Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps
Escolha abaixo as ações que deseja consultar

domingo, 16 de junho de 2019

FIP IE III (ESUT)



Recomendações

Carteiras
alca41 (mar/17mai/17ago/17set/17) - ALPACIUS (set/17) - Blumenn (mai/17) - bommauricio (mai/17) - disc126 (set/16, out/16) - fbsanchez2013 (mai/17) - fridao (set/17) - Gersonlp (mar/17mai/17) - ispholambra (jun/16jul/16, ago/16set/16out/16nov/16dez/16jan/17abr/17,mai/17jun/17ago/17dez/17jan/18) - los_gomes (set/16, out/16dez/16, jan/17mai/17) - nelsonnpires (jul/16dez/16abr/17mai/17ago/17) - pedrosousa (set/16, out/16mai/17) - Piraiba (out/17) - pocunha (jan/18) - rhbbatista (mai/17) - robertoha (jun/19) - TLT123 (nov/17jan/18fev/18) - Tnl (dez/16jan/17mai/17) - Toro Loko (mai/17) - tucao (mai/17) - Xito (mai/17) - zaiss (mai/17) - ZOTTI (ago/16, set/16out/16jan/17mai/17)
Balanços

Características

Links
      
Ivan, em relação à ESUT, como você chegou a conclusão de TIR de 18 a 20% após a liquidação das ESUD?
Qual a razão deste retorno?
Agradeço a gentileza, se puder responder.
Na verdade não fiz nenhuma conta em especial...e uma suposição apenas...
Hoje o.que puxa a TIR dos fundos para baixo e a grande quantidade de dinheiro aplicada em renda fixa que ainda está no caixa, além e claro da parte das fiancas na várias ainda não baixadas.
Com a liquidação do ESUD, a maior parte do caixa do fundo deve ser distribuída, e rendimento dos ativos de geração devem prevalescer, O que deve dar uma turbinada boa na TIR, visto os empreendimentos ganharam os leilões arrematando uma TIR cima de 10% que e corrigida pela inflação.
Hoje a cota apresenta um desconto de pouco mais de 35% do VPA para ser adquirida no mercado secundário...
Logo, considerando o valor investido atualmente para a compra e os eventos acima, creio em.uma TIR bem.gordinha para o fundo...para quem.comprar nos preços atuais...
Mas não e indicação de compra...

Citação: toro loko - Post #355098 - 26/Out/2018 13:55
Ivan,
Você ainda tem suas ESUD/ESUT ? Como está a alocação, ainda está "carregado" ?

Sim... estou bem carregado dos dois ativos...ESUD e mais para o curto prazo pois em tese o ativo dura mais 36 meses somente... logico que a VAM vai propor que o duration do ativo seja estendido por mais um prazo de 5 ou 10 anos, da mesma forma como fez com o ESUU, mas dai fica quem quer... certamente eu deva sair do ESUD ao termino do prazo inicial de duracao do ativo.
Ja ESUT tenho comprado pensando mais no longo prazo mesmo...pois com a liquidacao de boa parte do ESUD daqui a 36 meses ele deve "herdar" praticamente sozinho toda a parte de renda variavel (Faisas e Rincao) e a TIR deve subir bastante e chegar a algo bem próximo de 18/20% a.a.
Porem poderemos ter a venda das FAISAS quando as fiancas forem totalmente baixadas, o que de alguma forma anteciparia boa parte dessa rentabilidade para os cotistas, o que poderia ser otimo se ocorrer.
Rincao esta em construcao e deve ficar pronta ate junho/julho de 2019 e podera antecipar a producao de energia em quase um ano... tomara que o preço no mercado livre ainda esteja bom ate la...
Mesmo havendo a possibilidade de pagamento de rendimentos nos proximos meses e/ou anos, acredito que os fundos podem nao pagar muita coisa, tendo em vista que devem precisar desses recursos para resgatar as cotas de ESUD daqui tres anos...
Acompanho diariamente a evolucao da cota dos fundos e a producao de energia das FAISAS e ambas estao dentro das expectativas... a rentabilidade diaria da cota esta mais baixa nesses ultimos meses em virtude dos investimentos em Rincao, que drenam as aplicacoes dos fundos e sao contabilizadas a preço de custo ate que o ativo esteja entregue e operacional... mas apos o inicio da fase de operacao de Rincao, o rendimento deve subir significativamente...
Mas os riscos sempre existem...mesmo podendo comparar o rendimento dos ativos ao CDI, trata-se de renda variavel e tudo pode dar estupidamente errado...
Eu boto fe nos empreendimentos porque boa parte do dinheiro investido neles e do gestor e de pessoas vinculadas a ele... eles nao vao querer perder dinheiro...
Alem de ESUD/ESUT tenho boa quantia de XPOM11 e BBVH11 tambem... tenho priorizado a alocacao em ativos isentos de IR... chega de dar dinheiro para o governo....

350774  - Xito  -  05 Jun 2018, 14:47
Senhores, com relação às finanças , alguém sabe o motivo da demora na liberação pelo BNB? Há uma assimetria de informação muito grande nesse ativo, e isso me impede de montar posição por aqui. Caso não ocorra a liberação dessas fianças, o fundo continuará arcando com o custo delas e o caixa continuará retido rendendo CDI. Nesse cenário , parece pouco provável atingir a rentabilidade alvo, certo?

350773 - alexandreimpa -  05 Jun 2018, 14:40
Obrigado pela resposta, porém, isso, eu suponho que seja bem conhecido, já que você está supondo aí nas suas contas que não há pagamento de cupons. Porém, no ano passado pagaram cupom (rendimento), e esse ano é possível que pague (ou não), e o mesmo nos próximos anos. A Tir muda dependendo do pagamento dos cupons. Se tudo só for recebido no vencimento, então é a conta simples que você fez acima. A mesma coisa o duration. Se houver pagamentos de cupons, o duration diminui, porém se só houver pagamento no vencimento, então o duration será a maturidade.

Além disso, se houver a venda de Faisa, aí mesmo que a tir e a duration mudarão drasticamente.

Por isso a minha pergunta, porque para calcular tanto a TIR quanto o duration, é preciso ter uma ideia de como serão os pagamentos dos cupons.

350772 - Ronimendes -  05 Jun 2018, 14:21
A maneira mais facil: Numa calculadora financeira digite -1940 (o valor patrimonial) e aperte PV; Digite 10 (o tempo) e aperte n; Digite 8 (a taxa) e aperte i; Aperte FV (valor futuro)... aparecerá o valor 4183 e uns quebrados (que é o valor patrimonial da cota corrigido por 8% a.a. durante 10 anos). Agora, para calcular a TIR faça assim Digite 4183 e aperte FV; Digite 10 e aperte n; Digite 1450 e digite CHS e depois PV; Daí aperte i pra você descobrir a taxa, que é aproximadamente 11.2%. Significa que ao comprar por 1450 algo que vale 1940 rendendo 8% durante 10 anos, fará o seu retorno ser de 11.2%, pois espera-se que ambos os PV sejam iguais ao mesmo FV.

350771 - alexandreimpa -  05 Jun 2018, 13:16
Havia perguntado sobre o porquê da aquisição das cotas reduzirem o duration, já que a incidência de fluxos de caixa futuros serão iguais independentemente do valor de aquisição da cota. Porém, de fato, olhando o FIP como um título indexado, ao comprar com deságio, aumenta-se a taxa de desconto e portanto realmente reduz o duration.

350770 - alexandreimpa -  05 Jun 2018, 13:08
Como você calcula a TIR ou o duration se não há uma política clara de distribuição de rendimentos de ESUD ou ESUT (já que dependem de aprovação em assembleia)? Você assume que serão distribuídos de maneira regular e no montante similar ao da última distribuição?

350769  - nelsonnpires -  05 Jun 2018, 13:02
PL ESUT atual 1940

chutando uma duration de 10 anos ( apenas chute)

rentabalidade de 8%

cota 1450

TIR de 11,2% aproximado ( cotas compradas com deságio reduzem a duration projetada do investimento realizado)


Atualmente existe um fato novo, interesse do fundo em vender Faisa, que representa algo como 50% dos ativos do fundo.
A ocorrência desse evento caso ocorra, e que no momento deve estar condicionada a liberação das cartas fianças de Faisa por parte do BNB, BNDES já liberou muda muito o racional de análise tanto de ESUD como de ESUT.

350768  - robertoha  -  05 Jun 2018, 12:32
Se Esut tem expectativa de 8%a.a + ipca , selic caiu, rendimentos de FIIs cairam e ESUT continua na faixa de 1450 reais, não seria uma uma boa alternativa de investimento?

348978 - ispholambra  -  17 Abr 2018, 03:12
ESUD/ESUT,
Foram se os tempos que tinhamos leilao quase todos os dias no fracionario... alguns dias com mais de um leilao...
O book de ofertas minguou nas ultimas semanas... hoje tivemos um leilao... mas muito pequeno... 8 cotas apenas...
Para quem acreditou no potencial dos ativos o futuro parece bem promissor... possivel venda das Faisas... Rincao
finalmente saindo do papel...
Para coroar tudo isso bem que o BNB podia autorizar a baixa das fianças...para o nosso belo dividendo do ano passado cair na conta...
Sera que nesse ano teremos o anuncio de mais dividendos mesmo sem os anteriores terem sido pagos?
Bem ... maio está ai e logo saberemos...

347070  - nelsonnpires  -  14 Fev 2018, 12:56
Especificamente sobre a venda de Faisa...

1. Esud/ Esut donos de 60% do parque os outros 40% da Enerplan
2. Pessoas físicas não vinculadas ao gestor e a administração donos em torno de 30% dos fundos. Grosso do investimento é do gestor
3.Eles possuem permissão para venda independente de assembléia.
4. Mercado de energia em fase extremamente compradora,
5. Último leilão de energia o resultando em eólicas que foi aceito pelos investidores rodou na faixa de R$98,00 MWh.
6. Faisa possuí energia contratada em torno de R$280,00, não me lembro do valor exato.
7. Já comentaram que financiamento junto ao banco do Nordeste na faixa de 2,5% pré. Esse empréstimo representa 2/3 do financiamento, restante segue tjlp.

Na situação atual de mercado sou contra investimento em novos empreendimentos preços de venda de energia baixos.
Portanto para empreendimentos contratados anteriormente, caso de Faisa, o interesse por compradores aumenta quando comparamos a TIR de Faisa em relação ao último leilão de venda de energia.

8. Essa comparação da TIR de Faisa para TIR menores significa que o valor da mesma precisa aumentar e isso ainda não esta contemplado no PL atual, não ocorreram reavaliações.

Maior interessado em dar certo essa transação é do gestor seguida da Enerplan. Nós estamos de carona nesse projeto, somos pouco representativos financeiramente falando, mas somos representativos na votação.

Se fosse vender acho que o atual momento de mercado é o melhor que poderíamos ter.
Não sei condições preços nada, mas o momento de vender seria agora.
Gestor garanto que conhece do assunto.

A depender do preço eu venderia Faisa nesse momento com toda certeza.
Apenas minha opinião que pode estar muito equivocada.

347069  - nelsonnpires  - 14 Fev 2018, 12:49
ESUD/ESUT

Matéria que saiu na imprensa sobre possível venda de Faisa.
https://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2018/02/epoca-negocios-fundos-com-bb-e-votorantim-colocam-a-venda-parque-eolico-no-ceara-dizem-fontes.html

Acho importante todos os cotistas manterem um canal de diálogo para futuro posicionamento unificado. Somos muitos aqui e com grande poder de decisão visto que gestor e administrador não podem votar nas assembleias sobre os fundos. Foi uma mudança recente da CVM que ajudou muito os minoritários em fundos FIP's.
Essa notícia sobre eventual venda é um exemplo claro da importância de estarmos em contato.
Para quem cotista e que não faz parte do grupo de whats específico sobre fip e fidc e queira participar, só solicitar no privado.

347009 - nelsonnpires   -  09 Fev 2018, 21:18
Novidades ESUD/ESUT
https://exame.abril.com.br/negocios/fundos-com-bb-e-votorantim-colocam-a-venda-parque-eolico-no-ceara/
Gostei......

346950 - nelsonnpires  -  07 Fev 2018, 23:51
ESUD/ESUT
Inicio das obras PCH Rincão
https://www.youtube.com/watch?v=13nrHHIF3Lw

346516  - ispholambra -  27 Jan 2018, 13:25
[...]
comprei ESUT11 a 1420,00 nesse ultimo leilao... ESUT oferece aos preços atuais 25% de desconto sobre o VPA...
[...]

345783  - ispholambra -  05 Jan 2018, 00:02
Enviei a planilha de producao de energia das Faisas (ESUD/ESUT), de junho a dezembro de 2017, a todos o que enviaram o email via mensagem privada.

Alguns ja retornaram o recebimento... peço a todos que verifiquem seus respectivos email.

Acredito que mesmo a producao de energia nao tendo sido boa nos primeiros meses de 2017, a producao consolidada do ano deve ser boa quando comparada ao ano anterior, pois tivemos muitos dias parados para a manutencao no ano passado e nesse ano graças ao bom Deus essa parada nao se repetiu...

No final de 2018 existe a previsao de conclusao da PCH Rincao... dai e fluxo de caixa direto nas veias dos fundos, uma vez que nao sera tomado financiamento para a sua construcao... e como a energia foi comercializada a um otimo preço (228,00 o MW) quando comparada aos dois ultimos leiloes de 2017, eu creio que a rentabilidade dos fundos vai subir... em um momento de Selic baixa...

Ou seja... as perspectivas sao otimas e os ativos estao baratos nos preços atuais...

345691  - ispholambra   -  02 Jan 2018, 00:58
Familia ESUD/ESUT

Tenho acompanhado a geracao de energia no parque eolico Faisas de forma consolidada desde o mes de junho de 2017, quando a CCEE passou a publicar dos dados das Faisas de forma consolidada....

Verifiquei pelo meu acompanhamento, que quando comparado com a geracao do ano anterior, houveram meses em que a producao de energia realizada, superou bastante a geracao programada, que pelo que eu entendi sempre tem como base de comparacao o que foi produzido no ano anterior...

Logo, mesmo que em varios meses do primeiro semestre os parques tenham produzido abaixo da geracao programada, é de se esperar que no consolidado anual a geracao fique bem acima da verificada no ano anterior, tendo em vista o estrago causado pelo aerogerador que explodiu o qual gerou a parada "forçada" para a manutencao de todos os demais...

Na terça ou na quarta deverao ser divulgados os dados da producao dos ultimos dias de dezembro (29, 30 e 31), dai quem tiver o interesse me manda uma mensagem privada com o e-mail que eu envio a planilha fechada de junho a dezembro.

Em relacao aos rendimentos que ainda aguardam a liberacao das fiancas para sempre pagos aos cotistas, tomara que essa liberacao ocorra ainda nesse primeiro trimestre do ano...porem como eles estao dendo corrigidos pelo DI, e sao isentos de IR, nao ha tanta pressa para o pagamento...

344830  - nelsonnpires -  04 Dez 2017, 19:09
1- Devo liquidar ESUD daqui 4 anos

2- Tenho ESUT tb que vão permanecer

3- Espero ter oportunidade de quando vender ESUD comprar parcialmente mais ESUT no secundário por valor abaixo do PL. Agora tenho minhas duvidas que vai existir essa possibilidade lá na frente.

344829  - ispholambra   -  04 Dez 2017, 19:01
É isso ai Nelson... tambem enxergo dessa forma...

So pra constar... faltam 48 meses para a liquidacao de ESUD e as ESUU remanescentes da primeira liquidacao...

As ESUT sao investimento de mais longo prazo (30 anos) e nao devem ser liquidadas daqui 48 meses... uma vez que ainda terao em tese mais 20 anos para serem liquidadas...

Voce liquidaria as suas ESUD11 pelo valor do PL daqui 48 meses Nelson?

Voce tem ESUT11 em carteira?

Eu tenho as duas com pesos iguais...

344827  - nelsonnpires -  04 Dez 2017, 18:44
Fundos família ESUD/ESUT

Opinião muito particular dos movimentos que devem ocorrer no MP (liquidação do ESUd/ESUU daqui 4 anos)

1- Gestor e administrador e pessoas ligadas a eles vão propor a mesma metodologia adota em ESUU, quem quiser sair, vai poder sair e quem quiser permanecer no fudo deve ter essa alternativa.

2- Pagamento pelo PL

3- Imagino que o grupo que permaneceu em ESUU, basicamente gestores e administradores, vão permanecer novamente tanto em ESUU como em ESUT

4- Todos os demais cotistas devem liquidar sua posição

5- Caso o item 3 e 4 ocorram o valor necessário para processar essa operação é compatível com o caixa que deverá existir em ESUT e parcela dos cotistas de ESUD que vão permanecer no fundo.

6- Essa operação deve fazer que a parcela de Rincão e Faisa pertencentes aos cotistas que liquidarem sua posição sejam comprados pelos cotistas que continuarem nos fundos e consequentemente a parcela de dinheiro em caixa desses fundos tende a se reduzir drasticamente. Isso por si só aloca todos os recursos do fundo sem necessidade de novas aquisições e sem necessidade de alienar parte dos ativos já presentes na carteira.

7- Isso ocorreu na operação de ESUU e deve ocorrer novamente

8- Após esse momento os cotistas que permanecerem vão ter seus recursos em velocidade de cruzeiro, praticamente todo locado em ativos operacionais...

9- No fundo vai ser uma solução boa para todos tanto dos que liquidarem sua posição como nos que permanecerem no fundo, lembrando que ESUU/ESUD deve pertencer quase que exclusivamente aos gestores e administradores visto que os demais cotistas devem liquidar suas posições nessa operação.

Como disse apenas uma opinião pessoal me valendo no que ocorreu no passado e no caixa atual livre que os fundos possuem.

344753  - ispholambra  -  02 Dez 2017, 00:43
Familia ESUD/ESUT

Tenho acompanhado a rentabilidade diaria dos dois fundos e percebi um aumento nos rendimentos a partir do dia 20/11/2017...

E um aumento significativo... 0,003 para 0,004 ao dia... e um movimento atipico em tempos de queda da Selic...

Seria esse o sinal de que finalmente as fiancas bancarias foram baixadas e deixaram de onerar os rendimentos dos fundos?

E de que nossos rendimentos poderao ser finalmente pagos?

A conferir...
https://www.vam.com.br/web/consDesempenhoFundo.do

344225  - ispholambra -  22 Nov 2017, 20:42
E uma otima noticia para os fundos... pois o que geralmente mais geram atrasos sao as questoes ambientais....

Poderemos ter fluxo de caixa vindo do empreendimento ja em 2019... e isso vai ajudar a dar uma boa turbinada nos redimentos...

A unica boa noticia boa que ainda falta é a liberacao das garantias e o pagamento dos nossos rendimentos...

344205  - nelsonnpires -  22 Nov 2017, 12:44
ESUT/ESUT

Rincão

AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO AMBIENTAL DA PCH RINCÃO

16 de Novembro de 2017

Aconteceu na noite desta quinta-feira, dia 16 de novembro, no CTG O Grito de Sepé, Audiência Pública de apresentação do Relatório de Impacto Ambiental para a construção da PCH Rincão que será no Rio Ijuizinho, na localidade de Esquina Missões – Município de Entre-Ijuís, onde será investido 50 milhões de reais na construção da obra e poderá gerar em torno de 80 empregos e depois de concluída a usina poderá gerar 10 mega watt’s de energia elétrica.A apresentação do Relatório Ambiental foi coordenada pela Fepam através do Coordenador Rafael Volquind, e supervisão técnica de Nina Rosa Lages e a apresentação de todo o relatório através da empresa Consultoria Ambiental Biolaw de Adriano Cunha. Não houve contestações ao assunto apresentado e teve também a presença do Gestor da PCH Rincão Walter Guimarães, presença também dos Prefeitos Municipais de Entre-Ijuís Brasil Antônio Sartori e de Eugênio de Castro Jaime Sweigle, Vice-Prefeito Mauri Lizot, Secretários Municipais, Vereadores, Ex-Prefeito de Santo Ângelo e Ex-Secretário de Minas e Energia Valdir Andres, População em Geral e Imprensa.Rádio Assocei registrou. (Repórter: Valdir Sost)



Outro dado:

Todas as áreas necessárias ao empreendimento compradas, devem iniciar as obras civis ainda em novembro...

Prazo de conclusão 11 meses

Se esse prazo se confirmar, Rincão inicia sua operação 18 meses antes do inicio do contrato de venda de energia de reserva, podendo vender sua energia no ambiente livre por esses 18 meses ou no mercado spot, vai depender das condições mercadológicas no momento

342700  - Piraiba -  04 Out 2017, 16:14
ESUD11/ESUT11
Eu ja estou com posicao praticamente montada nos ativos... talvez ainda caiba mais um pouco de ESUT11 na carteira principal... mas como somando ambos a posicao e bem grande... mais de 30% do total... então eu nao faço questao de pagar mais caro... deixo para os mais afoitos...

Acredito que nas condiçoes atuais ate 1500,00 por cota por cada ativo, nao seja caro....

Para quem visa o longo prazo, ESUT11 a 1.450,00 e muito mais vantajoso que ESUD11 a 1.400,00...

Mas como sempre é só uma opiniao...

Abraço

Ivan

(Quote)

Raridade:alguém vendendo ESUT11F

ESUT11F 40 cotas a 1.300 à venda na pedra.

A última negociação saiu a 1.470,01 e ainda faltou cota pros compradores...

pra quem não tem ou estava esperando pra aumentar posição pro LP .......

Tem valor patrimonial bem maior que ESUD11F, por ter taxa de administração bem mais baixa, o que no longo prazo dá bastante diferença.

342506  - ispholambra  -  29 Set 2017, 21:19
Isso mesmo Wagner... so que com algumas diferenças....em ESUU/ESUD/ESUT e necessario a baixa de algumas cartas de fianca que estao pendentes junto ao BNB... isso alem de liberar os rendimentos vai diminuir consideravelmente as despesas financeiras dos fundos... o que vai ser otimo para nós cotistas...
[...]

342467 - ispholambra  -  29 Set 2017, 00:45
Xakal, tudo indica que ESUT11 assim como os demais fundos devem pagar rendimentos anualmente, ou seja, pelo menos uma vez por ano...

342441  - ispholambra -  28 Set 2017, 02:26
Um FIP ie como e o caso do ESUT11 e uma classe de ativo que conta com isencao de IR para pessoas fisicas, tanto no pagamento de rendimentos, quanto no ganho de capital, quando da venda do ativo ou do recebimento dos valores pela sua liquidacao.

No caso do ESUT11, esse um FIP de prazo bem longo... ainda tem pelo menos 24 anos pela frente, o Nelson calcula um duration menor para ele... mas tudo depende ao final da venda dos ativos que compoe o fundo e da sua respectiva distribuicao aos cotistas...

E um ativo de liquidez bem baixa, ou seja,,, somente comprar para quem pretende "casar" com o ativo e se possivel levar ele ate o final... pois e exatamente a falta de liquidez que faz com que o ativo seja negociado a preços bem menores que o seu VPA.

Os custos do ativo para o cotista sao a taxa de administracao, que no caso do ESUT11 é de 1% a.a. sobre o patrimonio liquido... e a taxa de performance... quando o ativo atinge um certo nivel de rentabilidade... mas eu nao tenho esse percentual agora de cabeça... sei que é IPCA + uma sobretaxa...mas e limitado a 20% do que exceder o benchmark... O Nelson deve ter essa informacao de cabeça... mas ela ta no prospecto de lancamento dos fundos...

O ESUT11 ja pagou alguns rendimentos desde o seu inicio e quando pagam o ativo fica ex-rendimento... os dois primeiros pagamentos foram valores menores... mas o ultimo veio superior a 130,00 por cota... o que eu achei muito bom...

Mas esse ultimo rendimento so foi anunciado e ja teve a sua data ex... mas ainda nao foi pago... o para que pagamento possa ocorrer... o fundo necessita obter uma baixa de cartas fianca junto ao Banco do Nordeste... o que e burocratico e demorado... mas uma hora vai ter de sair... e quando sair, alem de possibilitar o pagamento dos rendimentos ja anunciados, vai ocorrer uma melhora na rentabilidade dos fundos... pois essas cartas oneram bastante os mesmos...

Os fundos da familia ESUD/ESUT/ESUU ainda estao em fase de investimento... eles ja tem o Conjunto eolico Faisas concluido e gerando energia e receitas para os fundos e estao em processo de contrucao da PCH Rincao no rio Ijuizinho no RS,,, alem disso... quando liberarem as fiancas, o dinheiro que hoje esta bloqueado para garantir as cartas de fianca vai poder ser utilizado para comprar mais ativos... e aumentar o fluxo de caixa dos fundos... ou seja... o que ja esta bom... pode vir a ficar bem melhor ainda...

Do lado negativo... temos os diversos tipos de risco a que os investimentos dos fundos estao submetidos... mas isso vc vai entender melhor lendo o prospecto deles...

Ainda tem muita coisa pra dizer.... e quem quiser corrigir ou complementar esse post... fique a vontade...

Eu tenho 35% do meu patrimonio financeiro nesses fundos... logo eu acredito bastante neles... mesmo estando ciente de que varios riscos existem...

Te aconselho a ler o prospecto dos fundos e os relatorios dos ultimos anos que estao disponiveis no link abaixo, para voce poder embasar a sua decisao de investimento...

Mas so pra demonstrar o quanto eu considero os fundos atrativos... hoje o VPA do ESUT11 esta em 1.819,94... quem comprar a 1.450,00 leva uma margem de seguranca de 369,00 ou 26% sobre o preço de compra... acho uma margem muito boa...

E tem mais...os administradores colocaram muito dinheiro deles nos fundos,.. ou seja... tem amplo interesse do negocio ir cada vez melhor... e a principal divida dos fundos e com o BNB... que hoje deve ser proximo a 250 milhoes... e pasme... conseguiram uma taxa anual de 2,5% pre fixada... ou seja... a energia e reajustada pela inflacao...e a principal divida tem juros menores que a inflacao....

Ele e um ativo direcionado para investidores qualificados, mas pelo BB e pela Socopa eu consegui comprar sem burocracia...

Mas estude o ativo...pois a opiniao e minha mais o dinheiro é seu....desculpa pelo tamanho do texto... saiu maior que uma biblia... e eu ainda tentei resumir...kkkkkkkkkkkk

Espero ter ajudado...
http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/listad...

342298  - ispholambra - 22 Set 2017, 22:37
E isso ai Alvaro!!!

O ativo é ótimo... tem VPA de R$ 1.817,54 o que nos da uma otima margem de seguranca de R$ 377,54...

Ao que tudo indica a PCH Rincao esta em pleno processo de construcao... e segundo um cronograma postado a algum tempo aqui pelo Nelson pode ficar pronta e ja gerar energia no inicio de 2018...

So falta a baixa da fianca das Faisas pra completar... para poderem pagar os rendimentos anunciados no final de maio... e melhorar ainda mais a rentabilidade do fundo...

E uma otima pedida para o longo prazo!!!

342029  - nelsonnpires - 14 Set 2017, 14:37
Atualização de FIP's

ESUD/ESUT e XPOM e para outros FIP's que não de infra.

Objetivo do momento pessoal é informar que o regulamento dos fip's sofreu alterações significativas pela Instrução CVM nº 578, de 30 de agosto de 2016 (“ICVM 578”), interessante que leiam esse instrução.

Adianto algumas mudanças importantes para nós:

1- Artigo 35º. A assembleia geral pode ser convocada pelo Administrador, por iniciativa própria ou
mediante solicitação de cotistas que detenham, no mínimo, 5% (cinco por cento) do total de cotas
subscritas.

2- Artigo 36º. Somente podem votar na assembleia geral os cotistas inscritos no registro de cotistas na
data da convocação da assembleia, seus representantes legais ou procuradores legalmente
constituídos há menos de 1 (um) ano.

Parágrafo 1º. O cotista deve exercer o direito de voto no interesse do Fundo.


Parágrafo 2º. Não podem votar nas assembleias gerais e nem fazer parte do cômputo para fins de
apuração do quorum de aprovação:
I – o Administrador ou a Gestora;
II – os sócios, diretores e funcionários do Administrador ou da Gestora;
III – empresas consideradas partes relacionadas ao Administrador ou à Gestora, seus sócios,
diretores e funcionários;
IV – os prestadores de serviços do Fundo, seus sócios, diretores e funcionários;
V – o cotista de cujo interesse seja conflitante com o do Fundo; e
VI – o cotista, na hipótese de deliberação relativa a laudos de avaliação de bens de sua
propriedade que concorram para a formação do patrimônio do Fundo.

Parágrafo 3º. Não se aplica a vedação prevista no Parágrafo 2º quando:
I – os únicos cotistas do Fundo forem as pessoas mencionadas no Parágrafo 2º; ou
II – houver aquiescência expressa da maioria dos demais cotistas, manifestada na própria
assembleia, ou em instrumento de procuração que se refira especificamente à assembleia
em que se dará a permissão de voto.

Parágrafo 4º. Os Cotistas deverão informar ao Administrador, que deverá informar aos demais
Cotistas, sobre qualquer situação ou potencial situação de conflito de interesses com o Fundo, nos
inclusive, mas não se limitando, nas hipóteses do Parágrafo 2º, incisos V e VI, imediatamente após
tomar conhecimento dela, abstendo-se de participar de quaisquer discussões que envolvam matéria
na qual tenham conflito.

O que isso significa:

Não podemos perder contato, garanto que todos juntos temos esses 5% de cotas em cada um dos fundos em questão, portanto unidos podemos convocar futura assembleia deliberativa caso isso se torne necessário.

Nossos votos nas futuras assembleias possuem um peso muito grande, reparem no paragrafo 2 dos cotistas que não podem votar, todo o grupo de controle, administrador, gestor, seus prepostos não podem votar.

Essas modificações foram muito importantes e poucos estão se dando conta. Garanto que tem adm que ficou com receio dessas modificações, o risco de eventual assembleia ter resultado diverso do que esperavam se tornou real.

Mensagem final:

Devemos nos manter unidos e em contato para que nossos direitos sejam respeitados, nunca tivemos tanta força.

341595  - ispholambra   -  30 Ago 2017, 21:49
A ultima negociacao em lotes de ESUD11 saiu abaixo de 1.300,00... entao pra sair nessa faixa de preços acredito que a compra tenha de ser feita em lotes de 100 cotas...

No fracionario ja lancaram varias vezes ESUD11 venda abaixo de 1.300,00.... mas dai a sardinhada vai remontando as OC e em todos os ultimos leiloes acabou saindo por 1.350,00... eu comprei a um tempo atras a 1.300,00 no fracionario... mas foi no mesmo dia que rifaram a menos de 1.300,00 em lote.

Ja em relacao a ESUT11.... nao vejo negociacao abaixo de 1.450,00 no mercado fracionario a muito tempo ja... no mercado de lotes 1.400,00 foi a ultima venda... isso antes da distribuicao dos rendimentos...

ESUD11 tem muito mais cotistas que ESUT11... logo e mais provavel comprar ESUD11 a preços mais camaradas... pois o humor da sardinhada muda muito... ja ESUT11 esta quase todo nas maos dos investidores maiores... e esses sabem bem o que querem... nao entregam a rapadura tao facil nao... eu tenho os dois... mas confesso que no caso do ESUT11 ja faz tempo que nao compro nada...



Na verdade a unica diferenca entre eles e o tempo de duracao... ESUD11 dura 10 anos... e ESUT11 dura 30 anos... e a taxa de administracao... no ESUD11 e 2% a.a. e no ESUT11 e 1% a.a..... mas essa diferenca de taxas de ADM ja gerou mais de 100,00 reais de diferenca entre os VPAs ao longo desses quase 6 anos...ao final dos 10 anos deve gerar muito mais...

341549  - ispholambra  -  29 Ago 2017, 17:22
A principio nao Fridao... os projetos do ESUD/ESUT (Faisas e Rincao) tem a venda de energia no mercado secundario assegurado por contratos de longo prazo...

Certamente é algum investidor precisando do $$ investido e por isso entregando as suas cotas mais baratas no mercado secundario...

Esse e um investimento de longo prazo... quem nao tiver culhoes para esperar a maturacao dos projetos nao adianta nem entrar...

Mas quem tem... e comprar nessa faixa de preços... ganha IPCA + 13% a.a ...

Considero uma oportunidade e tanto...uma pena eu ja estar lotadissimo....kkkk


https://www.vam.com.br/fipie
Ainda tem ESUU, chegou ao vencimento, mas decidiram postergar o fundo.

No site tem a expectativa de rendimento, riscos, prazo para o término. Pagou 2x dividendos desde o início, mas o principal será pago ao final. 

O grande negócio é que o valor patrimonial é bem acima do negociado no mercado, logo há um "bônus" sobre o rendimento esperado. Com isso, chega-se na conta que o Nelson chegou.

De forma simples, ESUD tem mais 4 anos e pouco, ESUT mais 20. Rentabilidade, via de regra, está caminhando bem, conforme os relatórios mensais.


Não paga IR, nem na venda da cota no mercado, nem no vencimento.

341056 - nelsonnpires -  14 Ago 2017, 19:04
ESUT:

Paga mais, motivado pela taxa de adm enquanto ESUD é 2% ESUT 1%

ESUD previsto 7% aa + ipca

ESUT previsto 8% aa + ipca



PL ESUD portanto superior a ESUD .

PL ESUT= 1809

Mas duration aqui muito longa, e não existe um numero exato, portanto comparar rentabilidade final com diferença de duration muito significativa te leva a conclusões não muito corretas.


Estratégias diferentes.

Para LP ESUT 1450, tb não esta caro,

341055 - TLT123  -  14 Ago 2017, 18:49
Nelson, ESUT11 a R$1450 é um rendimento parecido, correto? Pelos meus cálculos tá dando nessa faixa também...
Teve um leilão que acabou de terminar, tem 14 cotas...

340432  - nelsonnpires   -  28 Jul 2017, 02:21
Curiosidade...... Informação recente

ESUD/ESUT... PCH Rincão

Nem imagino se esse cronograma sendo seguido ou não, mas se correto, excelente notícia. Implantação com 2 anos de antecedência do inicio do contrato de venda de energia de reserva.

DESPACHO Nº 2.172 – Processo nº 48500.003940/2008-10. Interessado: Rincão Energia S.A. Decisão: Alterar o cronograma de implantação da PCH Rincão, cadastrada sob o Código Único de Empreendimentos de Geração (CEG) PCH.PH.RS.031956-2.01, com 10.000 kW de Potência Instalada, localizada no município de Entre-Ijuís, no estado do Rio Grande do Sul. A íntegra deste Despacho consta dos autos e encontrase disponível no endereço eletrônico www.aneel.gov.br/biblioteca

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL
DESPACHO Nº 2.172, DE 24 DE JULHO DE 2017

O SUPERINTENDENTE DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL, no uso das atribuições estabelecidas na Portaria nº 3.933, de 29 de março de 2016, e considerando o que consta da Resolução Normativa – REN nº
673, de 4 de agosto de 2015, do edital do Leilão nº 03/2016 e do Processo nº 48500.003940/2008-10,
resolve: (i) alterar, de acordo com a Habilitação Técnica nº 16ER-0134/EPE/2016, de 8 de setembro de 2016, o cronograma de implantação da PCH Rincão, cadastrada sob o Código Único de Empreendimentos de Geração (CEG) PCH.PH.RS.031956-2.01, outorgada com 10.000 kW de Potência Instalada, sob o regime de Produção Independente de Energia Elétrica (PIE), à Rincão Energia S.A., nos termos da
Resolução Autorizativa nº 5.021, de 20 de janeiro de 2015, conforme a seguir.

I - Obtenção da Licença Ambiental de Instalação - LI 01/06/2016
II - Início da montagem do canteiro de obras 01/08/2016
III - Início das obras civis das estruturas 01/10/2016
IV - Início das obras de desvio do rio 01/09/2016
VI - Início da concretagem da casa de força 01/11/2016
VII - Início da montagem eletromecânica das unidades geradoras 01/12/2016
VII - Início das obras da subestação e linha de transmissão de interesse restrito 01/02/2017
IX - Conclusão da montagem eletromecânica das unidades geradoras 01/07/2017
X - Obtenção da Licença Ambiental de Operação - LO 01/07/2017
XI - Início do enchimento do reservatório 01/08/2017
XII - Inicio da operação em teste da unidade geradora UG1 01/12/2017
XIII - Inicio da operação em teste da unidade geradora UG2 15/12/2017
XIV - Inicio da operação em comercial da unidade geradora UG1 01/01/2018
XV - Inicio da operação em comercial da unidade geradora UG2 01/01/2018

339996  - ispholambra -  11 Jul 2017, 01:20
Para entender completamente esse case e necessario abrir o site da Vam e ler os relatorios anuais... dai voce tem uma visao completa... desde quando fizeram as primeiras captacoes ate agora...

Basicamente a familia ESUD/ESUT/ESUU sao fundos de investimento em participacao incentivados FIPie e que por lei tem de investir os recursos em infra estrutura... no caso desses fundos eles investem na geracao de energia renovavel...

Os fundos foram criados ao fim de 2011... se alavancaram e em meados de 2014 inauguraram seu primeiro e principal investimento, o Complexo Eolico Faisas no Ceará, que desde entao gera energia e ja apresentou faturamento excedente suficiente para constiruir as reservas legais necessarias... pagar as parcelas dos investimentos que estao vencendo e pagar rendimentos aos cotistas...

Tendo em vista a alavacagem, os fundos ainda tem em caixa um valor signigficativo para investir... e estao construindo uma pequena PCH no RS a qual venderam energia no ultimo leilao que houve em 2016... o preço de venda foi muito bom considerando o momento do mercado e pelo ultimo relatorio calcula-se que ao final de 2018 a PCH vai estar pronta e gerando energia, que num primeiro momento devera ser vendida no mercado SPOT, pois a concessao preve a entrega no mercado regulado somente a partir de 2020.

Para tomarem $$ dos bancos de fomento BNB e BNDES, os fundos tiveram de disponibilizar diversas garantias... dentre as quais cartas de fianca de alguns bancos e para conseguir as Cartas de Fianca, tiveram de disponibilizar como garantia para os bancos fiadores uma parte do capital que esta aplicado. Pois bem a parte que estava comprometida com o financiamento do BNDES ja foi liberada, mas a maior parte esta com o BNB que é lento e ainda nao liberou as garantias para as cartas de fianca serem extintas...

Hoje o maior custo financeiro do projeto Faisas sao as cartas de fianca... que alem de onerarem significativamente as Faisas ainda impedem o desbloqueio dos valores dos Fundos e o pagamento de rendimento aos cotistas... visto que ja temos rendimentos anunciados e com data ex... mas que dependem da baixa das cartas fianca para chegarem aos cotistas.

Do lado negativo, tivemos uma ocorrencia que inutilizou um aerogerador e que ocasionou pausas para manutencao preventiva no ano passado, o que acabou por prejudicar a geracao em 2016, mas pelo relato dos colegas que foram à AGO no ultimo dia 3 de julho, os problemas foram sanados e o aerogerador danificado ja esta sendo reinstalado...

Do lado positivo temos a taxa de juros do $$ tomado junto ao BNB de 2,5% a.a... o que torna o empreendimento FAISAS muito promissor... e com uma rentabilidade muito boa assim que nao forem mais onerados pelas fiancas....

Assim que as fiancas forem baixadas, os fundos terao ate 180 dias para alocar o capital desbloqueado, porem segundo os relatos dos colegas presente a AGO e o relatorio anual de 2016, ja existem opçoes de investimento disponiveis para assim que o capital for desbloqueado o mesmo ser investido.

So pra completar... FIPS ie sao isentos de IR, tanto nos rendimentos quanto no ganho de capital para as pessoas fisicas... hoje ESUD11 que e o fundo mais liquido dos tres, negocia no fracionario entre 1.340,00 e 1.400,00 e o seu VPA (valor justo) e de 1.699,78 o que segundo calculo dos colegas da em torno de IPCA + 12% a.a. bruto de custos...

Mas e um investimento de longo prazo... e sempre existem muitos riscos no longo prazo...

Espero ter ajudado... se algum colega quiser e puder... da uma melhorada nesse textão ai...

339823 - nelsonnpires  -  03 Jul 2017, 19:27
ESUD/ESUT

Assembleia de hoje..

Foi uma grata surpresa ter a presença do amigo los_gomes que por coincidência em sampa no dia de hoje.

Tentar explanar os tópicos principais e depois aos poucos podemos detalhar alguns deles.

1- Custos não recorrentes com não geração, manutenção extraordinária e parte dos custos na aquisição do novo aerogerador estão presentes na DF de 2016.

2- Todas as despesas envolvendo essa ocorrência a principio estão cobertas, e devem retornar ao caixa através do seguro ou da empresa fabricante ou pelos dois, esse assunto ainda não totalmente resolvido no quesito definição de responsabilidades entre os agentes envolvidos, mas praticamente certo que Faisa deve ser indenizada em relação a reposição do equipamento, lucros cessantes e manutenções extraordinárias.

3- Novo aerogerador já em Faisa e em fase de instalação, mais algumas semanas entre 3 ou 4 semanas par estar em funcionamento.

4- Motivado pelo incidente com o aerogerador que foi perdido o operador de Faisa resolveu trocar todas as peças que potencialmente poderiam se envolver em novo acidente, por isso da paralisação dos equipamentos ao longo dos meses julho/agosto, na duvida trocaram tudo.

5- TIR de Faisa, confirmei que em torno de 12% e Rincão apesar de não terem o numero fechado deve ficar em torno desse valor. Tb foi confirmado que não vão operar alavancados em Rincão, todos os custos serão suportados com o caixa sem emissão de divida.

6- Sobre a liberação da carta fiança não existe nada do lado de Faisa pendente, todos os documentos enviados e essa perda do aerogerador não esta influenciando em nada. Fica a questão do lado de lá que extremamente lento e burocrático e para piorar com a lava-jato tudo se tornou mais lento ainda. Não existe uma data definitiva portanto para essa liberação,querendo ou não estamos na dependência da agencia de fomento do Nordeste. Se serve de consolo não é só Faisa com problemas de liberação da carta fiança, outras eólicas tb com tudo certo e estão na fila, inclusive com o processo mais lento.

7- Foi consignado em ata que os cotistas solicitam a divulgação das DF das empresas investidas nos site de ESUD/ESUT, jurídico deles concordou, vamos aguardar....

8- Estão apenas aguardando a liberação da carta fiança de Faisa para alocar o caixa disponível, sem isso o caixa livre é muito pequeno para investimentos de relevância, pelo que entendi projetos as serem investidos existem, mas necessitam da liberação do caixa.

9- Lucro liquido de Faisa sem a ocorrência anterior era para ser pelo menos 15% superior ao do ano passado, lembrando que essa grana a principio volta para o caixa assim que definirem as responsabilidades.

los_gomes lembrando de mais detalhes com certeza deve postar, no momento não estou me lembrando de novos detalhes, lembrando vou postando....

339856 - thalis09 -  04 Jul 2017, 17:00
esut podia ter liquidez igual esud.... as duas sao boas e teriamos duas opçoes...
por hora so esud mesmo....rsrsrs

339854 - ispholambra  -  04 Jul 2017, 15:25
Para quem investe visando longo prazo ESUT11 é o melhor dos mundos... administracao de 1% a.a... prazo de duracao previsto de mais 24,5 anos... mas tem muito poucas cotas no mercado secundario... e quem tem raramente vende... o povo nao e bobo nao... kkkkkkk

339853 - TLT123 -  04 Jul 2017, 14:23
Sim, mas liquidez é zero. No fracionário, raramente aparece.

339852 - pocunha  -  04 Jul 2017, 13:36
Pessoal, ESUT11 está negociando? Aparentemente está travada há dias em meu HB...

339487  - nelsonnpires -  22 Jun 2017, 13:15
ESUD/ESUT

Seguro Operacional de Faisas,
1º ao 3º ano: 0,3% Investimento a.a. (0,2% a 0,3%)
A partir do 4º ano: 0,18% a.a. (0,12% a 0,18%),
Não tenho ideia da cobertura desse seguro, mas segue parte de uma resposta dada pela vam à época do fato. "
" estes eventos são tratados pela diretoria e técnicos da própria FAISA, que conta com contratos de fornecedores de serviços para a operação e manutenção de todos os equipamentos. Certamente que há seguro que cobrem diversas possibilidades de ocorrências, falhas, ..., e é cuidado para que seja acionado caso necessário pelos responsáveis pelo tema.

Pessoal vamos aguardar, se não me engano são 65 aerogeradores, um danificado,

339484  - ZOTTI -  22 Jun 2017, 11:09
Não acho que o problema seja só esse. Dei uma pesquisada rápida e vi que o tempo médio de entrega de um aerogerador é 120 dias pra todo processo.

Lá se foi quase 1 ano e nada. Acho que está tendo briga pra quem vai pagar a conta. Mas .... Tomara que seja só a burocracia brasileira mesmo.

339482  - ispholambra -  22 Jun 2017, 03:36
Ainda sobre Faisas
Acredito que mesmo havendo riscos nao despreziveis, o projeto ao final será muito rentavel... pois nao acredito que os cotistas remanescentes do ESUU11, os quais sao em maioria ligados ao administrador e tem ao contrario de nós acesso a informacoes atualizadas iriam topar permanecer no investimento mais se tivessem duvidas sobre o futuro dos mesmos, visto que quando da AGO de permanência o incidente em Faisas ja havia ocorrido...

É só uma opiniao... a bola agora esta com o Nelson que vai participar da AGO de 03.07 e nos trará informacoes mais frescas...

339481  - ispholambra  - 22 Jun 2017, 02:45
Acredito que esse incidente envolvendo o Aerogerador e os seus desdobramentos e que estao travando a baixa das fiancas do BNB no projeto Faisas... mas tive a impressao que pararam o parque para fazer a manutençao corretiva e o problema em relacao aos demais aergeradores ja foi solucionado... mas fica essa pendencia de substituicao do mesmo que deve demorar... eles precisam fabricar no exterior... enviar ao Brasil... desembaraçar na alfandega... transportar ate as Faisas e so depois é que vao instalar.... mas como ja faz quase um ano do ocorrido todo esse processo deve estar um pouco adiantado...

Agora a questao que fica é a seguinte... qual a possibilidade de ocorrer com outros aerogeradores? Se ocorrer novamente eles estao se preparando para substuir tempestivamentte caso algum mais fique indisponivel?

Faisas sempre será o principal investimento dos fundos... Rincao e quaisquer outros que sejam feitos serao complementares, dessa forma, como bem frisaram no relatorio, a boa performance de Faisas deve ser a maior meta dos fundos a partir de agora...

O negocio é bom mas tem riscos...e o risco faz parte de qualquer negocio... dei uma pesquisada no google a respeito e vi que aerogeradores de outros parques eolicos tambem pegaram fogo... nao foi exclusividade das Faisas... mas nao achei nada sobre o aerogerador de Faisa...

Abaixo tem uns links ...
http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia...
http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2016/10/notic...
https://parnaibapontocom.blogspot.com.br/2016/12/a...



339479  - ZOTTI -  21 Jun 2017, 23:08
Acho que a questão do aerogerador que pegou fogo deve ser esclarecida. O seguro já pagou? Vai pagar? Vai pagar os dias parados sem geração? Já foi substituído?

Não gostei do balanço da Faísa. Essa é uma questão a ser tratada, além de quanto economizarão se não precisarem pagar as fianças.

Além claro, se vc conseguir garimpar algo de algum novo projeto.

339287 - nelsonnpires -  13 Jun 2017, 05:11
Considerações..
1- Evento de falha no aerogerador entre julho/agosto. Somando custos de manutenção mais falta de geração por parada, temos +- 7M Diminuição no LL +- 5,3M. Como temos LL realizado 18,3M o LL potencial de 2016 seria 18,3 + 5,3 = +- 23,6 M
Questão a ser esclarecida pelo gestor: Quem responsável pelos 7M entre manutenção e não geração? Fundo? Operador? Executor? Fabricante? Seguro? Essa questão com toda certeza deve fazer parte da próxima assembléia.... Acho muito pouco provável que essa despesa fique na conta de Faisa.... mas vamos aguardar o posicionamento do gestor.

2- Aerogerador a ser substituído, enquanto o mesmo parado temos uma diminuição de receita de +- R$120.000,00/mês. Quem responsável pela queda na receita? Quem responsável pela reposição do equipamento?Outra questão para o gestor responder....

3- Rincão falam de conclusão em final de 2018, particularmente esperava para o primeiro semestre de 2019, mas se anteciparem muito melhor..

4- Essa questão da liberação da carta fiança muito importante.

5- Posso ter entendido errado, " A equipe de gestão continua atenta a boas oportunidades de negócio, para alocação imediata
após a desoneração dos ativos dos Fundos. " a palavra imediata significa algo de concreto em vista. Novamente duvida a ser esclarecida pelo gestor, sobre a palavra imediata. Por outro lado o gestor possui 6 meses para alocar o caixa após a desoneração dos ativos, caso contrário vão precisar amortizar esse caixa, na RF pode ficar no máximo 10% do PL

6- Geração de 2016 fora essa falha apresentada em julho/agosto, ficaria dentro do previsto ou um pouco acima. Considerando a geração efetiva do ano ficou em +- 97% das GF.

339276  - alca41 -  12 Jun 2017, 22:58
ESUs
Amigos , acabo de abrir o FIP IE I, II e III - Relatorio do Administrador - 2016 que eu nao havia lido ainda, nao sei se voces ja tiveram a oportunidade de le-lo.
https://www.vam.com.br/web/export/sites/vam/fipie/...
Numa primeira examinada parece ser bem interessante

339269  - ispholambra -  12 Jun 2017, 19:15
Pedrao,
Nesse daqui nao tem muita coisa pra analisar... sao os numeros frios de 2016... o que estamos esperando ansiosamente é o Relatorio do Administrador... esse sim traz informacoes mais quentes do mercado de energia, dos projetos dos fundos e das perspectivas vindouras...

Dei uma olhada bem superficial em uma das demostracoes financeiras e de interessante vi que Rincao esta com os equipamentos quase todos definidos e que podera produzir energia ja ao fim de 2018... e isso é ótimo para os fundos...

A noite leio com mais calma...

339266  - pedrosousa-  12 Jun 2017, 17:46
Alô Nelson Pires/Ivan, podem comentar? =>
12/06/2017 13:00 FIP IE III (ESUT) - Demonstracoes Financeiras - 31/12/2016
FIP IE III (ESUT) - Demonstracoes Financeiras - 31/12/2016
Clique no link abaixo e veja o documento na integra:
http://bvmf.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=ES
UT&strData=2017-06-12T12:21:31.477

12/06/2017 13:00 FIP IE II (ESUD) - Demonstracoes Financeiras - 31/12/2016
FIP IE II (ESUD) - Demonstracoes Financeiras - 31/12/2016
Clique no link abaixo e veja o documento na integra:
http://bvmf.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=ES
UD&strData=2017-06-12T12:23:58.187

338685  - ispholambra  -  28 Mai 2017, 17:39
[...]
A surpresa positiva foi o pagamento dos rendimentos da familia ESUU ESUD ESUT.... e claro que o valor a ser pago foi subtraido do VPA... mas uma distribuicao desse porte... de quase 8% do VPA, da mais seguranca para o investidor que pensa no longo prazo... lembrando que os resultados do projeto FAISAS tendem a ser crescentes ano a ano...

337450  - nelsonnpires   -  03 Mai 2017, 14:32
Pode considerar que os 56 de ESUT estão em ESUD e que desses mais de 20 são pessoas ligadas ao gestor ou ao adm.

Alias do PL atual diria que uns 70% é grana do gestor, mais Votorantim e pessoas vinculadas a eles.

PF totalmente externo é muito pouco..rs.

O problema deles, e que eles não esperavam, foi a elaboração no segundo semestre de 2016 de novas regras para FIP's feitas pela CVM, mudou muita coisa, e a principal foi que esse pessoal não pode votar na maioria das matérias apreciadas nas assembleias gerais por conflito de interesses, isso ocorreu em dezembro na questão de ESUU, o voto dessa turma não entrou no cálculo....rs. Garanto pra vcs que foi um balde de água fria neles.... Só para análise, se ao invés de ESUU fosse ESUD que estivesse em votação em dezembro muito provável que eles perderiam no voto essa prorrogação parcial que ocorreu, e isso deixando claro a possibilidade de quem quisesse liquidar a posição o fazer sem necessidade de aprovação dos outros cotistas...rs

Isso significa pessoal que nosso voto possui um peso muito grande, portanto não deixe de exercê-lo....

337449  - nelsonnpires   -  03 Mai 2017, 14:18
Muito pouco a comentar, basicamente é isso que colocou, apenas adicionando algo,


1- Eu particularmente esperava pagamento de algum dividendo, não muito, mas esperava. No momento tb acho que não vão pagar esse ano. A questão é pq não vão pagar, existe algumas hipóteses a respeito, mas acho melhor esperarmos o relatório anual do gestor, nele vamos esclarecer essas duvidas, tb devo comparecer a assembleia geral a ser marcada, se alguém tiver essa possibilidade seria interessante a presença, sempre se esclarece outras duvidas que deixam de ser colocadas no relatório.

2- Uma coisa é certa, 180 dias depois da baixa na carta fiança eles precisam alocar a grana em caixa ou devolver aos cotistas, esse é o tema mais importante no momento. São 32% que ficarão livres e desses 32% só pode ficar em caixa 10%.

3- Aqui existe um problema má vontade do RI da Votorantim, não só aqui, em fii's a mesma coisa, mas deixa pra lá.

337434  - ispholambra   -  03 Mai 2017, 03:55
Citação: gersonlp - Post #337432 - 03/Mai/2017 01:18
nelsonpires
Boa noite,
comprei mais um pouquinho de esut11f
o relatório sai em junho?
você espera que ela pague algum rendimento?
Nao sou o Nelson... mas vamos la...

Se forem pagar rendimentos, vao anunciar ate o fim de maio... mas acho que nao vao... porque da ultima vez que pagaram... anunciaram bem antes...mas se pagarem alguma coisa, mesmo que fosse pouco...daria um otimo sinal aos cotistas...no ano passado anunciaram em 25/05 que nao haveria o pagamento... portanto podemos ter noticias a respeito em breve...

Eles tem ate 30/06 pra divulgar o relatório de 2016...no ano passado divulgaram em 29/06... ou seja... no ultimo dia...

Esse e um ativo promissor... tenho uma bela posicao montada em ESUD11 e ESUT11...

Mas admito que abrir mao do rendimento mensal dos FIIs para comprar e manter esses fundos e bem custoso... e ao final o que vai fazer a diferenca e a isencao de IR sobre o ganho de capital...

Esses fundos ainda estao em fase de investimento... sendo portando natural que nao paguem rendimentos nesse periodo... mas como ja mencionado acima... se pagarem sera uma otima surpresa e uma excelente sinalizacao...

O que mata nesses fundos é a falta de informacao disponivel... ja devem ter começado a construcao da PCH Rincao... mas nao divulgam nada...nao sei se por causa do perfil de longo prazo dos investimentos, por desleixo aos cotistas ou se por questoes de sigilo estrategico... mas ter informacoes somente na divulgacao do relatorio anual e sofrível... mas nao tem o que fazer... quem quiser fazer parte do clube tem de se submeter...

336858  - ispholambra  - 18 Abr 2017, 02:52
Segue o boletim de geracao de energia eolica de março/2017...

Tivemos uma geracao bem baixa, nao so nas Faisas, bem como em boa parte das demais eolicas do Ceara...

Pelo que eu ando acompanhando da geracao diaria... o mes de abril esta bem melhor... raramente vi um dia gerar abaixo da expectativa...

Nelson, se voce puder... comenta o relatorio ai pra gente...

Sigo nos ativos ESUD11/ESUT11... uma pena estar sem grana para aportar mais... ate o fim de maio devem anunciar rendimentos, se é que vao pagar algo nesse ano... em junho vem o tao esperado relatorio anual de 2016... tomara que traga boas noticias $$$...
www.ons.org.br/download/resultados_operacao/boleti...

336651  - ispholambra   -  12 Abr 2017, 02:09
Depende do seu horizonte de investimento... ESUT11 em tese ainda dura mais 25 anos... o Nelson acha que dura menos.. tipo uns 18 anos... e o ESUD11 tem um pouco menos de 5 anos de duracao...

Eu tenho uma posicao em ESUT11 maior que eu ESUD11... porque eu entendo que ESUT11, apos a liquidacao do total ou de boa parte do ESUD11... no final pode ficar com a cereja do bolo... e a maior parte da renda variável pode ficar com ele...

Mas como e longo prazo e estamos no Brasil... tudo pode dar estupidamente errado....por isso mesmo com essas promoçoes eu dei um tempo nas compras desses fundos... mas como a posicao em ESUT11 no meu caso e mais de 30% maior que ESUD11... nos preços correntes eu compraria ESUD11...

E se daqui a 5 anos o ceu estiver de brigadeiro... e ambos pagando bons rendimentos... acredito que se houver a opcao eu nao liquido a posicao nem em ESUD11....

Ou seja... estou comprando esses fundos para fins previdenciarios mesmo...

336565  - ispholambra  -  08 Abr 2017, 04:10
ESUD11/ESUT11 - O estrago da taxa de administração...

Apenas a titulo de curiosidade e para termos a verdadeira noção do estrago que a taxa de administracao faz em um ativo, temos um caso bem peculiar nos ativos acima...

Ambos tem os mesmos ativos base...ou seja investem nos mesmos ativos... porem enquanto ESUT11 tem uma taxa de administração de 1% a.a... ESUD11 tem uma taxa de administracao de 2% a.a...

Sao fundos de duration diferentes... enquanto o primeiro foi planejado para durar 10 anos... o segundo foi planejado para durar 30 anos... portanto sao teses de investimentos distintas... mas o dado que chama a atenção é que a diferença entre o VPA de ESUT11 R$ 1.876,77 e ESUD11 R$ 1.776,68 distanciaram R$ 100,17... em pouco mais de 5 anos de duracao...

Ou seja... o estrago no longo prazo seria enorme, se ambos os fundos durassem 30 anos..



Falando em ESUD/ESUT...

Saiu o boletim de geracao eolica de fevereiro/2017... Socorre a gente ai Nelson!!! kkkkkkk
Vamos ver.....

Como conversamos em eólica trabalhamos com resultados de geração de longo prazo, na verdade médias de 4 anos que nos dão uma análise bem satisfatória do comportamento do parque. Mas vamos analisar o comportamento de fevereiro.

Em 2017 a geração foi um pouco acima da prevista, em 2016 bem acima da prevista e em 2015 um pouco abaixo.

2016 foi um ano atípico, se não fosse o problema operacional que Faisa apresentou em dois meses do ano passado a geração teria sido bem acima das garantias físicas, tanto que mesmo com esse problema o ano de 2016 fechou em 97% dessas garantias físicas. Só lembrando que essa questão operacional muito provavelmente coberta pelo seguro contratado e pela Suzlon que é a operadora do parque.

Agora entramos em março e abril, esses meses são os dois meses que sazonalmente apresentam baixa geração e a geração prevista neles se situa em torno de 20% quando comparamos com agosto, setembro e outubro por exemplo. Quero dizer com isso que a variação de geração neles ano a ano pouco contribui para o resultado anual do parque.

Conclusão: Faisa esta operando redondo e a probabilidade de manter sua geração dentro do programado é muito grande. Como falamos oscilações mensais e anuais vão existir, mas a média ao longo da concessão dificilmente devem ficar fora do previsto.

Mudando para Rincão: Regime de chuvas isso sim tendo uma alteração significativa do Brasil, pensei que seria algo de poucos anos, mas a situação persistindo. Semi-árido nordestino avançando sobre o norte de minas e fazendo com que frentes frias fiquem mais estacionada no sul. Região de Rincão atualmente com uma média hidrológica muito superior a média histórica de 30 anos e pelo visto deve se manter assim.

Como curiosidade link da quantidade de chuvas na região onde localizado Rincão. Apenas curiosidade, não significa algo de longo prazo, mas não temos como negar que as médias pluviométricas dos últimos anos do sul estão bem acima das médias históricas de 30 anos que foram os dados utilizados para definição das garantias físicas. Aqui sim na minha opinião ocorreu uma mudança que deve se estender ao longo dos anos.
                                                         ▲                                               ▲


pessoal como funciona os pagamentos de esud11 e esut11???
pagamentos anuais ou mensais??

Ate hoje pagaram duas vezes somente... e foi anual... mas esses fundos ainda estao em periodo de investimento... podem nao pagar nada nesse ano... 

saberia dizer quando que encerra esse período de investimentos para que possa iniciar os pagamentos?
comprei esut11 hoje

Gerson,
Pelo prospecto a fase de investimentos de ESUD11 e de 9 anos... e do ESUT11 é de 10 anos se nao me engano... e ambos tem pouco mais de 5 anos...

Mas eu nao acredito que vao investir por todo esse periodo nao... creio que vao concluir a PCH Rincao por volta de 2019, e para investir o restante do caixa, que pelo que disse o Nelson da pouco mais 30% do atual PL dos fundos, do provavelmente vao comprar algum empreendimento ja pronto e/ou em fase final de conclusao...

Entao devem comecar a pagar rendimentos antes de findar a fase de investimentos de cada fundo...

Na opiniao do Nelson, devem distribuir alguma coisa ainda nesse ano... pois ao final de 2016 as eolicas FAISAs tinham aproximadamente 65 milhoes em caixa e 60% desse valor pertence aos fundos... dessa forma, se os fundos conseguiram finalizar a entrega do parque eolico junto a BNB e ao BNDES, alem de nao terem mais o custo salgado das fiancas bancarias que sao obrigatorias antes da conclusao final dos parque eolicos , vao poder distribuir boa parte desse valor aos fundos em forma de dividendos e com certeza nós seremos agraciados com algum dindin...

Mas so vamos saber disse de maio em diante ou quando divulgarem o relatorio de 2016...

Nessa modalidade de investimento a parte mais complicada é sempre a falta de informacoes tempestivas...pois so temos uma ideia clara do avanço dos investimentos quando da divulgacao do relatorio anual...

Mas ja que voce entrou no ativo... aproveite e leia os relatorios dos anos anteriores... nele voce tem uma ideia boa do andamento dos investimentos ate o termino de 2015...

Caso voce se interesse segue o link para acessar os ultimos relatorios... que sao os mesmos para os tres fundos...
                                                         ▲                                               ▲

334627 - nelsonnpires -  24 Fev 2017, 01:02
ESUD/ESUT
1- Contratos de operação e manutenção de eólicas normalmente estabelecem minimo de 97% de disponibilidade dos equipamentos de geração. Significa que o risco desses projetos após fase de implantação basicamente vinculados a disponibilidade de vento.


2- Carta fiança do projeto Faísa gira em torno de 7M ano ( valor aproximado e posso estar errado..rs), isso significa 30% dos custos financeiros anuais. Como esse financiamento é provisório e em fase final para sua liberação (isso se não tiver ocorrido essa liberação), em pouco tempo serão mais 7M brutos anuais entrando no caixa de Faisa.

Família ESUD/ESUT,

Faisas,

Saiu relatório de geração de jan/17,
Como previsto acumulado de 12 meses exatamente igual as garantias físicas, tirando o problema de cabeamento que atrapalhou a geração ao longo de agosto/setembro/ e parte de julho muito provavelmente teríamos algo em torno de 110% ou mais das garantias físicas. Lembrar que esses meses são considerados meses de alta geração quando consideramos a média anual.
Nelson,
A geracao ficando dentro das garantias fisicas e o que importa... se sobrar fatura algum no mercado livre, senao so de nao ter de comprar para pagar o que nao foi gerado ja ta de otimo tamanho e ja garante que o empreendimento seja lucrativo...

A proposito... como voce acha que foi a lucratividade de 2016? Será que o bolo de 65 milhoes em caixa de 2015 de uma crescida boa? Estou bem curioso... kkkk

Existem regras para geração superior ou inferior às garantias físicas, existindo ajustes anuais e quadrienais, não me lembro de cabeça os limites inferiores e superiores. Eólicas contratadas por leilões de energia de reserva não podem vender sua energia excedente no mercado spot,(exceção a época de comissionamento do empreendimento), mas são remuneradas por esse excedente normalmente pelo valor contratado. Portanto quanto mais Faisa gerar acima da garantia física...melhor.

Sobre a lucratividade vai depender de duas coisas:

1- Custos envolvidos no evento não recorrente que afetou a geração por alguns meses. Faisa é operada por terceiros mediante contrato de Operação e Manutenção,a principio essa empresa responsável pelos custos envolvidos com a manutenção e peças de reposição.

2- Lucros cessantes motivado pela diminuição da geração. Com certeza Faisa contratou seguro, mas não sei qual a abrangência do mesmo.

Portanto o lucro acumulado deve se alterar conforme desfecho dos itens anteriores, mas se for para chutar, diria por volta de 90M... lembrando que alem do lucro temos redução do endividamento por amortização anual e principalmente diminuição real da dívida motivada pela inflação. 
                                                                                           ▲                                                                      ▲


333887  - nelsonnpires -  09 Fev 2017, 08:50
Algumas informações complementares:

1- FC previsto é constante, não leva em consideração a sazonalidade dos ventos. Objetivo de todo projeto eólico é alcançar esse número ao longo da vida útil da concessão.

2- FC realizado retrata um período de analise, que pode ser mensal, anual, acumulado de 12 meses , acumulado de anos anteriores.

Desse modo não devemos comparar o FC realizado mensal pelo FC previsto. Diria que o melhor parâmetro de comparação seria o FC realizado acumulado de 12 meses. Lembrando que mesmo essa comparação nos apresenta apenas um retrato de CP.

Em 2016 o FC realizado ficou em +-97% do previsto. ONS utiliza uma margem de 5% para mais ou para menos como parâmetro de variação "normal". Em 2015 Faísa gerou 107,6% do FC previsto.

3- Em 2016 como informado tivemos um evento não recorrente no sistema de cabeamento que comprometeu parte da geração das Faísas ao longo de +- 2 meses. Sem esse evento o FC realizado em 2016 passaria facilmente dos 100% previstos.

4- Faísa iniciou sua operação ao longo de 2014 e de lá até hoje podemos afirmar que a geração acumulada vem se dando acima de suas garantias físicas. Geração de 2017 continua dentro da normalidade, ou melhor, um pouco acima do projetado.

Considero complexo de Faísa um excelente ativo. Custos de implantação dentro do planejado, FC realista, capacidade operacional de geração, valor da energia vendida por preços adequados e vinculado a um financiamento muito bem conduzido por parte do gestor.

333886  - ispholambra -  09 Fev 2017, 03:03
ESUD11/ESUT11

Segue o boletim de geracao das usinas eolicas do mes de dezembro de 2016 e do ano de 2016... pelo que eu consegui entender dos dados das Faísas, a geracao foi menor que em 2016, fato ja adiantado pelo Nelson, porem pelo que eu entendi a geracao nao ficou abaixo da geracao contratada... sendo que em dezembro, todas as Faisas geraram mais que o contratado...

Se alguem der uma olhada e tiver mais conhecimento para interpretar o boletim e ver informacoes novas ou precisar corrigir a minha interpretacao fique a vontade...

PS: Os dados das Faisas estao na pagina 37
http://www.ons.org.br/download/resultados_operacao...

332840  - ispholambra -  21 Jan 2017, 00:39
Rafael,
Considero ESUD/ESUT ativos muito promissores e que unem o útil (boa gestao) ao agradável (boa rentabilidade) porem um investimento nesses ativos tem de considerar o longo prazo, pois sao fundos que ainda estao investindo.. em que pese ja terem um otimo ativo (eolica faisa) ja finalizado e gerando caixa aos fundos... dessa forma, para os proximos dois anos pelo menos nao devemos esperar grandes distribuicoes de rendimentos aos cotistas...

Mas respondendo a sua pergunta... eu compraria sim... alias, como ainda nao terminei a minha posicao nos ativos... se tiver alguma promocao eu vou acabar entrando...mas como nao tenho grandes recursos para investir de uma vez só... minhas compras sempre sao pelo fracionario...

Na verdade eu estou "matando' parte dos rendimentos presentes para ver se colho bons frutos no futuro... na verdade ja colhi uns frutos com esses ativos fazendo alguns trades... e em dezembro eu colhi mais uns frutos com o ESUU11 que eu comprei em setembro por uma media de 1435,00 reais a cota e fui reembolsado em dezembro por mais de 1750,00...

Ou seja... com o ESUU11, o administrador provou que o investimento é serio... e que pode dar bons frutos... mas com certeza tem muitos riscos...

Esses fundos sao um tipo de "private equity" do setor de energia... e no mundo corporativo o que mais da dinheiro aos investidores e exatamente o private equity... entao to me arriscando por essas bandas tambem...

332833  - nelsonnpires -  20 Jan 2017, 20:26
Família ESUD/ESUT/ESUU

Dados consolidados dos 3 fundos de dezembro disponíveis.

1- Conforme informado anteriormente, dividiram as ações de Faisa dos cotistas que liquidaram posição em ESUU entre os 3 fundos, repeitando as porcentagens de cada um deles anteriores a essa divisão.

2- Evidente que o ideal seria a liquidação total de ESUU, mas como isso não ocorreu, considerei justo essa divisão, ESUD/ESUT/ESUU foram beneficiados de maneira proporcional por essa liquidação parcial.

3- Rincão entrou na carteira consolidada com valores a serem integralizados. Pelos valores informados, não vão solicitar empréstimos junto ao BNDES, ou seja os fundos bancam todo o projeto se valendo do caixa que eles possuem. Anteriormente já entendia essa alternativa como a mais correta, com essa perspectiva atual de queda na taxa de juros maior que a perspectiva de queda na TJLP a proposta de bancar integralmente Rincão com dinheiro em caixa é ainda mais acertada.

4- Após essa nova configuração dos ativos dos fundos o caixa disponível diminuiu significativamente mas ainda suficiente para alguma nova aquisição.

5- No momento todos os fatos ocorreram conforme planejado, vamos aguardar os novos acontecimentos.

331404  - nelsonnpires  -  16 Dez 2016, 17:23
Faisa,
Perguntaram como anda a geração de Faísa,

Acumulado até novembro a geração ficou praticamente em 100% do FC.

Mas um detalhe que precisa ser esclarecido, durante quase 60 dias Faísa trabalhou com eficiência um pouco abaixo de 80%, ocasionando um baixo FC durante esse período. Ocorreu um problema de cabeamento no complexo que provocou esse fato. Estão discutindo com a seguradora a possibilidade dessa baixa geração durante esses 60 dias serem indenizados.

Mesmo com essa ocorrência que superada o FC de Faisa até novembro está dentro do planejado . Expurgando esse numero Faísa teria produzido bem acima do seu FC, fato que ocorreu em 2015.

Mesmo com problemas operacionais conseguir chegar no FC programado é raridade em complexos eólicos...

Confiança em Faisa continua muito alta..

330822  - nelsonnpires   - 02 Dez 2016, 23:26
Como curiosidade: (XPOM11, Família ESUD )

Existe uma falha na Bovespa em relação ao IR na fonte "dedo duro" em relação aos FIP-IE,



Segue legislação atualizada: Reparem no último parágrafo que foi adicionado em 2016 e depois olhem artigo 63/65



Subseção VIII
Dos Fundos de Investimento em Participações em Infraestrutura e dos Fundos de Investimento em Participação na Produção Econômica Intensiva em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Art. 33. Os rendimentos auferidos no resgate de cotas de FIP-IE e de FIP-PD&I, inclusive quando decorrentes da liquidação do fundo, ficam sujeitos à incidência do imposto sobre a renda na fonte à alíquota de 15% (quinze por cento) sobre a diferença positiva entre o valor de resgate e o custo de aquisição das cotas.

§ 1º Os ganhos auferidos na alienação de cotas de fundos de investimento de que trata o caput serão tributados:

I - à alíquota 0 (zero), quando auferidos por pessoa física em operações realizadas em bolsa ou fora de bolsa;

II - como ganho líquido, à alíquota de 15% (quinze por cento), quando auferidos por pessoa jurídica em operações realizadas dentro ou fora de bolsa.

§ 2º No caso de amortização de cotas, o imposto sobre a renda incidirá sobre o valor que exceder o respectivo custo de aquisição à alíquota de que trata o caput.

§ 3º No caso de rendimentos distribuídos à pessoa física, nas formas previstas no caput e no § 2º, tais rendimentos ficam isentos do imposto sobre a renda na fonte e na declaração de ajuste anual das pessoas físicas.

§ 4º O disposto neste artigo aplica-se somente aos fundos constituídos na forma prevista no art. 1º da Lei nº 11.478, de 29 de maio de 2007, que cumprirem os limites de diversificação e as regras de investimento constantes da regulamentação estabelecida pela CVM.

§ 5º Na hipótese de liquidação ou transformação do fundo, conforme previsto no § 9º do art. 1º da Lei nº 11.478, de 2007, os rendimentos distribuídos pelos fundos aos cotistas ficam sujeitos ao imposto sobre a renda na fonte às alíquotas previstas no art. 6º.

§ 6º Ressalvada a responsabilidade do próprio contribuinte pelo pagamento do imposto de que trata o § 1º, a instituição administradora do fundo fica responsável pela retenção e pelo recolhimento do imposto até o 3º (terceiro) dia útil subsequente ao decêndio de ocorrência dos fatos geradores.

§ 7º As perdas apuradas nas operações de que trata este artigo não serão dedutíveis na apuração do lucro real.

§ 8º Não se aplica às alienações de cotas a que se refere o inciso I do § 1º a retenção de imposto sobre a renda na fonte a que se referem os arts. 63 e 65.

(Incluído(a) pelo(a) Instrução Normativa RFB nº 1637, de 09 de maio de 2016)



Subseção V
Da Retenção na Fonte com Alíquota de 0,005%


Art. 63. As operações referidas no § 2º do art. 25 e nos arts. 27, 37, 58 e 60 a 62 sujeitam-se à incidência do imposto sobre a renda na fonte, à alíquota de 0,005% (cinco milésimos por cento) sobre os seguintes valores:



Subseção VII
Das Operações de Day-Trade


Art. 65. Os rendimentos auferidos em operações de day-trade realizadas em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, por qualquer beneficiário, inclusive pessoa jurídica isenta, sujeitam-se à incidência do imposto sobre a renda na fonte à alíquota de 1% (um por cento).





Qual a falha:

Nota de corretagem em FIP-IE tanto em operações normais como DT retém o IR "dedo duro".



Como observado na legislação acima isso é incorreto.

Fiz reclamação formal a minha corretora que concordou com meu argumento. A mesma entrou em contato com a Bovespa que tb concordou, reconhecendo o erro e se prontificando a atualizar seus sistemas.

Até o momento a falha continua, apesar da corretora informar que vai realizar os estornos do IR e tb corrigir a declaração enviada a receita sobre o "dedo duro".

Como opero por mais de uma corretora, tb solicitei providencias sobre o tema.

Como aviso:

Para quem realizou operações normais ou DT em FIP-IE, importante contatar sua corretora e de posse da legislação que postei acima reclamar do recolhimento irregular do IR nas respectivas notas de corretagem.

Importante essa atitude para não terem problemas em 2017 com a declaração de ajuste anual do IR.


Agora meu desabafo: PQP, pagamos caro para um trabalho correto por parte da Bovespa e ela faz uma asneira dessas...

329899  - ispholambra -  11 Nov 2016, 20:10
Podem ter mais negocios para o ESUD/ESUT vindo ai...

Aneel aprova edital de leilão de energia de reserva, marcado para 16 de dezembro
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta sexta-feira, 11, o edital do segundo leilão de energia de reserva deste ano, marcado para 16 de dezembro. Na licitação, serão contratados exclusivamente empreendimentos que gerem energia solar e eólica. O preço-teto da energia solar será de R$ 320,00 por megawatt-hora (MWh), e o preço máximo a ser contratado por usinas eólicas será de R$ 247,00 por MWh.

Os contratos serão realizados na modalidade de quantidade, pelo prazo de 20 anos, com início de suprimento em 1º de julho de 2019. Empreendimentos com potência inferior a 5 MW não poderão concorrer.

Um dos principais critérios de seleção na disputa é a margem de escoamento de transmissão. Isso significa que só poderão participar da licitação as usinas que tenham garantia de que poderão se conectar e escoar energia nas linhas de transmissão existentes.

A medida visa a evitar problemas que ocorreram no setor no últimos anos, quando parques eólicos ficaram prontos no Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte, mas não podiam gerar energia devido ao atraso na construção de linhas de transmissão que iriam conectá-las ao sistema. Após o leilão, as usinas vencedoras deverão solicitar ao Operador Nacional do Sistema Elétrico um parecer de acesso à rede de transmissão.

De acordo com a Aneel, 1.260 empreendimentos se cadastraram para disputar o leilão, sendo 841 eólicos e 419 solares, com potência de 35,148 mil MW. Poderão participar usinas dos Estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Relator do processo, o diretor Tiago de Barros Correia destacou que usinas na Bahia, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul podem ter mais dificuldades para disputar o leilão, uma vez que os pontos de conexão com a rede de transmissão estão sobrecarregados nesses Estados.

329537  - nelsonnpires   -  06 Nov 2016, 13:23
[...]
Familia ESUD apesar de ter o mesmo objetivo de XPOM é um fundo de desenvolvimento, portanto vc precisa acreditar no gestor. Não é o mesmo que acreditar no administrador. Até o momento gestor acertou nos investimentos realizados tanto no projeto em si e principalmente no financiamento (2/3 de Faisa com juros pré de 2,5%aa, e 1/3 TJLP mais premio de 1,8%aa). Geração dentro do planejado,custos de implementação idem, e financiamento melhor que o planejado.

Duvida sobre o PL de ESUD. Acho que a resposta para isso é ESUU que vai pagar os cotistas pelo PL no fim do ano. Lembrando que +- 54% é caixa, restante basicamente Faisa q foi reavaliada pouco tempo atrás. Outro fato, gestor em ESUU12 quer ficar com suas cotas, sendo que o mesmo poderia vender pelo PL facilmente. Eu particularmente sou totalmente a favor de ESUD/ESUT comprarem parte de Faisa pertencente a ESUU pelo PL, (acho justo o valor e por questões estratégicas tb)

Sobre taxas, tb acho caro, mas para atividade de desenvolvimento de projetos o comum infelizmente é esse valor.

Outro lembrete ESUT fundo de LP da família o maior acionista disparado +-60% do fundo é o gestor, para mim isso demonstra aderência aos interesses dos cotistas. Podem existir conflitos? Podem, mas existem muito interesses comuns.


Investimentos em geradoras, principalmente eólicas e solares são realizados com prazo determinado. Prazo esse suficiente para pagamento do juros e amortização do principal.

Situação só faz piorar, e pouca coisa é feita.
Isso não vai acabar bem.http://www.canalenergia.com.br/zpublisher/materias/Noticiario.asp?id=114542 
329512 - ispholambra - 05/Nov/2016 00:51
É isso ai Nelson... o negocio ja ta começando a feder... a PLD ja esta em 241,00 e tende a continuar subindo e ja ja bate no teto de novo que é 422,56...
Nesse cenario ja deviamos estar com bandeira vermelha e nao com bandeira amarela...se nao chover muito nesse verao que se aproxima... no ano que vem vamos ter cheiro de chifre queimado e enxofre no setor eletrico... kkkk
E olha que a economia nem começou a se recuperar ainda ....
Muito bom para a familia ESUD/ESUT que tem caixa para investir...

329522  - nelsonnpires -  05 Nov 2016, 14:55
Situação não esta boa, questão meteorológica de LP sendo ignorada. Nossos modelos matemáticos não funcionam mais e a única coisa que observo é um total imobilismo torcendo para que amanhã tudo volte ao normal. Infelizmente isso não vai ocorrer, o comportamento climático se alterou definitivamente, existem inúmeras hipóteses para isso e dentre elas temos desmanamento e aquecimento global. Alguns defendem essa tese outros não. Eu mesmo acreditava que era algo passageiro, hoje não mais, não sei o motivo real mas sei que algo precisa ser feito urgentemente. Essa questão do desmatamento é dramático e onde os governos podem intervir pesadamente não só fiscalizando mas principalmente auxiliando financeiramente, e olha que quando digo financeiramente me refiro ao planeta. Afinal se países desenvolvidos liquidaram suas florestas no passado em troca do desenvolvimento nada mais justo que contribuam para a preservação da nossa, caso contrário teremos um jogo de perde-perde.

Mudando o foco para a questão de investimento que é o que interessa. O MRE continua com números ruins, e não vejo alteração, PLD tem tudo para disparar e isso já em 2017.
Nesse cenário como investidor em energia considero a melhor alternativa eólicas, solares e pch's região sul sem entrarem no MRE. Região sul na minha maneira de interpretar esse problema climático é a única que não esta sofrendo com a falta de chuvas, alias chovendo mais do que o normal e não é só o el nino que todos comentam, questão estrutural mesmo, se as frentes frias não avançam sentido sudeste elas ficam estacionadas e ocorre toda essa precipitação que estamos vendo.

Sobre ESUD, investimento realizado até agora foi perfeito, provavelmente foi sorte, mas foi perfeito. Acertou em cheio nos dois investimentos. Espero que gestores tenham a mesma visão que a minha sobre riscos e oportunidades nessa área. Comentei anteriormente que foco deles é eólica, solar e PCH's concluídas na região sul, que continue assim. Pela sequencia de acontecimentos diria que devem ter algo em fase final de conclusão. Gestor aguardando definição de ESUU para finalizar o processo de aquisição, lembrando que ESUU não pode investir nada durante esse anos de 2016 por regulamento.

Sobre XPOM, dois lados, Gargau que representa 2/3 do faturamento vai muito bem e deve continuar assim.

Agora sobre Pipoca não sei o que falar, no momento protegida pela adesão ao MRE. Mesmo estando ruim o MRE está muito melhor que o nível de geração em Pipoca.
Só que temos o PLD dando sinais que vai incomodar muito e o MRE baixo que mesmo assim ajudando Pipoca.

E sempre temos riscos regulatórios nessa área de geração, não significa que vão ocorrer mas que podem.

Por lei toda PCH pode ter sua garantia física revista, no máximo em 10%, sendo admitido 5% em cada alteração.
Tb por lei PCH podem ser retiradas compulsoriamente do MRE.

Agora entendam que meu comentário não significa que vai ocorrer e sim que existe lei permitindo esse fato. Durante essa fase crítica para toda bacia onde inserida Pipoca não acho que Aneel vai alterar nada, afinal o problema é estrutural e não individual de Pipoca. Mas é bom sabermos do risco. A propósito, essa MP 735 tratou dessa questão para impedir o desenquadramento compulsório das PCH's, mas não sei em que situação se encontra.

Investimentos são assim, onde observamos riscos, procurando com calma podemos encontrar oportunidades. Mas nesse país que estamos haja riscos pqp..........  

329533 - GUTODUMONT - 06 Nov 2016, 01:19
Fala Nelson,

Beleza?!?! Primeiro parabenizar pela dedicação e estudo nestas áreas relativas a geração de eletricidade, e agradecer por compartilhar com a gente.

Pontuar rapidamente que discordo de vc sobre questões de tempo e chuva estar umbilicalmente ligado a ações do homem. Ainda creio que a raça humana é uma faísca na vida da terra. Vamos aprender a usar para reutilizar pelo nosso próprio bem, e não para salvar a terra. E acho q ainda vamos durar por inúmeras gerações. Mas isso é extremamente pessoal. Aqui não é lugar de debater ou tentar convencimento.

Sou totalmente leigo com relação à geração de energia e não tenho praticamente nenhum conhecimento dos termos, siglas e normas a esse respeito.

Para um bom leigo minha visão de XPOM é a seguinte:

- levantou recursos e já investiu no que tinha que investir
- não tem prazo para acabar
- a dívida das empresas do fundo vem diminuindo período a período
- o dividendo acruado vem aumentando período a período
- distribui um ótimo dy anual

Isso apesar de todos os inúmeros pesares com relação ao clima.

Não vejo ESUD/ESUT com todas essas clarezas.

Em o quê os recursos destes fundos estão aplicados (dei uma olhada no buscador deste site e no site da Vam, muito rapidamente, e não consegui distinguir categoricamente)?

Quando estes fundos chegarem ao vencimento qual seria a estratégia? Vender as participações nas empresas investidas? A qual preço? Para quem?

Até que ponto podemos confiar neste valor patrimonial? Na realidade, teria alguém disposto a pagar isso quando do vencimento? Porque?

As taxas de administração/performance são bastantes salgadas.. O que fazem os gestores para merece-las?

Para finalizar. Quando vc postou que ESUD poderia dar IPCA + 14% a 1270, e sabendo da falta de liquidez do ativo, deixei uma pequena ordem como motivador para um estudo mais profundo. A ordem executou. Apesar de vários compradores nesse preço hoje em dia, optei por arriscar até o desenrolar deste fundo que vence no final do ano ESUU. Mas esses questionamentos me impedem de tentar uma posição maior, e principalmente, arriscar em ESUT.
                                                                                           ▲                                                                      ▲

Fala, Zotti!
Qual a expectativa de retorno nesse preço?
Sei que as distribuições aumentam com o tempo, mas qual seria a TIR?
Grande Eurico

Não tenho este cálculo aqui. mas estimo que a 1.100 dá uns 11 + IPCA. O expert no assunto é o Nelson, talvez possa te dar números mais precisos.

À 1.1100,00 paga o que o fundo tem de Renda Fixa e leva os projetos, Faísa já rodando de graça.

Desvantagens: Fundo de desenvolvimento, então risco alto; aus~encia de liquidez, longuíssimo prazo.

Vantagens: Gestores colocaram dinheiro do próprio bolso no fundo, já mostraram que tem expertise no assunto, contratos longos reajustados, etc.

ESUT11 
Considerando duração do fundo 25 anos, com duration +-20 anos, IPCA de 5% aa PL= R$1778,00, compra R$1100,00

projeção de 11,3%aa + IPCA 

ESUD11 duration 5 anos IPCA 5%aa PL= R$1691, compra R$1270,00

projeção de 14,3% aa + IPCA

Questão é a duration mais curta em ESUD, esse fato que deixa o retorno superior em ESUD X ESUT

Diria que o legal é ter um pouco de cada

Lembrando da dupla isenção de IR, tanto na renda como na venda, quem realizou lucro em FIP-IE sabe da importância desse fato,(20% se compararmos a fundo imobiliário) 
                                                                                           ▲                                                                      ▲
327914  - ispholambra -  04 Out 2016, 01:30
Ótima noticia para o ESUD11/ESUT11... e tambem para as empresas que investem em PCHs e demais energias renovaveis...foram mantidos os juros e os percentuais de financiamento...
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/5607899/bndes-define-nova-politica-financiamento-para-setor-eletrico
Nelson,
A dificuldade maior em relação a ESUD, ESUU e ESUT é a liquidez olhando os
últimos negócios:
ESUD - 10/08 a 1100
- 25/08 a 1250
- 09/09 a 1300
ESUU - 14/06 a 1400
ESUT - 25/07 a 910
- 08/08 a 1150
O fracionário deve pegar carona com essas compras de lote cheio em
leilões?
No caso tem de deixar ordem de ESUD11F a 1300 e esperar?
ESUU11F que vai até dezembro não tem oferta.
Quase impossível comprar.
Tem uma Propaganda da Empiricus que fala da Oportunidade da Década, na RF, certamente é uma
NTN-B 2035.
Por mais que eu erre nas contas ESUD a 1300, não tem comparação.
E olha que a primeira vez que li alguma coisa do Nelson eu comprei RBBV e depois vendi
conforme ele mesmo esclareceu.
327457  - nelsonnpires  -  23 Set 2016, 00:17
Esses fundos realmente possuem uma liquidez muito ruim.
Atualmente complicado comprar devido a esse fato. Se vc colocar ordem no livro e deixar por lá, pode ser que consiga pegar alguma coisa, o ruim é que geralmente pinta leilão então sua ordem em geral acaba ficando pra trás. Ideal portanto é deixar sua ordem colocada e ao mesmo tempo ficar esperto para eventuais leilões que possam ocorrer.
Comentei que os próximos meses serão movimentados na família ESUD e isso acho que tirando a liquidez do papel de vez.
Inicio de dezembro ESUU tem seu término, ativos em RV do fundo muito provavelmente serão comprados pelos outros fundos (ESUD/ESUT). Acho tb que essa liquidação vai se dar pelo PL que no momento R$1720.
Quando isso ocorrer teremos +- R$139M entregues na mão dos cotistas com cotação de R$1720. Evidente que vão definir um destino para esse capital.

A pergunta que fica. Será que uma pequena parte desses cotistas vão querer comprar cotas dos outros fundos da família que ficaram? Até que valor topariam pagar?

Para o pessoal cotista:

Amanhã leilão de energia de reserva, PCH Rincão na parada. Vamos ver no que vai dar.
Na torcida.... 
                                                                                           ▲                                                                      ▲
326421  - ZOTTI   -  25 Ago 2016, 22:02
Não faz propaganda não.
No fim, pra que quer pingado o unico que serve é ESUT11.
Acho que vão comprar a participaçao da Eolica e de Rincao.
E ficarao nisso. ¨60% donos da Eolica e 100% de Rincao.
Esperando ofertas pra aumentar participação.... e procurando ofertas de private pra dividendos. Chinesada chegando com tudo!!!

325196 - nelsonnpires   -  02 Ago 2016, 13:55
Ivan seu racional correto, porem existe um detalhe.

Quando vc trás a valor presente, ESUD11 em 5 anos e ESUT 25 anos o retorno anual em ESUD11 fica muito superior, não me lembro agora mas pouco menos que o dobro de ESUT, e isso tem lógica pq uma parte substancial do retorno esperado é derivado da compra da cota com deságio, portanto ter de volta esse "deságio" em 5 anos ou 25 anos fazem muita diferença. Mas se considerássemos o mesmo tempo de retorno para ambos fica claro que ESUT teria um retorno superior.
Como disse tenho os dois,(70/30) e diria que são estratégias diferentes, ESUD11 de médio prazo, ESUT11 de longo prazo mas meu longo prazo não chega nesse tempo todo de 25 anos, vou querer vender no meio do caminho e devo perder uma parte do deságio por esse motivo. Eu particularmente não sei qual melhor alternativa entre eles na compra no secundário, considerando o mesmo preço para os dois.

325188  - ispholambra -  02 Ago 2016, 01:16
Postei as tabelas acima.. para quem comprar saber o que esta comprando... na casa dos 1.000,00 por cota o desconto e muito bom... e sempre lembrando que o ESUU11 acaba em dezembro desse ano... ESUD11 acaba em Dezembro de 2021 e ESUT11 acaba em Dezembro de 2041...
Para quem e mais jovem nao ha duvidas que o melhor investimento e ESUT11... porque tem 1% de taxa de administracao (a metade dos demais) e porque tem longa duracao e deve distribuir muitos rendimentos ate ser liquidado...

323615  - disc126  -  30 Jun 2016, 17:01
Para os interessados em ESUU/ESUD/ESUT

Segue o link para uma palestra proferida ontem pelo Reinaldo Holanda de Lacerda, um dos diretores do BBVA, gestor de recursos de PF, institucionais e investidores estrangeiros, gestor dos fundos BBVA Energia Sustentável, vulgo ESUU/ESUD/ESUT, no qual ele aborda investimentos privados em infraestrutura, traz diversos dados, fala sobre o início dos FII, FIP, FIDC e debêntures e fala também sobre a criação e gestão dos fundos de equity em energia sustentável.

Além disso ainda deu um panorama do montante potencial que o setor de infra poderia captar entre equity e investidores financeiros.

Não era uma palestra exclusivamente sobre FIP, mas julgo que vale a pena investir um tempinho assistindo.

Pra quem leu o relatório e viu a questão sobre a defasagem da liberação do BNDES/BNB que implicou na necessidade de investimentos com capital próprio que não estava previsto - ele aborda a questão e fala do prejuízo de R$ 56 mi.
https://youtu.be/i2_vHwtWXrY?t=6h11m44s

323555  - los_gomes   -  29 Jun 2016, 17:06
Resumo de ESUD/ESUT
Expectativas para 2016
Faísas: conforme pôde ser observado nos relatórios, a performance operacional e financeira do projeto foi superior as necessidades dos contratos de energia de reserva no ano de 2015, ratificando o resultado observado nos primeiros meses de operação dos parques. A expectativa para o ano de 2016 da equipe de gestão do fundo é obter a conclusão física e financeira do projeto perante o BNB e o BNDES, descrita anteriormente, o que deverá reduzir custos financeiros relacionados às fianças e liberar as cotas que os fundos deram em garantia para a obtenção destas fianças.
Assuruá: estes projetos foram concluídos no início do ano de 2016 e entraram em operação comercial. A performance de geração de energia demonstrada até o momento foi superior à esperada nos estudos de vento, o que, apesar da pequena amostra observada, comprovam as boas características técnicas dos projetos. Apesar de não possuírem mais a posição em debentures conversíveis dos projetos Assuruá, a equipe de gestão continua em contato com a empresa, pois existem outras oportunidades para aquisição de outros projetos da empresa.
Rincão: a equipe de gestão do fundo deverá participar do leilão de energia de reserva marcado para o final de julho. Caso os preços do leilão se confirmem competitivos e o projeto vença o leilão, a equipe de gestão deve efetivar a contratação de todos os prestadores de serviço e equipamentos já orçados, para efetuar a implantação do projeto.
Com os recursos recebidos das debêntures dos parques Assuruá e a liberação dos recursos bloqueados dos Fundos, a equipe de Gestão dos Fundos terá disponibilidade de caixa para investir em projetos cuja análise e negociação já estão em andamento. Esta forte posição de caixa, no contexto de mercado atual, tão escasso de crédito e liquidez, deverá proporcionar boas oportunidades de investimento.

323001  - nelsonnpires   -  15 Jun 2016, 18:06
ESUD/ESUT/ESUU

Assembleia hoje, apenas dois cotistas, eu e esposa presentes..rs.

Em geral ficou tudo de maneira hipotética, nada confirmado.

Minhas impressões.

1- Debentures de Assura, hoje se define se convertem em ações ou não. Não quiseram afirmar nada, mas considerei muito claro que o emissor quer quitar as mesmas, portanto provavelmente não seremos sócios de Assurua. Grana volta para o fundo corrigida pelo IPCA + 9,5%aa pelo período do empréstimo, (pouco mais de 6 meses).

2- Existem projetos em analise adiantada para aportarem esses recursos, ( PCH's prontas na região sul e energia solar em fase de implantação). Não definiram onde vão aplicar mas colocaram que o momento atual muito bom para quem possui recursos disponíveis, empresários em dificuldades financeiras necessitando se desfazerem de alguns de seus empreendimentos. Pelo que percebi deve ser rápido esse investimento.

3- Rincão, só vão iniciar as obras após venda da energia, não querem correr risco de ficarem expostos ao mercado de curto prazo. Consideram boas as possibilidades de exito no próximo leilão agendado com o MWh na faixa de R$200,00, valor que torna viável esse investimento. Projeto com custos estimados em torno de 50M.

4- Faisa performando adequadamente com produção um pouco acima da sua garantia física.

5- ESUU11 necessário assembleia para término do fundo em dez de 2016, mas acho muito difícil esse fundo ser prorrogado.

6- Existe sim a possibilidade da compra da parte Faisa do ESUU11 pelos fundos II e III, questão em aberto na parte preço, mas foco deve ser no Pl contábil de Faisa que consta nos demonstrativos.

15/06/2016 19:04 FIP IE I (ESUU) / FIP IE II (ESUD) / FIP IE III (ESUT)COMUNICADO AO MERCADO

FIP IE I (ESUU) / FIP IE II (ESUD) / FIP IE III (ESUT)

COMUNICADO AO MERCADO

Enviou o comunicado abaixo

"COMUNICADO AO COTISTA
Fundo de Investimento em Participacoes em Infraestrutura BB VOTORANTIM ENERGIA SUSTENTAVEL I, II e III

Prezado Cotista, 

Conforme consta do Prospecto dos Fundos, disponiveis para consulta nos sites da BM&FBovespa, http://www.bmfbovespa.com.br/home.aspx?idioma=pt-br , CVM, http://cvmweb.cvm.gov.br/SWB/defaultCPublica.asp , VAM-Votorantim Asset Management,
http://www.vam.com.br/web/site/pt/conheca_nosso_produtos/fundos/index.html , e no site dos fundos
http://www.vam.com.br/web/site/fipie/pt/fundo/prospectos_regulamentos.html os itens: 

2.6.12. Financiamento dos Projetos, 2.6.15. Politica de Investimento do Fundo, e nas competencias, 2.10.5. - A Assembleia Geral de Cotistas, regulamentam a premissa basica de que os projetos onde haja necessidade de algum investimento seriam na media financiados no volume entre 60% e 80% do seu custo total atraves de linhas de credito de organismos de fomento, entre os quais, se destacam os bancos de fomento, tais como o BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Economico e Social e o Banco do Nordeste. 

Por ocasiao da aquisicao pelos Fundos em parceria com a ENERPLAN PARTICIPACOES LTDA. 
("Enerplan") da totalidade da participacao societaria detida pela SUZLON ENERGIA EOLICA DO BRASIL LTDA. na EOLICA FAISAS HOLDING S/A, titular exclusiva da participacao em 5 (cinco) Sociedades de Proposito Especifico ("SPEs") proprietarias dos modulos do Complexo Eolico FAISA: FAISA I, FAISA II, FAISA III, FAISA IV e FAISA V, localizados no estado do Ceara, a 143 km de Fortaleza, cuja potencia instalada total e de 136,5 MW, e que venderam energia no leilao de Reserva de 2009, totalizando investimentos diretos nos parques eolicos da ordem de R$ 509.000.000,00, foi realizada assembleia de cotistas pleiteando autorizacao para financiamento. 

Conforme Ata da Assembleia Geral Extraordinaria de Cotistas, realizada em 10 de abril de 2012 na sede social do Administrador, Votorantim Asset Management D.T.V.M. Ltda., disponiveis para consulta nos sites ja citados, foi aprovada a prestacao de garantias pelos Fundos para fins de aquisicao de ativos de energia eletrica do Complexo Eolico Faisa e a obtencao de financiamentos para implantacao dos projetos. 

Sendo assim, informamos que os FIPs-IE prestaram as seguintes garantias:: 

1. Alienacao Fiduciaria e ou penhor de 100% das acoes da holding Eolica Faisa S.A. 
2. Ate R$ 210.000.000,00 em aplicacoes Financeiras de Renda Fixa dos Fundos 
3. Aval e /ou Fianca dos Fundos sobre o valor dos Fianciamentos realizados 

Esta comunicacao estara disponivel para consulta nos sites da BM&FBovespa, http://www.bmfbovespa.com.br/home.aspx?idioma=pt-br , CVM,
http://cvmweb.cvm.gov.br/SWB/defaultCPublica.asp , e VAM-Votorantim Asset
Management,
http://www.vam.com.br/web/site/pt/conheca_nosso_produtos/fundos/index.html, e no
site dos fundos 
http://www.vam.com.br/web/site/fipie/pt/informacoes/comunicados.html e ainda,
sera enviada mensalmente por carta a todos os novos cotistas que adquirirem suas
cotas por meio da Bolsa de Valores como ciencia desta condicao.

ESUU11/ESUD11/ESUT11

So para esclarecer aos navegantes... esses nao sao FIIs... sao FIPs... eles nao tem regularidade no pagamento de rendimentos... ESUU11 nem preve o pagamento de rendimentos... mas provavelmente sera resgatado e pago aos cotistas ate o fim do ano pelo VPA... por isso a sua cotacao esta bem mais alta que os demais... ESUD11 vai acontecer o mesmo daqui 5 anos... o ESUT11 daqui 25 anos... ou seja... para quem tem um longo tempo de acumulacao pela frente nao tenha duvidas em comprar o ESUT11...
Em todos esse fundos o atrativo principal nao sao a distribuicao de rendimentos... e sim a valorizacao do capital... pelo pouco que eu estudei deles a gestao e muito profissional e competente... mas eles investem para longo prazo... logo quem entrar deve visar o longo prazo...
Ainda nessa semana deve ser divulgado os relatorio de 2015... nele vamos ter uma visao do que aconteceu no fundo ate o fim de 2015 e do que esta por vir em 2016... entao para quem tem pretensao de comprar ou deseja conhecer melhor o investimento e essencial ler esse relatorio... alias leia todos os relatorios... inclusive dos anos anteriores para ver como foi a evoluçao do fundo ate agora...
Esses fundos sao para investidores qualificados... mas tem corretoras que aceitam que quaisquer investidores comprem mediante a assinatura da declaracao de investidor qualificado... na Socopa e no BB da pra comprar... opero pelo dois e compro sem problemas...
Eu ja comprei um pouco de ESUD11 e ESUT11 no fracionario... dependendo do que vier nos relatorios compro mais um pouco... mas nao sao fundos para se empanturrar... pois eles nao pagam rendimentos regularmente... ainda estao em fase de investimento...(ESUD/ESUT) e querendo ou nao eles carregam um risco consideravel porque o setor que eles investem (energia limpa) e bem complicado e regulado... mas eu creio que para o longo prazo de para ganhar uma bela grana...porem se tudo der errado... nao pretendo colocar mais que 5% do meu capital neles... atualmente tenho 2,3%...
Nao e indicacao de compra... alias...quem for comprar por favor tenha paciencia... tem para todo mundo... e nao adianta ficar colocando ordem um centavo acima... pois quem opera nesses fundo e peixe arisco... sempre tem leilao...e nao sei como, mas sempr eno ultimo segundo do leilao vem uma ordem e papa tudo e deixa as outras lambendo os dedos... deve ser algum peixe grande que faz isso...

Nao e indicacao de compra...esse post e so para informar mesmo... e caso alguem queira corrigir ou complementar algo... fique a vontade...

322547  - ispholambra -  03 Jun 2016, 01:11
ESUU11, ESUD11 e ESUT11

Seguem as demonstracoes financeiras... Hoje aconteceu a assembleia que ia decidir sobre a conversao das debentures dos parques ASSURUÁ... porem eu nao vi nenhuma divulgacao a respeito...

http://bvmf.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=ESUU&strData=2016-06-01T18:50:20.840

http://bvmf.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=ESUU&strData=2016-06-01T18:50:20.840

http://bvmf.bmfbovespa.com.br/sig/FormConsultaPdfDocumentoFundos.asp?strSigla=ESUT&strData=2016-06-01T18:50:59.607


Nenhum comentário: