mi, daria a um valor por ação da IDNT de R$6,40. A ação está valendo menos que R$4,00. Dado que o mercado como um todo subiu e a cada dia está mais difícil achar empresas baratas, acho que vale um investimento, em valor pequeno do patrimônio, obviamente;

- de qualquer forma, com a sua experiência, agradeço o comentário e irei analisar mais uma vez o case, após o resultado final de 2019 da idnt e da padtec. Pelo que vi, a perspectiva é um aumento de faturamento de 8% em relação a 2018. Lembro que a crise pegou a empresa de jeito em 2015 em diante e o país começou a melhorar de vez em 2019.

366617 - paulo_prof  -  20 Jan 2020, 19:14
O que vc quer dizer com

- com a venda da divisão submarina, a dívida líquida da IDNT zerou (ela recebeu 90% do dinheiro da venda), fazendo com que o saldo de receitas/despesas financeiras melhores (em 2018 esse saldo foi negativo em R$8 milhões) ?

Por que a IDNT teria recebido 90% da venda da divisão de submarinos? Esta divisão não pertencia integralmente à Padtec? Ou vc queria dizer que o endividamento liquido da Padtec é que foi para o espaço?

Pelas minhas contas, em 31DEZ2018 o endividamento iquido da Padtec, incluindo impostos parcelados e partes relacionadas, totalizava R$ 48 milhões. Em consequência, a venda líquida da divisão de submarinos deve ter deixado um caixa líquido positivo que, de fato, terá um impacto positivo no Resultado Financeiro, de 6-10 milhões, dependendo do tamanho do caixa que a empresa decidiu manter.

Por outro lado, entretanto, suspeito que as despesas com P&D deverão ter aumentado em 2019 (em fevereiro do ano passado, contratou 50 profissionais para a área).

Um dos aspectos que me intriga, na IDNT, é de onde vem a grana para as despesas do dia-a-dia?

Hoje, além dos 34% na Padtec, a IDNT tem 100% na Chenonceau Participações S.A. e 100% na Ideiasventures Participações S.A.

A Chenonceau é uma empresa não operacional que tem como objetivo deter participações em outras empresas e atualmente detém uma participação minoritária na empresa Batanga. No ano passado deu prejuízo liquido de R$ 128 mil e nos 9M19, um lucro líquido de R$ 29 mil. O PatLiq em 30SET2019 era de R$ 2,557 milhões. Este PatLiq ajuda a aumentar o Ativo da IDNT, mas como o lucro anual é prá lá de pífio, é carta fora do baralho no que concerne o pagamento das despesas da IDNT.

A Ideiasventures ERA uma empresa não operacional que tinha como objetivo deter participações em outras empresas e detinha participação na Automatos Participações. A Ideiasventures foi incorporada pela Ideiasnet em 12 de julho de 2019. No ano passado deu lucro liquido de R$ 7,092 milhões e nos 9M19, um lucro líquido de R$ 1,845 milhões. O PatLiq em 30SET2019 era de R$ 11,774 milhões NEGATIVOS.

A menos que esteja enganado, quando uma empresa é incorporada por outra, deixa de existir, com a empresa incorporadora assumindo ativos e passivos da empresa incorporada.

Por outro lado, como é que uma empresa não operacional, com PatLiq negativo, pode ter lucro? Não me vem à mente outra possibilidade do que a venda de patrimônio, com lucro. Ou será que haveria outra forma?

A IDNT também relata um ativo na forma de imóveis (contabilizados por R$ 2,246 milhões), mas que se encontram indisponíveis para venda e locação e, em consequência, não geram renda.

A questão que fica é: como serão pagas as despesas da IDNT controladora se, as controladas, não geram renda? se o lucro da Chenonceau é aleatório e insuficiente e o lucro da Padtec não é distribuído devido aos prejuízos acumulados?


Outro fato estranho está associado com a venda de controladas em 2016. O contrato de compra e venda das controladas Z Investimentos e Moip, celebrado em 22 de fevereiro de 2016, previa mais três pagamentos anuais a título de earn-out, no valor de €4,5 milhões cada, sendo €2,445 milhões proporcionais ao percentual da participação do Ideiasnet FIP I, condicionados ao atingimento pela Moip de determinados indicadores de desempenho nos anos fiscais de 2016, 2017 e 2018. Dessa forma, esses ativos somente seriam reconhecidos se e quando as metas fossem alcançadas. É como foi contabilizado o recebimento da 3a. parcela do earn-out.

Em 17 de julho de 2019, a terceira e última parcela relativa ao earn-out, no valor de R$3.756 mil convertidos pela taxa de câmbio efetiva de R$4,14, líquida de IOF, foi recebida pela Ideiasnet, única cotista do fundo Ideiasnet FIP III, extinto em janeiro de 2019.

O que é estranho é que a IDNT contabilizou o ganho correspondente à 3a. parcela do earn-out (R$ 3,756 milhões) como "Ganho de Investimento" em Controlada, porque compõe o Resultado de Equivalência Patrimonial do 3T19. Por outro lado, também, a grana recebida não aparece no balanço patrimonial da IDNT controladora na forma de caixa ou ativo financeiro. Bastante esquisito.

366619 - TLT123 -  20 Jan 2020, 19:40
Oi Prof. Paulo, não fui claro. O que quis dizer é que a Padtec, efetivamente, já recebeu a maior parte da venda da divisão submarina. Então, nesse momento, as aplicações financeiras são maiores que as dívidas que a empresa possui.

Considerando o balanço de 2018 da Padtec, o saldo entre despesas e receitas financeiras na DRE foi negativo e, com a entrada de caixa, isso deverá se reverter nos próximos balanços.

10% do caixa restante irá entrar na Padtec depois (acho que 2021), foi uma cláusula do contrato da venda. É uma retenção para alguma eventualidade.

Com relação às despesas de P&D, realmente, podem ter aumentado. É um segmento competitivo que com certeza exige investimentos em pesquisa.

Com relação às despesas do dia a dia, a IDNT vendeu um terreno no valor de R$1 milhão recentemente, além da empresa ter investimentos, conforme o BP. Em consulta ao RI, me foi informado que eles poderão fazer empréstimos ou capitalização no mercado com relação ao futuro. Eles tentaram sair da bolsa, mas a pressão dos minoritários foi grande. Algo me diz que eles estão firmes com a proposta de transformar a IDNT em Padtec em bolsa e os custos irão diminuir. Daí não sou especialista, mas acredito que irão dissolver a IDNT ou vender parte da participação que tem na Padtec. Teve reunião do CA em que se afirmou que discutiram os próximos passos da incorporação. Mas com certeza isso é uma incógnita e apresenta um risco. A proposta da transformação faz com que não haja sucessão de uma na outra, mas concordo que é esquisito. O ideal seria um advogado da área para explicar exatamente como ficaria.

Com relação às outras duas participações, são irrelevantes. Hoje a IDNT é a Padtec. O PL da Padtec é positivo e vai aumentar com a venda da divisão e o acordo.

Com relação às vendas das controladas, não cheguei a estudar. O RI responde e-mails e a resposta foi bem satisfatória com relação às minhas dúvidas. Vou mandar as minhas perguntas e a resposta do RI na postagem seguinte.

366620  - TLT123  -  20 Jan 2020, 19:41
Perguntas:

Boa tarde,

Sou acionista da Idnt3 e gostaria de tirar algumas dúvidas, por gentileza.

1- Como está o andamento da conversão de ações da Idnt3 em padtec?

2- Como é vista a perspectiva da Idnt3 nesse momento para o futuro, já que há praticamente apenas participação da padtec na holding?

3- A padtec teve eventos não recorrentes em 2019, como a venda de divisão submarina. Será tudo contabilizado no 4T de 2019? Algo já foi lançado?

4- Há vontade/possibilidade de venda da padtec?



Respostas:

Conforme divulgado pela Ideianset em seu Formulário de Referência 2019 (disponível nos sites da CVM, B3 e da própria Companhia), desde o primeiro trimestre de 2018 a Administração analisou em conjunto com os demais acionistas da Padtec (CPqD e BNDESPAR) alternativas para a listagem das ações dessa investida na bolsa de valores, indiretamente, por meio da Ideiasnet. Inicialmente desenhada como um aumento de capital da Companhia, a ideia evoluiu para uma incorporação de ações da Padtec pela Ideiasnet (“Incorporação de Ações”) a pedido do acionista BNDESPAR, operação que seria objeto da assembleia geral de acionistas convocada pela Companhia para realização em 22 de março de 2019. Como a realização de tal assembleia dependia de aprovação prévia da Incorporação de Ações pelos acionistas da Padtec, em assembleia convocada para o dia 20.03.2019 que não chegou a ser realizada, a Companhia cancelou a convocação de sua própria assembleia. Uma nova assembleia de acionistas da Padtec para deliberar sobre a Incorporação de Ações chegou a ser convocada para 15.05.2019, porém, os demais acionistas da investida (CPqD e BNDESPAR) solicitaram novamente o seu cancelamento para que tivessem mais tempo para avaliar a transação e, se for o caso, obter as aprovações necessárias.

Esta operação de incorporação de ações da Padtec pela Ideiasnet ainda está em negociação entre a Ideiasnet e os demais acionistas da Padtec (CPqD e BNDESPAR) sendo certo que a Companhia não está estudando atualmente qualquer outra alternativa.

Caso a Incorporação de Ações não seja aprovada pelos demais acionistas da Padtec ou pelos acionistas da Ideiasnet, a Administração da Companhia buscará outras alternativas para a manutenção de suas atividades, como a captação de novos recursos junto a seus acionistas e a viabilização de um empréstimo bancário, uma vez que não é possível estabelecer se, quando e por que valores os ativos da Companhia, contingentes ou não, serão convertidos em recursos disponíveis.

Foram envidados grandes esforços para a venda da Padtec, porém os acionistas não receberam ofertas que fossem aceitáveis. Por essa razão, em 2019, a Padtec realizou o desinvestimento dos segmentos de OTN Switch e de sistemas submarinos. Os recursos oriundos da venda do segmento de OTN Switch foram recebidos pela Padtec no ano passado. Com relação ao segmento de sistemas submarinos, 75% dos recursos já foram recebidos pela Padtec. O recebimento de 10% é estimado para o 1T2020 e o restante, no 1S2021.

Conforme informado em ambos os comunicados ao mercado relativos a essas transações (divulgados em 21.01.19 e 29.05.19), não houve distribuição de quaisquer recursos aos acionistas da Padtec oriundos da venda das unidade de negócios.

Para informações relativas à estratégia da Ideiasnet , por favor, queira consultar no site da Companhia (www.ideiasnet.com.br), da CVM ou da B3 o Formulário de Referência da Companhia, em especial o item 10.8, que contém informações sobre as diversas providências que a Companhia vem tomando nos últimos anos.
                                                                                           ▲                                                                      ▲
IDNT3

Atualmente, diante da escassez de boas oportunidades de ganho de capital devido a forte valorizacao dos ativos, me pus a estudar/procurar por ativos que possa ainda vir a dar um bom ganho de capital...
Acabei me deparando nesse processo com a IDNT3 e dando uma olhada superficial algumas coisas me chamaram a atencao...
Primeiro porque apos muitos e muitos trimestres de prejuizos, a empresa nos ultimos trimestres conseguiu postar resultados positivos, e mesmo que esses sejam meramente contabeis (sem efeito caixa) ja significa que algo mudou na gestao da empresa.
Dando uma olhada no balando, vi que a empresa se concentrou somente em um ativo (PADTEC) e se desfez praticamente de todos os outros... o que explicaria por alto a melhora nos numeros...
Como a curiosidade é a mãe de toda a criacao... fui dar uma investigada na PADTEC, e ver do que se tratava...
A principio e uma empresa de tecnologia da informacao, com foco em redes e equipamentos de redes de fibra otica, a qual, aparentemente vem crescendo e ganhando respeito a nivel mundial, tendo inclusive vendido às empresas estrangeiras duas divisoes secundarias, o que ajuda mais um pouco a explicar a melhora dos numeros da IDNT3... sendo que a partir dessas vendas a PADTEC vai poder focar seus recursos e esforços no seu "core bussines"...
A IDNT3 tem aproximadamente 34% de participacao na PADTEC, ou seja a cada 100 IDNT3 adquiridas leva-se aproximadamente 34 acoes da PADTEC...
Os socios da IDNT3 na PADTEC sao o CPDQ e o BNDES, cada um com uma fatia de 33% cada...
A IDNT3, que se livrou dos outros investimentos, esta tentando incorporar a PADTEC, mas depende do aval dos socios. Eu nao sei em quais termos ela pretende fazer essa incorporacao, e nem se vai acontecer, porem mais hora ou menos hora o BNDES vai querer sair da PADTEC e no minimo um IPO devera ser realizado...
Nessse caso a questao é... ate quanto o mercado estaria disposto a pagar por cada acao da PADTEC? Ou melhor, quanto a PADTEC valeria no mercado...
Na cotacao atual da IDNT3 (2,67) , considerando que a IDNT3 tem somente PADTEC como investimento, comprar IDNT3 nessa faixa de preço é teoricamente comprar PADTEC a 7,85 por acao...
E ai? 7,85 por acao de uma empresa desenvolvedora de tecnologia , com foco em equipamentos para redes de fibras oticas é um preço justo? Esta sub avaliado ou super avaliado???
Lembrando que IDNT3 tem prejuizos monstros acumulados... o historico da empresa é horrivel e dificilmente pagara dividendos...

Confesso que fiz uma fezinha em IDNT3... pouca coisa, e resolvi trazer esse case para os demais colegas opinarem... inclusive ja vi que a algum tempo atras o Prof. Paulo deu uma debugada nos numeros dela...

Mas a pergunta que nao quer calar... essa seria uma otima oportunidade? ou uma arapuca?

Nao e indicacao de compra....

Paulo, bom dia!
Gostaria da sua opinião sobre a Ideiasnet (IDNT3). Empresa concluiu uma série de desinvestimentos e simplificação de estrutura para redução de custos, zerou a sua dívida e ficou apenas com 2 empresas, sendo a principal a PADTEC que pelo que levantei vem melhorando seus balancos nos ultimos 3 anos (Fechou 2018 com 34mm de lucro) e com boa projeçao para 2019 de crescimento do segmento de fibra ótica no brasil. Empresa já está gerando lucro e só não distribuiu dividendos ainda pois está com prejuizos acumulados dos investimentos dos últimos anos. 
Como, aparentemente, não há mais esqueletos no armário e a participação na empresa Batanga é minúscula, pode-se considerar somente os 34,06% detidos na Padtec.

Um resumo dos resultados desta, nos últimos exercícios, está no quadro abaixo.

padtec5d2a129483e0f.png

Fixando o interesse no lucro líquido e ebitda dos últimos 3 anos, pelo menos "superficialmente", o quadro parece bastante bom, desde que as despesas operacionais da IDNT controladora não sejam excessivas . Afinal, praticamente nada há a adminstrar!!!!

Nos exercícios de 2017 e 2018, as despesas operacionais da IDNT controladora estavam na faixa dos R$ 12 milhões anuais. Hoje, isto não faria mais qualquer sentido. De fato, ao se examinar as DREs do 1T19 e 1T18 percebe-se que os R$ 2,618 milhões do 1T18 cairam para R$ 0,144 milhões no 1T19. Menos mal! Há que se verificar na Ata da AGO de 2019 quais valores foram aprovados para serem pagos à Diretoria da Empresa e Conselho de Administração. Como o PatLiq da Padtec em fins de 2018 era de R$ 96 milhões e a IDNT tem 34%, estamos falando do custo de administrar aprox. R$ 33 milhões. Não poderia ser mais do que uns 2 ou 3%.

Infelizmente, entretanto, o diabo está nos detalhes !!!!

No início deste ano, os acionistas da Padtec haviam informalmente aprovado a incorporação da empresa pela IDNT, ou seja, a IDNT emitiria ações a serem entregues aos acionistas da Padtec e esta se tornaria uma subsidiária integral da IDNT. Assim, a Padtec poderia fazer uso das vantagens de uma empresa aberta listada no mercado de capitais. Para a efetivação da operação, o acordo deveria ter sido ratificado por uma AGE da Padtec, AGE esta que nunca ocorreu. Por que será que os acionistas da Padtec desistiram? Pode ter um gato ai!

Por outro lado, andei dando uma olhada nas DREs da Padtec (são publicados no Valor Econômico e encontráveis via uma busca google).

O que a DRE da Padtec de 2017 mostra é que o lucro foi majoritariamente conseguido via receitas de IR/CS diferido. O Lucro antes do IR/CS foi de apenas R$ 744 mil. Uma receita de R$ 17,5 milhões em impostos correntes e diferidos foi realizada para compro o lucro do exercício.

Já a DRE de 2018 mostra uma Receita de R$ 27,9 milhões na rubrica Outras Receitas/Despesas Operacionais Liquidas. Como as Notas Explicativas ignoram o fato, não há como avaliar se o mesmo possa ter um caráter não eventual. Provavelmente devido a base negativa (prejuizos acumulados), em 2018 não houve despesas de IR/CS. Em consequência, se vc deduzir os R$ 27,9 milhões supra mencionados, o lucro líquido do exercício teria sido de apenas R$ 5,5 milhões.

A DRE da IDNT do 1T19 mostra um Resultado de Equivalência Patrimonial pífio, de menos de R$ 1 milhão.

Afinal ... qual será o padrão?

Sabe-se que em 2019 a Padtec efetuou duas alienações de patrimônio:

a) divisão de sistemas submarinos - por R$ 75 milhões; e

b) divisão de OTN Switch - por R$ 46 milhões

Embora a 1a. das alienações acima tenha ocorrido no 1T19, nada transitou ainda pela DRE. No Balanço Patrimonial de 2018, a Padtec informa imobilizado de R$ 12 milhões e intangível de R$ 48 milhões. Ou seja, está claroque as vendas realizadas gerarão um lucro contábil substancial.

Bom ... é isto aí ... pelo sim, pelo não, acho que pode valer uma aposta. Os riscos não parecem ser muito relevantes frente aos possíveis benefícios.

362720  - Leandro Amaral  - 13 Jul 2019, 19:52
Paulo, boa tarde!
Obrigado pelo retorno e pela análise. Meus estudos estão em linha com as suas observações e análises. É uma aposta, mas o risco está bem favorável, uma vez que, o 1TR19 já reflete o novo cenário de custo de despesas operacionais em linha com a nova operação. Sobre a questão da incorporação, pelo que eu estou levantando, parece que primeiro a empresa está limpando suas estruturas antigas (esqueletos do armario citados por voce), contratando consultoria para elaboração de laudos, aprovando a incorporação das operações da Ideiasventures (conforme ultima ata de 12/07) e contrato de indenidade. Acho bem provável que estão limpando terreno nesse caso. Por fim, esse lucro contábil substancial ajudará na redução dos prejuizos acumulados e consequentemente em novos investimentos de P&D e ampliação de suas operações nos mercados.
                                                                                           ▲                                                                      ▲
353550 - marcosvinicius2 -  10 Set 2018, 16:03
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO ( * ). EMPRESA não apresenta informações sobre RECEITA BRUTA, CUSTOS DE BENS E/OU SERVIÇOS E RESULTADO BRUTO (ZERADOS), inviabilizando o calculo de vários indicadores.; RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO = A Receita Líquida da Ideiasnet com taxa de gestão, que havia somado R$253 mil no 2T17, foi interrompida após 30 de junho de 2017, em decorrência da aquisição pelo Ideiasnet FIP III da participação de 18,24% até então detida pelo fundo norte-americano Paul Capital no Ideiasnet FIP I.; Os lucros de R$8 milhões e R$30 milhões com participações em empresas registrados no 2T18 e no 2T17, respectivamente, são devidos principalmente aos ganhos apurados com o recebimento das parcelas anuais de desempenho pela venda da Moip (R$5 milhões no 2T18 e R$6 milhões no 2T17)e à equivalência patrimonial da Padtec (R$3 milhões no 2T18 e R$5 milhões no 2T17), além da reversão da provisão para passivo a descoberto da investida Pini no 2T17, no valor aproximado de R$20 milhões.:

IDNT3
PREÇO: R$ 7,94
PAYOUT (2017): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -10,85
P/VPA 24,98
PSR ND
DY 0,00%
EV/EBITDA -9,40
MARGEM BRUTA ND
MARGEM OPERACIONAL ND
MARGEM LÍQUIDA ND
LUCRO POR AÇÃO R$ -0,732
MARGEM EBITDA ND
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 50,02%
ROE -230,36%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,27

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -100,00%
RESULTADO BRUTO -100,00%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -135,61%
RESULTADO OPERACIONAL -107,60%
RESULTADO LÍQUIDO -108,92%
EBITDA -108,32%

b) 2T18 sobre 2T17, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -100,00%
RESULTADO BRUTO -100,00%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -117,34%
RESULTADO OPERACIONAL -86,15%
RESULTADO LÍQUIDO -80,43%
EBITDA -86,69%

c) lucro (taxa média anual)
UA -108,92%
U2A -72,00%
U3A -43,40%

d) patrimônio líquido médio
UA -171,30%
U2A ND
U3A -60,05%

Preço justo fornecido pela fórmula do FCD para uma taxa média de crescimento real nulo do lucro líquido dos últimos 12 meses durante 5 anos, perpetuidade real nula e taxa de desconto real de 8%: R$ ND
Ou, taxa de crescimento real do lucro líquido dos últimos 12 meses necessária, durante os próximos 5 anos, para que o preço justo fornecido pela fórmula do FCD seja igual ao preço corrente (com uma perpetuidade real nula e taxa de desconto anual real de 8%): ND !!!!
[...]

344363  - marcosvinicius2  -  25 Nov 2017, 13:19
COMENTÁRIO: PAPEL SOBREVALORIZADO (*). RESULTADO LIQUIDO DO 3T17 PIOROU EM RELAÇÃO AO 2T17 E PIOROU (TAMBEM) NA COMPARAÇÃO COM O 3T16. DOS ULTIMOS 47 TRIMESTRES, 34 APRESENTARAM LUCRO LIQUIDO NEGATIVO (72,3404%). A IDEIASNET NÃO AUFERIU RECEITA LÍQUIDA NO 3T17, EM DECORRÊNCIA DA AQUISIÇÃO EM 31 DE JULHO DE 2017 PELO IDEIASNET FIP III DA PARTICIPAÇÃO DE 18,24% ATÉ ENTÃO DETIDA PELO FUNDO NORTE-AMERICANO PAUL CAPITAL NO IDEIASNET FIP I, O QUE RESULTOU NA INTERRUPÇÃO DAS RECEITAS COM TAXA DE GESTÃO.:

IDNT3
PREÇO: 11,24
PAYOUT (2016): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L 1,40
P/VPA 23,71
PSR -1,28
DY 0,00%
EV/EBITDA 1,13
MARGEM BRUTA 100,00%
MARGEM OPERACIONAL -115,57%
MARGEM LÍQUIDA -91,50%
LUCRO POR AÇÃO 8,014
MARGEM EBITDA -114,94%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO 39,51%
ROE 1690,73%
LIQUIDEZ CORRENTE 0,28

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses sobre 12 terminados no 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -173,28%
RESULTADO BRUTO -537,48%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -74,15%
RESULTADO OPERACIONAL -321,46%
RESULTADO LÍQUIDO -293,89%
EBITDA -385,91%

b) 3T17 sobre 3T16, nominal
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -100,00%
RESULTADO BRUTO -100,00%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO 4060,00%
RESULTADO OPERACIONAL 34,10%
RESULTADO LÍQUIDO 50,31%
EBITDA 74,78%

c) lucro (taxa média anual)
UA -293,89%
U2A ND
U3A -288,88%

d) patrimônio líquido médio
UA -102,54%
U2A -68,30%
U3A -73,48%

As despesas operacionais da Ideiasnet, em conjunto com seus fundos e suas holdings de participação, somaram R$1,7 milhão no 3T17, em linha com o mesmo trimestre do ano anterior, quando as despesas operacionais foram compensadas por uma indenização de cerca de R$3 milhões recebida pela Companhia.;

No 3T17 houve um significativo aumento de aproximadamente R$9 milhões nas provisões para contingências, em decorrência principalmente da pior avaliação de risco por parte dos assessores jurídicos externos da Companhia para as ações trabalhistas movidas por ex-funcionários de ex-investidas, nas quais a Ideiasnet é arrolada como parte.;

A variação na receita financeira líquida, de R$1,4 milhão no 3T16 para R$0,6 milhão no 3T17, é devida primordialmente ao menor saldo médio de aplicações financeiras, mas também ao patamar mais baixo das taxas de juros em relação ao ano anterior.;

Chart.png

( * ) É PRECISO VERIFICAR NO RELATÓRIO DA ADM. A EXISTÊNCIA DE RESULTADO NÃO RECORRENTE:
( ** ) EMPRESAS DO SETOR FINANC onde houve necessidade de digitar os valores de REC INT FINANC (a pesquisa avançada não importou esses valores ) = BAZA3, BBDC3, BBDC4, BEES3, BEES4, BIGP3, BGIP4, BMEB3, BMEB4, BMIN3, BMIN4, BNBR3, BPAN4, BRIV3, BRIV4, BRSR3, BRSR5, BRSR6, BSLI4, CRIV3, CRIV4, IDVL3 IDVL4 ITUB3, ITUB4, PINE4, PRBC4, SANB11, SANB3, SANB4 E SFSA4;
( *** ) A VMCM = 5,56000000 foi calculada utilizando-se uma amostragem de 327 empresas com PL > 0 (Desta vez não foi utilizado o critério de LIQUIDEZ MÍNIMA). Na tentativa de um valor abaixo do indicado, a VMCM apresentou um valor < 5, o que indicaria um mercado subprecificado: forum.infomoney.com.br/viewtopic.php?f=6&t=10754&start=620#p2082722
( **** ) Foram EXCLUÍDAS da amostragem inicial as empresas = DAGB33, MERC4, BRAP4, BRAP3, ECPR4, JBDU3, LFFE4, LFFE3, SBSP3, BAHI3, BMTO4, BMTO3 E LIPR3

334431  - marcosvinicius2  -  20 Fev 2017, 19:41
EDIT.: Houve modificação significativa na quantidade de ações no período 2T08 X 3T08, 1T13 X 2T13 E 2T15 X 3T15 (desdobramento ou emissões?) e Resultado Não Operacional (Não Encontrado).
A Receita Líquida Consolidada da Ideiasnet somou R$46 milhões no 3T16, uma queda de 70% em relação ao 3T15, devido principalmente à redução de mesma magnitude no faturamento da Officer, em recuperação judicial, de R$135 milhões no 3T15 para R$39 milhões no 3T16, mas também ao fato de que o 3T15 consolidava ainda as receitas da Moip, empresa vendida em fevereiro de 2016, além da Pini e da Automatos, empresas classificadas como ativos mantidos para venda no 1T16.

IDNT3
PREÇO: 4,58
PAYOUT (2015): 0,00%

Múltiplos baseados nos últimos 12 meses

P/L -1,11
P/VPA -3,09
PSR 0,38
DY 0,00%
EV/EBITDA -2,28
MARGEM BRUTA 16,75%
MARGEM OPERACIONAL -38,24%
MARGEM LÍQUIDA -34,58%
LUCRO POR AÇÃO -4,133
MARGEM EBITDA -29,46%
DÍVIDA BRUTA/PATRIMÔNIO LÍQUIDO -417,17%
ROE 278,41%
LIQUIDEZ CORRENTE 2,71

Taxas de Crescimento Nominal

a) últimos 12 meses vs 12 meses terminados no 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -80,42%
RESULTADO BRUTO -79,67%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -73,12%
RESULTADO OPERACIONAL -64,53%
RESULTADO LÍQUIDO -53,85%
EBITDA -63,58%

b) 3T16 vs 3T15
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA -69,88%
RESULTADO BRUTO -70,12%
RESULTADO FINANCEIRO NEGATIVO -100,11%
RESULTADO OPERACIONAL -91,30%
RESULTADO LÍQUIDO -93,07%
EBITDA -91,22%

c) lucro (taxa média anual)
UA -53,85%
U2A 86,42%
U3A 137,32%

d) patrimônio líquido médio
UA -495,22%
U2A ND
U3A -186,23%

A Margem Bruta sofreu ligeira redução de 17,4% no 3T15 para 17,2% no 3T16, acompanhando a queda na margem bruta registrada pela Officer, em recuperação judicial, mas também em virtude da ausência de consolidação no 3T16 das três empresas mencionadas acima.

O EBITDA Consolidado foi negativo no valor de R$6 milhões no 3T16, frente ao valor negativo de R$66 milhões registrado no mesmo trimestre do ano anterior, devido principalmente aos seguintes fatores: variação positiva de R$33 milhões no EBITDA consolidado das controladas 5225 e Officer, em recuperação judicial, em decorrência da queda no volume de faturamento no 3T16, comparativamente ao 3T15, e também da baixa de ágio realizada no trimestre daquele ano; além de melhora no EBITDA da Padtec. Como consequência, a margem EBITDA Consolidada registrada no 3T16 foi negativa em 12,5%, comparada à margem negativa de 43,0% do 3T15.

b0b83f3ee0.png

b0b9b5fc93.png

Além dos aspectos operacionais citados, as despesas financeiras líquidas passaram de uma despesa de R$13 milhões no 3T15 para uma receita de R$15 mil no 3T16, como consequência principalmente da interrupção no reconhecimento de correção e juros sobre o passivo da Officer, em recuperação judicial, a partir da data do deferimento do pedido de recuperação judicial, em 26 de outubro de 2015 até a data da sua homologação, em 31 de agosto de 2016. Os efeitos da homologação do plano de recuperação judicial da Officer foram reconhecidos pela investida como ajuste de avaliação patrimonial, que teve como consequência um acréscimo de R$106 milhões no patrimônio líquido consolidado da Companhia no 3T16, refletindo a participação da Ideiasnet sobre o ajuste a valor presente das dívidas da investida alongadas até 2039, e sobre o deságio concedido pelos credores financeiros, líquido de tributos.

258598  - israel007 - 16 Mai 2014, 03:41
[...]
IDNT3

Ação da empresa Ideiasnet S.A.
Atua no setor tecnologia da informação

Resultado do 1º Trimestre de 2014

A companhia registrou lucro líquido de R$ 2,2 M no 1T14, decréscimo de 88,3% em relação ao 1° trimestre de 2013, ante um prejuízo de R$ 18,5 M no 4° trimestre de 2013. A receita líquida totalizou R$ 282,0 k no primeiro trimestre de 2014. No quarto trimestre de 2013 a receita líquida foi de R$ 281,0 k.

A margem bruta atingiu 100,0% neste trimestre contra 100,0% no 4° trimestre de 2013. Já a margem líquida ficou em 768,8% no 1° trimestre de 2014.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 154,7 M, redução de 19,3% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior. O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 141,0 M no 1° trimestre de 2014, valor -14,3% menor ao saldo no mesmo período do ano anterior.
[...]

258006  - israel007  -  14 Mai 2014, 03:41
IDVL4

Ação da empresa Bco Indusval S.A.
Atua no setor financeiro e outros

Resultado do 1º Trimestre de 2014

A empresa divulgou prejuízo líquido de R$ 9,8 M neste trimestre, ante perdas de R$ -10,0 M apurados no 4° trimestre de 2013. No mesmo período do ano anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 91,4 M. A receita de intermediações financeiras atingiu R$ 128,9 M no primeiro trimestre de 2014, 2,6% menor que o 4° trimestre de 2013, que foi de R$ 132,4 M. No mesmo período do ano anterior, a receita de intermediações financeiras havia atingido o valor de R$ 86,8 M.

A margem bruta atingiu 16,5% neste trimestre contra 21,2% no 4° trimestre de 2013.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 4,8 B, crescimento de 13,8% em relação ao saldo no 1° trimestre de 2013. O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 666,4 M neste trimestre, valor 33,9% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

204563  - vellinhotrt4  - 20 Ago 2013, 17:51
Ideiasnet analisada pelo small:
A Ideiasnet S.A. tem apresentado forte crescimento. A receita líquida partiu de R$840 milhões em 2009 para R$1,7 bilhão em 2012. No primeiro trimestre deste ano, a receita ficou praticamente estável, em R$368 milhões, quando comparada ao mesmo período do ano anterior.
O forte crescimento da receita, no entanto, não redundou em lucratividade. A empresa possui um longo histórico de prejuízos, que só foi interrompido agora, no primeiro trimestre de 2013. O prejuízo líquido passou de R$32,1 milhões em 2009 para R$20,6 milhões em 2012. No primeiro trimestre de 2013, houve lucro líquido de R$18,8 milhões, em razão de evento não recorrente. Isso se deu em virtude de uma transação na qual a Ideiasnet vendeu 18,2% de um conjunto de seis participações acionárias pela quantia de R$79 milhões. Ou seja,essas articipações foram valorizadas em R$435 milhões.
A Ideiasnet atua como uma holding gestora de outras participações em empresas dos setores de tecnologia, mídia e telecomunicações, como a Officer e a Padtec. Ela também investe em negócios iniciais, acompanha o desenvolvimento e, no momento que julga apropriado, vende a participação, faz alguma fusão ou busca um sócio estratégico para aumentar o capital. Com a cotação das ações ordinárias a R$1,48, conforme último negócio realizado no pregão de 16 de julho de 2013, o valor de mercado da empresa equivale a R$180,9 milhões. Seu Preço/Lucro (nos últimos 12 meses) é 36,4 e o Preço/Valor Patrimonial da ação é 1,10. A Ideiasnet custa o equivalente a 0,11 vezes o faturamento líquido de um ano e tem ROE de 3%.
A companhia está tentando realizar o seu turnaround. Para melhorar o desempenho, vendeu a fatia de algumas participações investidas e realizou aumento de capital em outras, com o apoio do BNDES em uma operação mais relevante.
Segundo o balanço do primeiro trimestre, a companhia apresentaria um pequeno lucro líquido, ainda que expurgada a operação não recorrente. As medidas até aqui adotadas são importantes, mas ainda não há segurança para se afirmar que a parte operacional das empresas investidas será suficiente para que os balanços voltem a ficar sistematicamente com resultado líquido positivo.
Como pontos negativos, podem ser destacados:
a) Histórico de resultados com sucessivos prejuízos.
b) Investimento em companhias com dívida líquida relativamente alta em relação ao porte dos negócios.
c) Ausência de foco bem definido nas participações societárias.
Entre os pontos positivos, podem ser mencionados:
a) Forte crescimento de médio prazo.
b) Operações recentes que amenizam a dívida líquida.
c) Preço de mercado abaixo do potencial sugerido pelas participações que vendeu.

A cotação das ações da Ideiasnet refletiu, em boa parte do tempo, seus resultados pouco animadores. A cotação ajustada partiu de R$15,00, em julho de 2000, e despencou assustadores 98%, atingindo R$0,25, em abril de 2003. A partir de então, alternou altos e baixos, até chegar ao pico de R$10,00,em novembro de 2007, quando diversas small caps exibiam valores irracionais, sem correlação com os balanços financeiros apresentados.
No caso da Ideiasnet, vez ou outra surgiam rumores de venda de participações em empresas (concretizadas no primeiro trimestre deste ano) ou a possibilidade de abertura de capital de alguma companhia que faz parte do portfólio, como a Officer. A cotação caiu novamente até um pouco abaixo de R$2,00 em março de 2009, subiu no decorrer daquele ano e, mais uma vez, as quedas retornaram até chegar aos preços atuais.
Trata-se, portanto, de uma alternativa de investimento para quem gosta de pesquisar empresas que buscam realizar um turnaround. O momento do possível turnaround ainda é incipiente, razão pela qual os riscos são bastante elevados. Para o investidor que acredita que as últimas ações realizadas trarão resultados diferentes do que o histórico demonstra, há um forte upside potencial.

168641 - apolo20 -  22 Fev 2013, 19:06
IDNT3 - muito interessante!!!!

O contrato, que terá duração de 3 anos e tem valor de R$ 108 milhões,

IDEIASNET S.A.
CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44
NIRE 3330016719-6
Companhia Aberta
COMUNICADO AO MERCADO

Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 2013

Ideiasnet S.A. (“Ideiasnet”), informa aos seus acionistas e o mercado em geral que, a Padtec S.A.

(“Padtec” ou “Sociedade”), fabricante de equipamentos de telecomunicações com participação da Ideiasnet, foi escolhida pela Telecomunicações Brasileiras S.A. (“Telebras”) para prestar serviços de gestão, operação e manutenção de sua rede de telecomunicações de alta velocidade no Brasil.

Os serviços prestados compreendem, além dos equipamentos da própria Padtec adquiridos pela Telebras no âmbito do PNBL – Plano Nacional de Banda Larga, equipamentos de outros fabricantes com uma rede de aproximadamente 20 mil quilômetros de abrangência.

O contrato, que terá duração de 3 anos e tem valor de R$ 108 milhões, confirma a recente estratégia da Padtec de concentrar suas atividades de serviços profissionais em uma nova unidade de negócios – Padtec Serviços Globais (PSG).

O novo contrato com a Telebras consagra a Padtec como prestadora de serviços privilegiada para conquistar uma fatia significativa do mercado crescente de terceirização de serviços de alto valor agregado, tendência adotada pela maioria das operadoras de telecomunicações.

162316 - jbegood -  04 Jan 2013, 16:27
Caros, segue comentario da Empiricus sobre o papel.
http://blogempiricus.blogspot.com.br/2012/10/drivers-relevantes-de-destrava-em-idnt3.html

162315 - paulo_prof - 04 Jan 2013, 16:23
IDNT3 ???

No que me diz respeito, enquanto a empresa não for capaz de postar lucros com uma certa regularidade está mais para mico ... nas condições atuais eu nunca investiria pagando mais do que uns 70% do VPA.

162313 - Armageddon_BR -  04 Jan 2013, 16:19
Citação: aecg
Citação: Vladilamas
Citação: Vladilamas
Boa noite!
O que vocês acham da idnt3 como turnaround? Alguém opina? Qual seria melhor alternativa?

A empresa nem lucro apresenta e parece que nunca apresentou!
Particularmente tambem acho furada, uns tempos atras analisei ela e as empresas que ela controla e nao achei nada muito estupendo.

Se queres investir em TI, compra TOTS3 que apesar de multiplos altos tem crescido 10% constantemente. Inclusive por 40 está um preço razoavel.

Análise Coin Valores
A Ideiasnet foi fundada em 2000, época em que todos tinham um conhecido que conhecia alguém que ganhara muito dinheiro de repente com a internet. No mesmo ano a empresa abriu capital na Bovespa e a Bolha estourou. O portfólio que era composto por 19 sonhos, passou por diversas mudanças guiadas pelo empreendedorismo pela capacidade de enxergar longe, de trazer escalabilidade e principalmente pelas oportunidades de mercado. Hoje a companhia se posiciona como uma venture capital em tecnologia no Brasil e na América Latina, participando ativamente de todos os estágios de desenvolvimento de suas investidas.
Em 2009 realizou sua primeira venda. A Braspag, empresa especializada no processamento de
operações de comércio eletrônico, foi vendida para o grupo Silvio Santos, que pagou R$ 25 milhões para adquirir 100% do negócio. Se 2009 foi marcado pela venda da Braspag, 2010 foi o
ano de dar início ao processo de dinamismo do portfólio. Novos investimentos no segmento de ecommerce foram feitos, desinvestimentos também foram feitos. O objetivo é claro, transformar idéias em negócios de grande sucesso, que ofereçam escalabilidade e retorno ao acionista.

RETROSPECTIVA 2010
Em 2010, a Ideiasnet apresentou forte crescimento de receita por parte de várias companhias
investidas, superando, em muitas vezes, o crescimento dos mercados em que atuam. No segmento de e-commerce, a Officer continuou crescendo em ritmo forte e sustentável, compatível com o estágio de maturação do seu mercado e do seu negócio. No segmento de Infraestrutura & Telecom, a Padtec apresentou alto crescimento, favorecida pelos investimentos em fibra óptica por parte das operadoras de telefonia, além de ter saído vencedora no primeiro leilão de DWDM da Telebrás, no âmbito do PNBL. A Automatos permaneceu expandindo suas receitas, com o crescimento da demanda corporativa de monitoramento de performance de servidores e desktops, consolidando sua posição privilegiada no segmento e o reconhecimento de alta qualidade por parte de seus clientes. No segmento de Mídia, Comunicação e Conteúdo, o crescimento das receitas do Bolsa de Mulher superou a ampliação do mercado de mídia digital e continuou agregando um número cada vez maior de usuárias cadastradas e visitantes únicos. Seu alto investimento em marketing ainda compromete a geração de caixa da empresa no curto prazo, porém deverá agregar alto retorno por aumentar a exposição e visibilidade do Grupo, que vem atuando em diversas plataformas, além da internet, incluindo mobile, TV, e-learning, ecommerce, entre outros modelos de negócios. No campo das fusões e aquisições, manteve-se atuante, coordenando operações por parte das investidas, como a aquisição da BP Solutions pela Officer e da Relativa pela Automatos. Ambas investidas mantêm-se em posição privilegiada em seus respectivos mercados e encontram apoio da Ideiasnet para realizaram transações geradoras de valor e agregadoras de sinergias.

PERSPECTIVA 2011
Em 2011, a Ideiasnet continuará a implementar sua estratégia de dinamização do portfólio. O
posicionamento da companhia quanto à necessidade de realizar ciclos de investimentos, concluindo sua participação em investidas para realizar novas adições ao portfólio, está bastante claro. Neste sentido, todas as empresas que compõem o portfólio são constantemente reavaliadas, assim como seus mercados e as perspectivas de crescimento futuro, de modo a monitorar quaisquer oportunidades de geração de valor para os acionistas da companhia. O pioneirismo da Ideiasnet na atuação neste setor e os 10 anos de experiência em identificar opções de investimentos altamente escaláveis, com grande potencial de crescimento e a baixo

1835 - paulorizzi - 24/Fev/2009 14:07
IDNT3
"Tudo parece estar sob controle (dívida bruta da mesma ordem de grandeza das disponibilidades, liquidez corrente de 1,7, etc.). A empresa não dá lucro, mas isto não parece ser problema por que o seu patrimônio líquido mais do que dobrou nos 3 primeiros trimestres de 2008. Acho uma empresa interessante, pode valer um pequeno investimento, visando crescimento no médio/longo prazo. Hoje o P/VPA = 1,07 (baseado nos dados de 30SET2008). Se o patrimônio líquido dobrar até o final do ano, o papel não está caro."

1202 - small caps - 24/Jan/2009 01:40
"(1171) bogaci, tenho uma pequena posição em IDNT3, quase do nível de um turnaround. O grande atrativo da companhia atualmente é sua participação na Officer e quando o mercado entra na marcha eufórica, já ouvi falar que a companhia poderia abrir o capital desta participação, angariando um bom $$$$."
"Além deste atrativo um pouco especulativo, é possível que uma das tantas participações pequenas que detém se torne um grande negócio. A possibilidade não é altamente significativa, mas existe e seria o suficiente para alavancar o valor de mercado da empresa. Assim, parece ser mais interessante investir em ações da companhia numa menor participação, até porque não há pagamento de dividendos."

1171 - bogaci - 23/Jan/2009 21:53
"Boa noite Small, estou avaliando o papel IDNT3 (IdeiasNet)."
"Fazendo algumas perguntas para alguns corretores, a área de RI e pesquisando pela internet, descobri algumas coisas interessantes."
Vou descrever o texto que consegui com uma corretora:
Início da corretora
"""Pelo que eu vi eles buscam um modelo estilo GP investimentos (essa sim sem duvida uma ótima opção) e investem em um setor que tem espaço pra crescer. Olhando os números ela esta bem de caixa o que é super importante pro negocio dela de aquisições e participações e também em função do cenário. Os números operacionais da empresa estão melhorando, mas se tu olha a ultima linha ela foi afetada pelo resultado financeiro (como muitas outras empresas). O desafio pra entender o negocio são dois: primeiro ela investe em muitas empresas e, segundo tu tem que conhecer melhor os gestores (ta tudo na mão deles). No caso da GP é mais fácil, os caras são super conhecidos, tem um know how incrível e possuem negócios que conhecemos. Não estou dizendo que uma é melhor ou pior que a outra, mas precisaria ir mais a fundo na ideiasnet."
Um ponto interessante é que o eike é acionista atraves da holding EBX e q tem varias subsidiarias na ideiasnet. A empresa mais relevante é uma empresa q faz rede de fibra otica (essa q poderia ser a porrada). A telemar e a telefonica tem investido nesta rede (trocando os fios de cobre por fibra otica) nas principais regiões. Ter um rede de fibra otica torna as empresas de telecom mais competitiva em relação a NET dado q com ela vc consegue oferecer uma velocidade de banda larga mto alta e consequentemente oferecer TV por assinatura (q no caso seria via IpTV).
"Eu tentei ligar pra eles e conversar melhor, mas me falaram que o Radin (relação com investidores) não fica na empresa e me deram um email super genérico. Não gosto quando isso acontece já um ponto fraco na minha opinião. (sou chata)"
"Da uma olhada e vê que duvidas tu tens, vou estudar ela melhor."
A EMPRESA
"A Ideiasnet é uma companhia aberta, com ações negociadas na Bovespa (IDNT3), que desenvolve projetos e adquire participações em empresas do setor de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações (TMT). É uma venture captal. A companhia possui participação tanto em empresas de maior porte, líderes nos mercados em que atuam, quanto em empresas em estado de desenvolvimento com grande potencial de ganhar escala e reforçar a posição de liderança em seus segmentos de atuação. Participando dos conselhos de administração de suas investidas, a companhia contribui ativamente na definição de estratégias, no posicionamento de mercado e na estruturação de fusões e aquisições"
A estratégia da Ideiasnet orienta-se pelos seguintes princípios:
Crescer Através de Consolidações e Aquisições ; Expandir em Novos Mercados no Setor de TMT do Brasil; Apoiar Ativamente o Crescimento das Nossas Sociedades Investidas; Aproveitar as Oportunidades de Aumento de Participação; Focar no Aumento de Eficiência Operacional; Buscar Retorno sobre o Capital Investido
A Ideiasnet participa do capital das seguintes empresas:
• OFFICER (100%) : Distribuição de produtos de informática
"• PADTEC (34,2%): Desenvolvedora e Fabricante de equipamentos voltados para Comunicação Óptica"
"• SOFTCORP (97%): Varejo Corporativo de Software, Hardware e Serviços"
"• SPRING WIRELESS (10,2%): Soluções e Serviços para plataformas wireless no mercado corporativo"
"• AUTOMATOS (34,6%): Monitoria remota e soluções de gerenciamento a servidores corporativos, desktops e todo tipo de hardware"
"• ILOGISTICA (34,6%): Logística e E-commerce com valor agregado"
"• PINI (31,1%): Editora, Software e Serviços voltados para o mercado de Construção Civil"
• IMUSICA (91%): Distribuição e Gerenciamento de Mídia Digital
"• HANDS (51,4%): Soluções e Serviços para plataformas wireless no mercado de consumidor final"
"• BRASPAG (25,0%): Empresa especializada em prover soluções na área de pagamentos para transações eletrônicas"
"• TRINNPHONE (60,0%): Operadora de Telecomunicações para o Mercado Corporativo"
"• NETMOVIES (48,0%): Locadora de DVDs Online"
• ADDCOMM (54%): Marketing Digital
• BOLSA DE MULHER (91%): Universo Feminino
"• TV AO VIVO (23,3%): TV pela Internet"
"• MEDIA FACTORY (78,8%): eCRM e Pesquisas"
"• VISIONNAIRE (40,0%): Software House baseada em tecnologia de objetos distribuídos"
"• ZURA (60,0%): Comparador de preços"
"Pontos fortes: 1) a empresa tem caixa em um momento complicado de crédito, o que pode ser atrativo pra aquisições interessantes. Risco: tem que confiar na boa administração dos gestores e na competência em melhoras de margens e sinergias 2) o setor de midia e telecomunicação tem potencial forte de crescimento. O e-commerce cresce a taxas expressivas e ainda assim tem muito espaço. Risco: é uma aposta de crescimento em um mercado de difícil previsibilidade (não é como ver o guidance de uma lojas renner que diz que vai abrir 5 novas lojas e com elas projeta vendas aumentando 15%)"
"Ponto Fraco : eles investem em muitas empresas o que dificulta a análise."""
Final da corretora
Detalhes fundamentalistas:
"P/VP = 1,10"
"PSR = 0,25"
Possui ativo circulante de 295.364.000
Valor atual de mercado: 208.480.000 (cotação de 2 reais).
"Sem dividendo e P/L, pois o 3T2008 não deu lucro."
"crescimento da receita nos últimos 5 anos: 408,7%"
Fonte: www.fundamentus.com.br
Não tem divida e só o valor em ativo circulante é superior ao valor de mercado.
P/L não tem como a gente analisar porque ela não obteve lucro (em função do resultado negativo financeiro de R$4 milhões).
Ela vem melhorando receita e margem bruta mas precisa manter isso
"Se quer dividendos esquece, tem que ir pelo crescimento."
"Achei interessante e promissora, além de estar próximo do valor mínimo de 52 semanas (1,90), andando de lado faz tempo e hoje fechou a 2 reais."
"Gostaria de conhecer sua opnião a respeito, pois não se enquadra em empresa de situação especial e também não mostra indicadores fundamentalistas nem muito bom e nem ruim, contudo parece ser uma opção atraente."

274 - small caps - 05/Nov/2008 21:33
"faberoce, comentei antes neste mesmo tópico sobre as empresas IDNT3 e ECOD3. De qualquer sorte, ambas agora são apostas que podem trazer grandes lucros ou prejuízos. A IDNT3 tem várias projetos abaixo da holding de participações. Se um deles for exitoso, o valor de mercado da empresa pode crescer bastante. É. portanto, uma aposta para diversificação, mas que deve ser bem dosada após a aquisição de papéis mais baratos e previsíveis."

221 - small caps - 29/Out/2008 23:19
"amarildo3, IDNT3 é uma equação interessante atualmente, mas não a opção mais barata atualmente. Ainda não paga dividendos, diferentes da inúmeras alternativas que já distribuem mais de 10% anuais. Mas vale uma pequena compra, considerando a possibilidade de uma de suas tantas controladas virar uma grande empresa."

Nenhum comentário: